Página 1 dos resultados de 455 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Sociologia ambiental : estudo na perspectiva da sociedade de risco e identidade entre membros do programa catavida em Novo Hamburgo, RS

Silva, Jéferson Ricardo Brito da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
67.700117%
Este Trabalho de Conclusão de Curso, na perspectiva da Sociologia Ambiental, salienta a importância do meio ambiente para a qualidade de vida da nossa sociedade. Discute conceitos das teorias da Sociedade de Risco e Modernização Reflexiva. Isto com o intuito de analisar o fenômeno dos riscos ambientais e suas reflexividades no âmbito do Programa Catavida de Novo Hamburgo, em 2011. Esta pesquisa focaliza a realidade e percepção dos catadores de resíduos. Eles são considerados como atores sociais no exercício da ecocidadania e valorizados pela sociedade por meio do seu empoderamento. É analisada, ademais, a sua reflexividade sobre as relações sociais e a organização político-social dominante, diante da iminente crise ambiental. Um dos objetivos principais da pesquisa foi compreender a construção da identidade pessoal, profissional e social do catador, considerando sua reflexão social e consciência socioambiental. Esta se estrutura em práticas transformadoras no contexto social no qual estão inseridos. Outro tópico abordado foi a geração de renda constituída pelo ato de catar lixo e a questão da responsabilidade socioambiental construída nesse processo, no qual a Coleta Seletiva Solidária se estrutura como cenário de interação social e democracia ecológica entre catadores e sociedade. A metodologia utilizada foi a pesquisa bibliográfica e documental...

Conflito ambiental e cosmopolíticas na amazônia brasileira : a construção da Usina hidrelétrica de Belo Monte em perspectiva

Fleury, Lorena Cândido
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
47.527886%
Esta pesquisa analisa o conflito ambiental em torno da construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no Pará, Amazônia brasileira. Tal conflito iniciou-se em meados da década de 1980, quando, a partir do inventário de bacias hidrográficas realizado visando o planejamento energético brasileiro, foi apontado no Plano Nacional de Energia Elétrica 1987/2010 que o aproveitamento energético do rio Xingu constituiria o maior projeto nacional daquele século e início do próximo. Desde então, uma ampla rede, conectando grupos sociais diversos – indígenas, ribeirinhos, agricultores, autoridades políticas, ambientalistas, socioambientalistas, celebridades –, relatórios e pareceres técnicos, instituições governamentais, organizações da sociedade civil, a floresta amazônica e a bacia do Rio Xingu, é associada, de forma instável e controversa, disputando-se a realização ou não deste projeto. Ancorando-se nas abordagens teórico-epistemológicas propostas por Bhabha (2007), Latour (1994), De la Cadena (2010), Stengers (2007), Viveiros de Castro (2002) e Boltanski (2009), é elaborada uma proposição do conceito de conflito ambiental, o interpretando como uma categoria híbrida, com o objetivo de reforçar a sua carga cosmopolítica. Além disso...

A sociologia sob o signo ecologico : um estudo sobre modernização ecologica, desenvolvimento sustentavel e a teoria da sociedade de risco

Cristiano Luis Lenzi
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 01/10/2003 Português
Relevância na Pesquisa
47.58039%
Essa tese oferece um estudo de três abordagens que têm sido consideradas como fundamentais para a virada ecológica da Sociologia contemporânea. Estas abordagens incluem desenvolvimento sustentável, modernização ecológica e a teoria da sociedade de risco. Ao fazer uma análise comparativa dessas abordagens, o trabalho busca promover um repensar da Sociologia Ambiental tanto em seu âmbito cognitivo como político. Para este trabalho, cada uma destas abordagens fornece uma importante diretriz pelo qual a Sociologia Ambiental pode buscar uma orientação de pesquisa, possibilitando direcionar esta última para aspectos distintos e fundamentais envolvendo a relação entre sociedades modernas e seu meio ambiente. Dentre esses aspectos encontram-se as questões associadas à dimensão econômica, normativa e cognitiva que permeia esta relação. Ao longo do trabalho também é fornecida uma avaliação das implicações mútuas que surgem da relação que pode ser estabelecida entre estas abordagens.; This work offers a study of three approaches that has been considered fundamental to the ecological turn of the contemporary Sociology. These approaches include Sustainable Development, Ecological Modernization and the Theory of the Risk Society. Upon making a comparative analysis of these approaches...

Desvendando o campo da sociologia ambiental : revisão de artigos selecionados; Unveilling the field of environemental sociology : review of selected articles

Fábio Bacchiegga
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/03/2011 Português
Relevância na Pesquisa
67.973833%
A temática ambiental tornou-se objeto de ampla reflexão nas últimas décadas, pautanto debates, delimitando e consolidando uma sólida presença, em especial nos debates acadêmicos. Surge nos anos 1960, dentro de um contexto histórico muito específico - de contra cultura e críticas ao modelo de desenvolvimento predatório vigente - e chega ao Brasil nos anos 1970, assumindo uma face singular, agora como uma crítica ao fim do "Milagre Econômico" e aos impactos ambientais resultantes dessa opção de crescimento. Conhecer seu processo de institucionalização é importante para compreender como a Sociologia Ambiental deixa o status de subcampo de áreas da Sociologia, como a rural, e conquista um campo específico. Este projeto, que é parte integrante do trabalho "A Questão Ambiental, Interdisciplinaridade, Teoria Social e Produção Intelectual na América Latina" (NEPAM/UNICAMP) desenvolvido desde 2006, visa analisar os artigos a respeito da temática "Ambiente e Sociedade" publicado nas principais revista relacionadas a área de Humanidades do Brasil de 1980 até 2007, a partir do método de Análise de Conteúdo, e assim colaborar para a compreensão do processo de (re)fazer da Sociologia Ambiental como área especifica do pensamento sociológico; The environmental issue has become the object of broad discussion in recent decades it was the subject of debate...

Identidade ambiental metropolitana como instrumento à governabilidade; Environmental metropolitan identity as a tool to governance

Adriane Gomes Rodrigues Batata
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 21/11/2011 Português
Relevância na Pesquisa
47.68396%
Os conflitos de âmbito ambiental-urbano têm sido apontados como um dos grandes desafios à governabilidade metropolitana devido, principalmente, a ausência de canais que possibilitem legitimar estratégias e instrumentos que ajudem a superar as desigualdades intrametropolitanas e a obter acordos, principalmente em países federalistas como o Brasil. Contudo, algumas instituições têm implementado novos arranjos entre atores políticos, econômicos e sociais que possibilitam a obtenção de acordos de caráter ambiental entre os municípios que constituem espacialidades intermediárias - entre o estado e o município - como as regiões metropolitanas. Esses arranjos buscam promover o desenvolvimento e/ou a qualidade de vida de determinada região e são estruturados a partir de interesses comuns específicos aos municípios que constituem essa mesma região podendo, em alguns casos, estimular a formação de uma identidade ambiental. Enfim, a partir da hipótese de que as instituições responsáveis por criar/ampliar os canais de governabilidade em questões ambientais podem identificar ou construir identidades ambientais metropolitanas, e que a existência de uma identidade ambiental específica a cada região resulta em diversificados modelos de governabilidade para uma mesma questão ambiental entre diferentes regiões...

A teoria da modernização ecológica : uma avaliação crítica dos fundamentos teóricos

Olivieri, Alejandro Gabriel
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
Português
Relevância na Pesquisa
47.973833%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Sociologia, 2009.; Este trabalho tem como objetivo fazer uma análise teórica crítica dos fundamentos conceituais da Teoria da Modernização Ecológica. Ao se fazer isso, se pretende também aprofundar em algumas noções teóricas relativas às continuidades e transformações institucionais da modernidade tardia, quando defrontadas com os desafios ambientais em curso, tal como são analisados pela Sociologia Ambiental atual. Analisam-se, primeiramente, os diferentes posicionamentos conceituais das principais tradições teóricas que formam parte da Sociologia Ambiental em relação a essas temáticas. A seguir, se realiza um diagnóstico dos conceitos-chave que sustentam o arcabouço teórico da Teoria da Modernização Ecológica, sublinhando-se, especialmente, as suas abordagens originais e diferenciadas, se comparadas com as perspectivas das tradições teóricas clássicas da Sociologia Ambiental. Por último, destaca-se a relevância do debate teórico em curso, entre a Teoria da Modernização Reflexiva, a Teoria da Sociedade do Risco e a Teoria da Modernização Ecológica, tanto para a Teoria Sociológica Contemporânea como para própria Sociologia Ambiental. O que a Teoria da Modernização Ecológica considera significativo no debate conceitual com ambas as teorias é o reconhecimento explícito de que os problemas e desafios ambientais formam parte do núcleo central das mudanças estruturais em direção à modernidade tardia. O trabalho permite concluir que as formulações atuais da Teoria da Modernização Ecológica se desenvolveram gradualmente desde meados da década de 1980...

A visibilidade ambiental em perspectiva sociológica: estudo comparado Brasil-Portugal

Barros,Antonio Teixeira de
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Sociologia - UFRGS Publicador: Programa de Pós-Graduação em Sociologia - UFRGS
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2013 Português
Relevância na Pesquisa
57.921978%
Análise sobre a produção social da visibilidade das temáticas ambientais no Brasil e em Portugal, no contexto recente, pelo ângulo da mediatização, com destaque para o papel da televisão. O objetivo é examinar como foram construídos os arranjos analíticos sociomediáticos a partir do agendamento e tematização ambiental, com base nas seguintes indagações: (a) quais as questões socioambientais postas em relevo pelos media nos dois países? (b) como se dá a articulação entre estudos mediáticos focados na agenda ambiental e a perspectiva das ciências sociais? (c) que atores sociais são privilegiados por esses estudos? (d) como os arranjos discursivos desses atores são postos em evidência pelos media? Estudo realizado com base em pesquisa bibliográfica, análise documental e revisão sistemática de estudos acadêmicos sobre mediatização ambiental, história das ideias ecológicas, com foco nas convergências entre sociologia da comunicação e sociologia ambiental. As conclusões destacam o caráter ambíguo da mediatização, como parte da lógica dos pacotes interpretativos que guiam a opinião pública.

Histórico, relevância e explorações ontológicas da questão ambiental

Almeida,Jalcione; Premebida,Adriano
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Sociologia - UFRGS Publicador: Programa de Pós-Graduação em Sociologia - UFRGS
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2014 Português
Relevância na Pesquisa
57.527886%
De forma breve, é traçado um panorama histórico e discutidas as explorações ontológicas e abordagens teóricas da "questão ambiental" nas Ciências Sociais, situando as principais correntes, temas e possibilidades investigativas que fundamentam o ambiente como um todo, como entidade em si. Buscando estabelecer relações com essa trajetória da questão ambiental, o texto também apresenta os artigos que integram este dossiê. Estes visam garantir a diversidade teórico-metodológica de pesquisas sociais no tema ambiental e abarcar a maior variedade de abordagens, com um diapasão que busca intercalar teoria e empírico acerca de questões que tratam dos problemas ambientais vivenciados pelas sociedades contemporâneas.

O ambiente como questão sociológica: conflitos ambientais em perspectiva

Fleury,Lorena Cândido; Almeida,Jalcione; Premebida,Adriano
Fonte: Programa de Pós-Graduação em Sociologia - UFRGS Publicador: Programa de Pós-Graduação em Sociologia - UFRGS
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2014 Português
Relevância na Pesquisa
57.654985%
Este artigo tem por objetivo contextualizar a concepção de ambiente como domínio de análise sociológica, com vistas a situar os conflitos ambientais como um de seus importantes desdobramentos. Para tanto, será apresentada inicialmente uma revisão de autores e pesquisas em sociologia ambiental com seus distintos enfoques, acompanhada da consideração de outras áreas da sociologia que se debruçaram sobre a relação sociedade-natureza no cenário internacional. Em seguida, será discutido como no Brasil este debate vem sendo realizado e com quais particularidades, direcionando a centralidade do enfoque para o debate acadêmico em torno do conceito de conflitos ambientais.

Agricultura ecológica e seu papel na reconstrução da ética ambiental

Mazzarotto, Angelo Augusto Valles de Sá
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 194f. : il., tabs., maps.; application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
47.85018%
Orientador: Prof. Dr. Alfio Brandenburg; Tese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Sociologia. Defesa: Curitiba, 30/05/2014; Inclui referências; Área de concentração: Sociologia; Resumo: São muitas as práticas aplicadas nos modelos de agroecologia que consideram a Natureza como referência, tanto na formulação de técnicas como nas próprias definições dos sistemas produtivos agroecológicos. Por essa razão, foi proposto um estudo sobre a agroecologia, para compreender em que medida o nosso conhecimento sobre esse tema nos possibilita a promoção de uma Sustentabilidade Socioambiental e de que forma essa compreensão pode reconstruir uma Ética da Sustentabilidade. Para esta análise buscou-se compreender o conceito de Natureza, dentro de uma interpretação social construtivista e realista de modo a entender em que medida a percepção de Natureza é incorporada nas práticas agroecológicas, assim como o seu papel orientador na construção de uma sociedade mais sustentável. A construção social da Natureza se apoia no fenômeno da revalorização das coisas naturais e é sobre esse aspecto que foi estabelecida a seguinte reflexão: o natural como base para criação de uma sociedade sustentável...

A eficácia social do direito ambiental no meio rural agrícola: uma análise a partir da lei 9.605/98

Hüller, Chris Regina
Fonte: Pato Branco Publicador: Pato Branco
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
57.841787%
Recently, the environmental issues has been growing as a matter of interest to society, This issues hits the right causing the number of laws on the subject to grown significantly in recent years. Nevertheless, within this universe are frequent juridical notes in the sense that the social effectiveness of these laws does not occur with the same intensity and enthusiasm with which they are promulgated. From an interdisciplinary proposal that seeks contributions of linguistics and sociology, this paper presents an approach to social issues regarding the effectiveness of environmental legislation in the rural environment considering a group of farmers penalized by the courts for violation of the provisions of Special Courts competence of Law 9.605/98 which deal with the flora. It initially made a theoretical approach under the theme of environmental sociology and Right seeking to understand and present the current status of discussions involving environmental legislation in the country. Following, based on Discourse Analysis, it is conducted an incursion by the legislative process that culminated in the promulgation of the Law 9.605/98, with emphasis on conflicting interests represented by the advocates of agribusiness and environmentalists in Congress. Afterwards...

A educação ambiental e a cidade: um espaço em construção?

Maulin, Gilfredo Carrasco; Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política – Universidade Federal de Santa Catarina
Fonte: Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Santarém Publicador: Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Santarém
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 06/04/2012 Português
Relevância na Pesquisa
47.60529%
Este artigo é resultado da dissertação de mestrado apresentada ao Programa de Pós‑Graduação de Sociologia Política, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), e teve o objetivo analisar as representações das professoras da rede municipal de ensino de Curitiba sobre a relação entre educação ambiental e a cidade. Trata-se de mostrar a ligação existente entre o espaço urbano, seus problemas e a forma como a educação ambiental pode contribuir com a melhoria da cidade. Busca‑se analisar como as professoras representam a cidade, sendo Curitiba uma metrópole vinculada a uma imagem de “cidade ecológica”. Como metodologia adotou‑se o uso de questionários. Foram aplicados 123 questionários, num total de 60 escolas encontradas em diferentes regiões da cidade. Foi observado que as professoras têm uma representação preservacionista/conservacionista sobre o papel da educação ambiental na sociedade, não mudando uma tendência apontada por outros estudos no início dos anos 90. Mas por outro lado, se observou que a existência dessa representação não se reflete na forma como Curitiba é simbolizada, ou seja, as professoras apresentaram uma perspectiva crítica ou acrítica da cidade sem que isso estivesse diretamente ligado com a representação de educação ambiental. Neste caso...

A passion for environmental sociology. Exploring links between social environmental sciences, interdisciplinary integration and sustainability with Professor Riley E. Dunlap

Tàbara, J. David; Polo, Daniel
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Article; info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
Publicado em //2006 Português
Relevância na Pesquisa
47.973833%
Professor Riley E. has been one of the «founding fathers» and still is one of the most outstanding academics of contemporary environmental sociology. In fact, it is not possible to understand the development of this discipline, which now extends over three decades, without understanding his contribution. In this research note, we use an approach which combines biographical, historical and personal aspects to underline some of the most important hallmarks of his professional career and we transcribe the content of an interview carried out in May 2004 at IEST-UAB, Barcelona. We use this dialogical narrative tool to further understand broader critical issues such as the role of social science in sustainability science and the possible evolution of environmental sociology towards an ecological sociology. The difficulties encountered by environmental sociology in its process of institutionalisation are to a large extent also representative of the power inequalities, dysfunctions and resistances of the existing systems of the production of environmental and sustainability knowledge with «scientific authority» that limit the emergence of innovative interdisciplinary and integrative approaches which include the insights from social sciences.; El profesor Riley E. Dunlap ha sido uno de los «padres fundadores» y sigue siendo uno de los académicos más destacados de la sociología ambiental contemporánea. En realidad...

Medición de la conciencia ambiental : una revisión crítica de la obra de Riley E. Dunlap

Cerrillo Vidal, Jose Antonio
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em //2010 Português
Relevância na Pesquisa
57.98138%
Después de un comienzo prometedor en la década de 1970, la sociología ambiental se enfrenta a una serie de problemas, derivados principalmente de su incapacidad de vincular comportamientos ambientalistas con los valores declarados en las encuestas (el gap medioambiental). Este estancamiento se debe a la escasa reflexividad teórica y metodológica de la disciplina. Aplicando el método arqueológico, este artículo analiza la obra de la principal figura de la sociología ambiental, Riley E. Dunlap, representativa de la crisis de la especialidad. El individualismo metodológico, la preferencia por el uso de encuestas a población general, la falta de un marco teórico fuerte y de atención a factores estructurales e históricos, característicos del trabajo de Dunlap y sus seguidores, parecen ser las principales causas del bloqueo de la sociología ambiental, dada su enorme influencia en la disciplina.; After a promising beginning in the 1970s, environmental sociology faces a series of problems, derived mainly from its inability to link people's environmental behavior with the values they express in surveys (the environmental gap). This stagnation is due to inadequate theoretical and methodological reflection in the discipline. Applying the archaeological method...

Riscos alimentares: novos desafios para a sociologia ambiental e a teoria social

Guivant, Julia S.; UFSC
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 19/06/2002 Português
Relevância na Pesquisa
67.549%
Neste artigo são analisadas as alternativas propostas por corrcntes construtivistas dentro da sociologiaambiental c por teorias sociais recentes (teoria da estruturação, da sociedade global de riscos e teoria doator-rede) referentes ao problema de como lidar socialmente com riscos de graves conseqüências, como osalimentares (BSE e transgênicos). Um dos pontos comuns na bibliografia aqui considerada é a crítica àsanálises técnicas e quantitativas sobre riscos ambientais e tecnológicos. dominantes internacionalmentena de1inição. avaliação e controle dos riscos. Estas análises ignorariam que tanto a~ causa~ dos danos comoa magnitude de suas conseqüências estão mediadas por experiências e interações sociais, assim como pornão reconhecerem a existência de diferentes racionalidades inlluenciando as percepções de riscos. Esteargumento levanta a questão sobre como envolver os leigos em debates que têm sido monopolizadospelos peritos. Nas sugestões apresentadas e discutidas no artigo, podem ser identificados diversosproblemas (idealização do conhecimento leigo como mais apropriado que o perito...

Idéias para uma sociologia da questão ambiental − teoria social, sociologia ambiental e interdisciplinaridade

FERREIRA, Leila da COSTA
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 22/12/2004 Português
Relevância na Pesquisa
67.955303%
Tendo a sociologia ambiental como centro da abordagem este texto focaliza, de forma analítica, a evolução do envolvimento da ciência social no trato da problemática ambiental. Esta evolução parte de uma análise dos pensadores clássicos da sociologia e vai até o momento presente. Ao tratar da relação entre questão ambiental, ciências sociais e interdisciplinaridade no Brasil, o texto evoca instituições acadêmicas e científicas, bem como a produção intelectual no país, e conclui por constatar que ocorreu uma internalização desta questão nas ciências sociais brasileiras. Ideas for an environmental issues sociology − social theory, environmental sociology and interdisciplinarity Abstract With environmental sociology as its central approach, this text places an analytical focus on the evolution of social science’s involvement in addressing the environmental issue. This evolution stems from an analysis of sociology’s classical thinkers from the past until the present day. In addressing the relationship between the environmental issue, social sciences, and interdisciplinarity in Brazil, the text brings to the fore academic and scientific institutions as well as the country’s intellectual production, and concludes by showing that this issue has become an integral part of social sciences in Brazil.

Towards a Sociology of Environmental Flows. A new agenda for 21st century Environmental Sociology; Artigo: Para uma sociologia dos fluxos ambientais. Uma nova agenda para a Sociologia Ambiental do século XXI

Mol, Arthur P. J.; Wageningen Agricultural; Spaargaren, Gert; Wageningen Agricultural
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2005 Português
Relevância na Pesquisa
67.93862%
The emerging Sociology of Networks and Flows, as it can be found in the works of Castells and Urry among others, offers promising perspectives for Environmental Sociology in rethinking its principle object of study: nature and environment. The Sociology of Flow perspective takes us beyond the nationstate, helps us to rethink global dynamics, puts an emphasis on the “material dimension” of the social and provides new insights into issues of equality and power in relation to environmental flows. Next to these positive points to be derived from the works of Castells and Urry, environmental sociologists will be also confronted with problems or dilemma’s when working within a network and flow perspective. Noteworthy in this respect are Castells’ relation between the space of flows and the space of place and Urry’s emphasis of natural science dynamics at the expense of human agency. When these problems are dealt with in an adequate way, the Sociology of Networks and Flows can help to formulate a new agenda for 21st century Environmental Sociology. Keywords: Environmental Sociology; flows; networks; governance; states.; A emergente Sociologia das Redes e Fluxos, representada nos trabalhos de Castells e Urry, entre outros, oferece perspectivas promissoras para que a Sociologia Ambiental repense seu principal objeto de estudo: a natureza e o meio ambiente. A perspectiva da Sociologia dos Fluxos nos leva além do Estado- nação...

Unveiling Environmental Sociology Approaches: a Review of Selected Articles; Desvendando as abordagens da Sociologia Ambiental: revisão de artigos selecionados

Bacchiegga, Fabio; UNICAMP - Universidade Estadual de Campinas
Fonte: Editora de Livros IABS Publicador: Editora de Livros IABS
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 23/12/2013 Português
Relevância na Pesquisa
68.04636%
The environmental issue has become the object of wide discussion in recent decades, delimiting and building a solid presence, especially in the academic field. This issue has emerged during the 1960s, within a very specific historical context – counterculture and criticisms of the current The environmental issue has become the object of wide discussion in recent decades, delimiting and building a solid presence, especially in the academic field. This issue has emerged during the 1960s, within a very specific historical context – counterculture and criticisms of the current predatory model of development. It has arrived in Brazil in the 1970s, assuming a singular face. Nowadays, it expresses the criticism of the end of the “Economic Miracle” and the environmental impacts resulting from this development option. Knowing the process of institutionalization is important to understand how Environmental Sociology leaves the status of subfield areas of Sociology, such as Rural Sociology, and achieves a specific field. In this paper, we present a discussion about the “making” of the Brazilian Environmental Sociology, arguing it as an established field of study and it needs to reflect about its theoretical construction. Therefore...

Sustentabilidad y racionalidad ambiental: hacia "otro" programa de sociología ambiental

Leff,Enrique
Fonte: Instituto de Investigaciones Sociales, UNAM Publicador: Instituto de Investigaciones Sociales, UNAM
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2011 Português
Relevância na Pesquisa
57.883506%
La crisis ambiental emerge como una crisis del conocimiento, lo que problematiza la lógica de las ciencias y el estatus teórico de las ciencias sociales, desvinculadas de las condiciones ecológicas de sustentabilidad de la sociedad. Cuestionando los marcos teóricos de la sociología tradicional y la lógica de las ciencias sociales -marxismo, estructural-funcionalismo, filosofía del lenguaje, constructivismo, hermenéutica-, se plantean las bases conceptuales y los principios ético-filosóficos de una sociología ambiental prospectiva, que al trascender la indagatoria de la crisis ambiental como construcción social, se constituye en un saber que acompaña la construcción de un futuro sustentable fundado en la categoría de racionalidad ambiental.

Relatos de pesquisa: considerações sobre a sociologia e a educação ambientalResearch reports: considerations on sociology and environmental education

Bagnolo, Carolina Messora
Fonte: ETD - Educação Temática Digital Publicador: ETD - Educação Temática Digital
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Avaliado pelos pares; bibliográfica Formato: application/pdf
Publicado em 11/11/2008 Português
Relevância na Pesquisa
58.054204%
Esta comunicação visa compartilhar alguns resultados pertinentes à pesquisa realizada no âmbito da pós-graduação, onde se buscou analisar a produção intelectual em sociologia ambiental na América Latina, entendendo quais são as propostas ou soluções que essa produção coloca para a minimização dos problemas socioambientais. A despeito dos resultados obtidos, nota-se que a educação ambiental, difundida como promessa para a emergência da consciência ambiental e possível superação da crise civilizatória, pouco se destaca dentre as preocupações da sociologia (como pode ser visto também em Layrargues, 2002). Palavras-chave Produção intelectual; Sociologia ambiental; Educação ambiental; América Latina Abstract This communication aims to share some pertinent results to the research carried in the scope of the after-graduation, where it searched to analyze the intellectual production in environmental sociology in Latin America, understanding which are the proposals or solutions that this production places for the minimization of social environmental problems. In relation to the results, it is noticed that environmental education, spread out as a promise to the emergency of environmental conscience and possible overcoming of the civilization crisis...