Página 1 dos resultados de 1554 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

Host colonization differences between citrus and coffee isolates of Xylella fastidiosa in reciprocal inoculation; Diferenças em colonização do hospedeiro por isolados de Xylella fastidiosa de citros e cafeeiro em inoculações recíprocas

PRADO, Simone de Souza; LOPES, João Roberto Spotti; DEMÉTRIO, Clarice Garcia Borges; BORGATTO, Adriano Ferreti; ALMEIDA, Rodrigo Piacentini Paes de
Fonte: São Paulo - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: São Paulo - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
37.374666%
Citrus variegated chlorosis (CVC) and coffee stem atrophy (CSA) are important diseases in Brazil associated with closely-related strains of Xylella fastidiosa, but little is know about host aoverlappingnd importance of citrus and coffee as inoculum sources of these strains. In this study, reciprocal-inoculation experiments were performed to determine if CVC and CSA isolates are biologically similar within citrus and coffee plants. These two hosts were mechanically inoculated with a CVC and a CSA isolate of X. fastidiosa at four concentrations ranging between10³ and 10(9) colony forming units CFU mL-1. At two, four and eight months after inoculation, the infection efficiency and bacterial populations of the isolates in each host were determined by culturing. The CVC isolate infected both citrus and coffee plants, but developed lower populations in coffee. The CSA isolate did not colonize citrus. Inoculation of coffee plants with the CVC isolate resulted in low rates of infection and required an inoculum concentration ten-fold higher than that necessary to obtain a similar (25%) rate of infection in citrus. The relatively low infection rates and bacterial numbers of the CVC isolate in coffee plants compared with those observed in citrus suggest that coffee is not a suitable host to serve as a source of inoculum of the CVC strain for primary spread to citrus or within coffee plantations.; Clorose variegada dos citros (CVC) e atrofia dos ramos do cafeeiro (ARC) são doenças importantes no Brasil...

Eficiência de infecção e multiplicação de estirpes de Xylella fastidiosa de citros [Citrus sinensis (L.) Osbeck] e de cafeeiro (Coffea arabica L.) em inoculações cruzadas.; Infection efficiency and multiplication of citrus [Citrus sinensis (L.) Osbeck] and coffee (Coffea arabica L.) strains of Xylella fastidiosa in cross inoculations.

Prado, Simone de Souza
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/12/2003 Português
Relevância na Pesquisa
37.478818%
O trabalho teve por objetivo avaliar a capacidade de infecção e multiplicação de estirpes de Xylella fastidiosa de citros [Citrus sinensis (L.) Osbeck] e de cafeeiro (Coffea arabica L.) em inoculações cruzadas, para investigar a possibilidade de disseminação deste patógeno de pomares cítricos infectados para cafezais ou vice versa. As inoculações foram realizadas mecanicamente com um isolado (CCT6570) de X. fastidiosa proveniente de árvore cítrica com clorose variegada dos citros (CVC) e um isolado (CCT6756) de planta de café com sintomas de atrofia dos ramos do cafeeiro (ARC). Quatro concentrações de células de cada isolado, variando de 10 3 a 10 9 unidades formadoras de colônias (UFC) por mL, foram inoculadas por agulha em citros e cafeeiro, para determinação de curvas de titulação e doses efetivas para infecção em cada combinação estirpe/hospedeiro. As plantas foram avaliadas por “polymerase chain reaction” (PCR) e isolamento em meio de cultura quanto à infecção por X. fastidiosa e população bacteriana, após 0,5; 2; 4 e 8 meses da inoculação. A estirpe de cafeeiro (ARC) de X. fastidiosa não colonizou citros nas concentrações de inóculo testadas. A inoculação da estirpe de citros (CVC) em cafeeiro resultou em baixas taxas de infecção...

Doenças pós-colheita em citros: potencial do Lentinula edodes, Agaricus blazei, ácido jasmônico, albedo (Citrus sinensis var. Valência) e flavedo (Citrus aurantifolia var. Tahiti) no controle e na indução de resistência; Post-harvest citrus diseases: Potential of the Lentinula edodes, Agaricus blazei, jasmonic acid, mesocarp (Citrus sinensis var. Valência) and epicarp (Citrus aurantifolia var. Tahiti) in the control and in the resistance induction

Toffano, Leonardo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 24/01/2006 Português
Relevância na Pesquisa
37.297441%
O Brasil é considerado o maior produtor de citros e o maior exportador de suco de laranja. Doenças de pós-colheita representam uma grande perda na citricultura, sendo que para muitos frutos a serem exportados, existe uma exigência para que os mesmos estejam isentos de resíduos químicos. Em relação a alguns patógenos de importância em pós-colheita podemos destacar, Guignardia citricarpa (Mancha-pretados- citros), Penicillium digitatum (Bolor-verde) e Colletotrichum gloeosporioides (Antracnose). Dada a importância econômica que representa esse complexo de doenças dos frutos cítricos, tanto em termos de comprometimento da qualidade dos frutos, limitações às exportações e dificuldade de controle, a busca de alternativas adicionais que possam viabilizar a capacidade produtiva dos produtores e garantir a obtenção de frutos com excelentes padrões de qualidade torna-se imprescindível. Nesse contexto, pode-se inserir o emprego de medidas de controle alternativas que não englobam o controle químico clássico. Sob esse ponto de vista inclui-se o controle através do uso de agentes bióticos e abióticos e a indução de resistência em plantas. Portanto neste trabalho, foi estudada a viabilidade do controle de doenças pós-colheita em citros...

Caracterização do comportamento alimentar de Bucephalogonia xanthophis (Berg) (Hemiptera: Cicadellidae) em citros e suas implicações na transmissão de Xylella fastidosa; Characterization of feeding behavior of Bucephalogonia xanthophis (Berg) (Hemiptera: Cicadellidae) in citrus and its implications for transmission of Xylella fastidiosa

Miranda, Marcelo Pedreira de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 24/03/2008 Português
Relevância na Pesquisa
37.297441%
Xylella fastidiosa é uma bactéria limitada ao xilema de plantas, sendo transmitida principalmente por cigarrinhas da subfamília Cicadellinae (Hemiptera: Cicadellidae). No Brasil, é o agente causal da Clorose variegada dos citros (CVC), doença que afeta laranja-doce [Citrus sinensis (L.) Osbeck]. O objetivo deste trabalho foi caracterizar o comportamento alimentar da cicadelíneo vetor Bucephalogonia xanthophis (Berg) em citros e correlacionar suas atividades estiletares com a transmissão de X. fastidiosa. Inicialmente, testes de escolha e análises de excreção de honeydew foram realizadas para determinar os locais e períodos preferidos para alimentação em mudas de citros. B. xanthophis preferiu a haste dos ramos novos, na parte superior da muda. Esta cigarrinha ingeriu seiva do xilema e apresentou maior volume médio de excreção e maior percentual de indivíduos que excretaram durante a fotofase. Assim, estudou-se a penetração estiletar do vetor na haste de brotações cítricas, durante a fotofase, pela técnica de "Electrical Penetration Graph" (EPG, sistema DC). Os principais padrões de EPG foram correlacionados com análises histológicas e de "honeydew" para determinação da posição exata dos estiletes no tecido vegetal e atividades envolvidas. Seis padrões foram descritos: (S) secreção de bainha salivar e caminhamento dos estiletes através de células da epiderme ou parênquima; (R) estiletes inseridos na planta...

Avaliação da interação entre Methylobacterium spp. e citros; Evaluation of the interaction between Methylobacterium spp. and citrus

Bogas, Andréa Cristina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 09/08/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.34025%
A interação bactéria-planta é um processo complexo que envolve diversos fatores bióticos e abióticos, podendo resultar em interações neutras, benéficas ou patogênicas. O gênero Methylobacterium tem sido descrito como endófito em diferentes plantas hospedeiras, podendo beneficiá-las por meio da promoção de crescimento vegetal e do controle de fitopatógenos. Em citros, este endófito coloniza o mesmo nicho que patógenos, e, assim, muitas espécies desse gênero são interessantes candidatas ao controle simbiótico contra Xylella fastidiosa. É conhecido que o processo de interação Methylobacterium-bactéria é coordenado por genes cuja expressão é regulada pelo sistema Quorum Sensing (QS), o qual utiliza N-acil-homoserina lactonas (AHLs) como moléculas sinalizadoras, importantes, entre outras coisas, para a formação de biofilme, encontrado em muitas plantas como estratégia de colonização bacteriana. No entanto, os mecanismos envolvidos na interação Methylobacterium-planta são ainda pouco compreendidos. Dessa forma, o presente trabalho buscou estudar, de diferentes maneiras, a interação entre Methylobacterium spp. e citros, avaliando os efeitos dessas bactérias sobre o crescimento de plântulas e a variação da expressão gênica. Neste contexto...

Relações tritróficas: Variedades de Citros x Diaphorina citri Kuwayama, 1908 (Hemiptera: Psyllidae) x Tamarixia radiata (Waterson, 1922) (Hymenoptera: Eulophidae); Tritrophic Relationships: Citrus varieties x Diaphorina citri Kuwayama, 1908 (Hemiptera: Psyllidae) x Tamarixia radiata (Waterson, 1922) (Hymenoptera: Eulophidae)

Alves, Gustavo Rodrigues
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/01/2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.297441%
O objetivo do presente trabalho foi avaliar a influência de variedades comerciais de citros e de murta no desenvolvimento de Diaphorina citri Kuwayama, 1908 e a preferência do parasitoide Tamarixia radiata (Waterson, 1922) sobre o referido psilídeo, criado em diferentes variedades cítricas e na murta, por meio de estudos biológicos e comportamentais, para definir estratégias de controle da praga em programas de MIP em citros. Foram realizados testes de livre escolha e confinamento (sem chance de escolha) para avaliar o efeito de variedades de citros sobre a alimentação e fertilidade de D. citri, bem como a biologia da referida espécie de psilídeo em diferentes hospedeiros. Avaliou-se ainda o efeito da variedade de citros sobre o parasitismo de T. radiata, bem como sua biologia em D. citri criado em diferentes hospedeiros. Pode-se concluir que: D. citri preferiu ovipositar e se alimentar, em teste de livre escolha, em 'Natal', sendo que no teste de confinamento (sem chance de escolha) a oviposição foi semelhante em 'Natal', 'Valência' e 'Pêra'. Em ambos os tipos de teste, 'Hamlin' foi a menos adequada para D. citri. Com base nos demais parâmetros biológicos avaliados, a análise de agrupamento separou os hospedeiros em três grupos distintos...

Análise da ecologia alimentar de aranhas (Araneae) através da variação na abundância natural de isótopos estáveis em cultivos de citros no município de Gavião Peixoto - SP; Analysis of the feeding ecology of spiders (Araneae) through the variation in the natural abundance of stable isotopes at citrus orchards in the municipality of Gavião Peixoto - SP

Santi Júnior, Adelino de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/02/2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.34025%
O Brasil é o maior produtor mundial de citros, com aproximadamente 455 milhões de caixas por ano. No país os principais problemas da cultura estão relacionados a fitopatologias e ataques de fitófagos, que diminuem a produtividade e afetam os preços do produto no mercado. Nesse contexto, o controle desses insetos se faz necessário para que sejam evitadas perdas econômicas e produtivas. Assim, as aranhas surgem como potenciais agentes de controle, devido à estratégia trófica que adotam, sendo completamente dependentes da predação, auxiliando na regulação de espécies-praga em cultivos comerciais. O presente trabalho teve como finalidade lançar mão da análise dos isótopos estáveis 13C e 15N, para determinar as principais fontes de carbono e nível trófico das principais famílias e grupos de aranhas presentes em cultivos de citros no município de Gavião Peixoto - SP. Foram coletados 4.832 indivíduos, distribuídos em 17 famílias, das quais 12 eram comuns às duas áreas estudadas; as famílias foram classificas em sete guildas funcionais. Através análise dos isótopos 13C e 15N foi possível determinar o percentual de carbono dos citros presente na alimentação das principais famílias e grupos amostrados, além do nível trófico médio. Os resultados indicaram que as famílias diferem na dependência de teias alimentares baseadas nos citros. Além disso...

Sobrevivência, colonização, detecção e monitoramento de Colletotrichum acutatum em folhas de citros; Survival, colonization, detection and monitoring of Colletotrichum acutatum on citrus leaves

Pereira, Wagner Vicente
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/02/2014 Português
Relevância na Pesquisa
37.297441%
A migração da citricultura paulista das regiões norte e central para a região sudoeste, tem submetido a cultura à clima mais chuvoso e, consequentemente, à maior ocorrência da podridão floral dos citros (PFC). A PFC, cujo agente causal é C. acutatum, induz a abscisão de frutos jovens e pode causar perdas de 100%. Alguns componentes do monociclo dessa doença ainda encontram-se indefinidos. Os processos de sobrevivência e colonização têm sido sustentados por evidências oriundas de experimentos não conclusivos. Até o momento, os métodos de detecção não têm sido eficazes para detectar o patógeno em folhas assintomáticas de citros, além de não serem capazes de quantificá-lo. Diante dessas lacunas, esse trabalho buscou avaliar o período de sobrevivência do patógeno na superfície de folhas assintomáticas entre as floradas; verificar se o patógeno coloniza os tecidos das folhas de citros; estabelecer um método sensível para detecção e quantificação de C. acutatum e C. gloeosporioides na superfície foliar e; monitorar quantitativamente os patógenos em campos de produção de citros no Estado de São Paulo. A sobrevivência do patógeno foi avaliada em condições controladas, casa de vegetação e condições ambientais. Foi notado que o patógeno sobreviveu até sete meses em condições controladas...

Fosfito de potássio no controle de Phytophthora spp. em citros e faia e seu modo de ação; Potassium phosphite in the control of Phytophthora spp. in citrus and beech plants and its mode of action

Rezende, Dalilla Carvalho
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 29/01/2015 Português
Relevância na Pesquisa
37.34025%
A citricultura brasileira ocupa lugar de destaque no agronegócio nacional, sendo o país o maior produtor de laranja e suco de laranja do mundo. A faia (Fagus sylvatica) é uma das principais espécies das florestas na Europa, sendo usada como ornamental e por possui alto valor econômico devido à produção de madeira. Um dos principais entraves no cultivo dessas espécies é a ocorrência de doenças principalmente as causadas por espécies de Phytophthora que além de causar grandes prejuízos, os métodos de controle são difíceis e onerosos. Existem trabalhos na literatura que apontam os fosfitos como alternativa sustentável, eficaz e economicamente viável para o controle de doenças causadas por oomicetos. Entretanto, o Comitê de Ação a Resistência à Fungicidas (FRAC) classifica os fosfitos, como produtos com ingrediente ativo sem mecanismo de ação definido. Neste contexto, este trabalho teve como objetivo avaliar o produto comercial à base de fosfito de potássio, Phytogard® no controle das doenças causadas por Phytophthora nicotianae em citros e Phytophthora plurivora em faia, bem como avaliar através de análises bioquímicas se esse produto induz resistência em plântulas de citros. Além disso, foram realizados estudos in vitro para avaliar o efeito direto do Phytogard® sobre o desenvolvimento de P. nicotianae e P. plurivora e verificar os possíveis mecanismos de ação desse produto sobre esses patógenos. Foram utilizadas plântulas de citros e faia que foram aspergidas com diferentes concentrações de Phytogard® e...

Estudo do controle biológico dos nematóides dos citros no Estado de São Paulo

Martinelli, Paulo Roberto Pala
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xiii, 107 f. : il.
Português
Relevância na Pesquisa
37.297441%
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Agronomia (Produção Vegetal) - FCAV; Embora numerosas espécies de fitonematóides já tenham sido encontradas em pomares de citros em todo o mundo, poucas são consideradas pragaschave da cultura. No Brasil, apenas o nematóide dos citros (Tylenchulus semipenetrans Cobb) e o nematóide das lesões radiculares dos citros (Pratylenchus jaehni Inserra et al.) detêm esse status. Entre esses, T. semipenetrans é o mais distribuído, enquanto P. jaehni é o mais agressivo. Essa praga já foi encontrada em pomares de mais de 30 municípios paulistas, dois mineiros e três paranaenses. O objetivo deste estudo foi isolar, identificar, documentar ao microscópio fotônico e eletrônico de varredura e avaliar a eficácia de fungos nematófagos para o controle biológico dos nematóides dos citros (P. jaehni e T. semipenetrans). Foram analisadas 38 amostras coletadas em pomares de citros de municípios paulistas e goiano no Laboratório de Nematologia da UNESP/FCAV, Câmpus de Jaboticabal-SP. Dessas amostras, foram isolados Arthrobotrys robusta de 23,7% das amostras, A. musiformis de 18...

Diversidade de ácaros em cultivo orgânico de citros e na vegetação natural circundante, e perspectivas para a criação massal de Iphiseiodes zuluagai (Acari: Phytoseiidae)

Albuquerque, Fábio Aquino de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: iv, 108 f. : il.
Português
Relevância na Pesquisa
37.374666%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Agronomia (Entomologia Agrícola) - FCAV; O Brasil é o maior produtor de citros no mundo e o maior exportador de suco concentrado de laranja. São Paulo é o maior estado produtor no país, com 80% da produção nacional. Dentre os grandes entraves para a exportação de frutas frescas estão os problemas sanitários, que impedem que a laranja seja exportada em maior quantidade e para um maior número de países. O ácaro da leprose dos citros, Brevipalpus phoenicis (Geijskes) e da falsa ferrugem Phyllocoptruta oleivora (Ashmead), figuram como alguns dos principais problemas sanitários desta cultura. O primeiro é mais importante por ser transmissor do vírus causador da doença. Dentre os ácaros predadores considerados eficientes contra B. phoenicis, destaca-se Iphiseiodes zuluagai Denmark & Muma. O uso de plantas de cobertura poderiam beneficiar os inimigos naturais dos ácaros que danificam os citros. A vegetação natural próxima ao pomar poderia servir como reservatório de inimigos naturais de diversas pragas dos citros. O objetivo deste trabalho foi avaliar a diversidade de ácaros em um cultivo orgânico de citros, na vegetação natural próxima e em plantas comumente usadas como cobertura verde...

Atividade de acaricidas sobre o Ácaro-da-leprose, Brevipalpus phoenicis (Geijskes) (Acari: Tenuipalpidae) e sobre artrópodes benéficos na cultura dos citros

Celoto, Fernando Juari
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 127 f. : il., fots. (algumas color.)
Português
Relevância na Pesquisa
37.297441%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Agronomia - FEIS; A cultura dos citros é uma das principais atividades do agronegócio brasileiro, gerando divisas na ordem de US$ 2,3 bilhões com geração de aproximadamente 400 mil empregos diretos. Nas últimas décadas a citricultura brasileira apresentou um cenário evolutivo ascendente quanto à ocupação territorial e produtividade, posicionando-se como a maior citricultura do mundo. Entretanto os desafios fitossanitários são enormes e a introdução de novas pragas e doenças é freqüente em citros. Dentre os problemas fitossanitários, a leprosedos- citros, transmitida pelo ácaro Brevipalpus phoenicis (Geijskes) (Acari: Tenuipalpidae) é ainda uma das mais sérias, considerando o custo de controle que pode atingir 24% do custo total e pode ocasionar perdas de 35 a 70% na produção. A leprose é uma das poucas doenças virais cujo controle é feito com sucesso pelo do controle químico do vetor. Para que o controle químico seja menos impactante e a necessidade do uso de acaricidas reduzida, a seletividade dos defensivos agrícolas aos inimigos naturais das pragas é de grande importância. Neste contexto um novo acaricida foi introduzido para uso no manejo do ácaroda- leprose dos citros. Trata-se de uma nova molécula de nome comum etoxazol...

Desenvolvimento de um modelo para previsão de ocorrência do bicho-furão-dos-citros, Ecdytolopha aurantiana (Lima) (Lepidoptera: Tortricidae

Reis Jr.,Ronaldo; Parra,José R.P.; Bento,José M.S.
Fonte: Sociedade Entomológica do Brasil Publicador: Sociedade Entomológica do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2005 Português
Relevância na Pesquisa
37.34025%
O presente trabalho teve como objetivo desenvolver um modelo para previsão de ocorrência do bicho-furão-dos-citros, Ecdytolopha aurantiana (Lima). Para tanto, 553 áreas localizadas em 17 fazendas do estado de São Paulo foram monitoradas por meio de armadilhas com feromônio sexual de E. aurantiana durante um ano. O tipo de solo, temperatura mensal média do local, variedade de citros, idade das plantas e uso de agroquímicos para o controle de E. aurantiana, foram utilizados como variáveis para cada área mencionada. A maior influência sobre a flutuação populacional do bicho-furão-dos-citros foi exercida pelo tipo de solo, seguido pela temperatura mensal média do local, variedade de citros, idade das plantas e uso de agroquímicos. A ocorrência de E. aurantiana em função da temperatura foi diferente para cada combinação de tipo de solo, variedade de citros, idade das plantas e uso de agroquímicos. O modelo desenvolvido pode prever o potencial de ocorrência de E. aurantiana em função da temperatura ou dos meses do ano, levando-se em consideração o tipo de solo, variedade de citros, idade das plantas e aplicação de agroquímicos. O programa (BF) elaborado na linguagem R conta com equações para simular as diversas situações de ocorrência de E. aurantiana. O modelo de previsão de ocorrência de bicho-furão pode ser aperfeiçoado com a coleta de dados mais regulares e de forma contínua.

Métodos alternativos de produção de mudas cítricas em recipientes na prevenção da morte súbita dos citros.; Alternative production methods of containergrown citrus nursery trees related to prevention of citrus sudden death disease.

Girardi, Eduardo Augusto
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/05/2005 Português
Relevância na Pesquisa
37.297441%
A Morte Súbita dos Citros (MSC) é uma nova doença que afeta a citricultura paulista, podendo levar à morte de milhões de plantas cítricas enxertadas sobre limão 'Cravo' (Citrus limonia Osbeck), com um impacto comparável ao do vírus da Tristeza dos Citros durante as décadas de 30 e 40. Técnicas alternativas na propagação dos citros podem contornar os efeitos da MSC, seja diretamente, pela produção de subenxertos tolerantes, ou indiretamente, pelo emprego de estaquia de citros e interenxertia em combinações copa/porta-enxerto incompatíveis, mas sobre porta-enxertos tolerantes à MSC. O presente trabalho visou avaliar diferentes métodos de produção de mudas cítricas em recipientes que proporcionem possível prevenção futura das plantas à MSC em condições de campo, através de três experimentos. 1) desenvolvimento de onze porta-enxertos para fins de subenxertia, em diferentes recipientes. Os recipientes usados foram tubetes de 290 mL, sacolas de 1,7L e porta-enxertos transplantados de tubetes de 75mL para sacolas de 1,7L e 4,5L; 2) viabilização de produção de mudas de laranja 'Pêra' (Citrus sinensis L. Osbeck) sobre porta-enxertos citrumelo 'Swingle' (Poncirus trifoliata x Citrus paradisi) e limão 'Volkameriano' (Citrus volkameriana Pasquale)...

Uso do DRIS na avaliação do estado nutricional de plantas cítricas afetadas pela clorose variegada dos citros.; Use of DRIS to evaluate nutritional status of citric plants affected by citrus variegated chlorosis.

Salvo, Juliano Gullo de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/02/2002 Português
Relevância na Pesquisa
37.297441%
Dentre os diversos fatores que afetam a produção e qualidade de frutos em plantas cítricas, os fatores fitossanitários destacam-se pela grande importância. Entre as diversas doenças que afetam a cultura dos citros, a Clorose Variegada dos Citros (CVC) é uma das mais severas e destrutivas, provocando tanto perdas em produção quanto em qualidade. Pelo fato desta doença ser causada por uma bactéria que se aloja no xilema, toda a dinâmica da água e nutrientes é afetada, resultando em uma série de sintomas visuais em diferentes graus. Buscou-se avaliar o estado nutricional de plantas cítricas sem sintomas vis uais de CVC e, com sintomas em diferentes níveis, através do Critério de Faixas de Suficiência, tradicionalmente utilizado na Citricultura Paulista e, através do Sistema Integrado de Diagnose e Recomendação, denominado pela sigla DRIS. O estudo foi realizado em pomares comerciais de laranjeira 'Pera' enxertada em limão 'Cravo', com sete anos de idade, no município de Araraquara – SP. Foram selecionadas em dois talhões, plantas com três níveis de CVC e plantas sem sintomas visuais, determinando-se os teores dos macronutrientes (N, P, K, Ca, Mg, S) e dos micronutrientes (B, Cu, Fe, Mn e Zn) em folhas de ramos frutíferos...

Transformação de Xylella fastidiosa com GFP, colonização em citros e implementação do sistema de dieta artificial para o inseto vetor : novas abordagens no estudo do patossistema CVC; Xylella fastidiosa GFP transformation, its colonization process in citrus and implementation of artificial diet system for insect vector : new approaches in the study of CVC pathosystem

Bárbara Caroline Niza Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 22/08/2014 Português
Relevância na Pesquisa
37.297441%
A citricultura brasileira é um importante setor para a economia do país, contribuindo com superávits comerciais e geração de empregos, entretanto, o setor passa por uma grave crise econômica em decorrência do alto custo de produção e do baixo valor pago pela caixa de laranja no Brasil. O principal motivo do alto custo de produção é a alta incidência de pragas e doenças que atingem essa cultura. Dentre as doenças, a Clorose Variegada do Citros (CVC) causada pela bactéria Xylella fastidiosa e transmitida a seus hospedeiros por cigarrinhas vetoras, é a que até hoje causou mais danos à citricultura brasileira. O mecanismo de patogenicidade da X. fastidiosa permanece não conclusivo porém a hipótese mais aceita está relacionada à facilidade da bactéria em colonizar o hospedeiro, ou seja, em se movimentar e multiplicar dentro dos vasos do xilema da planta infectada, seguido da formação do biofilme. O conhecimento da doença bem como das interações planta-patógeno e vetor-patógeno estão muito avançados para a doença de Pierce (PD), doença causada pela X. fastidiosa em videiras nos Estados Unidos. Esse avanço no conhecimento para PD ocorreu principalmente devido à obtenção de estirpes geneticamente modificadas da bactéria...

POLPA DE CITROS E DE MILHO E A PRODUÇÃO DE ÁCIDOS GRAXOS VOLÁTEIS NO RÚMEN

Rocha Filho,Ruben Ramos; Machado,Paulo Fernando; D'Arce,Raul Dantas; Francisco Jr.,Jóse Carlos
Fonte: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" Publicador: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1999 Português
Relevância na Pesquisa
37.34025%
Com o objetivo de avaliar os efeitos da polpa de citros e do milho sobre as condições ruminais, estes alimentos substituíram parte da silagem de milho em rações para vacas leiteiras em lactação. Foram utilizadas 4 vacas holandesas providas de cânula ruminal, 5 períodos e 5 dietas experimentais em um delineamento estatístico em Quadrado Latino Incompleto. Amostras de fluido ruminal foram coletadas 0, 2, 4, 6, 8 e 24 horas após a alimentação para determinação de ácidos graxos voláteis. A produção de ácido acético foi maior (p<0,05) para a dieta que continha maior proporção de polpa de citros do que a dieta onde o milho foi incluído. A inclusão de milho associado com a polpa de citros aumentou (p<0,05) a produção de ácido propiônico. A produção de ácido butírico foi maior (p<0,05) para a ração com 23% de polpa de citros do que para as rações com 12% de polpa ou 23% de milho. As menores relações acetato/propionato (p<0,05) foram observadas quando o milho foi incluído na dieta, isolado ou associado com a polpa. As quantidades de ácidos graxos voláteis totais não foram significativamente diferentes entre os tratamentos (p>0,05). Nestas condições experimentais os resultados sugerem que a polpa de citros pode ser utilizada em substituição ao volumoso causando alterações desejáveis nas condições ruminais. Os efeitos do milho sobre o padrão de fermentação ruminal são característicos de um alimento concentrado. A associação do milho com a polpa de citros é uma alternativa para minimizar estes efeitos.

Bioatividade de extratos vegetais no controle de pulgão preto Toxoptera citricida Kirk.,1907 (Hemiptera: Aphididae) na cultura dos citros e sobrevivência de joaninhas e abelhas.

Silva, Marcos Paulo Leite da
Fonte: Universidade Federal do Recôncavo da Bahia Publicador: Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
Português
Relevância na Pesquisa
37.297441%
A utilização de extratos vegetais tem sido uma alternativa na substituição aos inseticidas químicos que ao longo do tempo tem causado diversos desequilíbrios ao meio ambiente e à saúde humana. O presente trabalho objetivou avaliar a bioatividade de extratos vegetais no controle do pulgão preto dos citros e a seletividade sobre os inimigos naturais e insetos benéficos utilizando três formas de extração. Folhas e galhos contendo os pulgões coletados no campo foram amarrados nas mudas para que ocorresse a infestação artificial de forma tal que a transferência do inseto-praga ocorresse de forma gradual e sem causar danos ao seu aparelho bucal ou qualquer tipo de estresse. Para o preparo dos extratos aquosos foram utilizados rizomas, folhas e frutos in natura das plantas. Utilizou-se balança com capacidade de até 500 g para pesagem das partes das plantas e um liquidificador doméstico contendo volume determinado de água destilada para facilitar a trituração e, posteriormente, filtragem do material por meio de tecido tipo voil. As partes in natura das plantas foram pesadas e depositadas em becker coberto com papel alumínio e vedado com uma placa de Petri visando reter o vapor e, dessa forma, impedir a perda do princípio ativo...

Fungos micorrízicos arbusculares em porta-enxertos de citros.

Nunes, Maiara de Souza
Fonte: Universidade Federal do Recôncavo da Bahia Publicador: Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
Português
Relevância na Pesquisa
37.34025%
O trabalho teve por objetivo estudar a dependência micorrízica de portaenxertos de citros tradicionalmente utilizados nos pomares cítricos e de híbridos obtidos pelo Programa de Melhoramento Genético de Citros da Embrapa Mandioca e Fruticultura, em Cruz das Almas, Bahia, selecionados por apresentarem características importantes de adaptação ao ecossistema de Tabuleiros Costeiros, com ênfase na tolerância à seca e ao alumínio. Avaliou-se também, em campo, a colonização micorrízica de híbridos selecionados como promissores e de portaenxertos tradicionais, oriundos do Banco Ativo de Germoplasma de Citros da Embrapa Mandioca e Fruticultura. Raízes finas foram coletadas, em novembro de 2002 e em julho de 2003, em pomares de plantas enxertadas com laranjeira ‘Pêra’ e de pés francos. A dependência micorrízica foi determinada para os porta-enxertos HTR 051, ‘Sunki’ x Poncirus trifoliata seleção English 264, ‘Cleópatra’ x citrange ‘Carrizo 226’ (Citrus sinensis x P. trifoliata), limoeiro ‘Cravo’ (C. limonia Osbeck) e tangerineira ‘Cleópatra’ (C. reshni Hort. ex Tan.), inoculados com diferentes espécies de fungos micorrízicos arbusculares. Todos os porta-enxertos de citros apresentaram porcentagens elevadas de colonização micorrízica...

Diferenças em colonização do hospedeiro por isolados de Xylella fastidiosa de citros e cafeeiro em inoculações recíprocas; Host colonization differences between citrus and coffee isolates of Xylella fastidiosa in reciprocal inoculation

Prado, Simone de Souza; Lopes, João Roberto Spotti; Demétrio, Clarice Garcia Borges; Borgatto, Adriano Ferreti; Almeida, Rodrigo Piacentini Paes de
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2008 Português
Relevância na Pesquisa
37.374666%
Citrus variegated chlorosis (CVC) and coffee stem atrophy (CSA) are important diseases in Brazil associated with closely-related strains of Xylella fastidiosa, but little is know about host aoverlappingnd importance of citrus and coffee as inoculum sources of these strains. In this study, reciprocal-inoculation experiments were performed to determine if CVC and CSA isolates are biologically similar within citrus and coffee plants. These two hosts were mechanically inoculated with a CVC and a CSA isolate of X. fastidiosa at four concentrations ranging between10³ and 10(9) colony forming units CFU mL-1. At two, four and eight months after inoculation, the infection efficiency and bacterial populations of the isolates in each host were determined by culturing. The CVC isolate infected both citrus and coffee plants, but developed lower populations in coffee. The CSA isolate did not colonize citrus. Inoculation of coffee plants with the CVC isolate resulted in low rates of infection and required an inoculum concentration ten-fold higher than that necessary to obtain a similar (25%) rate of infection in citrus. The relatively low infection rates and bacterial numbers of the CVC isolate in coffee plants compared with those observed in citrus suggest that coffee is not a suitable host to serve as a source of inoculum of the CVC strain for primary spread to citrus or within coffee plantations.; Clorose variegada dos citros (CVC) e atrofia dos ramos do cafeeiro (ARC) são doenças importantes no Brasil...