Página 1 dos resultados de 9 itens digitais encontrados em 0.022 segundos

Educação Física Escolar Indígena: o Programa Segundo Tempo e sua importância na revitalização dos jogos tradicionais das crianças do povo Baré na Escola Municipal de Terra Preta- Rio Negro – Manaus/ Amazonas

Pereira, Jhones Rodrigues; Azevedo, Paulo Henrique (orientador)
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 69 f.; application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
75.81%
Esta pesquisa mostra a importância da inserção do Programa Segundo Tempo na revitalização dos jogos tradicionais das crianças Baré, da Comunidade Indígena Terra Preta - Manaus/ Amazonas. Analisa a forma como o Programa pode contribuir para a inclusão social dessas crianças em esportes não tradicionais praticados por determinada comunidade. Aborda a relevância de se revitalizar e manter os jogos tradicionais desse povo, como forma de contribuir para a preservação dos saberes milenares indígenas; além de proporcionar às crianças e adultos, constante divertimento e convívio social prazeroso e harmonioso. A condução metodológica da investigação partiu da análise de uma pesquisa de campo, de abordagem qualitativa, cujas técnicas de pesquisa foram: roteiro aberto (questionário) de entrevista; observação participante e o registro de observações a respeito do cotidiano da comunidade. Para registrar os dados coletados foram utilizados os seguintes instrumentos: gravador e diário de campo. A escolha desses instrumentos foi um indicativo da comunidade Baré, que demonstrou uma certa preocupação, em não poder contribuir para o teor desta, por não dominarem muito bem a escrita. Este trabalho apresenta uma abordagem histórica do Povo Baré...

Educação Física Escolar Indígena: o Programa Segundo Tempo e sua importância na revitalização dos jogos tradicionais das crianças do povo Baré na Escola Municipal de Terra Preta- Rio Negro – Manaus/ Amazonas

Pereira, Jhones Rodrigues; Azevedo, Paulo Henrique (orientador)
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 69 f.; application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
75.81%
Esta pesquisa mostra a importância da inserção do Programa Segundo Tempo na revitalização dos jogos tradicionais das crianças Baré, da Comunidade Indígena Terra Preta - Manaus/ Amazonas. Analisa a forma como o Programa pode contribuir para a inclusão social dessas crianças em esportes não tradicionais praticados por determinada comunidade. Aborda a relevância de se revitalizar e manter os jogos tradicionais desse povo, como forma de contribuir para a preservação dos saberes milenares indígenas; além de proporcionar às crianças e adultos, constante divertimento e convívio social prazeroso e harmonioso. A condução metodológica da investigação partiu da análise de uma pesquisa de campo, de abordagem qualitativa, cujas técnicas de pesquisa foram: roteiro aberto (questionário) de entrevista; observação participante e o registro de observações a respeito do cotidiano da comunidade. Para registrar os dados coletados foram utilizados os seguintes instrumentos: gravador e diário de campo. A escolha desses instrumentos foi um indicativo da comunidade Baré, que demonstrou uma certa preocupação, em não poder contribuir para o teor desta, por não dominarem muito bem a escrita. Este trabalho apresenta uma abordagem histórica do Povo Baré...

Os protagonistas da história dos Campos Neutrais

Oliveira, Osvaldo André
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
55.7%
O Tratado de Santo Ildefonso (1777), firmado entre portugueses e espanhóis, estabelecia a área territorial que compreende atualmente os municípios de Santa Vitória do Palmar e Chuí como limites de fronteira. Os campos eram ocupados pelos povos indígenas minuanos, charruas e arachanes, antes da chegada do colonizador. A partir de 1828 iniciou-se a segunda doação de sesmarias por portugueses, dando direito de posse às terras “desocupadas”, promovendo a criação de gado e a ocupação dos Campos Neutrais. O processo de colonização desta região também foi constituído por sujeitos que se mantiveram ocultos pela história tradicional: o indígena e o negro. A história existente é baseada em documentos como cartas e inventários. Pesquisas arqueológicas desenvolvidas na região vêm fornecendo dados que acrescentam importantes informações para a historiografia. Assim, o presente artigo dá ênfase aos registros coletados pelas pesquisas acadêmicas realizadas desde o ano de 2004.

Formação técnica de Agente Comunitário Indígena de Saúde: uma experiência em construção no RIo Negro

Garnelo, Luiza; Rocha, Esron; Peiter, Paulo; Sampaio, Sully; Santos, Elciclei; Pontes, Ana Lucia; Stauffer, Anakeila
Fonte: EPSJV Publicador: EPSJV
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
55.86%
Este relato descreve a experiência de formação técnica profissionalizante de 250 agentes comunitários indígenas de saúde vinculados ao Distrito Sanitário Especial Indígena do Rio Negro, no estado do Amazonas. A iniciativa promove a elevação da escolaridade e o respeito às especificidades culturais dos alunos. Os eixos pedagógicos ‘cultura’, ‘território’, ‘política’, ‘cuidado’, ‘informação’, ‘educação’ e ‘planejamento em saúde’ estruturam uma matriz curricular operacionalizada por meio do ensino pela pesquisa, multilinguismo, multidisciplinaridade e intersetorialidade, em consonância com os princípios da educação escolar indígena, da atenção diferenciada à saúde dos povos indígenas e dos referenciais curriculares de formação técnica de agente comunitário de saúde. O processo pedagógico estimula a obtenção de habilidades e competências para diagnosticar e monitorar a situação de saúde e condições de risco e vulnerabilidade das populações indígenas rionegrinas, para subsidiar ações de prevenção, promoção, tratamento e reabilitação nas diversas fases da vida e desenvolver ação política e comunitária nas lutas pela melhoria da saúde. Resultados preliminares da experiência mostram o reconhecimento e fortalecimento do trabalho dos agentes indígenas de saúde...

Cartografias dos povos e das terras indígenas em Rondônia

Santos, Alex Mota dos
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 314 f. : il. (algumas color.), maps., tabs. ; 31 cm.; application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
55.94%
Orientadora : Profª. Drª. Salete Kozel; Tese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Terra, Programa de Pós-Graduação em Geografia. Defesa: Curitiba, 10/12/2014; Inclui bibliografia; Resumo: O estudo das representações gráficas espaciais indígenas em Rondônia é importante para sua valorização, especialmente porque apresenta riqueza e peculiaridades muitas vezes desconhecidas e depreciadas. Assim, a pesquisa das suas representações gráficas espaciais contribui para pensar a cultura, a identidade de "ser índio", reivindicações e a relação com o lugar. Os desdobramentos dessas representações levaram ao estudo das cartografias das terras indígenas, importante para a caracterização dos impactos e usos associados a elas no estado de Rondônia. A presente Tese surgiu das atividades de mapeamentos participativos realizadas no curso de Licenciatura Básica Intercultural da Universidade Federal de Rondônia. Observou-se que o material resultante das oficinas e das aulas poderia ser estudado e levantou-se a hipótese de que os mesmos configuraram cartografias. O objetivo foi identificar as mensagens dos mapas indígenas; identificar as principais variáveis visuais utilizadas nas representações cartográficas e discutir as diferentes maneiras de como as práticas sociais indígenas interagem com o espaço. Das cartografias das terras indígenas o objetivo foi mapear os usos e cobertura da terra no entorno de todas as terras indígenas de Rondônia e estruturar uma modelagem geográfica das pressões antrópicas na área de entorno das mesmas. A metodologia contemplou o estudo de caso...

Formação técnica de agente comunitário indígena de saúde: uma experiência em construção no Rio Negro

Garnelo,Luiza; Rocha,Esron; Peiter,Paulo; Sampaio,Sully; Santos,Elciclei; Pontes,Ana Lúcia; Stauffer,Anakeila
Fonte: Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio Publicador: Fundação Oswaldo Cruz, Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2009 Português
Relevância na Pesquisa
55.86%
Este relato descreve a experiência de formação técnica profissionalizante de 250 agentes comunitários indígenas de saúde vinculados ao Distrito Sanitário Especial Indígena do Rio Negro, no estado do Amazonas. A iniciativa promove a elevação da escolaridade e o respeito às especificidades culturais dos alunos. Os eixos pedagógicos 'cultura', 'território', 'política', 'cuidado', 'informação', 'educação' e 'planejamento em saúde' estruturam uma matriz curricular operacionalizada por meio do ensino pela pesquisa, multilinguismo, multidisciplinaridade e intersetorialidade, em consonância com os princípios da educação escolar indígena, da atenção diferenciada à saúde dos povos indígenas e dos referenciais curriculares de formação técnica de agente comunitário de saúde. O processo pedagógico estimula a obtenção de habilidades e competências para diagnosticar e monitorar a situação de saúde e condições de risco e vulnerabilidade das populações indígenas rionegrinas, para subsidiar ações de prevenção, promoção, tratamento e reabilitação nas diversas fases da vida e desenvolver ação política e comunitária nas lutas pela melhoria da saúde. Resultados preliminares da experiência mostram o reconhecimento e fortalecimento do trabalho dos agentes indígenas de saúde...

Endereços úteis na internet

Santos, Patrícia Carla dos
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 30/12/2002 Português
Relevância na Pesquisa
25.82%
http://www.telenovela.hpg.ig.com.br/index.htmlEsta página, idealizada por Nílson Xavier, um apaixonado por telenovela brasileira, contém um riquíssimo acervo de informações. Desde Ilusões perdidas (1965), primeira novela diária da TV Globo, até O clone (2002), o internauta pode ter acesso a sinopses de todas as telenovelas exibidas na TV brasileira. A consulta pode ser feita por ordem alfabética ou cronológica. As produções da TV Globo estão separadas de outras emissoras. Ao acessar uma determinada novela, têm-se informações como ficha técnica, sinopse, elenco, bastidores, trilha sonora e fotos. É possível ainda consultar minisséries, como Grande Sertão: Veredas (1985) e Os maias (2001) e seriados como Malu mulher (1979-1980) e O bem amado (1980-1984). Há ainda uma breve história da telenovela no Brasil, desde que as novelas eram feitas ao vivo na extinta TV Tupi; e currículo de vários autores. http://www.socioambiental.org/website/povind/index.htmlEste é um link do site do Instituto Socioambiental - ISA que traz informações sobre os povos indígenas que vivem no país. A página impressiona pelo belíssimo projeto gráfico, bastante colorido e com várias fotografias. Através do site...

Cestos, peneiras e outras coisas: a expressão material do sistema agrícola no rio Negro

Velthem, Lucia Hussak Van
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 07/12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
65.77%
Nas comunidades ameríndias, diversos artefatos são produzidos,e ao serem incorporados ao circuito social mediam relações e se integramtanto às práticas como aos discursos. No sistema agrícola praticado naregião do médio rio Negro (AM) os aspectos socioculturais de caráter materiale tecnológico, relacionados com o cultivo, o processamento e o consumoda mandioca brava possuem lugar de destaque. Esse artigo visa descrevere colocar em evidência os implementos empregados nestas atividades eem especial na “casa do forno”, tanto em sua constituição, como nas funçõesque exercem e nas relações que estabelecem.

Conhecimento tradicional como patrimônio imaterial: mito e política entre os povos indígenas do rio Negro

Andrello,Geraldo; Ferreira,Pedro P.
Fonte: Ciência e Cultura Publicador: Ciência e Cultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 Português
Relevância na Pesquisa
35.62%