Página 1 dos resultados de 109 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Família e ensino secundário: a colaboração e participação nas escolas do ensino público da Região Autónoma da Madeira

Freitas, Paula Victória Nieves de
Fonte: Universidade da Madeira Publicador: Universidade da Madeira
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 26/03/2013 Português
Relevância na Pesquisa
58.721865%
Hoje em dia é cada vez mais frequente ouvir falar na necessidade de uma maior aproximação entre as Famílias, a Escola e a Comunidade, pois são as três entidades que estão presentes, não só, durante as primeiras aprendizagens, mas também durante grande parte da vida do indivíduo. Sabemos que neste mundo globalizado, no qual as mudanças acontecem a todo o momento, cada vez mais competitivo, as famílias têm visto o seu tempo com as crianças ser reduzido de dia para dia, facto este que tem feito com que esta entidade se veja, quase, na obrigação de entregar os seus “meninos” às escolas, lhes delegando certas responsabilidades. É, por isso, premente e necessário conhecer a realidade em que se vive, e explorar os factores que estão envolvidos nesta problemática, de modo a criar condições para que exista a possibilidade de criar e desenvolver novas estratégias para atrair os pais à escola. É também importante desmistificar esta relação para que os receios de ambas as entidades, face à participação e envolvimento, sejam superados. O presente trabalho será desenvolvido na rede de escolas públicas da Região Autónoma da Madeira, distribuídas pelos vários concelhos e, vai incidir sobre o Ensino Secundário. A finalidade primordial é a de conhecer a realidade da participação no Ensino Secundário nas escolas da RAM...

O envolvimento parental no Ensino Secundário: perceções de pais e diretores de turma em duas escolas da RAM

Branco, Susana Lurdes Jardim
Fonte: Universidade da Madeira Publicador: Universidade da Madeira
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 04/07/2013 Português
Relevância na Pesquisa
48.11615%
Este estudo ambiciona compreender a relação família – escola, nomeadamente o envolvimento parental no secundário. Compreender esta relação implica recorrer a toda a complexidade do sistema educativo, compreender simultaneamente a relação escola – sociedade e repensar a própria definição de escola, o que passa por entender todos os envolvidos. Joyce Epstein (1995, 2001) propôs um conceito de envolvimento parental que engloba diferentes componentes que facilitam a compreensão desta temática. Este modelo objetiva envolver os pais, encarregados de educação, ou outros parceiros familiares no contexto escolar e familiar. A inexistência de estudos realizados nesta área relativamente ao ensino secundário tem vindo a declarar-se uma lacuna, uma vez que também nos anos de escolaridade mais avançados é crucial uma colaboração efetiva entre pais e professores, onde estes são os principais responsáveis pela motivação e orientação de um maior envolvimento parental, daí a pertinência desta investigação cujos objetivos centram-se na compreensão do envolvimento parental ao nível do ensino secundário, nomeadamente no que respeita às perceções dos diretores de turma e dos encarregados de educação, junto de uma amostra de 125 sujeitos de duas escolas públicas do ensino secundário da RAM. Este tipo de investigação quantitativa recorre a uma adaptação do Questionário de Envolvimento Parental na Escola desenvolvido por Ana Isabel Pereira(2002) de forma a ser utilizado em níveis de escolaridade superiores. Os resultados obtidos evidenciam que os pais possuem uma perceção de maior envolvimento quando comparado às perceções dos diretores de turma. Também características pessoais dos envolvidos (experiência profissional dos docentes...

Perceção das educadoras de infância sobre a relação escola/família: um estudo no ensino pré-escolar na RAM

Santos, Carminda da Conceição Baptista de Sousa
Fonte: Universidade da Madeira Publicador: Universidade da Madeira
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /09/2013 Português
Relevância na Pesquisa
48.48491%
A presente tese no âmbito do Curso de Mestrado em Psicologia da Educação da Universidade da Madeira, pretende analisar a perceção dos educadores de infância de algumas unidades de préescolar da Região Autónoma da Madeira sobre a relação escola-família. Esta relação recíproca, que cada docente estabelece com as famílias das suas crianças, é o pilar de todo um processo comunicacional entre dois sistemas (familiar e educativo), que não só se complementam como são interdependentes. Partindo deste pressuposto, surgiu a nossa questão de investigação na medida em que a relação escola-família apresenta ainda algumas debilidades e os intervenientes parecem não maximizar todas as potencialidades desta colaboração. O presente estudo pretende assim, conhecer e compreender a perceção e as representações dos educadores de infância sobre o modo como é planificada e concretizada a relação família-escola. Tendo em conta a problemática atrás explicitada, consideramos a recolha de crenças e perceções sobre esta temática, junto dos Educadores, fundamental para a aquisição de informação proveitosa e pertinente. Assim, definimos como objetivos basilares deste projeto, recolher, analisar e compreender as perceções das educadoras de infância sobre a relação escola-família assim como identificar a importância da utilização de estratégias adequadas que favoreçam e consolidem as relações entre estas duas instituições.

Dislexia e família: estudo exploratório no concelho de Cantanhede

Gaspar, Maria da Conceição Ferreira
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
48.209785%
Este projecto de investigação constitui uma abordagem à problemática da dislexia em contexto familiar. Inicia-se com uma abordagem geral da dislexia (conceito, etiologia, tipos, características…) e da leitura e escrita. De seguida, aborda especificamente a temática dislexia e família: reacções dos pais perante um filho disléxico; necessidades e apoios para pais de crianças disléxicas; coordenadas gerais do processo de reeducação; envolvimento dos pais na superação das dificuldades da leitura e da escrita; e a comunicação entre os pais e a escola. O estudo empírico possui como objectivos: identificar, na perspectiva dos pais e através do recurso a uma anamnese, antecedentes pessoais, familiares e educativos de crianças e jovens com dislexia; caracterizar, na óptica dos pais, e com recurso a um questionário, o funcionamento do filho quer em domínios nucleares do quadro em questão (leitura e escrita), quer em domínios com ele relacionados (por exemplo, a linguagem oral, o raciocínio, a psicomotricidade); identificar e avaliar, segundo os pais, com recurso a uma entrevista, as dificuldades na aprendizagem da leitura e escrita, apoios oferecidos pela escola, as formas de colaboração casa/escola, bem como circunscrever perspectivas futuras para o filho. Centra-se num grupo de encarregados de educação de 35 crianças disléxicas em dois agrupamentos de escolas do Concelho de Cantanhede: o Agrupamento de Escolas Finisterra e o Agrupamento de Escolas de Cantanhede. De entre as conclusões...

Formando o cidadão desde o jardim-de-infância : o contributo das práticas de avaliação das aprendizagens dos educadores de infância em colaboração com a família

Leal, Rita Alexandra Bettencourt
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
39.039067%
Tese de Doutoramento apresentada à Universidade de Aveiro para otenção do grau de Doutor em Didáctica e Formação.; A presente investigação procura compreender o fenómeno complexo e dinâmico que é a avaliação das aprendizagens das crianças em colaboração com a família na Educação Pré-Escolar (EPE) como forma de potenciar o desenvolvimento de competências pelas crianças. Assim, e recorrendo a um estudo de caso com uma componente de investigação-acção, pretende-se (i) compreender as concepções e práticas de avaliação de aprendizagens na EPE desenvolvidas por um grupo de educadores de uma Instituição Privada de Solidariedade Social da região centro do país e (ii) potenciar, através de formação em contexto que contemple o desenvolvimento de estratégias inerentes a uma avaliação das aprendizagens em colaboração com a família das crianças, o desenvolvimento profissional dos educadores de infância neste âmbito, proporcionando experiências educativas que levem as crianças a desenvolver um conjunto de competências inerentes à nova natureza dos saberes básicos de todos os cidadãos do séc. XXI. Tomando como ideias base da investigação a concepção (i) da criança enquanto cidadão (Prout...

Relações entre a escola e a família no contexto da inclusão escolar : impasses e importâncias a partir das produções acadêmico-científicas

Bitelo, Michele de Lima
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
48.48491%
A presente pesquisa aborda as relações entre a escola e a família como ponto de apoio aos processos de inclusão escolar, considerando a recente produção acadêmico-científica. Trata-se de um estudo teórico, realizado a partir das teses e dissertações disponibilizadas no Portal da Capes e dos artigos veiculados no sítio da Anped, nas áreas da Educação Especial e da Psicologia da Educação. No período entre 2006 e 2011, foram identificados 18 documentos: cinco artigos, seis teses de doutorado e sete dissertações de mestrado. A análise permite identificar que são poucas e recentes as pesquisas e publicações. Os estudos são predominantemente qualitativos, e os campos temáticos com maior incidência envolvem as expectativas, os dilemas e os enfrentamentos da família em relação ao processo de inclusão escolar; as representações de professores sobre a participação dos familiares na escola; e os programas e ações voltados para a parceria entre escola e família. A despeito da importância desta relação, afirmada por todos os autores, a colaboração entre escola e família causa estranhamento e resistência. Apesar do tensionamento, esse laço é considerado fulcral. Aposta-se em novas formas de envolvimento e comunicação...

Comunicação e envolvimento: possibilidades de interconexões entre família-escola?

Marcondes, Keila Hellen Barbato; Sigolo, Silvia Regina Ricco Lucato
Fonte: Universidade de São Paulo (USP), Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo (USP), Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 91-99
Português
Relevância na Pesquisa
48.51742%
Família e escola são considerados contextos primordiais para o desenvolvimento humano, sendo desejável que haja um elo adequado entre esses espaços. Pautado nessa premissa, este artigo objetiva analisar as relações estabelecidas entre a escola e a família de crianças com baixo rendimento escolar, salientando que a escola pesquisada adota o regime de progressão continuada. O referencial teórico do estudo foi a perspectiva bioecológica de Bronfenbrenner. Participaram da pesquisa seis crianças, seus respectivos responsáveis e professoras. A coleta de dados consistiu de entrevistas semiestruturadas e observações. Os dados foram coligidos em duas categorias: envolvimento e comunicação. Embora os resultados destaquem a comunicação como principal veículo de trocas entre os dois contextos, essa necessita ser aprimorada. A família e a escola compreendem que devem trabalhar em colaboração, mas tal relação precisa ser reconstruída, pois se mostra assimétrica e repleta de preconceitos.; La familia y la escuela son consideradas dos contextos primordiales para el desarrollo humano y es deseable que haya un enlace adecuado entre esos dos ambientes. Partiendo de esa premisa, el objetivo de este estudio es analizar las relaciones establecidas entre la escuela y la familia de niños con bajo rendimiento escolar dentro de un contexto que adopta la progresión continua. La perspectiva bioecológica de Bronfenbrenner es el referencial teórico utilizado en este estudio. Participaron de la encuesta seis niños...

A colaboração entre a família de crianças com necessidades educativas especiais e a escola: perceções de pais e de educadores de infância/professores do 1º ciclo

Ribeiro, Joana Maria de Magalhães
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /09/2012 Português
Relevância na Pesquisa
39.37207%
O presente estudo pretende analisar como se processa a colaboração entre família de crianças com necessidades educativas especiais e a escola, bem como os sentidos que atribuem a essa colaboração. A investigação parte da identificação dos conceitos centrais que emergem da colaboração sustentada em referenciais teóricos de investigadores e pedagogos que se têm debruçado nas temáticas do envolvimento parental em geral e do envolvimento parental na especificidade das situações de pais com crianças com necessidades educativas especiais (NEE). Neste sentido adotou-se como objetivos tentar percecionar e compreender o quando e o como colaboram a família e a escola bem como as motivações que as levam a estabelecer e a manter uma relação entre os pais de crianças com NEE e os professores/educadores. Para cumprir os objetivos procedeu-se a um estudo de natureza quantitativa, utilizando como instrumento de recolha de dados dois questionários diferentes: um para os pais de crianças com necessidades educativas especiais e outro para professores do 1º ciclo e educadores de infância. A partir do tratamento dos dados, verificou-se que a colaboração existe, embora de formas muito variadas e que a opinião de pais e professores sobre as modalidades de colaboração varia. Em conclusão e de modo geral podemos referir que a problemática da colaboração entre família e a escola...

A família, a escola e a criança com trissomia 21

Correia, Ricardo Nuno Oliveira
Fonte: Repositório Comum de Portugal Publicador: Repositório Comum de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /03/2013 Português
Relevância na Pesquisa
48.209785%
Para que as crianças com T21 se sintam incluídas na escola, para desenvolvam a autonomia e a independência para que alcancem uma melhoria na qualidade de vida, é fundamental que se estabeleça com a escola uma relação de colaboração, cooperação e trabalho de equipa. Com o presente estudo, através da revisão de literatura, da análise de um questionário realizado aos professores dos vários níveis de ensino, da análise e discussão dos resultados, pretende-se averiguar se os professores estão conscientes da importância da família para o desenvolvimento da criança com T21. Pretende-se ainda sensibilizar os professores para a importância desta relação entre as duas instituições para que atinjam objetivos comuns, baseando-se na convicção da importância da partilha de responsabilidades.

Comunicação com a família do doente cirúrgico programado adulto no período intraoperatório

Carregoso, João Faria Mendes
Fonte: Instituto Politecnico de Setúbal. Escola Superior de Saúde Publicador: Instituto Politecnico de Setúbal. Escola Superior de Saúde
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /01/2015 Português
Relevância na Pesquisa
48.016914%
Relatório de estágio de Mestrado em Enfermagem Perioperatória,apresentado para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Enfermagem Perioperatória; A Comunicação dos enfermeiros perioperatórios com a família/pessoas significativas de doentes adultos sujeitos a cirurgia programada, durante o período intra-operatório, reduz a sua ansiedade? Com o objectivo de responder a esta pergunta efectuámos uma revisão aprofundada da literatura em fontes primárias. Os achados que resultaram desta revisão científica da literatura mostraram-nos que o período de espera, para os familiares, pode ser um período gerador de níveis de ansiedade elevados. Esta revisão também confirmou aquilo que sentimos na prática clínica, e que levou a que escolhêssemos este tema: os enfermeiros podem ter um papel muito importante nesta fase, diminuindo a ansiedade, evitando potenciais crises, restabelecendo o equilíbrio e aumentando a satisfação dos familiares dos doentes operados e dos próprios doentes uma vez que o envolvimento da família nos cuidados aumenta a colaboração do doente; promove a adaptação do doente à doença; diminui a ansiedade da família; aumenta a satisfação da família relativa aos cuidados prestados; e promove uma atitude positiva em relação à hospitalização.Esta é...

Um novo olhar sobre a colaboração escola/família

Teixeira, Ana Cristina Martins João
Fonte: Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti Publicador: Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Português
Relevância na Pesquisa
49.207734%
43 f.; O tema de investigação enquadra-se no novo paradigma das relações entre a escola e a família, isto é, na necessidade que hoje, a escola, tem em dar resposta às novas exigências sociais, através de uma maior cooperação entre estas duas instituições, promovendo uma verdadeira comunidade educativa. Nesta perspectiva, pretende-se, através de um estudo de caso caracterizar as relações existentes numa escola, e, através dos participantes no projecto, apontar novos caminhos para uma maior e melhor colaboração. Pacheco (2007:165) defende que “os professores são pessoas – chave em relação ao desenvolvimento de relações entre os pares, pois eles têm acesso a todos os pais”, enquanto que, estes, “conhecem os seus filhos melhor do que qualquer outra pessoa e possuem informações que podem ter uma influência fundamental na sua educação”. É, portanto, importante assegurar a continuidade necessária, tanto académica como socialmente, com regularidade. Segundo o mesmo autor, é de vital importância que todas as escolas intensifiquem a colaboração entre”o lar e a escola”. Tomando como referencial a melhoria da qualidade do sistema educativo, sustentada pela ideia de partilha – serão apresentadas algumas questões iniciais que estão associadas à reflexão sobre a temática escolhida. Quais os contactos existentes entre a escola e a família? Os pais consideram suficientes as informações que a escola dá? Há grupos de pais difíceis de alcançar? O que esperam os pais da escola? Como aproximar os pais da escola? Com base nestas questões iniciais que atravessam todo este estudo...

Escola - Familia: a educação em rede

Graça, Anabela Fernandes da
Fonte: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas Publicador: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 06/07/2012 Português
Relevância na Pesquisa
49.109873%
Dissertação de Mestrado em Administração Pública na especialidade de Administração da Educação; O presente estudo enquadra-se na análise das relações entre a escola e a família, utilizando as parcerias educativas como promoção de uma cultura de maior participação, na busca de respostas às novas exigências sociais. Alguns estudos têm demonstrado as vantagens da colaboração entre escola-família-comunidade. Nesta perspetiva, pretende-se descrever as relações existentes e, através da participação dos intervenientes, equacionar modelos que caracterizem uma melhor colaboração. O trabalho em rede envolve a noção de parceria, a ação de todos os atores promove um melhor conhecimento da realidade e dos saberes. Todavia, colocam-se elementos críticos que nos propomos analisar: o tipo de colaboração, a comunicação, a coordenação horizontal e a vertical. A investigação desenvolve-se num contexto educativo, seguindo uma abordagem qualitativa – estudo de caso. Foi realizada em 2010/2011, numa escola secundária, utilizando como instrumentos de recolha de dados o questionário e a entrevista semi-estruturada. O estudo permitiu-nos notar que, apesar de a legislação favorecer a participação, as escolas parecem manter padrões tradicionais de interação com as famílias. As conclusões constituem o resultado das perceções e das representações sociais recolhidas numa comunidade escolar sobre a sua ação...

A dinâmica relacional entre a família e a escola sob o olhar do aluno

Pereira, Alexandra Filipa de Sousa
Fonte: Universidade do Algarve Publicador: Universidade do Algarve
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 Português
Relevância na Pesquisa
49.04239%
Dissertação de mest., Ciências da Educação e da Formação (Sociologia da Educação e da Formação), Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, Univ. do Algarve, 2010; A Família e a Escola são as instâncias educativas mais importantes para o desenvolvimento e aprendizagem do aluno, e é unânime a opinião de todos os responsáveis pela missão de educar acerca da importância de ambas as instituições actuarem em consonância. Para os investigadores das ciências sociais, o envolvimento dos pais na vida escolar dos filhos tem vindo a ser considerado um dos pilares para garantir o sucesso escolar de todos os alunos. No entanto, pais e professores deparam-se, muitas vezes, com alguma dificuldade em estabelecer uma relação de colaboração. Para compreender os motivos desta desunião, as suas representações face à relação entre a família e a escola têm sido um dos principais alvos de pesquisa. Por sua vez, as representações dos alunos raramente são consideradas, apesar de sabermos que o aluno é um agente activo e principal actor do processo educativo, tendo sempre uma postura perante o envolvimento dos seus pais. O presente estudo é um estudo de natureza qualitativa e de carácter exploratório, e tem como principal objectivo conhecer as representações e as perspectivas dos alunos face à relação entre a família e a escola...

Comunicação e envolvimento: possibilidades de interconexões entre família-escola?

Marcondes,Keila Hellen Barbato; Sigolo,Silvia Regina Ricco Lucato
Fonte: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2012 Português
Relevância na Pesquisa
48.38238%
Família e escola são considerados contextos primordiais para o desenvolvimento humano, sendo desejável que haja um elo adequado entre esses espaços. Pautado nessa premissa, este artigo objetiva analisar as relações estabelecidas entre a escola e a família de crianças com baixo rendimento escolar, salientando que a escola pesquisada adota o regime de progressão continuada. O referencial teórico do estudo foi a perspectiva bioecológica de Bronfenbrenner. Participaram da pesquisa seis crianças, seus respectivos responsáveis e professoras. A coleta de dados consistiu de entrevistas semiestruturadas e observações. Os dados foram coligidos em duas categorias: envolvimento e comunicação. Embora os resultados destaquem a comunicação como principal veículo de trocas entre os dois contextos, essa necessita ser aprimorada. A família e a escola compreendem que devem trabalhar em colaboração, mas tal relação precisa ser reconstruída, pois se mostra assimétrica e repleta de preconceitos.

Colaboração família-escola em um procedimento de leitura para alunos de séries iniciais

Maimoni,Eulália H.; Bortone,Márcia E.
Fonte: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE) Publicador: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2001 Português
Relevância na Pesquisa
68.270454%
O presente estudo teve por objetivo utilizar o procedimento de “leitura conjunta”, envolvendo a colaboração dos pais. Estes deveriam ouvir a leitura de textos, duas vezes por semana, feita pelo filho, aluno de segunda série do ensino fundamental, que escolhia um tema do seu interesse. Cada sessão durava cinco minutos, havendo um teste de compreensão da leitura, aplicado antes e depois das seis semanas de uso do procedimento. Os pais responderam a um questionário sobre a sua percepção acerca da leitura do filho. Houve melhora no desempenho em leitura e, embora o grupo de controle também tenha melhorado, os dados mostraram a possibilidade da participação dos pais no processo de construção da leitura do filho.

Construção de um plano individual de intervenção precoce: um caso que justifica a intervenção centrada na família

Melo, Ana; Instituto Politécnico de Lisboa – Escola Superior de Educação; Tadeu, Bárbara; Centro de Investigação e Intervenção Social Escola de Ciências Sociais – Universidade de Lisboa
Fonte: Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Santarém Publicador: Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Santarém
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 20/06/2014 Português
Relevância na Pesquisa
58.36012%
Para apoiar uma criança que apresentava o seu desenvolvimento global comprometido, foi necessário realizar uma avaliação ecológica à família. Observou-se o desenvolvimento da criança através da Escala The Schedule of Growing Skills II (GS) (Bellman, Lingman, & Aukett, 1996) e de observações em contexto de sala e visitas domiciliárias. À família foram aplicados diversos instrumentos de forma a obter uma visão holística: Ficha de anamnese; mapas de rotinas da criança (Fuertes, 2010); inventários das necessidades, forças e recursos da família (Bailey & Simeonsson, 1988) e registo das relações afetivas e de vinculação mãe/criança através da aplicação do Care-Index (Crittenden, 2003). Foi possível detetar inúmeros problemas: falta de estimulação e atenção privilegiada; rotinas pouco adequadas; más condições de habitação, saúde e alimentação; baixo estatuto socioeconómico; situação de exclusão social. Neste sentido, e com base nas necessidades apontadas pela família, tornou-se necessário delinear um plano de intervenção, centrado na família, considerando-se o modelo bioecológico e transacional (Bronfenbrenner & Morris, 1998; Sameroff & Chandler, 1975). Procurou-se definir objetivos/estratégias alcançáveis e viáveis que permitissem uma maior colaboração e envolvimento da mesma. As considerações finais referem que as estratégias e principais resultados obtidos de acordo com o modelo de referência...

A relação escola-família no Pré-Escolar; contributos para uma compreensão

Figueiredo, Maria João Ferreira da Silva Amaral de
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2010 Português
Relevância na Pesquisa
38.957625%
Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Psicologia, especialização em Psicologia da Educação e Intervenção Comunitária.; Ao longo dos tempos a questão das relações entre pais e professores é um assunto que tem gerado várias reflexões entre muitos autores no âmbito da Psicologia da Educação. Este assunto origina debates e polémicas e leva, por vezes, a posições antagónicas. Encontramos aqueles que valorizam as relações entre a família e a escola e acreditam nas suas vantagens e os que continuam a ver a escola apenas como um local de aprendizagem onde os pais não devem intervir. A temática deste estudo relaciona-se com as percepções que os pais têm sobre o pré-escolar, procurando analisar e interpretar a forma como essas mesmas percepções influenciam a forma de relacionamento com a escola. Para que a relação escola/família possa ter ligações mais fortalecidas, será necessário que a escola se abra aos pais e à comunidade envolvente, permitindo que estes possam participar de uma forma mais activa nas actividades da escola. Dividimos o nosso trabalho em duas partes: a primeira faz uma abordagem do sistema familiar e do escolar...

Formando o cidadão desde o jardim-de-infância: o contributo das práticas de avaliação das aprendizagens dos educadores de infância em colaboração com a família; Educating the citizen from kindergarten: the contribution of early childhood educators' assessment practices in collaboration with the family

Leal, Rita Alexandra Bettencourt
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
39.039067%
A presente investigação procura compreender o fenómeno complexo e dinâmico que é a avaliação das aprendizagens das crianças em colaboração com a família na Educação Pré-Escolar (EPE) como forma de potenciar o desenvolvimento de competências pelas crianças. Assim, e recorrendo a um estudo de caso com uma componente de investigação-acção, pretende-se (i) compreender as concepções e práticas de avaliação de aprendizagens na EPE desenvolvidas por um grupo de educadores de uma Instituição Privada de Solidariedade Social da região centro do país e (ii) potenciar, através de formação em contexto que contemple o desenvolvimento de estratégias inerentes a uma avaliação das aprendizagens em colaboração com a família das crianças, o desenvolvimento profissional dos educadores de infância neste âmbito, proporcionando experiências educativas que levem as crianças a desenvolver um conjunto de competências inerentes à nova natureza dos saberes básicos de todos os cidadãos do séc. XXI. Tomando como ideias base da investigação a concepção (i) da criança enquanto cidadão (Prout, 2005; Vasconcelos, 2009) e (ii) da família enquanto primeira e principal educadora das crianças (Steves, Hough & Nurs...

Comunicação e envolvimento: possibilidades de interconexões entre família-escola?; ¿posibilidad de interconexión entre familia-escuela?; Communication and Involvement: what are the Possibilities of Interconnection between Family-school?

Marcondes, Keila Hellen Barbato; Sigolo, Silvia Regina Ricco Lucato
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 01/04/2012 Português
Relevância na Pesquisa
48.542866%
Família e escola são considerados contextos primordiais para o desenvolvimento humano, sendo desejável que haja um elo adequado entre esses espaços. Pautado nessa premissa, este artigo objetiva analisar as relações estabelecidas entre a escola e a família de crianças com baixo rendimento escolar, salientando que a escola pesquisada adota o regime de progressão continuada. O referencial teórico do estudo foi a perspectiva bioecológica de Bronfenbrenner. Participaram da pesquisa seis crianças, seus respectivos responsáveis e professoras. A coleta de dados consistiu de entrevistas semiestruturadas e observações. Os dados foram coligidos em duas categorias: envolvimento e comunicação. Embora os resultados destaquem a comunicação como principal veículo de trocas entre os dois contextos, essa necessita ser aprimorada. A família e a escola compreendem que devem trabalhar em colaboração, mas tal relação precisa ser reconstruída, pois se mostra assimétrica e repleta de preconceitos.; La familia y la escuela son consideradas dos contextos primordiales para el desarrollo humano y es deseable que haya un enlace adecuado entre esos dos ambientes. Partiendo de esa premisa, el objetivo de este estudio es analizar las relaciones establecidas entre la escuela y la familia de niños con bajo rendimiento escolar dentro de un contexto que adopta la progresión continua. La perspectiva bioecológica de Bronfenbrenner es el referencial teórico utilizado en este estudio. Participaron de la encuesta seis niños...

A colaboração entre escola, família e comunidade segundo Deslandes; The collaboration between school, family and community by Deslandes; La collaboration entre l'école, famille et communauté selon Delandes

Gravel, Élisabeth
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Educação
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/02/2012 Português
Relevância na Pesquisa
48.137188%
Este depoimento trata da importância de Rollandes Deslandes, professora da Universidade do Quebec em Trois Rivières no que diz respeito à relação escola família e comunidade para o sucesso no aprendizado dos alunos.; This text is about Rolland Deslandes'importance, professor at the University of Quebec in TroisRivieres, with respect to schoolfamily and community relationship a for success in student learning.; Cette temoignage souligne l'importance de Rolland Deslandes, professeur à l'Université du Québec à Trois Rivières à l'égard de la relation écolefamille et communauté à la réussite de l'apprentissage des élèves.