Página 1 dos resultados de 308 itens digitais encontrados em 0.063 segundos

O terceiro xadrez: como as empresas multinacionais negociam nas relações econômicas internacionais; The third chessboard: how the multinational companies negotiate in the iInternational economic relations

Sarfati, Gilberto
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/10/2006 Português
Relevância na Pesquisa
96.06%
O objetivo primário desta tese é identificar como as empresas multinacionais (EMNs) agem como negociadoras nas relações econômicas internacionais (REI). A hipótese geral a ser verificada é de que as EMNs buscam influenciar os Estados e suas coalizões utilizando-se de seu poder estrutural e de seu poder brando, nacional e transnacionalmente, de modo a afetar os interesses dos Estados e de suas coalizões. A efetividade da defesa de seus interesses depende, basicamente, da confluência dos interesses dos Estados e das empresas e da vulnerabilidade dos Estados em relação às atividades das empresas bem como a capacidade relativa das coalizões que as empresas buscam influenciar. Dentro desse contexto, na parte I deste trabalho, proponho uma breve discussão sobre o papel das EMNs nas Relações Econômicas Internacionais contemporâneas, identificando quatro grandes cortes teóricos: Marxismo, incluindo vertentes neo-marxistas como a Teoria da Dependência e o Sistema Mundial Moderno; Neo-Realismo, incluindo a Teoria da Estabilidade Hegemônica, o Neoliberalismo, incluindo a Interdependência Complexa e; a visão delineada por Susan Strange. Como conclusão desta discussão, justifico o meu corte teórico fundamentalmente ligado à interdependência complexa e ao xadrez de três níveis de Nye (Neoliberalismo)...

Entre a soberania e a liberdade: admissão e estabelecimento de investimentos internacionais; Entre la souveranieté et la liberté: admission et etablissement dinvestissements internationaux

Simões, Bruno Graça
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 14/05/2010 Português
Relevância na Pesquisa
75.98%
O tema dos investimentos internacionais foi talvez o tema mais polêmico das relações econômicas internacionais no século XX, contaminado que foi pelo conflito de concepção característico do período da Guerra Fria, por um lado, e pelo conflito de interesses entre países desenvolvidos e países em desenvolvimento que se estende, guardadas as devidas proporções até os dias de hoje. O presente trabalho examina o tema da admissão e estabelecimento de investimentos internacionais, procurando delinear o conflito de interesses que existe entre os estados e os investidores estrangeiros. Os conflitos de concepção e interesse esvaziaram o conteúdo das normas consuetudinárias internacionais para regulamentação da admissão de investidores. Na ausência de normas consuetudinárias, os estados se tornaram soberanos para legislar livremente sobre a matéria. Alguns estados mantiveram estritos mecanismos de controle; outros, interessados em criar condições jurídicas mais favoráveis à entrada de investidores, celebraram entre si tratados internacionais sobre investimentos. Esses tratados podem ser agrupados em cinco modelos que se traduzem em opções politicas que vão desde a manutenção do controle absoluto do estado sobre a entrada de investidores até a outorga de amplas liberdades de investimento aos estrangeiros. Cada uma dessas opções políticas pode gerar conseqüências políticas e econômicas...

A inserção das economias emergentes e a distribuição de poder no cenário político internacional

Salvo, Mauro
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
66.03%
O objetivo central da tese é analisar se e como as economias emergentes ganharam poder no cenário político internacional, através do aumento de seus recursos de poder econômico. Como o foco do trabalho foi direcionado para a evolução do poder econômico das economias emergentes e suas implicações para o sistema de nações, a atenção maior foi dada às movimentações da economia política internacional, que não estão restritas aos organismos financeiros internacionais. Buscou-se mostrar que o jogo de poder se dá, preponderantemente, entre os Estados-nacionais. Neste trabalho foi analisado o funcionamento do sistema internacional contemporâneo, abordando-o através das principais correntes teóricas das relações internacionais. O tema em foco foi a distribuição de poder econômico no cenário político internacional. A hipótese considerada foi que alguns países emergentes têm aumentado seu poder global e desta forma impactado a organização do sistema e as relações econômicas internacionais. No capítulo 2 defende-se que o poder econômico, atualmente, pode ser considerado a principal fonte de poder tendo em vista os temas da agenda das relações internacionais. Defende-se que mesmo os EUA não sendo mais a nação hegemônica que garante a estabilidade do sistema...

Sanções econômicas internacionais

Valério, Marco Aurélio Gumieri
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 240 f.
Português
Relevância na Pesquisa
75.99%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Ciências Sociais - FCLAR; O Muro de Berlim, além de simbolizar a divisão da Alemanha Ocidental e da Oriental, também personificou a cisão do mundo em Leste e Oeste durante a Guerra Fria (1946-89), período em que o mundo ficou repartido em áreas de influência dos EUA e da URSS. Sua queda representa não apenas o ato inicial da reunificação da Alemanha Ocidental e da Oriental como marca o fim da separação do mundo em Leste e Oeste. Essa estrutura bipolar só se desfez com o fim da Guerra Fria tendo os EUA como vencedores e a URSS como derrotadas. A globalização, termo ligado às transformações no sistema econômico internacional resultante do aprofundamento das relações entre os atores, só pode ser percebida quando se avaliam seus efeitos num conjunto de mudanças em diversas áreas como a cultural, a política e a social. Todas essas transformações constatadas pelas relações internacionais dentro do processo de interdependência complexa ganharam nova dimensão. Não demorou muito para que o propalado nascimento de uma nova ordem mundial fizesse renascer a perspectiva de que o direito internacional tomaria forma, ganharia peso e seria notado como um sistema jurídico. A ONU parecia recuperar o espaço vital para garantir a paz e a segurança internacionais. A efemeridade dessas suposições logo se anunciou quando se levantaram as cortinas que cerravam o cenário do Oriente Médio revelando quão prematuro era o otimismo a respeito do engrandecimento do sistema internacional. O Emirado do Kuwait foi invadido e ocupado pelo Iraque dando início à Guerra do Golfo (1991). Por sua vez...

Atores das relações internacionais e o protaganismo das empresas transnacionais

Kawamura, Karlo Koiti
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
55.86%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Jurídicas. Programa de Pós-Graduação em Direito; Na sociedade internacional contemporânea, complexa e interdependente, ganha destaque o protagonismo das empresas transnacionais - novos atores das relações internacionais -, cujas atividades se desenvolvem em um espaço diferenciado - transnacional -, que tendem a ignorar as estáticas fronteiras geográficas estatais. Da constatação da inexistência de uma regulamentação própria que apresente a mesma amplitude de operação dessas empresas, utilizado-se do método de abordagem indutivo e da técnica de pesquisa bibliográfica, foram investigadas as possibilidades e limites dos regimes internacionais como um instrumento de sua regulamentação.; In contemporary international society, complex and interdependent, highlighted role of transnational corporations (new actors in international relations) whose activities are developed in a distinctive environment - transnational - which tend to ignore the static state geographic borders. Given the fact of a lack of proper legislation, which provide the same extent of operation of these companies, used method inductive approach and technical research literature...

Zonas econômicas intermediárias na Economia-mundo: o debate entre os conceitos de semiperiferia e subimperialismo

Ronconi, Bruno Marlos
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Português
Relevância na Pesquisa
55.77%
TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio Econômico, Curso de Ciências Econômicas.; A observação da existência e do papel de zonas intermediárias na economia-mundo capitalista alavancou o surgimento de teorias que tentam construir um arcabouço teórico capaz de descrever com clareza e solidez as relações existentes entre essas regiões e o resto do mundo. Tendo esse objetivo como cerne da discussão, o tema desenvolvido privilegia dentro desse debate as abordagens de Immanuel Wallerstein e Ruy Mauro Marini para o tema. Tendo tal análise como pano de fundo, é possível evidenciar similaridades, congruências, e disparidades que permitem esclarecer a aderência ou não entre os conceitos de semiperiferia (Wallerstein) e Estado subimperialista (Marini). Partindo dessa necessidade teórica, percorrem-se, no levantamento bibliográfico, os temas imperialismo, subimperialismo, sistemas-mundo, e semiperiferia. Através da elaboração de sete dimensões de comparação, o assunto é aprofundado, evidenciando que apesar de algumas similaridades, os dois termos em tela não devem ser compreendidos como sinônimos.

Fatores determinantes da demanda relativa por reservas internacionais.

Léo, Bruno Beltrão
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
55.74%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Departamento de Economia, 2009.; O objetivo deste trabalho é analisar os fatores determinantes da demanda relativa por reservas internacionais no âmbito das decisões tomadas pelos bancos centrais no processo de alocação de suas reservas. O estudo realizado compreendeu a pesquisa a dezenove bancos centrais, a leitura de diversos trabalhos acadêmicos sobre o assunto, além da análise de relatórios de várias entidades como o FMI, BIS e BCE. Como resultado, o texto buscou evidenciar que apesar da pluralidade de modelos de otimização utilizados pelos bancos centrais para escolha de suas carteiras de reservas, há ainda uma real necessidade de modelos que “incorporem” a influência dos fatores que afetam a alocação das reservas. ________________________________________________________________________________________ ABSTRACT; The purpose of this dissertation is to analyze the factors that determine the relative demand for international reserves in the scope of the decisions taken by central banks in the process of reserve allocation. The study included research of nineteen central banks, readings of several academic works on the subject, and also analysis of reports from organizations such as IMF...

As relações econômicas EUA-China no início do século XXI : análise à luz das dinâmicas concorrentes da geopolítica e da globalização

Leão, Bruno Guerra Carneiro
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
Português
Relevância na Pesquisa
76.07%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Relações Internacionais, 2009.; Ao final de 2010, Estados Unidos e China deverão ter-se consolidado como as duas maiores economias do mundo. Além de individualmente indispensáveis para o dinamismo da economia global contemporânea, EUA e China apresentam tal nível de interdependência comercial, financeira e produtiva que há inclusive quem considere apropriado refletir sobre a economia dos dois países como uma só entidade: Chimerica, no neologismo cunhado por Nial Ferguson. Com o peso crescente da China em foros internacionais, uma nova sigla – G2 – foi também introduzida no jargão acadêmico e diplomático para expressar o protagonismo desses países em temas que vão da mudança do clima à governança financeira global. Conhecer as diferentes dimensões do relacionamento econômico sino-americano tornou-se imprescindível para o entendimento das relações internacionais contemporâneas. A importância do tema não escapou à atenção da comunidade científica e é vasta a literatura especializada a ele dedicada. A presente tese insere-se nesse contexto com o objetivo de contribuir para o debate acadêmico ao organizar as informações fundamentais sobre os fluxos de bens e de capitais entre os dois países...

Relações internacionais e regulação, pelos Estados Unidos, de investimentos estrangeiros de 1789 a 2011 : das origens do nacionalismo econômico do "sistema americano" ao enfraquecimento do liberalismo

Montenegro, Pedro da Silveira
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
Português
Relevância na Pesquisa
45.93%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Relações Internacionais, Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais, 2011.; Esta tese busca explicar a evolução da regulação do investimento estrangeiro pelos Estados Unidos de 1789 a 2011 por meio de análise de "longa duração", na qual aquele extenso período foi dividido em três grandes fases - de 1789 a 1913, de 1913 a 1945 e de 1945 a 2011 - diferenciadas pela tendência predominante das normas federais então criadas sobre o tema e pelo papel do país no sistema econômico internacional dessas épocas. Na primeira fase, os EUA ocuparam posição periférica e de devedor no sistema mundial, e, influenciados por Alexander Hamilton e pelo "Sistema Americano" de economia política, adotaram leis sobre investimentos estrangeiros marcadas, em geral, pelo princípio do nacionalismo econômico. Na segunda, quando já havia ultrapassado a Inglaterra como maior potência industrial, mas ainda hesitava em arcar com os custos da liderança mundial, o país se transformou em credor internacional e promoveu, gradualmente e de forma não linear, tanto a liberalização do seu comércio exterior, quanto a reciprocidade no tratamento de investimentos estrangeiros. Na terceira...

A nova realidade da presença chinesa em Angola e suas implicações para Portugal : o sector da construção civil e obras públicas como estudo de caso

Pereira, Rui P.
Fonte: Instituto da Defesa Nacional Publicador: Instituto da Defesa Nacional
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
55.73%
O reforço da presença económica chinesa em África constitui uma das principais alterações nas relações económicas internacionais da pre‑ sente década e, como tal, o respectivo impacto tem vindo a ser objecto de discussão numa larga variedade de sectores e de países. Neste contexto, pretende‑se, com o presente ar‑ tigo, dar a conhecer os principais contornos do envolvimento da China em Angola, dedicando particular atenção ao sector da construção e obras públicas. Do mesmo modo, tratando‑se de um sector de tradicional importância para Portugal no seu relacionamento com Angola, discutir‑se‑á em que medida a entrada das construtoras chinesas no mercado angolano estará ou não a afectar, de forma significativa, a actividade das empresas portuguesas.

The Euro and its impact on international economic relations: implications for Latin America and MERCOSUR

Quenan, Carlos
Fonte: CIES-ISCTE Publicador: CIES-ISCTE
Tipo: Trabalho em Andamento
Publicado em //2005 Português
Relevância na Pesquisa
55.88%
The creation of the Euro on January 1st 1999 is one of the major economic events of the end of the 20th century. The emergence of the European monetary union is likely produce significant transformations in international monetary and financial relationships. In the case of Latin America, the importance of the single European currency will depend mainly on the speed at which its financial links with the Euro-zone intensify. This paper studies the long-term implications of this process of intensification of the financial relationships between Europe and Latin America, with a particular view to the question of exchange rate regimes.; A criação do Euro em Janeiro de 1999 constitiu um dos maiores eventos económicos do fim do século XX. A emergência da União Monetária Europeia é capaz de produzir transformações fundamentais nas relações económicas e financeiras internacionais. No caso da América Latina, a importância da moeda única europeia dependerá sobretudo da velocidade à qual se intensifiquem as suas relações financeiras com a zona Euro. Este artigo estuda as implicações a largo prazo deste processo de intensificação das relações financeiras entre as duas regiões, com particular destaque para a questão dos regimes câmbiais.

Tendências de Longo Prazo nas Relações Económicas Internacionais

Murteira, Mário
Fonte: INDEG-ISCTE Publicador: INDEG-ISCTE
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /05/1985 Português
Relevância na Pesquisa
55.73%
Ano I, Série I; Análise das estruturas do comércio internacional dos anos 50 aos anos 80.

A mudança de orientação da lógica de solução das controvérsias econômicas internacionais

Varella,Marcelo Dias; Silva,Alice Rocha da
Fonte: Instituto Brasileiro de Relações Internacionais Publicador: Instituto Brasileiro de Relações Internacionais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 Português
Relevância na Pesquisa
55.81%
O grau de juridicidade do direito internacional econômico tem crescido nos últimos anos, ocasionando alterações na lógica de solução das controvérsias econômicas internacionais. Este adensamento da juridicidade do sistema confere maior legitimidade e importância aos mecanismos de solução de controvérsias, em especial o presente na Organização Mundial do Comércio (OMC), principal instituição reguladora do comércio internacional. De acordo com a nova lógica, os países mais fortes economicamente passaram a aceitar perdas relativas a setores específicos, buscando ganhos com o estabelecimento do sistema como um todo. A nova sistemática guiada por normas pré-definidas e especificamente traçadas para a solução de conflitos internacionais (rule-oriented) veio substituir a solução destes conflitos pelo uso da força, via sanções unilaterais ou pressões sobre setores sensíveis (power-oriented). Além disso, a análise desta mudança de orientação evidencia que a OMC e seu Órgão de Solução de Controvérsias vêm ganhando maior credibilidade e respeito por parte de seus usuários, visto que casos concretos envolvendo setores como o agrícola e países desenvolvidos e em desenvolvimento demonstram a real possibilidade de utilização de mecanismos de retaliação mesmo quando se trata de países mais fracos contra países muito mais fortes.

Instabilidade e criatividade nos mercados financeiros internacionais : condições de inserção dos paises do grupo da America Latina

Maria Lucia Labate Mantovanini Padua Lima
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/10/1995 Português
Relevância na Pesquisa
55.79%
A tese aborda as mudanças estruturais ocorridas nos Mercados Financeiros Internacionais (MFI) no período de 1981 a 1994, destacando as tendências mais relevantes decorrentes do processo de inovações financeiras. Examina os principais produtos financeiros criados, sobretudo, a partir da década de oitenta e avalia os métodos de mensuração dos riscos financeiros mais importantes. Traça a evolução recente (1981/1994) dos MFI, procurando ressaltar a capacidade de adaptação desses mercados às oscilações macroeconômicas bem como sua instabilidade intrínseca. Analisa a complexa relação entre os MFI e os países do grupo da América Latina, salientado as condições de acesso e exclusão desses países nos dois ciclos de endividamento recentes - 1967/1982 e 1990/.1994. Finalmente, tece algumas considerações sobre as consequências desses países da América Latina de atrelarem suas políticas econômicas ao financiamento externo obtido junto aos MFI; This dissertation deals with the structural changes which took place in the International Financial Markets (IFM) in the period ranging from 1981 to 1994, stressing the most relevant trends arising in the financial innovation processo It analyses the main financial products which were developed since the 80's making an evaluation of the methods utilized for the evaluation of the most important financial risks. It traces the recent evolution (1981/1994) of the IFM's...

A nacionalidade das coporações

Emendörfer Neto, Victor
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
65.95%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Jurídicas. Programa de Pós-graduação em Direito; O presente trabalho examina o tema - a nacionalidade das corporações - desde uma perspectiva geral, tomando-o como um dado relevante no contexto das relações entre estados e entidades econômicas. Em primeiro lugar, busca esclarecer o sentido de seus termos elementares - nacionalidade e corporações - e estabelecer as bases teóricas para a sua abordagem. Depois, volta-se à sua manifestação jurídica, considerando o universo de preceitos e repercussões ligados à idéia de nacionalidade e especialmente concernentes às corporações; neste estágio, discerne esses preceitos entre critérios e regras de reforço, concentrando-se nas peculiaridades de cada espécie e nas formas como atingem a existência das corporações. Finalmente, considera o contexto em que se insere o objeto da investigação e em que este assume toda sua relevância: o universo das relações econômicas internacionais; então, descreve este contexto segundo uma representação abstrata da polaridade entre nações e corporações, diante da qual a idéia de nacionalidade assume todo seu sentido - ainda que aí, paradoxalmente...

Os Interesses econômicos da China na África

Alves, André Gustavo Miranda Pineli
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Boletim de Economia e Política Internacional - Artigos
Português
Relevância na Pesquisa
46.05%
Apresenta as relações e interesses da China na África Subsaariana. Uma mudança tão drástica na posição relativa do país no mercado mundial de matérias-primas não poderia deixar de afetar a maneira pela qual a China relaciona-se com outros países. De fato, desde o governo de Deng Xiaoping no final dos anos 1970, a política externa passou a ficar subordinada à estratégia de desenvolvimento do país. Evidencia esta nova realidade o fato de o Ministério da Defesa da China haver proclamado, em 1998, a segurança energética como parte fundamental da segurança nacional, tornando as políticas econômica, externa e de segurança interligadas. A China tornou-se, então, um grande competidor por petróleo e outras matérias-primas, juntando-se a potências econômicas já estabelecidas como os Estados Unidos, a União Europeia e o Japão.; p. 25-31

Regionalismo na Ásia : da integração produtiva à institucionalização

Bacelette, Ricardo
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Boletim de Economia e Política Internacional - Artigos
Português
Relevância na Pesquisa
45.95%
O presente artigo analisa o processo de formação de integração econômica asiática nas últimas duas décadas, identificando os atores internacionais centrais nesse processo e suas estratégias. Procura-se, ademais, intuir respostas para indagações frequentemente feitas quando se discute a integração asiática: Por que não ocorreu anteriormente, quando proliferavam pelo mundo instituições e mecanismos de integração regional? Por que essa integração vem ocorrendo de forma intensa na última década? Para tais fins, será apresentado breve histórico empírico-analítico das principais iniciativas integradoras engendradas no processo de conformação do regionalismo na Ásia.; p. 21-32

Como o capital chinês lida com o risco político? : os altos e baixos dos investimento direto da China em Mianmar; How does chinese capital deal with political risk? : the ups and downs of China's direct investment in Myanmar

Alves, André Gustavo de Miranda Pineli
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Boletim de Economia e Política Internacional - Artigos
Português
Relevância na Pesquisa
45.93%
Vários estudos econométricos têm constatado que as empresas transnacionais chinesas investem mais em países considerados politicamente arriscados, mesmo quando se controla o efeito da abundância de recursos naturais, o que contraria tanto a literatura teórica como a empírica sobre o assunto. Para entender os motivos por trás dessa constatação, este artigo analisa o caso desse investimento direto chinês em Mianmar, um dos países apontados como de maior risco político por agências especializadas. O trabalho sugere que pelo menos parte do investimento não foi guiada por critérios estritamente econômicos, satisfazendo objetivos políticos, geopolíticos e/ou de segurança. Além disso, até recentemente, o risco político incorrido pelos investidores chineses era substancialmente menor que o incidente sobre outros agentes, devido às estreitas relações intergovernamentais mantidas entre os dois países. Entretanto, desde 2011, com a inauguração de um novo governo civil e a adoção de reformas liberalizantes e democratizantes, vive-se uma curiosa situação na qual, enquanto as agências ocidentais de classificação de risco político melhoram, paulatinamente, o rating de Mianmar, as empresas chinesas percebem crescente risco político no país.; p. 83-103

China em transformação : dimensões econômicas e geopolíticas do desenvolvimento; China in transformation :economic and geopolitical dimensions of development

Cintra, Marcos Antonio Macedo (Organizador); Silva Filho, Edison Benedito da (Organizador); Pinto, Eduardo Costa (Organizador)
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Livros
Português
Relevância na Pesquisa
56.04%
Este livro, elaborado pela equipe do Ipea em parceria com pesquisadores de diversas universidades e instituições brasileiras, procura identificar as políticas e as estratégias que possibilitaram o desenvolvimento extraordinário em um período de tempo tão estreito. Busca ainda explicitar a dinâmica do novo centro nacional de acumulação de capital e de poder militar – a China e seu entorno asiático. Visa também avançar na compreensão dos movimentos mais recentes criados exatamente pela dimensão adquirida por sua economia – “fábrica do mundo” –, pela introdução crescente do progresso técnico e pela modernização do aparelho militar, que permitem ao país estender sua liderança na produção, no comércio e nas finanças internacionais, desencadeando uma mudança estrutural no funcionamento da economia mundial, mas também na geopolítica regional e global. Os capítulos foram agrupados em quatro blocos temáticos. O primeiro discute a natureza da inserção produtiva, com ênfase nas conexões das cadeias globais e regionais de valor. O segundo analisa as políticas de investimento, e de suprimento de petróleo e gás natural, bem como o processo de concentração da riqueza na sociedade chinesa. O terceiro detalha diversos aspectos da dinâmica e da lógica de funcionamento das finanças da China. O quarto debate a trajetória das políticas de inovação tecnológica...

A internacionalização empresarial e a paradiplomacia corporativa nas relações econômicas internacionais

Martins Senhoras, Eloi; Universidade Federal de Roraima
Fonte: Meridiano 47; Meridiano 47 Publicador: Meridiano 47; Meridiano 47
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2010 Português
Relevância na Pesquisa
65.81%
O presente artigo objetiva analisar o processo de internacionalização empresarial presente nas relações econômicas internacionais tomando como referência uma visão da paradiplomacia corporativa.