Página 1 dos resultados de 967 itens digitais encontrados em 0.054 segundos

Caracterização físico-química de polpas de frutos da Amazônia e sua correlação com a atividade anti-radical livre; Physical and chemical characterization of fruit pulps from Amazonia and their correlation to free radical scavenger activity

CANUTO, Gisele André Baptista; XAVIER, Ana Augusta Odorissi; NEVES, Leandro Camargo; BENASSI, Marta de Toledo
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
87.39606%
Características físico-químicas (cor, pH, acidez total titulável, sólidos solúveis totais, conteúdo de lipídios e umidade) e níveis de compostos bioativos (ácido ascórbico, fenólicos totais) foram determinados em quinze amostras de polpas de frutos procedentes da região Amazônica (abiu, acerola, açaí, araçá-boi, bacaba, bacuri, buriti, cajá, cajarana, caju, cupuaçu, graviola, murici, noni e tamarindo). A atividade de radicais livres foi avaliada pelo método de ABTS. Algumas polpas apresentaram alta potencialidade antioxidante, associada com a atividade antirradicais livres obtida e os conteúdos dos componentes bioativos como compostos fenólicos e ácido ascórbico, destacando-se acerola e acaí. O conteúdo total de compostos fenólicos foi correlacionado à capacidade antioxidante das polpas.; Physical and chemical characteristics (color, pH, titratable acidity, total soluble solids, lipid content, moisture) and levels of bioactive compounds (ascorbic acid, total phenolics) were determined in fifteen samples of fruit pulps from Amazonia (abiu, acerola, açaí, araça-boi, bacaba, bacuri, buriti, cajá, cajarana, caju, cupuaçu, graviola, murici, noni e tamarindo). The free radical scavenger activity was evaluated by the ABTS assay. Some pulps presented high antioxidant potential...

Caracterização morfológica e química de frutos de rambutan

Andrade, Renata Aparecida de; Lemos, Eliana Gertrudes de Macedo; Martins, Antonio Baldo Geraldo; Paula, Rinaldo César de; Pitta Junior, José Luiz
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 958-963
Português
Relevância na Pesquisa
87.68939%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Com a procura de alternativas por parte dos produtores e de novas opções pelos consumidores, o mercado de frutas exóticas tem ganhado cada vez mais espaço no Brasil. O rambutan encontra-se entre as frutíferas com potencial de mercado, sendo, no entanto, necessário maior conhecimento sobre a cultura, como adequada escolha de genótipos para cada região e manejo do pomar. Diante disso, realizou-se o presente trabalho, na Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias - UNESP, Câmpus de Jaboticabal-SP, que teve por objetivo as caracterizações morfológica e química de frutos de rambutan, verificando a distinção de genótipos e distância genética entre os materiais. Foram avaliados: tamanho do fruto, comprimento dos filamentos, espessura da casca, tamanho da semente, peso do fruto, peso da casca, peso da semente, porcentagem de polpa, teores de sólidos solúveis (ºBrix), ácido ascórbico e acidez titulável. Realizaram-se ainda observações quanto a: coloração da casca, filamentos e polpa, aderência da polpa à casca, aderência da polpa à semente e presença de tegumento da semente na polpa. Com base nos resultados obtidos neste trabalho, pode-se concluir que os materiais A51 e B03 apresentam maior conjunto de características desejáveis...

Caracterização físico-química de polpas de frutos da Amazônia e sua correlação com a atividade anti-radical livre

CANUTO, Gisele André Baptista; XAVIER, Ana Augusta Odorissi; NEVES, Leandro Camargo; BENASSI, Marta de Toledo
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
87.39755%
Características físico-químicas (cor, pH, acidez total titulável, sólidos solúveis totais, conteúdo de lipídios e umidade) e níveis de compostos bioativos (ácido ascórbico, fenólicos totais) foram determinados em quinze amostras de polpas de frutos procedentes da região Amazônica (abiu, acerola, açaí, araçá-boi, bacaba, bacuri, buriti, cajá, cajarana, caju, cupuaçu, graviola, murici, noni e tamarindo). A atividade de radicais livres foi avaliada pelo método de ABTS. Algumas polpas apresentaram alta potencialidade antioxidante, associada com a atividade antirradicais livres obtida e os conteúdos dos componentes bioativos como compostos fenólicos e ácido ascórbico, destacando-se acerola e acaí. O conteúdo total de compostos fenólicos foi correlacionado à capacidade antioxidante das polpas.; Physical and chemical characteristics (color, pH, titratable acidity, total soluble solids, lipid content, moisture) and levels of bioactive compounds (ascorbic acid, total phenolics) were determined in fifteen samples of fruit pulps from Amazonia (abiu, acerola, açaí, araça-boi, bacaba, bacuri, buriti, cajá, cajarana, caju, cupuaçu, graviola, murici, noni e tamarindo). The free radical scavenger activity was evaluated by the ABTS assay. Some pulps presented high antioxidant potential...

Suscetibilidade à queda natural e caracterização dos frutos de diversos genótipos de bananeiras

Pereira,Marlon Cristian Toledo; Salomão,Luiz Carlos Chamhum; Silva,Sebastião de Oliveira e; Cecon,Paulo Roberto; Puschmann,Rolf; Jesus,Onildo Nunes de; Cerqueira,Reginaldo Conceição
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2004 Português
Relevância na Pesquisa
98.15376%
A queda natural de frutos maduros da bananeira, resultado da separação individual de frutos da coroa da penca, também chamada despencamento, é uma característica indesejável, que pode limitar o lançamento de uma nova cultivar. O fruto destacado da penca tem vida de prateleira reduzida, além de não demonstrar boa aparência aos olhos do consumidor. Os objetivos do presente trabalho foram quantificar a suscetibilidade à queda natural dos frutos de bananeiras de grupos genômicos e ploidias diferentes, e identificar correlações entre a queda natural e diversas características físicas dos frutos. Foram utilizados 37 genótipos de bananeiras. De acordo com análise de variância e teste de Scott-Knott, os resultados evidenciaram a alta resistência ao despencamento dos genótipos pertencentes ao grupo genômico BB (Butuhan, Piraí e BB França), Terra (AAB), Poteau Nain (tipo figo) (ABB) e Thap Maeo (AAB), enquanto Prata-Anã (AAB), Grande Naine (AAA), Ambrósia (AAAA), Ouro (AA) e FHIA 18 (AAAB) obtiveram valores intermediários de resistência ao despencamento. Com relação às bananeiras suscetíveis, destacam-se os híbridos melhorados Pioneira (AAAB), YB42-21 (AAAB), Buccaneer (AAAA) e Calypso (AAAA) e a cultivar Ouro da Mata (AAAB). Verificou-se associação de 74% entre a firmeza do fruto e a resistência ao despencamento. Os estudos de grupos genômicos e ploidias indicaram maior resistência ao despencamento das bananeiras pertencentes ao grupo BB e dos genótipos triplóides ABB e AAB.

Características físicas, químicas e organolépticas de quipá (Tacinga inamoena, Cactaceae)

Souza,Andréa Carla Mendonça de; Gamarra-Rojas,Guillermo; Andrade,Samara Alvachian Cardoso; Guerra,Nonete Barbosa
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2007 Português
Relevância na Pesquisa
87.56755%
A Opuntia ficus-indica tem-se destacado como principal produtora de frutos e forragens, motivo pelo qual tem sido bastante pesquisada. Além desta espécie, no semi-árido do Nordeste é encontrada a Tacinga inamoena, planta nativa, cujo fruto, embora também utilizado pelo agricultor como alternativa alimentar, não foi objeto de nenhuma pesquisa até o momento, justificando este trabalho para avaliar seu potencial nutricional e industrial, por meio das características organolépticas, químicas e físicas, conteúdo nutricional e composição mineral. O quipá apresenta características organolépticas similares às de frutos de mesmo gênero, com rendimento da porção comestível, polpa e pericarpo carnoso de 62,87% do peso total do fruto. No que diz respeito à composição química, a polpa difere significativamente do pericarpo carnoso, com superioridade deste último, que apresenta maior teor de minerais, destacando-se dentre estes o cálcio, o magnésio e o potássio que apresentaram valores de 587,04mg, 257,02mg e 318,01mg, respectivamente. Os resultados evidenciam que o quipá é adequado para consumo in natura e apresenta potencial para aproveitamento industrial.

Caracterização morfológica e química de frutos de rambutan

Andrade,Renata Aparecida de; Lemos,Eliana Gertrudes de Macedo; Martins,Antonio Baldo Geraldo; Paula,Rinaldo César de; Pitta Junior,José Luiz
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2008 Português
Relevância na Pesquisa
87.6871%
Com a procura de alternativas por parte dos produtores e de novas opções pelos consumidores, o mercado de frutas exóticas tem ganhado cada vez mais espaço no Brasil. O rambutan encontra-se entre as frutíferas com potencial de mercado, sendo, no entanto, necessário maior conhecimento sobre a cultura, como adequada escolha de genótipos para cada região e manejo do pomar. Diante disso, realizou-se o presente trabalho, na Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias - UNESP, Câmpus de Jaboticabal-SP, que teve por objetivo as caracterizações morfológica e química de frutos de rambutan, verificando a distinção de genótipos e distância genética entre os materiais. Foram avaliados: tamanho do fruto, comprimento dos filamentos, espessura da casca, tamanho da semente, peso do fruto, peso da casca, peso da semente, porcentagem de polpa, teores de sólidos solúveis (ºBrix), ácido ascórbico e acidez titulável. Realizaram-se ainda observações quanto a: coloração da casca, filamentos e polpa, aderência da polpa à casca, aderência da polpa à semente e presença de tegumento da semente na polpa. Com base nos resultados obtidos neste trabalho, pode-se concluir que os materiais A51 e B03 apresentam maior conjunto de características desejáveis...

Composição química, propriedades mecânicas e térmicas da fibra de frutos de cultivares de coco verde

Corradini,Elisângela; Rosa,Morsyleide de Freitas; Macedo,Bruno Pereira de; Paladin,Priscila Danielle; Mattoso,Luiz Henrique Capparelli
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2009 Português
Relevância na Pesquisa
87.70153%
O consumo da água de coco verde, in natura ou industrializada, vem gerando um grande problema ambiental, devido ao destino final da casca dos frutos. Aproximadamente 85% do peso bruto do coco verde é constituído pelas cascas, que são acumuladas em lixões ou às margens de estradas. Como a minimização da geração desse resíduo implicaria a redução da atividade produtiva associada, o seu aproveitamento torna-se uma necessidade. Neste sentido, este estudo teve como objetivo investigar as características da fibra de coco verde de diversos cultivares em função do ponto de colheita dos frutos, na composição química, nas propriedades mecânicas e térmicas, como forma de contribuir para avaliar seu potencial de aplicação na elaboração de novos materiais. Os resultados mostraram que a variação da composição química em função da cultivar de coco verde foi na faixa de 37,2 ± 0,8% a 43,9±0,7% e de 31,5±0,1% a 37,4±0,5% para os teores de lignina e celulose, respectivamente. A composição química não variou significativamente em função do ponto de maturação para a fibra da cultivar Anão-Verde-de-Jiqui (AVeJ). A fibra de cultivares de coco verde e AVeJ em diferentes pontos de maturação apresentaram propriedades térmicas e mecânicas semelhantes...

Caracterização física de frutos do pequizeiro nativos da chapada do Araripe-CE

Oliveira,Maria Elisabeth Barros de; Guerra,Nonete Barbosa; Maia,Aline de Holanda Nunes; Alves,Ricardo Elesbão; Xavier,Daniele da Silva; Matos,Nádia Maria dos Santos
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
78.05624%
O trabalho teve como objetivo a caracterização física de frutos de pequizeiros (Caryocar coriaceum Wittm.) nativos da Chapada do Araripe, sul do Estado do Ceará, a fim de quantificar a variabilidade entre as plantas e identificar materiais de interesse agroindustrial e para melhoramento genético. Frutos de 35 plantas foram caracterizados através de 24 parâmetros físicos no fruto inteiro, casca, amêndoa, polpa e semente. Os resultados (média de 25 frutos) foram avaliados via estatísticas descritivas (medidas de tendência central e variabilidade dos dados) e métodos de análise multivariada (análise de agrupamento e análise de componentes principais). os frutos provenientes das plantas 01; 02; 03; 05; 07; 14; 22 e 26 apresentaram as melhores características para processamento. A análise de agrupamento resultou na identificação de cinco grupos de plantas com características fenotípicas similares. os resultados mostraram a existência de considerável variabilidade na espécie.

Variação biométrica de diásporos de buriti (Mauritia flexuosa L.f. - Arecaceae) em veredas em diferentes estágios de conservação

Matos,Fabiano dos Santos; Nunes,Yule Roberta Ferreira; Silva,Márcia Aparecida Pereira; Oliveira,Islaine de Sena
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2014 Português
Relevância na Pesquisa
87.82488%
As veredas são fitofisionomias do bioma Cerrado, onde, no estrato arbóreo, predomina a palmeira arbórea Mauritia flexuosa L.f. - buriti, espécie considerada recurso-chave para muitos animais, que a utilizam como moradia e fonte alimentar, e também pelo próprio homem, que usa suas folhas e frutos como matéria-prima e alimento. Apesar de ocorrerem em ambientes protegidos pela legislação ambiental, ações antrópicas nas veredas têm afetado as populações do buriti, por meio da diminuição do número de indivíduos ocasionada por desmatamento, assoreamento e drenagem dessas áreas. O objetivo desse trabalho foi avaliar a morfometria de frutos e sementes de buriti oriundos de seis veredas em diferentes estágios de conservação, situadas na Área de Proteção Ambiental do Rio Pandeiros (norte de Minas Gerais). Foram amostrados, no total, 1800 frutos e sementes, que foram mensurados em comprimento, largura, espessura e peso. Para detectar diferenças das medidas morfométricas dos frutos e das sementes entre as áreas de coleta foi feita a análise de variância. Foram observadas variações nas medidas morfométricas de frutos e sementes entre as áreas de estudo...

Germinação e vigor de sementes de gabiroba em função do tamanho do fruto e semente

Dresch,Daiane Mugnol; Scalon,Silvana de Paula Quintão; Masetto,Tathiana Elisa; Vieira,Maria do Carmo
Fonte: Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos/UFG Publicador: Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos/UFG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2013 Português
Relevância na Pesquisa
78.33827%
O conhecimento dos aspectos biométricos de frutos e sementes e a sua influência na germinação são importantes para a produção e características de espécies nativas. Este trabalho objetivou avaliar a influência do tamanho do fruto e da semente na germinação e vigor de sementes de gabiroba (Campomanesia adamantium). Para a caracterização biométrica, foram selecionados, aleatoriamente, 120 frutos, divididos, visualmente, em quatro classes, com predominância de tamanho, nas quais foram avaliados o diâmetro longitudinal e transversal e a massa das sementes. A caracterização da semente foi realizada em 30 frutos de cada classe, por meio da determinação do número de sementes íntegras, vazias e total de cada fruto. O potencial fisiológico das sementes, em função do tamanho dos frutos, foi analisado por meio dos seguintes testes: curva de embebição, grau de umidade, percentagem e índice de velocidade de germinação, comprimento de plântulas, massa fresca e massa seca total de plântulas. O delineamento foi inteiramente casualizado, com quatro tratamentos. Os frutos foram classificados de acordo com o diâmetro longitudinal e transversal, respectivamente, como pequeno (12,71 mm; 12,46 mm), médio pequeno (15,38 mm; 15...

Composição química, propriedades mecânicas e térmicas da fibra de frutos de cultivares de coco verde.

CORRADINI, E.; ROSA, M. de F.; MACEDO, B. P. de; PALADIN, P. D.; MATTOSO, L. H. C.
Fonte: Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 31, n. 3, p. 837-846, 2009. Publicador: Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 31, n. 3, p. 837-846, 2009.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
87.38498%
2009

Caracterização físico-química de frutos de acessos brasileiros de mangueiras do Banco Ativo de Germoplasma da Embrapa Semiárido.

ROSSATTI, S. R.; LIMA, M. A. C. de; RISTOW, N. C.; SILVA, R. P. da; ARAÚJO, A. L. de S.; SILVA, E. E. L. de S.
Fonte: In: JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA EMBRAPA SEMIÁRIDO, 6., 2011, Petrolina. Anais... Petrolina: Embrapa Semiárido, 2011. Publicador: In: JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA EMBRAPA SEMIÁRIDO, 6., 2011, Petrolina. Anais... Petrolina: Embrapa Semiárido, 2011.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: p. 319-325
Português
Relevância na Pesquisa
87.69957%
Este trabalho teve como objetivo avaliar as características físico-químicas de frutos de 14 acessos de mangueira de origem brasileira, pertencentes ao Banco Ativo de Germoplasma da Embrapa Semiárido. Os acessos avaliados foram: Espada, Pingo de Ouro, Manguito, Imperial, CPR, CPAC 15/94, Santa Alexandrina, Maçã, Carlotão, Juazeiro V, Ômega, CPAC 10/2786, CPAC 11136/86 e CPAC 10/4486. Para cada acesso, foram colhidos 60 frutos, quando atingiram a maturidade fisiológica, sendo a metade avaliada no dia da colheita e a outra metade armazenada a 23,8 ± 2,3 ºC e 49± 9% UR, até que completasse o amadurecimento. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, em fatorial 14 x 2 (acesso x estádio de maturação), com três repetições de dez frutos. Os acessos CPAC 10/2786 e CPAC 11136/86 reuniram características importantes, como maior massa, maior período para o amadurecimento, maior tamanho, coloração avermelhada, alto teor de SS e reduzida AT. Já os acessos Maçã e Santa Alexandrina se destacaram pela maior firmeza, alto teor de SS e amadurecimento mais lento, enquanto Ômega destacou-se pelo alto teor de SS, reduzida AT e maior tempo para amadurecimento. Ainda, CPAC 11136/86, Maçã e Ômega apresentaram pouca fibra...

Caracterização de acessos do Banco de Germoplasma de Umbuzeiro (Spondias tuberosa Arruda) - BGU da Embrapa Semiárido, Petrolina, PE.

NASCIMENTO, C. E. de S.; OLIVEIRA, V. R. de; SANTOS, C. A. F.; DRUMOND, M. A.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE RECURSOS GENÉTICOS, 2., 2012, Belém, PA. Anais... Brasília, DF: Sociedade Brasileira de Recursos Genéticos, 2012. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE RECURSOS GENÉTICOS, 2., 2012, Belém, PA. Anais... Brasília, DF: Sociedade Brasileira de Recursos Genéticos, 2012.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
Português
Relevância na Pesquisa
97.69841%
Em maio de 2012 foram caracterizados os acessos implantados em 1994, 1996, 1997 e 2002, no Banco de Germoplasma do Umbuzeiro-BGU, da Embrapa Semiárido. Os acessos foram coletados em Pernambuco, Bahia, Minas Gerais e Rio Grande do Norte, com caracteres diferenciados: massa de frutos, coloração de casca, forma dos frutos, entre outros. O crescimento de planta, número de ramos principais e percentual de frutificação referem-se a 79 acessos, com as médias obtidas de 292 clones (24 clones morreram), do total de 316 clones implantados em campo. Os acessos plantados em 1994 apresentaram média de 4,27 ramos principais, maior e menor diâmetro de copa de 5,12 m e 4,74 m, respectivamente, altura de planta de 2,31 m, diâmetro ano nível do solo de 0,11 m e um percentual de frutificação de 86,41%. Para os acessos de 1996, os resultados foram: número médio de 3,64 ramos principais, maior e menor diâmetro de copa de 3,93 m e 3,56 m, respectivamente, altura de planta de 1,89 m, diâmetro no nível do solo de 0,08 m e um percentual de frutificação de 56,09%. Para 1997, o número médio de 3,25 ramos principais, maior e menor diâmetro de copa de 3,07 m e 2,70 m, respectivamente, altura de planta de 1,60 m, diâmetro no nível do solo de 0...

Caracterização física e físico-química de frutos de Opuntia.

ALMEIDA, J. de; PEIXOTO , C. P.; LEDO, C. A. da S.; FERREIRA, G. F.; FONSECA, M. D. S.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE FRUTICULTURA, 22., 2012, Bento Gonçalves. Anais... Bento Gonçalves: SBF, 2012. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE FRUTICULTURA, 22., 2012, Bento Gonçalves. Anais... Bento Gonçalves: SBF, 2012.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
87.85159%
A palma forrageira (Opuntia fícus-índica (L.) Mill.) é uma cactácea cultivada em zonas áridas e semiáridas para a produção de forragem para o gado, frutos e verdura para o consumo humano, preservação do solo, biomassa para fins energéticos, cochonilha para a produção de carmim e inúmeros subprodutos como queijo vegetariano, remédios cosméticos e bebidas. No Brasil e mais particularmente a Região Nordeste, concentra uma área de palma estimada em 500 mil hectares, sendo a mesma cultivada exclusivamente como forragem para alimentação do gado durante o período de estiagem (LOPES, 2007), onde os frutos produzidos nesta área, conhecidos como Fruto de Palma e Figo da Índia, são muito apreciados pela população, encontrados nas feiras e mercados na época da colheita.; 2012

Caracterização de frutos de cupuaçuzeiro, dos parentais da cultivar BRS Carimbó.

ALMEIDA, O. F. de; ALVES, R. M.; BARBOSA, J. N. do N.; OLIVEIRA, H. O. de.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE RECURSOS GENÉTICOS, 2., 2012, Belém, PA. Anais... Brasília, DF: Sociedade Brasileira de Recursos Genéticos, 2012. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE RECURSOS GENÉTICOS, 2., 2012, Belém, PA. Anais... Brasília, DF: Sociedade Brasileira de Recursos Genéticos, 2012.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
Português
Relevância na Pesquisa
78.05723%
A cultivar de cupuaçuzeiro BRS Carimbó foi lançada, em 2012, pela Embrapa Amazônia Oriental, para suprir uma demanda por sementes melhoradas dessa fruteira nativa da Amazônia, e melhorar a produtividade e sanidade dos cultivos. Pelas avaliações preliminares realizadas em Tomé Açu com os parentais dessa cultivar, foi possível verificar uma excelente oportunidade de selecionar alguns desses materiais para lançar, futuramente, como clones para recuperação de copa de cupuaçuzeiro atacado com vassoura de bruxa. A definição de descritores e a caracterização dos frutos de cada material são exigências legais para o lançamento de uma cultivar e, por esse motivo foram objeto desta pesquisa. Foram estudados 16 clones, parentais da cultivar BRS Carimbó, em ensaio instalado em T. Açu, no delineamento de blocos inteiramente casualizados com 20 repetições, com uma planta por parcela. Em cada planta foram analisados cinco frutos por safra, provenientes de coletas realizadas nas safras de 2010/2011 e 2011/2012. Os resultados apontaram boa variabilidade entre os tratamentos apesar de muitos serem meios irmãos ou irmãos completos. Foi elaborado o perfil de cada clone para os descritores empregados. As características morfológicas dos frutos...

Caracterização de frutos de acessos de cupuaçuzeiro, procedentes de plantios comerciais de Tomé Açu - PA (clones elites I).

OLIVEIRA, H. O. de; ALVES, R. M.; BARBOSA, J. N. do N.; PARAENSE, L. C. R.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE RECURSOS GENÉTICOS, 2., 2012, Belém, PA. Anais... Brasília, DF: Sociedade Brasileira de Recursos Genéticos, 2012. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE RECURSOS GENÉTICOS, 2., 2012, Belém, PA. Anais... Brasília, DF: Sociedade Brasileira de Recursos Genéticos, 2012.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
Português
Relevância na Pesquisa
88.05624%
A variabilidade existente nos plantios de cupuaçuzeiro do município de Tomé Açu, especialmente para número e conformação dos frutos, merece ser preservada e caracterizada para utilização nos futuros programas de melhoramento do cupuaçuzeiro. Esta pesquisa teve por objetivo efetuar a caracterização de fruto dos acessos dessa coleção. Foram estudados 50 clones, em ensaio instalado em T. Açu, no delineamento de blocos inteiramente casualizados com 10 repetições, com uma planta por parcela. Em cada planta foram analisados cinco frutos por safra, provenientes de coletas realizadas no período de 1999 a 2011. Os resultados apontaram boa variabilidade entre os tratamentos para quase todas variáveis analisadas. Foi elaborado o perfil de cada clone para os descritores empregados. As características morfológicas dos frutos, associadas à produção de frutos nas diferentes safras, e resistência à vassoura de bruxa, permitirão identificar clones promissores para utilização no programa de melhoramento genético.; 2012

Caracterização de frutos de progênies de meios-irmãos de maracujazeiro-amarelo em Rio Branco-Acre.

NEGREIROS, J. R. da S.; ARAÚJO NETO, S. E. de; ALVARES, V. de S.; LIMA, V. A. de; OLIVEIRA, T. K. de
Fonte: Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 30, n. 2, p. 431-437, jun. 2008. Publicador: Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 30, n. 2, p. 431-437, jun. 2008.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
87.86877%
O presente estudo teve como objetivo avaliar e caracterizar 39 progênies de meios-irmãos de maracujazeiro-amarelo para subsidiar o programa de melhoramento genético desta cultura. O delineamento experimental foi em blocos casualizados, com 39 tratamentos (39 progênies de meios-irmãos), com 2 repetições e 5 plantas por parcela. As avaliações foram feitas no segundo ano de produção. As características avaliadas foram: comprimento e diâmetro do fruto, relação comprimento/diâmetro, massa do fruto, da casca e da polpa, rendimento da polpa (arilo + sementes), espessura da casca, acidez titulável, teor de sólidos solúveis e relação sólidos solúveis /acidez titulável. Com base nas características físico-químicas dos frutos, foi possível fazer uma caracterização das 39 progênies de meios-irmãos avaliadas. Os frutos das progênies 3; 27 e 39 apresentam características desejáveis para o mercado in natura, enquanto os das progênies 9; 10; 16; 17; 32 e 38 têm características importantes para o processamento.; 2008

Seleção e caracterização de laranjeiras-doces (Citrus sinensis (L.) osbeck) no estado do Acre.

GONDIM, T. M. de S.; RITZINGER, R.; CUNHA SOBRINHO, A. P. da.
Fonte: Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 23, n. 2, p. 451-454, ago. 2001. Publicador: Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 23, n. 2, p. 451-454, ago. 2001.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
97.57472%
Objetivando selecionar laranjeiras exploradas no Estado do Acre, que apresentem características desejáveis, tais como produção e período de oferta de frutos, realizou-se, em 1999, a seleção e caracterização de plantas superiores. A identificação e a caracterização das plantas foram concentradas na época principal de colheita, considerando-se a idade e os aspectos fenológicos e fisiológicos das laranjeiras. Foram selecionadas 54 plantas, com idade variando de 12 acerca de 100 anos (segundo informações dos produtores), e média de 22 anos. As médias de altura, circunferência do caule e diâmetro da copa foram de 7,42 m, 0,99 m e 6,00 m, respectivamente. A época de colheita da maioria das laranjeiras selecionadas no Acre distribui-se de fevereiro a outubro, com concentração nos meses de abril, maio a julho, e apenas 5,45% delas apresentaram produção contínua. Dentre os genótipos de laranjeiras selecionados, existem materiais promissores para utilização como porta-enxerto e como variedade-copa, para o consumo local.; 2001

Fenologia, Produção e Pós-colheita de frutos de buriti (Mauritia flexuosa L.f) em três veredas do cerrado no estado de Goiás.; Phenologu, Production and post-harvest e fruit buriti (Mauritia flexuosa L.f) into three palm swamp of the savanna in Goias state.

MARTINS, Maria Lúcia
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em Agronomia; Ciências Agrárias Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em Agronomia; Ciências Agrárias
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
98.6644%
This study aimed to characterize the phenology, production and post-harvest fruit of the buriti palm tree in the Savannah as well as factors impacting on production. The study was conducted in three palm swamp with three distinct forms of occupation of the borders. The buriti palm tree were characterized as height, diameter at breast height, number of inflorescences and leaves. The number of leaves was correlated with climatic data from July 2006 to September 2009. To characterize the production were collected from three clusters per area, and determined the average weight of fruit bunches and these extrapolated data for each area. In three clusters of each palm swamp included: length of the bunch, bunch weight, fruit weight, number of rachilles, and fruit number, length rachilles, total number of loci, number of loci with fruit, no fruit locule number , and the reason the number of loci with fruits / total number of loci. Characterization were carried out fifty fruits of each of the three clusters collected in each area. The characterization of fruits were evaluated: fruit weight, diameter longitudinal, transverse diameter, transverse diameter ratio / longitudinal diameter, the pulp mass, mass of bark, seed mass, and mass of endocarp. The pulp included: pH...

Caracterização de ambientes com ocorrência natural Acrocomia aculeata (Jacq.) Lodd. ex Mart e suas populações nas regiões Centro e Sul do Estado de Goiás; Characterization of environments with natural ocurrence of Acrocomia aculeata (Jacq.) Lodd. ex Mart and their populations in the center and south regions of the State of Goiás, Brazil

TELES, Heria de Freitas
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Agronomia; Ciências Agrárias Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Agronomia; Ciências Agrárias
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
97.94121%
In the Cerrado, some species of palm trees stand out from the natural, economic, and ecological point of view, either by the predominance, either by exuberance of the plant or importance in the wild fauna and/or flora equilibrium, or even by use of their products and byproducts by the local community. Among these, the macauba (Acrocomia aculeata) occurs in abundance in some states, mainly in Goiás. Increasingly this palm has aroused interest, by its high production of fruits and several uses, such as food, forage, ornamental and oilseed production. And, furthermore, its fruits are highly prized for human consumption, domestic and wild fauna. However, the existing exploitation is basically extractivist and with low productivity. The installation of commercial fields lives together with a series of difficulties, including the lack of knowledge of its ecological requirements. This research aimed to characterize environments of naturally occurring macauba and their respective populations, in the regions Center and South of the State of Goias. Ten areas were studied, located in seven municipalities: Santa Cruz de Goiás, São Miguel do Passa Quatro, São Francisco de Goiás, Parauna, Jandaia, Indiara and Jaraguá. Soil chemical and physical characterizations were carried out...