Página 1 dos resultados de 393 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

A arte de esculpir a colecção : o desbaste

Póvoa, Maria Clara de Oliveira
Fonte: Universidade Aberta de Portugal Publicador: Universidade Aberta de Portugal
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2008 Português
Relevância na Pesquisa
37.715828%
Dissertação de Mestrado em Gestão da Informação e Bibliotecas Escolares apresentada à Universidade Aberta; Este estudo procurou conhecer o modo como se procede ao desbaste da colecção das Bibliotecas das Escolas Secundárias integradas na Rede de Bibliotecas Escolares, tendo em vista a sua actualização, de forma a responder às necessidades dos utilizadores. Verificou-se a frequência, regularidade, regras e modo como o desbaste da colecção, nas suas diversas vertentes, é levado a cabo. Procurou apurar-se, também, as percepções dos coordenadores relativamente a este processo de Gestão da Colecção, bem como explorar o contexto legal e institucional que o rodeia. A abordagem metodológica foi essencialmente quantitativa, tendo sido utilizado, como instrumento principal de recolha de dados, o inquérito por questionário, aplicado à totalidade do universo em estudo, os 62 coordenadores das Bibliotecas das Escolas Secundárias, do território continental, que integravam a Rede de Bibliotecas Escolares em 2007-2008. Concluiu-se, desta forma, que o desbaste era uma prática existente, levada a cabo mais frequentemente a nível da colecção tangível que digital, na maior parte dos casos com critérios definidos...

O desbaste da colecção : um adjuvante da leitura?

Póvoa, Maria Clara de Oliveira; Vasconcelos, Ana Isabel
Fonte: Littera/CIED Publicador: Littera/CIED
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em //2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.602668%
O objectivo desta comunicação é demonstrar que uma colecção sujeita a um desbaste criteriosamente efectuado favorece a leitura. A cada vez maior utilização da Biblioteca Escolar, a par com a criação do Plano Nacional de Leitura (PNL) nos 1º, 2º e 3º Ciclos e com a obrigatoriedade de se estabelecerem Contratos de Leitura, a nível da disciplina de Português, no Ensino Secundário vêm necessariamente provocar alterações na constituição, desenvolvimento e gestão dos fundos documentais. Este facto realçou a necessidade de se proceder à avaliação sistemática da colecção da BE, tornando-se fundamental a implementação de uma Política de Desenvolvimento de Colecções. Esta “Política” vai, entre outros aspectos, estabelecer princípios claros e fundamentados para a acção de selecção, encontrando-se este processo na base de duas actividades complementares: a aquisição e o desbaste. É sobre este último procedimento e sobre as suas implicações na optimização da gestão da colecção – nomeadamente na organização do espaço e na recuperação da informação --, que nos propomos debruçar nesta comunicação. Complementaremos esta reflexão com a apresentação de um estudo empírico realizado num conjunto de bibliotecas escolares portuguesas e que teve como objectivo perceber e explicar as atitudes dos responsáveis pela colecção relativamente ao desbaste da mesma. Concluiremos...

Influência do desbaste e da adubação na qualidade da madeira serrada de Eucalyptus grandis Hill ex-Maiden.; Influence of thinning and fertilization on Eucalyptus grandis (Hill ex-Maiden) sawn wood quality.

Lima, Israel Luiz de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/05/2005 Português
Relevância na Pesquisa
37.51871%
O presente trabalho teve como objetivo geral estudar a influência do manejo florestal no rendimento e na qualidade tecnológica da madeira serrada de uma população plantada de Eucalyptus grandis, de 21 anos de idade, manejada pelo sistema de desbastes seletivos com aplicação de fertilizantes na época do início dos desbastes. Os fatores utilizados foram três intensidades de desbastes seletivos (37, 50 e 75%), presença ou ausência de fertilizantes, três classes de diâmetro e três posições verticais ao longo da altura do fuste comercial.As influências dos fatores e de suas combinações nas tensões de crescimento das árvores foram avaliadas de forma indireta através das rachaduras de extremidade de tora, rachadura de extremidade de tábua úmidas e secas, encurvamento e arqueamento de tábua úmida e deslocamento da medula em relação à sua normal posição central. Foram avaliadas, também, porcentagem de casca e conicidade de toras, que são variáveis que interferem no rendimento em madeira serrada; massa específica da madeira à umidade de equilíbrio ao ar; módulo de elasticidade estrutural na flexão estática não destrutiva, determinado em tábuas secas de dimensões comerciais e um sistema de classificação de tábuas segundo diferentes classes de qualidade. O deslocamento da medula...

Uma política de desbaste para a biblioteca do ICS/UL

Faísca, Carlos Manuel dos Santos Alves Ferreira
Fonte: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa Publicador: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /09/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.755767%
Relatório de Estágio apresentado para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Ciências da Informação e da Documentação – Área de Especialização em Biblioteconomia; Este relatório de estágio estuda o desbaste com o objectivo final da definição de uma política de desbaste para a colecção de monografias da Biblioteca do ICS/UL. A primeira parte consiste na revisão da literatura sobre o desbaste; a segunda, tem um carácter empírico, através do estudo da ocupação actual do espaço na Biblioteca do ICS/UL e da avaliação das colecções de monografias. Como consequência natural, e de acordo com os estudos previamente realizados, surge então a definição de uma política de desbaste, onde se encontram definidos, entre outras questões, os critérios de desbaste. Dentro da mesma lógica de trabalho, são elaboradas sugestões sobre o destino dos itens alvo de desbaste. São também abordadas outras vertentes do âmbito da gestão de colecções e que podem influenciar decisivamente o desbaste, como a gestão de doações e a política de aquisições.

Desbaste seletivo em povoamentos de Tectona grandis com diferentes idades

Caldeira,Sidney Fernando; Oliveira,Daniel Leandro Costa
Fonte: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia Publicador: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 Português
Relevância na Pesquisa
37.715828%
O efeito da intensidade do primeiro desbaste seletivo, após um ano, foi avaliado em dois povoamentos de teca sob espaçamento 3,0 x 3,0 m, e em duas diferentes idades. No povoamento com quatro anos de idade, o desbaste foi de 20%, 30% e 40%, em número de indivíduos, e no de cinco anos, de 30%, 40% e 50%, e as respectivas testemunhas (0%). Cada tratamento foi aplicado ao acaso, com oito repetições, contendo cada parcela 35 árvores, além da bordadura. Um ano após o desbaste aplicado no povoamento com quatro anos, as variáveis DAP, altura total (H) e as médias por árvore de área transversal () e de volume () não apresentaram diferenças significativas entre os tratamentos; o incremento corrente anual (ICA V) não foi afetado pelas intensidades. No povoamento desbastado aos cinco anos, o ICA V e H foram semelhantes em todos tratamentos. As intensidade de desbaste testadas não afetaram o crescimento em DAP, e , mas apresentaram diferenças significativas em relação à testemunha. O primeiro desbaste seletivo pode ser aplicado aos cinco anos de idade...

Produção e acúmulo de nutrientes em povoamento de eucalipto em consequência da intensidade do desbaste e da fertilização

Silva,Jadir Vieira da; Nogueira,Gilciano Saraiva; Santana,Reynaldo Campos; Leite,Helio Garcia; Oliveira,Márcio Leles Romarco de; Almado,Roosevelt de Paula
Fonte: Embrapa Informação Tecnológica; Pesquisa Agropecuária Brasileira Publicador: Embrapa Informação Tecnológica; Pesquisa Agropecuária Brasileira
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2012 Português
Relevância na Pesquisa
27.788574%
O objetivo deste trabalho foi estimar a produção de madeira e biomassa, bem como a quantidade de nutrientes acumulada, em povoamento de eucalipto submetido a intensidades de desbaste e à fertilização pós-desbaste. O experimento foi realizado em blocos ao acaso, em parcelas subdividas, com duas repetições dos tratamentos dentro de cada bloco. Nas parcelas, foram avaliadas quatro intensidades de desbaste (0, 20, 35 e 50%) e, nas subparcelas, as condições com e sem fertilização pós-desbaste. O desbaste foi realizado aos 89 meses e a aplicação da fertilização aos 99 meses. Os dados foram coletados aos 125 meses. O desbaste influenciou o crescimento em diâmetro, área basal, volume de madeira e biomassa. A fertilização pós-desbaste não afetou o acúmulo de nutrientes pelo povoamento nem sua produção. O acúmulo de nutrientes na parte aérea e no tronco foi inversamente proporcional à intensidade dos desbastes. O conteúdo de Ca na serapilheira variou de acordo com os desbastes, e o de K, Ca, Mg e S de acordo com a fertilização. O desbaste tem maior influência do que a fertilização na produção florestal pós-desbaste.

Avaliação de um modelo de distribuição diamétrica ajustado para povoamento de Eucalyptus sp. submetidos a desbaste

Leite,Helio Garcia; Nogueira,Gilciano Saraiva; Campos,João Carlos Chagas; Souza,Agostinho Lopes de; Carvalho,Andrelino
Fonte: Sociedade de Investigações Florestais Publicador: Sociedade de Investigações Florestais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2005 Português
Relevância na Pesquisa
37.602668%
O principal objetivo deste estudo foi avaliar as estimativas geradas por um modelo de distribuição diamétrica, do ponto de vista biológico. Também foi objetivo avaliar a eficiência do método dos ingressos porcentuais para determinação da idade técnica do primeiro e do segundo desbaste em plantação de eucalipto. A análise qualitativa do modelo consistiu em avaliar os resultados obtidos pelo método dos ingressos porcentuais, o comportamento das distribuições diamétricas projetadas para idades futuras e o comportamento das distribuições diamétricas remanescentes, após algumas simulações de desbaste, do ponto de vista da teoria, da lógica e do realismo biológico. Pôde-se inferir que o modelo de distribuição diamétrica proposto é biologicamente correto e consistente. A estagnação do crescimento é mais rápida após o desbaste. Concluiu-se, ainda, que o método dos ingressos porcentuais é adequado para determinar a idade técnica do primeiro e do segundo desbaste. O modelo avaliado permite simular diferentes cenários, gerando estimativas consistentes, podendo ser aplicado sem restrições, ou seja, podem ser simulados cenários que contemplem, ou não, as condições observadas no campo.

Avaliação financeira de plantações de eucalipto submetidas a desbaste

Dias,Andrea Nogueira; Leite,Helio Garcia; Silva,Márcio Lopes da; Carvalho,Andrelino Ferreira de
Fonte: Sociedade de Investigações Florestais Publicador: Sociedade de Investigações Florestais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2005 Português
Relevância na Pesquisa
37.891855%
O objetivo deste estudo foi determinar o regime de manejo mais rentável, dentre as variações de idade e intensidades de desbaste, índice de local, taxas de juros, preços de madeira e idades de corte final. Para tanto, utilizaram-se dados de um experimento de desbaste instalado na Empresa Copener Florestal Ltda., Bahia. O sistema de prognose empregado foi desenvolvido por Clutter (1963). O método de avaliação financeira utilizado foi o Benefício Periódico Equivalente (BPE). Os resultados indicaram que o regime com desbaste foi mais rentável economicamente, comparado ao regime sem desbaste. No entanto, à medida que aumentou a intensidade de desbaste, os valores de BPE tenderam a diminuir. Pôde-se observar, também, que menores taxas de juros e maiores índices de local tenderam a aumentar a rentabilidade dos regimes. O regime que proporcionou maior rentabilidade foi o do desbaste realizado aos 4 anos e o corte final aos 9 anos. Não houve influência significativa das variáveis índice de local, taxa de juros e custo de implantação, na determinação do regime mais rentável, ou seja, o regime mais rentável permaneceu sendo do desbaste aos 4 e corte final aos 9 anos. No entanto, a variável preço da madeira do desbaste influenciou a determinação do regime mais rentável...

Modelo de distribuição diamétrica para povoamentos de Eucalyptus sp. submetidos a desbaste

Nogueira,Gilciano Saraiva; Leite,Helio Garcia; Campos,João Carlos Chagas; Carvalho,Andrelino Ferreira; Souza,Agostinho Lopes de
Fonte: Sociedade de Investigações Florestais Publicador: Sociedade de Investigações Florestais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2005 Português
Relevância na Pesquisa
37.51871%
Os dados utilizados neste estudo foram obtidos de um experimento sobre desbaste, instalado em povoamentos de eucalipto da Copener Florestal Ltda., na região nordeste do Estado da Bahia. Os dados foram coletados em 48 parcelas permanentes retangulares, com área útil de 2.600 m². O primeiro desbaste foi aplicado aos 58 meses, sendo consideradas diferentes porcentagens de redução da área basal. O objetivo do estudo foi construir um modelo de crescimento e produção por classe de diâmetro para povoamentos de eucalipto submetidos a desbaste. A redistribuição teórica dos diâmetros foi feita a partir de equações lineares e não-lineares entre os parâmetros da função Weibull em uma idade futura (beta2 e gama2) e os parâmetros em uma idade atual (beta1 e gama1), associados a algumas características do povoamento em idades atual e futura. Foram avaliados três sistemas de equações, utilizando-se o coeficiente de determinação ajustado, o coeficiente de correlação e a análise gráfica dos resíduos. Foram realizados testes para verificar a compatibilidade dos sistemas e a identidade entre eles. O sistema selecionado é compatível e garante a propriedade de que, quando a idade futura (I2) for igual à idade atual (I1)...

Um modelo de distribuição diamétrica para povoamentos de Tectona grandis submetidos a desbaste

Leite,Helio Garcia; Nogueira,Gilciano Saraiva; Campos,João Carlos Chagas; Takizawa,Fausto Hissashi; Rodrigues,Flávio Lopes
Fonte: Sociedade de Investigações Florestais Publicador: Sociedade de Investigações Florestais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2006 Português
Relevância na Pesquisa
37.402463%
Os objetivos deste estudo foram desenvolver e avaliar quantitativamente um modelo de distribuição diamétrica para manejo de povoamentos desbastados de teca (Tectona grandis L. f.). A construção do modelo envolveu dados provenientes de uma rede de parcelas permanentes instaladas em povoamentos de teca, no Estado do Mato Grosso, de propriedade da empresa Floresteca Agroflorestal Ltda. Foram empregadas 239 parcelas permanentes, com área útil de 490,8 m². O primeiro desbaste foi realizado aos 58 meses (idade média) e consistiu na redução sistemática de 36% do número de árvores, em média. A recuperação da distribuição diamétrica foi feita a partir de equações que compreendem relações lineares e não-lineares entre os parâmetros da função Weibull em uma idade futura (beta2 e gama2) e os parâmetros em uma idade atual (beta1 e gama1) e com características do povoamento em uma idade atual e futura. Foram avaliados três sistemas de equações. Para verificar a consistência dos sistemas, foram realizadas análises de compatibilidade de cada sistema e de identidade entre eles. O sistema selecionado garantiu a propriedade de que, quando a idade futura (I2) é igual à idade atual (I1), a distribuição diamétrica na idade futura é igual à distribuição diamétrica na idade atual. Pôde-se concluir que o modelo é compatível e indicado para manejo de povoamentos de Tectona grandis submetidos a desbaste. Concluiu-se também que a predição dos parâmetros da função Weibull...

Avaliação de um modelo de distribuição diamétrica ajustado para povoamentos de Tectona grandis submetidos a desbaste

Nogueira,Gilciano Saraiva; Leite,Helio Garcia; Campos,João Carlos Chagas; Takizawa,Fausto Hissashi; Couto,Laércio
Fonte: Sociedade de Investigações Florestais Publicador: Sociedade de Investigações Florestais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2006 Português
Relevância na Pesquisa
37.602668%
Este estudo teve como objetivo avaliar, do ponto de vista do realismo biológico, um modelo de distribuição diamétrica, bem como a eficiência do método dos ingressos porcentuais para determinação da idade técnica do primeiro e do segundo desbaste de povoamentos de teca (Tectona grandis L. f.). A avaliação consistiu em comparar as idades técnicas de desbaste obtidas pelo método dos ingressos porcentuais, as distribuições diamétricas projetadas para idades futuras e o comportamento da distribuição remanescente, após algumas simulações de desbaste, com a tendência lógica esperada. Pôde-se concluir que o modelo de distribuição diamétrica proposto gera estimativas que seguem uma tendência lógica do ponto de vista biológico e que o método dos ingressos porcentuais é adequado para determinar a idade técnica do primeiro e do segundo desbaste.

Tendência de crescimento de povoamento de eucalipto após aplicação de desbaste

Gorgens,Eric Bastos; Leite,Helio Garcia; Nogueira,Gilciano Saraiva; Dias,Andrea Nogueira
Fonte: Sociedade de Investigações Florestais Publicador: Sociedade de Investigações Florestais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2007 Português
Relevância na Pesquisa
37.602668%
O modelo de Clutter (1963) é amplamente utilizado na predição do crescimento e produção de florestas plantadas no Brasil, especialmente eucalipto. Não obstante, esse modelo também é empregado em povoamentos submetidos a desbaste. A principal crítica enfrentada nesta última abordagem é a falta de flexibilidade. Os dados foram obtidos de um experimento de desbaste realizado em povoamentos de E. grandis x E. urophylla, no Norte da Bahia, em que se aplicaram desbastes de 20, 35 e 50% da área basal, eliminando-se as piores árvores. Utilizando os dados experimentais, buscou-se avaliar a proposta de modificação do modelo de Piennar e Shiver (1986), visando obter mais flexibilidade para captar tendências pré e pós-desbastes. Também, foi analisado o comportamento do modelo de Clutter (1963) na modelagem de povoamentos de eucalipto submetidos a desbaste no Norte da Bahia. A partir dos resultados, concluiu-se que o modelo proposto apresentou características estatísticas semelhantes ao modelo de Clutter, sem acrescentar a este maior flexibilidade. Além disso, observou-se que o modelo de Clutter, mesmo não diferenciando tendências de crescimento, pode ser usado sem prejuízo para simulação de desbaste.

Crescimento de um clone de eucalipto submetido a desrama e desbaste

Monte,Marco Antonio; Reis,Maria das Graças Ferreira; Reis,Geraldo Gonçalves dos; Leite,Helio Garcia; Cacau,Filipe Valadão; Alves,Frederico de Freitas
Fonte: Sociedade de Investigações Florestais Publicador: Sociedade de Investigações Florestais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.715828%
Plantas de clone de Eucalyptus grandis, em região de Cerrado, no espaçamento inicial de 3 x 3 m, foram submetidas à desrama artificial e ao desbaste. Os tratamentos de desrama tiveram início em três idades diferentes: 16, 20 ou 28 meses. Foram utilizadas três a quatro intervenções de desrama, com remoção de copa em diferentes alturas, para atingir 6 m de fuste livre de nó, quando se iniciou a desrama aos 16 ou 20 meses, e duas a três intervenções, quando se iniciou aos 28 meses. Foram aplicados dois tratamentos de desbaste aos 55 meses, com remoção de 0 e 35% do número de mudas plantadas. O crescimento foi avaliado no período pós-desbaste, entre 55 e 93 meses de idade, por meio da análise do diâmetro (DAP), altura total (Ht), volume com casca (V), incremento periódico anual pós-desbaste (IPA) e incremento médio anual (IMA). Aos 93 meses, não foram observadas diferenças significativas (p>0,05) em DAP, Ht, V, IPA e IMA, entre os tratamentos de desrama, e na interação entre desrama e desbaste. No tratamento desramado até 1,5 m de altura, aos 16 meses, houve remoção de 80% da biomassa de folhas e galhos. Nesse tratamento, 65% dos indivíduos estavam com DAP inferior a 15 cm, em comparação com 35% nos demais tratamentos. A Ht no povoamento desbastado foi menor (p<0...

Efeito do desbaste seletivo nas estimativas de parâmetros genéticos em progênies de Pinus caribaea Morelet var. hondurensis.

MORAES, M. L. T. de; MISSIO, R. F.; SILVA, A. M. da; CAMBUIM, J.; SANTOS, L. A. dos; RESENDE, M. D. V. de
Fonte: Scientia Forestalis, Piracicaba, n. 74, p. 55-65, jun. 2007. Publicador: Scientia Forestalis, Piracicaba, n. 74, p. 55-65, jun. 2007.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
27.788574%
O objetivo deste trabalho foi estudar o efeito do desbaste seletivo sobre as estimativas de parâmetros genéticos em progênies de Pinus caribaea var. hondurensis. O teste de progênies foi instalado em junho de 1986, seguindo delineamento em látice quadrado 10 x 10, triplo, contendo dez árvores dispostas em parcelas lineares no espaçamento de 3,0 x 3,0m. Aos 12 anos após o plantio foi realizado um desbaste, com intensidade de 40%, tendo por base o Índice Multi-efeito, aplicado ao caráter DAP, deixando-se seis árvores por parcela, em todo o experimento. A coleta de dados foi realizada em quatro situações: A (antes do desbaste), B (árvores desbastadas), C (árvores remanescentes, aos 13 anos) e D (dois anos após o desbaste). Os caracteres analisados foram: altura (ALT), diâmetro à altura do peito (DAP), volume (VOL), forma do fuste (FOR), rabo de raposa (FT) e densidade básica da madeira a 1,3m (DBM1) e na metade da altura da árvore (DBM2). O desbaste seletivo realizado dentro das progênies manteve grande parte da variabilidade genética do teste de progênies. Existe uma alta e positiva correlação genética entre os caracteres de crescimento, principalmente entre DAP e VOL, que se manteve com o desbaste. O desbaste seletivo aumentou a variabilidade genética entre as progênies para VOL e diminuiu para ALT e DAP. As estimativas de herdabilidade em nível individual tiveram um leve aumento...

Avaliação da produção e economicidade do primeiro desbaste em um ensaio para povoamentos de Pinus elliottii e Pinus taeda

Emerenciano, Dartagnan Baggio, 1951-
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.51871%
Com o objetivo de estudar a economicidade de desbastes em florestas de Pinus spp, aforam analisados dois povoamentos florestais, ambos com 9 anos de idade, localizados n.o planalto do Estado do Paraná e no Litoral do Estado de Santa Catarina, com Pinus taeda e Pinus elliotti i, respectivamente. Efetuou-se uma análise abrangente dos métodos utilizados para o inventário florestal, simulação de desbastes e composição dos centros de custos correspondentes às atividades empregadas, com a finalidade de obter-se dados para o cálculo da renda líquida dos desbastes. Testaram-se 14 equações para estimativas de volumes com e sem casca e 8 equações para estimativas de alturas. Utilizou-se o modelo polinomial de quinto grau. y = a + bx + cx2 + dx3 + ex4 + fx5, para a estimativa dos sortimentos de madeira a nível de serraria, lenha e resíduos. A análise estatística do inventário florestal mostrou um erro padrão relativo de 2,77%. para o povoamento localizado no planalto e de 3,57"/. para aquele no litoral. A comparação dos volumes estimados com os volumes reais obtidos no desbaste mostrou erros porcentuais médios de 1,54% no planalto e de 2,40% no litoral, comprovando a precisão do inventário realizado. Os centros de custos relacionados ao povoamento florestal foram definidos mediante uma análise de atividades e plano de contas. Todos os custos foram quantificados em todas as idades de ocorrência e capitalizados à taxas de juros de 6%...

Influ?ncia do desbaste e da fertiliza??o na produ??o de um povoamento de eucalipto.; Influence of thinning and fertilization in production of a settlement of eucalyptus.

Silva, Jadir Vieira da
Fonte: UFVJM Publicador: UFVJM
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
37.95438%
ABSTRACT This study aimed to evaluate the estimates of biomass production and nutrient in response to different intensities of thinning and fertilization after thinning in a stand of eucalypt clones. The experiment was installed in area owned by company ArcelorMittal BioFlorestas, in Martinho Campos, MG. The experiment consisted in a randomized block design, with two blocks, four thinning intensities (0, 20, 35 and 50%), with and without fertilizer after thinning. The technique age of thinning was determined by the percentage of entries method, being performed at 89 months and fertilization after thinning determined by nutrient export to 107 months. Data analysis was performed at 36 months after thinning, and 18 months after fertilization. Thinning provided greater influence on forest production in relation to fertilization. It was found that the percentage of entries method was adequate biologically to estimate technical age of first thinning. Thinning influenced the growth in diameter, basal area, volume and biomass per hectare. The total height and crown height did not differ statistically among the thinning treatments. Fertilization performed at 18 months after thinning did not affect the growth and yield of stand variables analyzed. There was no statistical difference in the efficiency of nutrient use in relation to the intensities of thinning and fertilization after thinning. There was positive relationship between nutrient content and dry mass production. The accumulation of nutrients to the total content in the of above ground and the stem was proportional to the intensity of thinning...

Desbaste da limeira-ácida-'Tahiti' (Citrus latifolia Tanaka) com "TPA" e efeitos na produção

FERREIRA FILHO,NORIVAL CANDIDO; LEITE,IZABEL CRISTINA; STUCHI,EDUARDO SANCHES
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2002 Português
Relevância na Pesquisa
37.23086%
Foram avaliadas concentrações de 0; 10; 20; 40 e 80 mg/L do 3,5,6-TPA (Ácid 3,5,6-tricloro-2-piridil- oxiacético), em sua formulação éster, para desbaste de frutos novos da limeira-ácida-'Tahiti' (Citrus latifolia Tanaka), nas condições ecológicas do Estado de São Paulo. O 3,5,6-TPA, na concentração 10mg/L, foi o tratamento mais eficaz para uso na cultura. Concentrações maiores causaram severos danos às plantas. Essa concentração, aplicada logo após a florada de outubro, reduziu em 65% a produção do mês de fevereiro seguinte. Todavia, as produções dos meses subseqüentes não diferiram entre si. A concentração de 10mg/L causou alongamento dos frutos, aumento da espessura da casca e redução do Brix, na época da colheita.

Organização e estudo do trabalho na marcação do desbaste pro-selecionadas

Volpato, Eleazar, 1945-
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.23086%
Na Presente dissertação foi estudado a organização do trabalho de marcação de desbaste Pró-Selecionadas que resulta em menor custo considerando os fatores: a) - material meio de marcação; b) - número de operadores que trabalham na equipe; e c) - seqüência das operações de marcação. Vários tratamentos foram testados resultando na seguinte recomendação: a) - Para marcar árvores selecionadas utilizar fita plástica com dois centímetros de largura; para marcar árvores a serem desbastadas pré-seleciona das utilizar um corte na frente da árvore realizado com facão ou podão; e para as que indicam ' linha a ser desbastada sistematicamente e/ou uni idade de controle utilizar um corte em dois lados da árvore utilizando também facão ou podão. b) - Trabalhar em equipe de dois homens; c) - Marcar as árvores selecionadas e as a serem desbastadas em favor dessas em uma só ocasião, ao invés de primeiro marcar as árvores selecionadas para em outra oportunidade voltar e marcar as a serem desbastadas. Para a realização desta pesquisa, efetuou-se estudo do trabalho de marcação, subdividindo-o nas diversas atividades parciais que o compõem, e tomando o tempo dessas através do método dos multimomentos.

Thinning simulation in Hovenia dulcis population trough density management dendrogram; SIMULAÇÃO DE DESBASTE EM POVOAMENTO DE Hovenia dulcis MEDIANTE DENDROGRAMA DE MANEJO DE DENSIDADE

Selle, Gerson Luiz; Vuaden, Elisabete; Albernard, Luiz Antônio Jacques de; Braz, Evaldo Muñoz
Fonte: FUPEF DO PARANÁ Publicador: FUPEF DO PARANÁ
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/10/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.402463%
The main objective of this study was to simulate density and interventions through density management dendrogram in a population of Hovenia dulcis located in the central region of the State of Rio Grande do Sul, Brazil. It was utilized Data from crown and stem diameters, collected in three types of tree stratum dominant, intermediate, and dominant, through the Punctual Density Method developed by Spurr, in a stand of approximately 1.3 hectares of Hovenia dulcis 25 years old were used. Due to the high variability in the trees dominant height the area was divided into two sites, I and II. The results showed that statistic significant difference was detected only between the dominant stratum of site I, and the other strata on both sites. The angular coefficients of the regression adjustment of the density lines were -2.492 for the site I dominant stratum and -1.085 for the others. It was also observed that the best way to manage the stand would be one thinning, if it was formed only by trees with similar dimensions of the dominant stratum of Site I, and four thinnings if the site was composed by individuals belonging to the other strata.; Este trabalho foi desenvolvido com o objetivo de estudar a densidade e simular intervenções...

Produção de madeira para laminação em povoamentos de Pinus taeda submetidos a diferentes densidades e regimes de desbaste: uma abordagem experimental

SANQUETTA, CARLOS R.; REZENDE, ALBA V.; GAIAD, DÉBORA; SCHAAF, LUCIANO B.; ZAMPIER, ANA C.
Fonte: FUPEF DO PARANÁ Publicador: FUPEF DO PARANÁ
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 12/08/2004 Português
Relevância na Pesquisa
37.839275%
Este artigo visou avaliar estatisticamente o efeito de diferentes regimes de desbaste e densidades de plantio na produção volumétrica de madeira para laminação em povoamentos de Pinus taeda. Os dados utilizados para este estudo foram provenientes de um plantio experimental, localizado no município de Jaguariaíva, Paraná, de propriedade da empresa PISA Florestal. Cinco espaçamentos de plantio foram comparados: 2,5 x 1,2 m; 2,5 x 2,0 m; 2,5 x 2,8 m; 2,5 x 3,6 m e 2,5 x 4,4 m. Cinco regimes de manejo foram confrontados: corte final aos 15 anos, sem desbaste; corte final aos 20 anos, sem desbaste; desbaste sistemático na 6a linha aos 9 anos e corte final aos 20 anos; desbastes seletivos por baixo, com redução de 50% do número de árvores aos 9 e 15 anos e corte final aos 20 anos; e desbaste sistemático na 6a linha combinado com seletivo de 50% aos 9 anos, seletivo de 50% aos 15 anos e corte final aos 20 anos. O experimento fatorial foi analisado através de ANOVA e pelo teste de Tukey. Os resultados demonstraram haver diferenças significativas a 1% entre os espaçamentos e entre os regimes de desbaste, sendo a interação entre ambos também significativa. Para os regimes sem desbastes, detectou-se diferenças expressivas entre os espaçamentos iniciais...