Página 1 dos resultados de 320 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

O desenvolvimento de competências organizacionais em diferentes modelos gerenciais de subsidiárias de empresas multinacionais Brasileiras; The development of organizational competences in different management models of subsidiaries of Brazilian multinationals companies

BORINI, Felipe Mendes; FLEURY, Maria Tereza Leme
Fonte: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração Publicador: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
37.656467%
O objetivo deste artigo é entender quais são os modelos gerenciais para desenvolver diferentes tipos de competências em empresas multinacionais brasileiras. A premissa principal que sustenta o artigo é que as multinacionais brasileiras necessitam desenvolver competências não locais em suas subsidiárias, como forma de competir em igualdade de condições com multinacionais já estabelecidas no mercado global. O artigo se baseia em pesquisa survey, realizada com sessenta e seis subsidiárias estrangeiras de trinta multinacionais de origem brasileira. Os resultados mostram que o desenvolvimento de competências não locais está associado a quatro fatores essenciais para distinguir esse tipo de competência das demais. As subsidiárias com competências não locais mostram maior inserção da subsidiária em redes de negócios no exterior, localização em contextos competitivos dinâmicos, maior intensidade de iniciativas próprias e forte integração entre matriz e subsidiárias. A falta de iniciativas e a localização em contextos adversos caracterizam o desenvolvimento de competências específicas, enquanto a menor inserção da subsidiária em redes no exterior e a menor integração com a rede interna caracterizam a formação de competências locais.; The aim of this paper is to understand the models for developing managerial competences in different types of Brazilian multinationals. The main premise is that Brazilian multinationals need to develop non local competences in their subsidiaries in order to compete on equal terms with established multinationals in the global market. The article is based on a research survey conducted with sixty-six foreign subsidiaries of thirty multinationals of Brazilian origin. The results show that the development of non local competences is associated with four essential factors. Subsidiaries with non local competence show greater insertion of the subsidiary in foreign business networks...

Transferência, desenvolvimento e reconhecimento de competências organizacionais em subsidiárias estrangeiras de empresas multinacionais brasileiras; Transference, development and recognition of organizational competences in foreign subsidiaries of Brazilian multinational companies

Borini, Felipe Mendes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/11/2008 Português
Relevância na Pesquisa
37.897964%
O presente estudo procurou compreender a transferência, o desenvolvimento e o reconhecimento das competências das subsidiárias. O objetivo principal foi entender o modelo de gestão da corporação, determinante para o fenômeno da transferência, desenvolvimento e reconhecimento das competências. O modelo proposto abordou a importância das diretrizes estratégicas da matriz na relação com as subsidiárias (autonomia, integração, orientação empreendedora), a gestão da subsidiária (iniciativa própria) e a gestão da relação da subsidiária com o ambiente externo (contexto competitivo e a rede externa). Serviu de base para a elaboração desses pressupostos a teoria da visão baseada em recursos e capacidades dinâmicas; os modelos estratégicos das multinacionais em conjunto com a teoria evolucionária do papel das subsidiárias; e as teorias recentes acerca das multinacionais emergentes. Para testar os pressupostos foi conduzido um survey com as subsidiárias de multinacionais brasileiras. De 46 empresas multinacionais brasileiras identificadas, 29 aceitaram participar da pesquisa. Estas multinacionais tinham 93 subsidiárias para as quais foram enviados questionários, retornando a resposta de 66 subsidiárias. De modo geral os resultados mostram a importância das variáveis ambiente externo para a transferência...

Mandatos mundiais em subsidiárias no Brasil: uma análise sob a perspectiva da teoria neoinstitucional; World mandates in foreign subsidiaries in Brazil: an analysis from the neoinstitutional theory perspective.

Souza, Juliana Bittar de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/09/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.771968%
O objetivo deste trabalho foi investigar a relação entre o ambiente institucional brasileiro e a conquista de mandatos mundiais pelas subsidiárias estrangeiras. Como parte de um novo modelo de empresa multinacional que precisa combinar a organização de uma rede integrada que proporcione flexibilidade, facilite o aprendizado, a transferência de conhecimento com a inovação entre as diversas unidades (BARTLETT, GHOSHAL, 1998), a subsidiária se destaca como unidade de análise na literatura em estudos que investigam os seus papéis, seu processo de evolução e a maneira como concorrem entre si em diferentes países (BARTLETT, GHOSHAL, 1986; BIRKINSHAW, MORRISON, 1995). Dependendo do mercado em que atuam, da receptividade da matriz, da sua capacidade de inovação e capacidade de criar competências podem passar por um processo de aumento gradual de suas responsabilidades e relevância estratégica, podendo conquistar o mandato mundial,ou seja, o ganho do controle estratégico pela subsidiária sobre determinadas atividades e região. Concorrendo em diferentes ambientes institucionais, as subsidiárias representam a busca das multinacionais por vantagens de localização, por fatores institucionais que estimulem a inovação e desenvolvimento tecnológico e de um aparato que o sustente como por exemplo um sistema de proteção à propriedade intelectual eficiente e incentivos fiscais. Assim...

Fatores do ambiente de negócios determinantes para a formação de centros de excelência: um estudo com subsidiárias de multinacionais no Brasil; Factors of business environment determinants for the formation of centers of excellence: a study un subsidiaries of multinationals in Brazil

Cipolla, José Hamilton Maturano
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/12/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.452124%
Este trabalho analisa os fatores do ambiente de negócios que favorecem a formação de centros de excelências (Frost; Birkinshaw; Ensign, 2002). Centros de Excelência são importantes fontes para a criação e desenvolvimento de tecnologia. A presença desses centros no Brasil pode significar um papel importante para o país na economia global do conhecimento, sendo relevante a compreensão dos fatores ambientais que possam levar à decisão das multinacionais estrangeiras em criar tais centros. Em relação aos instrumentos de análise do ambiente de negócios, foram utilizados os modelos do diamante da vantagem competitiva nacional de Porter (1989) e o do diamante duplo generalizado de Moon, Rugman e Verbeke (1998). O diamante nacional já foi utilizado em pesquisa realizada por Frost, Birkinshaw e Ensign, (2002). Esta tese ampliou a análise do ambiente de negócios com a perspectiva do diamante internacional, possibilitada pelo modelo do duplo diamante generalizado, o qual considera relevante o papel das multinacionais. Foi realizado um survey com amostra de 172 questionários respondidos por CEOs de subsidiárias brasileiras pertencentes a multinacionais estrangeiras. Os resultados mostram que os determinantes do diamante nacional são relevantes para o desempenho de 154 das subsidiárias entrevistadas...

Os impactos da globalização na função dos presidentes das subsidiarias de empresas multinacionais

Manfrinato, Herson Mauro
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
37.452124%
Trata do problema das mudanças impostas pela globalização às funções dos presidentes das subsidiárias, da transferência de poder decisório destas para a matriz e das consequências destas transformações à motivação e perfil dos ocupantes destes cargos. Aborda as causas da globalização da empresa, as transformações da estrutura organizacional e das unidades de negócios como sendo as novas áreas chave nas empresas, em detrimento do poder antes residente nas subsidiárias.

Influência do ambiente institucional nas iniciativas das subsidiárias : evidências das multinacionais brasileiras

Bazuchi, Karina
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
37.656467%
A presente dissertação tem como objetivo analisar a relação entre o nível de iniciativas das subsidiárias de EMNs brasileiras e o ambiente institucional do país hospedeiro em que elas operam. O comportamento das subsidiárias está submetido a múltiplas pressões de seu ambiente local e de sua relação com a matriz. Nossa pesquisa foca-se no primeiro determinante e analisa como os padrões de coordenação institucional influenciam o nível de iniciativas das subsidiárias, ou seja, suas atividades de inovação com importância internacional, que constituem uma importante fonte de competências de uma EMN construídas fora de seu país de origem. As firmas dependem de instituições de suporte para desempenhar suas atividades, todavia grande parte dos estudos de Negócios Internacionais considera as instituições como variáveis taken for granted. A partir de evidências de um survey sobre as multinacionais brasileiras, testamos a relação entre ambiente e iniciativas classificando o ambiente de um país hospedeiro de duas formas: 1) utilizando tipologias elaboradas pela literatura sobre Variedades de Capitalismo; que divide os países em economias liberais, coordenadas ou hierárquicas; e 2) por meio de categorias agrupadas a partir de variáveis institucionais de bases de dados internacionais...

Relação empresa acionista-subsidiária: análise sobre as práticas de governança na visão das subsidiárias

Pedro, Raquel de Almeida
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
37.452124%
O objetivo desta dissertação é analisar modelos de governança de subsidiárias que atuam no Brasil, buscando identificar os mecanismos mais adotados, bem como levantar os problemas de agência em relação às empresas controladoras, que podem ocorrer ou se intensificar em função de possíveis desvios nesses modelos, impactando as decisões empresariais. Tendo como referência a governança corporativa e os pressupostos e propostas da teoria da agência, o estudo constrói uma revisão da relação empresa acionista-subsidiárias em diferentes pesquisas.; The purpose of this paper is to analyze the subsidiaries governance models within Brazil, aiming to identify the most adopted mechanisms, and also recognize the agency problems related to the holdings that can happen or be intensified due to some deviations in these models, affecting the business decisions. Based on corporative governance and on the assumptions and proposals of the agency theory, the paper reviews the relationship between holding companies and their subsidiaries in different studies.

Influência de fatores macroeconômicos e de risco político na estrutura de capital de subsidiárias estrangeiras

Linhares, João Paulo Martins
Fonte: Fundação Getúlio Vargas Publicador: Fundação Getúlio Vargas
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
37.452124%
O presente estudo teve por objetivo examinar a influência dos fatores macroeconômicos (câmbio, inflação e diferença das taxas de financiamento) e risco político na estrutura de capital das Subsidiárias das Multinacionais Estrangeiras no Brasil (SME) comparando-as com as Empresas Brasileiras Locais (EBL). Durante o período analisado (1998 – 2008) verificou-se que a média de alavancagem das SME foi superior ao das EBL. Foi possível também notar que existiu uma mudança de tendência na qual as EBL passaram a ser mais alavancadas do que as SME a partir de 2003, mesmo quando pareadas pelo tamanho aproximado. A variação cambial possui uma associação positiva com a alavancagem evidenciando a hipótese de hedge das receitas no contexto de exposição estrangeira da matriz. Contrapondo a hipótese inicial, o risco político representado pela corrupção diminui a alavancagem das SME. Por fim, a diferença as taxas de financiamento entre o Brasil e país da matriz da SME teve relação negativa com a alavancagem externa (dívida com terceiros). No entanto, a associação positiva com alavancagem intercompany (com a matriz) ocorreu apenas após 2003.

O  papel das subsidiárias e a internacionalização das atividades tecnológicas pelas Empresas Transnacionais (ETNs)

Gomes, Rogério
Fonte: Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) Publicador: Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 267-281
Português
Relevância na Pesquisa
37.570776%
Este estudo se propõe a analisar os mandatos das subsidiárias de empresas transnacionais (ETNs) no estrangeiro por intermédio dos mecanismos de alocação das atividades de pesquisa e desenvolvimento (P&D) entre os centros descentralizados de pesquisa. Iniciamos o trabalho com a apresentação de uma síntese das diferentes perspectivas encontradas na literatura econômica sobre a subordinação (ou condicionamentos) da autonomia administrativa e tecnológica das filiais. Tal síntese permite estabelecer uma hierarquia entre as subsidiárias e uma tipologia para evolução (retrocesso) de mandatos construída, principalmente, para as ETNs estruturadas em forma de rede corporativa. A seguir, a partir de pesquisas realizadas sobre as atividades dos laboratórios de P&D da indústria de equipamentos de telecomunicações no Brasil, procuramos mostrar que: a) a descentralização das atividades tecnológicas é um fato que não está restrito apenas aos países centrais; b) as tecnologias de informação permitiram que as subsidiárias no país se integrassem aos laboratórios centrais das ETNs, dando-lhes condições de desenvolver e participar de outras atividades tecnológicas, além das tradicionais funções de adaptação de processo e de produtos.; This paper tries to analyze mandates of Transnational Enterprises (TNEs) subsidiaries in the foreigner through the mechanisms of allocating activities of R&D (Research and Development) between decentralized centers of research. We initiate the work by presenting a synthesis of the different perspectives found in economic literature on the subordination (or conditionings) administrative and technological of the subsidiaries. Such synthesis allows us to establish a hierarchy between subsidiaries and a typology for evolution (retrocession) of mandates constructed...

Recursos, controle e autonomia na gestão internacional de serviços de uma empresa de TI e subsidiárias

Scumparim,Daniel; Sacomano Neto,Mário
Fonte: Fundação Getulio Vargas, Escola de Administração de Empresas de S.Paulo Publicador: Fundação Getulio Vargas, Escola de Administração de Empresas de S.Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.656467%
Este estudo analisa as características da Gestão de Serviços Globalmente Integrada (GSGI) de uma multinacional de tecnologia de informação e subsidiárias. O estudo também explora: 1) como a matriz gerencia os recursos e lida com o paradoxo do controle e autonomia das subsidiárias e 2) algumas diferenças entre a GSGI e outros modelos de gestão internacionais: exportação de serviços, multinacionais e transnacionais. Para realizar a pesquisa, foi acompanhada a implantação da GSGI na matriz e subsidiária de uma empresa do setor de tecnologia da informação. A metodologia da pesquisa é qualitativa, descritiva e exploratória, realizada por meio de um estudo de caso na matriz e subsidiária. A coleta de dados foi por meio de entrevistas realizada com 25 executivos da matriz americana e da subsidiária brasileira. Os resultados revelam que a adoção da GSGI gera um relativo aproveitamento dos recursos, estimulando competências locais, e ainda combina mecanismos de controle da matriz com a autonomia e independência das subsidiárias.

Redes em subsidiárias de multinacionais: um estudo de caso com análise de redes sociais de inventores e patentes

João,Belmiro do Nascimento
Fonte: Fundação Getulio Vargas Publicador: Fundação Getulio Vargas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.570776%
Este artigo mostra a relevância estratégica de uma subsidiária do grupo multinacional Sabó, do setor de autopeças. Foi realizado um estudo de caso com análise de redes sociais e entrevistas com executivos para examinar uma rede de inventores e patentes depositadas entre 1978 e 2008 para esse grupo. Há uma breve revisão da literatura de negócios internacionais e da relevância estratégica de subsidiárias de multinacionais, do papel das redes, complementada pela questão das competências e do conhecimento em subsidiárias. O artigo parte do mapeamento total da rede (matriz e subsidiárias), de patentes e inventores (atores) para a Sabó, com suas relações investigadas por meio da análise de redes sociais (ARS). A relevância estratégica da subsidiária é enfatizada na estratégia global da empresa. Este artigo analisa as competências essenciais desenvolvidas pela subsidiária, bem como as métricas de rede, destacando a atuação dos principais atores (centrais) e seus papéis na rede como brokers.

O  papel das subsidiárias e a internacionalização das atividades tecnológicas pelas Empresas Transnacionais (ETNs)

Gomes,Rogério
Fonte: Universidade Federal de São Carlos Publicador: Universidade Federal de São Carlos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2003 Português
Relevância na Pesquisa
37.570776%
Este estudo se propõe a analisar os mandatos das subsidiárias de empresas transnacionais (ETNs) no estrangeiro por intermédio dos mecanismos de alocação das atividades de pesquisa e desenvolvimento (P&D) entre os centros descentralizados de pesquisa. Iniciamos o trabalho com a apresentação de uma síntese das diferentes perspectivas encontradas na literatura econômica sobre a subordinação (ou condicionamentos) da autonomia administrativa e tecnológica das filiais. Tal síntese permite estabelecer uma hierarquia entre as subsidiárias e uma tipologia para evolução (retrocesso) de mandatos construída, principalmente, para as ETNs estruturadas em forma de rede corporativa. A seguir, a partir de pesquisas realizadas sobre as atividades dos laboratórios de P&D da indústria de equipamentos de telecomunicações no Brasil, procuramos mostrar que: a) a descentralização das atividades tecnológicas é um fato que não está restrito apenas aos países centrais; b) as tecnologias de informação permitiram que as subsidiárias no país se integrassem aos laboratórios centrais das ETNs, dando-lhes condições de desenvolver e participar de outras atividades tecnológicas, além das tradicionais funções de adaptação de processo e de produtos.

O desenvolvimento de competências organizacionais em diferentes modelos gerenciais de subsidiárias de empresas multinacionais Brasileiras

Borini,Felipe Mendes; Fleury,Maria Tereza Leme
Fonte: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração Publicador: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.656467%
O objetivo deste artigo é entender quais são os modelos gerenciais para desenvolver diferentes tipos de competências em empresas multinacionais brasileiras. A premissa principal que sustenta o artigo é que as multinacionais brasileiras necessitam desenvolver competências não locais em suas subsidiárias, como forma de competir em igualdade de condições com multinacionais já estabelecidas no mercado global. O artigo se baseia em pesquisa survey, realizada com sessenta e seis subsidiárias estrangeiras de trinta multinacionais de origem brasileira. Os resultados mostram que o desenvolvimento de competências não locais está associado a quatro fatores essenciais para distinguir esse tipo de competência das demais. As subsidiárias com competências não locais mostram maior inserção da subsidiária em redes de negócios no exterior, localização em contextos competitivos dinâmicos, maior intensidade de iniciativas próprias e forte integração entre matriz e subsidiárias. A falta de iniciativas e a localização em contextos adversos caracterizam o desenvolvimento de competências específicas, enquanto a menor inserção da subsidiária em redes no exterior e a menor integração com a rede interna caracterizam a formação de competências locais.

Inovação global de subsidiárias estrangeiras localizadas em mercados emergentes

Costa,Sidney; Borini,Felipe Mendes; Amatucci,Marcos
Fonte: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração Publicador: Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.771968%
O presente artigo tem como objetivo mostrar que a inovação global em subsidiárias estrangeiras instaladas em mercados emergentes depende dos contextos competitivos nacional e internacional. A dependência é direta no âmbito internacional e indireta no contexto competitivo nacional. Isso porque as subsidiárias precisam se inserir nas redes externas do país hospedeiro para se valer dos benefícios do contexto competitivo nacional. Nesse intuito, o artigo utiliza como objeto de investigação as subsidiárias estrangeiras instaladas no Brasil como representantes das subsidiárias hospedadas em mercados emergentes. Para tanto, faz uso de modelos de equações estruturais. O resultado sugere que as subsidiárias estrangeiras localizadas em mercados emergentes que praticam atividades de inovação global usam estratégias diferenciadas para acessar os recursos do ambiente externo. Para aproveitar os benefícios do contexto competitivo nacional do país hospedeiro, elas precisam se envolver em redes técnicas como meio de superar as adversidades do local e aprender a operar no mercado emergente. Por sua vez, as subsidiárias integradas em cadeias produtivas globais fazem uso direto do contexto competitivo internacional localizado em países desenvolvidos.

Outsourcing de TI e redefinição do papel da subsidiária: um estudo comparativo entre as subsidiárias brasileira e indiana de uma multinacional americana

Silva,Marco Aurélio da; Duarte,Roberto Gonzalez; Castro,José Márcio de; Araújo,Aristides Rocha
Fonte: TECSI Laboratório de Tecnologia e Sistemas de Informação - FEA/USP Publicador: TECSI Laboratório de Tecnologia e Sistemas de Informação - FEA/USP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.452124%
A exportacão de outsourcing de TI, também conhecida como offshoring, tem se tornado um dos principais fenômenos na indústria de TI. Responsabilidades têm sido transferidas para fornecedores de TI em todo o mundo. Um aspecto chave desse fenômeno é a crescente importância que economias emergentes, tais como, Brasil e Índia, vêm assumindo como provedores de offshoring de TI. Uma corrente da literatura sobre negócios internacionais tem analisado quais os fatores que podem afetar a evolução de uma subsidiária dentro de uma multinacional. Este trabalho tem como objetivo analisar como a exportação de serviços terceirizados de TI pode redefinir o papel de uma subsidiária dentro de uma corporação e, então, alterar a sua relevância estratégica. Uma investigação empírica compara o desenvolvimento das atividades de offshoring de duas subsidiárias - brasileira e indiana - de uma multinacional americana de TI e, mais especificamente, como tais atividades têm contribuído para redefinir o papel e a relevância estratégica de cada uma delas. Em particular, a investigação empírica analisou a forma como três perspectivas (escolhas da subsidiária, determinações da matriz e determinismo ambiental) interagem determinando a evolução e o papel das subsidiárias. Os resultados demonstraram que a trajetória da subsidiária indiana foi essencialmente determinada pelo desenvolvimento dos seus recursos...

DINÂMICA DA ACUMULAÇÃO DE CAPACIDADE TECNOLÓGICA E INOVAÇÃO EM SUBSIDIÁRIAS DE EMPRESAS TRANSNACIONAIS (ETNS) EM ECONOMIAS EMERGENTES: A TRAJETÓRIA DA MOTOROLA BRASIL DOI: 10.5585/rai.v5i3.242; DYNAMIC OF TECHNOLOGICAL CAPABILITY ACCUMULATION AND INNOVATION IN SUBSIDIARIES OF TRANSNATIONAL CORPORATIONS (TNCS): THE TRAJECTORY OF MOTOROLA BRAZIL

Andrade, Rosilene Fonseca de; Figueiredo, Paulo N.
Fonte: Universidade de São Paulo. Economia, Administração e Contabilidade Publicador: Universidade de São Paulo. Economia, Administração e Contabilidade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 27/02/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.570776%
Embora exista uma ampla quantidade de estudos sobre capacidades tecnológicas tanto no contexto de economias industrializadas como no de economias emergentes, ainda há uma carência de estudos que examinem a dinâmica (velocidade) do processo de acumulação de capacidades tecnológicas, especialmente no contexto de subsidiárias de empresas transnacionais (ETNs) em economias emergentes como o Brasil. Consequentemente, o conhecimento sobre esse fenômeno tende a ser ainda superficial e escasso. Este artigo objetiva contribuir para o campo de estudo sobre acumulação de capacidades tecnológicas, particularmente para inovação, em subsidiárias de ETNs. Baseando-se em evidências empíricas de primeira mão, coletadas a partir de extensivo trabalho de campo, o estudo subjacente a este artigo examina a direção e velocidade da acumulação de capacidade tecnológica na Motorola Brasil durante o período de 1996 a 2006. O estudo encontrou que, ao longo de dez anos, a empresa moveu-se através de níveis inovadores de capacidades até atingir níveis próximos à fronteira internacional de inovação, especialmente para as funções gestão de projetos e engenharia e processos de software. Por isso, uma perspectiva dinâmica sobre o desenvolvimento tecnológico em nível de empresas e à luz de mensurações compreensivas de capacidades tecnológicas...

A autonomia de marketing das subsidiárias estrangeiras no Brasil para desenvolvimento de novos produtos em multinacionais; La autonomía de marketing de las subsidiarias extranjeras en Brasil para el desarrollo de nuevos productos en multinacionales; Marketing autonomy of foreign subsidiaries in Brazil regarding new product development in multinationals

Rocha, Thelma Valéria; Borini, Felipe Mendes; Spers, Eduardo Eugênio
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.936096%
En este artículo se analiza la autonomía de marketing para el desarrollo de nuevos productos en compañías multinacionales. El objetivo es verificar la relación entre las estrategias de integración global y adaptación local con relación a la autonomía de marketing en las subsidiarias extranjeras en Brasil. Se estudia el tema con una revisión teórica que tiene foco en tres aspectos - decisiones sobre el desarrollo de nuevos productos, autonomía en el marco de las multinacionales, autonomía del área de marketing de las subsidiarias extranjeras -, que dan lugar a las hipótesis que se probarán. En la encuesta, de naturaleza cuantitativa, se utiliza el método survey y se entrevistan a 104 gestores de subsidiarias extranjeras en Brasil. Los resultados muestran una correlación negativa entre el grado de integración global de la multinacional y la alineación estratégica global con la autonomía de marketing en nuevos productos. Por otra parte, cuanto mayor es la adaptación local, mayor la autonomía de marketing para el desarrollo de nuevos productos. Se concluye que, aunque exista un dilema entre integración global y adaptación local para la autonomía en el desarrollo de nuevos productos, dicho dilema, cuando analizado dentro de un proceso evolutivo de las estrategias de las subsidiarias...

Avaliação de subsidiárias estrangeiras em empreendimentos multinacionais: um estudo de caso em 28 países; EVALUATION OF FOREIGN SUBSIDIARIES IN MULTINATIONAL COMPANIES: A CASE STUDY IN 28 COUNTRIES

Weffort, Elionor Jreige; Meloni, Samantha; Lemes, Sirlei; Oliveira, Antonio Benedito
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de RP Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de RP
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2008 Português
Relevância na Pesquisa
37.570776%
O aumento no número de companhias multinacionais tem trazido vários desafios para a contabilidade. Por exemplo, esse tipo de empreendimento cross-border demanda cada vez mais informação contábil para tomada de decisão, especialmente aquelas concernentes à avaliação de desempenho de subsidiárias estrangeiras. O objetivo deste artigo é analisar os fatores que, na percepção dos gestores, impactam a análise de desempenho das subsidiárias estrangeiras pela matriz em uma determinada companhia multinacional. Também foram testadas as relações entre as dificuldades apontadas pelos gestores e os indicadores econômicos e culturais dos países da amostra. Para consecução do objetivo, foram enviados questionários para a matriz (nos Estados Unidos) e para 28 de suas subsidiárias estrangeiras na Europa, Ásia, África, América Latina e América do Norte de uma companhia multinacional do ramo de bebidas e alimentos. Os resultados obtidos indicam o desconforto dos gestores especialmente em relação ao impacto dos tributos, conversão da moeda e critérios de avaliação dos ativos diferidos sobre a avaliação de desempenho. O indicador econômico que mais claramente apresentou relação com o nível de satisfação dos gestores foi a taxa de inflação do país da subsidiária correspondente. Os valores culturais não apresentaram relação com a percepção dos gestores.; The increase in the number of multinational companies has been setting accounting many challenges. For instance...

A importância do determinismo ambiental para a realização de alianças estratégicas por subsidiárias estrangeiras

Costa,Sidney; Borini,Felipe Mendes
Fonte: ISCTE-IUL Business School Publicador: ISCTE-IUL Business School
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.656467%
O objetivo principal deste artigo é analisar como as condições do contexto competitivo nacional, contexto competitivo internacional e das redes de negócios favorecem o desenvolvimento das alianças estratégicas praticadas por subsidiárias estrangeiras. O artigo parte da premissa do modelo meta nacional que advoga que as subsidiárias desenvolvem suas capacidades tanto internamente, quanto externamente, por meio de alianças estratégicas. Nesse intuito, uma pesquisa realizada com as 1200 maiores multinacionais será usada para responder às hipóteses. Foram obtidas 172 respostas de subsidiárias. O resultado confirma as hipóteses levantadas e mostra que a formação de alianças estratégicas realizadas por subsidiárias estrangeiras está relacionada com as condições favoráveis do contexto competitivo nacional, internacional e com a presença de bons parceiros na rede de negócios. Por fim, são apresentadas proposições para a discussão da atuação de multinacionais em mercados emergentes, sugerindo como as alianças podem favorecer a inovação, o preenchimento de vazios institucionais, a exploração de externalidades e o estreitamento das relações com os grupos de interesse.

Transferência, desenvolvimento e reconhecimento de competências organizacionais em subsidiárias de empresas multinacionais brasileiras

Borini,Felipe Mendes; Fleury,Maria Tereza Leme; Fleury,Afonso
Fonte: ISCTE-IUL Business School Publicador: ISCTE-IUL Business School
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.72126%
Para as multinacionais emergentes, o desenvolvimento de competências em subsidiárias, assim como sua capacidade de transferência e aprendizagem é fonte de importante vantagem competitiva. Este estudo objetiva compreender os processos de desenvolvimento, transferência e reconhecimento das competências das subsidiárias de multinacionais emergentes. Foi feito um survey com empresas multinacionais brasileiras e suas subsidiárias. Os resultados mostraram a importância das variáveis ambiente externo para a transferência, desenvolvimento e reconhecimento de competências. Deve ser salientada a necessidade de iniciativas das subsidiárias para o reconhecimento das competências desenvolvidas em subsidiárias estrangeiras.