Página 1 dos resultados de 1538 itens digitais encontrados em 0.009 segundos

A influência da desnutrição na utilização de ventilação mecânica em crianças admitidas e UTI pediátrica; The influence of poor nutrition on the necessity of mechanical ventilation among children admited to the peditric intensive care unit

Mota, Elaine Martins; Garcia, Pedro Celiny Ramos; Piva, Jefferson Pedro; Fritscher, Carlos Cezar
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
68.822603%
Objetivo: determinar a relação entre a influência do estado nutricional de crianças no dia de sua admissão na unidade de terapia intensiva pediátrica (UTIP), com a necessidade, o tempo de ventilação mecânica durante a internação, e a mortalidade em UTIP. Métodos: estudo de coorte, entre 01/07/1995 e 30/06/1999, envolvendo todas as crianças (entre 28 dias e 48 meses de idade), admitidas na UTIP do Hospital São Lucas da PUCRS, e com um tempo de permanência superior a 8 horas. Foram excluídas as crianças com cardiopatias complexas, ou aquelas admitidas para realizar procedimentos eletivos, ou por falta de vaga em outra unidade (ausência de critérios de admissão em UTIP), ou, ainda, quando a ventilação mecânica foi considerada eletiva (pós-operatório cardíaco, torácico ou outra grande cirurgia). Os dados foram colhidos diariamente no período de estudo, por uma equipe especialmente treinada para este estudo e não envolvida com a rotina assistencial da unidade. No dia da admissão, os pacientes eram classificados quanto ao grau de nutrição através do escore Z e quanto à gravidade através do escore de PRISM (Pediatric Risk Mortality). No acompanhamento diário, eram coletados dados referentes aos aspectos demográficos...

Evolução e característica de lactantes com bronquiolite viral aguda submetidos à ventilação mecânica em uma unidade de terapia intensiva pediátrica brasileira; Outcome and characteristics of infants with acute viral bronchiolitis submitted to mechanical ventilation in a Brazilian pediatric intensive care

Bueno, Fernanda Umpierre; Piva, Jefferson Pedro; Garcia, Pedro Celiny Ramos; Lago, Patricia Miranda do; Einloft, Paulo Roberto
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
68.822603%
Objetivo: Descrever as características e a evolução de lactantes com bronquiolite aguda submetidos à ventilação mecânica. Métodos: Estudo retrospectivo desenvolvido entre março 2004 e setembro 2006 (três invernos consecutivos), recrutando todos os lactantes (menos de 12 meses de idade) com diagnóstico de bronquiolite viral aguda e submetidos à ventilação mecânica em uma unidade de terapia intensiva, brasileira, ligada a uma universidade. Os parâmetros de ventilação mecânica adotados no 1°, 2° 3° e 7° dia e antes da extubação foram avaliados, assim como a evolução (taxa de mortalidade, presença da síndrome de desconforto respiratório agudo) e prevalência de complicações. Os grupos foram comparados usando o teste t de Student, o teste U de Mann-Whitney e o teste Qui-Quadrado. Resultados: Foram incluídos 59 lactantes (3,8 ± 2,7 meses de idade, 59% de sexo masculino) com 9,0 ± 9,4 dias em ventilação mecânica. Antes da ventilação mecânica, ventilação não-invasiva foi instituída em 71% dos lactantes. Foi observada anemia em 78% da amostra. Em 51 lactantes (86,5%), o padrão obstrutivo de vias aéreas inferiores foi mantido até extubação intratraqueal, com mortalidade nula e baixa prevalência de pneumotórax (7...

Avaliação da eficácia e segurança da ventilação mecânica com CFR na lesão pulmonar aguda induzida pelo acido oléico

Santos, Carlos Eduardo Ventura Gaio dos
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
Português
Relevância na Pesquisa
68.818833%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, 2007.; Introdução: O CFRR (Continuous Flow Reviver) é um dispositivo de ventilação mecânica, de disparo manual, portátil, que utiliza fluxo contínuo de gases podendo oferecer até 100% de oxigênio. Idealizado e construído em Brasília, o produto foi patenteado no Brasil e nos Estados Unidos da América. Além de oferecer pressões de admissão constantes, tem a capacidade de fornecer PEEP. Com tais predicados decidimos testar o desempenho do aparelho em ventilação de pulmões adultos lesados, cenário onde baixos volumes ventilatórios associados a pressões limitadas, sabe-se reduzirem morbidade relacionada a patologia. Para tal, estudamos a estabilidade do modelo de lesão pulmonar aguda (LPA) induzida pelo ácido oléico (AO) e utilizamos tal modelo no estudo da eficácia ventilatória e segurança hemodinâmica da ventilação com CFRR . Material e Métodos: Utilizamos 48 cães, 10 para estudar a estabilidade do modelo de LPA induzida pelo AO, 6 para controle morfológico sem LPA, 8 ventilados com o CFRR com PEEP de 5 cmH2O, 8 ventilados com o CFRR com PEEP de 10 cmH2O, 8 ventilados com ventilador microprocessado com PEEP de 5 cmH2O e 8 ventilados com ventilador microprocessado com PEEP de 10 cmH2O. Durante 120 minutos aferimos variáveis da troca gasosa...

A influência da desnutrição na utilização de ventilação mecânica em crianças admitidas em UTI pediátrica

Mota,Elaine Martins; Garcia,Pedro Celiny Ramos; Piva,Jefferson P.; Fritscher,Carlos Cezar
Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria Publicador: Sociedade Brasileira de Pediatria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2002 Português
Relevância na Pesquisa
68.822603%
Objetivo: determinar a relação entre a influência do estado nutricional de crianças no dia de sua admissão na unidade de terapia intensiva pediátrica (UTIP), com a necessidade, o tempo de ventilação mecânica durante a internação, e a mortalidade em UTIP.Métodos: estudo de coorte, entre 01/07/1995 e 30/06/1999, envolvendo todas as crianças (entre 28 dias e 48 meses de idade), admitidas na UTIP do Hospital São Lucas da PUCRS, e com um tempo de permanência superior a 8 horas. Foram excluídas as crianças com cardiopatias complexas, ou aquelas admitidas para realizar procedimentos eletivos, ou por falta de vaga em outra unidade (ausência de critérios de admissão em UTIP), ou, ainda, quando a ventilação mecânica foi considerada eletiva (pós-operatório cardíaco, torácico ou outra grande cirurgia). Os dados foram colhidos diari-amente no período de estudo, por uma equipe especialmente treinada para este estudo e não envolvida com a rotina assistencial da unidade. No dia da admissão, os pacientes eram classificados quanto ao grau de nutrição através do escore Z e quanto à gravidade através do escore de PRISM (Pediatric Risk Mortality). No acompanhamento diário, eram coletados dados referentes aos aspectos demográficos...

O impacto de estratégias de ventilação mecânica que minimizam o atelectrauma em um modelo experimental de lesão pulmonar aguda

Viana,Mario E. G.; Sargentelli,Guilherme A.; Arruda,André L. M.; Wiryawan,Budi; Rotta,Alexandre T.
Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria Publicador: Sociedade Brasileira de Pediatria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2004 Português
Relevância na Pesquisa
69.034355%
OBJETIVO: Avaliar se estratégias ventilatórias que buscam a estabilização alveolar e a prevenção do atelectrauma estão associadas a desfechos fisiológicos mais favoráveis em um modelo experimental de lesão pulmonar aguda combinada. MÉTODOS: Trinta e nove coelhos foram instrumentados e ventilados com uma fração inspirada de oxigênio (FiO2) de 1,0. A lesão pulmonar foi induzida pela infusão venosa de lipopolissacarídeo de E. coli e por repetidas lavagens traqueais com solução salina. Os animais foram randomizados a receber ventilação mecânica convencional com volume corrente de 10 ml/kg, pressão expiratória final (PEEP) de 4 cm H2O; ventilação mecânica convencional com surfactante (Infasurf, 3 mg/kg, ET); ventilação líquida parcial (18 ml/kg de perflubron, ET); ou ventilação oscilatória de alta freqüência, com pressão média de via aérea de 14 cm H2O e freqüência de 10 Hz. Animais sadios submetidos a instrumentação e ventilação convencional serviram como controles. Os grupos ventilação mecânica convencional com surfactante, ventilação líquida parcial e controle foram ventilados com parâmetros idênticos ao grupo ventilação mecânica convencional. Os animais foram estudados por 4 horas...

Associação entre índice de ventilação e tempo de ventilação mecânica em lactentes com bronquiolite viral aguda

Almeida-Júnior,Armando A.; Silva,Marcos T. N. da; Almeida,Celize C.B.; Jácomo,Andréa D. N.; Nery,Breno M.; Ribeiro,José D.
Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria Publicador: Sociedade Brasileira de Pediatria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2005 Português
Relevância na Pesquisa
68.928887%
OBJETIVO: Avaliar a associação entre tempo de ventilação mecânica e variáveis antropométricas, clínicas e de função pulmonar, precocemente, em lactentes com insuficiência respiratória por bronquiolite viral aguda em ventilação mecânica invasiva, e a evolução temporal das variáveis significativamente correlacionadas. MÉTODOS: Foram estudados 29 lactentes admitidos na unidade de terapia intensiva pediátrica do Hospital de Clínicas da UNICAMP, com diagnóstico de bronquiolite viral aguda, definido por critérios clínicos e radiológicos. Lactentes com doenças crônicas ou instabilidade hemodinâmica foram excluídos. Todas as medidas foram feitas entre 24 e 72 horas em ventilação mecânica, usando capnografia volumétrica e análise dos gases sangüíneos. O tempo de ventilação mecânica foi dividido em: menor ou igual que 7 dias e maior que 7 dias. A associação entre o tempo de ventilação e as variáveis analisadas foi determinada pelo coeficiente de correlação de Spearman (r s) RESULTADOS: O tempo de ventilação mecânica apresentou correlação positiva significativa com a PaCO2 (r s = 0,45, p = 0,01) e com o índice de ventilação (r s = 0,51, p = 0,005), e negativa com o pH (r s = -0,40, p = 0,03). Índice de ventilação com valor de 37...

Padronização do desmame da ventilação mecânica em Unidade de Terapia Intensiva: resultados após um ano

Oliveira,Luiz Rogério de Carvalho; José,Anderson; Dias,Elaine Cristina Polleti; Ruggero,Cíntia; Molinari,Camila Viteli; Chiavone,Paulo Antonio
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2006 Português
Relevância na Pesquisa
68.792754%
JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O desmame da ventilação mecânica é o processo de transição da ventilação mecânica para a espontânea. A prática atual do desmame mostra que o empirismo é insuficiente e inadequado. Em contrapartida, as padronizações de desmame proporcionam melhor condução no processo. O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos da aplicação de um protocolo de desmame da ventilação mecânica em uma unidade de terapia intensiva. MÉTODO: Foram incluídos no estudo todos os pacientes em programa de liberação da ventilação mecânica, em que se acompanhou a evolução do desmame com utilização de um protocolo pré-estabelecido pelo serviço já publicado. RESULTADOS: Foram estudados 127 pacientes. Houve sucesso no desmame em 91% (115) e insucesso em 9% (12). A ventilação não-invasiva após a extubação foi utilizada em 19% (24) deles. Nenhum óbito foi observado. Comparando-se o grupo de pacientes em que houve sucesso com o grupo em que houve falha, não foi encontrada diferença estatística significativa quanto ao sexo (p = 0,96), APACHE II (19,5 versus 18,6 p = 0,75), risco de óbito (29% versus 22% p = 0,54), Pimáx (38 versus 32 cmH2O p = 0,17), tempo de ventilação mecânica (6 versus 7 dias p = 0...

Ventilação mecânica no Brasil: aspectos epidemiológicos

Damasceno,Moyzes Pinto Coelho Duarte; David,Cid Marcos Nascimento; Souza,Paulo Cesar S. P.; Chiavone,Paulo Antônio; Cardoso,Lucienne Tibery Queiroz; Amaral,José Luis Gomes; Tasanato,Edys; Silva,Nilton Brandão da; Luiz,Ronir Raggio
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2006 Português
Relevância na Pesquisa
68.948594%
JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Existem poucos estudos epidemiológicos em ventilação mecânica. O objetivo deste estudo foi demonstrar como a ventilação mecânica vem sendo realizada nas UTI brasileiras. MÉTODO: O estudo foi realizado com prevalência de um dia em 40 UTI, com 390 pacientes internados, sendo 217 em ventilação mecânica. Os resultados medidos foram a caracterização dos pacientes ventilados, sua distribuição pelo Brasil, as causas da ventilação mecânica, os principais modos ventilatórios usados, os parâmetros ventilatórios mais importantes e a fase de desmame da ventilação mecânica. RESULTADOS: As medianas da idade dos pacientes ventilados, do escore APACHE II, e do tempo de ventilação mecânica foram, respectivamente, de 66 anos, 20 pontos e 11 dias. A ventilação mecânica foi determinada pela insuficiência respiratória aguda (IRA) em 71% dos pacientes, o coma em 21,2%, a doença pulmonar obstrutiva crônica em 5,5% e a doença neuromuscular em 2,3%. A ventilação controlada a volume (VCV) (30%), a ventilação com pressão de suporte (PSV) (29,5%) e a ventilação controlada à pressão (PCV) (18%) foram as mais utilizadas, sendo que no desmame predominou a PSV (63,5%). A mediana do volume corrente foi maior nos pacientes em VCV (8 mL/kg). As medianas de pressão inspiratória máxima (30 cmH2O) e de pressão positiva no fim da expiração (PEEP) (8 cmH2O) foram maiores nos pacientes em PCV. CONCLUSÕES: O predomínio de pacientes ventilados nas UTI foi indicado pela sua maior gravidade clínica e pelo maior tempo de internação. A IRA foi a principal indicação de ventilação mecânica. VCV e PSV ventilaram mais pacientes...

Ventilação mecânica não-invasiva com pressão positiva

Schettino,Guilherme P. P.; Reis,Marco Antonio Soares; Galas,Filomena; Park,Marcelo; Franca,Suelene Aires; Okamoto,Valdelis Novis; Carvalho,Carlos R. R.
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2007 Português
Relevância na Pesquisa
68.822603%
JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Em 2000, foi publicado o II Consenso Brasileiro de Ventilação Mecânica. Desde então, o conhecimento na área da ventilação mecânica avançou rapidamente, com a publicação de numerosos estudos clínicos que acrescentaram informações importantes para o manejo de pacientes críticos em ventilação artificial. Além disso, a expansão do conceito de Medicina Baseada em Evidências determinou a hierarquização das recomendações clínicas, segundo o rigor metodológico dos estudos que as embasaram. Essa abordagem explícita vem ampliando a compreensão e a aplicação das recomendações clínicas. Por esses motivos, a AMIB - Associação de Medicina Intensiva Brasileira - e a SBPT - Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia - julgaram conveniente a atualização das recomendações descritas no Consenso anterior. Dentre os tópicos selecionados a Ventilação Mecânica Não-Invasiva foi um dos temas propostos. O objetivo deste estudo foi descrever os pontos mais importantes relacionados à ventilação mecânica na forma não-invasiva (VMNI) e sugerir as principais indicações dessa modalidade. MÉTODO: Objetivou-se chegar a um documento suficientemente sintético, que refletisse a melhor evidência disponível na literatura. A revisão bibliográfica baseou-se na busca de estudos através de palavras-chave e em sua gradação conforme níveis de evidência. As palavras-chave utilizadas para a busca foram: Ventilação mecânica não invasiva: Non-invasive mechanical ventilation. RESULTADOS: São apresentadas recomendações quanto à utilização da VMNI nas diversas formas de insuficiência respiratória e no desmame da ventilação mecânica. CONCLUSÕES: A VMNI está indicada como o tratamento preferencial na exacerbação da DPOC...

Ventilação mecânica na crise de asma aguda

Barbas,Carmen Sílvia Valente; Pinheiro,Bruno do Valle; Vianna,Arthur; Magaldi,Ricardo; Casati,Ana; José,Anderson; Okamoto,Valdelis Novis
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2007 Português
Relevância na Pesquisa
68.87268%
JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Em 2000, foi publicado o II Consenso Brasileiro de Ventilação Mecânica. Desde então, o conhecimento na área da ventilação mecânica avançou rapidamente, com a publicação de inúmeros estudos clínicos que acrescentaram informações importantes para o manuseio de pacientes críticos em ventilação artificial. Além disso, a expansão do conceito de Medicina Baseada em Evidências (MBE) determinou a hierarquização das recomendações clínicas, segundo o rigor metodológico dos estudos que as embasaram. Essa abordagem explícita vem ampliando a compreensão e a aplicação das recomendações clínicas. Por esses motivos, a AMIB - Associação de Medicina Intensiva Brasileira - e a SBPT - Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia - julgaram conveniente a atualização das recomendações descritas no Consenso anterior. Dentre os tópicos selecionados a Ventilação Mecânica na Crise de Asma foi um dos temas propostos. O objetivo deste estudo foi descrever os pontos mais importantes relacionados à ventilação mecânica durante a crise de asma e sugerir as principais abordagens terapêuticas. MÉTODO: Objetivou-se chegar a um documento suficientemente sintético, que refletisse a melhor evidência disponível na literatura. A revisão bibliográfica baseou-se na busca de estudos através de palavras-chave e em sua gradação conforme níveis de evidência. As palavras-chave utilizadas para a busca foram: Ventilação mecânica na asma: asthma and mechanical ventilation. RESULTADOS: São apresentadas recomendações quanto aos modos ventilatórios e aos parâmetros a serem aplicados quando do ajuste do ventilador...

Ventilação mecânica na doença pulmonar obstrutiva crônica

Jezler,Sérgio; Holanda,Marcelo A.; José,Anderson; Franca,Suelene Aires
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2007 Português
Relevância na Pesquisa
68.87268%
JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Em 2000, foi publicado o II Consenso Brasileiro de Ventilação Mecânica. Desde então, o conhecimento na área da ventilação mecânica avançou rapidamente, com a publicação de numerosos estudos clínicos que acrescentaram informações importantes para o manejo de pacientes críticos em ventilação artificial. Além disso, a expansão do conceito de Medicina Baseada em Evidências determinou a hierarquização das recomendações clínicas, segundo o rigor metodológico dos estudos que as embasaram. Essa abordagem explícita vem ampliando a compreensão e a aplicação das recomendações clínicas. Por esses motivos, a AMIB - Associação de Medicina Intensiva Brasileira - e a SBPT - Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia - julgaram conveniente a atualização das recomendações descritas no Consenso anterior. Dentre os tópicos selecionados a Ventilação Mecânica na Agudização da DPOC foi um dos temas propostos. O objetivo deste estudo foi descrever os pontos mais importantes relacionados à ventilação mecânica durante a agudização da doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) e sugerir as principais abordagens terapêuticas. MÉTODO: Objetivou-se chegar a um documento suficientemente sintético...

Desmame e interrupção da ventilação mecânica

Goldwasser,Rosane; Farias,Augusto; Freitas,Edna Estelita; Saddy,Felipe; Amado,Verônica; Okamoto,Valdelis Novis
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2007 Português
Relevância na Pesquisa
68.818833%
JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Em 2000, foi publicado o II Consenso Brasileiro de Ventilação Mecânica. Desde então, o conhecimento na área da ventilação mecânica avançou rapidamente, com a publicação de inúmeros estudos clínicos que acrescentaram informações importantes para o manuseio de pacientes críticos em ventilação artificial. Além disso, a expansão do conceito de Medicina Baseada em Evidências determinou a hierarquização das recomendações clínicas, segundo o rigor do método dos estudos que as embasaram. Essa abordagem explícita vem ampliando a compreensão e a aplicação das recomendações clínicas. Por esses motivos, a AMIB - Associação de Medicina Intensiva Brasileira - e a SBPT - Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia - julgaram conveniente a atualização das recomendações descritas no Consenso anterior. Dentre os tópicos selecionados o desmame da Ventilação Mecânica foi um dos temas propostos. O objetivo foi descrever os pontos mais importantes relacionados ao desmame da ventilação mecânica. MÉTODO: Objetivou-se chegar a um documento suficientemente sintético, que refletisse a melhor evidência disponível na literatura. A revisão bibliográfica baseou-se na busca de estudos através de palavras-chave e em sua gradação conforme níveis de evidência. As palavras-chave utilizadas para a busca foram: weaning e mechanical ventilation. RESULTADOS: São apresentadas recomendações quanto aos métodos de desmame utilizados...

Fisioterapia no paciente sob ventilação mecânica

Jerre,George; Beraldo,Marcelo A.; Silva,Thelso de Jesus; Gastaldi,Ada; Kondo,Claudia; Leme,Fábia; Guimarães,Fernando; Forti Junior,Germano; Lucato,Jeanette J. J.; Veja,Joaquim M.; Luque,Alexandre; Tucci,Mauro R.; Okamoto,Valdelis N.
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2007 Português
Relevância na Pesquisa
68.822603%
JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Em 2000, foi publicado o II Consenso Brasileiro de Ventilação Mecânica. Desde então, o conhecimento na área da ventilação mecânica avançou rapidamente, com a publicação de inúmeros estudos clínicos que acrescentaram importantes informações para o manuseio de pacientes críticos em ventilação artificial. Além disso, a expansão do conceito de Medicina Baseada em Evidências determinou a hierarquização das recomendações clínicas, segundo o rigor metodológico dos estudos que as embasaram. Essa abordagem explícita vem ampliando a compreensão e a aplicação das recomendações clínicas. Por esses motivos, a AMIB - Associação de Medicina Intensiva Brasileira - e a SBPT - Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia - julgaram conveniente a atualização das recomendações descritas no Consenso anterior. Dentre os tópicos selecionados a Fisioterapia durante a Ventilação Mecânica foi um dos temas propostos. O objetivo foi descrever os pontos mais importantes relacionados à atuação do fisioterapeuta no ambiente da terapia Intensiva com ênfase na ventilação mecânica. MÉTODO: Objetivou-se chegar a um documento suficientemente sintético, que refletisse a melhor evidência disponível na literatura. A revisão bibliográfica baseou-se na busca de estudos através de palavras-chave e em sua gradação conforme níveis de evidência. As palavras-chave utilizadas para a busca foram: mechanical ventilation e physical therapy. RESULTADOS: São apresentadas recomendações quanto aos principais procedimentos fisioterápicos...

Uso de clorexidina 2% gel e escovação mecânica na higiene bucal de pacientes sob ventilação mecânica: efeitos na pneumonia associada a ventilador

Meinberg,Maria Cristina de Avila; Cheade,Maria de Fátima Meinberg; Miranda,Amanda Lucia Dias; Fachini,Marcela Mascaro; Lobo,Suzana Margareth
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
68.797505%
OBJETIVO: Avaliar os efeitos da higiene bucal com clorexidina 2% e escovação mecânica sobre a taxa de pneumonia associada a ventilador em uma população mista de pacientes sob ventilação mecânica prolongada. MÉTODOS: Estudo piloto prospectivo, aleatório e placebo-controlado. Foram incluídos pacientes sob ventilação mecânica, com menos de 24 horas de internação e cuja perspectiva de duração da ventilação mecânica era a de um período >72 horas. Os pacientes foram randomizados para o grupo clorexidina (gel com clorexidina a 2%) e escovação mecânica ou grupo placebo (gel da mesma coloração e consistência e escovação mecânica) na higiene bucal. RESULTADOS: A análise interina planejada foi realizada quando 52 pacientes foram incluídos, e o estudo foi interrompido precocemente. Um total de 28 pacientes foi incluído no grupo clorexidina/escovação mecânica e 24 no grupo placebo. As taxas de pneumonia associada a ventilador foram de 45,8% no grupo placebo e de 64,3% no grupo clorexidine/escovação mecânica (RR=1,4; IC95%=0,83-2,34;p=0,29). CONCLUSÃO: Devido a interrupção precoce por futilidade, não foi possível avaliar o impacto do uso de clorexidina a 2% e escovação mecânica na higiene bucal na incidência de pneumonia associada a ventilador nessa população heterogênea de pacientes críticos sob ventilação mecânica prolongada...

Impacto da aspiração supra-cuff na prevenção da pneumonia associada à ventilação mecânica

Souza,Carolina Ramos de; Santana,Vivian Taciana Simioni
Fonte: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB Publicador: Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
68.8466%
O paciente crítico encontra-se intubado ou traqueostomizado por necessitar, na maioria dos casos, de ventilação mecânica invasiva. As cânulas utilizadas possuem o cuff, que pode atuar como um reservatório de secreções da orofaringe, predispondo à pneumonia associada à ventilação mecânica. Estudos têm demonstrado que a aspiração das secreções subglóticas por lúmen dorsal de sucção acima do cuff do tubo orotraqueal retarda e reduz a incidência de pneumonia associada à ventilação mecânica. O objetivo desta revisão foi verificar, na literatura, a importância da utilização da aspiração com dispositivo supra-cuff em pacientes críticos submetidos à intubação orotraqueal ou traqueostomia na prevenção de pneumonia associada à ventilação mecânica. Para tanto, foi realizada revisão bibliográfica entre os anos de 1986 a 2011, por meio de portais de bases de dados nacionais e internacionais. Verificou-se que a aspiração das secreções subglóticas apresenta poucos resultados em relação à diminuição dos dias de ventilação mecânica e de permanência na unidade de terapia intensiva, além de não ser efetiva na diminuição da mortalidade, porém, mostra-se eficaz na redução da incidência da pneumonia associada à ventilação mecânica de início precoce e na redução de seus custos hospitalares. A forma de aspiração das secreções subglóticas contínua mostra-se mais eficiente na remoção de secreções; contudo...

Impacto da Higiene Oral com clorexidina com e sem escovação dental na Prevenção da Pneumonia associada à Ventilação Mecânica: Estudo Randomizado

Vidal, Claudia Fernanda de Lacerda; Lacerda, Heloisa Ramos (Orientadora); Ximenes, Ricardo Arraes de Alencar (Coorientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
68.94918%
A pneumonia associada à ventilação (PAV) representa uma das infecções mais comuns na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), e a aspiração de micro-organismos presentes na orofaringe constitui o principal mecanismo fisiopatológico da PAV, funcionando a placa dental como habitat para potenciais patógenos respiratórios como bacilos Gram-negativos (Pseudomonas aeruginosa, Acinetobacter spp) e Staphylococcus aureus, os agentes mais frequentemente isolados nestas infecções. O uso de soluções antissépticas para descontaminação da orofaringe, e da escovação dental como método mecânico para remoção da placa tem sido objeto de investigações. Verificar se a higiene oral, através da escovação dental com clorexidina em gel a 0,12% reduz a incidência da pneumonia associada à ventilação mecânica, a duração da ventilação mecânica, o tempo de internação e a mortalidade na UTI, quando comparado à higiene oral com uso de clorexidina solução oral a 0,12% sem escovação dental, em indivíduos adultos sob ventilação mecânica internados em Unidades de Terapia Intensiva Clínico/Cirúrgica e Cardiológica. No período de março a julho/2013, foi realizado estudo de corte transversal em UTI cardiológica para análise da contaminação microbiana das escovas dentais...

Os efeitos do balanço hídrico positivo em lactentes menores de um ano com bronquiolite viral aguda submetidos à ventilação mecânica

Korb, Cecília
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
69.036553%
Objetivo : avaliar os efeitos do balanço hídrico positivo em lactentes menores de um ano com bronquiolite viral aguda submetidos à ventilação mecânica.Material e método : estudo de coorte retrospectivo baseado na análise de prontuários de lactentes menores de um ano admitidos no período de abril de 2008 a setembro de 2011 por bronquiolite viral aguda e submetidos à ventilação mecânica em uma Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica (UTIP) terciária no sul do Brasil. Foram excluídos os pacientes com doença pulmonar crônica, traqueostomizados e com uso prévio de ventilação mecânica devido à doença pulmonar aguda. Foi calculado o balanço hídrico cumulativo nos primeiros 3 dias do início da ventilação mecânica. Os desfechos avaliados foram: dias livres de ventilação mecânica, tempo de internação na UTIP e parâmetros de ventilação mecânica utilizados no terceiro dia.Resultados : oitenta e um pacientes foram incluídos no estudo, sendo 49 meninos (60,5%). A média do balanço hídrico cumulativo no terceiro dia de ventilação mecânica foi de 139 ± 68 ml/kg, de dias livres de ventilação mecânica foi 19,7 ± 5,7 e do tempo de internação na UTIP foi 10,4 ± 5,6 dias. Na análise multivariável...

Pneumonias com e sem ventilação mecânica em neonatos críticos internados em uma UTI neonatal de um hospital universitário brasileiro: aspectos clínicos, radiológicos e microbiológicos

Ó, Jacqueline Moreira do
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
68.8466%
Embora as pneumonias sejam consideradas como graves e freqüentes em UTINs, existem poucos estudos, principalmente sobre aquelas associadas à ventilação mecânica. O objetivo do estudo foi epidemiológico, considerando a avaliação de pneumonias associadas ou não a ventilação mecânica diagnosticada por critérios clínicos, radiológicos e microbiológicos em neonatos críticos internados em uma UTIN. Foi realizado um estudo caso-controle incluindo 305 neonatos admitidos na UTIN no período de agosto de 2008 à setembro de 2009. No total, 143 (46,9%) neonatos foram submetidos à ventilação mecânica, e 129 (42,2%) por tempo superior à 48 horas. Os critérios clínicos e radiológicos no diagnóstico de PAVs foram utilizados conforme o NHSN, incluindo o critério microbiológico de aspirado traqueal, quando de cultura positiva ≥ 106 UFC/ml. A identificação de microrganismos isolados foi realizada através de testes fenotípicos e o perfil de susceptibilidade aos antimicrobianos “in vitro” definido pela técnica de difusão em gel. No total, foram detectados 10 (6,9%) casos de pneumonia, sendo cinco (50%) em recém-nascidos sem ventilação mecânica e os restantes (50%) de PAVs. Os neonatos foram subdivididos em quatro grupos distintos quanto ao diagnóstico de pneumonias: sem ventilação mecânica...

Impacto da implantação de protocolo multidisciplinar de desmame da ventilação mecânica em unidade de terapia intensiva de hospital universitário brasileiro

Passos, Liliane Barbosa da Silva
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
68.892393%
Os protocolos de desmame da ventilação mecânica podem melhorar os desfechos dos pacientes, embora os resultados sejam variados de acordo com as diversas populações. O objetivo desse estudo foi avaliar o impacto da implantação de um protocolo multidisciplinar de desmame da ventilação mecânica na unidade de terapia intensiva de hospital universitário brasileiro. Realizou-se coorte prospectiva antes e depois da implantação de um protocolo de desmame da ventilação mecânica, com pacientes adultos internados na unidade, que permaneceram sob ventilação mecânica por mais de 24 horas e submetidos ao desmame da ventilação mecânica. Foram avaliados 96 pacientes antes da implantação do protocolo e 139 pacientes após. No primeiro grupo, o desmame foi realizado conforme os cuidados usuais e decisão do médico assistente. No segundo grupo, usaram-se dados sistematizados em um protocolo e avaliados pela equipe multidisciplinar. O tempo de desmame da ventilação mecânica reduziu de 6,8 para 3,6 dias (p<0,001) e a mortalidade na unidade de terapia intensiva de 14,6% para 7,2% (p:0,03), com maior probabilidade de sobrevivência ao longo da internação (p:0,016) no grupo pós-protocolo. Além disso, o protocolo foi um preditor independente para a alta da unidade. Entretanto...

Relação entre ventilação mecânica e insuficiência renal

Faria, Darlan Nawenberg Mendes
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
Português
Relevância na Pesquisa
68.84868%
Introdução: Sabemos que a ventilação mecânica tem um papel cada vez mais importante na manutenção da vida de um paciente crítico dentro de uma unidade de terapia intensiva. Esse método, quando não utilizado de maneira adequada pode ser responsável pelo surgimento de vários problemas em nosso organismo, sendo um deles a insuficiência renal aguda. Os efeitos nocivos da ventilação mecânica podem tornar-se mais significativos quando uma co-morbidade está presente. Objetivo: Fazer uma revisão da literatura atual, buscando entender como funciona a relação entre a ventilação mecânica no surgimento ou agravamento da insuficiencia renal aguda. Métodos: uma pesquisa de dados na fonte Medline e PubMed, e referências que auxiliam na identificação de artigos que foram utilizados para realizar uma pesquisa bibliográfica relativa à ventilação mecânica e insuficiência renal aguda. Os artigos foram selecionados a partir das palavras chaves: ventilação mecânica, insuficiencia renal, ventilação protetora. Resultados: foram selecionados 21 artigos, sendo todos incluídos. Conclusões: Concluímos que o desenvolvimento da insuficiência renal aguda durante o processo de ventilação mecânica, representa forte ligação a um processo multifatorial que pode se agravar na presença de comorbidades.; Introduction: We know that mechanical ventilation has an increasingly important role in maintaining the life of a critically ill patient in an intensive care unit. This method...