Página 1 dos resultados de 3967 itens digitais encontrados em 0.085 segundos

O mercado brasileiro de etanol: concentração e poder de mercado sob a ótica da nova organização industrial empírica; The Brazilian ethanol market: concentration and market power from the perspective of New Empirical Industrial Organization

Beiral, Paula Rubia Simões
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/02/2011 Português
Relevância na Pesquisa
95.99%
Dado o crescente aumento na demanda de etanol combustível, bem como as estratégias de fusões e aquisições entre produtores e distribuidores observadas no Brasil recentemente, muito se tem discutido a respeito do poder de mercado que pode estar sendo, ou pode vir a ser exercido por esses agentes envolvidos na cadeia do produto. Discussões sobre um possível responsável por elevações do preço do produto têm levantado o interesse sobre a existência de poder de mercado por parte dos produtores de etanol, e/ou por parte das distribuidoras de combustíveis. O presente trabalho utiliza o ferramental da Nova Organização Industrial Empírica (NEIO), que estima um parâmetro de conduta de mercado através da resposta dos preços a variações na elasticidadepreço da demanda, para analisar a questão da existência e do grau de poder de mercado no elo da distribuição e da produção de etanol no estado de São Paulo. Apóia-se no trabalho de Genesove e Mullin (1998) para a aplicação empírica da NEIO, e também para verificar se a metodologia é adequada ao mercado brasileiro de etanol. Conclui-se que a metodologia NEIO mostra-se adequada aos dois elos da cadeia de etanol analisados. Além disso, produtores e distribuidores de etanol combustível não exercem efetivamente poder de mercado...

A indústria de máquinas agrícolas: formação de um oligopólio, internacionalização e poder de mercado; The agricultural machinery industry: the emergence of an oligopoly, internationalization and market power

Silva, Rodrigo Peixoto da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/02/2015 Português
Relevância na Pesquisa
115.99%
O objetivo desta dissertação é realizar um estudo sobre a evolução das estruturas de mercado da indústria de máquinas agrícolas em âmbito mundial, destacando os países e o contexto de sua origem, bem como as características de sua expansão internacional. As estratégias de fusão e aquisição, adotadas como forma predominante de entrada em novos mercados, são enfatizadas, assim como o seu papel sobre o aumento do poder de mercado na indústria brasileira de tratores agrícolas. Para isso o trabalho foi dividido em três capítulos. O primeiro capítulo traz o embasamento teórico sobre as estruturas de mercado em oligopólio e suas formas de concorrência, além de um levantamento histórico da indústria de forma a relacioná-los, destacando suas principais características e marcos de sua evolução. O segundo capítulo traz um panorama geral da indústria e do mercado de máquinas agrícolas mundial na última década, definindo os principais players, suas características e vantagens que proporcionaram o desenvolvimento desta indústria, além de uma caracterização dos padrões de comércio internacional predominantes. Por fim, o último capítulo tem seu foco no caso brasileiro e analisa os impactos da concentração de mercado sobre desempenho da indústria em termos de poder de mercado...

Regulação, poder de mercado e concorrência dos bancos no Brasil sob a avaliação dos conglomerados financeiros

Cardoso, Marcelo José Ranieri
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
105.95%
A manutenção de um sistema bancário hígido e com níveis de concorrência que estimulem a oferta de produtos financeiros que atendam à sociedade é um objetivo desejável, porém difícil de ser atingido. A dificuldade resine no trade-off, ainda não consensual, entre questões ligadas à estabilidade sistêmica e questões concorrenciais. Claramente, os sistemas bancários são indispensáveis no processamento de fluxo de capitais e na administração da intermediação entre poupadores e tomadores de crédito (Freixas e Roche, 2007). Essa atividade tem a característica marcante de risco de solvência (Diammond e Dybvig, 1983), mas, ainda assim, não há conformidade de motivo e forma de regulá-la (Dewatripont e Tirole, 1994). Sobre estas questões desenvolvemos uma análise histórico-institucional com o objetivo de contextualizar o estado atual no Brasil. Vale notar que, no setor bancário, também não há consenso sobre as formas de mensurar variáveis importantes para a literatura de Organização Industrial, como Poder de Mercado e Nível de Concorrência. Para contribuir com a discussão metodológica quanto às bases de dados e aos modelos de competição, foram realizados testes com os modelos Bresnahan e Lau (1982)...

O papel da geração hídrica reversível na integração da energia eólica em ambiente de mercado

Teixeira, Fábio Emanuel Rosa
Fonte: Instituto Politécnico de Lisboa Publicador: Instituto Politécnico de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /10/2012 Português
Relevância na Pesquisa
105.98%
A geração de energia elétrica a partir de fontes renováveis, tal como as centrais eólicas, apresenta diferente disponibilidade ao longo do tempo. Por esse motivo, a crescente integração da energia eólica no sistema elétrico levanta questões operacionais importantes, tal como o equilíbrio entre a potência da geração e a potência do consumo, podendo em certos períodos, ocorrer fenómenos de excesso de geração. Atualmente, as centrais hídricas reversíveis (CHR) têm sido vistas como uma solução para absorver esse excesso de geração, evitando-se assim, a necessidade de corte da geração eólica. Num contexto de mercado liberalizado, considerando-se que as CHR são tomadoras de preço, nos períodos de baixo consumo e elevada disponibilidade de vento, o baixo preço da energia elétrica dará incentivo para as CHR realizem bombagem, promovendo a integração da energia eólica. No entanto, se uma CHR apresentar poder de mercado, a sua estratégia de maximização do lucro pode levar a um perfil de bombagem e geração diferente, desviando-se do objetivo de maximizar a integração da energia eólica. Neste sentido, o presente trabalho tem como objetivo estudar a influência do poder de mercado na operação de uma CHR inserida no mercado diário do mercado ibérico de eletricidade (MIBEL). Para tal...

Poder de mercado no segmento de distribuição de gasolina C: uma análise a partir da Nova Organização Industrial Empírica

Fernandes,Rosangela Aparecida Soares; Braga,Marcelo José
Fonte: Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas - FIPE Publicador: Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas - FIPE
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2013 Português
Relevância na Pesquisa
105.82%
Este artigo tem como objetivo avaliar o grau de poder de mercado no setor de distribuição de gasolina C, nas regiões brasileiras, no período de 2002 a 2008. Para tal, baseou-se na Teoria da Nova Organização Industrial Empírica (NOIE), especificamente, no modelo proposto por Bresnahan (1982) e Lau (1982). Uma versão dinâmica do modelo também foi estimada. Os resultados indicaram que, exceto para a região Norte, para o modelo estático, as empresas distribuidoras de gasolina C não agem como tomadoras de preços (Λ = 0). No outro extremo, a hipótese de conluio perfeito (Λ = 1) entre elas foi rejeitada. Verificou-se que, em várias regiões, os parâmetros revelaram-se suficientemente baixos, sugerindo que as empresas distribuidoras apresentam elevada competição entre si.

Poder de mercado na indústria brasileira de fertilizantes NPK (04-14-08), no período de 1993-2006

Profeta,Graciela Aparecida; Braga,Marcelo José
Fonte: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural Publicador: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 Português
Relevância na Pesquisa
105.95%
As barreiras à entrada, a concentração observada e a alta de preços dos fertilizantes induziram à desconfiança de possibilidade de exercício do poder de mercado por parte das empresas representativas da indústria brasileira de fertilizantes NPK (04-14-08). Esses indícios podem ser condição necessária, porém não suficiente para afirmar a existência e o exercício de fato do poder. O objetivo do trabalho foi identificar a conduta das empresas representativas da indústria de fertilizantes NPK (04-14-08), por meio da estimação do parâmetro de conduta médio, λ. O período de análise foi fevereiro de 1993 a dezembro de 2006. A análise do comportamento das firmas baseou-se na teoria da Nova Organização Industrial Empírica. O λ foi estimado via interação da equação de demanda e relação de oferta representativa da indústria. Sob o λ, aplicou­-se o teste de hipótese para conhecer a conduta das firmas. Os resultados não permitiram identificar a existência do poder de mercado, exceto quando foram consideradas apenas as quatro maiores empresas. Entretanto, não foi possível fazer inferências sobre o exercício do poder de mercado das quatro maiores empresas, haja visto que a principal preocupação foi em relação à possibilidade de exercício...

Poder de mercado no varejo alimentar: uma análise usando os preços do estado de São Paulo

Aguiar,Danilo R. D.; Figueiredo,Adelson Martins
Fonte: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural Publicador: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 Português
Relevância na Pesquisa
105.96%
O setor varejista brasileiro tem apresentado expressivas transformações em sua organização estrutural desde a década de 1990. Se, por um lado, o mercado se mostra bastante concentrado, por outro, há evidências de uma crescente rivalidade entre as empresas. Esta pesquisa objetivou examinar o impacto da concentração de mercado sobre o uso de poder de mercado para produtos agrícolas específicos, por meio de análise de séries temporais dos preços do estado de São Paulo. Os resultados indicaram que o uso de poder de mercado difere de produto para produto, o que indica que os varejistas podem estar adotando estratégias de preços baseadas nas características da demanda dos produtos. A análise da assimetria mostrou que os varejistas tendem a retardar a transmissão de decréscimos de preços, transmitindo mais rapidamente os acréscimos. Os resultados sugerem também que o aumento da rivalidade na presente década tem dificultado o exercício de poder de mercado via preços. Em geral, os varejistas conseguiam repassar mais intensamente os acréscimos de preços no período anterior ao ano 2000, quando a taxa de turnover era menor e este processo se restringia às firmas médias e pequenas.

Concentração e poder de mercado na distribuição de etanol combustível: análise sob a ótica da nova organização industrial empírica

Beiral,Paula Rubia Simões; Moraes,Márcia Azanha Ferraz Dias de; Bacchi,Mirian Rumenos Piedade
Fonte: Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo Publicador: Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 Português
Relevância na Pesquisa
115.94%
A reorganização do mercado de distribuição de combustíveis levanta a questão da existência de poder de mercado nesse setor. O presente trabalho utiliza a ferramenta da Nova Organização Industrial Empírica (New Empirical Industrial Organization - NEIO) para analisar a existência de poder de mercado no setor de distribuição. Apoia-se nos trabalhos de Bresnahan (1982) e Bresnahan (1989) para a consideração de métodos de identificação do parâmetro de conduta e procura verificar se a metodologia é adequada ao mercado em questão. Conclui-se que os distribuidores não exercem efetivamente poder de mercado. Os valores dos parâmetros de conduta estimados mostram que a conduta se aproximou mais da concorrência perfeita que do monopólio.

Oligopsônio dos Frigoríficos: Uma Análise Empírica de Poder de Mercado

Moita,Rodrigo Menon; Golon,Lucille Assad
Fonte: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração Publicador: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 Português
Relevância na Pesquisa
105.97%
Este estudo tem por objetivo analisar a cadeia de carne bovina de corte no Brasil e determinar, empiricamente, se há poder de mercado na relação comercial entre produtores rurais e frigoríficos. Com esse fim, procedeu-se em duas etapas. Primeiro, fez-se uma caracterização da estrutura da indústria. Concluiu-se que, de fato, a estrutura se aproxima de um oligopsônio, com potencial para exercício de poder de mercado. Na linha da Nova Organização Industrial Empírica (NOIE), o artigo desenvolve um novo método econométrico para auferir poder de mercado em indústrias oligopsônicas. Esse modelo procura superar uma limitação tradicional da literatura, na qual os resultados são sensíveis à hipótese feita sobre a tecnologia de produção. Usando a condição de maximização de lucro dos frigoríficos e dados mensais por um período de 14 anos para o estado de São Paulo, encontrou-se evidência de poder de mercado fraco no setor, o que permite descartar a hipótese de comportamento de cartel. Estimativas alternativas apenas reforçam a robustez desse resultado. Além disso, o poder de mercado não aumentou em anos recentes...

Poder de mercado das exportações de farelo de soja: uma análise via demanda residual

Coronel,Daniel Arruda; Amorim,Airton Lopes; Braga,Marcelo José; Campos,Antônio Carvalho
Fonte: Instituto de Economa da Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Instituto de Economa da Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 Português
Relevância na Pesquisa
105.9%
O objetivo deste trabalho foi verificar o poder de mercado das exportações de farelo de soja argentinas, brasileiras e americanas para a União Europeia, de janeiro de 1999 a dezembro de 2007, que é o principal mercado consumidor dessa commodity. Para isso, foi utilizada a metodologia de demanda residual. Os resultados encontrados, usando-se os métodos sistemas de equações aparentemente não relacionadas (SUR), mínimo quadrado de dois estágios (2SLS) e mínimo quadrado de três estágios (3SLS), indicaram que, embora esse segmento seja oligopolizado pelas exportações argentinas, brasileiras e americanas, a Argentina e o Brasil possuem pequeno poder de mercado.

Previsão de demanda, preço e análise de poder de mercado no setor de energia alétrica

Cordeiro Junior, Herbetes de Hollanda; Ramos, Francisco de Sousa (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
Português
Relevância na Pesquisa
115.92%
A presente tese pretende desenvolver estudos aplicados ao setor elétrico brasileiro - SEB. Inicialmente, é feita uma revisão geral do SEB, enfocando as instituições e os agentes atuantes no setor. Em um primeiro estudo são feitas previsões para a demanda por energia elétrica no Nordeste no período 2004-2010. As previsões foram revisadas, ainda, de forma a levarem em conta o efeito do racionamento de energia elétrica ocorrido em 2001. Como resultado, os modelos ajustados apresentaram um bom poder de explicação e os valores das elasticidades foram próximos aos obtidos em outros estudos similares. Em um outro estudo, utilizou-se modelos ARIMA para previsão de preços spot de energia elétrica no Brasil. Finalmente, para analisar o potencial de exercício de poder de mercado no segmento de geração do SEB, foi utilizado o modelo de oligopólio de Cournot para analisar o impacto de variações na estrutura do setor sobre os preços de equilíbrio do mercado. Nestes termos, observou-se um maior potencial de exercício de poder de mercado em meses de menor disponibilidade de geração hidráulica. Outros fatores importantes no modelo foram a elasticidade da demanda e a estrutura do setor, em termos do número e do tamanho das firmas

La industria de la electricidad: análisis del sector eléctrico español; The electricity industry: analysis of the spanish electricity sector

Mantilla de Miguel, Álvaro
Fonte: Universidade de Cantabria Publicador: Universidade de Cantabria
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Português
Relevância na Pesquisa
105.83%
RESUMEN: La electricidad, como todos sabemos, es esencial para la vida moderna y representa alrededor de una quinta parte de toda la energía final consumida en la Unión Europea, la cual, desde 1996, ha propiciado la liberalización del sector eléctrico. Durante los últimos años los mercados mayoristas de la electricidad se han desarrollado en la mayoría de los estados de la UE permitiendo elaborar contratos estándar de electricidad a los productores de dicho servicio y también a los grandes proveedores. En este trabajo se analizará en primer lugar la situación de este sector tan importante en la economía, comenzando brevemente por su funcionamiento y su manera de actuar en el mercado. Continuando con la defensa de la competencia y el poder de mercado en las eléctricas, prestando especial atención a los conceptos más relevantes y destacando la fijación de precios mediante subastas. Posteriormente, se explicará el mercado mayorista y minorista así como la manera de actuar de cada uno de ellos. También se estudiará la evolución de los precios en los últimos años y una comparativa europea sobre las respectivas variaciones. En segundo lugar, uno de los aspectos más complejos del sector, la regulación. En la que siempre ha habido una intervención importante a lo largo de los años por parte del Gobierno (competencia del Ministerio de Industria...

Market Power on the Colonial Frontier? Evidence from São Paulo 1800– 1840; Poder de mercado en la frontera colonial. Evidencias desde São Paulo, 1800-1840

Federico, Giovanni; Paixao, Ricardo
Fonte: Universidad Carlos III de Madrid. Instituto Figuerola de Historia Económica Publicador: Universidad Carlos III de Madrid. Instituto Figuerola de Historia Económica
Tipo: info:eu-repo/semantics/publishedVersion; info:eu-repo/semantics/article
Publicado em //2009 Português
Relevância na Pesquisa
105.88%
Economists often assume that agricultural markets in history were competitive, and all producers received the same price. In contrast, most agricultural historians deem prices to differ among agents, according to their social status and «power». This paper tests these opposite views with a database of some 12,500 transactions for the São Paulo area in Brazil in the first decades of the 19th century. Prices received by farmers were positively related to total sales, a proxy for the size of the estate, and also to the share on the relevant market, which measures the market power. These results are consistent with the anecdotal evidence about the growing importance of large slave estates which, however, did not wipe out small household farms.; Los economistas asumen que los mercados agrícolas a lo largo de la historia son competitivos y todos los productores reciben el mismo precio. En contraste, la mayoría de los historiadores agrícolas consideran que los precios difieren entre agentes en relación a su poder y estatus social. Este papel examina estos puntos de vista opuestos a partir de una base de datos de 12.500 transacciones para el área de São Paulo en Brasil en las primeras décadas del siglo XIX. Los precios recibidos por los agricultores estuvieron positivamente relacionados con las ventas...

Assimetria na Transmissão de Preços e Poder de Mercado: o caso do mercado varejista de etanol no estado de São Paulo

Santos,Jaqueline Zani dos; Aguiar,Danilo R. D.; Figueiredo,Adelson Martins
Fonte: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural Publicador: Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2015 Português
Relevância na Pesquisa
105.99%
Resumo:A presença de poder de mercado no varejo de combustíveis tem preocupado os brasileiros, motivando investigações dos órgãos antitruste e pesquisas econômicas. Entretanto, a carência de dados apropriados tem dificultado a estimação de indicadores diretos de poder de mercado, restando a possibilidade de se usar séries de preços. O objetivo deste estudo é identificar a presença de poder de mercado no varejo de etanol em cidades de diferentes tamanhos. O método usado consiste em verificar se aumentos e reduções de preços são transmitidos assimetricamente aos consumidores, assumindo que transmissão mais intensa de aumentos de preços está relacionada à presença de poder de mercado. Foram utilizadas séries de preços mensais em níveis de distribuição e varejo para cidades de diferentes tamanhos do estado de São Paulo. Os resultados indicam a presença de poder de mercado, pois os varejistas conseguiram transmitir os aumentos de preço mais rapidamente e mais intensamente que os decréscimos na maioria das cidades. Tais resultados sugerem que a assimetria na transmissão de preços possa ser uma ferramenta analítica útil na investigação do poder de mercado e que as autoridades de defesa da concorrência devem ficar atentas à concentração e às condutas dos varejistas de combustíveis para proteger os consumidores.

Mecanismos utilizados para monitorear el poder de mercado en mercados eléctricos: reflexiones para Colombia.

Botero García, Jesús; García, John J.; Vélez, Luis Guillermo
Fonte: Escola de Administração, Finanças e Tecnologia Publicador: Escola de Administração, Finanças e Tecnologia
Tipo: workingPaper; Documento de trabajo de investigación; draf
Português
Relevância na Pesquisa
105.85%
El propósito de este trabajo es analizar la viabilidad de la utilización del Índice de Oferta Residual (IOR) en el pool eléctrico en Colombia para promover la competencia. A partir de la revisión de la literatura relacionada con las experiencias internacionales respecto a los mecanismos para monitorear el poder de mercado y el análisis al Documento CREG 118 de la Comisión de Regulación de Energía y Gas (CREG), la principal conclusión es que el IOR no es un buen mecanismo de control en mercados hidráulicos; mientras que el desarrollo de los mercados de largo plazo, ha sido utilizado con gran éxito según lo muestra la experiencia internacional.; The objective of this paper is to investigate the viability of using the Residual Supply Index (RSI) in the Colombian electrical pool, in order to promote market competition. We base our evaluation on a literature review of the international experiences related to the monitoring mechanisms of the power market and an analysis of the Document CREG 118 from the Commission for the Regulation of Energy and Gas (CREG). According to international evidence, the main conclusion from this review is that the development of long-run markets has been very favourable. However, the RSI is not a good control mechanism in hydraulic markets.

Evidencia empírica de poder de mercado en industrias minoristas de gas natural vehicular.

García, John J.; Montenegro, Carlos Mauricio; Velásquez, Ermilson
Fonte: Escola de Administração, Finanças e Tecnologia Publicador: Escola de Administração, Finanças e Tecnologia
Tipo: workingPaper; Documento de trabajo de investigación; draf
Português
Relevância na Pesquisa
105.93%
La alta concentración del mercado minorista de Gas Natural Vehicular -GNV en Colombia permite el ejercicio de poder de mercado. El mecanismo de fijación de precio de venta en las Estaciones de Servicio –EDS’s se asemeja al de un modelo teórico oligopólico de Franja Cuasi-Competitiva, en el cual se identifica una empresa líder en el mercado y otras seguidoras, tomadoras de precio. Mediante el índice Herfindahl-Hirschman (HHI) se encontró alto nivel de concentración en la industria y por medio del índice de Lerner se halla el mark-up de beneficios que evidencia el ejercicio de poder de mercado. Además a través de un modelo de Panel de Datos se identifican los determinantes de la formación del precio en esta industria.

El poder de mercado en industrias minoristas de gas natural vehicular

Garc??a, John J.; Vel??squez, Hermilson; Montenegro, Carlos Mauricio
Fonte: Universidad de Zaragoza Publicador: Universidad de Zaragoza
Tipo: article; info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Art??culo; publishedVersion
Português
Relevância na Pesquisa
115.93%
La alta concentraci??n del mercado minorista de Gas Natural Vehicular (GNV) en Colombia permite el ejercicio de poder de mercado. El mecanismo de fijaci??n de precio de venta en las Estaciones de Servicio se asemeja al de un modelo te??rico oligopol??stico tipo Bertrand, en el cual se identifica una empresa l??der en el mercado y otras seguidoras, precio-aceptantes. Por medio del ??ndice de Lerner, se encuentra un mark-up de beneficios cercano al 40% que evidencia el ejercicio de poder de mercado. Adem??s, la utilizaci??n de modelos econom??tricos de datos de panel, controlando por problemas de endogeneidad, permite identificar variables diferentes al coste que inciden en la fijaci??n del precio en el mercado de GNV.

Mecanismos utilizados para monitorear el poder de mercado en mercados el??ctricos: Reflexiones para Colombia.

Botero, Jes??s Alonso; Garcia, John Jairo; V??lez, Luis Guillermo
Fonte: Universidad Nacional de Colombia Publicador: Universidad Nacional de Colombia
Tipo: article; info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Art??culo; publishedVersion
Português
Relevância na Pesquisa
115.92%
El prop??sito de este trabajo es analizar la viabilidad de la utilizaci??n del ??ndice de oferta residual (IOR) en el mercado el??ctrico mayorista en Colombia, con el fin de promover la competencia. Esto se hace a partir de la revisi??n de la literatura relacionada con las experiencias internacionales respecto a los mecanismos para monitorear el poder de mercado y del an??lisis del Documento 118 de la Comisi??n de Regulaci??n de Energ??a y gas (CREg, 2010). La principal conclusi??n es que el IOR no es un buen mecanismo de control en mercados hidr??ulicos, mientras que el desarrollo de los mercados de largo plazo ha sido utilizado con gran ??xito para mitigar el riesgo de abuso de poder de mercado, seg??n lo muestra la experiencia internacional.

Gasto em P&D e poder de mercado: teoria e evidência para o Brasil; Expenditure on R&D and market power: theory and evidence for Brazil

Moita, Rodrigo Menon Simões; Souza, Eduardo Correia de
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Pesquisa e Planejamento Econômico (PPE) - Artigos
Português
Relevância na Pesquisa
115.99%
Desde Schumpeter (1950), até trabalhos mais recentes como Aghion et al. (2002), existe uma ampla literatura devotada à análise da relação entre inovação e poder de mercado. Este artigo segue essa tradição e analisa a relação entre gasto em pesquisa e desenvolvimento (P&D) e poder de mercado na indústria brasileira. Usamos uma base de dados nova: a pesquisa IBMEC-Sensus 2008. Essa base tem como principal diferencial o fato de incorporar em seu questionário uma estimativa da elasticidade da demanda da firma, variável que usamos como instrumento exógeno para o poder de mercado. Usamos o modelo de Aghion et al. (2002), que propõe a existência de uma relação na forma de U-invertido entre P&D e poder de mercado – medido pelo índice de Lerner (IL) – para fornecer uma justificativa teórica para a especificação econométrica adotada. Os resultados obtidos não rejeitam a hipótese de uma relação entre P&D e poder de mercado na forma de U-invertido. Porém, quando estimamos o modelo usando o inverso da elasticidade da demanda como um instrumento para IL, essa relação perde significância, indicando que a relação entre P&D e poder de mercado pode simplesmente ser fruto da determinação simultânea das duas variáveis...

Poder de mercado no segmento de distribuição de Gasolina C: uma análise a partir da Nova Organização Industrial Empírica

Fernandes, Rosangela A.S.; Braga, Marcelo José
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 19/09/2013 Português
Relevância na Pesquisa
105.82%
Este artigo teve como objetivo avaliar o grau de poder de mercado no setor de distribuição de gasolina C, nas regiões brasileiras, no período de 2002 a 2008. Para tal, baseou-se na Teoria da Nova Organização Industrial Empírica (NOIE), especificamente, no modelo proposto por Bresnahan (1982) e Lau (1982). Uma versão dinâmica do modelo também foi estimada. Os resultados indicaram que, exceto para a região Norte, para o modelo estático, as empresas distribuidoras de gasolina C não agem como tomadoras de preços . No outro extremo, a hipótese de conluio perfeito  entre elas foi rejeitada. Verificou-se que, em várias regiões, os parâmetros revelaram-se suficientemente baixos, sugerindo que as empresas distribuidoras apresentam elevada competição entre si.