Página 1 dos resultados de 89 itens digitais encontrados em 0.073 segundos

“Verdade biológica", género e parentalidade : representações de mulheres e homens sobre testes genéticos de paternidade ordenados por tribunais

Machado, Helena; Brandão, Ana Maria; Silva, Susana; Faria, Alessandra
Fonte: Associação Portuguesa de Sociologia Publicador: Associação Portuguesa de Sociologia
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
27.319097%
Esta comunicação foi produzida no âmbito do projeto “Mães e pais depois da “verdade biológica”? Género, desigualdades e papéis parentais” (FCOMP-01-0124-FEDER-008483), coordenado pela Doutora Helena Machado, desenvolvido em parceria pelo Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra e pelo Centro de Investigação em Ciências Sociais da Universidade do Minho.; À semelhança do que acontece em alguns países europeus, o Estado português desencadeia uma investigação de paternidade compulsória sempre que uma criança nascida fora do casamento é registada sem o nome do pai. Neste contexto, é cada vez mais frequente, por ordem dos tribunais, o recurso aos testes genéticos para apuramento da paternidade biológica. Com base em entrevistas semidiretivas realizadas a 10 mulheres e 12 homens envolvidos em processo judicial de investigação de paternidade, exploramos as diferenças de género na avaliação da importância da realização de testes genéticos e na atribuição de sentido à paternidade biológica. Os resultados obtidos apontam para articulações complexas entre a importância dada ao apuramento da verdade biológica da paternidade, a regulação diferencial das sexualidades masculina e feminina...

O sofrimento do regresso ao trabalho após a licença parental; El sufrimiento del regreso al trabajo después del permiso parental; Suffering from returning to work after parental leave

Martins, Cristina Araújo; Abreu, Wilson Pinto de; Figueiredo, Maria
Fonte: Sociedade Portuguesa de Enfermagem em Saúde Mental Publicador: Sociedade Portuguesa de Enfermagem em Saúde Mental
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /02/2015 Português
Relevância na Pesquisa
37.778867%
Contexto: A crescente participação feminina no mercado de trabalho levanta questões relacionadas com a gestão dos tempos entre responsabilidades profissionais e familiares, com particular relevância quando as mulheres se tornam mães. Objetivo: Este estudo procurou compreender as experiências das mães que regressam ao trabalho após o término da licença parental. Metodologia: Grounded Theory, com a participação de cinco pais e cinco mães (casais). Recolha de dados a partir de entrevistas semiestruturadas, antes e após o reinício da atividade laboral materna (total de 30 entrevistas). Recolha, codificação e análise dos dados realizadas de modo simultâneo e recursivo, num processo evolutivo constante. Resultados: Explicitam a difícil e desafiadora coexistência de papéis desempenhados pela mulher trabalhadora quando se torna mãe. Descrevem a categoria sofrendo com o regresso ao trabalho, que reflete a experiência da mãe ao se ver sujeita a afastar-se do filho para retomar a atividade laboral, finda a licença parental. Integram as subcategorias: angustiando-se com o regresso ao trabalho que se avizinha, percebendo a esposa perturbada com o regresso ao trabalho, tendo necessidade de confortar a esposa em sofrimento...

Análise de situações de menores em perigo : estudo exploratório de processos administrativos em dois tribunais de família e menores

Almeida, Ana Catarina Alves
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /07/2012 Português
Relevância na Pesquisa
27.637397%
Esta investigação, tem como objectivo geral a análise de todos os Processos Administrativos abertos em dois Tribunais de Família e Menores. Para isto, foi recolhida uma amostra de 1465 processos referentes aos dois tribunais, com o objectivo de conseguir uma caracterização da população que se dirige aos serviços do Ministério Público para a abertura do processo, assim como os outros intervenientes no processo. Assim, esta amostra indica que são as mulheres que mais pedem a intervenção destes serviços (86%), na sua grande maioria as progenitoras (80,2%). Quanto ao tipo de processos abertos, estes são maioritariamente Regulações do Exercício das Responsabilidades Parentais (48,4%), seguidos dos Incumprimentos do Exercício das Responsabilidades Parentais referentes à pensão de alimentos (31,8%). Uma vez que, por processo, muitas vezes eram referidos mais do que um menor, foi desenvolvida uma nova amostra, apenas referentes a estes, com um total de 1857. Destes, em partes iguais são do género masculino e do género feminino (50%), e, estão normalmente à guarda e cuidados das progenitoras. Dos motivos que levam à abertura deste tipo de processos estão as questões financeiras (42,8%) e problemas relacionais (42...

Mediação familiar e responsabilidades parentais : um estudo com profissionais e beneficiários do rendimento social de inserção

Silva, Inês Nunes
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 20/09/2013 Português
Relevância na Pesquisa
48.45329%
A presente investigação tem como principais objetivos realizar um levantamento e caracterização sociodemográfica das famílias beneficiárias de Rendimento Social de Inserção (RSI) com obrigatoriedade de Regulação do Exercício das Responsabilidades Parentais (RERP), assim como procurar pistas para uma potencial parceria entre o Instituto da Segurança Social, IP (ISS) e o Sistema de Mediação Familiar (SMF). No estudo quantitativo participaram 24 técnicos de nove protocolos do distrito de Lisboa e 168 agregados familiares beneficiários de RSI, a que correspondem 345 crianças. Os progenitores responderam a um inquérito por questionário construído para a investigação. No estudo qualitativo participaram 12 profissionais, nomeadamente seis técnicos de RSI e seis Mediadores Familiares que responderam a uma entrevista semiestruturada. Os resultados da investigação demonstram que existe um número significativo de beneficiários de RSI cujo Contrato de Inserção prevê a RERP ou a declaração de incumprimento do acordo de responsabilidades parentais. A maioria dos progenitores regulou o Exercício das Responsabilidades Parentais pela via judicial, e fê-lo por iniciativa própria. Relativamente à pensão de alimentos...

Direitos na parentabilidade: literacia, representações e práticas, numa perspetiva de género

Serôdio, Antónia Lucinda Teles de Matos
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
27.575247%
O acesso generalizado da mulher ao mercado de trabalho remunerado alterou, progressiva e sistematicamente, as relações sociais, de trabalho e familiares. Em consequência dessas alterações emergiram nas últimas décadas uma diversidade de medidas legislativas com especial reforço na proteção à parentalidade. Num contexto social cada vez mais complexo e plural, este trabalho propõe-se caracterizar, numa perspetiva de género e no nosso país, o conhecimento que os progenitores (homens e mulheres a viver em conjugalidade, em situação de duplo emprego e com pelo menos um filho até aos 12 anos de idade) detêm sobre os seus direitos na parentalidade, como os utilizam, bem como as representações sociais e práticas quotidianas envolvidas. Metodologicamente desenvolvemos uma investigação de tipo quantitativo, com recurso à técnica de inquérito por questionário aplicado eletronicamente. Os dados recolhidos foram analisados através de análise uni-variada e multivariada para teste de hipóteses. Este trabalho permitiu-nos concluir que o género e a escolarização dos indivíduos são as variáveis determinantes no acesso ao conhecimento e à utilização dos direitos na parentalidade, e que na partilha das responsabilidades parentais a mudança se vai operando com resistências e progressos...

Accounting for medical communication: Parents’ perceptions of communicative roles and responsibilities in the pediatric intensive care unit

GORDON, CYNTHIA; BARTON, ELLEN; MEERT, KATHLEEN L.; EGGLY, SUSAN; POLLACK, MURRAY; ZIMMERMAN, JERRY; ANAND, K. J. S.; CARCILLO, JOSEPH; NEWTH, CHRISTOPHER J. L.; DEAN, J. MICHAEL; WILLSON, DOUGLAS F.; NICHOLSON, CAROL;
Fonte: PubMed Publicador: PubMed
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2009 Português
Relevância na Pesquisa
28.127495%
Through discourse analysis of transcribed interviews conducted over the phone with parents whose child died in the Pediatric Intensive Care Unit (PICU) (n = 51), this study uncovers parents’ perceptions of clinicians’ and their own communicative roles and responsibilities in the context of team-based care. We examine parents’ descriptions and narratives of communicative experiences they had with PICU clinicians, focusing on how parents use accounts to evaluate the communicative behaviors they report (n = 47). Findings indicate that parental perceptions of communicative responsibilities are more nuanced than assumed in previous research: Parents identified their own responsibilities as participating as part of the team of care, gathering information, interacting with appropriate affect, and working to understand complex and uncertain medical information. Complementarily, parents identified clinician responsibilities as communicating professionally, providing medical information clearly, managing parents’ hope responsibly, and communicating with appropriate affect. Through the accounts they provide, parents evaluate both parental and clinician role-responsibilities as fulfilled and unfulfilled. Clinicians’ management of prognostic uncertainty and parents’ struggles to understand that uncertainty emerged as key...

The Educational Resilience of Children in Urban Squatter Settlements of Kathmandu

World Bank
Fonte: Washington, DC Publicador: Washington, DC
Português
Relevância na Pesquisa
27.319097%
Nepal is a partner to the international commitment to achieve the goals of Education for All (EFA) and Millennium Development Goals (MDGs) by 2015. Efforts have been made through the EFA National Plan of Action 2003-2015 and School Sector Reform Program (SSRP) to achieve the EFA goals and the MDGs. Over the last few years, Nepal has demonstrated progress in some of the indicators related to children s participation in school. The Department of Education (2012) has reported that the primary education Net Enrolment Rate (NER), Grade 1 Net Intake Rate (NIR), Grade 5 Survival Rate (SR), and Dropout Rate (DR), are 95.3, 91.2, 84.1, and 5.2 percent respectively. However, it will be difficult to close the bigger gaps of 4.7, 8.8, 15.9, and 5.2 percent of the NER, NIR, SR, and DR respectively by 2015. The challenge lies in the large number of school-aged children who do not attend formal primary schooling. Likewise, a significant number of students repeat grades and those promoted may have low achievement. Realizing this bleak educational scenario...

Men’s health practices within dual income families.

Laws, Thomas Alan Clifford
Fonte: Universidade de Adelaide Publicador: Universidade de Adelaide
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2009 Português
Relevância na Pesquisa
27.236409%
The topic, Men’s health practices in dual income families, is worthy of investigation because social change continues to challenge gender roles that have been used to justify a segregation of parental responsibilities. Although child health has primarily been the responsibility of mothers, the increasing trend toward dual income families has resulted in mothers being less available for this role. An emerging substitute for maternal health care is that provided by fathers. Key researchers of fatherhood have reported that men desire more pragmatic interactions with their child, aimed at directly improving health and wellbeing (Burgess, 1990; Burgess & Ruxton, 1997; Burghes, et al., 1997). However, little is known about men’s willingness and capability in performing the range of practices necessary to effectively reduce the morbidity and mortality associated with child illness and injury (Hallberg, 2007; Laws, 2003a). This study used several methods of data collection that ultimately identified new knowledge of men’s health practices not previously recorded in the literature. Document searches, for evidence of men’s health practices, are presented as six chapters; each chapter explores a discrete category of child health or illness; Acute illness...

Employment law initiatives, work, care and diversity.

Chapman, Anna-Louise Margaret
Fonte: Universidade de Adelaide Publicador: Universidade de Adelaide
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
27.658394%
Conflict between work and care is one of the most significant issues for workers in contemporary Australia. Employees report that a poor fit exists between the obligations and expectations of their paid working lives and their responsibilities to care for others, such as children and elderly parents. Since the early 1970s a raft of legal initiatives designed to assist workers to better manage collision between work and care has been developed in Australian employment law. New forms of leave have been recognized, such as maternity, paternity and parental leave, and working time rules now build in a consideration of care responsibilities. Concepts of discrimination, reasonable accommodation and adverse action have been developed in relation to care responsibilities, as has a right to request flexible work arrangements. The gender dimension of work and care conflict has been explored, both in the empirical scholarship documenting it, and in the scholarship examining the legal initiatives that seek to respond to it. However other forms of diversity, and intersections with gender, such as sexual orientation, race, ethnicity and disability, have received virtually no attention. This thesis fills this gap in the literature by addressing the research question: Have Australian legal initiatives designed to address collision between work and care adequately recognized diversity in work and care practices? This thesis argues that it is important to examine how well the Australian work and care legal initiatives account for diversity. Indeed...

The Edges of the Family: Family Life, Political Concerns and the Treatment of Children in Post-War Italy and Britain

BERNINI, Stefania
Fonte: European University Institute Publicador: European University Institute
Tipo: Trabalho em Andamento Formato: application/pdf; digital
Português
Relevância na Pesquisa
27.319097%
The paper explores approaches to child protection in post-war Italy and Britain between 1945 and the mid 1960s. Both in Italy and in Britain, the Second World War represented a watershed in the treatment of children, giving them a new visibility and political relevance. In both countries, post-war political discourses made frequent reference to children, presenting them alternatively as the main victims of the war, the most vulnerable elements in post-war societies and the most valuable assets of the new democratic states. By looking at the way in which children’s needs were articulated and acted upon in Italian and British social policy, the paper discusses conceptions of parental responsibilities and the role of the state in the post war period. Particular attention is given to the analysis of how Britain and Italy’s different historical and cultural contexts influenced the transformations taking place in three areas, crucial to the treatment of children: the rethinking of the social responsibilities of the state that took place after the war - although leading to different outcomes in different countries; the role played by voluntary organisations, particularly those linked to the Churches, in the provision of social services addressed to families and children; the transformation of the expectations attached to the family. The paper has two main aims. The first is to identify differences between the British and Italian approach to child welfare; the second is to explore the transformations taking place in the relationship between state...

Parental divorce and midshipmen performance at the United States Naval Academy

Siegrist, Allen M.
Fonte: Monterey, California. Naval Postgraduate School Publicador: Monterey, California. Naval Postgraduate School
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
27.90673%
Approved for public release; distribution is unlimited; This study examines the relationship of parental divorce to the performance of Naval Academy Midshipman. Parental Status was determined by the ACE survey, which is completed in the plebe year. Parent Status of midshipmen is merged with Institutional Research Data to determine effects of parental divorce on midshipmen performance. For the purposes of the study, numerous aspects of performance are measured: (1) academic grade point average, (2) military grade point average, (3) conduct, (4) attrition rates, (5) participation in varsity athletics, and (6) leadership responsibilities. The common expectation is that midshipmen from divorced families will perform lower than midshipmen from intact families. Lower performance was noted in academic and military grade point averages, attrition, and participation in varsity athletics among midshipmen from divorced families. No significant difference in performance was noted in conduct or leadership responsibilities.

A importância do envolvimento parental no desenvolvimento de crianças e adolescentes com dificuldades de aprendizagem

Matos, Jorge Manuel Gomes
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 29/01/2015 Português
Relevância na Pesquisa
37.575247%
As dificuldades de aprendizagem têm sido difíceis de definir, no entanto, hoje em dia, o conceito de dificuldades de aprendizagem é aplicado concretamente às crianças e jovens que apresentam “uma discrepância significativa entre aquilo que é esperado em função da idade e aquilo que efectivamente realizam em termos académicos” (Lopes, 2005). Este estudo tem por finalidade comparar as perspetivas dos encarregados de educação (EE) de alunos com dificuldades de aprendizagem (DA) e dos professores quanto às dificuldades de aprendizagem, à inclusão e ao envolvimento parental, tentando relacioná-los com o (in)sucesso escolar dos educandos. Os instrumentos utilizados foram inquéritos, em suporte papel, para os EE de alunos com necessidades educativas especiais e através de um questionário online para os professores, de forma a abranger um maior número de docentes. A amostra é constituída por 25 encarregados de educação de alunos com NEE do Agrupamento de escolas de Melgaço (n=25) e por 19 professores (n=19), sendo 10 professores deste agrupamento e os restantes de várias escolas do distrito de Braga. Após a análise e interpretação dos resultados, concluímos que muitas destas crianças e adolescentes vivem com o peso de terem sido catalogados e colocados na educação especial. Os professores defendem que: os apoios aos alunos com DA devem iniciar-se o mais cedo possível; o trabalho de pares facilita a tomada de consciência dos pontos fracos dos alunos e a necessidade de os melhorar; as dificuldades de leitura aparecerem geralmente associadas a dificuldades na escrita e vice-versa e o envolvimento dos EE na escola contribui para o sucesso educativo dos alunos com NEE. Quanto aos encarregados de educção...

Respecting Minor’s Autonomy in Child Custody Cases; O Respeito pela Autonomia da Criança na Regulação das Responsabilidades Parentais

Santa Rosa, Bárbara; Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses. Delegação do Centro. Coimbra. Portugal. Centro de Ciências Forenses (CENCIFOR). Coimbra. Portugal.; Corte-Real, Francisco; Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências
Fonte: Ordem dos Médicos Publicador: Ordem dos Médicos
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
Publicado em 20/12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
27.236409%
Child custody decisions are among the most difficult is one of the most difficult for judges to make. The possibility of child abuse allegations or parents’ deviant/psychopathologic behaviours within this context, make the decision further complicated. Based on jurisprudence the listening of children opinion is a way to protect their best interest. In fact children have the right to express an opinion in all matters affecting their life. It should be given proper consideration to children opinion according with his/her age and maturity. Nonetheless custody disputes are emotionally draining issues. Asking the child to express an opinion during a public hearing, most likely in the presence of both parents, its not recommended because this is a potential stressful experience. Child interviews should take place in a proper environment and be set to their age. Medicine and Psychology have an important role in assessing children cognitive, emotional and volitional abilities, which is essential to properly account their opinions according to autonomy degree. This essay analyses the contribution of medico-legal and/or psychological exams to respect the autonomy of the child in cases of regulation of parental responsibilities. The conclusion is the need to establish a symbiotic relationship between the medical and legal perspectives of the (open) concept of child’s best interests.; As decisões de custódia parental estão entre as mais difíceis de ser tomadas pelos tribunais. A possível coexistência de alegações de abuso da criança ou comportamentos desviantes/psicopatológicos dos progenitores aumenta a complexidade da tomada de decisão. Decorre da jurisprudência que a audição da criança se consagra como a forma mais lídima de auscultar o seu superior interesse. De facto...

As representações dos magistrados na regulação do exercício das responsabilidades parentais

Machado, Maria Luís Guerra Mendonça Vieira
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
48.403096%
Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para a obtenção do grau de Mestre em Psicologia Jurídica; A avaliação psicológica forense no contexto do divórcio e da regulação das responsabilidades parentais pode constituir-se como uma tarefa particularmente complexa e exigente para os profissionais envolvidos na tomada de decisão, podendo esta ser influenciada pelas representações dos magistrados acerca dos conceitos de maternidade ou paternidade, assim como pela presença de crenças e estereótipos que lhes estão muitas vezes associados. Este estudo tem como objetivo principal compreender de que forma alguns conceitos e dimensões relacionados com a parentalidade e o exercício das responsabilidades parentais no âmbito do divórcio, podem influenciar a tomada de decisão judicial e quais os contributos e limitações da avaliação psicológica forense neste contexto. A amostra de conveniência inclui a participação de cinco magistrados com experiência prévia em processos de regulação das responsabilidades parentais. A recolha de dados foi efetuada através de um questionário sócio-demográfico e de uma entrevista semi-estruturada, procedendo-se à gravação das entrevistas em suporte áudio para posterior análise categorial a partir de uma grelha de análise. Os resultados demonstram não se verificar a existência de um critério pré-estabelecido que defina o que é ser-se uma boa mãe ou um bom pai...

O exercício parental durante a hospitalização do filho : intencionalidades terapêuticas de enfermagem face à parceria de cuidados

Sousa, Paula Cristina Moreira Mesquita de
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em 25/02/2013 Português
Relevância na Pesquisa
27.766914%
Parentalidade pode ser entendida como o assumir das responsabilidades de ser pai de uma criança durante o seu desenvolvimento. Isso implica um papel ativo e eficaz em que os pais se sentem ligados à criança e possuem o conhecimento e as habilidades para desempenhar o papel de ser um pai ou uma mãe. Por vezes, a condição de saúde da criança requer um episódio de hospitalização. Viver a experiência de ter um filho internado muitas vezes é difícil e complexo. A atitude dos pais ao lidar com o internamento do seu filho depende das características pessoais dos pais, dos enfermeiros, bem como das características pessoais da própria criança. Nesta situação, a atitude dos pais depende também do tipo de assistência de enfermagem que recebem e da própria condição de saúde da criança. Estabelecer uma parceria de cuidados, entre enfermeiros e pais em unidades pediátricas hospitalares é visto como o melhor caminho para alcançar os melhores resultados. Assim, nos dias de hoje, a parceria de cuidados é exigida por pais e por enfermeiros, dado que muitos benefícios foram já identificados. A capacidade dos enfermeiros para trabalhar em parceria com os pais é uma competência essencial para alcançar melhores padrões de qualidade dos cuidados de enfermagem. Os pais devem ser vistos pelos enfermeiros como parceiros no cuidar da criança. No entanto...

Alienação parental e a guarda compartilhada

Martins, Francisco de Oliveira
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
Português
Relevância na Pesquisa
37.716982%
A família ao longo dos anos tem sofrido diversas transformações, as estruturas e as interações familiares têm acompanhado tais mudanças, outro fator de relevância dentre tais mudanças esta no grande aumento nas separações. Diante das rupturas conjugais que decorrem de forma conflituosa, os filhos podem ser utilizados como arma de vingança, via de regra, pelo genitor detentor da guarda única, onde se inicia o fenômeno da alienação parental, em que o alienador utiliza-se de um conjunto de manobras, ao criar uma relação bem mais intensa com seu filho, assume o controle total da situação, promovendo a “lavagem cerebral” no menor, com o único objetivo de destruir o vínculo deste com o outro genitor. O presente trabalho traz o instituto da guarda compartilhada como prevenção e possível solução a alienação parental, assim como uma forma de atenuar os efeitos negativos decorrentes do rompimento da relação conjugal. Visto que, com a dissolução da sociedade conjugal e o fim do casamento extinguem-se direitos e deveres relativos aos cônjuges, contudo, jamais poderá colocar termo nas responsabilidades e na relação parental.; Over the years, the family has undergone several transformations and family interactions and its structures have accompanied these changes. Another relevant factor among these changes is the large increase in divorce rate. Regarding conflictive marital disruptions...

Internalising discourses of parental blame: Voices from the field

Barnes, Cliona; Power, Martin J.
Fonte: University of London * Birkbeck College, Department of Psychosocial Studies Publicador: University of London * Birkbeck College, Department of Psychosocial Studies
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; all_ul_research; ul_published_reviewed
Português
Relevância na Pesquisa
27.40314%
peer-reviewed;                            This paper investigates the intertwining of a discourse of parental blame with the legacy of institutionalised neglect and the current roll-back of state support and services in two of Ireland s most socially marginalised and economically disadvantaged communities. In the course of fieldwork conducted to explore narratives of community safety, the authors were struck by the continual, unprompted emergence of a divisive and enduring belief that community problems could be primarily traced to bad parents and bad parenting . This belief was expressed by diverse members of the communities involved including young people, young and middle-aged parents, elderly people and those without children. A similar discourse was espoused by representatives of state agencies, community workers, members of the police force, and in the media.   This willingness to position people and parents living in extremely challenging conditions as being responsible for the creation, maintenance and continuance of these conditions is deeply problematic. This article argues / identifies that the internalisation of a powerfully evocative discourse of blame works to absolve the state of all responsibility for the conditions in which marginalised communities are forced to live; it legitimises current and future cutbacks by portraying such communities as irresponsible and as the creators of their own problems; it distorts and distracts discussion away from necessary and critical questioning of state accountability by promoting a reductive...

Participação dos pais e mães na realização da lição de casa no Quebec e no Brasil; Parents' participation in the house's lesson accomplishment of the lesson in Quebec and in Brazil; Participation des parents à la réalisation des devoirs au Québec et au Brésil

Silva, Nilce da; Rousseau, Michel; Deslandes, Rollande
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/08/2010 Português
Relevância na Pesquisa
27.575247%
Este artigo trata das razoes que levam os pais do Quebec e do Brasil a se envolverem com os deveres de casa dos seus filhos do ensino fundamental. Os autores pretendem verificar o calor preditivo de cada um dos motivos que fazem com que os pais se envolvam nesta tarefa segundo o modelo parental de Hoover-Dempsey e Sandler (1995, 1997), a saber: da compreensão que eles têm do seu papel como pais, do sentimento de competência que eles têm nesta direção e ainda da sua percepção frente aos convites dos professores dos seus filhos. As amostras foram compostas por 250 pais do Quebec e 71, do Brasil. Quaisquer que sejam as características das famílias, os pais do Quebec se implicam, sobretudo, se eles compreendem sua responsabilidade como pais enquanto que os brasileiros participam principalmente se eles se sentem competentes para tanto. Os resultados são discutidos levando em consideração as particularidades dos contextos estudados.; This article examines the reasons why parents in Quebec and in Brazil become involved in their children"s homework from 4th to 6th grade. The authors aim to verify the predictive value of each of the reasons that motivate parents to become involved in function of Hoover-Dempsey and Sandler (1995...

The constitutionality of a biological father's recognition as a parent

Louw,A
Fonte: PER: Potchefstroomse Elektroniese Regsblad Publicador: PER: Potchefstroomse Elektroniese Regsblad
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2010 Português
Relevância na Pesquisa
48.516533%
Despite the increased recognition afforded to biological fathers as legal parents, the Children's Act still does not treat fathers on the same basis as mothers as far as the automatic allocation of parental responsibilities and rights is concerned. This article investigates the constitutionality of the differential treatment of fathers in this respect, given South Africa's international obligations, especially in terms of the United Nations Convention on the Rights of the Child, to ensure that both parents have common responsibilities for the upbringing of their child. After a brief consideration of the constitutionality of the mother's position as parent, the constitutionality of the father's position is investigated, firstly, with reference to Section 9 of the Constitution and the question of whether the differentiation between mothers and fathers as far as the allocation of parental responsibilities and rights is concerned, amounts to unfair discrimination. The inquiry also considers whether the differentiation between committed fathers (that is, those who have shown the necessary commitment in terms of Sections 20 and 21 of the Children's Act to acquire parental responsibilities and rights) and uncommitted fathers may amount to discrimination on an unspecified ground. Since the limitation of the father's rights to equality may be justifiable...

Die reg van die kind op kontak met beide ouers: opmerkings na aanleiding van onlangse ontwikkelinge in die nederlandse reg

van der Linde,A; van Schalkwyk,LN
Fonte: PER: Potchefstroomse Elektroniese Regsblad Publicador: PER: Potchefstroomse Elektroniese Regsblad
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 Português
Relevância na Pesquisa
27.236409%
This contribution discusses the amendment to section 1: 377a lid 1 BW of 1 March 2009, in Dutch law. According to this provision a child has the right to have contact with both parents as well as with those who have sufficient close personal links with the child. The parent who is not responsible for the physical care of the child has the right and obligation to have contact with the child. The question whether the South African law, through the provisions of section 28 of the Constitution and the Children's Act, provides such a right and obligation, is investigated. Even though the conclusion is reached that the South African law indirectly provides such right and obligation, it is argued that the explicit recognition thereof in the Children's Act would provide a statutory legal duty on parents to have and maintain contact with their child. This would enhance legal certainty. Attention is also given to the enforcement of such right of the child.