Página 1 dos resultados de 839 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Entre a vanguarda e o modernismo: uma análise dos escritos de Ad Reinhardt; Among the avant-garde and modernism: an analysis of the writings of Ad Reinhardt

Jesus, Tiago Machado de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/11/2008 Português
Relevância na Pesquisa
37.06067%
Privilegiando os textos produzidos por Ad Reinhardt como fonte primária, o trabalho procurou apontar o desenvolvimento de seu pensamento e o lugar de seus escritos em relação aos debates da crítica de arte que nortearam a produção das vanguardas norteamericanas até a década de sessenta do século XX e analisou a influência de seus escritos em autores que escreveram nesta mesma década. Primeiramente, o trabalho investigou as apropriações que as idéias vinculadas às vanguardas artísticas européias sofreram em confronto com as necessidades peculiares ao ambiente cultural norte-americano dos anos trinta. Num segundo momento, analisou-se como este debate é atualizado a ponto de servir de base para a criação e produção de uma vanguarda artística norte-americana, que, por sua vez, é oficializada e institucionalizada nos anos do pós-guerra. Anos estes que, não por acaso, marcam a tentativa de imposição mundial, no pleno andamento da guerra fria, do american way of life através da consolidação da cultura de classe média. Nesse contexto, tendo em vista o posicionamento de Ad Reinhardt, o questionamento se encaminha em direção aos limites e possibilidades do viés crítico implícito em seus escritos em relação às sociedades articuladas em torno do consumo de mercadorias...

Vanguarda do atraso ou atraso da vanguarda? Oswald de Andrade e os teimosos destinos do Brasil; Avant-guard delay or delay of the avant-guard? Oswald de Andrade and the obstinate destinations of Brazil

Lima, Bruna Della Torre de Carvalho
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 01/10/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.21918%
Esta dissertação pretende encontrar as matrizes do conceito de antropofagia do modernista Oswald de Andrade, tal como ele foi formulado no Manifesto Antropófago de 1928 e em obras posteriores, tais quais a peça O Rei da Vela (1933) e a tese de filosofia A Crise da Filosofia Messiânica (1950), a partir de uma reflexão que busca dar conta dos processos alterativos de constituição de identidades em países periféricos. Oswald de Andrade foi autor de muitas das mais audaciosas experiências de vanguarda na América Latina e seus escritos seguem iluminando a história do Brasil desde então. Nesta chave, essa dissertação pretende também problematizar a articulação complexa entre a arte modernista e a história política e cultural do país, através da releitura da obra de Oswald de Andrade urdida pelo movimento tropicalista nos anos de 1970 e assim como é lida atualmente.; This dissertation seeks to find the matrixes of the concept of anthropophagy created by the modernist Oswald de Andrade, as it was formulated in the Manifesto Antropófago of 1928 and later works, such as the play O Rei da Vela (1933) and the philosophical thesis A Crise da Filosofia Messiânica (1950), from the standpoint of a line of thinking which seeks to analyse the alterative processes of identity formation in peripheral countries. Oswald de Andrade was the author of many of the most audacious avant-guard experiences in Latin America and his writings enlighten Brazil´s history ever since. Following this problematic...

Cinco cantos de vanguarda: populares e eruditos em luta pela brasilidade moderna; Five corners of vanguard: popular musicians and high culture intellectual fighting for modern Brazilianness

Santos, Andre Domingues dos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/02/2014 Português
Relevância na Pesquisa
37.06067%
A presente tese analisa historicamente cinco diferentes momentos em que músicos populares e intelectuais eruditos brasileiros estabeleceram intercâmbios e trabalharam em parceria na construção de discursos sobre o ser nacional, sob influência marcante de um ideário de vanguarda. Para cada um desses momentos, elegeram-se parcerias representativas a serem estudadas. Os momentos abordados, compreendidos entre 1924 e 1969, foram o modernismo, o regionalismo baiano, a bossa-nova, a música de protesto da década de 1960 e o tropicalismo, tendo como representantes escolhidos, respectivamente: Marcelo Tupinambá e Mário de Andrade; Dorival Caymmi e Jorge Amado; Antônio Carlos Jobim, João Gilberto e Vinícius de Moraes; Carlos Lyra e Gianfrancesco Guarnieri; Caetano Veloso e Rogério Duprat.; This thesis examines five different historical moments when Brazilian popular musicians and high culture intellectual established exchanges and worked together in the construction of discourses about the national being, under strong influence of a cutting-edge set of ideas, ranging between 1924 and 1969. For each of these moments, were elected one representative partnership to be studied. The moments discussed were modernism, Bahias regionalism...

Imagens e letras do realismo à vanguarda : intercâmbio de influências entre fotografia, pintura e literatura

Juchem, Marcelo
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.326562%
Este trabalho propõe-se a analisar as relações de influência entre os media literatura, pintura e fotografia durante o surgimento e instituição dos movimentos artísticos realismo e vanguarda, com ênfase no âmbito europeu. Parte-se do pressuposto de que mudanças e inovações midiais refletem-se na sociedade e na arte. Busca-se discutir os movimentos realismo e vanguarda, atualmente consolidados nas diferentes abordagens da história da literatura, como emergentes das discussões sobre a imagem, em que pese o surgimento da fotografia e seu embate com a pintura. Considerando-se a produção artística e teórica da época são avaliadas as relações entre imagens e letras a partir de um breve histórico do medium fotográfico e da contextualização dos primeiros romances realistas até o surgimento e desenvolvimento dos movimentos vanguardistas cubismo, futurismo, dadaísmo e surrealismo. São enfatizadas as manifestações artísticas bem como as reflexões conceituais e poetológicas que de alguma forma utilizaram referências entre o visual e o literário, ou elementos tanto textuais quanto visuais. Esta abordagem interdisciplinar mostra-se válida ao discutir a função dos media visuais, sobretudo a pintura e a fotografia...

Manguebeat : vanguarda no mangue?

Silva, Letícia Batista da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.326562%
A pesquisa aqui apresentada centra-se na movimentação cultural conhecida como Movimento Mangue ou Manguebeat, que tomou forma no Recife, na década de 1990. Mais especificamente, estudam-se as obras das duas bandas de maior repercussão dentro do movimento: Chico Science & Nação Zumbi e Nação Zumbi. Através de sua descrição e estudo, deseja-se verificar se é possível caracterizar o Manguebeat enquanto um movimento de vanguarda. Para isso, busca-se nos estudos de Guillermo de Torre, Peter Bürger, Gonzalo Aguilar, Antonio Candido, Ferreira Gullar, entre outros críticos, uma definição para o conceito de vanguarda. Depois, procura-se traçar de que modo os conceitos angariados norteariam as análises desta dissertação. A seguir, verifica-se a possível existência de duas vertentes dentro do Manguebeat: uma representada por Chico Science & Nação Zumbi e por Nação Zumbi e seu conceito de Mangue; e outra que agrupa os demais artistas participantes da movimentação. Ao fazer esta distinção, é possível compreender as diferenças entre o trabalho das duas primeiras bandas e o dos outros vários artistas que também se integraram ao movimento. Será visto que Chico Science & Nação Zumbi e Nação Zumbi concentram em suas canções um ideal vanguardista bastante relevante...

Um “estado de invenção” da arte brasileira entre as décadas de 1960 e 1970 : a escrita de Hélio Oiticica em sua proposição de vanguarda

Oliveira, Carolina Sinhorelli de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.06067%
A escrita no trabalho de Hélio Oiticica apresentou-se de forma recorrente durante sua atuação como artista. A relação de transformação total que ele propunha a partir das situações e espaços criados para serem apropriados pelo “público”, se pensa aqui como algo conjunto ao trabalho textual, nessa relação proposta. A noção ampliada do trabalho de arte também não deixa de considerar suas condições e estratégias específicas. Os textos, então, interessam não só por seus conteúdos e temas, mas também pela posição crítica que marcam o acompanhamento do trabalho “plástico” e por serem considerados aqui como um meio importante para a análise do projeto de vanguarda proposto pelo artista, a partir do início dos anos 1960.

Artes plasticas : vanguarda e participação politica (Brasil anos 60 e 70)

Jardel Dias Cavalcanti
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 29/09/2005 Português
Relevância na Pesquisa
37.06067%
Esta pesquisa foca a relação entre a produção das artes plásticas e o contexto político brasileiro instaurado pelo Golpe Militar de março de 1964. A análise das questões artísticas, como seus desdobramentos no campo social, elegeu como local privilegiado de investigação os anos de 1964 a 1970. As interseções entre a arte e a política foram evidenciadas no posicionamento crítico dos artistas, dado no cerne de suas poéticas, nos programas estabelecidos pelas exposições de arte e num projeto de vanguarda nacional engajada.; The present work focus the relationship between visual arts and the brazilian political situation after the 1964 military coup. Artistic issues and its reflections in the social field were analyzed in the years from 1964 to 1970. The interconnections between visual arts and the brazilian military politics came up though the artists critical position in their artistic production, in the art exhibitions programs and in the project of politically commited avant-garde.

Alice Ruiz, Alzira Espindola, Tete espindola e Na Ozzetti : produção musical feminina na vanguarda paulista

Ana Carolina Arruda de Toledo Murgel
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/12/2005 Português
Relevância na Pesquisa
37.21918%
Esta pesquisa tem por objetivo mapear as trajetórias de vida e as produções musicais de Alice Ruiz, Alzira Espíndola, Tetê Espíndola e Ná Ozzetti, compositoras que residem atualmente em São Paulo e que participaram do momento musical denominado, pela imprensa paulistana, de Vanguarda Paulista. Num trabalho com a memória, busca pensar como se produz a subjetividade dessas artistas; como são criadas suas canções em parcerias e como se exprimem as relações de gênero na composição musical. Também indaga sobre a dimensão feminina no fazer artístico, na tentativa de decifrar especificidades na criação poética e musical das mulheres. O trabalho se referencia pelos conceitos de genealogia, estética da existência e modos de subjetivação formulados por Michel Foucault, aproximando-os dos debates sobre as relações de gênero, em especial nas concepções de Joan W. Scott, Luce Irigaray e Rosi Braidotti.; The purpose of this research is to map the life trajectories and the musical productions of Alice Ruiz, Alzira Espíndola, Tetê Espíndola and Ná Ozzetti, composers who presently live in São Paulo and that have taken part in the musical moment named Vanguarda Paulista by the São Paulo press. Working with the records...

Obra aberta : teoria da vanguarda literaria nas obras teorico-criticas de Umberto Eco; Open work: theory of literary avant-garde in the theoretical works of Umberto Eco

Antonio Barros de Brito Junior
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/02/2006 Português
Relevância na Pesquisa
37.326562%
Esta dissertação lida com os conceitos de obra aberta, vanguarda e kitsch, nas obras teórico-críticas do semiólogo italiano Umberto Eco, com o objetivo de observar como o conceito de obra aberta esclarece e fundamenta uma dialética entre norma e invenção, em artes, e entre vanguarda e kistch, no cenário artístico contemporâneo. Na primeira parte, revisamos as bases epistemológicas de Eco, em particular os trabalhos de Luigi Pareyson e dos formalistas russos; em seguida, tratamos dos principais conceitos de sua teoria semiótica, a fim de compreender (a) o conceito de abertura, mediante a dicotomia entre mensagens estéticas e mensagens referenciais; (b) como a abertura promovida pelas mensagens estéticas desafiam os hábitos interpretativos impostos pelo uso repetitivo das mensagens referenciais; e (c) como é possível, a partir disso, construir uma ideologia contestadora. De posse de um modelo estrutural, buscamos compreender como se dá a dialética entre vanguarda e kitsch, analisando as suas respectivas implicações ideológicas face aos argumentos anteriores. Na segunda parte, propusemos uma discussão da poética do Pós-modernismo com base nas reflexões acima, evidenciando a sua possibilidade de difundir, mediante uma linguagem paródica...

Poeticas da transgressão : vanguarda e cultura popular nos anos vinte na America Latina

Gladys Viviana Gelado
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/03/2004 Português
Relevância na Pesquisa
37.21918%
Partindo da consideração dos movimentos de vanguarda na América Latina como discurso cultural, este trabalho propõe o estudo de um aspecto específico, qual seja o das relações estabelecidas entre estes movimentos e diversas manifestações da cultura popular, tanto no âmbito literário, quanto no pictórico e no musical. O mapeamento destas relações evidencia aspectos em que se fundam diversas poéticas da transgressão no período, dentro da estratégia geral, estético-ideológica, de questionamento das convenções acadêmicas pela valorização do popular contemporâneo e de formas e práticas artísticas do passado pré-colombiano que pervivem nos setores subalternos da população dos países da região. Estas poéticas da transgressão dão, pois, expressão a uma heterogeneidade cultural não reconhecida nem expressada até então pela "alta" cultura oficial. No campo literário, uma análise contrastiva de diversos textos programáticos e polêmicos e de outras produções individuais ou grupais (publicações periódicas, narrativa de ficção, poesia) revela zonas de conflito no que tange à relação com o popular e às estratégias de tratamento estético do mesmo. Com efeito, elas evidenciam a fragmentação e heterogeneidade dos setores subalternos que a vanguarda se propõe representar no âmbito...

A fundação por uma arte revolucionária independente : um debate sobre a vanguarda artística; The foundation for an Independent Revolutionary Art : a debate about artistic vanguard

Rosecler Aparecida da Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/02/2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.06067%
Esta pesquisa busca um debate acerca da arte de vanguarda a partir da criação da "Fundação Por uma Arte Revolucionária Independente" (FIARI), criada por Leon Trotsky, Diego Rivera e André Breton. O objetivo é apresentar o advento dessa fundação como uma criação vanguardista em sequência às demais vanguardas que marcaram o início do século XX e expor modo como esta se apresenta. Devido aos limites inerentes à pesquisa, diante da amplitude de sua temática, privilegiamos traços estéticos (forma e conteúdo) e algumas leituras aproximativas no teor ideológico que a compõe.; This research seeks a debate about the avant-garde art from the creation of the "Foundation For an Independent Revolutionary Art" (FIARI), created by Leon Trotsky, Diego Rivera and André Breton. The goal is to present the advent of this foundation as an avantgarde creation in sequence to other vanguards that marked the beginning of the twentieth century and expose how it is presented. Because of the limits inherent in research, given the breadth of its subject, privileged aesthetic traits (form and content) and some readings approximate the ideological content that composes.

"Palavras em liberdade" : o inclassificável texto de vanguarda

Pereira, Margarida Esteves
Fonte: Universidade do Minho. Centro de Estudos Humanísticos Publicador: Universidade do Minho. Centro de Estudos Humanísticos
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2007 Português
Relevância na Pesquisa
37.21918%
Este artigo debate o conceito de vanguarda, tendo em conta quer as vanguardas históricas (Futurismo, Dadaísmo, Surrealismo), quer as neo-vanguardas, argumentando que a estética de vanguarda é irredutível a uma definição genológica.

A vanguarda europeia: entre a "Globalienação" e a "Unidade Humana

Coutinho, Sérgio Manuel de Carvalho
Fonte: Universidade Nova de Lisboa Publicador: Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em /04/2015 Português
Relevância na Pesquisa
37.50864%
A presente tese de doutoramento visa analisar o conceito de vanguarda artística, bem como investigar se é possível existir uma vanguarda artística no século XXI. Apresentada ao longo da história segundo diferentes perspectivas, a genética vanguardista deve ser sempre reestudada e redesenhada definindo-se a sua ligação ao modernismo e ao cosmopolitismo, assim como identificando os seus objectivos e as suas dinâmicas geo-sociais. Se no início do século XIX o saint-simoniano e matemático francês Olinde Rodrigues considerava urgente, mas também impossível, que uma vanguarda artística vingasse politicamente, então interessa saber o que mudou para que a frente artística possa avançar no campo da batalha. É essencialmente sobre a reinterpretação desse primeiro “manifesto” que esta investigação estabelece as suas fundações. É também de assinalar a utilidade que certos conceitos como a “cólera” e a “globalização” detêm, à qual os estudos do filósofo alemão Peter Sloterdijk servem como ponto de partida. A terminologia militar da vanguarda também não pode ser ignorada. O exército artístico deve ter um treino específico para atacar com toda a sua força, bem como saber identificar os seus diferentes alvos ao longo da história. Sublinhe-se que o campo de investigação é o europeu. A vanguarda europeia tem um perfil singular que se liga tanto à memória...

Sismogramas do choque: considerações sobre o choque em "Teoria da vanguarda", de Peter Bürger, e em "Filosofia da nova música", de Theodor W. Adorno

Socha,Eduardo
Fonte: Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da UFMG Publicador: Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da UFMG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2014 Português
Relevância na Pesquisa
37.21918%
Em "Teoria da vanguarda", de Peter Bürger, o choque é compreendido como o artifício intencional dos movimentos de vanguarda contra a autonomia do esteticismo modernista, a fim de devolver a arte à práxis vital. Adotando uma perspectiva distinta, o choque, para Adorno, expõe antes a crise da experiência da formalização do tempo decorrente da incongruência entre as forças produtivas e as relações de produção na sociedade industrial, sendo que dois caminhos artísticos distintos derivam da inflexão histórica da crise da experiência. Em Schoenberg, na esteira do que Bürger classificaria como esteticismo, o choque seria amortizado pela expansão da linguagem musical, mediante seu registro. Em Stravinsky, o procedimento mecânico de golpes rítmicos e de montagem, em consonância com a profusão de vivências do choque, surge como elemento regressivo. Os choques não seriam dispositivos críticos, mas sismogramas de reações às mudanças da consciência subjetiva do tempo na modernidade. O artigo procura enfatizar as premissas conflitantes entre Bürger e Adorno quanto à posição do conceito de choque, assim como as críticas de Bürger ao modernismo adorniano.

Roland Barthes, entre o clássico e a vanguarda

Bosco,Francisco
Fonte: Programa de Pos-Graduação em Letras Neolatinas, Faculdade de Letras -UFRJ Publicador: Programa de Pos-Graduação em Letras Neolatinas, Faculdade de Letras -UFRJ
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2004 Português
Relevância na Pesquisa
37.21918%
O presente ensaio investiga as estratégias de escrita de Roland Barthes, suas relações com modalidades históricas da textualidade (como a modalidade "clássica" e aquela de vanguarda), e suas implicações relativamente ao ato da leitura. Nosso propósito é demonstrar que a escrita barthesiana está sempre se movendo no intervalo sutil entre o texto de vanguarda (que retarda a fluência da leitura, impondo sobre ela seu próprio e apropriado ritmo) e o texto "clássico" (que mantém um compromisso com uma prática confortável da leitura).

A voz na canção popular brasileira : um estudo sobre a Vanguarda Paulista; The voice in brazilian popular song : studying about Vanguarda Paulista

Regina Machado
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/02/2007 Português
Relevância na Pesquisa
37.46275%
Através da pesquisa de fonogramas é possível estudar o desenvolvimento técnico e estético ocorrido na voz dentro do universo da canção popular urbana no Brasil. Particularmente ao observar o comportamento vocal no início dos anos 1980, na cidade de São Paulo, dentro do movimento intitulado Vanguarda Paulista, foi possível constatar que a elucidação dos aspectos entoativos da fala no canto possibilitou transformações no referencial estético e um aprofundamento da abordagem técnica na realização dos cantores. Este canto referenciado na fala, que se tornou um alicerce estético para o cantor popular a partir da sedimentação do samba no início do século passado, experimentou, durante a Vanguarda Paulista, uma radicalização desse comportamento através da manipulação de elementos técnicos que buscavam elucidar os sentidos da canção. Essa abordagem vocal buscou, como temos constatado, um ponto de equilíbrio entre a naturalidade da fala e a elaboração no entoar das melodias, muitas delas não tonais, resultando em novas possibilidades de realização técnica e estética para o cantor popular. Pautada por estudos de muitas obras do Prof. Dr. Luiz Tatit, entre elas A Canção - eficácia e encanto e O Cancionista...

TV Vanguarda e os desafios da migração do analógico ao digital; TV Vanguarda and the challenges of migration from analogue to digital

Vantine, Vanessa; Ribeiro, Ademir
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 30/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.404111%
O presente artigo faz uma reflexão sobre a convergência das mídias e também analisa a atual mudança de sistemas analógicos para digitais, além de buscar entender as transformações que já começam a despontar com a implantação da TV Digital interativa. Nesse cenário, a cultura digital e a recente geração, que tem como referência essa realidade, são analisadas. O objeto de estudo é a TV Vanguarda – afiliada da Rede Globo no Vale do Paraíba, interior de São Paulo. O trabalho apresenta propostas para que a emissora faça as adequações necessárias à era digital e também discute sobre o futuro da produção de conteúdo na televisão (e em seu sítio na internet), já queos telespectadores do século XXI querem, cada vez mais, interagir.; This work is a reflection on the convergence of media and also examines the current change of analog to digital systems, and seek to understand the transformations that have begun to dawn with the rollout of digital interactive TV. In this scenario, the digital culture and the recent generation that has reference to that reality are analyzed. The object of study is the TV Vanguarda – affiliate of Rede Globo in Vale do Paraiba, interior of Sao Paulo. The paper presents proposals for the broadcasting television to make the necessary adjustments in the digital age and also discusses on the future production of content in TV (and on its website)...

VANGUARDA POÉTICA EM PORTUGAL; VANGUARDA POÉTICA EM PORTUGAL

Teixeira, Cláudio Alexandre Barros
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 10/06/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.21918%
O movimento da Poesia Experimental Portuguesa ("PO-EX"), na década de 1960, fez uma releitura criativa da herança cultural barroca, ao mesmo tempo em que dialogou com formas e procedimentos da vanguarda internacional (e em particular com a Poesia Concreta), visando a "reinvenção da escrita", mesclando recursos da literatura, da música, da pintura e outras formas de expressão.; The Portuguese Experimental Poetry movement (PO-EX) performed in the 1960's a creative re-reading of the baroque cultural heritage, and at the same time established a dialogue with forms and procedures of the international vanguard (especially with Concrete Poetry), pursuing the “reinvention of the writing”, merging resources of literature, music, painting and other forms of expression.

Música popular brasileira experimental: Itamar Assumpção, a vanguarda paulista e a tropicália

Stroud, Sean
Fonte: Universidade de São Paulo. Superintendência de Comunicação Social Publicador: Universidade de São Paulo. Superintendência de Comunicação Social
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/11/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.326562%
Este artigo examina a fase inicial da carreira de Itamar Assumpção no começo dos anos 1980 do ponto de vista de como sua música desafiadora e sua atitude não conformista foram recebidas pela imprensa brasileira e pela indústria fonográfica na época. Apesar da aclamação crítica tremendamente positiva, Assumpção não conseguiu alcançar o sucesso comercial e a ampla exposição popular. Esse insucesso - e o de outros expoentes da vanguarda paulista, como Arrigo Barnabé e o Grupo Rumo - em abrir caminho para o sucesso comercial foi marcadamente dissimilar à trajetória da maioria dos artistas associados ao movimento da tropicália do fim dos anos 1960, apesar de os tropicalistas terem apresentado também um desafio radical à música popular contemporânea.; This article examines the early phase of Itamar Assumpção's career at the start of the 1980s from the point of view of how his challenging music and his nonconformist attitude were received by the Brazilian press and music industry at that time. Despite overwhelmingly positive critical acclaim Assumpção failed to achieve commercial success and widespread popular exposure. This failure (and the failure of the other leading lights of the vanguarda paulista such as Arrigo Barnabé and Grupo Rumo) to break through to commercial success was markedly dissimilar to the trajectory of the majority of the artists associated with the tropicália movement of the late 1960s...

The Brazilian participationist vanguard (1954-1973); A VANGUARDA PARTICIPACIONISTA BRASILEIRA (1954-1973)

Spricigo, Vinicius; Silveira, Luciana Martha
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 13/03/2006 Português
Relevância na Pesquisa
37.404111%
The theoretical propositions of the Brazilian artist Hélio Oiticica seem to be the opposite of those proposed by the critic and poet Ferreira Gullar. It seems to reveal an opposition between an artistic avant-garde and an engaged art. However, both the Oiticica’s formulation of a Brazilian avant-garde and the Gullar’s ideas related to the social and political engagement of the artist reveal similar points. In the text that follows, we will indicate some convergences in the ways that Hélio Oiticica and Ferreira Gullar thought the Brazilian avant-garde, through the transformations in the art system – specially in the artwork (the open work) and in the spectators reception (participation) –, and their concerns about the political engagement of the artists. Our claim is that both Oiticica’s poetics and Gullar’s criticism have aesthetical concepts, such as the open work and the spectators participation, linked with political and social issues. We will also rise questions about the labels of “vanguardist” and “engaged artist” applied to Oiticica and Gullar respectively. Finally, this work aims at analyse criticaly the value and the characteristics of an artistic avant-garde out of the big centres of the international art.; As posições teóricas do artista plástico Hélio Oiticica...