Página 1 dos resultados de 8 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Análise do envolvimento da proteína NEP-TC na embriogénese somática do tamarilho Cyphomandra betacea

Casimiro, Bruno Miguel Ferreira
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
90.2927%
O tamarilho, Cyphomandra betacea (Cav.) Sendt é uma pequena árvore da família Solanaceae que produz frutos comestíveis bastante nutritivos, com um interesse económico crescente. Várias linhas de investigação têm demonstrado o interesse desta espécie para a compreensão de aspectos específicos da morfogénese in vitro, em particular da indução de embriogénese somática (ES), processo chave para a clonagem de plantas, o que abre portas para a propagação de plantas em larga escala. A indução de ES em tamarilho consiste num processo em duas fases no qual os calos embriogénicos (CE) e os calos não embriogénicos (CNE) são inicialmente produzidos (fase de indução) num meio rico em auxina e, após a sua transferência para um meio sem auxina, formam embriões (fase de desenvolvimento). Análises proteómicas comparativas de extractos proteicos de tamarilho permitiram identificar uma proteína (NEP-­‐TC, 26,5 kDa) presente de forma consistente em calos não embriogénicos, com um possível papel inibidor da embriogénese somática. Esta proteína foi associada à família SpoU de metiltransferases (MTase) de RNA dependentes de SAM, por elevada homologia da sua sequência com proteínas dessa família identificadas em Arabidopsis thaliana. Esta família de MTases está anotada como envolvida na metilação de RNA...

Biosynthesis scale-up of human soluble catechol-O-methyltransferase

Espírito Santo, Guilherme Manuel Palha Ruivo do
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
49.03674%
A proteína catecol-O-metiltransferase (COMT, CE 2.1.1.6) foi descrita pela primeira vez em 1958. É uma enzima metiltransferase dependente da S-adenosil-L-metionina (SAM) que catalisa a metilação de substratos catecólicos (catecolaminas, catecolestrogénios). Esta enzima desempenha várias funções importantes no organismo, funcionando como uma barreira entre o sangue e diversos orgãos, através da eliminação de catecóis biológicamente activos ou tóxicos. A enzima COMT desempenha ainda uma função particularmente importante no cérebro, onde participa no metabolismo do neurotransmissor dopamina, pelo que o seu papel nas doenças neurodegenerativas é extremamente relevante, nomeadamente na doença de Parkinson. Esta deonça é caracterizada pela perda progressive de neurónios libertadores de dopamina, levando a uma diminuição acentuada dos níveis deste neurotransmissor no cérebro. Nesta patologia, um dos principais alvos terapêuticos é a enzima COMT, já que a sua ação é indesejável nos pacientes portadores desta doença. Nos últimos anos têm vindo a ser desenvolvidos vários inibidores desta enzima para o tratamento da doença de Parkinson, e há um grande interesse em desenvolver novos inibidores mais eficazes. Para tal...

Función de los grupos sulfidrilo en el mantenimiento de la estructura y actividad de la S-adenosil-L-metionina sintetasa de hígado de rata

Corrales Izquierdo, Fernando J.
Fonte: Universidade Autônoma de Madrid Publicador: Universidade Autônoma de Madrid
Português
Relevância na Pesquisa
48.849233%
Tesis doctoral inédita leida en la Universidad Autónoma de Madrid, Facultad de Medicina. Fecha de lectura: 24 de Enero 1992.

Metabolismo de la s-adenosil-L-metionina en la cirrosis humana

Martín Duce, Antonio
Fonte: Universidade Autônoma de Madrid Publicador: Universidade Autônoma de Madrid
Português
Relevância na Pesquisa
48.849233%
Tesis doctoral inédita leída en la Universidad Autónoma de Madrid, Facultad de Medicina, Departamento de Cirugía. Fecha de lectura: 8 de Marzo de 1988

Metabolismo de la S-Adenosil-L-Metionina en patología experimental y en cirrosis humana

Ortiz Betes, Pablo
Fonte: Universidade Autônoma de Madrid Publicador: Universidade Autônoma de Madrid
Português
Relevância na Pesquisa
48.849233%
Tesis doctoral inédita leída en la Universidad Autónoma de Madrid, Facultad de Medicina, Departamento de Medicina. Fecha de lectura: 10 de Julio de 1990.

Analise da expressão de genes envolvidos na reciclagem de grupos metil e do grau de metilesterificação de homogalacturonano na parede celular de cacau (Theobroma cacao L.) durante a doença vassoura-de-bruxa; Evaluation of methyl recycling-related genes expression and homogalacturonan methylesterification degree in cacao (Theobroma cacao L.) cell wall during witches' broom disease

Gleidson Silva Teixeira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/02/2009 Português
Relevância na Pesquisa
101.50578%
A Vassoura-de-bruxa é uma das principais doenças que acometem o cacaueiro (Theobroma cacao L.). Ela é causada pelo fungo hemibiotrófico Moniliophthora perniciosa. Durante a fase biotrófica, o patógeno coloniza o espaço intercelular e estimula a formação de ramos hipertróficos/ hiperplásicos denominados vassoura verde. No estágio avançado da doença, o fungo passa a colonizar também o interior das células e observa-se a morte do tecido originando a vassoura seca. Homogalacturonano (HG) é um domínio estrutural péctico que constitui a matriz da parede celular primária e define suas propriedades funcionais e estruturais. Durante sua síntese, HG é altamente metilesterificado pela ação de pectinas metiltransferases (PMT) que utilizam S-adenosil-L-metionina (SAM) como fonte de grupos metil. Após ser depositado na parede celular, o padrão de metilesterificações de HG é modelado por pectina metilesterases (PME). Alterações no padrão de metilesterificação de HG são relacionadas à má formação de tecidos, complicações durante o desenvolvimento vegetal e à resistência contra a degradação da parede celular por enzimas microbianas. Neste trabalho, a expressão tecido-específica de genes envolvidos nas reações de síntese de SAM e o grau de metilesterificação do HG foram analisadas em plântulas de T. cacao sadias e infectadas. ESTs (expressed sequence tags) de T. cacao foram utilizadas como molde para a síntese de sondas de RNA específicas para os genes: glicosiltransferase...

Biosynthesis scale-up of human soluble catechol-O-methyltransferase

Espírito Santo, Guilherme Manuel Palha Ruivo do
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
49.03674%
A proteína catecol-O-metiltransferase (COMT, CE 2.1.1.6) foi descrita pela primeira vez em 1958. É uma enzima metiltransferase dependente da S-adenosil-L-metionina (SAM) que catalisa a metilação de substratos catecólicos (catecolaminas, catecolestrogénios). Esta enzima desempenha várias funções importantes no organismo, funcionando como uma barreira entre o sangue e diversos orgãos, através da eliminação de catecóis biológicamente activos ou tóxicos. A enzima COMT desempenha ainda uma função particularmente importante no cérebro, onde participa no metabolismo do neurotransmissor dopamina, pelo que o seu papel nas doenças neurodegenerativas é extremamente relevante, nomeadamente na doença de Parkinson. Esta deonça é caracterizada pela perda progressive de neurónios libertadores de dopamina, levando a uma diminuição acentuada dos níveis deste neurotransmissor no cérebro. Nesta patologia, um dos principais alvos terapêuticos é a enzima COMT, já que a sua ação é indesejável nos pacientes portadores desta doença. Nos últimos anos têm vindo a ser desenvolvidos vários inibidores desta enzima para o tratamento da doença de Parkinson, e há um grande interesse em desenvolver novos inibidores mais eficazes. Para tal...

Manifestación de porfiria cutánea tardía en pacientes infectados con el virus de la inmunodeficiencia humana

Melito,Viviana Alicia; Parera,Victoria Estela; Rossetti,María Victoria; Batlle,Alcira
Fonte: Acta bioquímica clínica latinoamericana Publicador: Acta bioquímica clínica latinoamericana
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2006 Português
Relevância na Pesquisa
48.849233%
Las porfirias son consecuencia de una deficiencia parcial y específica de alguna de las enzimas del camino del hemo. En la Porfiria Cutánea Tardía (PCT) la deficiencia en la uroporfirinógeno decarboxilasa (URO-D) conduce a la acumulación de porfirinas altamente carboxiladas en hígado, plasma y orina. La enzima en sangre diferencia dos tipos de PCT: familiar y esporádica. Clínicamente presenta hiperpigmentación, hipertricosis, ampollas y fragilidad cutánea. En su patogénesis están implicados alcohol, estrógenos, drogas hepatotóxicas, compuestos polihalogenados, sobrecarga de hierro e infecciones con virus de hepatitis (VHC y VHB) y de la inmunodeficiencia humana (VIH). Se presenta una revisión de los pacientes PCT-VIH estudiados entre 1990 y 2004. Se diagnosticaron 91 individuos VIH como pacientes PCT (20 - 50 años), sólo 3 eran mujeres; 48 consumían alcohol y drogas de abuso, 16 consumían sólo alcohol, 10 eran adictos a drogas de abuso y 41 estaban coinfectados con VHC. En 25 pacientes había abuso de alcohol, drogas e infección con VHC. Sólo en 2 la URO-D estuvo disminuída. El tratamiento con bajas dosis de cloroquina y la terapia combinada (S-adenosil-L-metionina y cloroquina) fue bien tolerado con normalización de signos clínicos y bioquímicos. Se concluye que la población VIH positiva debería ser considerada como un grupo de riesgo de desarrollar PCT.