Página 1 dos resultados de 45 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Conservador e Museólogo: Abordagem de Conceitos (texto2)

Lousada, Ana Maria
Fonte: Edições Universitárias Lusófonas Publicador: Edições Universitárias Lusófonas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 35329 bytes; application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
16.729116%
Cadernos de Sociomuseologia Centro de Estudos de Sociomuseologia

Sociomuseologia y Globaización

Leite, Pedro Pereira
Fonte: Revista de Moseología Publicador: Revista de Moseología
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
16.729116%
Todos sentimos que el mundo está cambiando de forma muy rápida. Nuestras instituciones dedicadas a la memoria se enfrentan a importantes desafíos en un mundo globalizado. Este artículo tiene como objetivo situar la problemática de la sociomuseología frente a la globalización. Después de reflexionar sobre la evolución de la globalización y la sociomuseología, vamos a problematizar algunas de las cuestiones que emergen como desafíos en la sociomuseología contemporánea y que han sido respondidas de diferentes maneras. Finalmente ilustraremos los problemas abordados con tres ejemplos que consideramos significativos de una sociomuseología en tiempos de globalización; Artigo

Declaração de Lisboa: resoluções da Comissão Internacional de Formação de Pessoal de Museus (ICTOP)

Chagas, Mário de Souza
Fonte: Edições Universitárias Lusófonas Publicador: Edições Universitárias Lusófonas
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
16.729116%
Considerando que rápidas mudanças nas condições mundiais provocaram uma depreciação da herança natural e cultural, designadamente pela combinação dos interesses nacionais e internacionais; e, - Considerando que há determinadas ideias e convicções que são fundamentais para a existência humana e a inter conexão entre as pessoas, as pessoas e o ambiente, e as pessoas e a sua natureza universal; e, - Considerando que é necessário para os museus como instituições "ao serviço da sociedade e do seu desenvolvimento" assumirem um papel de liderança na comunidade internacional; - Assim, a Comissão Internacional de Formação de Pessoal, reunida em Lisboa, Portugal, de 3 de Outubro 1994, tomou as seguintes resoluções…

Acção cultural e educação em museus

Brandão, José Manuel
Fonte: Edições Universitárias Lusófonas Publicador: Edições Universitárias Lusófonas
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
16.729116%
As preocupações com a educação em museus são já muito antigas, embora frequentemente se considere ser o Abbé Gregoire, fundador do Conservatoire des Arts et Métiers em Paris (1794 - finais do século XVIII), o grande impulsionador destas questões, preocupado que estava com a formação técnica dos artífices franceses. No entanto, só a partir do início do nosso século é que se começaram a fazer os primeiros trabalhos de observação dos visitantes e avaliação do tipo e a qualidade das informações fornecidas nos museus, podendo ainda dizer-se que os problemas envolvidos nas questões da acção cultural nos museus só nas últimas duas décadas, têm sido tratados com maior profundidade. A preocupação com estas questões, têm vindo a ser acompanhada por um esforço visível de renovação das exposições, tornando-as mais apelativas, informativas e acessíveis e, ao mesmo tempo, assiste-se à implementação e desenvolvimento de Serviços Educativos nos grandes museus, agregando técnicos com formação pedagógica. A função destes serviços é sobretudo a de descodificar as mensagens contidas nos discursos expositivos e promover acções de animação que permitam ao visitante atingir facilmente os objectivos "educacionais" da exposição.

Mudanças sociais/mudanças museais, nova museologia/nova história - que relação?

Almeida, Maria Mota
Fonte: Edições Universitárias Lusófonas Publicador: Edições Universitárias Lusófonas
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
16.729116%
O objectivo deste nosso trabalho é analisar a forma como a Museologia nos deve aparecer integrada na mudança geral da sociedade Temos de ter presente que as mudanças sociais são acompanhadas por alterações nas grandes concepções sobre a forma de estar no mundo. Estamos numa era em que os acontecimentos se sucedem a uma velocidade quase assustadora. Há uma explosão das ciências; assistimos á terceira revolução industrial, ao fenómeno da planetarização; nada se passa numa parte do mundo, que não se tenha conhecimento dela segundos depois através dos mass - media. Tudo isto conduz a um questionamento permanente do saber e leva à relatividade do conhecimento: “vamo-nos aproximando cada vez mais do longínquo” (Heidegger). Temos a desconstrução, o vazio e o efémero. O homem é o agente principal desta mudança e também o seu principal visado. A História “ciência dos homens no tempo” vai a partir de meados do século, reflectir esta mudança. A concepção de História muda porque o mundo muda. Que reflexos terão estas mudanças na Museologia?

Declaração de Lisboa: resoluções da Comissão Internacional de Formação de Pessoal (ICTOP)

ICTOP
Fonte: Edições Universitárias Lusófonas Publicador: Edições Universitárias Lusófonas
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
16.729116%
Considerando que rápidas mudanças nas condições mundiais provocaram uma depreciação da herança natural e cultural, designadamente pela combinação dos interesses nacionais e internacionais; e, Considerando que há determinadas ideias e convicções que são fundamentais para a existência humana e a interconexão entre as pessoas, as pessoas e o ambiente, e as pessoas e a sua natureza universal; e, - Considerando que é necessário para os museus como instituições "ao serviço da sociedade e do seu desenvolvimento" assumirem um papel de liderança na comunidade internacional; - Assim, a Comissão Internacional de Formação de Pessoal, reunida em Lisboa, Portugal, de 3 de Outubro 1994, tomou as seguintes resoluções…

A new concept for museum training in Germany

Ruge, Angelika
Fonte: Edições Universitárias Lusófonas Publicador: Edições Universitárias Lusófonas
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
16.729116%
To talk about a new concept for museum training seems perhaps, to be a little bit exaggerated. For long time you have all been talking about concepts and contents for museum training and as I figured out the debate on the topic in Germany is as old as the appearance of national museums in the 19th century. Men like Theodor Mommsen, Rudolph Virchow, Alfred Lichtwark, all well known historians and supporters of the museum idea, spoke and wrote not only about the importance of museums as cultural and educational institutions but also supported the idea of professionalisation of museums work. Some of the ideas of our ancestors are still part of an ongoing discussion. The topic of my talk today will be what king of personnel a museum of our time needs to cope with the growing demand for internal and external organization. I shall present to you a new training program for museum workers in Germany which aims not to produce a new group of researchers but to prepare students for the practical work in the museum field.

Working in partnership with the Museum Training Institute providing in service training for museum personnel

Greeves, Margaret
Fonte: Edições Universitárias Lusófonas Publicador: Edições Universitárias Lusófonas
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
16.729116%
The South Eastern Museums Service is one of ten Area Museums Councils in Great Britain. They are partnerships; membership organizations to which the 2 000 + museums belong. They provide advice, support, technical services, information and training for their members. They are the principal channel of government grant-in-aid to local government, university and independent museums. This funding comes from the Department of National Heritage via the Museums & Galleries Commission. At the South Eastern Museums Service I am responsible for the development and delivery of training for 600 museums in our region and the provision of information about museums and of interest to museums. This paper explains how we approach in-service training and the value of the definition of national standards for our work. It will pose some questions: What is training? What is a training need? and describe a new initiative, the development of training materials and their delivery.

Guidelines for strategic national planning of training and education for museums, cultural heritage and related fields in Sweden and in international co-operation

Rosvall, Jan
Fonte: Edições Universitárias Lusófonas Publicador: Edições Universitárias Lusófonas
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
16.729116%
The guidelines presented in this document are a preliminary strategy for establishing a comprehensive policy for the needs of training and education wiyhin the sector and adjoining areas, across fields of knowledge and professions concerned, on relevant levels and for the varies institutions and operators. The objective of these guidelines is to analysis the problems, objectives and goals for development of a far reaching system of educational and training programs and courses for museums, cultural heritage and related fields of activities. This objective comprises a close collaboration between museum, cultural heritage organizations and educating organizations, notably within universities and colleges, but also other kinds of educating bodies.

Universal Museum - universal language? Art historian - curator

Rosenberg, Pnina
Fonte: Edições Universitárias Lusófonas Publicador: Edições Universitárias Lusófonas
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
16.729116%
Marshal McLuhan’s prophetic vision of the global village is about to be realized. If we are aware of the fact that mass communication reduces the dimensions of our world and makes it more unified and universal, we should take this into consideration when planning the Universal Museum and the language that should be used in it. As curators, educators and museum staff we should not ignore the fact that the spectator/viewer is drawn to the exhibits not only by their own merit, but also guided and assisted by verbal messages, i. e. Labels, brochures. Catalogues etc. Hence, the crucial question is what we, the museologists, use as a means of communication when preparing for a Universal Museum. Should we use pictorial semiotics? This may be a partial solution, which is mainly restricted to objects that can be manipulated and moved by the visitor, as is the case in most of the technological museums. But since the range of objects on display at museums is vast and varied - fine art, archaeological finds, ethnographic objects etc., it may not be the answer to the whole spectrum of exhibits. Dr. Ludwig Lazarus Zamenhof, being an optimist, hoped that by introducing Esperanto to the multi-lingual world population, humanity would be able to bridge and diminish the gap of linguistic differences...

Musem Training Institute - its current status

Newbery, Chris
Fonte: Edições Universitárias Lusófonas Publicador: Edições Universitárias Lusófonas
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
16.729116%
Museum Training Institute: Kershaw House, 55 Well Street, Bradford, BD1 5PS Britain’s system of vocational training and qualifications has been undergoing a fundamental revolution in recent years. The single most important feature of this revolution is the concept of competence - the ability to perform to the standards required in employment. It is in recognition of this ability that National and Scottish Vocational Qualifications are awarded.

Evolving definition of sociomuseology : proposal for reflection 

Moutinho, Mário Caneva
Fonte: Edições Universitárias Lusófonas Publicador: Edições Universitárias Lusófonas
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
38.247366%
Sociomuseology expresses a considerable amount of the effort made to suit museological facilities to the conditions of contemporary society. The process of opening up the museum, as well as its organic relation with the social context that infuses it with life, has resulted in the need to structure and clarify the relations, notions and concepts that may define this process. Sociomuseology is thus a scientific field of teaching, research and performance which emphasizes the articulation of museology, in particular, with the areas of knowledge covered by Human Sciences, Development Studies, Services Science, and Urban and Rural Planning. The multidisciplinary approach of Sociomuseology aims to strengthen the acknowledgement of museology as a resource for the sustainable development of Humanity, based on equal opportunities as well as social and economic inclusion. Sociomuseology bases its social intervention on mankind’s cultural and natural heritage, both tangible and intangible. What characterizes Sociomuseology is not so much the nature of its premises and its goals, as is the case with other areas of knowledge, but the interdisciplinary focus which makes it draw on perfectly consolidated areas of knowledge and relate them with Museology itself.

Give or take: thoughts on museum collections as working tools and their connection with human beings

Santos, Paula Assunção dos
Fonte: Edições Universitárias Lusófonas Publicador: Edições Universitárias Lusófonas
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
18.170049%
This paper proposes a look at museums from the perspective of sociomuseology, an area of research and practice under development in countries such as Portugal, Brazil and Spain. Sociomuseology was born from the Latin new museology tradition and is closely connected with the International Movement for a New Museology (MINOM/ICOM). The Lusofona University in Lisbon offers MA and PhD programmes in Sociomuseology. The University supports a research centre in Sociomuseology and publishes the journals Cadernos de Sociomuseologia, in Portuguese, and Sociomuseology, in English (for more information see http://tercud.ulusofona.pt.). Sociomuseology concerns the study of the social role of museums and of the continuous changes in society that frame their trajectories. The practice of sociomuseologists is based on their work with the different dimensions of social and community development from ecomuseums to networking and other ways of organizing social action in the 21st century in which heritage plays a strategic role.

Os museus de calçada do centro histórico de Porto Alegre na atualidade

Rangel, Vera Maria Sperandio
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
27.377534%
Nessa pesquisa, tenho como foco central a comunicação entre museus e público. Parto da hipótese de que a comunicação é fator essencial para facilitar a integração entre público, patrimônio e museu, o que consequentemente influencia o processo educativo. A partir disso, levanto a hipótese principal, segundo a qual no museu que apresenta como tema o futebol, a comunicação entre instituição e público é mais eficiente, em função do que o tema representa, para a sociedade brasileira, o que não ocorre nas outras tipologias de museus, ou de outros tipos de patrimônio. A relevância deste estudo está em chamar a atenção sobre a forma como os museus pesquisados, nesta tese, estão organizados atualmente e o quanto estão distantes do paradigma contemporâneo definido pela sociomuseologia. Em primeiro lugar, realizo um estudo da comunicação desenvolvida pelos museus selecionados através de suas narrativas expositivas. Em segundo lugar, são analisados os perfis dos públicos destes museus. Em terceiro lugar, avalio o processo de comunicação entre estes museus e seus públicos, onde são observados aspectos como profissionalismo, divulgação midiática e ludicidade, frequência, preferência do público e aproveitamento da visita. Embora todos esses elementos sejam importantes...

Entre políticos e mestres de cultura popular: discurso, poder e ideologia nos museus 

Tolentino, Átila
Fonte: Edições Universitárias Lusófonas Publicador: Edições Universitárias Lusófonas
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
27.377534%
As narrativas produzidas nos circuitos expográficos são discursos carregados de significados, intencionalidades e ideologias, que podem ser analisados a partir dos objetos expostos, dos vazios, dos ditos e dos não ditos. A partir de um aporte teórico de autores ligados às ciências sociais e, especificamente, ao campo da Sociomuseologia que atuam com a questão da construção de discursos, memória e poder, o presente artigo pretende analisar os discursos das narrativas expográficas de um museu tradicional, o Museu Municipal de Borborema, e de um museu comunitário, o Museu da Escola Viva Olho do Tempo, ambos localizados no Estado da Paraíba. Nessa perspectiva, a análise perpassa sobre como os sujeitos sociais são representados nesses dois museus, diametralmente opostos na forma de construção de suas exposições.; The narratives produced in expográficos circuits discourses are loaded with meanings, intentions and ideologies that can be analyzed from the exposed objects, the voids, the said and the unsaid. From a theoretical contribution of authors related to the social sciences and, specifically, to the field of Sociomuseology working with the issue of construction of discourses, memory and power, this article aims to analyze the discourses of expográficas narratives of a traditional museum...

Museu da cidade de São Paulo: um novo olhar da sociomuseologia para uma megacidade

Franco, Maria Ignez Mantovani 
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
27.717183%
Este estudo preocupa-se em discutir como a Sociomuseologia poderá se apropriar de um objeto de musealização mais amplo e abrangente, como o território de uma megacidade – no caso, São Paulo, Brasil. O Museu da Cidade de São Paulo, como objeto de estudo e de problematização museológica, busca explicitar uma metodologia interdisciplinar que enuncia a concepção de um novo modelo de museu de cidade, que tem como objeto de análise a grande metrópole, que se articula sobre as premissas de coleta contemporânea de acervo, empreendida por meio de métodos de mobilização social, em interlocução com as lógicas próprias do mundo globalizado, porém canonicamente erigida sobre os preceitos fundadores da Sociomuseologia. No cenário dos museus de território, este modelo busca fomentar um caminho novo e alternativo, que observa e interage em relação a uma realidade inerente à contemporaneidade, às megacidades, na medida em que busca problematizar e compreender as dinâmicas próprias da vida humana nestes imensos e complexos territórios. No século XXI, eleito como o ‘século das cidades’, abre-se, portanto, um novo campo teórico para a Museologia; como exercício fundador para este pretendido diálogo interdisciplinar...

Sustentabilidade transdisciplinar-inteira como sociomuseologia. A tensão na urbanização/remoção na favela de Santa Marta, Rio de Janeiro

Oliveira, Delambre Ramos de
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
27.377534%
A pesquisa analisa o processo de Urbanização/Remoção na favela de Santa Marta, Botafogo, Rio de Janeiro, a partir da ‘Sustentabilidade Transdisciplinar-Inteira (STI)’ em diálogo com a Sociomuseologia. Construímos o referencial, mostrando a ‘tensão criativa de sentido’ na História Oral, Memória, Ecomuseologia e Nova Museologia. Essa abordagem teórica foi importante porque a urbanização/remoção revelou semelhante tensão na relação entre a comunidade local e governo. Os moradores reivindicavam participação e preservação da identidade, construída na relação com o significado do território. Com um laudo de área de risco, o governo propunha um modelo de urbanização vigente na cidade, que incluía a remoção dos moradores de um local histórico da favela. Portanto, na primeira parte, pesquisamos os contextos de tensão em História Oral, Memória, Ecomuseologia e Nova Museologia. Assim construímos a ‘Sustentabilidade Transdisciplinar-Inteira’. Na segunda parte, apresentamos os testemunhos dos moradores e os argumentos do governo sobre a urbanização/remoção. No final, mostramos como a participação poderia ser uma nova forma de construção equitativa da cidade que uniria os interesses da comunidade local e os objetivos do governo. Na favela Santa Marta...

The city museum of São Paulo: a new design for city museums in the era of the megacity

Franco,Maria Ignez Mantovani
Fonte: Associação Brasileira de Antropologia (ABA) Publicador: Associação Brasileira de Antropologia (ABA)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 Português
Relevância na Pesquisa
27.377534%
The City Museum of São Paulo as subject of study and museological challenge tries explicitly to present a multidisciplinary methodology - already tested in 2003 and 2004 - that enunciates the conception of a new model of city museum, whose objective is the analysis of the great metropolis São Paulo, articulated upon the collection of contemporary items to be pursued by methods of social mobilization, maintaining a dialogue with the proper logic of a globalised world, but canonically erected over the founding precepts of sociomuseology. Focusing on territory museums, that model tries to stimulate an alternative new path that observes and interacts with the reality that is inherent to contemporaneity, to Latin American megacities, as it endeavors to understand the dynamics, as well as the problems that characterise human life in those vast and complex territories.

Arte em vitrais: a salvaguarda, a extroversão e a sociomuseologia

Michelotti, Denise Serra
Fonte: Repositório Científico Lusófona Publicador: Repositório Científico Lusófona
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
27.717183%
O presente estudo tem por objetivo analisar como uma cadeia operatória museológica se aplicaria na musealização de objetos realizados em vitral, e também, como seria essa cadeia operatória se concebida de acordo com os conceitos da sociomuseologia. O estudo parte da observação da necessidade premente de um processo de sistematização preservacional aplicado à salvaguarda de vitrais. Fatores como o desconhecimento do trato a esse tipo de acervo, ou até um equivoco de julgamento frente à sua indiscutível função como coadjuvante arquitetônico, provavelmente foram decisivos para que, historicamente, muito poucas iniciativas tenham sido implementadas para a salvaguarda de vitrais em solos brasileiros. Ao longo dos capítulos deste estudo, são apresentados os principais conceitos da sociomuseologia, desde os seus primeiros documentos até sua aplicação às principais etapas da cadeia operatória de um museu – Documentação, Conservação, Exposição e Ação Educativa –, complementando-se, por fim, com a hipótese da sua atuação na musealização de vitrais. Pelo estudo, é possível constatar que o potencial dos resultados alcançados a partir do tratamento sociomuseológico a vitrais é muito grande, extremamente significativo e muito necessário. É possível...

Patrimônio arqueológico paulista: proposições e provocações museológicas; Archaeological heritage in São Paulo state: museological propositions and provocations

Wichers, Camila Azevedo de Moraes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/03/2012 Português
Relevância na Pesquisa
27.377534%
Nessa tese examino os processos de seleção e socialização do patrimônio arqueológico paulista, enfatizando o contexto contemporâneo. Em um território onde, frequentemente, desenvolvimento e preservação se chocam, a interface Arqueologia - Museologia é compreendida como eixo que dá sentido às práticas relacionadas à instituição do patrimônio arqueológico, potencializando sua função social. Para tanto, defendo a integração das perspectivas das Arqueologias Pós-Processuais e da Sociomuseologia como abordagem teórica, dialogando ainda com premissas da Educação Patrimonial e da Arqueologia Pública. Parto de uma análise histórica do contexto paulista, passando ao exame de um extenso corpus documental associado ao cenário atual, com o intuito de apresentar uma síntese da Arqueologia Musealizada Paulista. Trago à baila, então, experimentações e proposições onde busco estabelecer eixos de ação adequados ao cenário contemporâneo. O desenvolvimento de um programa de educação patrimonial continuado, associado ao licenciamento de áreas de expansão de cultivo, e a estruturação de um museu de Arqueologia, de vocação regional, são entendidos como lócus de construção de novas práticas onde uma Museologia crítica e libertadora atua em conjunto com uma Arqueologia também engajada e ativista. Por sua vez...