Página 1 dos resultados de 134 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Alunos com autismo : grau de aceitação por parte dos pares

Ferreira, Susana Margarida Henriques da Costa
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
81.43168%
As crianças com perturbações do Espectro do Autismo revelam acentuadas limitações ao nível das interacções sociais, tanto pela ausência de iniciação interativa com os seus pares, como pela falta de resposta às atitudes afetivas dos mesmos. Esta incapacidade para estabelecer relações sociais dificulta o convívio, mesmo quando os seus pares demonstram interesse em brincar. Ao longo da realização deste trabalho, através das leituras, vários autores referiram a importância da promoção das competências sociais nestas crianças. Com este estudo procura-se saber como são aceites os alunos com perturbações do Espectro do Autismo pelos seus pares sem Necessidades Educativas Especiais em contexto escolar. Propõe-se, assim, recolher as opiniões de vários alunos que frequentam o mesmo centro escolar face à presença de um colega com perturbações do Espectro do Autismo, de modo a fazer uma análise dos dados obtidos, bem como a elaboração de um plano de intervenção para uma melhoria da situação problema. Com base na análise das entrevistas realizadas no âmbito do estudo pode-se afirmar que os resultados da investigação revelam um contexto escolar positivo e empenhado no apoio aos alunos com perturbações do Espectro do Autismo. De acordo com os inquiridos e com os investigadores estudados na revisão da literatura é possível afirmar que o desenvolvimento das atividades lúdicas e um acompanhamento personalizado por um professor especializado...

Perturbações do espectro do autismo e inclusão : atitudes e representações dos pais, professores e educadores de infância

Braga, Carolina da Conceição Silva
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 Português
Relevância na Pesquisa
90.15517%
Dissertação de mestrado em Educação Especial (área de especialização em Dificuldades de Aprendizagem Específicas); A presente investigação foi desenvolvida com vista a uma melhor compreensão das atitudes e representações sociais de pais, professores e educadores de infância face à inclusão das crianças e jovens com PEA. Considerou-se também importante verificar a existência de conhecimentos por parte dos inquiridos acerca das PEA e constatar a sua concordância ou discordância acerca da inclusão dessas crianças. De natureza quantitativa, este estudo foi desenvolvido com sujeitos que integram a comunidade educativa de uma escola pública do Porto e os dados recolhidos por meio de um questionário construído especificamente para esse efeito. A formação especializada, a experiência de trabalho com crianças e jovens com PEA e a situação profissional são aspectos que parecem influenciar positivamente o conhecimento das PEA. No que diz respeito à concordância ou discordância dos inquiridos quanto à inclusão dos alunos com PEA, grande parte concorda, sendo recorrente a referência da necessidade de implicar um acompanhamento constante da educação especial. Quanto às atitudes e representações sociais perante a inclusão de alunos com PEA...

Construção de uma escala de avaliação das perturbações do espectro do autismo : a importância do processamento sensorial

Reis, Helena Isabel da Silva; Pereira, Ana Paula da Silva; Almeida, Leandro S.
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
90.61633%
Os instrumentos mais usados na avaliação dos défices comportamentais e desenvolvimentais de crianças enquadradas na Perturbação do Espectro do Autismo assentam na valorização de três dimensões: interacção, comunicação, e comportamentos restritos. No presente projecto, centrado na construção e validação de uma nova escala de avaliação, pretendemos enriquecer a análise do perfil desenvolvimental destas crianças com a inclusão de um novo domínio nessa avaliação: Processamento Sensorial.

Perturbações do espectro do autismo : um estudo qualitativo das perceções das mães sobre os apoios disponibilizados numa unidade de ensino estruturado

Cunha, Maria Fernanda Gouveia da
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
91.12056%
Dissertação de mestrado em Educação Especial (área de especialização em Dificuldades de Aprendizagem Específicas); As famílias das crianças com perturbações do espectro do autismo (PEA) enfrentam inúmeros desafios para dar resposta às características dos seus filhos. Cabe à escola desempenhar um papel importante em providenciar apoios que auxiliem os pais nas complexas tarefas parentais. Por este motivo, desenvolvi este estudo com a finalidade de conhecer as perceções das mães dos alunos com PEA que frequentam uma escola do 1º Ciclo do Ensino Básico, onde está inserida uma unidade de ensino estruturado para apoio de crianças com autismo (UEEA), em relação ao atendimento disponibilizado pelo Agrupamento no apoio a estas crianças. Para o efeito, utilizei a metodologia qualitativa e a entrevista semiestruturada para recolher os dados. Como técnica de tratamento da informação obtida, usei a análise de conteúdo. Neste estudo participaram quatro mães, com idades compreendidas entre os 37 e os 51 anos, cujos filhos com PEA frequentam o 1º Ciclo de um agrupamento de escolas do norte do país, onde funciona uma UEEA como recurso pedagógico no apoio a estas crianças. Os resultados são apresentados...

Processamento sensorial : uma nova dimensão a incluir na avaliação das crianças com perturbações do espectro do autismo

Silva, Elisabete Rodrigues da
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
91.925625%
Dissertação de mestrado em Educação Especial (área de especialização em Intervenção Precoce); As Perturbações do Espectro do Autismo são hoje consideradas como uma desordem complexa do comportamento que se caracterizada por deficits na comunicação social e comportamentos, interesses e atividades restritos e repetitivos. Alguns estudos revelam que 40% a 80% das crianças com Perturbações do Espectro do Autismo apresentam alterações ao nível do processamento sensorial, que se manifestam através da dificuldade em responder adequadamente a estímulos sensoriais. Nesta investigação pretende-se analisar em que medida existe grau de diferenciação na perceção dos pais e profissionais na área do processamento sensorial das crianças com Perturbações do Espectro do Autismo, dos 3 aos 6 anos e em que medida as várias variáveis sociodemograficas e profissionais interferem no perfil de desenvolvimento na área do processamento sensorial, destas mesmas crianças. Utilizamos uma metodologia de natureza quantitativa e inferencial e como instrumento de recolha de dados, a “Escala de Avaliação do Perfil Desenvolvimental de Crianças com Perturbações do Espectro do Autismo”, de Reis, Pereira e Almeida (2013). Os resultados mostram que os pais e profissionais têm uma perceção semelhante quanto à área do processamento sensorial. O nível educacional e profissional dos pais...

Programas de intervenção específica para alunos com perturbações de espectro do autismo : estudos de caso exemplares : o caso português

Alves, Ana Paula Antunes
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em 06/03/2014 Português
Relevância na Pesquisa
82.13762%
Tese de doutoramento em Estudos da Criança (ramo de conhecimento em Educação Especial); A investigação que desenvolvemos teve como finalidade analisar e compreender como diferentes dão resposta às características e necessidades dos alunos com Perturbações do espectro do autismo em Portugal. Perante as imensas interrogações epistemológicas que condicionam o dia à dia da intervenção educativa junto de alunos com perturbações do espectro do autismo, considerámos que a realização deste estudo seria importante para o desenvolvimento da profissionalidade dos docentes de educação especial a exercer funções em unidades de ensino estruturado (art.º 25º do DL 3/2008). Este trabalho organizou-se em torno da estrutura conceptual, organizativa e de intervenção de três abordagens/programas específicos para alunos que se enquadram nos critérios de perturbações do espectro do autismo e que estão a ser aplicados em Portugal cruzando perspectivas de peritos, de profissionais, de famílias, com a narrativa etnográfica que se foi desenvolvendo ao longo do tempo em que decorreu a investigação. O paradigma qualitativo/ interpretativo norteou toda a investigação tendo sido utilizados os métodos de estudo de caso (Stake...

As Perturbações do Espectro do Autismo – Avanços da Biologia Molecular

Ribeiro, I.; Freitas, M.; Oliva-Teles, N.
Fonte: Nascer e Crescer Publicador: Nascer e Crescer
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /03/2013 Português
Relevância na Pesquisa
82.07612%
RESUMO As perturbações do espectro do autismo (PEA) constituem-se como perturbações do neurodesenvolvimento, incluindo alterações comportamentais, de comunicação e de interação social. De acordo com o DSM-IV TR estão descritas cinco perturbações do espectro do autismo na categoria das perturbações do desenvolvimento: a perturbação autista, a síndrome de Asperger, a perturbação invasiva do desenvolvimento sem outra especificação, a perturbação desintegrativa da infância e a síndrome de Rett. A prevalência das perturbações do espectro do autismo é variável conforme os diferentes estudos, estimando-se entre 10/10000 e 60/10 000 crianças. De acordo com a literatura, uma reduzida percentagem de indivíduos com PEA tem etiologia conhecida, sendo este facto particularmente desafiador para a comunidade científica. Estudos familiares e de gémeos têm trazido novos esclarecimentos para a elevada hereditabilidade da perturbação autista; contudo, permanece por esclarecer inequivocamente as suas bases genéticas, bem como a identificação de determinados genes ou proteínas passíveis de serem utilizados no diagnóstico destas perturbações. As perturbações do espectro do autismo têm sido associadas a causas genéticas conhecidas em 10-15% dos casos. Estão descritos diferentes genes e regiões cromossómicas (loci) potencialmente associados à PEA...

Práticas de inclusão de alunos com perturbações do espectro do autismo no 1º Ciclo

Ferreira, Ana Paula; Madureira, Isabel
Fonte: CIED - Centro Interdisciplinar de Estudos Educacionais da Escola Superior de Educação de Lisboa, Publicador: CIED - Centro Interdisciplinar de Estudos Educacionais da Escola Superior de Educação de Lisboa,
Tipo: Parte de Livro
Publicado em /03/2015 Português
Relevância na Pesquisa
81.27733%
O presente estudo procurou conhecer: i) a opinião de professores do 1º ciclo sobre a inclusão dos alunos com Perturbações do Espectro do Autismo e sobre as Unidades de Ensino Estruturado; ii) as dificuldades sentidas e as necessidades de formação contínua identificadas pelos docentes; e, iii) as práticas desenvolvidas para facilitar a inclusão destes alunos na sala de aula. Trata-se de um estudo exploratório, de natureza qualitativa, no qual participaram três professores do 1º ciclo do Ensino Básico que integram nas suas turmas alunos com Perturbações do Espectro do Autismo. As técnicas usadas na recolha de dados foram a entrevista e a observação naturalista. Os resultados mostram que os professores aceitam a inclusão e que para esta aceitação em muito contribui a existência na escola de uma unidade de ensino estruturado. As dificuldades dos docentes decorrem sobretudo do receio que sentem perante os comportamentos dos alunos e da falta de conhecimento sobre as formas de intervenção, sendo nestes aspetos que identificam necessidades de formação contínua. A observação das práticas mostra que a inclusão dos alunos envolve diferentes processos e percursos, nos quais são determinantes dois fatores: o grau de severidade da perturbação e os recursos humanos existentes. Os docentes da unidade de ensino estruturado assumem total responsabilidade na gestão do processo de inclusão e...

As necessidades dos irmãos de crianças e jovens com perturbações do espectro do autismo

Santos, Inês Alexandra Vieira dos
Fonte: Instituto Politécnico de Viseu Publicador: Instituto Politécnico de Viseu
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /07/2014 Português
Relevância na Pesquisa
81.36421%
A emergência da Perturbação do Espetro do Autismo induz no seio familiar dificuldades acrescidas para pais e filhos. As necessidades dos irmãos são uma componente importante da prática centrada na família de crianças com Perturbações do Espectro do Autismo (PEA). O presente projeto é de natureza exploratória e descritiva. Tem como objetivo conhecer as necessidades dos irmãos das crianças e jovens com Perturbação do Espectro do Autismo que frequentam a Associação Portuguesa para as Perturbações de Desenvolvimento e Autismo, numa amostra de 13 irmãos e 5 pais. Estudaram-se também as perceções dos irmãos e dos pais das crianças/jovens com autismo, no que concerne às necessidades e ao envolvimento dos irmãos. Foi aplicado o questionário “Perfil de Envolvimento e Necessidades dos Irmãos” e uma entrevista semiestruturada. Efetuaram-se análises estatísticas descritivas. Os resultados indicam uma forte consistência entre as perceções dos pais e os resultados dos irmãos nas dimensões do questionário do envolvimento: consciencialização, sentimentos, diversão, auxílio e advocacia. Assim salienta-se a importância de identificar as necessidades dos irmãos das crianças com PEA de forma a promover o envolvimento entre eles ao longo da vida.; ABSTRACT The emergence of Autism Spectrum Disorder inside a family bring on increased difficulties for parents and children. The needs of siblings are an important component of family-centered practice for children with Autism Spectrum Disorders (ASD). This project is an exploratory and descriptive nature. Its aims to meet the needs of siblings of children / young people with Autism Spectrum Disorder attending the Portuguese Association for Autism and Development Disorders...

Avaliação de alunos com perturbações do espectro do autismo em unidades de ensino estruturado do 1.º ciclo

Abreu, Catarina Crespo de
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
81.55118%
Este estudo pretendeu analisar o processo de avaliação dos alunos com Perturbações do Espectro do Autismo em Unidades de Ensino Estruturado, propondo um instrumento de avaliação. Encontra-se dividido em dois estudos empíricos: no primeiro verificou-se as conceções e práticas de avaliação na perspetiva dos técnicos de uma equipa multidisciplinar, e no segundo analisou-se diversos instrumentos de avaliação e apresentou-se um instrumento de avaliação para alunos com Perturbações do Espectro do Autismo. O grupo de estudo compreende os principais intervenientes de uma Unidade de Ensino Estruturado do 1º ciclo, correspondendo aos técnicos da equipa multidisciplinar e aos alunos que a frequentam. Realizou-se uma análise documental aos processos dos alunos, efetuaram-se entrevistas a todos os técnicos, e recorreu-se à observação direta dos alunos para preenchimento dos instrumentos de avaliação seleccionados: Childhood Autism Rating Scale, Perfil Psicoeducacional Revisado, Escala de Avaliação de Traços Autísticos e Escala de Comportamento Adaptativo - Versão Portuguesa. Os resultados indicaram que as conceções e práticas de avaliação dos técnicos encontram-se, na sua maioria, em conformidade com a literatura da especialidade. Dos quatro instrumentos de avaliação...

Intervenção psicomotora com crianças com perturbações do espectro do autismo no Centro de Recursos para a Inclusão da APPDA-Lisboa

Teixeira, Sara Madalena Martins
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa Publicador: Universidade Técnica de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
81.22914%
Mestrado em Reabilitação Psicomotora; A Psicomotricidade visa a modificabilidade das áreas que comprometem a organização cerebral e, consequentemente, a aprendizagem, proporcionando uma organização psicomotora adequada, nas suas dimensões motora, perceptiva, cognitiva e comportamental. As sessões de Psicomotricidade podem desenvolver-se em diversos contextos, um dos quais o meio aquático. Este considera-se um espaço de relação por excelência, apresentando-se também como uma área de jogo que permite explorações psicomotoras e um novo comprometimento corporal, onde se adquire uma progressiva autonomia corporal e psíquica. É neste sentido que a intervenção junto de crianças com Perturbação do Espectro do Autismo foi realizada. O presente relatório visa apresentar as actividades realizadas no âmbito do estágio inserido no Ramo de Aprofundamento de Competências Profissionais, no Centro de Recursos para a Inclusão da Associação Portuguesa Para as Perturbações do Desenvolvimento e Autismo de Lisboa, com crianças e jovens com Perturbação do Espectro do Autismo em escolas de 1º e 2º ciclo de Lisboa. Neste relatório faz-se a descrição e análise da intervenção psicomotora em meio aquático com um grupo de 5 crianças da Escola EB 3 da Bobadela. A intervenção incidiu em três áreas: adaptação ao meio aquático...

A Psicomotricidade e as perturbações do espectro do autismo no Centro de Recursos para a Inclusão da APPDA-Lisboa

Gonçalves, Inês Alexandra Moreira
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa Publicador: Universidade Técnica de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
81.14246%
Mestrado em Reabilitação Psicomotora; O presente relatório profissionalizante reflecte o trabalho de estágio desenvolvido no âmbito dos Centros de Recurso para a Inclusão da Associação Portuguesa para as Perturbações do Desenvolvimento e Autismo – Lisboa, na área das Perturbações do Espectro do Autismo, as quais se caracterizam por um défice cognitivo e global do desenvolvimento, relativamente às competências sociais e de comunicação, e à presença de comportamentos, interesses e actividades estereotipadas. Neste sentido, a Psicomotricidade visa promover, através de inúmeras experiências corporais, competências psicomotoras, cognitivas e comportamentais. Deste modo, na concepção do presente documento, é realizada uma revisão literária sobre a Perturbação Autista e possíveis metodologias de intervenção, com um maior enfoque sobre a Psicomotricidade de domínio instrumental, em contexto de ginásio e meio aquático. É também descrito o contexto legal e institucional, vigentes na prática escolar e institucional ao nível dos Centros de Recurso. Para além destes aspectos, são retratadas as instituições escolares envolvidas e respectivas práticas psicomotoras, incidindo-se particularmente sobre dois estudos de caso...

Intervenção psicomotora com crianças com perturbações do espectro do autismo no Centro de Recursos para a Inclusão da APPDA-Lisboa

Gonçalves, Carla Alexandra de Almeida
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa Publicador: Universidade Técnica de Lisboa
Tipo: Relatório
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
81.55369%
Mestrado em Reabilitação Psicomotora; A intervenção psicomotora utiliza o movimento no sentido de promover o desenvolvimento motor, cognitivo e pessoal do indivíduo através de atividades lúdicas. Neste sentido, esta intervenção pode melhorar as dificuldades evidenciadas pelos sujeitos com Perturbação do Espetro do Autismo, desenvolvendo aspetos psicomotores, capacidades de interação e comunicação social e reduzindo comportamentos repetitivos e restritivos dos indivíduos. O presente relatório visa apresentar as atividades realizadas no âmbito do estágio inserido no Ramo de Aprofundamento de Competências Profissionais, no Centro de Recursos para a Inclusão da Associação Portuguesa para as Perturbações do Desenvolvimento e Autismo de Lisboa, onde foi possível acompanhar crianças e jovens com Perturbações do Espetro do Autismo do 1º, 2º e 3º Ciclo. Neste relatório, realiza-se um enquadramento teórico atual referente às Perturbações do Espectro do Autismo, assim como a descrição da intervenção psicomotora com os oitos estudos de caso de crianças e jovens com Perturbações do Espetro do Autismo, quatro crianças com intervenção individual e a pares em contexto de ginásio e quatro jovens com intervenção em grupo em contexto de meio aquático. No final da intervenção psicomotora...

Sistemas multimédia para o desenvolvimento da competência comunicativa em crianças com perturbações do espectro do autismo

Amaro, Carla Marina Flores Simões Revés
Fonte: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa ; Escola Superior de Saúde, Instituto Politécnico de Setúbal Publicador: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa ; Escola Superior de Saúde, Instituto Politécnico de Setúbal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /02/2011 Português
Relevância na Pesquisa
81.594634%
Dissertação apresentada para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Desenvolvimento e Perturbações da Linguagem na Criança, área de especialização em Educação e Ensino da Língua; O princípio inclusivo em Educação remeteu para as Escolas a enorme responsabilidade de proporcionar aos seus alunos, independentemente das diferenças ou dificuldades que apresentam, ambientes de aprendizagem coincidentes com as necessidades específicas de cada um. Particularmente no que se refere aos alunos com necessidades educativas especiais, cuja severidade e diversidade de problemáticas obriga a respostas mais diferenciadas, foram criadas unidades de apoio especializado; é o caso dos alunos com perturbações do espectro do autismo. A perturbação do espectro do autismo caracteriza-se por uma tríade clínica de perturbações que afecta as áreas da comunicação, interacção social e comportamento. No contexto educativo, estas limitações podem ser profundamente incapacitantes, caso não se promovam metodologias de intervenção adequadas. Neste trabalho de investigação, desenhou-se e desenvolveu-se uma plataforma multimédia para promover a competência comunicativa em crianças com perturbação do espectro do autismo...

Representações sociais e atitudes face ao autismo

Castela, Catarina Andrade
Fonte: Universidade do Algarve Publicador: Universidade do Algarve
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
90.74204%
Dissertação de mest., Psicologia da Educação, Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, Univ. do Algarve, 2013; Ao longo das últimas décadas, a legislação que regulamenta a inclusão de alunos com deficiência nas escolas regulares tem vindo a ser objeto de transformações significativas no sentido da implementação de uma Escola para Todos. Neste sentido, a temática das Perturbações do Espectro do Autismo tem merecido um crescente interesse da parte dos investigadores, sobretudo relacionada com a inclusão destes alunos no ensino regular. O presente estudo tem como objetivo investigar as representações sociais e atitudes de uma amostra de estudantes universitários e de população em geral face à educação e inclusão de alunos com Perturbações do Espectro do Autismo no sistema regular de ensino. Atendendo a que as representações sociais refletem a forma como orientamos a nossa atitude que, por sua vez, afeta e influencia o nosso comportamento, conhecer o que pensam estudantes universitários e população em geral sobre a inclusão educativa de alunos com esta problemática assume-se com especial relevância no sentido de desmistificar alguns estigmas e promover um maior debate e sensibilização. Através de uma metodologia descritiva-correlacional e a utilização de um questionário sobre o desenvolvimento e educação destes alunos...

A importância da intervenção precoce nas crianças com autismo

Teixeira, Olga Cristina Guita Santos
Fonte: Universidade do Algarve Publicador: Universidade do Algarve
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
89.84097%
Este relatório pretende avaliar a importância da Intervenção Precoce em crianças com Autismo e a sua contribuição para o desenvolvimento verbal e não-verbal. A família assume um papel bastante importante nesta área, desta forma, os profissionais especializados devem estabelecer a ponte e atuar, centrados na família. Neste relatório pretende-se demonstrar a realidade das crianças com Autismo que pertencem à Eli de Portimão e avaliar a importância da Intervenção Precoce nestas crianças, bem como a perspetiva de todos os profissionais que trabalham com as mesmas. O enquadramento conceptual centra-se numa abordagem à Inclusão; às Perturbações do Espectro do Autismo; à Comunicação Verbal e Não-Verbal; às Equipas Locais e à Intervenção Precoce. A terceira e quarta parte deste relatório integram a Metodologia (com o trabalho de campo e os procedimentos éticos bem como a amostra do estudo) e o Planeamento do Estudo e respetivo Cronograma. Este relatório termina com o quinto e sexto capítulos onde são delineadas respetivamente a metodologia futura e as referências bibliográficas de suporte a este relatório.; Universidade do Algarve, Escola Superior de Educação e Comunicação

Genética molecular das Perturbações do Espectro do Autismo: Análise de variantes estruturais

Isabel Neto Coelho, Joana
Fonte: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge Publicador: Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 18/12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
81.4385%
Dissertação de Mestrado em Biologia Humana e Ambiente apresentada à Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, 2012.; Dissertação defendida e aprovada em 18 de Dezembro de 2012.; Trabalho de investigação realizado no Departamento de Promoção da Saúde e Prevenção de Doenças não Transmissíveis, do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, IP, Grupo de Neurogenética e Saúde Mental (Setembro 2011 – Setembro 2012).; Astrid Moura Vicente: Departamento de Promoção da Saúde e Prevenção de Doenças não Transmissíveis, do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, IP; As Perturbações do Espectro do Autismo (PEA) são um grupo de doenças com uma forte etiologia genética que afectam o neurodesenvolvimento, caracterizando-se por dificuldades na interação social e comunicação e comportamentos repetitivos e estereotipados, sendo o seu diagnóstico baseado nos critérios presentes nos manuais de diagnóstico, como o DSM-V (Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders). AS PEA tem uma elevada prevalência, o que torna importante o seu estudo genético, tendo já sido executados estudos em gémeos e famílias, análises citogenéticas, estudos de Linkage e de Associação, sequenciação de genes candidatos e do exoma e análise de variantes estruturais (Copy Number Variants...

Sono-vigília em crianças com e sem perturbações do espectro do autismo

Aparas, Tânia de Jesus
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
81.24577%
Este estudo tem por finalidade conhecer hábitos, comportamentos e problemas de sono em crianças de idade pré-escolar e escolar, Com e Sem Perturbações do Espectro do Autismo (PEA - inclui, neste estudo, a forma clássica de Autismo e o Síndrome de Asperger). Foi solicitado aos pais, de ambos os grupos de crianças, residentes na região centro do país, que preenchessem o Questionário sobre o Padrão Sono-Vigília de Crianças em idade escolar (PSVC) adapt. de Clemente e col. (1997). Deste estudo fizeram parte 309 crianças, 234 Sem PEA (119 rapazes e 115 raparigas) e 75 Com PEA (51 rapazes e 24 raparigas). As crianças foram agrupadas em duas faixas etárias: dos 3 aos 5 anos, compreendendo 54 Sem PEA (32 meninos e 22 meninas) e 27 Com PEA (19 meninos e 8 meninas); dos 6 aos 12 anos, compreendendo 180 Sem PEA (87 rapazes e 93 raparigas) e 48 Com PEA (32 rapazes e 16 raparigas). Em comparação com os grupos Sem PEA, nos grupos de crianças Com PEA revelou ser significativamente mais comum necessitar de luz acesa (6-12 anos), de algo especial e/ou da presença dos pais no quarto (meninos 3-5 anos) para adormecer, recusar ir para a cama à hora de deitar (meninos 3-5 anos; raparigas 6-12 anos), dificuldade em retomar, autonomamente...

Famílias de crianças com perturbações do espectro do autismo: contributos para a compreensão das suas necessidades

Macedo, Ana Marta Moita de
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /03/2014 Português
Relevância na Pesquisa
81.315635%
Dissertação apresentada à Escola Superior de Educação de Lisboa para a obtenção do grau de Mestre em Ciências da Educação - Especialização em Intervenção Precoce; Este estudo pretende ser um contributo para a compreensão das Necessidades e Expectativas das famílias de crianças com Perturbações do Espectro do Autismo (PEA). Para responder aos objetivos propostos foi definida uma amostra de dez famílias, subdividida em dois grupos de participantes: famílias de crianças com Perturbações do Espectro do Autismo apoiadas por equipas de Intervenção Precoce e famílias de crianças com espectro do autismo apoiadas pelo Programa Son-Rise. As metodologias utilizadas para compreender as necessidades das famílias com crianças com P.E.A. e as formas como respondiam a essas necessidades, incluindo iniciativas na busca de informação e apoios, foram a entrevista e as grelhas de avaliação das necessidades da família. Para compreender a Satisfação em relação aos apoios recebidos, foram realizados questionários de satisfação da qualidade dos serviços de Intervenção Precoce (I.P.) . Verificou-se que não existiam diferenças significativas nos dois grupos, relativamente ao tipo de necessidades sentidas, sendo estas comuns a todos os participantes e mesmo a famílias de crianças com outros tipos de perturbação. No entanto...

As Perturbações do Espectro do Autismo: Avanços da Biologia Molecular

Ribeiro,Ilda Patrícia; Freitas,Manuela; Oliva-Teles,Natália
Fonte: Centro Hospitalar do Porto Publicador: Centro Hospitalar do Porto
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2013 Português
Relevância na Pesquisa
92.07819%
As perturbações do espectro do autismo (PEA) constituem-se como perturbações do neurodesenvolvimento, incluindo alterações comportamentais, de comunicação e de interação social. De acordo com o DSM-IV TR estão descritas cinco perturbações do espectro do autismo na categoria das perturbações do desenvolvimento: a perturbação autista, a síndrome de Asperger, a perturbação invasiva do desenvolvimento sem outra especificação, a perturbação desintegrativa da infância e a síndrome de Rett. A prevalência das perturbações do espectro do autismo é variável conforme os diferentes estudos, estimando-se entre 10/10000 e 60/10 000 crianças. De acordo com a literatura, uma reduzida percentagem de indivíduos com PEA tem etiologia conhecida, sendo este facto particularmente desafiador para a comunidade científica. Estudos familiares e de gémeos têm trazido novos esclarecimentos para a elevada hereditabilidade da perturbação autista; contudo, permanece por esclarecer inequivocamente as suas bases genéticas, bem como a identificação de determinados genes ou proteínas passíveis de serem utilizados no diagnóstico destas perturbações. As perturbações do espectro do autismo têm sido associadas a causas genéticas conhecidas em 10-15% dos casos. Estão descritos diferentes genes e regiões cromossómicas (loci) potencialmente associados à PEA...