Página 1 dos resultados de 7953 itens digitais encontrados em 0.027 segundos

Percepção do peso corporal e fatores associados em estudantes do ensino fundamental de Vitória (ES); Body weight perception and associated factors in Elementary School students in Vitória (ES)

Pereira, Fernanda Nascimento
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/09/2011 Português
Relevância na Pesquisa
68.217554%
Introdução - A adolescência é um período em que ocorrem intensas transformações biopsicossociais, de modo que as experiências percebidas nessa etapa podem contribuir para a formação da imagem corporal. Objetivo - Analisar a associação entre percepção do peso corporal e variáveis relacionadas, em estudantes do ensino fundamental. Métodos - Estudo transversal, realizado em 2007, com estudantes de 8 a 17 anos, residentes em Vitória, Espírito Santo (ES). Dados antropométricos, demográficos, socioeconômicos e de maturação sexual foram coletados. A percepção do peso corporal foi verificada por meio de pergunta única sobre o que os estudantes achavam do próprio peso corporal em relação à sua estatura. Análises de regressão logística, estratificadas por sexo, foram realizadas para verificar a associação entre percepção do peso corporal e faixa etária, estado nutricional, perímetro da cintura, estágio de maturação sexual e nível socioeconômico. A categoria de referência para as análises foi percepção do peso adequado. Resultados - Participaram 397 estudantes, idade média (desvio-padrão) 12 (1,84) anos, sendo 52,4 por cento do sexo feminino. Em relação ao estado nutricional, meninos e meninas...

Excesso de peso corporal na adolescência segundo períodos críticos para a gênese da obesidade durante a infância; Excessive body weight during adolescence according to critical periods for the development of obesity in infancy

Nasr, Elizabeth Maria Bismarck
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/05/2012 Português
Relevância na Pesquisa
68.221953%
Introdução: Considerando-se a dificuldade e o elevado custo para o tratamento da obesidade, e seu papel como fator de risco para diversas patologias, sua prevenção mostra-se fundamental, por este motivo, a identificação precoce de fatores de risco evitáveis, como a inadequação do estado nutricional em períodos críticos para a gênese da obesidade, representa um interessante campo para investigação científica. Objetivo: Verificar a relação entre o excesso de peso corporal em adolescentes segundo estado nutricional ao nascer e excesso de peso durante o primeiro ano de vida e no período de repleção da adiposidade. Método: Participaram deste estudo alunos de ambos os sexos matriculados nos quintos e sextos anos de Unidades Escolares no Município de São José dos Campos-SP. A coleta de dados ocorreu em três etapas, a primeira consistiu na avaliação nutricional durante a adolescência, considerando-se as medidas de índice de massa corporal (IMC), circunferências abdominal e do braço e soma das pregas cutâneas triciptal e subescapular. Na segunda etapa foram coletadas informações referentes à escolaridade materna, aleitamento materno e estado nutricional ao nascer por meio de questionário respondido pelos pais. As crianças foram classificadas segundo os índices peso ao nascer por idade gestacional...

Opinião sobre peso corporal e alimentação de estudantes do ensino médio; Opinion about body weight and eating practice of high school studentes

Sampaio, Ívia Campos Previtali
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/09/2013 Português
Relevância na Pesquisa
68.16267%
Introdução: A adolescência é um período de intensas mudanças físicas, psicológicas, cognitivas e sociais, que podem influenciar a opinião sobre peso corporal e alimentação. Objetivo: Analisar a opinião de adolescentes sobre peso corporal e alimentação. Métodos: Estudo transversal, com adolescentes (14 a 19 anos), de ambos os sexos, do ensino médio de escolas técnicas que participaram do Projeto Educação Alimentar, nos municípios de São Paulo, Sorocaba, Ribeirão Preto e Mogi das Cruzes. As variáveis respostas do estudo foram opinião sobre peso corporal e opinião sobre alimentação e as explanatórias foram, ingestão referida de frutas, hortaliças e produtos lácteos, idade, sexo, inatividade física, realização de refeição em frente à televisão, cidade e índice de massa corporal IMC. Utilizou-se a regressão de Poisson (p<0,05) para verificar associação entre as variáveis estudadas e a razão de prevalência entre as categorias das variáveis; o teste de McNemar foi calculado para comparar as proporções oriundas das variáveis respostas (opinião sobre peso corporal e alimentação) simultaneamente. Para os cálculos utilizou-se o Stata, versão 10.1. Resultados: Foram estudados 273 adolescentes (60...

Efeitos do adoçante dietético (aspartame) e da sacarose no peso corporal e na ingestão calórica de ratos wistar

Reis, Cíntia
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
68.09353%
A substituição da sacarose por adoçantes artificiais (ADs) com o objetivo de controle do peso corporal não é consenso entre os pesquisadores. Nos últimos anos, o uso de ADs, como o aspartame, tem sido associado ao aumento da sensação de fome e/ou da ingestão alimentar. Para determinar se o uso do aspartame ou da sacarose pode ter efeito sobre o peso corporal e a ingestão calórica foram realizados dois experimentos. No primeiro, ratos adultos machos Wistar (n=16) com peso inicial médio de 200-300g foram distribuídos em quatro grupos (n=4/grupo) e receberam ração e água ad libitum além das seguintes dietas: C1 (controle - ração e água ad libitum); C2 (controle iogurte – 30mL/dia de iogurte natural puro); Sacarose (30mL/dia de iogurte com sacarose 20%) e Aspartame (30mL/dia de iogurte com aspartame 0,4%). Os animais foram acompanhados durante 12 semanas na fase de intervenção e mais 9 semanas a fim de estudar possível reversibilidade do ganho de peso. O controle semanal do peso; e, o controle diário da ingestão da dieta e da ração realizou-se através de balança de precisão. O aspartame promoveu maior ganho de peso que a sacarose (9ª e 10ª semana) (p<.05) e que C1 (1ª-10ª semana) (p<.05). A sacarose teve menor consumo de ração que C1 e C2 (p<.05) e menor velocidade de ganho de peso (p=.03) comparado a C2. A fim de aumentar o poder do estudo foi realizado um segundo experimento (n=40) com exposição às dietas durante 12 semanas. O aspartame promoveu maior ganho de peso...

Efeito da quimioterapia sobre o peso corporal e o estresse oxidativo em mulheres com câncer de mama

Galvan, Daisy
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 104 p.| grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
68.066797%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Nutrição, Florianópolis, 2011; O tratamento quimioterápico para o câncer de mama tem sido associado a diferentes efeitos, entre eles o ganho de peso e o aumento do estresse oxidativo (EO). Este estudo teve como objetivo investigar as alterações no peso corporal e nos marcadores de estresse oxidativo antes do procedimento cirúrgico e depois tratamento adjuvante para o câncer de mama. Caracterizou-se como um ensaio clínico não randomizado, realizado em duas etapas, com mulheres recém diagnosticadas cirurgicamente com o câncer de mama, atendidas na Maternidade Carmela Dutra em Florianópolis. Em ambas as avaliações foram coletados, através de entrevista, dados sociodemográficos, clínicos, antropométricos e amostra sanguínea para determinação bioquímica de parâmetros de estresse oxidativo: glutationa reduzida (GSH), potencial antioxidante redutor férrico (FRAP - Ferric Reducing Antioxidant Potential), substâncias que reagem ao ácido tiobarbitúrico (TBARS - Thiobarbituric acid reactive substances), hidroperóxidos lipídicos (LOOH) e proteínas carboniladas (PC). Outros dados referentes ao tipo de protocolo quimioterápico administrado foram obtidos através de busca em prontuário nas respectivas unidades de tratamento. Após o tratamento adjuvante para o câncer de mama...

Programa de modificação comportamental para a gestão do peso corporal

Brajal, João Henrique Marques Padrão
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa Publicador: Universidade Técnica de Lisboa
Tipo: Relatório
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
68.066646%
Mestrado em Exercício e Saúde - ramo de Aprofundamento e Competências Profissionais; A obesidade é uma doença cada vez mais comum, cuja prevalência já atinge proporções epidémicas. As tendências de transição nutricional direccionam para uma dieta descuidada, à qual, aliada à diminuição progressiva da actividade física, converge para o aumento no número de casos de obesidade em todo o mundo. Uma das grandes preocupações, representa o aumento na morbilidade e na mortalidade, considerando um factor de risco elevado de doenças associadas ao excesso de peso e à obesidade, tais como diabetes, doenças cardiovasculares (DCV), hipertensão e até mesmo alguns casos de cancro. É importante o conhecimento das comorbilidades mais frequentes para permitir o diagnóstico precoce e o tratamento destas condições, e para identificar os pacientes que podem beneficiar com a intervenção de um programa comportamental de gestão de peso corporal. A gestão do peso corporal, especificamente a prevenção e tratamento secundário da obesidade é uma área emergente devido à crescente prevalência mundial da obesidade e das comorbilidades associadas. Esta é uma desordem definida pelo excesso de massa gorda para além do que é considerado saudável...

Influência do peso corporal e do índice de massa corporal no teste de sobrecarga hídrica

Meirelles,Sergio Henrique Sampaio; Mendes,Kahlil Ruas Ribeiro; Álvares,Riani Morelo; Villela,Ana Carolina de Magalhães; Lucena,Diogo Arruda Câmara Pereira de; Yamane,Riuitiro
Fonte: Sociedade Brasileira de Oftalmologia Publicador: Sociedade Brasileira de Oftalmologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2008 Português
Relevância na Pesquisa
68.2232%
OBJETIVO: Avaliar a influência do peso corporal e do índice de massa corporal (IMC) nos picos e na flutuação da pressão intra-ocular (PIO) no teste de sobrecarga hídrica (TSH) em pacientes com glaucoma primário de ângulo aberto (GPAA), glaucoma de pressão normal (GPN) e olhos normais (ON). MÉTODOS: Estudo transversal em que foram avaliados 32 olhos de 32 pacientes com GPAA, 30 olhos de 30 pacientes com GPN e 20 olhos de 20 ON. Nenhum dos pacientes glaucomatosos havia iniciado o tratamento da doença. O TSH foi realizado às 17h, sendo avaliada a correlação entre o peso corporal e o IMC e os picos e a flutuação da PIO durante o TSH. Os resultados foram analisados através dos testes de Anova-fator único com teste de Bonferroni e correlação linear de Pearson. Foi considerado significativo valor de p menor que 0,05. RESULTADOS: Não houve diferença significativa na idade (p=0,13), no peso corporal (p=0,13) e no IMC (p=0,83) entre os três grupos. Foi encontrada correlação estatisticamente significativa no grupo GPAA entre o peso corporal e a flutuação da PIO no TSH (p=0,02; r=-0,42) e entre o IMC e a flutuação da PIO no TSH (p=0,02; r=-0,41). Não houve correlação significativa entre o peso corporal e o IMC e os picos de PIO nos três grupos e entre o peso corporal e o IMC e a flutuação da PIO nos grupos GPN e ON.. CONCLUSÃO: Os resultados do presente estudo sugerem que o peso corporal e o IMC devem ser considerados ao se avaliar os resultados do TSH em portadores de GPAA e que pacientes portadores de GPAA com maior IMC e maior peso corporal podem apresentar menor flutuação da PIO no TSH.

Escolha de alimentos durante a abstinência alcoólica: influência na fissura e no peso corporal

Toffolo,Mayla Cardoso Fernandes; Pereira,Izabelle de Sousa; Silva,Karine Aparecida Louvera; Marliére,Cláudia Aparecida; Nemer,Aline Silva de Aguiar
Fonte: Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 Português
Relevância na Pesquisa
68.066797%
Objetivo: Avaliar a influência da fissura na escolha de alimentos doces e alteração do peso corporal em pacientes alcoolistas. Métodos: Vinte e um pacientes alcoolistas em tratamento no Centro de Atenção Psicossocial de álcool e drogas (CAPSad), Ouro Preto/MG, foram selecionados para participar deste estudo (14 homens e 7 mulheres, com idade entre 25 e 64 anos). Foi aplicado questionário para avaliar a fissura (craving) e o consumo alimentar. A alteração do peso corporal e do índice de massa corporal (IMC) foi estimada por métodos antropométricos para avaliar o estado nutricional. As avaliações foram realizadas no momento inicial e final, contemplando até três meses de tratamento. Resultados: As mulheres apresentaram ganho de peso (1,9 ± 1,86 kg) e os homens, perda de peso corporal (-0,13 ± 2,09 kg) (p = 0,04). Não houve diferença estatística quando essa variação de peso foi comparada entre os abstinentes (AB) e não abstinentes (NA) (Homens: AB = 0,39 ± 2,19 kg; NA: -1,06 ± 1,75 kg/Mulheres: AB: 2,73 ± 1,95 kg; NA: 1,42 ± 1,85 kg). A presença de fissura inicial e final foi semelhante entre os que recaíram e os abstinentes. Os abstinentes mantiveram menor fissura e maior sensação de bem-estar com o consumo de alimentos fontes de carboidratos simples ou complexos. Conclusão: Os alcoolistas que conseguiram se abster tiveram menor grau de fissura com maior bem-estar com o consumo de alimentos fontes de carboidratos. Houve mudanças do peso corporal ao longo do tempo de acompanhamento dos alcoolistas em tratamento para a abstinência.

Efeito de doses elevadas de tibolona sobre o peso corporal e perfil lipídico de ratas ooforectomizadas

Henriques,Helene Nara; Câmara,Natérsia Rosa; Carvalho,Ana Carolina Bergmann de; Pantaleão,José Augusto Soares; Guzmán-Silva,Maria Angélica
Fonte: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia Publicador: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2010 Português
Relevância na Pesquisa
68.028066%
OBJETIVO: avaliar o efeito do uso prolongado de alta dose de tibolona na variação do peso corporal e no perfil lipídico de ratas ooforectomizadas. MÉTODOS: foram utilizadas 15 ratas Wistar, pesando 250 g, que foram divididas aleatoriamente em dois grupos. O Grupo Experimental (n=9) recebeu diariamente 1 mg/dia de tibolona via oral. O Grupo Controle (n=6) recebeu diariamente solução de carboximetilcelulose a 0,5%, por gavagem, em volume de 0,5 mL/rata. Foi realizada ooforectomia bilateral 30 dias antes do início do experimento. No dia 0 do experimento, os animais começaram a receber os respectivos tratamentos por 20 semanas. O peso corporal foi controlado semanalmente e o consumo de ração foi medido a cada três a quatro dias ao longo do experimento, estabelecendo o consumo médio/dia por animal. Os resultados foram comparados pelo teste t de Student, com nível de significância de p<0,05. RESULTADOS: o Grupo Tibolona teve consumo de ração diário significativamente (p<0,001) menor (12,7±1,2 g), quando comparado ao Grupo Controle (14,5±1,4 g). Essa diferença também foi significativa em relação ao peso dos animais, uma vez que o Grupo Tibolona teve peso corporal inferior (p<0,001) ao longo do experimento, alcançando peso médio final de 215...

Influência da ingestão de biomassas de spirulina (Arthrospira sp.) sobre o peso corporal e consumo de ração em ratos

Araújo,Kátia Gomes de Lima; Facchinetti,André Dumont; Santos,César Pereira dos
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2003 Português
Relevância na Pesquisa
68.028066%
Neste trabalho verificou-se a influência do consumo de biomassas provenientes de três diferentes origens sobre o peso corporal e consumo de ração em ratos Wistar, machos e adultos. Grupos que consumiram 5% ou 10% (p/p) da biomassa foram comparados com um controle. A biomassa I não promoveu diferença significativa no consumo de ração ou peso corporal dos três grupos. A biomassa II não causou diferença significativa no peso corporal, mas sim no consumo de ração. A biomassa III não causou diferença significativa no consumo de ração, nem no peso corporal, mas houve tendência de maior ganho de peso para o grupo que consumiu a ração contendo 10% de spirulina. Os resultados obtidos indicam que diferentes biomassas podem apresentar diferentes propriedades, mas não confirmam a alegação de que a spirulina pode levar a diminuição de peso ou de consumo de alimento.

Insatisfação com o peso corporal e fatores associados em adolescentes

Del Duca,Giovâni Firpo; Garcia,Leandro Martin T.; Sousa,Thiago Ferreira de; Oliveira,Elusa Santina A. de; Nahas,Markus Vinicius
Fonte: Sociedade de Pediatria de São Paulo Publicador: Sociedade de Pediatria de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 Português
Relevância na Pesquisa
68.10413%
OBJETIVO: Estimar a ocorrência de insatisfação com peso corporal e os fatores associados em adolescentes. MÉTODOS: Estudo transversal, representativo dos escolares de 15 a 19 anos de escolas públicas de Santa Catarina, no ano de 2002. O desfecho do estudo foi a satisfação com o peso corporal, avaliada pela pergunta: "Você está satisfeito(a) com seu peso corporal?". As variáveis avaliadas foram: sexo, idade, renda familiar, local de residência, estado nutricional, tempo semanal assistindo televisão, tabagismo e autopercepção de saúde. Investigaram-se também os seguintes comportamentos alimentares: tomar remédios para emagrecer, provocar vômitos após as refeições e realizar, no mínimo, três refeições/dia. Empregou-se regressão multinomial nas análises bruta e ajustada. RESULTADOS: Dentre os adolescentes avaliados (n=5.028), 16,7% (IC95%: 15,7-17,7) estavam insatisfeitos com seu peso e gostariam de aumentá-lo, e 36,2% (IC95%: 34,9-37,5) gostariam de diminui-lo. Tomar remédios para emagrecer, provocar vômitos após as refeições e não realizar, no mínimo, três refeições/dia foram mais frequentes entre aqueles que gostariam de reduzir o peso. Após análise ajustada, os fatores associados ao desejo de aumentar o peso foram: sexo masculino...

Período de descanso dos suínos no frigorífico e seu impacto na perda de peso corporal e em características do estômago

Dalla Costa,Osmar Antonio; Coldebella,Arlei; Costa,Mateus José Rodrigues Paranhos da; Faucitano,Luigi; Peloso,José Vicete; Ludke,Jorge Victor; Scheuermann,Gerson Neudí
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2006 Português
Relevância na Pesquisa
68.066646%
O manejo pré-abate dos suínos, quando realizado de maneira inadequada, pode proporcionar perdas qualitativas e quantitativas. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito do período de descanso dos suínos no frigorífico (PDF) (3, 5, 7 e 9 horas) e da posição do box na carroceria do caminhão (PBO) sobre a perda de peso corporal (PPC), o peso do estômago cheio (PEC) e vazio (PEV), o peso do conteúdo estomacal (PCE) e o escore de lesão na mucosa esofágica-gástrica (ELG). Foram utilizadas 192 fêmeas, com peso vivo médio de 130,0±9,9kg. Para a análise estatística, considerou-se no modelo os efeitos de bloco (BL), relativo à estação do ano e à granja avaliada o PDF, PBO e a interação entre PDF x BL. Não houve efeito significativo do PDF nas variáveis estudadas. Verificou-se efeito significativo da PBO somente sobre a perda de peso corporal dos suínos, sendo que animais transportados na parte da frente perderam mais peso em relação aos transportados nos boxes do meio e de trás. Observou-se que somente 11% dos suínos apresentaram ELG característico de úlcera gástrica e que uma elevada porcentagem de suínos (41,9%) apresentou ELG grau 1, caracterizando paraqueratose. Conclui-se que suínos transportados em boxes localizados na parte frontal da carroceria do caminhão apresentam maior perda de peso corporal do que os demais e que a variação de 3 a 9 horas no período de descanso no frigorífico não afeta a perda de peso corporal nem as características do estômago dos animais.

Efecto de la administración subcrónica de glucosamina oral en la regulación del peso corporal, glucemia y dislipidemias provocada por una dieta hipercalórica en rata Wistar

Alvarado,Cornelio Barrientos; Vázquez,Jorge Sánchez; Oscoy,María Atanasia Silvia Cárdenas; Acosta,Osvaldo Garrido; Robledo,Liliana Anguiano
Fonte: Pontifícia Universidade Católica de Campinas Publicador: Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 Português
Relevância na Pesquisa
68.040454%
Objetivo: Este estudio evaluó el efecto de la glucosamina oral en el sobrepeso y dislipidemia provocada por una dieta hipercalórica en ratas. Métodos: En 4 grupos de ratas Wistar: alimentados con dieta comercial para roedores y agua de beber sin grupo de control y con glucosamina (500 mg/kg-1 por día) grupo glucosamina y con dieta hipercalórica enriquecida al 24% (g/g) compuesta por manteca de cerdo y agua de beber sin grupo hipercalórico y con glucosamina grupo hipercalórico + grupo glucosamina, durante 22 semanas, se evaluaron el peso corporal, grasa abdominal, niveles de glucemia, triglicéridos, colesterol total y lipoproteínas de alta densidad en suero. Resultados: Se observó un aumento del peso corporal y glucemia en suero con dislipidemias en el grupo con dieta hipercalórica grupo hipercalórico versus grupo de controle (p<0.001); al administrarse glucosamina para esta misma dieta grupo hipercalórico + grupo glucosamina se minimizaron los efectos presentados...

Autopercepção do peso corporal, estado nutricional e padrão alimentar de funcionários de uma universidade pública de Recife-PE

Morgana Rodrigues da Silva Dias, Fábia; Coelho Cabral, Poliana (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
Português
Relevância na Pesquisa
68.12141%
Esse estudo objetivou identificar a associação entre o estado nutricional real e o padrão alimentar com a percepção do peso corporal de funcionários de uma universidade pública da cidade do Recife. A amostra foi composta por 267 funcionários, avaliados através de questionário que abordou aspectos demográficos, socioeconômicos, dietéticos e de estilo de vida, além da avaliação antropométrica e da autopercepção do peso. Quanto aos resultados, aproximadamente 60% da amostra estudada apresentaram excesso de peso, dentre os quais, cerca de 20% eram obesos, não sendo encontrado diferencial significante entre os sexos. Em relação à percepção do peso corporal, 38,0% e 9,7% dos homens e 41,2% e 22,9% das mulheres se percebiam como acima do peso e muito acima do peso, respectivamente (p=0,0035). Quanto ao estudo comparativo entre o estado nutricional diagnosticado e a percepção do peso corporal, apenas entre os homens houve discordância (p=0,0049), com subestimação do peso real. Em relação ao padrão alimentar, as mulheres que se percebiam com excesso de peso atenderam mais às recomendações de gorduras e açúcares do que as que possuíam diagnóstico. Além disso, mulheres consumiam mais alimentos para compensar momentos tristes que homens...

Influência do cálcio e do magnésio sobre o peso corporal: uma abordagem experimental com ratos Wistar em crescimento

Ramires, Amariles Diniz
Fonte: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Publicador: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
68.001724%
O aumento do peso corporal constitui um grave problema mundial de saúde pública, pelo risco elevado de doenças associadas, como diabetes, doenças cardiovasculares, hipertensão e algumas formas de câncer. A escolha de alimentos com alto valor energético e pobres em micronutrientes agrava o quadro nutricional e contribui para a deficiência de minerais importantes para a saúde humana. O uso de minerais, entre eles o cálcio e o magnésio, no controle do peso corporal tem sido objeto de várias pesquisas. O objetivo deste estudo foi analisar a suplementação da ração de ratos Wistar com os minerais cálcio e magnésio. Para tanto, conduziu-se um ensaio biológico com 24 animais, distribuídos em quatro grupos de seis. O grupo controle (GI) recebeu ração no padrão AIN-93G (19,74% de proteína, 7,48% de lipídeo, 52,64% de carboidrato e 3,5% de mistura salina, com 5 000 mg de cálcio e 500 mg de magnésio por quilo de ração); o grupo suplementado com cálcio (GII) recebeu essa ração contendo aproximadamente o quádruplo deste mineral; o grupo suplementado com magnésio (GIII) a recebeu com aproximadamente o quádruplo deste mineral; e o grupo suplementado com lipídeo (GIV) a recebeu com adição de 14% de óleo vegetal...

Regulación fisiológica del peso corporal : el papel de la ghrelina; Physiological regulation of body weight : the role of ghrelin

Amo Setién, Francisco José
Fonte: Universidade de Cantabria Publicador: Universidade de Cantabria
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Português
Relevância na Pesquisa
67.998022%
En el contexto del gran aumento de la prevalencia de obesidad en el mundo es fundamental entender como se regula el peso corporal. El ser humano es un organismo capaz de absorber energía en forma de alimentos, almacenarla, y por último, capaz de utilizarla cuando lo requiere. El almacenamiento conlleva un aumento de peso, y la utilización, una disminución del mismo (ya sea a través de la actividad física, del metabolismo basal o del efecto termogénico de los alimentos). En términos generales, el individuo estándar mantiene su peso corporal dentro de un margen estrecho que sugiere una regulación homeostática a largo plazo. Existe también una regulación a corto plazo que condiciona la ingestión de comida de forma inmediata, pero que los estudios han demostrado que por si sola tan solo afecta al tamaño de las comidas, pero no influye directamente sobre el peso corporal. Únicamente cuando se sobrepasa la capacidad reguladora del balance energético se producirá obesidad o pérdidad de peso. En esta revisión se repasan algunas de las vías a través de las cuales nuestro organismo trata de equilibrar su peso. Se circunscribe después a los mediadores fisiológicos, en concreto a la ghrelina, hormona descubierta recientemente con grandes implicaciones en la regulación del peso...

Estado nutricional de adolescentes e sua insatisfação com o peso corporal : estudo de base populacional; Nutritional status of adolescents and dissatisfaction with body weight : population-based survey

Mariana Contiero San Martini
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/08/2015 Português
Relevância na Pesquisa
68.197583%
A adolescência é uma etapa de transição da infância para a idade adulta, marcada por grandes mudanças biológicas, cognitivas e psicossociais. As experiências vividas nesta fase podem influenciar na avaliação da imagem corporal, ocasionando insatisfação com o peso e levando a condutas prejudiciais à saúde. Esta pesquisa avaliou o estado nutricional e as prevalências de insatisfação com o peso corporal de adolescentes, segundo o sexo, a faixa etária, a renda familiar mensal per capita e a escolaridade do chefe de família (artigo 1). Também verificou as prevalências de insatisfação com o peso em jovens eutróficos, de acordo com as variáveis demográficas, socioeconômicas, de comportamentos relacionados à saúde e morbidades (artigo 2). Trata-se de um estudo transversal de base populacional realizado com adolescentes, de 10 a 19 anos, residentes em Campinas (SP). Analisaram-se o estado nutricional e as prevalências de insatisfação com o peso corporal por meio de teste χ². No segundo artigo foram estimadas as prevalências e as razões de prevalência de insatisfação com o peso de acordo com as variáveis independentes, por meio de regressão simples e múltipla de Poisson. Os adolescentes foram classificados em baixo peso...

Percepção do Peso Corporal e Fatores Associados em Estudantes; Body Weight Perception and Associated Factors in Students

Pereira, Fernanda Nascimento; Oliveira, Jéssica Rodrigues de; Zöllner, Cristina Carpentieri; Gambardella, Ana Maria Dianezi
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 23/08/2013 Português
Relevância na Pesquisa
68.19754%
ResumoObjetivo: analisar a associação entre percepção do peso corporal e variáveis relacionadas, em estudantes do ensino fundamental. Método: estudo transversal, realizado em 2007, com estudantes de 8 a 17 anos, residentes em Vitória, Espírito Santo (ES). Dados antropométricos, demográficos, socioeconômicos e de maturação sexual foram coletados. A percepção do peso corporal foi verificada por meio de pergunta única sobre o que os estudantes achavam do próprio peso corporal em relação à sua estatura. Análises de regressão logística, estratificadas por sexo, foram realizadas para verificar a associação entre percepção do peso corporal e faixa etária, estado nutricional, perímetro da cintura, estágio de maturação sexual e nível socioeconômico. A categoria de referência para as análises foi “percepção do peso adequado”. Resultados: participaram 397 estudantes, idade média (desviopadrão) 12 (1,84) anos, sendo 52,4% do sexo feminino. Em relação ao estado nutricional, meninos e meninas, respectivamente, apresentaram prevalências de 21,7% e 20,1% (excesso de peso), 76,9% e 77,8% (peso adequado para a estatura), e 1,4% e 2,1% (baixo peso). Houve associação estatisticamente significante entre percepção do peso corporal e estado nutricional (excesso de peso) em ambos os sexos (meninos: OR = 6...

Relação entre a condição corporal na época do parto, a diminuição de espessura de toucinho e de peso corporal durante a lactação e o intervalo desmama-cio em fêmeas suínas; Relationship among body condition at parturition, decrease of backfat thickness and weight during the lactation and the interval from weaning to oestrus of sows

Guedes, Roberto Maurício Carvalho; Nogueira, Raimundo Hilton Girão
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2000 Português
Relevância na Pesquisa
68.08798%
Este trabalho teve como objetivo verificar a relação entre a condição corporal na época do parto, a diminuição da espessura de toucinho e de peso corporal durante a lactação e o intervalo desmama-cio em fêmeas suínas. Vinte porcas Camborough, sendo 10 marrãs e 10 porcas adultas com a ordem de parto variando entre o 5º, 6º e 7º partos, foram divididas em dois grupos experimentais seis dias antes do parto previsto. A média de idade e de peso das marrãs por ocasião da cobertura foi de 231 dias e 149,5 kg, respectivamente. Durante a lactação, os animais foram alimentados com ração lactação molhada, à vontade (3,34 Mcal/kg e 17% PB). O consumo médio de ração foi de 5,233 kg para as marrãs e de 5,721 kg para as porcas. O grupo-H constituído de 11 fêmeas com espessura de toucinho sobre o ponto P2 superior a 16 mm, e o grupo-L de 9 fêmeas com espessura de toucinho igual ou inferior a 16 mm. As mensurações de espessura do toucinho sobre o ponto P2 foram feitas 6 dias antes do parto e 2, 7, 14, 21 e 25 dias após o parto. O peso corporal foi mensurado nas mesmas datas, com exceção da data antes do parto. Foi observado o intervalo desmama-cio de cada animal. A porcentagem de perda de peso durante a lactação foi ligeiramente maior (não-significativa) no grupo-H (-4...

Efecto de la terapia hormonal combinada (drospirenona / 17 β -estradiol) sobre el peso corporal en posmenopáusicas

Donnino,Ana; Urdaneta Machado,José; Núñez González,José; Sanabria,Charles; Baabel Zambrano,Nasser; Valbuena,Gustavo; Ruíz,Ana; Contreras Benítez,Alfi
Fonte: Sociedad de Obstetricia y Ginecología de Venezuela Publicador: Sociedad de Obstetricia y Ginecología de Venezuela
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
68.081484%
Objetivo: Comparar los efectos de la terapia hormonal combinada (drospirenona /17 β-estradiol) versus un placebo sobre el peso corporal u otras variables antropométricas en pacientes posmenopáusicas asistidas en la consulta ginecológica del Hospital “Dr. Manuel Noriega Trigo”, Estado Zulia, Venezuela. Métodos: Estudio cuasi-experimental, de casos y controles, aleatorio, a simple ciego, en el cual participaron 120 mujeres posmenopáusicas, divididas en dos grupos para recibir una dosis diaria durante 6 meses de una terapia hormonal combinada (grupo A; drospirenona 2 mg/ 17 β-estradiol 1 mg) o un placebo (grupo B). Se evaluaron tanto el peso corporal como el índice de masa corporal, circunferencia abdominal e índice de cintura cadera, antes y al final del tratamiento. Resultados: Se evidenció que en el grupo que recibió la terapia hormonal hubo una reducción de alrededor de 3 kg en la media del peso corporal luego de 6 meses de tratamiento (79,80±9,35 vs. 76,33±8,36; P< 0,001); asimismo, una reducción significativa en el índice de masa corporal (30,12±2,02 vs. 28,72±1,79; P< 0,001), circunferencia abdominal (120,10±14,73 vs. 110,10±14,00; P< 0,001) y en el índice cintura cadera (0,87±0,04 vs. 0,84±0,07; P< 0...