Página 1 dos resultados de 4047 itens digitais encontrados em 0.020 segundos

Distribuição espacial dos idosos de um município de médio porte do interior paulista segundo algumas características sócio-demográficas e de morbidade; Spatial distribution of elderly individuals in a medium-sized city in São Paulo State, Brazil, according to key socio-demographic and morbidity characteristics

CAMPOS, Frederico Grizzi de; BARROZO, Ligia Vizeu; RUIZ, Tania; CÉSAR, Chester Luiz Galvão; BARROS, Marilisa Berti Azevedo; CARANDINA, Luana; GOLDBAUM, Moisés
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
67.98112%
Os Sistemas de Informação Geográfica constituem importantes instrumentos dentro da Saúde Pública como técnicas de análise da distribuição de agravos à população, e, portanto, podem ser usados no estudo da localização de indivíduos portadores de doenças crônicas. Este trabalho objetivou a realização de análise espacial da distribuição da população de sessenta anos e mais no Município de Botucatu, São Paulo, Brasil, estudando o perfil sócio-demográfico e a presença de diabetes e hipertensão arterial. Foram analisados dados de 468 idosos da amostra de inquérito populacional realizado entre 2001 e 2002. Os idosos com melhor nível sócio-econômico residem nos setores censitários de estratos sociais mais altos, o que foi estatisticamente comprovado pela utilização de técnicas de análise espacial para renda e escolaridade. Não se encontrou padrão de distribuição espacial para idosos hipertensos e diabéticos que se localizaram no mapa de forma heterogênea. O presente estudo sugere a utilização das técnicas de geoprocessamento para o mapeamento digital das áreas de abrangências das Unidades de Atenção Primária à Saúde, para um melhor controle da distribuição de idosos portadores de doenças crônicas e de sua assistência pelos profissionais de saúde.; Geographic Information Systems serve as important public health tools for analyzing population disease distribution and thus for identifying individuals with chronic non-communicable diseases. The current study performed a spatial analysis of the distribution of the population 60 years and older in the city of Botucatu...

Distribuição espacial e plano de amostragem para a cigarrinha-das-raízes, Mahanarva fimbriolata (Stal., 1854), em cana-de-açúcar.; Spatial pattern and sampling plan for sugarcane root froghopper , Mahanarva fimbriolata (Stål., 1854).

Stingel, Erich
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/07/2005 Português
Relevância na Pesquisa
67.863247%
O objetivo deste trabalho foi avaliar a distribuição espacial de adultos e ninfas da cigarrinha-das-raízes da cana-de-açúcar, Mahanarva fimbriolata (Stål., 1854) (Hemiptera: Cercopidae), a eficiência do sistema de amostragem atualmente empregado em escala comercial, a possibilidade de estimar a população de ninfas por meio da contagem de espumas e, a partir desses resultados, estabelecer um plano de amostragem confiável, prático e de baixo custo para utilização em programas de manejo integrado desta praga. A determinação da distribuição espacial foi feita em Ourinhos e Guariba-SP, demarcando-se três parcelas de 1,1 ha, em talhão colhido mecanicamente sem a queima da palha e com histórico de ataque da cigarrinha-dasraízes. As avaliações foram feitas em três épocas diferentes, contando-se o número de adultos e ninfas na base das touceiras, em 50% da área da parcela. Os adultos e ninfas de M. fimbriolata distribuem-se de forma agregada ou contagiosa na cultura da cana-de-açúcar e este padrão de distribuição não se altera ao longo das gerações, nem é influenciado pelo nível de infestação ou variedade cultivada. Utilizando-se os dados obtidos nestes experimentos calculou-se, para cada local e época de amostragem...

Soroprevalência, fatores associados e distribuição espacial de infecção por Toxocara spp. em crianças de Acrelândia, Acre, Amazônia Ocidental Brasileira; Seroprevalence, factors associated, and spatial distribution of Toxocara spp. infection in children living in Acrelândia, Acre, Western Brazilian Amazon

Fontoura, Pablo Secato
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 04/04/2012 Português
Relevância na Pesquisa
67.87196%
A infecção em seres humanos por larvas de nematódeos do gênero Toxocara é uma antropozoonose endêmica em diversas localidades com prevalências superiores a 50% em diferentes grupos populacionais, tanto em países em desenvolvimento como nos desenvolvidos. O presente estudo avaliou a prevalência, fatores associados e distribuição espacial de infecção por Toxocara spp. em crianças residentes na área urbana de Acrelândia, Acre, Amazônia Ocidental Brasileira. Conduziu-se um estudo transversal de base populacional com 1112 crianças <11 anos de idade. Informações socioeconômicas e demográficas foram obtidas por meio de questionário estruturado. Medidas antropométricas e coleta de amostras biológicas (sangue e fezes) foram realizadas pela equipe de pesquisa. A avaliação de soroprevalência da infecção por Toxocara spp. utilizou o método imunoensaio enzimático (ELISA). Registraram-se as coordenadas geográficas pontuais de todos os domicílios participantes do inquérito para análise espacial de varredura. Razões de prevalência (RP; intervalo com 95% de confiança, IC95%) para fatores associados à antropozoonose foram estimadas por regressão de Poisson com seleção hierárquica das variáveis independentes. Verificou-se soroprevalência geral de 38% para anticorpos IgG anti-Toxocara spp.; crianças 5 anos de idade apresentaram maior prevalência para infecção por Toxocara spp....

Distribuição espacial e caracterização dos atendimentos de emergência por violências e acidentes em um serviço sentinela de Chapecó-SC, 2009

Garim, Fernanda Moschetta
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
67.87196%
Objetivo: Descrever a distribuição espacial e o perfil dos atendimentos de emergência por violências e acidentes registrados em um serviço sentinela de Chapecó – SC, 2009. Métodos: Estudo descritivo de corte transversal com dados secundários da pesquisa sobre vigilância de violências e acidentes do Ministério da Saúde no município de Chapecó – SC, na unidade de emergência e urgência do Hospital Regional do Oeste, em outubro de 2009 (n=450). Para análise da distribuição espacial foram utilizados dados pontuais através de técnicas de estatística espacial dos Sistemas de Informações Geográficas procurando pela existência de um padrão de conglomerados e suas possíveis causas. Para a densidade de padrões utilizou-se o estimador Kernel. Resultados: A maior frequência de atendimentos ocorreu em homens (69,8%), brancos (53%), entre 19 e 40 anos (49%) com até sete anos de escolaridade (45%). Os registros se concentraram nos sábados (18,7%), à tarde (42%), classificados como acidentes (94%). A região do centro concentrou 8,9% dos atendimentos, 40% destes por “acidentes de transporte”; a zona norte apresentou 22,4% das ocorrências, 29,7% destas por “quedas”; na zona leste, com 16,7% do total de atendimentos...

Distribuição Espacial da Lagarta-do-Cartucho, Spodoptera frugiperda (J.E. Smith) (Lepidoptera: Noctuidae), na Cultura do Milho

FARIAS, PAULO R. S.; BARBOSA, JOSÉ C.; BUSOLI, ANTÔNIO C.
Fonte: Sociedade Entomológica do Brasil Publicador: Sociedade Entomológica do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 681-689
Português
Relevância na Pesquisa
67.94364%
O estudo da distribuição espacial da lagarta-do-cartucho, Spodoptera frugiperda (J.E. Smith), na cultura do milho é fundamental para garantir a utilização de estratégias de controle, otimização de técnicas de amostragem, determinação de danos econômicos e incorporação da dinâmica espacial dentro do modelo populacional. O experimento foi conduzido em três campos contendo 100 parcelas cada, sendo amostradas 10 plantas ao acaso por parcela, num total de 1000 plantas por campo em cinco datas de amostragem. Foram contados o número de lagartas pequenas (menor que 10 mm) e grandes (maior que 10 mm) por planta. As lagartas pequenas apresentaram um ajuste muito bom à distribuição binomial negativa e não à Poisson, indicando que esta categoria larval encontra-se agregada no campo. Os números de lagartas grandes por planta ajustaram-se razoavelmente à distribuição binomial negativa, com algumas datas ajustando-se à distribuição de Poisson. Portanto, as lagartas pequenas (alta densidade populacional) têm distribuição agregada no campo, enquanto que as lagartas grandes (baixa densidade populacional) podem ser mais dispersas no campo, tendendo à aleatoriedade.; The spatial distribution of Spodoptera frugiperda (J.E. Smith) on corn is essential to perform control strategies...

Distribuição espacial dos idosos de um município de médio porte do interior paulista segundo algumas características sócio-demográficas e de morbidade

Campos, Frederico Grizzi de; Barrozo, Ligia Vizeu; Ruiz, Tania; César, Chester Luiz Galvão; Barros, Marilisa Berti Azevedo; Carandina, Luana; Goldbaum, Moisés
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 77-86
Português
Relevância na Pesquisa
67.98112%
Os Sistemas de Informação Geográfica constituem importantes instrumentos dentro da Saúde Pública como técnicas de análise da distribuição de agravos à população, e, portanto, podem ser usados no estudo da localização de indivíduos portadores de doenças crônicas. Este trabalho objetivou a realização de análise espacial da distribuição da população de sessenta anos e mais no Município de Botucatu, São Paulo, Brasil, estudando o perfil sócio-demográfico e a presença de diabetes e hipertensão arterial. Foram analisados dados de 468 idosos da amostra de inquérito populacional realizado entre 2001 e 2002. Os idosos com melhor nível sócio-econômico residem nos setores censitários de estratos sociais mais altos, o que foi estatisticamente comprovado pela utilização de técnicas de análise espacial para renda e escolaridade. Não se encontrou padrão de distribuição espacial para idosos hipertensos e diabéticos que se localizaram no mapa de forma heterogênea. O presente estudo sugere a utilização das técnicas de geoprocessamento para o mapeamento digital das áreas de abrangências das Unidades de Atenção Primária à Saúde, para um melhor controle da distribuição de idosos portadores de doenças crônicas e de sua assistência pelos profissionais de saúde.; Geographic Information Systems serve as important public health tools for analyzing population disease distribution and thus for identifying individuals with chronic non-communicable diseases. The current study performed a spatial analysis of the distribution of the population 60 years and older in the city of Botucatu...

Distribuição espacial do número de internações por infarto agudo do miocárdio e doença isquêmica do coração no Vale do Paraíba paulista, 1999-2000 / 2004-2005

Soares, Paula Adriana
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 103 f. : il.
Português
Relevância na Pesquisa
67.9942%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Engenharia Mecânica - FEG; A análise espacial é uma importante ferramenta para estudo das doenças em grupos populacionais. O objetivo deste estudo é analisar a distribuição espacial do número de internações por infarto agudo do miocárdio e doença isquêmica do coração no Vale do Paraíba Paulista, Brasil. Foram utilizadas as estatísticas de internação do Sistema Único de Saúde, no portal DATASUS, segundo sexo e faixa etária acima de 30 anos, em dois períodos distintos: 1999-2000 e 2004-2005. As estatísticas e a distribuição espacial foram realizadas por meio do programa TERRAVIEW. Para minimizar as flutuações aleatórias das taxas, empregou-se o método Bayesano empírico. A unidade de análise do padrão espacial foi constituída pelos 35 municípios que compõem o Vale do Paraíba Paulista. Para análise da autocorrelação espacial foram utilizados: Moran global, Moran local, diagrama de espalhamento de Moran. As distribuições espaciais para infarto agudo do miocárdio e doença isquêmica do coração no Vale do Paraíba Paulista evidenciaram autocorrelação espacial, estatisticamente significativa, para os dois períodos. Os resultados para os dois períodos apontam a existência de um aglomerado central...

Distribuição espacial de Enneothrips flavens, Moulton 1941 (Thysanoptera: Thripidae), na cultura do amendoim, utilizando geoestatística

Canuto, Débora Maria Ferreira
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: vii, 48 p. : il.
Português
Relevância na Pesquisa
67.987407%
Pós-graduação em Agronomia (Entomologia Agrícola) - FCAV; The peanut (Arachis hypogaea L.) is an oilseed crop of great importance in the national economy. However, this crop is attacked by thrips-of-silvering, Enneothrips flavens Moulton, during the cycle of the plant starting in the vegetative phase to the end of the reproductive phase, presenting critical period between 25 and 70 days after sowing, causing yield losses. Due to the damage they can cause, the Integrated Pest Management needs to be established, however, it is necessary to define the distribution and population dynamics of this insect in the environment. The objective of this study was to evaluate the spatial distribution of E. flavens using geostatistics, mapping spatial dependence and drawing krigging maps. The experiment was conducted at Fazenda de Ensino, Pesquisa e Extensão (FEPE), an experimental area of FCAV / UNESP, Jaboticabal, São Paulo, Brazil. The IAC Runner 886 peanut, grown in 1 ha (10,000 m2). Each plot had an area of 100 m2 (10 m x 10 m). The evaluations were performed in the field at the beginning of the vegetative phase at 19 days after sowing (DAS) to the end of the reproductive phase (101 DAS), totaling 12 surveys. In each plot were chosen five plants and the leaflet pointer was removed...

Comparação do padrão da distribuição espacial em escalas diferentes de espécies nativas do cerrado, em Brasília, DF

Hay, John Du Vall; Bizerril, Marcelo Ximenes Aguiar; Calouro, Armando Muniz; Costa, Elizabeth Maria Mamede da; Ferreira, Anamaria Achtschin; Gastal, Maria Luiza de Araújo; Goes Junior, Cícero Dedice; Manzan, Dagoberto Jácomo; Martins, Cláudio Rodrigue
Fonte: Sociedade Botânica de São Paulo Publicador: Sociedade Botânica de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
67.87196%
(Comparação do padrão da distribuição espacial em escalas diferentes de espécies nativas do cerrado, em Brasília, DF). O padrão de agrupamento espacial de três espécies arbóreas, Caryocar brasiliense, Pterodon pubescens e Sclerolobium paniculatum, e duas espécies de palmeiras, Syagrus comosa e S. flexuosa, nativas do cerrado, foi investigado usando três métodos de variância entre parcelas. Os dados foram coletados em uma área de cerrado sensu strictu da Fazenda Água Limpa da Universidade de Brasília, em Brasília, DF, em 128 parcelas contíguas de 5 x 8 m cada. Em cada parcela, foram procurados todos os indivíduos das espécies, anotando o número encontrado e suas alturas. Os dados foram tabelados e analisados usando as técnicas de variância entre blocos de parcelas (BQV), variância móvel entre blocos de parcelas (TTLQV) e variância entre parcelas pareadas (PQV), tanto para todos os indivíduos encontrados quanto para somente os indivíduos lenhosos maiores do que 130 cm em altura. O número total de indivíduos encontrado foi 138 para C. brasiliense, 34 para P. pubescens, 82 para S. paniculatum, oito para S. comosa e 36 para S. flexuosa. Todas as espécies apresentaram um padrão agrupado de distribuição espacial em pelo menos uma das metodologias e três das cinco espécies tiveram resultados semelhantes em todos os métodos. O padrão para C. brasiliense foi semelhante ao encontrado para esta mesma espécie em outra região do cerrado...

Distribuição espacial dos idosos de um município de médio porte do interior paulista segundo algumas características sócio-demográficas e de morbidade

CAMPOS, Frederico Grizzi de; BARROZO, Ligia Vizeu; RUIZ, Tania; CÉSAR, Chester Luiz Galvão; BARROS, Marilisa Berti Azevedo; CARANDINA, Luana; GOLDBAUM, Moisés
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
67.98112%
Os Sistemas de Informação Geográfica constituem importantes instrumentos dentro da Saúde Pública como técnicas de análise da distribuição de agravos à população, e, portanto, podem ser usados no estudo da localização de indivíduos portadores de doenças crônicas. Este trabalho objetivou a realização de análise espacial da distribuição da população de sessenta anos e mais no Município de Botucatu, São Paulo, Brasil, estudando o perfil sócio-demográfico e a presença de diabetes e hipertensão arterial. Foram analisados dados de 468 idosos da amostra de inquérito populacional realizado entre 2001 e 2002. Os idosos com melhor nível sócio-econômico residem nos setores censitários de estratos sociais mais altos, o que foi estatisticamente comprovado pela utilização de técnicas de análise espacial para renda e escolaridade. Não se encontrou padrão de distribuição espacial para idosos hipertensos e diabéticos que se localizaram no mapa de forma heterogênea. O presente estudo sugere a utilização das técnicas de geoprocessamento para o mapeamento digital das áreas de abrangências das Unidades de Atenção Primária à Saúde, para um melhor controle da distribuição de idosos portadores de doenças crônicas e de sua assistência pelos profissionais de saúde.; Geographic Information Systems serve as important public health tools for analyzing population disease distribution and thus for identifying individuals with chronic non-communicable diseases. The current study performed a spatial analysis of the distribution of the population 60 years and older in the city of Botucatu...

Hospitalização de crianças por asma na Amazônia brasileira: tendência e distribuição espacial

Silva,Pâmela R. S.; Rosa,Antonia M.; Hacon,Sandra S.; Ignotti,Eliane
Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria Publicador: Sociedade Brasileira de Pediatria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
67.909023%
OBJETIVO: Analisar a distribuição das internações hospitalares por asma em crianças nos estados que compõem a Amazônia brasileira e as variações das internações segundo a sazonalidade climática. MÉTODOS: Estudo descritivo de distribuição das hospitalizações por asma em indivíduos de 0 a 14 anos de idade residentes na Amazônia brasileira segundo tendência, distribuição espacial e sazonalidade climática no período de 2001 a 2007. Utilizou-se a base de dados das autorizações de internações hospitalares do Sistema de Informações Hospitalares do Ministério da Saúde. RESULTADOS: A distribuição espacial das hospitalizações por asma assemelha-se à configuração do arco do desmatamento, com destaque para os estados de Maranhão e Rondônia. As hospitalizações anuais por asma decresceram de 8,1 para 2,6 internações por mil habitantes no decorrer do período estudado. Verifica-se um pico de internações nos meses de março e maio em todos os estados. As diferenças sazonais alcançaram em média 10% do conjunto das unidades da federação, com as maiores taxas no período chuvoso. CONCLUSÃO: Conclui-se que as hospitalizações por asma em crianças são mais frequentes nos meses chuvosos, com maior magnitude nos estados que compõem o arco do desmatamento da Amazônia brasileira...

Influência da floresta alterada na distribuição espacial de três espécies da Floresta Ombrófila Mista avaliada pela geoestatística

Amaral,Lúcio de Paula; Ferreira,Regiane Aparecida; Watzlawick,Luciano Farinha; Longhi,Solon Jonas; Sebem,Elódio
Fonte: Sociedade de Investigações Florestais Publicador: Sociedade de Investigações Florestais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 Português
Relevância na Pesquisa
67.987407%
Os objetivos deste trabalho foram analisar e representar a distribuição espacial dos indivíduos de três espécies da Floresta Ombrófila Mista (FOM), sob distúrbio ocasionado por ações antrópicas, utilizando geoestatística e interpolações por krigagem, bem como verificar a influência das alterações da floresta no resultado obtido com essa metodologia. Os dados foram obtidos de levantamento fitossociológico realizado em 2007, contendo 45 unidades amostrais (ua) de 500 m², em que foram mensurados indivíduos com DAP > 10 cm. O fragmento, localizado em General Carneiro, PR, passou por ciclos de exploração de madeira, erva-mate, xaxim, pastoreio e coleta de sementes, que causaram abertura de grandes clareiras, contendo alta densidade de taquaras. Posteriormente, a área foi transformada em Reserva Particular do Patrimônio Natural. A condição de floresta alterada interferiu nos resultados para distribuição espacial dos indivíduos de D. sellowiana, M. scabrella e I. paraguariensis (xaxim, bracatinga e erva-mate) por ua. Apesar de ser detectada alta dependência espacial (>75%), foi também observada quebra da continuidade espacial para distribuição dessas espécies. Conclui-se que, nessa condição, geoestatística e krigagem não são indicadas devido aos usos inadequados dado à floresta...

Distribuição espacial da taxa de mortalidade infantil e principais determinantes no Ceará, Brasil, no período 2000-2002

Bezerra Filho,José Gomes; Kerr,Lígia Regina Franco Sansigolo; Miná,Daniel de Lima; Barreto,Maurício Lima
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2007 Português
Relevância na Pesquisa
67.93534%
A distribuição geográfica dos agravos à saúde e sua relação com potenciais fatores de risco vêm abrindo um vasto campo para a investigação epidemiológica. O presente estudo visa a identificar padrões de distribuição espacial dos componentes neonatal (TMIN) e pós-neonatal (TMIP) da taxa de mortalidade infantil (TMI) dos municípios do Ceará, Brasil, e discute os principais fatores sócio-econômicos, demográficos e de atenção à saúde que contribuíram para dependência espacial destes componentes. Trata-se de um estudo ecológico transversal, utilizando regressão linear múltipla, cuja análise espacial desses componentes foi obtida através do índice de Moran. Conclui-se que as condições de assistência à gravidez, ao parto e ao recém-nascido somadas a uma melhor distribuição de renda são decisivas para a sobrevivência no primeiro mês de vida, enquanto que a má alimentação, imunização, saneamento, educação e situação econômica são possíveis determinantes da mortalidade pós-neonatal. Reconhece-se a importância que as ações de atenção seletiva à saúde exercem para o declínio da TMI. No entanto, mudanças estruturais e intersetoriais são as que irão gerar a sustentabilidade necessária para levar esse indicador ao nível dos países desenvolvidos.

Distribuição espacial dos idosos de um município de médio porte do interior paulista segundo algumas características sócio-demográficas e de morbidade

Campos,Frederico Grizzi de; Barrozo,Ligia Vizeu; Ruiz,Tania; César,Chester Luiz Galvão; Barros,Marilisa Berti Azevedo; Carandina,Luana; Goldbaum,Moisés
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 Português
Relevância na Pesquisa
67.98112%
Os Sistemas de Informação Geográfica constituem importantes instrumentos dentro da Saúde Pública como técnicas de análise da distribuição de agravos à população, e, portanto, podem ser usados no estudo da localização de indivíduos portadores de doenças crônicas. Este trabalho objetivou a realização de análise espacial da distribuição da população de sessenta anos e mais no Município de Botucatu, São Paulo, Brasil, estudando o perfil sócio-demográfico e a presença de diabetes e hipertensão arterial. Foram analisados dados de 468 idosos da amostra de inquérito populacional realizado entre 2001 e 2002. Os idosos com melhor nível sócio-econômico residem nos setores censitários de estratos sociais mais altos, o que foi estatisticamente comprovado pela utilização de técnicas de análise espacial para renda e escolaridade. Não se encontrou padrão de distribuição espacial para idosos hipertensos e diabéticos que se localizaram no mapa de forma heterogênea. O presente estudo sugere a utilização das técnicas de geoprocessamento para o mapeamento digital das áreas de abrangências das Unidades de Atenção Primária à Saúde, para um melhor controle da distribuição de idosos portadores de doenças crônicas e de sua assistência pelos profissionais de saúde.

Distribuição Espacial da Lagarta-do-Cartucho, Spodoptera frugiperda (J.E. Smith) (Lepidoptera: Noctuidae), na Cultura do Milho

FARIAS,PAULO R. S.; BARBOSA,JOSÉ C.; BUSOLI,ANTÔNIO C.
Fonte: Sociedade Entomológica do Brasil Publicador: Sociedade Entomológica do Brasil
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2001 Português
Relevância na Pesquisa
67.94364%
O estudo da distribuição espacial da lagarta-do-cartucho, Spodoptera frugiperda (J.E. Smith), na cultura do milho é fundamental para garantir a utilização de estratégias de controle, otimização de técnicas de amostragem, determinação de danos econômicos e incorporação da dinâmica espacial dentro do modelo populacional. O experimento foi conduzido em três campos contendo 100 parcelas cada, sendo amostradas 10 plantas ao acaso por parcela, num total de 1000 plantas por campo em cinco datas de amostragem. Foram contados o número de lagartas pequenas (menor que 10 mm) e grandes (maior que 10 mm) por planta. As lagartas pequenas apresentaram um ajuste muito bom à distribuição binomial negativa e não à Poisson, indicando que esta categoria larval encontra-se agregada no campo. Os números de lagartas grandes por planta ajustaram-se razoavelmente à distribuição binomial negativa, com algumas datas ajustando-se à distribuição de Poisson. Portanto, as lagartas pequenas (alta densidade populacional) têm distribuição agregada no campo, enquanto que as lagartas grandes (baixa densidade populacional) podem ser mais dispersas no campo, tendendo à aleatoriedade.

Análise da Influência do Fator Distribuição Espacial dos Dados no Desempenho de Métodos de Acesso Multidimensionais

Rodrigues Ciferri, Ricardo; Carolina Brandão Salgado, Ana (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
Português
Relevância na Pesquisa
68.12813%
Um método de acesso multidimensional (MAM) é uma estrutura de indexação voltada ao suporte de objetos espaciais, especialmente de retângulos. O principal objetivo de um MAM é propiciar uma rápida obtenção dos objetos espaciais que satisfazem um certo relacionamento topológico, métrico ou direcional. Neste sentido, o espaço indexado é organizado de tal forma que, por exemplo, a recuperação dos retângulos de dados contidos em uma área particular requeira apenas o acesso aos retângulos próximos a esta área, em oposição à análise do conjunto completo de retângulos armazenados em memória secundária. Um MAM, portanto, é projetado como um caminho otimizado aos dados espaciais e o seu uso melhora significativamente o desempenho de sistemas gerenciadores de banco de dados espaciais no processamento de consultas. Nesta tese, nós investigamos o desempenho de um conjunto de MAM, a maioria dos quais tem sido identificado na literatura como um MAM muito eficiente no suporte a consultas espaciais de seleção. Este grupo consiste dos seguintes métodos de acesso: R-tree, R-tree Greene, R+-tree, Hilbert R-tree, SR-tree e três variantes da R* -tree chamadas de R* -tree CR (i.e., close reinsert), de R* -tree FR (isto é...

Estrutura etária e distribuição espacial de Myrcianthes pungens (O. Berg) Legrand (Myrtaceae) em um trecho de mata ciliar do rio da Prata, no município de Jardim, Mato Grosso do Sul

Cano, Elenice Cristaldo
Fonte: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Publicador: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
68.033184%
Este estudo teve como objetivo investigar a estrutura de tamanho e o modelo de distribuição espacial da espécie arbórea Myrcianthes pungens (O. Berg) Legrand, (Myrtaceae). Esta espécie é uma planta semidecídua, esciófita, climácica, que ocorre desde o Estado de Mato Grosso do Sul e São Paulo até o norte do Uruguai, e atualmente está classificada como espécie ameaçada de extinção pela World Conservation Union (IUCN). O presente estudo foi realizado em um trecho de mata ciliar, às margens do rio da Prata, na Fazenda Nossa Senhora Aparecida, localizado no município de Jardim, MS. Para o estudo da estrutura de tamanho foram demarcados uma parcela de 40 x 160 m e outros dois transectos de 10 x 160 m cada um, perpendiculares à margem do rio, totalizando 90 parcelas de 10x10 m com 9000 m2 de área total amostrada. Em cada sub-parcela, foram marcados e medidos todos os indivíduos desta espécie, registrando sua altura e dividido em sete classes de tamanho. Foram registrados 1689 indivíduos de M. pungens na área estudada A abundância de indivíduos foi maior nas sub-parcelas mais próximas à margem do rio. Em todas as faixas de distâncias observou-se o padrão do tipo 'J-reverso' na estrutura de tamanho, com uma maior ocorrência dos estádios jovens (menores classes de tamanho)...

Distribuição espacial do risco de hipertensão arterial sistêmica e diabetes mellitus em área do município de Pedreira - SP; Spatial distribution of the risk of high blood pressure and diabetes mellitus in the area of Pedreira, SP, Brazil

Adriano Peres Lora
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/08/2010 Português
Relevância na Pesquisa
67.909023%
Este estudo aborda associações existentes entre a distribuição espacial de risco de casos de Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) e Diabetes Mellitus (DM) em uma determinada área de atuação de duas equipes de Saúde da Família, no Município de Pedreira - SP. Para tanto, foram usados dados contidos em planilhas eletrônicas elaboradas pelas equipes com dados dos cadastros das famílias, acrescentadas coordenadas "x" e "y" de cada um dos domicílios do território em questão, assinaladas por aparelho de GPS. As informações foram trabalhadas empregando-se modelo aditivo generalizado multinomial utilizando a família politômica, dentro do pacote estatístico XGAM; sendo duas variáveis, HAS presente ou ausente e DM presente ou ausente. Utilizou-se um grupo de co-variáveis para ajuste no modelo semi-paramétrica, composto por: sexo, idade, escolaridade, posição na família e tabagismo. A utilização da metodologia na área permite concluir que a distribuição de HAS e DM estão relacionadas com o espaço. A variação espacial do risco ocorre tanto no modelo 1 (não paramétrica), quanto no modelo 2 (semi-paramétrica). O modelo 2, explica melhor a distribuição de risco do que o modelo 1. Apesar da variação na distribuição do risco ser menor no modelo 2...

Distribuição espacial dos idosos de um município de médio porte do interior paulista segundo algumas características sócio-demográficas e de morbidade

Campos,Frederico Grizzi de; Barrozo,Ligia Vizeu; Ruiz,Tania; César,Chester Luiz Galvão; Barros,Marilisa Berti Azevedo; Carandina,Luana; Goldbaum,Moisés
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 Português
Relevância na Pesquisa
67.98112%
Os Sistemas de Informação Geográfica constituem importantes instrumentos dentro da Saúde Pública como técnicas de análise da distribuição de agravos à população, e, portanto, podem ser usados no estudo da localização de indivíduos portadores de doenças crônicas. Este trabalho objetivou a realização de análise espacial da distribuição da população de sessenta anos e mais no Município de Botucatu, São Paulo, Brasil, estudando o perfil sócio-demográfico e a presença de diabetes e hipertensão arterial. Foram analisados dados de 468 idosos da amostra de inquérito populacional realizado entre 2001 e 2002. Os idosos com melhor nível sócio-econômico residem nos setores censitários de estratos sociais mais altos, o que foi estatisticamente comprovado pela utilização de técnicas de análise espacial para renda e escolaridade. Não se encontrou padrão de distribuição espacial para idosos hipertensos e diabéticos que se localizaram no mapa de forma heterogênea. O presente estudo sugere a utilização das técnicas de geoprocessamento para o mapeamento digital das áreas de abrangências das Unidades de Atenção Primária à Saúde, para um melhor controle da distribuição de idosos portadores de doenças crônicas e de sua assistência pelos profissionais de saúde.

Distribuição espacial da taxa de mortalidade infantil e principais determinantes no Ceará, Brasil, no período 2000-2002

Bezerra Filho,José Gomes; Kerr,Lígia Regina Franco Sansigolo; Miná,Daniel de Lima; Barreto,Maurício Lima
Fonte: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz Publicador: Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/05/2007 Português
Relevância na Pesquisa
67.93534%
A distribuição geográfica dos agravos à saúde e sua relação com potenciais fatores de risco vêm abrindo um vasto campo para a investigação epidemiológica. O presente estudo visa a identificar padrões de distribuição espacial dos componentes neonatal (TMIN) e pós-neonatal (TMIP) da taxa de mortalidade infantil (TMI) dos municípios do Ceará, Brasil, e discute os principais fatores sócio-econômicos, demográficos e de atenção à saúde que contribuíram para dependência espacial destes componentes. Trata-se de um estudo ecológico transversal, utilizando regressão linear múltipla, cuja análise espacial desses componentes foi obtida através do índice de Moran. Conclui-se que as condições de assistência à gravidez, ao parto e ao recém-nascido somadas a uma melhor distribuição de renda são decisivas para a sobrevivência no primeiro mês de vida, enquanto que a má alimentação, imunização, saneamento, educação e situação econômica são possíveis determinantes da mortalidade pós-neonatal. Reconhece-se a importância que as ações de atenção seletiva à saúde exercem para o declínio da TMI. No entanto, mudanças estruturais e intersetoriais são as que irão gerar a sustentabilidade necessária para levar esse indicador ao nível dos países desenvolvidos.