Página 1 dos resultados de 2090 itens digitais encontrados em 0.006 segundos

Avaliação do potencial antioxidante e de algumas características físico-químicas do tomate (Lycopersicon esculentum) orgânico em comparação ao convencional ; Antioxidant potential and physical-chemical characteristics of organic tomato (Lycopersicon esculentum) in comparison with conventional tomato

Borguini, Renata Galhardo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/06/2006 Português
Relevância na Pesquisa
37.42688%
Objetivo: O principal objetivo desta pesquisa foi comparar os efeitos dos cultivos orgânico e convencional sobre as características físico-químicas, o teor de compostos antioxidantes, a atividade antioxidante e os resíduos de pesticidas de tomates cultivar Carmem. Considerando-se que o preparo doméstico de alimentos exerce efeitos expressivos sobre o nível de nutrientes em relação ao alimento in natura, particularmente no que tange ao teor de compostos antioxidantes e, conseqüentemente, na atividade antioxidante destes compostos, verificou-se também a influência de diversas formas de preparo doméstico para o consumo de tomates. Métodos: Os tomates foram submetidos aos seguintes tratamentos: inteiro, sem pele, sem semente, molho e purê de tomate. As amostras foram avaliadas físico-quimicamente quanto à atividade de água, sólidos solúveis totais, umidade, pH, cor, teor de ácido ascórbico, de fenólicos totais e de licopeno. As amostras foram liofilizadas e, posteriormente, submetidas ao processo de extração seqüencial para frutos, dando origem aos extratos etéreo, etanólico e aquoso. Aos extratos foram aplicados o teste do 1,1-difenil-2-picrilhidrazil (DPPH) e o sistema beta-caroteno/ácido linoléico para avaliação da atividade antioxidante in vitro. As amostras foram ainda submetidas à análise multirresíduos de pesticidas. Para análise estatística dos resultados utilizou-se análise univariada e o teste de Tukey...

Avaliação da qualidade de sementes de tomate e de berinjela por meio de análise de imagens; Tomato and eggplant seed quality evaluated by image analyzis

Silva, Vanessa Neumann
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/06/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.34263%
Os objetivos deste trabalho foram verificar a relação existente entre a morfologia interna de sementes de tomate e de berinjela e a germinação e verificar a possibilidade de utilização do sistema computadorizado de análise de imagens de plântulas SVIS (Seed Vigour Image System) para detectar diferenças de vigor entre lotes de sementes de tomate e de berinjela em comparação as informações fornecidas por testes de vigor tradicionalmente utilizados. A primeira etapa da pesquisa foi o estudo da morfologia interna de sementes, que foi realizado com sementes de tomate dos cultivares Santa Clara e Mariana, representadas por 10 lotes cada, e sementes de berinjela, cultivar Embu, também representada por 10 lotes, as quais foram avaliadas por meio do teste de raios X e após submetidas ao teste de germinação, com avaliação aos 5 e 7 dias (tomate e berinjela, respectivamente) após a instalação do teste. As imagens das sementes foram analisadas com o software Image Pro Plus® e o espaço livre entre o embrião e o endosperma de cada semente foi mensurado, calculando-se, por diferença, o espaço da cavidade interna das sementes preenchido pelo embrião e endosperma; com base nestes dados e na análise visual das sementes, foi realizada a classificação das sementes em categorias e estes resultados foram confrontados com os dados de germinação. Na segunda etapa do trabalho dez lotes de sementes de tomate dos cultivares Santa Clara e Mariana e dez lotes de sementes de berinjela cultivar Embu foram armazenados por 12 meses em sala com ambiente controlado a 20±1°C e 45-50% de umidade relativa do ar. O teor de água das sementes foi monitorado e o potencial fisiológico avaliado aos 0...

Atividade anti-inflamatória de extrato fenólico de tomate roxo (Solanum Lycopersicum L.) em camundongo em modelo de peritonite induzido pelo LPS; Anti-inflammatory activity of phenolic extract of purple tomato (Solanum lycopersicum L.) in mouse model of peritonitis induced by LPS.

Maia, Afonso Pinho da Silva
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/03/2015 Português
Relevância na Pesquisa
37.36199%
Visando a produção de um alimento que possua elevados teores de compostos bioativos, a piramidação de genes é uma técnica capaz de estimular o acúmulo e a expressão de novas classes de flavonoides em tecidos vegetais, como por exemplo, o tomate roxo, rico em antocianinas. As antocianinas podem atenuar o processo inflamatório através da modulação da cascata de sinalização e da expressão de enzimas, sendo este um dos possíveis mecanismos de ação que leva a promoção da saúde, atribuído a esta classe de compostos. Assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar a ação anti-inflamatória do extrato de tomate roxo, obtido por piramidação dos genes Anthocyanin Fruit (Aft), Aubergine (Abg) e atroviolaceum (atv), em camundongos submetidos ao modelo de peritonite induzida por lipopolissacarídeo (LPS). O fruto tomate vermelho - Micro Tom (MT) e o transformado foram caracterizados quanto ao seu perfil de compostos fenólicos. A casca do tomate roxo, rica em antocianinas, apresentou conteúdo de fenólicos totais dez vezes maior quando comparado à casca do MT, apresentando também maiores quantidades de ácido ascórbico e capacidade antioxidante avaliado nos métodos DPPH e ORAC; em relação à polpa e casca do tomate vermelho e a polpa do tomate roxo. Os principais flavonoides identificados na casca do tomate roxo...

Aflatoxinas em produtos de tomate : avaliação de metodologia analitica e de ocorrencia; Aflatoxins in tomato products : evaluation of analytical methodology and occurrence

Lilian Regina Barros Mariutti
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/02/2003 Português
Relevância na Pesquisa
37.34263%
Um recente relato da presença de Aspergillus flavus e Aspergillus parasiticus em polpa de tomate industrializada brasileira motivou preocupações quanto a possível presença de micotoxinas em produtos de tomate nacionais. Aspergillus fIavus e Aspergillus parasiticus são conhecidos produtores de aflatoxinas, uma família de toxinas com propriedades hepatotóxicas, mutagênicas, teratogênicas e carcinogênicas. No presente trabalho foi adaptado e avaliado um método para determinação de aflatoxinas em produtos de tomate por cromatografia de camada delgada com detecção por comparação visual com padrões. Para verificar a possível contaminação de produtos de tomate comercializados com aflatoxinas foram analisadas 63 amostras de produtos de tomate (polpa, extrato, purê, catchup, tomate desidratado e tomate seco conservado em óleo) provenientes de 5 Estados e uma do exterior, compreendendo 29 marcas. A avaliação do método para determinação das aflatoxinas em produtos de tomate resultou em uma recuperação médía de 86%, para as quatro aflatoxinas, em dois níveis de adição. Os limites de detecção para as aflatoxinas B1, B2, G1 e G2 variaram entre 2 e 7 mg/Kg dependendo do tipo de produto. As aflatoxinas não foram detectadas em nenhuma das amostras analisadas; A recent report on the presence of Aspergillus flavus and Aspergillus parasiticus in tomato pulp from a Brazilian plant caused concern about the possible presence of mycotoxins in tomato products from local plants. Aspergillus flavus and Aspergillus parasiticus are known producers of aflatoxins...

Valoração dos atributos de qualidade do tomate de mesa : um estudo com atacadistas da CEAGESP; Valuation of the attributes of quality of tomato : a study whith the wholesakers CEAGESP

Sabrina Leite de Oliveira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/01/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.39307%
A grande variação no valor do tomate de mesa, do mesmo grupo varietal, mesma classificação e no mesmo dia de comercialização, registradas no mercado atacadista da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (CEAGESP), tem entre suas causas mais importantes a diferença de qualidade entre os atributos destes frutos. O objetivo deste trabalho foi criar uma ferramenta de avaliação dos atributos de qualidade considerados importantes para o tomate de mesa e a partir da avaliação destes atributos apontar os mais relevantes na diferença de valor praticado na comercialização no mercado atacadista de tomate da CEAGESP. Primeiramente, foram levantados a partir da entrevista com agentes de comercialização de tomate da CEAGESP os principais atributos, que determinam a qualidade do tomate de mesa. A partir desta respostas, em uma segunda etapa, foi criado um gabarito visual de avaliação da qualidade a ser utilizado como ferramenta de avaliação das causas da diferença de valor. Por fim, na terceira etapa, foram levantados os lotes de tomate de mesa do grupo Saladete, longa vida de coloração final vermelha, de preço máximo e os de preço mínimo para três classificações (graúdo, médio e miúdo) comercializados no mesmo dia e avaliados os seus atributos de qualidade por dois sistemas: sistema I - avaliação dos atributos de qualidade por meio de notas de desempenho de acordo com o gabarito visual...

Resistência de esporos de Byssochlamys fulva e Bacillus coagulans em polpa de tomate sob condições isotérmicas, não isotérmicas e de atlas pressões hidrostáticas

Zimmermann, Morgana
Fonte: Florianópolis Publicador: Florianópolis
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 165 p.| il., tabs., grafs.
Português
Relevância na Pesquisa
37.36199%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Alimentos.; O Brasil é o maior produtor de tomate destinado à produção industrial e o maior consumidor de produtos de tomate da América do Sul. Sendo assim, a qualidade da matéria-prima deve ser garantida de forma a se obter um produto que atenda aos padrões de segurança. Bactérias e fungos podem ser potenciais contaminantes de produtos de tomate, podendo apresentar contaminações por fungos e bactérias formadoras de esporos, como o gênero Byssochlamys spp. e Bacillus coagulans. Portanto, o amplo conhecimento do comportamento destes microrganismos submetidos a processos de inativação é relevante para a constante melhoria dos tratamentos de esterilização, a fim de garantir a segurança e a qualidade de produtos de tomate sujeitos à contaminação por microrganismos termorresistentes. Neste contexto, o objetivo geral deste trabalho foi determinar a resistência de esporos de Byssochlamys fulva IOC 4518 e Bacillus coagulans ATCC 7050 em polpa de tomate comercial, sob condições isotérmicas, não isotérmicas e de altas pressões hidrostáticas. Primeiramente, um estudo sobre a idade e temperatura de esporulação destes microrganismos foi realizado para verificar as condições de maior termorresistênica...

Bases ecológicas para o manejo de Bemisia tabaci (Genn.) biótipo B (Hemiptera: Aleyrodidae) em sistemas orgânicos de produção de tomate

Togni, Pedro Henrique Brum
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
37.36199%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Ecologia, Programa de Pós-Graduação em Ecologia, 2009.; A mosca-branca Bemisia tabaci biótipo B é considerada uma das principais pragas do tomateiro por causar perdas de produtividade devido a danos diretos e pela transmissão de diversas viroses (Geminiviridae). As aplicações de inseticidas para seu controle têm se mostrado cada vez mais incipientes. Isso evidencia a necessidade de novas técnicas de manejo baseado nas interações ecológicas entre a mosca-branca e outros componentes bióticos e abióticos do agroecossistema do tomateiro. Em estudos anteriores o consórcio do tomateiro com coentro reduziu os níveis populacionais de B. tabaci, principalmente em sistemas orgânicos de produção. Porém, os mecanismos pelos quais o coentro pode afetar as populações de mosca-branca ainda não são evidentes. O objetivo deste trabalho é gerar bases científicas para o manejo ecológico de B. tabaci em cultivos de tomate orgânico a partir do consórcio tomate+coentro e do manejo do tipo de irrigação (gotejamento e aspersão). No capítulo 1, foi realizado um experimento em olfatômetro de múltipla escolha do tipo X para avaliar se B. tabaci é atraída pelos voláteis do tomateiro e como o coentro pode afetar esses padrões. Machos e fêmeas da mosca-branca foram atraídos pelos voláteis constitutivos do tomateiro...

Qualidade físico-química, microbiológica e ocorrência de micotoxinas de Alternaria alternata em derivados de tomate

Santos, Grazielle Gebrim
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
Português
Relevância na Pesquisa
37.457747%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Departamento de Nutrição, Programa de Pós-graduação em Nutrição Humana, 2014.; O tomate industrial destina-se à produção de derivados, como extratos, polpas, molhos e conservas de tomate sem pele. A indústria de processamento de tomates no Brasil apresentou um grande crescimento a partir da década de 1970. O Brasil figura entre os dez maiores produtores de tomate industrial do mundo. A cultura do tomate é afetada por um grande número de doenças causadas por fungos e bactérias. Entre os fungos produtores de toxinas que acometem os tomates industriais destacam-se os do gênero Alternaria. O objetivo do presente trabalho foi avaliar a qualidade físico-química, microbiológica e a ocorrência de micotoxinas de Alternaria alternata em derivados de tomate e em tomates frescos. Derivados de tomate de três marcas (codificadas como A, B, C) e três tipos (extrato, polpa, catchup) foram adquiridos no comércio local do Distrito Federal. Frutos de tomate foram obtidos em uma indústria de processamento do Estado de Goiás e levados para o Laboratório de Fitopatologia da Embrapa Hortaliças para realizar o levantamento da ocorrência de fungos. Os derivados de tomate foram avaliados quanto às características físicas e químicas: teor de água...

Estudo sobre a influência da rega localizada no rendimento físico e na qualidade da matéria-prima em tomate para indústria

Calado, António Manuel
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
37.34263%
Ao analisar-se a produção de tomate para indústria verifica-se que há uma certa identificação entre o clima mediterrânico Cs (Koppen) e a localização das principais zonas produtoras: cerca de 60% da produção encontra-se numa situação climática que não representa mais de 5% da superfície agrícola terrestre (PORTAS, 1971; PORTAS e PALHAVÃ, 1984). Dentro destes climas mediterrânicos, é na variante de Verão mais quente - à - que o tomate predomina. São de clima Csa os grandes vales de depressão central da Califórnia - rios Sacramento e parte do S. Joaquim - o centro e sul de Portugal (PORTAS et al., 1986), o centro e sul de Itália, as costas africanas e médio-oriental do Mediterrâneo, a Macedónia e as orlas norte e ocidental da Turquia. Refira-se que não são zonas produtoras importantes as de clima Csb que têm um Verão mais fresco. (PORTAS, 1971; PORTAS, s/d). A precipitação anual é normalmente moderada (TREWARTHA, 1943; VIERS, 1974; CALADO, 1987 a), pois o que mais caracteriza os climas Csal não é a quantidade de água mas sim a sua distribuição ao longo do ano. Existe uma precipitação elevada durante os meses mais frios (Dezembro, Janeiro, Fevereiro e Março), sendo o período de Verão quase seco (CALADO...

Padrão de identidade e qualidade do tomate (Lycopersicon esculentum Mill.) de mesa

Ferreira,Sila Mary Rodrigues; Freitas,Renato João Sossela de; Lazzari,Elisa Noemberg
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2004 Português
Relevância na Pesquisa
37.34263%
O valor comercial do tomate, Lycopersicon esculentum Mill., é definido pelas características de identidade e qualidade presentes no fruto que podem ser avaliadas pela classificação do produto. A presente revisão de literatura teve como objetivo descrever o padrão de identidade e qualidade do tomate de mesa, através da classificação. O tomate de mesa é classificado em grupos, subgrupos, classes e tipos. De acordo com o formato do fruto, o tomate é classificado em dois grupos: oblongo, quando o diâmetro longitudinal é maior que o transversal e redondo, quando o diâmetro longitudinal é menor ou igual ao transversal. Em função do estádio de maturação, o tomate é classificado em cinco subgrupos: verde maduro, pintado, rosado, vermelho e vermelho maduro. A classe é definida em função do maior diâmetro transversal do fruto em relação ao grupo a que pertença. O tomate oblongo é classificado em três classes: grande, médio e pequeno. O tomate redondo é classificado em quatro classes: gigante, grande, médio e pequeno. De acordo com os índices de ocorrência de defeitos graves e leves presentes nos frutos, o tomate é classificado também em tipo: extra, especial ou selecionado e comercial. São considerados defeitos graves: podridão...

Avaliação em campo de diferentes formulações para o controle da mancha bacteriana em tomate para processamento.

CASTRO, Y. O.; GOLYNSKI, A.; DUVAL, A. M. Q.; NASCIMENTO, A. R.; PONTES, N. C.; GOLYNSKI, A. A.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE TOMATE INDUSTRIAL, 5., 2011, Goiania. Tomate industrial no Cerrado: 25 anos de história e uma visão futura. [Anais...].Brasília, DF: Embrapa Hortaliças: Associação Brasileira de Horticultura; Goiânia: FAEG: UFG: Agrodefesa, 2011. 1 CD-ROM. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE TOMATE INDUSTRIAL, 5., 2011, Goiania. Tomate industrial no Cerrado: 25 anos de história e uma visão futura. [Anais...].Brasília, DF: Embrapa Hortaliças: Associação Brasileira de Horticultura; Goiânia: FAEG: UFG: Agrodefesa, 2011. 1 CD-ROM.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
47.095312%
O presente estudo teve como objetivo avaliar a eficiência de diferentes produtos registrados para a cultura do tomate como opções para o manejo da mancha bacteriana.; 2011; Trabalho 7

Resistência em campo de híbridos comerciais e experimentais de tomate para processamento a mancha bacteriana.

MELO, B. J.; DUVAL, A. M. Q.; GOLYNSKI, A.; NASCIMENTO, A. R.; PONTES, N. C.; CASTRO, Y. O.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE TOMATE INDUSTRIAL, 5., 2011, Goiania. Tomate industrial no Cerrado: 25 anos de história e uma visão futura. [Anais...].Brasília, DF: Embrapa Hortaliças: Associação Brasileira de Horticultura; Goiânia: FAEG: UFG: Agrodefesa, 2011. 1 CD-ROM. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE TOMATE INDUSTRIAL, 5., 2011, Goiania. Tomate industrial no Cerrado: 25 anos de história e uma visão futura. [Anais...].Brasília, DF: Embrapa Hortaliças: Associação Brasileira de Horticultura; Goiânia: FAEG: UFG: Agrodefesa, 2011. 1 CD-ROM.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
47.095312%
Ensaio com o objetivo de avaliar o nível de resistência à mancha bacteriana em diferentes materiais de tomate para processamento, sendo seis comerciais (AP 533, C 901, HM 7889, Heinz 9553, Heinz 9992 e U 20006) e trê experimentais: (HF1-170/ Embrapa, BA 5446 e E 8755/ BHN).; 2011; Trabalho 8.

Seletividade de herbicidas para a cultura do tomate para processamento industrial híbrido BRS Sena.

OLIVIERA, R. T.; SILVEIRA, H. S.; FERREIRA, A. S.; GOLYNSKI, A.; CAVALIERI, S. D.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE TOMATE INDUSTRIAL, 6., 2012, Goiania. Inovações no processamento e na mecanização do tomate industrial: anais. Brasília, DF: Embrapa Hortaliças: Associação Brasileira de Horticultura; Goiânia; FAEG: UFG: Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento: Win Central de Eventos, 2012. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE TOMATE INDUSTRIAL, 6., 2012, Goiania. Inovações no processamento e na mecanização do tomate industrial: anais. Brasília, DF: Embrapa Hortaliças: Associação Brasileira de Horticultura; Goiânia; FAEG: UFG: Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento: Win Central de Eventos, 2012.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
47.095312%
Objetivou-se com este trabalho avaliar a seletividade de herbicidas para a cultura do tomate para processamentoindustrial híbrido BRS Sena.; 2012; Trabalho 17

Seletividade de herbicidas para o híbrido de tomate BRS Sena.

SILVA FILHO, A. F.; MELO, B. J.; GOLYNSKI, A.; CAVALIERI, S. D.; OLIVEIRA, R. T.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE TOMATE INDUSTRIAL, 6., 2012, Goiania. Inovações no processamento e na mecanização do tomate industrial: anais. Brasília, DF: Embrapa Hortaliças: Associação Brasileira de Horticultura; Goiânia; FAEG: UFG: Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento: Win Central de Eventos, 2012. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE TOMATE INDUSTRIAL, 6., 2012, Goiania. Inovações no processamento e na mecanização do tomate industrial: anais. Brasília, DF: Embrapa Hortaliças: Associação Brasileira de Horticultura; Goiânia; FAEG: UFG: Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento: Win Central de Eventos, 2012.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
47.095312%
O objetivo deste experimento foi avaliar o nível de fitointoxicação de plantas de tomate (BRS Sena) pela aplicação de herbicidas.; 2012; Trabalho 19.

Desidratação parcial de tomate cereja em secador de bandejas vibradas com reciclo

Lourenço, Giovani Aud
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
37.34263%
Para o presente estudo, foi analisada a desidratação parcial do tomate cereja ovalado, Lycopersicum sp. Mill., e utilizou-se de um secador de bandejas vibradas com reciclo até que o tomate atingisse 15% do conteúdo de água inicial, o que representa 70,19 % de umidade em base úmida ou 2,35 kg de água/kg de massa seca em base seca. O secador estudado consiste basicamente de um túnel vertical de secagem com quatro bandejas perfuradas por onde escoam de maneira cruzada o tomate e o ar aquecido. Todas as bandejas estão conectadas a um sistema de vibração que auxilia no escoamento dos tomates, para que durante o processamento os frutos sejam conduzidos à uma esteira que auxilia na recirculação dos frutos. Um PCC foi desenvolvido para quantificar a influência das variáveis significativas do processo: vazão de ar, temperatura e massa de tomate alimentada. A resposta analisada foi a quantidade de tomate in natura processada em um dia. A condição ótima de operação foi reproduzida experimentalmente, validando os resultados obtidos no PCC, em que obteve-se 18,729 kg de tomate processados/dia, com a temperatura ótima de 67,6°C, vazão de ar 6 kg/min e quantidade de tomate alimentado de 4,025 kg. Na condição ótima do secador estudou-se a curva de secagem e a cinética de secagem. O processo de secagem iniciou-se com o secador operando em batelada sem recirculação dos frutos...

Optimización del contenido y disponibilidad del licopeno y otros compuestos bioctivos en tomate y productos elaborados con tomate.

Bravo Lozar, Sergio
Fonte: Universidade de Múrcia Publicador: Universidade de Múrcia
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.36199%
Tesis Doctoral “Optimización del contenido y disponibilidad del licopeno y otros compuestos bioactivos en tomate y productos elaborados con tomate”. D. Sergio Bravo Lozar. Palabras clave: licopeno, β-caroteno, compuestos fenólicos, tomate, zumo de tomate, UV-C, digestión in vitro, compuestos volátiles aromáticos, vida útil Resumen El objetivo de la presente Tesis Doctoral ha sido el estudio de la optimización del contenido y disponibilidad del licopeno, y otros compuestos bioactivos en tomate y zumo de tomate. En tomate fresco, la exposición a diferentes dosis de radiación UV-C tuvo un efecto positivo al incrementar la formación de licopeno y compuestos fenólicos totales, efecto que está asociado a la dosis de radiación aplicada. Sin embargo, se observó una disminución de β-caroteno. Durante la vida útil del zumo de tomate esterilizado los compuestos bioactivos (licopeno, vitamina C y compuestos fenólicos) se mantuvieron relativamente estables tras el almacenamiento a diferentes temperaturas y en distintos materiales de envasado. Para el zumo de tomate refrigerado se observa una degradación del licopeno, asociado a una disminución de los compuestos volátiles hexanal y (Z)-3-hexenal. Además del contenido de licopeno...

Estudio del contenido de compuestos bioactivos en tomate : evaluación de la materia prima, efectos del tratamiento tecnológico y caracterización del subproducto

García Valverde, Verónica
Fonte: Universidade de Múrcia Publicador: Universidade de Múrcia
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.469353%
El consumo de tomate y productos derivados se ha relacionado con efectos beneficiosos para el organismo atribuidos al elevado contenido en varios compuestos como carotenoides, compuestos fenólicos, vitamina E, potasio y selenio. El tomate en fresco se consume principalmente en ensaladas, y se utiliza como ingrediente de muchas preparaciones culinarias. Aproximadamente el 40% de la producción total se destina a la transformación industrial dando lugar a productos derivados en forma de zumos, gazpacho, salsas, purés, pastas, conservas de tomate, etc. Como consecuencia del gran volumen de tomate procesado en la industria, se genera gran cantidad de residuos sólidos (pieles y semillas) que pueden ser utilizados para extraer compuestos bioactivos que son considerados de interés para la industria alimentaria y farmacéutica. La presente Tesis Doctoral se presenta como compendio de tres trabajos de investigación cuyos objetivos han sido estudiar los compuestos bioactivos antioxidantes presentes en distintas variedades de tomate destinados a consumo en fresco y tomates destinados a su procesado en la industria alimentaria, conocer las variaciones en los compuestos bioactivos tras determinados procesos industriales y evaluar la composición química y las propiedades de la fibra dietética del tomate como subproducto generado tras el procesado tecnológico. En el primer trabajo se ha estudiado la influencia de la variedad y el estado de maduración del fruto de tomate sobre los compuestos bioactivos y la actividad antioxidante hidrofílica. La variedad de tomate y el estado de madurez del fruto afectan de forma relevante al contenido de compuestos bioactivos antioxidantes (licopeno total y sus isómeros...

Avaliação da composição em micronutrientes do tomate consoante a variedade e modo de colheita

Costa, Francelina Faria
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
37.36199%
O tomate é o fruto da planta Lycopersicon lycopersicum ou Lycopersicon esculuntum da família das Solanáceas originária da América Central e do Sul. Foi introduzido na Europa no Sec. XVI pelos Espanhóis. Apesar da sua composição ser maioritariamente água (93-94%), a importância do tomate na alimentação tem vindo a aumentar nos últimos anos, sobretudo devido aos seus teores em micronutrientes com propriedades antioxidantes, constituindo a maior fonte de licopeno conhecida até hoje. Nesse sentido, e atendendo a que o tomate continua o seu processo de amadurecimento depois de colhido, decidimos efectuar um estudo comparativo entre três das variedades de tomate mais consumidas em Portugal (redondo, chucha e cereja) em três estadios de maturação. As amostras utilizadas no estudo foram provenientes de três zonas do País, Ribatejo (Golegã e Torres Novas), Douro Litoral (Póvoa de Varzim) e Beira Litoral (Arazede) e de dois tipos de cultura, biológica e intensiva. Nesta sequência foram estudados os teores em cálcio (Ca), fósforo (P), magnésio (Mg), potássio (K), selénio (Se), sódio (Na) zinco (Zn), e licopeno. A determinação do Ca, Mg, Se e Zn foi efectuada por espectrofotometria de absorção atómica; Na e K foram determinados por fotometria de chama; P por colorimetria por reacção com ácido molíbdico e sulfato ferroso e...

Arranjos espaciais de plantas para os híbridos H-9553 E N901 de tomate rasteiro para processamento industrial.

SILVA, S. I.; CAVALIERI, S. D.; NASCIMENTO, A. R.; SANT'ANA, R. R.; PONTES, N. C.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE TOMATE INDUSTRIAL, 6., 2012, Goiania. Inovações no processamento e na mecanização do tomate industrial: anais. Brasília, DF: Embrapa Hortaliças: Associação Brasileira de Horticultura; Goiânia; FAEG: UFG: Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento: Win Central de Eventos, 2012. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE TOMATE INDUSTRIAL, 6., 2012, Goiania. Inovações no processamento e na mecanização do tomate industrial: anais. Brasília, DF: Embrapa Hortaliças: Associação Brasileira de Horticultura; Goiânia; FAEG: UFG: Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento: Win Central de Eventos, 2012.
Tipo: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
47.095312%
Objetivou-se com este trabalho determinar o arranjo espacial de plantas que resultasse em maior produtividade de frutos para os híbridos H 9553 e N901 de tomate rasteiro para processamento industrial, combinando diferentes densidades populacionais e paçamentos entre linhas.; 2012; Trabalho 15.

Identificación y caracterización de mutantes alterados en la tolerancia a la salinidad en especies de tomate : papel del gen SICBL10 en los mecanismos de respuesta a salinidad señalizados por Ca2+ en tomate

Plasencia Martínez, Félix Antonio
Fonte: Universidade de Múrcia Publicador: Universidade de Múrcia
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.34263%
La salinidad está considerada como uno de los principales factores limitantes de la producción agrícola. Ante las predicciones del aumento de la población a nivel mundial con el consiguiente incremento de la demanda de alimentos, y los efectos negativos del cambio climático sobre la productividad de los cultivos de interés agronómico, como tomate (Solanum lycopersicum), un objetivo prioritario en la investigación en biología vegetal en la actualidad es avanzar en el conocimiento de los mecanismos y genes implicados en la tolerancia a la salinidad. Una de las estrategias más interesantes para abordar el anterior objetivo es el análisis de mutantes. Esta tesis se enmarca dentro del programa de mutagénesis insercional llevado a cabo por los grupos de investigación del IBMCP (Valencia), UAL (Almería) y CEBAS (Murcia), donde se han generado colecciones de mutantes de tomate cultivado y silvestre. Uno de los objetivos de este trabajo ha sido la identificación y caracterización de mutantes de la especie silvestre Solanum pennellii. La identificación de mutantes en una especie filogenéticamente relacionada con tomate, y que presenta características morfológicas muy diferentes al tomate cultivado y altos niveles de tolerancia al estrés abiótico...