Página 1 dos resultados de 23 itens digitais encontrados em 0.019 segundos

Intenções e comportamentos reprodutivos de mulheres que vivenciam alta fecundidade em um grande centro urbano; Reproductive intentions and behavior of women who experience high fecundity in a large urban center

Soares, Vânia Muniz Néquer
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/04/2009 Português
Relevância na Pesquisa
66.04%
Introdução: As escolhas relacionadas à fecundidade são complexas e envolvem idéias e valores das sociedades e de seus integrantes. Existem muitos estudos que procuram explicar a fecundidade a partir de variáveis socioeconômicas e culturais, mas não indagam os motivos que teriam levado as mulheres a proceder de uma forma ou de outra para a formação de suas famílias. A fecundidade abaixo do nível de reposição é observada nos grandes centros urbanos brasileiros há algumas décadas, mas permanecem diferenciais intra-urbanos que precisam ser identificados, assim como seus determinantes. Objetivo: Identificar os diferenciais de fecundidade no município de Curitiba e contribuir para o conhecimento e entendimento do comportamento reprodutivo, motivações e vivência das mulheres com alta fecundidade. Metodologia: Pesquisa quantitativa e qualitativa, de caráter descritivo e exploratório. Analisou-se inicialmente a tendência da fecundidade e os diferenciais por bairro. O estudo na etapa quantitativa incluiu 441 mulheres residentes em Curitiba que tiveram o quinto ou mais filhos nascidos vivos em 2005, identificadas pelo SINASC. Para coleta dos dados nesta etapa utilizou-se questionário semi-estruturado. Os dados foram organizados em banco de dados Access e analisados com o uso do programa computacional Statistica v.8.0. Os sujeitos da etapa qualitativa constituíram-se de nove mulheres entrevistadas em profundidade a partir de roteiro temático. Os dados qualitativos foram interpretados seguindo os ensinamentos da "análise de conteúdo". Resultados: A taxa de fecundidade em Curitiba chegou a 1...

Duas mães? Mulheres lésbicas e maternidade; Two moms? Lesbians and motherhood

Corrêa, Maria Eduarda Cavadinha
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/04/2012 Português
Relevância na Pesquisa
45.74%
Em nossa sociedade, a relação heterossexual ainda parece ser a única possibilidade legitimada para formação de um casal ou até mesmo de uma família. Porém, é cada vez maior o número de pessoas que desafia os discursos normativos presentes e busca a constituição de parcerias afetivo-sexuais com outras de seu próprio sexo, muitas vezes associando essas parcerias à experiência da parentalidade, seja com filhos biológicos ou adotivos. Com as crescentes discussões sobre os direitos sexuais reprodutivos e com o surgimento de novos arranjos familiares, entre eles o formado por casais homossexuais, começa-se a desconstruir o modelo ideal de família nuclear e abre-se caminho para discussão de temas como a maternidade lésbica. Este trabalho pretende contribuir com o debate da homoparentalidade, procurando demonstrar as especificidades existentes entre essas mulheres e suas formas de construir sua cidadania íntima dentro do contexto heteronormativo da sociedade brasileira. Para tanto, foi traçado o seguinte objetivo geral: compreender as concepções sobre a parentalidade de mulheres lésbicas que buscam a gravidez por meio de doadores de sêmen, sejam eles conhecidos ou desconhecidos. O estudo proposto baseia-se nos pressupostos da pesquisa qualitativa...

Laqueadura tubaria, numero ideal de filhos e arrependimento

Luiz Eduardo Campos de Carvalho
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/12/2003 Português
Relevância na Pesquisa
106.08%
Nos últimos quarenta anos observou-se no Brasil uma queda significativa na taxa de fecundidade total. Dentre muitos fatores, a introdução e disponibilidade de métodos anticoncepcionais exerceram e continuam exercendo papel fundamental neste processo, sobretudo a prática da esterilização definitiva que representa o método anticoncepcional mais prevalente neste país. O presente estudo tem como objetivo avaliar a associação entre o número ideal de filhos, em relação ao número de nascidos vivos, e a prática da laqueadura, bem como sua relação com o arrependimento após a cirurgia. Realizou-se uma análise secundária de dados da pesquisa “O impacto das altas taxas de cesariana sobre a fecundidade de uma população. Um estudo de coorte retrospectiva em Campinas, Brasil”. Nesse estudo foram entrevistadas 3.878 mulheres, das quais 1.012 eram laqueadas e 109 referiram estar arrependidas. Utilizando-se os dados das mulheres laqueadas, realizaram-se dois estudos de caso-controle aninhado a uma coorte, o primeiro abordando a laqueadura e o segundo o arrependimento. As diferenças entre os grupos foram medidas através do teste χ2. Também se calcularam os odds ratios e seus respectivos IC 95%, para as variáveis preditoras. Realizaram-se modelos de regressão logística múltipla para se identificar os fatores que se associaram independentemente à esterilização definitiva e ao arrependimento posterior. Os resultados sugerem que as mulheres com NIF ≤ NV tinham maior risco de estarem laqueadas. Além disso...

Perfil nutricional da clientela atendida nos restaurantes comunitários do Distrito Federal

Silva, Amanda Branquinho
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
55.67%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Departamento de Nutrição, 2010.; A alimentação adequada é um direito previsto na Declaração Universal dos Direitos Humanos e um direito social recentemente consagrado pela Constituição Federal do Brasil. Tendo em vista os ideais nacionais de garantia da Segurança Alimentar e Nutricional, foi inaugurado em 2001 o primeiro restaurante comunitário do Distrito Federal e atualmente são dez restaurantes em funcionamento. As refeições oferecidas nesses restaurantes devem garantir não só o acesso ao alimento, mas também a promoção à saúde da população atendida, prevenindo as carências nutricionais e as doenças crônicas não transmissíveis como a obesidade. Nesse contexto o presente estudo tem por objetivo avaliar o perfil nutricional e adequação de consumo dos usuários dos Restaurantes Comunitários do Distrito Federal. Esse é um estudo de caráter transversal exploratório com amostra representativa para o DF. Foram avaliadas variáveis socioeconômicas e foi realizada avaliação antropométrica pela coleta de dados de peso, altura, circunferência da cintura (CC) e avaliação do percentual de gordura (dobras cutâneas e bioimpedância bipolar perna-perna). Elaboraram-se as fichas técnicas das preparações servidas durante os dias de coleta de dados. Para avaliar o consumo alimentar do almoço realizou-se por três dias o método da pesagem e observação direta da montagem dos pratos. Para avaliar o consumo diário aplicou-se o questionário de frequencia alimentar (QFSQ). Os dados de consumo foram avaliados segundo recomendações das DRIs (Dietary Reference Intakes). Para a análise estatística foram realizados o teste c2...

Alguns contributos para a caracterização da baixa fecundidade em Portugal

Maciel, Andreia; Mendes, Maria Filomena; Infante, Paulo
Fonte: INE Publicador: INE
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
45.82%
Face ao acentuado declínio da fecundidade em Portugal, com este trabalho pretende-se perceber as diferenças existentes entre o número de filhos desejados aos 20 anos e os filhos efetivamente tidos. Utilizando os dados do Eurobarómetro 2006, recorremos, em particular, à regressão logística para identificar e quantificar o efeito de covariáveis significativas, concluindo que o sexo feminino, o trabalhar a tempo inteiro, o estar separado, o ser mais jovem e o ter o primeiro filho muito tarde são fatores potenciadores de ter menos filhos que os que pretendiam ter aos 20 anos.

Manutenção de uma baixa fecundidade versus alteração da dimensão ideal da família no Sul da Europa

Maciel, Andreia; Mendes, Maria Filomena; Infante, Paulo
Fonte: APS Publicador: APS
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
96.13%
O adiamento da entrada na vida reprodutiva, referido como uma das principais causas quer do declínio da fecundidade por período, quer da sua manutenção em níveis substancialmente baixos, gerou a expectativa de que as alterações demográficas ora registadas sejam meramente temporárias e de que no seu término haveria uma recuperação dos níveis da fecundidade. Contudo, ultimamente, tem-se suscitado o receio de que os diminutos níveis de fecundidade do momento possam ser não somente o resultado do adiamento do nascimento dos filhos, mas também da sua renúncia parcial. Neste contexto, o nosso objetivo será verificar se existem diferenças na dimensão ideal da família consoante os grupos etários, e se, de facto, as coortes mais jovens apresentam uma preferência por uma família com menor descendência, bem como averiguar se o número ideal de filhos difere entre homens e mulheres. Pretende-se, ainda, perceber em que medida as diferenças entre o número de filhos que os indivíduos têm reportado como o ideal para a sua família e o número de filhos nascidos são influenciados por aquelas covariáveis. Para a construção de indicadores demográficos e a análise estatística vamos utilizar os dados do Eurobarómetro 2006. Ao nível metodológico...

Declínio da fecundidade, adiamento e número ideal de filhos em Portugal: o papel das medidas de politica

Mendes, Maria Filomena
Fonte: Imprensa Nacional- Casa da Moeda Publicador: Imprensa Nacional- Casa da Moeda
Tipo: Parte de Livro
Português
Relevância na Pesquisa
106%
“Numa referência recente à recuperação da fecundidade das gerações, Goldstein et. al. (2011) mencionaram que, de um grupo de 34 países, só 5 ainda mantêm o declínio no seu nível de fecundidade: 3 pertencem à Europa do Leste (Eslováquia, Hungria e Polónia), 1 à Europa do Sul (Portugal) e 1 à Ásia (Coreia). O Relatório sobre a Situação da População Mundial, feito pelo Fundo das Nações Unidas para a População (UNFPA) e apresentado em 2011, estima para o nosso país, uma das mais baixas fecundidades do Mundo. Face a tão preocupante diagnóstico, pretendemos reflectir sobre as razões que conduziram à situação actual em Portugal dando particular ênfase à evolução da diminuição do número de filhos por mulher e ao efeito do adiamento na idade em que, em média, as portuguesas têm os seus filhos. Em regra, o desejo, manifestado em diversos inquéritos, de uma dimensão familiar bastante superior aos valores efectivamente verificados, conduz à expectativa de que, se forem garantidas as condições mínimas para a concretização daqueles desejos, o nível de fecundidade aumentará de imediato. Aparentemente, o papel dos governos poderá ser, através de diferentes medidas de política, o de possibilitar às famílias o preenchimento daquele suposto desvio. Tentaremos aqui...

O Modelo de Procriação Real versus Ideal – O Valor dos Filhos

Dias, Maria Olívia
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /06/2014 Português
Relevância na Pesquisa
66.23%
Resumo Introdução: A história das populações sugere-nos uma sucessão de fases alternativas sobre a dimensão da família. Da fecundidade “natural” àquela controlada, temos atualmente um modelo de família onde o número de filhos tem sofrido uma diminuição acentuada, sobretudo nos países desenvolvidos, aos quais Portugal se associa a ponto de termos hoje um desequilíbrio demográfico, onde o número de idosos já ultrapassa o dos jovens, com consequências prejudiciais, em termos familiares, relacionais, sociais e económicos. Objetivos: Esta investigação teve como principal objetivo produzir alguns conhecimentos acerca dos modelos de procriação, designando-se o modelo efetivo por real e o modelo desejado por ideal. Pretendemos comparar estes dois modelos de modo a termos uma perceção não só do número mas também do valor e do impacto que os filhos têm na opinião das famílias. Metodologia: Este estudo, de tipo descritivo e quantitativo, envolveu 230 famílias clássicas das 34 freguesias do concelho de Viseu. Os dados foram obtidos através da aplicação de um inquérito ao qual respondia a mulher do casal, por razões de facilidade de acesso. Apresentamos os dados mais significativos do estudo em relação ao entendimento das vantagens e desvantagens...

Principais características biológicas e sociais do recém-nascido de baixo peso

Yunes,João; Coelho,Hebe da Silva; Colli,Anita S.; Conceição,José Augusto Nigro
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/1978 Português
Relevância na Pesquisa
65.83%
Estudou-se as principais características biológicas e sociais do recém-nascido de baixo peso (£ 2.500 g) comparado com o de peso normal (> 2.500) através de uma amostra de recém-nascidos admitidos no berçário e nascidos na Clínica Obstétrica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP durante o período de 1 ano. As características individuais do recém-nascido foram avaliadas através das variáveis sexo, cor, medidas antropométricas e condições clínicas. A assistência dispensada ao recém-nascido foi estudada quer sob o ponto de vista quantitativo como qualitativo. As condições sócio-econômicas foram analisadas através da caracterização ao tamanho da família, tipo de união, qualificação da mão de obra, escolaridade e renda. Também foram analisados o comportamento e a atitude das mães dos recém-nascidos quanto à utilização dos recursos de saúde, idade ideal para ter filhos e número ideal de filhos. As principais características médico-sociais identificadas e analisadas neste estudo fornecem elementos para subsidiar o estabelecimento de uma assistência global à gestante.

Fatores que influenciam o padrão radiológico de densidade das mamas

Figueira,Rosa Nara Machado; Santos,Ângela Isabel dos; Camargo,Maria Emília; Koch,Hilton Augusto
Fonte: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem Publicador: Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2003 Português
Relevância na Pesquisa
45.67%
O padrão de densidade mamográfica deve ser referido, com a finalidade de atentar o clínico para possíveis dificuldades no diagnóstico da afecção mamária, pois são conhecidas a menor sensibilidade e especificidade da mamografia em mamas densas. OBJETIVO: Correlacionar os diferentes padrões de densidade mamográfica com possíveis fatores que possam modificá-los, tais como idade, paridade e índice de massa corporal. MATERIAIS E MÉTODOS: Foram avaliados 849 mulheres e seus respectivos exames mamográficos, para identificação do padrão de densidade mamária, idade, paridade e índice de massa corporal. Realizou-se o teste do qui-quadrado, coeficiente de contingência e regressão logística. RESULTADOS: A maioria das mulheres situou-se na faixa etária dos 36 aos 55 anos. Houve predomínio dos padrões de baixa densidade (73,7%) sobre os de alta densidade (26,3%). Multiparidade foi encontrada em 69,8% da amostra, houve 16,5% de nulíparas e 13,7% com um filho. O índice de massa corporal foi normal em 53,3% das mulheres, 26,9% apresentaram sobrepeso, 9,5% eram obesas e 11,3% estavam abaixo do peso ideal. CONCLUSÃO: Os padrões densos foram influenciados pela idade jovem, nuliparidade e menor índice de massa corporal. Os padrões de baixa densidade aumentaram com a idade...

Percepção de mães sobre a assistência prestada a seus filhos por estudantes de medicina da sétima fase: estudo de caso no ambulatório de pediatria de um hospital universitário

Périco,Gregory Vinicius; Grosseman,Suely; Robles,Ana Carolina C.; Stoll,Carolina
Fonte: Associação Brasileira de Educação Médica Publicador: Associação Brasileira de Educação Médica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2006 Português
Relevância na Pesquisa
35.81%
OBJETIVOS: Conhecer a percepção de mães sobre consulta ideal e a assistência prestada a seus filhos pelos alunos de Medicina da sétima fase no Ambulatório de Pediatria do Hospital Universitário da UFSC. MÉTODO: Pesquisa qualitativa, do tipo estudo de caso, utilizando entrevista semi-estruturada em profundidade com 12 mães cujos filhos eram consultados no ambulatório de Pediatria do Hospital Universitário da UFSC, por acadêmicos de Medicina da sétima fase. RESULTADOS: As mães estavam satisfeitas com o atendimento prestado pelos acadêmicos e mencionaram que os aspectos que mais as agradaram foram a relação médico-paciente - representada pela atenção, paciência e carinho -, o fornecimento de informações claras e detalhadas, em linguagem acessível, e o exame físico minucioso. Entre as limitações sentidas, foram citadas a demora das consultas e a grande quantidade de pessoas no consultório. CONSIDERAÇÕES FINAIS: A relação médico-paciente foi determinante para a satisfação destas mães com o atendimento, além do exame físico minucioso. A redução no número de estudantes presentes na consulta deve ser considerada.

Número ideal de filhos como fator de risco para laqueadura tubária

Carvalho,Luiz Eduardo Campos de; Cecatti,José Guilherme; Osis,Maria José Duarte; Sousa,Maria Helena de
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2004 Português
Relevância na Pesquisa
105.96%
O objetivo deste artigo é avaliar a associação entre o número ideal de filhos (NIF) e a realização da laqueadura. Foi feito um estudo de caso-controle aninhado, com base em uma análise secundária de dados obtidos em um estudo de coorte sobre a saúde reprodutiva de mulheres em Campinas, São Paulo, Brasil, que teve como sujeitos 3.878 mulheres, das quais 1.012 eram laqueadas (casos). A relação entre NIF e o número de nascidos vivos (NV) foi dividida em duas categorias (NIF > NV e NIF ¾ NV). Foram calculados os riscos relativos estimados (odds ratio) para a realização de laqueadura e seus respectivos intervalos de confiança (IC) 95% para a relação NIF/NV, estratificando-se para outras dez variáveis. Todas as variáveis preditoras foram incluídas em um modelo de regressão logística para identificar os fatores independentemente associados à esterilização definitiva. Observou-se que o risco de laqueadura foi maior entre as mulheres com NIF < NV, maior idade, maior renda familiar, com companheiro, com mais de duas gestações, maior número de partos, com menor número de abortos e sem trabalho remunerado.

Intenções reprodutivas de mulheres que vivenciam regime de alta fecundidade em um grande centro urbano

Soares,Vânia Muniz Néquer; Schor,Néia; Morell,Maria Graciela Gonzalez de; Souza,Kleyde Ventura de; Diniz,Simone Carmem Grilo
Fonte: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública. Publicador: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.; Associação Paulista de Saúde Pública.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2013 Português
Relevância na Pesquisa
75.93%
Neste estudo quantitativo e de base populacional objetivou-se identificar as intenções reprodutivas de mulheres com cinco ou mais filhos, residentes em Curitiba, Paraná. Foram entrevistadas 441 mulheres em seus domicílios entre os anos de 2006 a 2008. Calcularam-se frequências, e o teste t de Student e o coeficiente de Spearman para algumas variáveis. Para análise das perguntas abertas utilizou-se a análise de conteúdo e se elaboraram tabelas com as categorias e as respectivas frequências. O estudo revelou que para 51% das mulheres o número ideal de filhos seria dois; 10% tiveram o número de filhos que desejavam. Em 113 casos (40,4%) o marido preferia ter um número maior de filhos do que as mulheres. Identificaram-se dificuldades na definição e na conquista da fecundidade desejada, falhas na assistência à saúde reprodutiva e desigualdades sociais e de gênero. O monitoramento pelos gestores de saúde dos diferenciais de fecundidade é necessário para o alcance da justiça social e a garantia dos direitos humanos, sexuais e reprodutivos, no Brasil.

Número ideal de filhos e arrependimento pós-laqueadura

Carvalho,Luiz Eduardo Campos de; Cecatti,José Guilherme; Osis,Maria José Duarte; Sousa,Maria Helena de
Fonte: Associação Médica Brasileira Publicador: Associação Médica Brasileira
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2006 Português
Relevância na Pesquisa
136.08%
OBJETIVOS: Avaliar a correlação entre o número ideal de filhos (NIF) e o arrependimento pós-laqueadura. MÉTODOS: Foi realizado um estudo de caso-controle aninhado a uma coorte. De um total de 3878 mulheres entrevistadas na coorte, 1012 estavam laqueadas no momento da entrevista do estudo original e constituíram a amostra deste estudo. Consideraram-se como arrependidas e se constituíram nos casos as mulheres que referiram que, nas mesmas circunstâncias, não voltariam a fazer a laqueadura (103 - 10,8%). O NIF foi categorizado de acordo com sua relação com o número de filhos vivos (NV): NIF > NV e NIF < NV. Calculou-se a proporção de mulheres arrependidas e estimou-se o risco de arrependimento conforme a relação NIF/NV por meio de odds ratio com os respectivos intervalos de confiança (IC) de 95%. Posteriormente, estratificou-se a análise pelas variáveis de controle. Realizaram-se dois modelos de regressão logística múltipla para identificar os possíveis fatores de risco para o arrependimento pós-laqueadura entre as mulheres com NIF > NV. RESULTADOS: Evidenciaram-se como fatores de risco independentes para o arrependimento pós-laqueadura o NIF > NV (OR 12,7), fazer a laqueadura com a intenção de esperar um tempo para ter mais filhos (OR 8...

Frequency and characteristics of induced abortion among married and single women in São Paulo, Brazil; Aborto provocado: sua dimensão e características entre mulheres solteiras e casadas da cidade de São Paulo, Brasil

SILVA, Rebeca de Souza e; VIEIRA, Elisabeth Meloni
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
85.74%
This article presents the results of a study in the city of São Paulo, Brazil, aimed at estimating the frequency of induced abortion among women 15 to 49 years of age. The objective was to characterize the occurrence of induced abortion by comparing the ideal number of children, age, and contraceptive use between married and single women. Based on random sampling, 1,749 interviews were held, including 764 married women, 658 single women, and 327 with other marital status. The analysis included: mean number of abortions per woman by analysis of variance and proportions of abortions and pregnancy, using the chi-square test. The mean abortion rate for married women (45 per thousand) did not differ statistically from that of single women. However, the pregnancy rate was much lower in single women, and when single women became pregnant they used abortion more frequently; while fewer than 2% of pregnancies in married women ended in induced abortions, among single women the abortion rate exceeded 18%. Therefore, the priority in the reproductive health field should be to invest in the supply and dissemination of appropriate contraceptive methods for women's early sexually active life.; Apresenta-se uma pesquisa realizada na cidade de São Paulo...

Principais características biológicas e sociais do recém-nascido de baixo peso; The main biological and social characteristics of children low birth-weight

Yunes, João; Coelho, Hebe da Silva; Colli, Anita S.; Conceição, José Augusto Nigro
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/09/1978 Português
Relevância na Pesquisa
65.89%
Estudou-se as principais características biológicas e sociais do recém-nascido de baixo peso (;£; 2.500 g) comparado com o de peso normal (>; 2.500) através de uma amostra de recém-nascidos admitidos no berçário e nascidos na Clínica Obstétrica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP durante o período de 1 ano. As características individuais do recém-nascido foram avaliadas através das variáveis sexo, cor, medidas antropométricas e condições clínicas. A assistência dispensada ao recém-nascido foi estudada quer sob o ponto de vista quantitativo como qualitativo. As condições sócio-econômicas foram analisadas através da caracterização ao tamanho da família, tipo de união, qualificação da mão de obra, escolaridade e renda. Também foram analisados o comportamento e a atitude das mães dos recém-nascidos quanto à utilização dos recursos de saúde, idade ideal para ter filhos e número ideal de filhos. As principais características médico-sociais identificadas e analisadas neste estudo fornecem elementos para subsidiar o estabelecimento de uma assistência global à gestante.; A study was made on the main biological and social characteristics of low birth-weight (;£; 2500 g) as compared to normal weight (>; 2500 g) based on a sample of newborn admited to the nursery and born at the "Clínica Obstétrica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo" during the period of one year. The individual characteristics of the new-born were evaluated according to the variables sex...

Padrões de aborto provocado na Grande São Paulo, Brasil; Patterns of induced abortion in urban area of Southeastern region, Brazil

Souza e Silva, Rebeca de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/02/1998 Português
Relevância na Pesquisa
65.76%
OBJETIVO: Avaliar o comportamento do aborto provocado, segundo algumas variáveis sociodemográficas, para a população de mulheres em idade fértil (entre 15 e 49 anos de idade), residentes no subdistrito de Vila Madalena, São Paulo (Brasil). MATERIAL E MÉTODO: Foram selecionadas duas amostras populacionais. Uma delas, com 996 mulheres, foi destinada a investigar a incidência do aborto em 1987, recorrendo-se à TRA. Na outra, com 1.004 mulheres, a mesma informação foi coletada mediante abordagem direta. Em ambas as amostras foram coletadas as informações referentes à história genética das mulheres, apenas por abordagem direta. Embora a análise desenvolvida paute-se, unicamente, nesses eventos passados, é justamente a TRA que permite assegurar que as tendências detectadas são fidedignas. RESULTADOS E CONCLUSÕES: Foi possível se diagnosticar que as mulheres que mais recorrem à provocação de um aborto são as solteiras, as jovens entre 15 e 19 anos de idade, as que ainda não têm filhos, as que ainda não atingiram o número desejado de filhos, as que usam contraceptivos - sobretudo os não eficazes, e as que aceitam a prática do aborto provocado sem quaisquer restrições. Essas foram as que recorreram mais largamente a tal prática. Há fortes indícios de que os referidos grupos sejam...

Reproductive intentions of women who experienced high fertility in a major urban center; Intenções reprodutivas de mulheres que vivenciam regime de alta fecundidade em um grande centro urbano

Soares, Vânia Muniz Néquer; Schor, Néia; Morell, Maria Graciela Gonzalez de; Souza, Kleyde Ventura de; Diniz, Simone Carmem Grilo
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/09/2013 Português
Relevância na Pesquisa
76%
This quantitative and population-based study aimed to identify reproductive intentions of women with five or more children living in Curitiba, Paraná. 441 women were interviewed in their homes between the years 2006 to 2008. Frequencies were calculated, as well as Student's t test and Spearman coefficient for some variables. To analyse the open questions it was used content analysis and worked out tables with categories , their frequencies and percentages. The study revealed that for 51% of women the ideal number of children would have been two children; 10% had the number of children they wanted. In 113 cases (40.4%) the husbands would rather have a larger number of children than women. Difficulties were identified in the definition and achievement of desired fertility, besides failures in reproductive health care and social and gender inequalities. Health managers should monitor the differentials in fertility rates in order to pursue social justice and ensure human rights, as well as sexual and reproductive rights in Brazil.; Neste estudo quantitativo e de base populacional objetivou-se identificar as intenções reprodutivas de mulheres com cinco ou mais filhos, residentes em Curitiba, Paraná. Foram entrevistadas 441 mulheres em seus domicílios entre os anos de 2006 a 2008. Calcularam-se frequências...

Principais características biológicas e sociais do recém-nascido de baixo peso

Yunes,João; Coelho,Hebe da Silva; Colli,Anita S.; Conceição,José Augusto Nigro
Fonte: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/1978 Português
Relevância na Pesquisa
65.83%
Estudou-se as principais características biológicas e sociais do recém-nascido de baixo peso (£ 2.500 g) comparado com o de peso normal (> 2.500) através de uma amostra de recém-nascidos admitidos no berçário e nascidos na Clínica Obstétrica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP durante o período de 1 ano. As características individuais do recém-nascido foram avaliadas através das variáveis sexo, cor, medidas antropométricas e condições clínicas. A assistência dispensada ao recém-nascido foi estudada quer sob o ponto de vista quantitativo como qualitativo. As condições sócio-econômicas foram analisadas através da caracterização ao tamanho da família, tipo de união, qualificação da mão de obra, escolaridade e renda. Também foram analisados o comportamento e a atitude das mães dos recém-nascidos quanto à utilização dos recursos de saúde, idade ideal para ter filhos e número ideal de filhos. As principais características médico-sociais identificadas e analisadas neste estudo fornecem elementos para subsidiar o estabelecimento de uma assistência global à gestante.

Número ideal de filhos como fator de risco para laqueadura tubária

Carvalho,Luiz Eduardo Campos de; Cecatti,José Guilherme; Osis,Maria José Duarte; Sousa,Maria Helena de
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2004 Português
Relevância na Pesquisa
105.96%
O objetivo deste artigo é avaliar a associação entre o número ideal de filhos (NIF) e a realização da laqueadura. Foi feito um estudo de caso-controle aninhado, com base em uma análise secundária de dados obtidos em um estudo de coorte sobre a saúde reprodutiva de mulheres em Campinas, São Paulo, Brasil, que teve como sujeitos 3.878 mulheres, das quais 1.012 eram laqueadas (casos). A relação entre NIF e o número de nascidos vivos (NV) foi dividida em duas categorias (NIF > NV e NIF ¾ NV). Foram calculados os riscos relativos estimados (odds ratio) para a realização de laqueadura e seus respectivos intervalos de confiança (IC) 95% para a relação NIF/NV, estratificando-se para outras dez variáveis. Todas as variáveis preditoras foram incluídas em um modelo de regressão logística para identificar os fatores independentemente associados à esterilização definitiva. Observou-se que o risco de laqueadura foi maior entre as mulheres com NIF < NV, maior idade, maior renda familiar, com companheiro, com mais de duas gestações, maior número de partos, com menor número de abortos e sem trabalho remunerado.