Página 1 dos resultados de 1172 itens digitais encontrados em 0.052 segundos

A acção jornalística dos gazeteiros portugueses da primeira metade do século XVII

Sousa, Jorge Pedro; Delicato, Mônica; Silva, Nair; Silva, Gabriel; Teixeira, Patrícia; Duarte, Carlos
Fonte: Edições Universidade Fernando Pessoa Publicador: Edições Universidade Fernando Pessoa
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2009 Português
Relevância na Pesquisa
67.944424%
Quem foram os “jornalistas” portugueses, também conhecidos por gazeteiros, que, na primeira metade do século XVii, iniciaram o jornalismo em portugal? sobre o que escreviam? Quais as suas fontes? Que rotinas tinham? Que constrangimentos enfrentavam? este trabalho visa responder a essas questões, socorrendo-se da pesquisa bibliográfica e documental e da análise do discurso, quantitativa e qualitativa, da Gazeta de 1641-1647, primeiro periódico português. conclui-se que os primeiros “jornalistas” portugueses eram clérigos letrados para os quais a redacção de folhas periódicas ou ocasionais seria uma “ocupação”, não uma profissão. Who were portuguese “journalists” that, in the first half of the 17th century, began journalism in portugal? they wrote about what? Who were their sources? What kind of routines they had? What kind of constraints they faced? this study aims to answer these questions. it is based in bibliographic and documents research and in speech and content analysis of the first portuguese periodical newspaper, the Gazeta (1641-1647). We have concluded that the first portuguese “journalists” were educated priests. for them, writing news gazettes were an “occupation”, but not a profession.

Procedimentos e tendências da tradução na Alemanha no século XVII; Translation procedures and tendencies in 17th century Germany

Paschoal, Stéfano
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/03/2007 Português
Relevância na Pesquisa
68.60745%
O presente trabalho, intitulado Procedimentos e tendências da tradução na Alemanha no século XVII, demonstra, sobretudo através da análise da tradução da obra Los siete libros de la Diana, de Jorge de Montemayor, escrita originalmente em 1559 e traduzida sob o título de Die sieben Bücher der schönen Diana, por Johann Ludwig von Kuefstein, em 1619, e através de considerações das discussões sobre tradução em cinco Poéticas alemãs escritas no século XVII, que houve uma intensa discussão sobre o tema tradução na Alemanha no século XVII. A discussão sobre tradução está contida em obras (Poéticas) que se dedicam a um programa político e cultural no século XVII: o cultivo da língua, cujo principal intuito era a fundação de um instrumento comum de identificação cultural entre os povos de língua alemã. A necessidade política da fundação de um instrumento comum de identificação cultural na Alemanha no século XVII relaciona-se ao contexto histórico e social deste país, em que se sentiam os prejuízos da Guerra dos Trinta Anos (1618-1648) e da peste, assim como os dissabores do relativo "atraso" literário em comparação com outros países da Europa Ocidental. O ideal político-cultural de uma língua e literatura alemã de alcance nacional propiciou aos intelectuais alemães...

África indômita:missionários capuchinhos no reino do Congo (século XVII); Indomitable Africa: capucin missionaries in kingdom of Congo (XVII centrury)

Gonçalves, Rosana Andréa
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/08/2008 Português
Relevância na Pesquisa
68.268916%
Durante o século XVII, uma acentuada presença de missionários capuchinhos marcou definitivamente a história da África Central. Buscamos verificar até que ponto a entrada dos capuchinhos influenciou as relações estabelecidas entre a coroa portuguesa e as autoridades locais na África Central, uma vez que estes missionários eram subordinados diretamente ao papado, por meio da Sagrada Congregação de Propaganda Fide. Dessa forma, analisamos o modo (conflituoso ou não) como os capuchinhos se relacionaram com as autoridades e população locais e com a coroa portuguesa. Por meio de relatos e correspondência dos missionários da Ordem do Frades Menores Capuchinhos, que estiveram no reino do Congo entre 1645 e 1665, período de inúmeras conversões de africanos ao cristianismo, estudamos o contexto político-social e as características deste catolicismo africano, buscando compreender como africanos e europeus adaptavam e reelaboravam a crença cristã no contexto das experiências de contato.; During the XVII century, an accentuated presence of capucin missionaries in Central Africa marked definitely its history. This work analizes the extension of the impact of the Capucin missions in the established relations between the Portuguese crown and the local authorities in Central Africa...

No man is an island: John Donne e a poética da agudeza na Inglaterra no século XVII; No man is an island: John Donne and the poetics of wit in England in the early 17th century

Fiorussi, Lavinia Silvares
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/09/2008 Português
Relevância na Pesquisa
68.324346%
Esta tese se propõe examinar a poesia de John Donne (1572-1631) na perspectiva de um âmbito mais amplo de práticas representativas dos meios letrados das cortes do século XVII. Pressupondo a vigência de uma instituição retórica cujos preceitos condicionavam a prática poética, adota-se uma metodologia de pesquisa que flexibiliza os limites classificatórios da historiografia oitocentista posteriormente impostos aos poetas do século XVII. Assim, procede-se a uma análise retórico-poética da poesia de Donne, particularmente, mas também de seus coetâneos George Chapman, Fulke Greville, William Shakespeare e outros considerando os gêneros e estilos de suas composições, as espécies de agudeza que efetuavam, a adequação dos conceitos que formulavam como ornato dialético enigmático e a legibilidade que constituíam nas obras. Propõe-se uma investigação dos pressupostos doutrinários vigentes na época que significam as práticas representativas e as categorias que a envolvem, como a conceituação de que a poesia vernacular culta se define como prática de emulação da poesia greco-latina em seu elenco de autoridades; de que a preceituação vernacular analogamente se define como prática de emulação da preceitução antiga em seus postulados diversos; que a prática de emulação é ativa e não pressupõe cópia servil...

Jacob Rosales/Manoel Bocarro Francês: judaísmo, sebastianismo, medicina e ciência na vida intelectual de um médico judeu português do século XVII.; Jacob Rosales / Manoel Barroco Francês: judaism, sebastianism, medicine and science in the intellectual life of a jewish portuguese doctor in the seventeenth century.

Carvalho, Francisco de Assis Moreno de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 10/10/2011 Português
Relevância na Pesquisa
68.17092%
O objetivo deste trabalho é abordar a produção intelectual de um médico judeu português, Manoel Bocarro Francês/Jacob Rosales. Personagem pouco estudado, não se inclui entre as figuras centrais no pensamento judaico, nem na medicina e nem na ciência de seu tempo. Mas é um personagem que uniu em sua vida intelectual uma adesão ao judaísmo ao lado de vasta produção e atuação no movimento sebastianista, sendo o único caso conhecido de um judeu que professava sua crença na volta do Encoberto Conviveu e partilhou sua atividade intelectual com grandes figuras de seu tempo, como Galileu Galilei, o famoso médico Zacuto Lusitano e o rabino Menashe ben Israel. Seus escritos eram conhecidos pelo padre Antônio Vieira e a influência dos mesmos no sebastianismo se fizeram sentir em Portugal até o século XIX. Trazer um retrato vivo deste personagem, de suas ideias, contradições e discutir seu lugar na vida intelectual, quer do mundo judaico de sua época quer na história da medicina e do pensamento científico do século XVII, é o objetivo deste trabalho.; This study aims to discuss a Jewish-Portuguese physician, Manoel Bocarro Frances / Jacob Rosales. A figure who has not been much studied, he is not included among the central characters of the Jewish thinking and neither of the medicine or the science of his time. However...

Escrita e conversão na África Central do século XVII : o catecismo kikongo de 1624; Escrita y conversión en la áfrica central del siglo XVII : el catecismo kikongo de 1624

Macedo, José Rivair
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
68.221597%
Desde os séculos XIII-XIV, momento em que ocorreu o primeiro movimento missionário de conversão dos povos pagãos no Oriente, uma das condições para a evangelização era o conhecimento das línguas dos povos não cristãos. Nos tempos modernos, um grande esforço foi dedicado ao aprendizado de línguas nativas das Índias Orientais, do Novo Mundo e da África, com sua respectiva literalização e aplicação na obra catequética pelos padres da Companhia de Jesus. Pretende-se enfatizar este último aspecto a partir do estudo introdutório do catecismo dialogado denominado Doutrina Christã, escrito em 1566 pelo Pe. Marcos Jorge, na Europa, e adaptado para a língua Kikongo durante o trabalho de evangelização dos povos do antigo reino do Congo ao longo do século XVII.; Desde los siglos XIII a XIV, momento en que se produjo el primero movimiento de conversión de los pueblos paganos en el Oriente, una de las condiciones para la evangelización fue el conocimiento de las lenguas de los pueblos no cristianos. En los tiempos modernos, un gran esfuerzo se ha dedicado al aprendizaje de los idiomas nativos de las Indias Orientales, del Nuevo Mundo y de África, con su respectiva literalización y la aplicación en la obra catequética por los sacerdotes de la Compañía de Jesús. Se pretende hacer hincapié en este último aspecto desde el estudio introductorio del catecismo dialogado...

A ascensão da idolatria e a decadência da evangelização no século XVII : uma análise de crônicas da Nova Espanha; The rise of idolatry and the decay of evangelization in the XVIIth century : an analysis of chronicles of New Spain

Ana Carolina Machado de Souza
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/12/2014 Português
Relevância na Pesquisa
68.324346%
O objetivo desta pesquisa é analisar a ideia de decadência da evangelização e ascensão da idolatria indígena na Nova Espanha do século XVII a partir dos VI Anales del Museo Nacional de México. Neste volume se encontram atas do Santo Ofício e relatos provenientes do final do século XVI e do XVII que discutem e narram, sobretudo, as idolatrias indígenas, os rituais e superstições dos nativos. Os autores e suas crônicas são: Don Pedro de Ponce, com Breve relación de los dioses y ritos de la gentilidad; Don Pedro Sánchez de Aguilar, Informe contra Idolorvm Cvltores del Obispado de Yucatán (1613); Hernando Ruiz de Alarcón, Tratado de las Supersticiones y costumbres gentilicas que ou viuen entre los indios naturales desta Nueua España (1629); Br. Gonçalo de Balsalobre, Relacion Avtentica de las Idolatrias, svpersticiones, vanas observaciones de los indios del obispado de Oaxaca. (1654); Jacinto de la Serna, Manual de Ministros de Indios para el conocimiento de sus idolatrias, y extirpacion de ellas. (1656); por fim, Pedro de Feria, Relacion que hace el obispo de Chiapa sobre la reincidência em sus idolatrias de los indios de aquel país después de treinta años cristianos. Em linhas gerais, acreditamos que esses textos trazem uma perspectiva social...

Em torno das missões jesuíticas na Amazônia (século XVII)

Chambouleyron, Rafael
Fonte: Centro de Estudos de História Religiosa - Universidade Católica Portuguesa Publicador: Centro de Estudos de História Religiosa - Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2003 Português
Relevância na Pesquisa
67.944424%
Este texto discute a presença jesuítica na Amazônia portuguesa no século XVII. A partir da constatação de que a historiografia sobre o tema tem insistido na importância do conflito em torno da mão-de-obra indígena, como matriz explicativa fundamental para entender a presença da Companhia de Jesus na região, trata-se de compreender as implicações dessa perspectiva historiográfica. Ao mesmo tempo, aponta-se para outras questões que foram deixadas de lado, e que constituem também problemas importantes para o entendimento da atuação dos padres na Amazônia.; This text discusses the Jesuits presence in the Portuguese Amazon region, during the 17th century. From the idea that historiography has insisted in the importance of the conflict over the Indian labour force as the main explanation for an understanding of Jesuits activities, the text examines the implications of this historiographical trend. In addition, it points out other problems that had not been examined, and which constitute important questions to comprehend the Jesuits activities in the Amazon region.

Elementos para o estudo de algumas características sintácticas do português do século XVII.

Fonseca, Maria do Céu
Fonte: APPACDM Braga Publicador: APPACDM Braga
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
67.944424%
São aqui apresentadas algumas características sintácticas de autores portugueses do século XVII.

As obras de Manuel de Tavares e o desenvolvimento da policoralidade na polifonia portuguesa do século XVII

Castilho, Maria Luísa Faria de Sousa Cerqueira Correia
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
68.324346%
"Sem resumo feito pelo autor"; Introdução - Depois da subida ao trono de Portugal de Filipe 11 em 1580, as relações musicais entre os dois países intensificaram-se naturalmente. [… ] O domínio espanhol coincide em Portugal com um período de depressão económica e cultural ocasionado, entre outros factores, pelo declínio do império ultramarino e pela aventura africana de D. Sebastião. Não é de estranhar por isso que muitos compositores portugueses da primeira metade do século XVII tivessem procurado obter emprego em Espanha. A história não foi caridosa para com eles, assim como não foi para com os escritores portugueses da mesma época que viveram em Espanha e escreveram em espanhol. A investigação espanhola pô-los de lado por serem portugueses e a investigação portuguesa esqueceu-os por serem exilados. O presente trabalho pretende levar a cabo o levantamento e estudo da vida e da produção musical de Manuel de Tavares (c. 1585-1638), procurando tirar do esquecimento um grande compositor português que fez o seu percurso profissional em Espanha e que a Musicologia, como refere Manuel Carlos de Brito, quer portuguesa quer espanhola, até hoje tendeu a ignorar. Nascido em Portalegre em Portugal, e tendo vivido em pleno período de monarquia dual de Portugal e Espanha...

Elementos para o estudo da náutica portuguesa no século XVII: a arte nautica do códice 11006 da Biblioteca Nacional de Portugal

Bastião, Ana Mafalda Pereira
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 Português
Relevância na Pesquisa
68.324346%
Tese de mestrado em História e Filosofia das Ciências, apresentada à Universidade de Lisboa, através da Faculdade de Ciências, 2010; Para compreendermos como era a ciência náutica portuguesa e qual o seu estado, no final do século XVII, e fundamental o estudo das fontes manuscritas da época. O objectivo a que nos propomos nesta dissertação e o de contribuir para a investigação da ciência náutica portuguesa na centúria de seiscentos, através da edição de um manuscrito coevo. A nossa escolha recaiu sobre a Arte Náutica, manuscrito que pode hoje ser consultado na secção de reservados da Biblioteca Nacional de Portugal apenso ao Tratado de Astronomia, ambos reunidos no códice 11006. Na Arte Náutica encontram-se fixadas as notas de aulas proferidas na “Aula da Esfera” do Colégio de Santo Antão no final do seculo XVII, expondo muito do que a época se ensinava sobre a arte de navegar e outros assuntos relacionados com a náutica. Para complementarmos o estudo do manuscrito, faremos também uma contextualização histórica, centrando-nos principalmente no ensino cientifico no seio da Companhia de Jesus, a Aula da Esfera do Colégio de Santo Antão e, naturalmente, a náutica portuguesa do final do século XVII. Tentaremos também elucidar a leitura do manuscrito com comentários sobre o seu conteúdo...

As missões franciscanas na Guiné (Século. XVII)

Recheado, Carlene
Fonte: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa Publicador: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /09/2010 Português
Relevância na Pesquisa
68.04299%
Dissertação apresentada para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em História, especialização em História Moderna e dos Descobrimentos; Durante a centúria de Seiscentos, dois ramos da família franciscana missionaram na Guiné. Os capuchinhos franceses e espanhóis trabalharam sob a égide da récem criada Congregação para a Propaganda Fide, por sua vez os capuchos foram enviados pelo padroado português. Foi durante este século que se deu o apogeu missionário na Guiné. Estabeleceram-se na região essas duas esferas missionárias que se demarcaram entre si pelas instituições europeias que as dirigiam e também pelos objectivos que procuraram atingir. Neste âmbito, analisamos a dimensão política da evangelização da Guiné do século XVII. Um território com uma realidade étnico-religiosa complexa, onde Portugal disputava o monopólio mercantilista com outras monarquias europeias. Através dos relatos e correspondências dos missionários, do oficialato régio na Guiné, das autoridades da corte e da Propaganda Fide, estudamos este período da história da igreja na Costa Ocidental Africana, procurando compreender a dinâmica missionária, as relações sociais entre os missionários...

A imprensa em Coimbra no século XVII

Gonçalves, José Jorge David de Freitas
Fonte: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa Publicador: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em /06/2010 Português
Relevância na Pesquisa
68.04299%
Dissertação apresentada para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Doutor em História Económica e Social; O estudo da tipografia na cidade de Coimbra ao longo do século XVII, que a priori se poderia caracterizar pela ligação à Universidade, manifesta laços corporativos bem vincados entre impressores, livreiros e mercadores de livros. Mas a tipografia de Coimbra não vive só da Universidade. A análise da tipologia das obras saídas dos seus prelos demonstra alterações nas preferências do público leitor, conforme se verifica através do significativo aumento de edições de parenética, associado ao interesse dos livreiros. As ligações de mecenato e de patronato encontram-se evidenciadas pelo exercício da lisonja. Mas o crescente protagonismo dos mercadores de livros verificado na segunda metade do século revela uma nova atitude perante o livro impresso, cada vez mais virado para a edição de obras de sucesso garantido.

Escravos do Atlântico equatorial: tráfico negreiro para o Estado do Maranhão e Pará (século XVII e início do século XVIII)

Chambouleyron,Rafael
Fonte: Associação Nacional de História - ANPUH Publicador: Associação Nacional de História - ANPUH
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 Português
Relevância na Pesquisa
58.04299%
Este artigo analisa as características peculiares do tráfico negreiro para a Amazônia (Estado do Maranhão) do século XVII e início do século XVIII. Para isso destaca três elementos que permitem entender a organização e o estabelecimento de uma rota escrava para o Estado do Maranhão: as epidemias, a delicada situação da Fazenda real e os problemas decorrentes do uso de trabalhadores indígenas.

A economia política da população: poder e demografia no pensamento econômico britânico do século XVII

Suprinyak,Carlos E.
Fonte: Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas Publicador: Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 Português
Relevância na Pesquisa
68.04299%
Em seus escritos sobre a "governamentalidade", Foucault argumenta que a filosofia política, durante o início do período moderno, perpetrou uma mudança gradual no objeto de exercício do poder, deixando de lado o território para concentrar-se sobre a população. Neste artigo, buscamos associar essa idéia com o pensamento econômico britânico do século XVII, em que noções de gerência populacional estão sempre presentes - primeiramente com autores do início do século como Mun e Misselden, evoluindo então ao longo das décadas seguintes em estreita relação com doutrinas como a "aritmética política" vislumbrada por Petty e culminando no uso extensivo por parte de Davenant das estatísticas demográficas de Gregory King. Além disso, tentamos expor a ligação entre temas populacionais e alguns conceitos-chave então utilizados, mostrando que esses temas não possuíam motivação meramente militar, mas sim derivavam de uma percepção do trabalho como força criativa, à qual podemos associar os rudimentos de uma teoria do valor-trabalho.

Três autoras francesas e a cultura escrita no Século XVII

Zechlinski, Beatriz Polidori
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Teses e Dissertações Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
57.78425%
Resumo: Esta tese tem como tema a escrita produzida por mulheres na França, no século XVII. O estudo preocupa-se com as relações sociais e culturais entre homens e mulheres de letras, buscando problematizar as ligações entre cultura escrita, espaço e sociabilidades. Para tanto, estudamos a vida e a obra de três autoras que participaram dos espaços letrados da França nesse período: Madeleine de Scudéry (1607-1701), Madame de La Fayette (1634-1693) e Jacqueline Pascal (1625-1661). Com a análise de tratados morais e de correspondências objetivamos compreender o pensamento dessas escritoras e a inserção delas nos ambientes de pessoas letradas - os salões literários e os monastérios, em especial. Analisamos as práticas de sociabilidades das quais elas participaram e como elas reagiram aos debates intelectuais europeus desse período que tratavam das diferenças de gênero. Dessa forma, esta tese se inclui na área da História das Mulheres e dos Estudos de Gênero, a partir da perspectiva da História da Cultura Escrita e da Leitura no período moderno.

cultural field of the seventeenth century in Spain and New Granada; El campo cultural del siglo XVII en España y la Nueva Granada; O campo cultural do século XVII na Espanha e a Nova Granada

García, María del Rosario
Fonte: Universidade do Rosário Publicador: Universidade do Rosário
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 30/06/2013 Português
Relevância na Pesquisa
58.32016%
The article aims to make visible some nuances of the 17TH century in Spain and the New Granada with emphasis on articulations and tensions that made up this cultural and social space through the analysis of the letrados and its position in the Hispanic cultural field of the 16th and 17TH centuries. This article also discusses the traditional thesis about the cultural isolation and obscurantism in the American colonies before the eighteenth century through the analysis of the circulation of books and knowledge between mainland Spain and its colonies, and the heterogeneous character of the lawyers that affect the symbolic monopoly of the Catholic Church.; El artículo pretende hacer visibles algunos matices del siglo XVII en España y la Nueva Granada haciendo énfasis en las articulaciones y tensiones que conformaban este espacio cultural y social a través del análisis de los letrados y su posición en el campo cultural hispánico de los siglos XVI y XVII. De igual manera se discuten las tesis tradicionales acerca del aislamiento cultural y el oscurantismo en las colonias americanas antes del siglo XVIII a través del análisis de la circulación de libros y saberes entre la España peninsular y sus colonias, y del carácter heterogéneo de los letrados que matizaba el monopolio simbólico de la Iglesia católica.; O artigo pretende fazer visíveis alguns matizes do século XVII na Espanha e na Nova Granada fazendo ênfase nas articulações e tensões que conformavam este espaço cultural e social através da análise dos letrados e sua posição no campo cultural hispânico dos séculos XVI e XVII. Igualmente...

Uma suposta contradição na ciência inglesa do século XVII: divulgação x sigilo

Alfonso-Goldfarb, Ana Maria
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 09/12/2000 Português
Relevância na Pesquisa
57.736543%
Estudos recentes vêm revisando a composição da literatura que, ao longo do século XVIII serviu como base às ciências em território britânico. Segundo esses estudos, os seiscentistas de fala inglesa dedicaram-se a duas linhagens de texto, originadas em concepções de ciência muito distintas. Uma dessas linhagens tinha como fonte principal a antiga “literatura do segredo” que incluía desde velhos e sigilosos manuais de ofício até os milenares e proibidos tratados de hermética, literatura antes reservada a poucos.  Diferente dessa, a outra ]inhagem de textos surgia como um direto da proposta baconiana para a nova ciência: um saber elaborado por muitos e ao alcance de todos. Exemplos conhecidos dessa linhagem são os livros de divulgação utilizados pelos comenianos ingleses ou mesmo os relatórios, atas e memórias das sociedades científicas, geradores dos primeiros embriões de periódicos dedicados às ciências. Todavia, sob essa aparente contraposição das duas linhagens, há indícios de um profícuo diálogo - expresso sobretudo na correspondência e diários pensadores da época

O cultivo da língua e a tradução na Alemanha do século XVII;

Paschoal, Stéfano
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 18/12/2006 Português
Relevância na Pesquisa
68.17092%
Apresentarei neste artigo a tradução de um diálogo sobre estrangeirismos, retirado do segundo volume dos Frauenzimmer Gesprächspiele (1641-1649), de Georg Philipp Harsdörffer (1607-1658). Os estrangeirismos são um dos muitos temas abordados pelos teóricos e intelectuais que discutiam a língua alemã no século XVII. Discutirei a relevância destas observações para a tradução na Alemanha no século XVII.; In this paper will be considered the translation of a dialog on foreign words from the second volume of Georg Philipp Harsdörffer’s (1607-1658) Frauenzimmer Gesprächspiele (1641-1649). Foreign words are among the most frequent themes in theoretical discussions about German language in the 17th. century. I will discuss the relevance of these considerations for translation in 17th. century Germany.

A economia política da população: poder e demografia no pensamento econômico britânico do século XVII

Suprinyak, Carlos E.
Fonte: Universidade Estadual de Campinas - Instituto de Economia - Setor de Publicações Publicador: Universidade Estadual de Campinas - Instituto de Economia - Setor de Publicações
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares; Formato: application/pdf
Publicado em 08/01/2016 Português
Relevância na Pesquisa
68.257573%
Em seus escritos sobre a “governamentalidade”, Foucault argumenta que a filosofia política, durante o início do período moderno, perpetrou uma mudança gradual no objeto de exercício do poder, deixando de lado o território para concentrar-se sobre a população. Neste artigo, buscamos associar essa idéia com o pensamento econômico britânico do século XVII, em que noções de gerência populacional estão sempre presentes – primeiramente com autores do início do século como Mun e Misselden, evoluindo então ao longo das décadas seguintes em estreita relação com doutrinas como a “aritmética política” vislumbrada por Petty e culminando no uso extensivo por parte de Davenant das estatísticas demográficas de Gregory King. Além disso, tentamos expor a ligação entre temas populacionais e alguns conceitos-chave então utilizados, mostrando que esses temas não possuíam motivação meramente militar, mas sim derivavam de uma percepção do trabalho como força criativa, à qual podemos associar os rudimentos de uma teoria do valor-trabalho.Abstract The political economy of demographic management: po The political economy of demographic management: power and popu wer and population in XVII century lation in XVII century British economic thought British economic thought In his lectures on governmentality...