Página 1 dos resultados de 1598 itens digitais encontrados em 0.055 segundos

Gender and schooling inequalities in risk and protective factors for chronic diseases among Brazilian adults, through telephone survey; Desigualdades de sexo e escolaridade em fatores de risco e proteção para doenças crônicas em adultos Brasileiros, por meio de inquéritos telefônicos

MALTA, Deborah Carvalho; MOURA, Erly Catarina; MORAIS NETO, Otaliba Libanio de
Fonte: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva Publicador: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
85.92%
OBJECTIVES: To assess risk and protective factors for chronic noncommunicable diseases (CNCD) and to identify social inequalities in their distribution among Brazilian adults. METHODS: The data used were collected in 2007 through VIGITEL, an ongoing population-based telephone survey. This surveillance system was implemented in all of the Brazilian State capitals, over 54,000 interviews were analyzed. Age-adjusted prevalence ratios for trends at different schooling levels were calculated using Poisson regression with linear models. RESULTS: These analyses have shown differences in the prevalence of risk and protective factors for CNCD by gender and schooling. Among men, the prevalence ratios of overweight, consumption of meat with visible fat, and dyslipidemia were higher among men with more schooling, while tobacco use, sedentary lifestyle, and high-blood pressure were lower. Among women, tobacco use, overweight, obesity, high-blood pressure and diabetes were lower among men with more schooling, and consumption of meat with visible fat and sedentary lifestyles were higher. As for protective factors, fruit and vegetables intake and physical activity were higher in both men and women with more schooling. CONCLUSION: Gender and schooling influence on risk and protective factors for CNCD...

Erros de utilização de assentos de segurança infantil por menores de 4 anos; Child safety seat usage errors in under-4s

Oliveira, Sergio Ricardo Lopes de; Leone, Claudio; Carvalho, Maria Dalva de Barros; Santana, Rosângela Getirana; Lüders, Ludmila Elaine; Oliveira, Fernanda Cabrera
Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria; RIO DE JANEIRO Publicador: Sociedade Brasileira de Pediatria; RIO DE JANEIRO
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
85.8%
OBJETIVO: Analisar erros de utilização de assentos de segurança infantil por crianças matriculadas em creches e fatores relacionados. MÉTODOS: Estudo observacional transversal de coleta de dados prospectiva e eixo analítico retrospectivo. RESULTADOS: Um total de 42,7% das crianças apresentava erros de utilização. O modelo de regressão logística evidenciou maiores chances de erros na presença de duas ou mais crianças no veículo (odds ratio = 5,10, p = 0,007) e menores níveis de escolaridade e renda dos pais (renda e escolaridade médias: odds ratio = 7,00, p = 0,003; renda e escolaridade baixas: odds ratio = 3,40, p = 0,03). CONCLUSÃO: Os dados são coerentes com publicações internacionais.

Diferencial de rendimentos entre os empregados especializados e não-especializados na cultura da cana-de-açúcar no estado de São Paulo; Income differential between specialized and non-specialized workers in the sugarcane cultivation in the state of São Paulo

Lino, Leandro de Souza
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/08/2009 Português
Relevância na Pesquisa
85.8%
A partir do arcabouço teórico da Teoria do Capital Humano, analisam-se os indicadores socioeconômicos e as diferenças entre os empregados especializados e os não-especializados da cultura da cana-de-açúcar no estado de São Paulo. A Teoria do Capital Humano estuda e analisa a capacidade de as habilidades e de os conhecimentos adquiridos e estocados pelos indivíduos proporcionarem renda e produção. A partir dos dados da PNAD, para os anos entre 2002 e 2007, são analisadas e comparadas algumas variáveis, como idade, escolaridade, rendimentos, grau de formalização e posição na ocupação (permanente ou temporário), para os dois grupos de empregados (especializados e não-especializados). Os rendimentos apresentados pela amostra da PNAD ainda são comparados aos valores das Convenções Coletivas de Trabalho e ao salário mínimo real. Também são apresentadas informações coletadas com representantes de cinco usinas de açúcar e álcool, no que tange à qualificação profissional de empregados do corte manual, visando à recolocação no corte mecânico. Além disso, são estimadas três equações de rendimentos, para avaliar os efeitos da especialização sobre os rendimentos dos indivíduos, além de outras variáveis relacionadas às características pessoais dos empregados...

Desempenho cognitivo em diferentes níveis de escolaridade de adultos e idosos ativos

Coelho, Flávia Gomes de Melo; Vital, Thays Martins; Novais, Iane de Paiva; Costa, Geni de Araújo; Stella, Florindo; Santos-Galduroz, Ruth Ferreira
Fonte: Universidade do Estado do Rio Janeiro Publicador: Universidade do Estado do Rio Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 7-15
Português
Relevância na Pesquisa
86.06%
OBJETIVO: Comparar o desempenho cognitivo em diferentes níveis de escolaridade de indivíduos adultos e idosos praticantes de atividade física. MÉTODOS: Foram avaliados 122 indivíduos sem comprometimento cognitivo, idade entre 46 a 85 anos e escolaridade entre 1 a 15 anos, praticantes de atividade física há mais de 6 meses no Programa de Atividades Físicas e Recreativas para a Terceira Idade. Foi aplicada uma bateria de testes cognitivos para verificar as seguintes variáveis: memória de curto prazo, linguagem, aprendizagem, taxa de esquecimento e funções executivas. RESULTADOS: O teste de Kruskal-Wallis apontou diferenças entre os grupos, com diferentes níveis de escolaridade, apenas para a memória de curto prazo, sendo que o teste de U Mann Whitney demonstra diferença entre o grupo de menor escolaridade (1-4 anos) com o grupo de maior escolaridade (> 12 anos). CONCLUSÃO: Diante disso, sugere-se que adultos e idosos ativos, em diferentes níveis de escolaridade, apresentam um perfil cognitivo semelhante para os seguintes domínios cognitivos: linguagem, aprendizagem, taxa de esquecimento e funções executivas.; OBJECTIVE: To compare the cognitive performance at different education levels of adults and elderly physically active. METHODS: The study enrolled 122 individuals without cognitive decline...

Escolaridade e desempenho cognitivo em pacientes com epilepsia do lobo temporal mesial refratários ao tratamento farmacológico

Carvalho, Denise de Souza
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 89 p.| il., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
75.96%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas, Florianópolis, 2014.; Objetivo: Investigar o grau de associação independente entre o nível de escolaridade e as demais variáveis demográficas, clínicas, radiológicas e neurofisiológicas com o desempenho cognitivo de pacientes com epilepsia mesial refratária do lobo temporal mesial (ELTM). Métodos: Cem pacientes consecutivos com ELTM refratária relacionados à esclerose hipocampo (EH, n = 93) ou lesões tumorais mesial (não-EH, n = 7) foram incluídos no estudo. Foi realizada regressão linear múltipla para identificar as variáveis preditivas dos escores brutos de 25 testes cognitivos (variáveis dependentes). As variáveis independentes analisadas foram: sexo, estado civil, atividade laboral, história familiar de epilepsia, o lado da lesão temporal, tipo de lesão (EH ou não-EH), concordância entre a zona de início ictal pelo eletroencefalograma com eletrodos de superfície (Lado de início do EEG ictal) e a localização da lesão epileptogênica na ressonância magnética (RNM), tratamento farmacológico (mono e politerapia, nível sérico dos fármacos), dominância manual...

Influência da escolaridade na educação previdenciária

Araújo, Eduardo de Medeiros
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
76.02%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Programa de Pós-Graduação em Economia, 2013.; O objetivo desta dissertação é investigar a influência da escolaridade na contribuição previdenciária, aferindo-se os níveis de contribuição a uma Entidade Fechada de Previdência Complementar (EFPC) no seu plano de contribuição variável, além de identificar se há variação significativa por gênero nos níveis de contribuição. Para tal, analisou-se o grupo de participantes ativos do plano de benefícios na modalidade contribuição variável com base no mês de maio de 2012, sendo que a massa estudada contém 75.535 pessoas. Este estudo analisou as variáveis: contribuição, escolaridade, salário, idade e sexo. A análise dos resultados considerou a média, moda e regressão múltipla para toda massa e por gênero. A principal conclusão desta pesquisa é a evidência da influência da escolaridade nos níveis de contribuição para o plano de benefícios, que confirmou que quanto maior o grau de escolaridade maior a contribuição. ______________________________________________________________________________________ ABSTRACT; The objective of this dissertation is to investigate the influence of education on financial education...

Ligações inter e intramoleculares - perspectivas de ensino/aprendizagem nos diferentes graus de ensino

Osório, Margarida Maria de Jesus Pimentel
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
75.97%
O enorme crescimento científico/ tecnológico que ocorreu, sobretudo na última metade do século XX, introduziu alterações consideráveis nas condições e modo de vida da sociedade. As exigências das actuais sociedades democráticas impõem repensar finalidades do ensino das Ciências em geral da Química em particular. O largo espectro das Ligações Químicas confere a esta área do conhecimento em Química, uma importância crucial já que os fenómenos a ela inerentes, por via da sua intrínseca interligação com outras áreas do saber se repercutem em evidentes e reais manifestações. As propriedades químicas e físicas das diferentes substâncias dependem da natureza das suas ligações Inter e Intramoleculares. Assim, o estudo dos diferentes tipos de forças existentes entre as “partículas” que as constituem é de relevância fundamental no estudo quer da Química quer da Física. Contudo, e de um modo geral, este assunto é de abordagem complexa, tanto em relação ao seu ensino como à sua aprendizagem. O seu tratamento pedagógico afigura-se, então, como um tema de extrema importância, requerendo uma abordagem clara e atractiva que se venha a traduzir na aprendizagem e na compreensão de fenómenos que ocorrem no mundo que nos rodeia. A Didáctica das Ciências aponta para perspectivas mais culturais sobre o ensino das Ciências. O seu objectivo é a compreensão da Ciência e da Tecnologia...

Aprendizagem de física e química baseada na resolução de problemas : um estudo com alunos do 11º ano de escolaridade

Batista, Maria Emília Coelho de Almeida
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
85.75%
No Ensino Secundário pretende-se que os alunos desenvolvam uma literacia científica que contribua para os tornar cidadãos informados, activos e capazes de não só discutir mas também encontrar as soluções para os problemas com que se deparam no mundo em que vivem. Ora, a proposta de abordagem curricular centrada na Aprendizagem Baseada na Resolução de Problemas consiste na aprendizagem de novos conhecimentos a partir da confrontação dos alunos com contextos problemáticos. Assim, os objectivos deste estudo consistiram em conceptualizar, organizar, implementar e avaliar materiais curriculares numa perspectiva de ensino orientada para a Aprendizagem Baseada na Resolução de Problemas, inserida nas unidades temáticas “Movimentos na Terra e no Espaço” (componente de Física) e “ Da Atmosfera ao Oceano: soluções na Terra e para a Terra” (componente de Química) e em diagnosticar dificuldades sentidas quer pelos alunos quer pela professora na sua implementação. Esta abordagem foi aplicada numa turma do 11º ano de escolaridade do Curso de Ciências e Tecnologias, em duas fases. A primeira, aplicada à componente de Física, visava essencialmente avaliar os documentos quanto à sua conceptualização, aplicabilidade...

População portuguesa por nível de escolaridade, sexo e grupo etário: uma análise prospetiva para 2001-2031

Rodrigues, Inês Raquel Campos
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
76.07%
Tese de mestrado em Bioestatística, apresentada à Universidade de Lisboa, através da Faculdade de Ciências, 2012; O acesso a informação de qualidade relativa à estrutura populacional num dado momento, à sua evolução nos anos recentes e à forma como a dinâmica demográfica poderá variar no futuro desempenha um papel fundamental na tomada de decisão em variados sectores. O nível de instrução é um dos atributos que levam a maior distinção entre os membros de uma população; neste contexto, o objetivo central deste trabalho consistiu na elaboração de projeções demográficas para a população portuguesa por sexo, grupos etários quinquenais e nível de escolaridade, para o período 2001-2031. Recorreu-se, para tal, ao modelo de projeção multiestado. Um modelo multiestado é definido como um modelo para um processo estocástico, que em cada instante ocupa um de entre um conjunto de estados discretos, definidos pelo conjunto de características consideradas. Para além de estimar as probabilidades de transição entre níveis de escolaridade, foi necessário considerar os diferenciais relativos à fecundidade, mortalidade e migrações, por grau de instrução. O cálculo dos efetivos populacionais teve por base o método de componentes por coorte multiestado...

Hábitos de vida dos adolescentes : género, ano de escolaridade e prática de atividade física

Lopes, Mariana Dias de Magalhães
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa Publicador: Universidade Técnica de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
95.84%
Mestrado em Psicologia do Desporto; O estilo de vida saudável é composto por atitudes e hábitos que se adquirem ao longo da vida, nomeadamente, no período da adolescência. Assim, revela-se importante estudar não só os hábitos de vida adotados pelos adolescentes em geral como também, perceber o que poderá influenciar a aquisição dos mesmos. Neste trabalho, pretendeu-se estudar os hábitos de vida dos alunos do Instituto Profissional de Tecnologias Avançadas (IPTA), Escola Profissional situada na cidade do Porto, e relacionar as variáveis género, ano de escolaridade e prática de atividade física com esses mesmos hábitos. Na amostra de 194 alunos, 152 eram rapazes e 42 raparigas; dos 10º, 11º e 12º anos de escolaridade. Foram aplicados questionários, com perguntas adaptadas do HBSC - Health Behaviour in School Children, e feita a análise estatística dos mesmos. Os resultados obtidos mostram que, em geral, os adolescentes da amostra têm hábitos de vida saudáveis a vários níveis: alimentar, sono, consumo de substâncias e prática de atividade física. No entanto, verificaram-se algumas diferenças de género, idade e prática de atividade física. As raparigas parecem ter melhores hábitos alimentares...

Adultos que não completaram a actual escolaridade obrigatória: que desafios perante o mercado de trabalho?

Cavacas, Marina Nobre
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2008 Português
Relevância na Pesquisa
75.99%
Mestrado em Sociologia das Organizações, Trabalho e Emprego; Na actual sociedade, a educação e a formação profissional são as principais formas de preparação ou adaptação dos indivíduos para o mundo do trabalho, o qual tem vindo a tornar-se ao longo do tempo cada vez mais exigente. Como tal, a escolaridade insuficiente ou desadequada é um verdadeiro factor de vulnerabilidade para os indivíduos, constituindo um problema no momento de entrada e permanência no mercado de trabalho. Este trabalho de investigação tem como problemática central os baixos níveis de escolaridade no contexto português, e tem como principais objectivos analisar os desafios com os quais se deparam os indivíduos que não completaram a actual escolaridade obrigatória no mercado de trabalho, especialmente quando confrontados com uma situação de desemprego. O estudo empírico foi desenvolvido através de uma metodologia qualitativa, com a finalidade de aprofundar a experiência de desemprego dos indivíduos que não completaram a actual escolaridade obrigatória inscritos no Centro de Emprego do Seixal. Como conclusão, verificou-se que a situação de desemprego surge recorrentemente na vida destes indivíduos e é particularmente penosa...

A tendência cambiante da relação entre escolaridade e risco de obesidade no Brasil (1975-1997)

Monteiro,Carlos Augusto; Conde,Wolney Lisboa; Castro,Inês Rugani Ribeiro de
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2003 Português
Relevância na Pesquisa
75.99%
A partir de três inquéritos comparáveis realizados no último quarto do século vinte nas duas mais populosas regiões brasileiras, evidenciou-se uma mudança substancial na tendência secular da obesidade segundo níveis de escolaridade da população. Enquanto no primeiro período (1975-1989), o risco de obesidade foi ascendente em todos os níveis de escolaridade, tendendo a ascensão a ser máxima para homens e mulheres com maior escolaridade; no segundo período (1989-1997), o aumento da obesidade foi máximo para indivíduos sem escolaridade, registrando-se estabilidade ou mesmo diminuição da enfermidade nos estratos femininos de média ou alta escolaridade. Como resultado da tendência recente, diminui a relação positiva entre escolaridade e risco de obesidade em homens e acentua-se a relação inversa que já vinha se observando na população feminina. As principais implicações dos achados deste estudo são apreciadas do ponto de vista da Saúde Pública.

Geografia dos fluxos populacionais segundo níveis de escolaridade dos migrantes

Rigotti,José Irineu Rangel
Fonte: Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo Publicador: Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2006 Português
Relevância na Pesquisa
85.83%
A REESTRUTURAÇÃO produtiva induziu novos contornos na redistribuição espacial das atividades econômicas, que, por sua vez, influencia a redistribuição espacial da população brasileira. Este artigo procura identificar os padrões espaciais dos fluxos migratórios do país, tentando relacioná-los aos novos requisitos locacionais decorrentes da desconcentração da atividade econômica e interurbana. Para tal, foram delimitadas as principais redes migratórias do Brasil, tanto da população mais escolarizada quanto daquela menos escolarizada. As evidências apontam para uma maior regionalização dos fluxos populacionais, principalmente em relação às redes dos migrantes mais escolarizados. Concomitantemente, aqueles movimentos migratórios de mais longa distância, que caracterizavam os períodos de ocupação da fronteira agrícola-mineral e de mão-de-obra com baixa qualificação para as regiões industriais, experimentaram notório enfraquecimento.

Desempenho cognitivo em diferentes níveis de escolaridade de adultos e idosos ativos

Coelho,Flávia Gomes de Melo; Vital,Thays Martins; Novais,Iane de Paiva; Costa,Geni de Araújo; Stella,Florindo; Santos-Galduroz,Ruth Ferreira
Fonte: Universidade do Estado do Rio Janeiro Publicador: Universidade do Estado do Rio Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 Português
Relevância na Pesquisa
86.06%
OBJETIVO: Comparar o desempenho cognitivo em diferentes níveis de escolaridade de indivíduos adultos e idosos praticantes de atividade física. MÉTODOS: Foram avaliados 122 indivíduos sem comprometimento cognitivo, idade entre 46 a 85 anos e escolaridade entre 1 a 15 anos, praticantes de atividade física há mais de 6 meses no Programa de Atividades Físicas e Recreativas para a Terceira Idade. Foi aplicada uma bateria de testes cognitivos para verificar as seguintes variáveis: memória de curto prazo, linguagem, aprendizagem, taxa de esquecimento e funções executivas. RESULTADOS: O teste de Kruskal-Wallis apontou diferenças entre os grupos, com diferentes níveis de escolaridade, apenas para a memória de curto prazo, sendo que o teste de U Mann Whitney demonstra diferença entre o grupo de menor escolaridade (1-4 anos) com o grupo de maior escolaridade (> 12 anos). CONCLUSÃO: Diante disso, sugere-se que adultos e idosos ativos, em diferentes níveis de escolaridade, apresentam um perfil cognitivo semelhante para os seguintes domínios cognitivos: linguagem, aprendizagem, taxa de esquecimento e funções executivas.

Fatores determinantes dos crescimentos dos niveis de escolaridade da força de trabalho brasileira

Pauli, Rafael Camargo de
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Teses e Dissertações Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
85.89%
RESUMO: Este ensaio buscou identificar os determinantes das evoluções dos níveis de escolaridade nos três principais setores da economia privada brasileira: indústria, serviços e agropecuária, sob a erspectiva teórica da hipótese dos três setores. Verificou-se que, embora tenham ocorrido mudanças nas composições do produto e do emprego entre os setores, principalmente na década de 1990, as demandas relativas por trabalhadores qualificados não se alteraram na indústria ou nos serviços. Além disso, nos períodos em que se observaram os maiores aumentos de escolaridade, também ocorreram as maiores quedas salariais reais, sugerindo que o aumento da oferta de ensino foi o fator predominante na determinação do nível de qualificação médio do mercado de trabalho brasileiro. Os fatores estruturais, por sua vez, contribuíram negativamente para o nível de qualificação em todos os três setores.

Gestão de custos com medicamentos, aptidão física e qualidade de vida : estudo comparativo entre níveis de escolaridade e de atividade física em idosos institucionalizados de Cuiabá, Mato Grosso - Brasil

Ocampos, Jucineia da Conceição e Silva
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
85.94%
O presente estudo teve por objetivo analisar se a hidroginástica pode ser assumida como um instrumento de gestão no custo com medicamentos consumidos, na saúde, na aptidão física funcional, na qualidade de vida e nos estados de humor de idosos institucionalizados, com idade igual ou superior a 65 anos. Foi também verificada a influência dos níveis de escolaridade nas variáveis referidas. Participaram 54 idosos da cidade de Cuiabá/MT, de ambos os sexos, distribuídos por um grupo de hidroginástica (GE; N=40), organizado e planejado, existente há mais de um ano e por um grupo de controlo que não pratica exercício físico (GI; N=14). Preencheram questionários caracterizadores da qualidade de vida relacionada com a saúde e de estados de humor; foram efetuadas determinações antropométricas, avaliada a aptidão física funcional, a frequência cardíaca e a pressão arterial; foram feitas colheitas sanguíneas e registados os custos com medicamentos. Constatou-se uma predominância de mulheres idosas, brancas, viúvas, com ensino primário, com sobrepeso e que não fazem uso de tabaco e bebida alcoólica. Os praticantes de hidroginástica apresentaram melhores performances na aptidão física funcional, apesar de consumir mais medicamentos e apresentarem níveis elevados nas variáveis sanguíneas. Manifestaram melhor qualidade de vida relacionada com a saúde...

Atividades de investigação em Geometria: uma experiência no 2º ano de escolaridade

Azevedo, Nádia Alexandra P. Cobrado de
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2013 Português
Relevância na Pesquisa
95.74%
Dissertação apresentada à Escola Superior de Educação de Lisboa para obtenção de grau de mestre em Ciências da Educação, especialidade Educação Matemática na Educação Pré-Escolar e nos 1.º e 2.º Ciclos do Ensino Básico; O objetivo desta investigação é compreender como é que se desenvolve a atividade matemática dos alunos no decorrer de atividades de investigação na área da Geometria. De forma a tornar mais claro o objetivo do estudo, elaborei três questões que orientaram toda a investigação. Assim, pretendo saber (i.) como se desenvolve a atividade matemática dos alunos quando se envolvem em atividades de investigação matemática em geometria? (ii.) que processos são utilizados pelos alunos no decorrer deste tipo de atividades? (iii.) E qual o papel do professor no acompanhamento e orientação dos alunos envolvidos em atividades de investigação matemática em geometria? Este é um estudo que se enquadra no paradigma interpretativo, seguindo uma abordagem qualitativa, pelo que não se pretende generalizar os resultados, mas antes descrever e interpretar todo o processo, tendo em conta também o contexto pessoal e social onde se insere. Tomei como opção a realização de um único estudo com todos os alunos da minha turma do 2º ano de escolaridade...

Geografia dos fluxos populacionais segundo níveis de escolaridade dos migrantes; Geography of population flow according to the Migrants' Educational level

Rigotti, José Irineu Rangel
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Avançados Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Avançados
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/08/2006 Português
Relevância na Pesquisa
85.83%
A REESTRUTURAÇÃO produtiva induziu novos contornos na redistribuição espacial das atividades econômicas, que, por sua vez, influencia a redistribuição espacial da população brasileira. Este artigo procura identificar os padrões espaciais dos fluxos migratórios do país, tentando relacioná-los aos novos requisitos locacionais decorrentes da desconcentração da atividade econômica e interurbana. Para tal, foram delimitadas as principais redes migratórias do Brasil, tanto da população mais escolarizada quanto daquela menos escolarizada. As evidências apontam para uma maior regionalização dos fluxos populacionais, principalmente em relação às redes dos migrantes mais escolarizados. Concomitantemente, aqueles movimentos migratórios de mais longa distância, que caracterizavam os períodos de ocupação da fronteira agrícola-mineral e de mão-de-obra com baixa qualificação para as regiões industriais, experimentaram notório enfraquecimento.; THE PRODUCTIVE reorganization induced new contours in the spatial redistribution of economic activities, which, in turn, influenced the spatial redistribution of the Brazilian population. This paper seeks to identify the spatial patterns of migratory flows in Brazil, attempting to relate them with the new locational requirements of the deconcentration of economic and interurban activities. For such...

ANÁLISE DA RELAÇÃO ENTRE O DESEMPENHO ESCOLAR E OS SALÁRIOS DE PRÉ-APOSENTADOS NO ESTADO DO CEARÁ

Melo, Leonice Holanda Alves de; Tassigny, Mônica Mota; Frota, Antonio Jackson Alcantara; Neto, Jaime Martins de Sousa; Brasil, Marcus Vinicius de Oliveira
Fonte: Universidade Federal da Paraíba/Centro de Ciências Humanas Sociais e Agrárias Publicador: Universidade Federal da Paraíba/Centro de Ciências Humanas Sociais e Agrárias
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Avaliado pelos pares; Pesquisa Quantitativa Formato: application/pdf
Publicado em 03/03/2014 Português
Relevância na Pesquisa
85.84%
O objetivo deste estudo é investigar as relações entre o salário dos pré-aposentados e seus níveis de escolaridade. Participaram da pesquisa trinta e um pré-aposentados que trabalham a mais de trinta anos na Assembleia Legislativa do Ceará, e que restam apenas três anos para o desengajamento laboral. Foi realizada a análise de correlação entre os salários e nível escolar, constatando-se que o aumento do nível de escolaridade acarreta aumento significativo nos salários dos trabalhadores, sendo que 70% da variação dos salários estão relacionados com a variação da escolaridade, determinada através dos anos de estudo dos trabalhadores pesquisados. O investimento em educação está fortemente relacionado ao desempenho escolar dos alunos e esse desempenho afeta os salários a serem recebidos por esta geração quando ela está ainda no mercado de trabalho e, como analisado nesse estudo, no período da pré-aposentadoria.

A tendência cambiante da relação entre escolaridade e risco de obesidade no Brasil (1975-1997)

Monteiro,Carlos Augusto; Conde,Wolney Lisboa; Castro,Inês Rugani Ribeiro de
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2003 Português
Relevância na Pesquisa
75.99%
A partir de três inquéritos comparáveis realizados no último quarto do século vinte nas duas mais populosas regiões brasileiras, evidenciou-se uma mudança substancial na tendência secular da obesidade segundo níveis de escolaridade da população. Enquanto no primeiro período (1975-1989), o risco de obesidade foi ascendente em todos os níveis de escolaridade, tendendo a ascensão a ser máxima para homens e mulheres com maior escolaridade; no segundo período (1989-1997), o aumento da obesidade foi máximo para indivíduos sem escolaridade, registrando-se estabilidade ou mesmo diminuição da enfermidade nos estratos femininos de média ou alta escolaridade. Como resultado da tendência recente, diminui a relação positiva entre escolaridade e risco de obesidade em homens e acentua-se a relação inversa que já vinha se observando na população feminina. As principais implicações dos achados deste estudo são apreciadas do ponto de vista da Saúde Pública.