Página 1 dos resultados de 105 itens digitais encontrados em 0.045 segundos

Enraizamento de estacas herbáceas de Passifloras silvestres e sua utilização como porta-enxertos de maracujazeiro-azedo; Rooting of herbaceous cuttings of wild Passiflora and the use with rootstock of sour passion fruit

Vaz, Carolina de Faria
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
49.496875%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, 2008.; O uso de porta-enxertos resistentes a doenças de solo vêm sendo uma alternativa de controle a curto prazo, onde várias espécies silvestres de maracujazeiro vêm demonstrando um bom potencial. O presente trabalho teve como objetivo avaliar em casa-de-vegetação, o desenvolvimento de dois híbridos (P. edulis x P. setacea e P. coccínea x P. setacea) e quatro espécies de maracujá (P. setacea, P. coccínea, P. amethystina e P. edulis) como porta-enxerto para o maracujá-azedo, visando resistência às principais doenças de solo que atacam a cultura. No Capítulo 01 estudou-se a viabilidade da propagação assexuada do maracujazeiro através do enraizamento de estacas herbáceas utilizando cinco concentrações de AIB (ácido indolbutírico). O delineamento experimental foi de blocos ao acaso com 5 repetições e 30 tratamentos em arranjo fatorial 6 x 5 (seis espécies e cinco níveis do hormônio) e 6 estacas úteis por unidade experimental. Observouse que P. amethystina se destacou entre as demais espécies apresentando excelente percentual de enraizamento e que, à medida que se aumentava as doses de AIB aumentavase também os níveis de enraizamento e emissão de brotos das estacas. O Capítulo 02 foi conduzido com o objetivo de avaliar a enxertia do maracujá-azedo comercial em estacas herbáceas. Realizou-se dois experimentos...

Técnicas de cultivo in vitro e microenxertia ex vitro visando a eliminação do Cowpea Aphid-Borne Mosaic virus em Maracujazeiro-Azedo

Ribeiro, Leonardo Monteiro
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
69.496875%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, 2006.; O maracujazeiro-azedo (Passiflora edulis Sims f. flavicarpa Deg.) é uma das principais frutíferas brasileiras e seu cultivo apresenta boas perspectivas de expansão. O desenvolvimento da cultura tem sido dificultado por doenças, especialmente a doença do endurecimento dos frutos, causada pelo Cowpea aphid-borne mosaic virus (CABMV). A eliminação de vírus pela cultura de tecidos tem sido uma alternativa viável para muitas espécies e pode contribuir para a propagação vegetativa de genótipos superiores. O presente trabalho foi realizado com o objetivo de estudar a organogênese in vitro em plantas de maracujazeiro amarelo infectadas com o Cowpea aphid-borne mosaic virus (CABMV) e avaliar o efeito de meios de cultura utilizados sobre o ponto da enxertia na microenxertia ex vitro visando a eliminação do vírus CABMV. No estudo da organogênese foram avaliados cinco acessos: MAR-2003, MAR-2021, MAR-2024, MAR-2048, Rubi Gigante (RG) e quatro fontes de explantes: ápice caulinar, segmento internodal, segmento nodal e fragmento foliar. Foi utilizado para indução o meio MS suplementado por 2 mg.L-1 de 6-benzilaminopurina (BAP). O segmento nodal apresentou melhor desempenho no cultivo enquanto os piores resultados foram obtidos com o fragmento foliar. Os acessos apresentaram comportamento semelhante em relação ao percentual de explantes organogênicos e à produção de brotos. Foram observados em cortes histológicos meristemóides em explantes de nó e ápice. No trabalho envolvendo a eliminação de vírus por microenxertia ex vitro...

Desempenho agronômico, características fisico-quimicas e reação em genótipos de maracujazeiro-azedo cultivados no Distrito Federal; Agronomical performance, phusicochemical characterristics and reaction to diseases in genotypes of passion fruit cultived in Distrito Federal

Abreu, Simone de Paula Miranda
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
69.33598%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, 2006.; Resumo Geral – O objetivo do presente trabalho foi de avaliar o desempenho agronômico, características f[isico-químicas e a reação de genótipos de maracujazeiro-azedo (Passiflora edulis f. flavicarpa) à verrugose (Cladosporium herbarium Link.), à septoriose (Septoria passiflorae Lown.), à antracnose (Colletotrichum gloeosporiodes Penz.), à bacteriose (Xanthomonas axonopodis pv passiflorae) e à virose do endurecimento dos frutos (CABMV) cultivados no Distrito Federal em diferentes épocas de avaliação. O experimento foi realizado na Fazenda Água Limpa (FAL) da Universidade de Brasília (UnB). Foi utilizado o delineamento de blocos casualizados, com quatro repetições, 6 tratamentos (genótipos), sete plantas úteis por parcela em uma área de 0,8 ha. Os genótipos avaliados foram: Rubi gigante, EC-03, EC-L-7, RC-03, Redondão e Gigante Amarelo, totalizando 1454 plantas por hectare. Todos os genótipos se apresentaram produtivos, com exceção do genótipo RC-0-3, no total das 17 colheitas. Na avaliação geral, o EC-L-7 apresentou o maior comprimento, enquanto o Rubi gigante o menor. O genótipo Redondão foi o que obteve o maior diâmetro. Na relação comprimento/diâmetro os genótipos Rubi gigante e Redondão apresentaram os menores. O genótipo EC-L-7 apresentou a maior espessura da casca. O genótipo Rubi gigante apresentou o maior valor de °Brix e na relação SST/AT o genótipo EC-3-0 apresentou a maior relação SST/AT...

Reação de progênies de maracujazeiro-azedo ao Colletotrichum gloeosporioides e biocontrole da antracnose com Trichoderma spp.

Martins, Irene
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
49.77851%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, 2006.; Diante da importância da cultura do maracujazeiro, que confere ao Brasil a posição de principal produtor mundial, o presente trabalho teve como objetivos avaliar a reação de progênies de maracujazeiro-azedo (Passiflora edulis Sims f. flavicarpa Deg.) ao fungo Colletotrichum gloeosporioides (Penzig) Saccardo e avaliar isolados de Trichoderma spp. como agentes de biocontrole da antracnose. Visando a facilitar a produção de inóculo em quantidade suficiente para a realização dos ensaios, foram conduzidos, ainda, experimentos utilizando método de fermentação líquida, com quatro isolados do fungo. O trabalho foi desenvolvido no Setor de Fitopatologia da Estação Biológica da Universidade de Brasília e no Laboratório de Fitopatologia do Núcleo Temático de Controle Biológico (NTCB) da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia - CENARGEN no ano de 2005. Três isolados de C. gloeosporioides utilizados neste estudo (CEN 419, CEN 421 e CEN 433) foram obtidos a partir de amostras de folhas e frutos coletadas em supermercados e pomares do Distrito Federal (DF), enquanto um (CEN 422) foi gentilmente cedido pela UFRPE. Os isolados de Trichoderma são pertencentes à Coleção de Fungos para Controle Biológico de Fitopatógenos do CENARGEN. Os isolados C. gloeosporioides foram previamente avaliados quanto a patogenicidade...

Desempenho agronômico e reação à virose do endurecimento dos frutos de progênies de maracujazeiro-azedo no Distrito Federal

Mello, Rodrigo Marques de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
69.33598%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, 2009.; A cultura do maracujá é uma das mais importantes dentre as fruteiras cultivadas no Brasil, apesar de apresentar sérios problemas fitossanitários. O presente trabalho teve como objetivo avaliar a produtividade e a reação de genótipos de maracujazeiro-azedo à virose do endurecimento dos frutos, causada pelo Cowpea aphid-borne mosaic vírus (CABMV), no Distrito Federal. Os experimentos foram realizados na Fazenda Água Lima, para a avaliação da produtividade e reação a virose causada pelo CABMV, e na Estação Experimental da Biologia, para a avaliação das progênies, em casa de vegetação, quanto à incidência e severidade ao CABMV em mudas. O experimento conduzido na Fazenda Água Limpa teve o seguinte delineamento experimental: blocos casualizados, com 14 tratamentos (os genótipos) e quatro repetições, sendo a parcela útil constituída por oito plantas. Os genótipos estudados foram: PCF2, EC-RAM, AR01, AR02, MAR20#36, MAR20#46, AP1, FP01, FB200, RC3, GA2, MAR20#03, MAR20#23 e MAR20#09. Realizaram-se 50 colheitas em que foram determinados os seguintes parâmetros: produtividade (kg/ha), massa média dos frutos (g); classificação dos frutos em cinco classes (primeira...

Produtividade e reação de progênies de maracujazeiro azedo a doenças em campo e casa de vegetação

Sousa, Marcelo Alves de Figueiredo
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
Português
Relevância na Pesquisa
69.496875%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Fitopatologia, 2009.; A cultura do maracujá é uma das mais importantes dentre as fruteiras cultivadas no Brasil, apesar de apresentar sérios problemas fitossanitários. O presente trabalho teve como objetivo avaliar a produtividade, qualidade de frutos e a resistência de progênies de maracujazeiro azedo a virose do endurecimento dos frutos (Cowpea aphid-borne mosaic vírus CABMV), a septoriose (Septoria passiflorae), verrugose (Cladosporium herbarum), antracnose (Colletotrichum gloeosporioides) e a bacteriose (Xanthomonas axonopodis pv. passiflorae) no campo, casa de vegetação. Os experimentos foram realizados na Fazenda Água Lima, para a avaliação da produtividade, qualidade dos frutos e reação a virose, bacteriose, verrugose e septoriose, e na Estação Experimental da Biologia, para a avaliação das progênies, em casa de vegetação, quanto à incidência e severidade às doenças antracnose, verrugose, bacteriose e virose. O experimento conduzido na Fazenda Água Limpa foi montado em blocos casualizados, com 26 tratamentos (progênies) e quatro repetições, sendo a parcela útil constituída por oito plantas. As progênies avaliadas em condições de campo foram: MAR20#12...

Reação de dez progênies de maracujá-azedo (Passiflora edulis Sims f. flavicarpa Deneger) e do maracujá-doce (Passiflora alata Dryand) à raça 1 de Meloidogyne incognita; Reaction of ten passionfruit genotypes (Passiflora edulis Sims f. flavicarpa Deneger) and Passiflora alata dryand to the race 1 of Meloidogyne incognita

El-Moor, Renata Dario; Peixoto, José Ricardo; Ramos, Maria Lucrécia Gerosa; Mattos, Jean Kleber de Abreu
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
59.496875%
O nematóide das galhas causa perdas econômicas para a cultura do maracujazeiro. Esse experimento apresenta a reação de dez progênies de maracujazeiro azedo (Havaiano, Marília Seleção Cerrado, Redondão, Roxo Fiji x Marília, MAR 20#19, MAR 20#32, MAR 20#42, MAR 20#43, MAR 20#45, MAR 20#58) e do maracujazeiro doce, à raça 1 de Meloidogyne incognita. O experimento foi conduzido sob condição de casa de vegetação. Mudas de 30 dias foram inoculadas com 1.200 ovos/planta de M. incognita (raça 1). Noventa dias após a inoculação, foram avaliados o crescimento vegetativo e o número de galhas por planta. As progênies MAR 20#19, MAR 20#32, MAR 20#42, MAR 20#43, MAR 20#45, Marília Seleção Cerrado (MSC), Redondão e híbrido F1 (Roxo Fiji x Marília) foram moderadamente resistentes à raça 1 de M. incognita. Por outro lado, as progênies Havaiano e MAR 20#58 foram moderadamente susceptíveis, apresentando 65,48% e 43,83% de galhas/planta, respectivamente, em relação à testemunha. Aparentemente, as progênies mais vigorosas mostraram-se mais resistentes, enquanto as progênies menos vigorosas mostraram-se mais susceptíveis ao nematóide. ____________________________________________________________________________________ ABSTRACT; The knot root nematode causes economic losses to passionfruit. The objective of this work wat to study the reaction of ten progenies of yellow passionfruit (Havaiano...

Reação de genótipos de maracujazeiro-azedo aos nematóides de galhas (Meloidogyne incognita e Meloidogyne javanica); Reaction of passion fruit genotypes to root knot nematodes (Meloidogyne incognita e Meloidogyne javanica)

El-Moor, Renata Dario; Peixoto, José Ricardo; Ramos, Maria Lucrécia Gerosa; Mattos, Jean Kleber de Abreu
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
69.50863%
O nematóide das galhas é apontado como uma das causas da baixa produtividade de inúmeras lavouras de maracujá-azedo. O presente trabalho teve como objetivo avaliar a reação de genótipos de maracujazeiro-azedo aos nematóides das galhas, formado pela mistura de Meloidogyne incognita e Meloidogyne javanica. O ensaio foi conduzido em casa-de-vegetação utilizando o delineamento de blocos casualizados, com quatro repetições e 6 plantas úteis por unidade experimental, em esquema de parcela subdividida com quatro níveis de inóculo: 0; 25; 50 e 75 ovos/ml de substrato, correspondendo as populações iniciais de 0; 3.000; 6.000 e 9.000 ovos por muda, respectivamente, distribuídos nas parcelas e quatro genótipos: Redondão, Yelow Máster FB-100, F1 (Marília x Roxo Australiano) e MAR 20#41, nas subparcelas, totalizando 16 tratamentos. Mudas produzidas em bandejas de poliestireno, contendo substrato artificial à base de vermiculita mais casca de Pinus spp. foram inoculadas aos 40 dias após a semeadura. Avaliações no crescimento vegetativo das plantas e número de galhas foram realizadas noventa dias após a inoculação. Não foram observadas diferenças significativas no crescimento das plantas em função do nível de inóculo. O uso de 3.000 e 6.000 ovos do nematóide por planta resultou em diferença significativa no número de galhas. O genótipo Redondão foi superior às demais cultivares quanto às variáveis relacionadas ao crescimento vegetativo...

Reação de genótipos de maracujazeiro-azedo ao vírus do endurecimento do fruto (Cowpea aphid-borne mosaic virus – CABMV); Reaction of passion fruit genotypes to Cowpea aphid-borne mosaic virus (CABMV)

Pinto, Patrícia Hossoe Dantas; Peixoto, José Ricardo; Junqueira, Nilton Tadeu Vilela; Resende, Renato de Oliveira; Mattos, Jean Kleber de Abreu; Melo, Berildo de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
69.66952%
O endurecimento dos frutos causado pelo vírus Cowpea aphid-borne mosaic virus (CABMV) é considerada a virose economicamente mais importante no maracujazeiro-azedo (Passiflora edulis f. flavicarpa Deg.). Com o objetivo de avaliar a reação de genótipos de maracujazeiro-azedo ao vírus do endurecimento do fruto implantou-se em casa-de-vegetação na Estação Biológica da Universidade de Brasília (UnB) um experimento utilizando-se mudas provenientes de sementes. O delineamento experimental utilizado foi de blocos inteiramente casualizados com quatro repetições e 4 plantas por parcela, testando-se 62 genótipos. A inoculação do vírus foi feita mecanicamente utilizando-se o extrato obtido a partir de material foliar sintomático em solução tampão fosfato de sódio e o abrasivo “celite”, em folhas de mudas com 150 dias de idade. Foram realizadas duas avaliações em intervalos de 15 dias. A avaliação da severidade do CABMV foi feita através de uma escala de notas de 1 a 3, sendo 1 folhas sem sintomas de mosaico; 2 folhas com mosaico leve e sem deformações foliares; 3 folhas com mosaico severo, com bolhas e deformações foliares. Na segunda avaliação, os genótipos MAR 20#35, MAR 20#11, MAR 20#51, MAR 20#32 e MAR 20#44 apresentaram a maior porcentagem de plantas resistentes (88%...

Reação de progênies de maracujazeiro-azedo ao vírus do endurecimento do fruto (Cowpea aphid-borne mosaic virus - CABMV) em casa de vegetação; Reaction of passion fruit progenies to Cowpea aphid-borne mosaic virus (CABMV) under greenhouse conditions

Leão, Rafaela Mariana Kososki; Peixoto, José Ricardo; Junqueira, Nilton Tadeu Vilela; Resende, Renato de Oliveira; Mattos, Jean Kleber de Abreu; Melo, Berildo de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
69.66952%
Apesar da grande importância econômica e da rusticidade do maracujazeiro azedo, tal cultura vem enfrentando vários problemas fitossanitários, entre os quais o vírus do endurecimento do fruto (Cowpea aphidborne mosaic vírus - CABMV). O trabalho foi desenvolvido com o objetivo de avaliar-se a reação de 63 progênies de maracujazeiro azedo ao vírus do endurecimento do fruto (CABMV) e selecionar plantas resistentes, em casa de vegetação da Universidade de Brasília. Foi utilizado o delineamento de blocos casualizados, com 63 tratamentos e quatro repetições. Procedeu-se a inoculação mecânica do vírus, com o extrato de material foliar sintomático macerado em solução tampão fosfato de sódio e o abrasivo celite, em mudas com 40 dias de idade. A avaliação dos sintomas foi feita aos 30 dias após a inoculação, utilizando-se uma escala de notas de 1 a 3, onde 1 significou uma planta resistente, 2 uma planta medianamente resistente e 3 uma planta suscetível. As progênies mais resistentes foram MAR 20-54 e MAR 20-55, e as mais suscetíveis foram MAR 20-02, MAR 20-03, MAR 20-04, MAR 20-14, MAR 20-20, MAR 20-25, MAR 20-30, MAR 20-37 e Porto Rico. Foram selecionadas as plantas resistentes, para posterior inoculação e seleção...

Desempenho agronômico de progênies de maracujazeiro-azedo no Distrito Federal; Agronomic performance of progeny passion fruit in the Federal District

Coimbra, Karuliny das Graças
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
49.68458%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, programa de Pós-graduação em Agronomia, 2010.; Dentre as frutas produzidas o maracujazeiro está em franca expansão no Brasil. Entretanto, a cultura tem enfrentado alguns problemas na produção refletindo em pequeno rendimento e baixa qualidade dos frutos. Entre os vários fatores responsáveis por essa restrição no cultivo do maracujazeiro pode-se citar a falta de bons materiais, o manejo cultural e fitossanitário da cultura. O presente trabalho teve como objetivo avaliar a produtividade e a reação de progênies de maracujazeiro-azedo à cladosporiose (Cladosporium herbarum), septoriose (Septoria passiflorae), mancha oleosa (Xanthomonas axonopodis pv. Passiflorae) e a virose do endurecimento do fruto (Cowpea aphid-borne mosaic vírus - CABMV). O experimento foi conduzido na Fazenda Água Limpa, Universidade de Brasília, tendo como delineamento experimental blocos casualizados com 14 tratamentos e quatro repetições, sendo a parcela útil constituída por oito plantas. As progênies de maracujazeiro-azedo avaliadas foram: mar20#23, FB200, mar20#03, mar20#09, AR01, AR02, mar20#36, FP01, GA2-AR1*AG, mar20#46, EC-RAM, Vermelhão Ingaí...

Características físicas e físico-químicas de frutos de genótipos de maracujazeiro-azedo, em diferentes épocas de colheita, no Distrito Federal; Physical - chemical characteristics of different genotypes of sour passion fruit cultivated in the Federal District

Dantas, Ana Montserrat Treitler
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
69.33598%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, 2009.; O Brasil é o maior produtor de maracujá, onde cerca de 60% da produção é destinada ao consumo in natura, e os 40% restante, às indústrias de processamento, sendo o suco concentrado o principal seu principal produto. A seleção de cultivares de maracujazeiroazedo que apresentem uma boa qualidade pós-colheita de seus frutos é de fundamental importância para o desenvolvimento da cultura no País. Seguindo este propósito, o presente trabalho teve como objetivo avaliar as características físico-químicas de 40 diferentes genótipos de maracujazeiro-azedo (Passiflora edulis f. flavicarpa) cultivados no Distrito Federal em diferentes épocas de avaliação. Foram realizados dois experimentosna Fazenda Água Limpa (FAL) da Universidade de Brasília (UnB), utilizando o delineamento de blocos casualizados, com quatro repetições. Os genótipos avaliados foram no primeiro experimento foram MAR20#03, GA2–AR1*AG, MAR20#036, AR02, AR01, MAR20#9, YELLOW MASTER FB200, AP01, RC 3, VERMELHÃO INGAÍ, EC-RAM, MAR20#46, FP 01, MAR20#23 e no segundo experimento: MAR20#12, MAR20#10, MAR20#41, MAR20#40, MAR20#24, MAR20#2005, MAR20#1...

Diversidade genética e reação de genótipos de maracujazeiro a septoriose, verrugose e mancha oleosa em casa de vegetação; Genetic diversity and reaction of passionfruit genotypes to septoria, scab, and bacterial spot in greenhouse

Kososki, Rafaela Mariana
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
Português
Relevância na Pesquisa
49.79068%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, Programa de Pós-Graduação em Agronomia, 2014.; O cultivo do maracujazeiro (Passiflora edulis Sims.) em escala comercial teve inicio no começo da década de 1970. O Brasil é o maior produtor e consumidor mundial de maracujá, sendo a Bahia o maior produtor nacional. Nos últimos anos tem-se observado uma redução na produtividade, o que se deve, principalmente, à ocorrência de doenças nessa cultura. Entre tais doenças, destaca-se a mancha oleosa ou queima bacteriana (Xanthomonas axonopodis pv. passiflorae), a verrugose (Cladosporium spp.) e a morte precoce (causada por um conjunto de fitopatógenos). Em programas de melhoramento, a estimativa de parâmetros genéticos é importante na indicação de recursos a serem utilizados e também no ganho de seleção esperado. Oito experimentos com 24 genótipos cada, de maracujazeiro-azedo, foram avaliadas aos 7, 14, 21, 28 e 35 dias, quanto à resistência a Septoria passiflorae e Cladosporium herbarum em condições de casa de vegetação na Universidade de Brasília. O delineamento foi o de blocos casualizados com quatro repetições, 24 tratamentos (genótipos) e seis plantas por parcela. Já para bacteriose...

Caracterização físico-química e molecular de genótipos de maracujá azedo cultivados no Distrito Federal

Greco, Sther Maria Lenza
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
Português
Relevância na Pesquisa
59.50863%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, Programa de Pós-Graduação em Agronomia, 2014.; Texto parcialmente liberado pelo autor. Conteúdo restrito: capítulos 2,3,4 e 5.; Na fruticultura nacional, algumas frutas lançam o Brasil à posição de grande produtor mundial, destacando-se o maracujá. Entretanto, essa cultura ainda enfrenta problemas como carência de materiais genéticos com alta produtividade, qualidade dos frutos, resistência a fitopatógenos e pequena longevidade da lavoura, em razão, principalmente, da falta de trabalhos de pesquisa nas diversas áreas do conhecimento e especialmente com melhoramento genético. Verifica-se, que a cultura do maracujazeiro necessita de trabalho contínuo de melhoramento genético, uma vez que, existe poucas cultivares disponíveis aos produtores brasileiros e a produtividade das mesmas ainda é considerada baixa. Neste trabalho, objetivou-se gerar informações moleculares, morfoagronômicas e de qualidade dos frutos de maracujá azedo. Para isso utilizou-se a caracterização molecular, físico-química e estimativa de parâmetros genéticos visando explorar mais eficientemente a variabilidade genética existente e assim auxiliar na escolha de progenitores para cruzamentos controlados. O experimento foi realizado na Fazenda Água Limpa (FAL) da Universidade de Brasília (UnB). Os ensaios de avaliação físico-química foram conduzidos segundo as normas analíticas do Instituto Adolfo Lutz...

Utilização de água residuária de suinocultura na produção de mudas de maracujazeiro-azedo cv Redondo Amarelo

Cruz,Maria do Céu Monteiro da; Ramos,José Darlan; Oliveira,Dili Luiza de; Marques,Virna Braga; Hafle,Oscar Mariano
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 Português
Relevância na Pesquisa
49.895464%
O aproveitamento de água residuária de suinocultura, além de servir como fonte de nutrientes, constitui-se numa prática de reutilização da água, evitando a poluição de água e do solo. Com esse intuito, foi instalado e conduzido um experimento aproveitando a água residuária de suinocultura para o desenvolvimento de mudas de maracujazeiro-azedo visando a suprir a necessidade de fertilizantes comerciais. Foi utilizado o esquema fatorial 5 x 2, no delineamento de blocos casualizados, sendo os fatores: as concentrações de água residuária de suinocultura (0; 25; 50; 75 e 100%) e os tipos de substrato (comercial e a mistura de terra+areia, na proporção v/v de 2:1), com 4 repetições e sete plantas por parcela. Após 60 dias, foram avaliadas as seguintes características: comprimento da parte aérea e do sistema radicular (cm), número de folhas, área foliar (cm²), matéria seca da parte aérea e do sistema radicular (mg) e análise foliar e de fertilidade do substrato terra+areia. O melhor desenvolvimento das mudas de maracujazeiro-azedo ocorreu com a aplicação da água residuária de suinocultura na concentração de 100%. A utilização da água residuária supriu a demanda nutricional de mudas de maracujazeiro-azedo na fase inicial...

Desempenho agronômico e reação a verrugose e à virose do endurecimento dos frutos de genótipos de maracujazeiro-azedo cultivados no Distrito Federal; Agonomic performance and reaction to fruit scab and to woodiness virus in sour passion fruit genotypes cultivated in Distrito Federal

Maia, Thales Eduardo de Godoy
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
69.33598%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, 2008.; O Brasil é o maior produtor mundial de maracujá, porém, apresenta sérios problemas fitossanitários. O presente trabalho foi desenvolvido com o objetivo de avaliar a produtividade e a reação de genótipos de maracujazeiro-azedo à verrugose ou cladosporiose (Cladosporium herbarum Link.), e à virose do endurecimento dos frutos (Cowpea aphid-borne mosaic virus - CABMV) adaptados ao cultivo no Distrito Federal. O experimento foi realizado na Fazenda Água Limpa, pertencente à Universidade de Brasília (UnB). Utilizou-se o delineamento experimental de blocos casualizados, com quatro repetições, 14 tratamentos (genótipos), 8 plantas úteis por parcela. Foram avaliados os 14 genótipos: [PCF-2, EC-RAM, MAR 20#03, MAR 20#09, MAR 20#23, MAR 20#36, MAR 20#46, AR-01, AR-02, YM FB-200, FP-01, RC- 3, GA-2, AP-1], totalizando 1111 plantas por hectare, plantados em setembro de 2006. Foi efetuada irrigação suplementar a partir do mês de março de 2007. Os parâmetros analisados, após 20 colheitas ou 9 meses, foram: produtividade estimada (kg/ha); massa média de frutos (g); classificação dos frutos em 5 classes, frutos de primeira...

Desempenho agronômico de progênies de maracujazeiro-roxo e maracujazeiro-azedo no Distrito Federal; Behavior of purple passionfruit and yellow passionfruit genotypes in Federal District, Brazil

Medeiros, Sidney Almeida Filgueira de; Pires, Márcio de Carvalho; Yamanishi, Osvaldo Kiyoshi; Peixoto, José Ricardo; Junqueira, Nilton Tadeu Vilela; Ribeiro, Juliana Galvarros Bueno Lôbo
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
69.79068%
O maracujá-roxo é uma fruta que, em boas condições de produtividade e qualidade, pode transformar-se numa fonte de renda importante para o agricultor, devido ao elevado valor pago no mercado europeu pela fruta in natura. Com o objetivo de avaliar a produção de frutos de maracujazeiro-roxo provenientes da Austrália, em condições de cerrado, foi realizado um experimento com delineamento em blocos casualizados, com nove tratamentos, sete plantas úteis por parcela e 4 repetições. Os acessos de maracujazeiro-roxo foram: 'Lacey', '14', '25', 'Supersweet 9', '37(1)', '37(2)' e '96A'. Como testemunha, foi avaliado o acesso de maracujazeiro-azedo 'Marília Seleção Cerrado' e do híbrido 'BRS Ouro Vermelho'. Com base nos resultados, pode-se concluir que as testemunhas apresentaram as maiores produções e, dentre as variedades de maracujazeiro-roxo, o acesso '14' foi o mais produtivo, enquanto o acesso 'Lacey' foi o que apresentou o maior número de frutos colhidos, o maior peso total de frutos, o maior número de frutos por planta, frutos por hectare e frutos da classe A. A variedade 'S9' apresentou o maior percentual de frutos roxos, maior peso médio de frutos e maior percentual de frutos da classe A. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT; The purple passion fruit with suitable yield and quality can become an important income source for growers due to high price achieved in the European fresh fruit market. With the aim to evaluate purple passion fruit varieties from Australia under Brazilian savanna conditions an experiment was carried out in a randomized blocks with 9 genotypes of passion fruit...

Caracterização físico-química de progênies de maracujá-roxo e maracujá-azedo cultivados no Distrito Federal; Physico-chemical characteristics of purple and acid-passion-fruit genotypes grown in Brasília

Medeiros, Sidney Almeida Filgueira de; Yamanishi, Osvaldo Kiyoshi; Peixoto, José Ricardo; Pires, Márcio de Carvalho; Junqueira, Nilton Tadeu Vilela; Ribeiro, Juliana Galvarros Bueno Lôbo
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
59.77851%
A qualidade de frutos de maracujá para o consumo in natura é um fator de extrema importância na comercialização para o mercado europeu. Diante disso, um experimento foi realizado com o objetivo de avaliar as características físico-químicas de frutos de maracujazeiro nas condições de cerrado. Utilizou-se um delineamento de blocos casualizados, com nove tratamentos e quatro repetições. Os tratamentos constaram de sete progênies de maracujá-roxo provenientes da Austrália e duas progênies de maracujá-azedo. As progênies de maracujazeiro-roxo utilizadas foram: 'Lacey', '14', '25', 'Supersweet 9', '37(1)', '37(2)' e '96A' e os de maracujazeiro-azedo foram 'Marília Seleção Cerrado' e 'Híbrido EC-2-0'. Com base nos resultados, pode-se concluir que o genótipo '37(2)' apresentou o maior teor de sólidos solúveis totais, a progênie 'Lacey' apresentou a menor espessura de casca e formato mais arredondado dos frutos, a progênie 'Marília Seleção Cerrado' obteve o maior peso de polpa e o maior número de sementes por fruto. Entre as progênies de maracujá-roxo, o maior peso da polpa foi da progênie 'S9', que também apresentou maior pH e menor acidez titulável. A cor da polpa predominante foi amarela. A correlação entre peso da polpa e acidez titulável mostrou-se positivamente forte...

DESENVOLVIMENTO DE MUDAS DE MARACUJAZEIRO-AZEDO ENXERTADAS EM ESPÉCIES SILVESTRES DE Passiflora

MORGADO,MARCOS ANTONIO DELL'ORTO; BRUCKNER,CLAUDIO HORST; ROSADO,LUCIANA DOMICIANO SILVA; SANTOS,CARLOS EDUARDO MAGALHÃES DOS
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2015 Português
Relevância na Pesquisa
49.66952%
O maracujazeiro-azedo é acometido por diversas doenças, sendo que as do sistema radicular tendem a inviabilizar o cultivo em diversas regiões; entretanto, há espécies de Passifloras que se demonstram resistentes, sendo que tornam necessários estudos sobre a influência pela enxertia destas espécies no maracujazeiro-azedo. Portanto, objetivou-se estudar a viabilidade da enxertia e o desenvolvimento inicial de maracujazeiro-azedo (Passiflora edulis) enxertado sobre P. alata, P. cincinnata, P. edulis, P. gibertii, P. morifolia e P. mucronata, comparadas com P. edulis não enxertado, proveniente de sementes. Aos 60 dias após a semeadura, foi realizada a enxertia por garfagem e, por um período de 105 dias, avaliaram-se a sobrevivência dos enxertos, altura da planta, comprimento dos internódios, número de folhas, diâmetro do porta-enxerto e do enxerto, área foliar e a massa da matéria seca da parte aérea e das raízes. A sobrevivência da enxertia foi superior a 90%, exceto na combinação P. edulis/P. morifolia que não apresentou brotações do enxerto e, posteriormente, morreram. A combinação P. edulis/P. gibertii tiveram menor altura do que P. edulis/P. mucronata, porém com semelhantenúmero de folhas, demonstrando que o P. gibertii teve efeito ananizante...

Fenologia reprodutiva do maracujazeiro-azedo no município de Campos dos Goytacazes, RJ

Souza,Sérgio Alessandro Machado; Martins,Kellen Coutinho; Azevedo,Amanda Silva de; Pereira,Telma Nair Santana
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2012 Português
Relevância na Pesquisa
49.895464%
Este estudo teve como objetivo caracterizar a fenologia reprodutiva do maracujazeiro-azedo no período de setembro de 2009 a setembro de 2010, nas condições do município de Campos dos Goytacazes-RJ (21° 45'W; 41°20'S). Avaliaram-se os dados referentes ao florescimento e frutificação, correlacionados com variáveis climatológicas (temperatura e pluviosidade). Uma escala para a avaliação do desenvolvimento dos estádios fenológicos reprodutivos do maracujazeiro-azedo foi proposta, com base em imagens digitalizadas de nove fenofases. Observou-se que o florescimento foi de outubro a março, meses com as maiores temperaturas médias, com pico no mês de janeiro e maior percentagem de frutos maduros no mês de fevereiro. A escala das diferentes fenofases foi útil na caracterização da fenologia reprodutiva do maracujazeiro-azedo. A variável temperatura apresentou alta correlação com o número de flores (0,87), indicando que é um agente fundamental no florescimento do maracujazeiro-azedo.