Página 1 dos resultados de 21 itens digitais encontrados em 0.013 segundos

Do colapso à reconstrução: estados falidos, operações de nation-building e o caso do Afeganistão no pós Guerra Fria; From the collapse to the reconstruction: failed states, Nation-Building operations and the Afghan case in the post Cold War

Gomes, Aureo de Toledo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/06/2008 Português
Relevância na Pesquisa
67%
Após os atentados terroristas de Onze de setembro de 2001 os Estados Falidos passaram a ser considerados uma das principais ameaças à paz e segurança internacional. A maior parte dos estudos sobre o tema argumenta que a melhor maneira para se lidar com esta ameaça são as chamadas operações de Nation-Building, lideradas por agentes externos e cujos objetivos principais são reconstruir as instituições políticas, promover eleições democráticas e consolidar uma economia de mercado no país alvo. Assim sendo, na primeira parte do trabalho, intitulada O Colapso, esta dissertação almeja analisar as características do conceito de Estado Falido à luz do caso do Afeganistão. Na segunda parte, intitulada A Reconstrução, ambicionamos entender o que são e como são levadas a cabo as operações de Nation- Building, analisando as missões lideradas pela ONU e pelos EUA e realizando um estudo da atual operação no Afeganistão.; After the September 11th, 2001 terrorist attacks, Failed States have been considered one of the greatest threats to peace and international security. The great majority of the studies about this theme argue that one of the best ways to cope with this threat are the so-called Nation-Building operations...

O colapso e a reconstrução: uma análise do discurso sobre Estados falidos e reconstrução de Estados; Collapse and Reconstruction: a Discourse Analysis of Failed States and Nation-Building

Gomes, Aureo de Toledo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/08/2012 Português
Relevância na Pesquisa
67.3%
Mediante a teoria do discurso de Ernesto Laclau, a tese analisa as concepções de Estados Falidos e nation-building presentes em documentos produzidos durante a administração George W. Bush. Almejamos entender como o fracasso estatal foi concebido como um evento eminentemente doméstico, assim como as ideias de que a democracia liberal é a melhor instituição para os Estados Falidos, e que os EUA possuem capacidade reconhecida para reconstruir Estados. Nossas hipóteses são as seguintes: primeiramente, por meio de premissas do institucionalismo da escolha racional, a história dos Estados Falidos é vista de maneira pejorativa, julgada à luz do desenvolvimento político e econômico ocidental. Em segundo lugar, a democracia é aqui compreendida como um significante vazio, visto que, seria não apenas o melhor e mais justo sistema político e econômico, mas também aquele que permitiria que países executassem de maneira mais eficiente funções estatais consideradas essenciais. Finalmente, com base em uma série de estudos de casos, os documentos apresentam uma visão dos EUA enquanto país historicamente engajado em nation-building, começando com as intervenções na Alemanha e no Japão ao final da Segunda Guerra Mundial...

A presença chinesa nos estados falidos africanos: um olhar sobre o investimento em áreas de conflito

Licório, Grasiela de Oliveira
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 64 f.
Português
Relevância na Pesquisa
46.75%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Relações Internacionais (UNESP - UNICAMP - PUC-SP) - FFC; A presença chinesa na África nos últimos cinco anos deixou de ser pautada na solidariedade e tomou características de posicionamento estratégico internacional. A China alcança em média 70 bilhões de dólares ao ano (Huang, 2008) em negociações comerciais com o continente Africano, incluindo países que enfrentam situação de instabilidade civil, como Sudão e Nigéria. Essa interação não impõe condicionalidades políticas, o que permite à China manter sempre relações vantajosas financeira e politicamente, independente de qual seja o regime vigente. O objetivo desse trabalho é analisar esse novo posicionamento chinês no continente Africano, buscando entender as conseqüências dessa aproximação para ambos os lados e sua relação com o aprofundamento das situações de conflito; The Chinese presence in Africa over the past five years has ceased to be based on solidarity and took strategic international positioning characteristics. China has achieved an average 70 billion dollars per year (HUANG, 2008) in trade negotiations with the African continent, including countries facing situations of civil unrest...

A organização das Nações Unidas e o desafio das intervenções humanitárias

Giannini, Renata Avelar
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 142 f.
Português
Relevância na Pesquisa
26.27%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Relações Internacionais (UNESP - UNICAMP - PUC-SP) - FFC; Este trabalho tem como objetivo analisar as intervenções humanitárias empreendidas pela Organização das Nações Unidas. Para tanto analisamos a estrutura e as diferentes formas de ação neste campo, privilegiando o sistema de segurança coletiva e posteriormente as missões de paz, bem como o sistema de assistência humanitária da organização. Neste sentido, estudamos também o contexto em que se inserem estas intervenções quando de sua euforia no período posterior à Guerra Fria, destacando-se o surgimento dos chamados Estados falidos e colapsados, a inclusão de temas não tradicionais à noção de segurança internacional e, finalmente a intensa codificação dos Direitos Humanos, que passam a figurar como motivo para ruptura da paz e segurança internacional e, portanto, sujeitos ao uso da força. Por fim, analisamos alguns conceitos considerados primordiais para compreensão do atual status das intervenções humanitárias, quais sejam, o próprio conceito de intervenção humanitária, o de soberania e finalmente o de emergência complexa. A confusão relativamente a estes termos tem contribuído para a politização das ações humanitárias e para a confusão acerca do significado do termo. As implicações destas últimas são o foco desta dissertação.; The objective of this study is to analyze the humanitarian interventions established by the United Nations Organization. For this purpose we analyzed the structure and its different forms of action in this specific field...

Segurança internacional no pós-guerra fria: degradação da segurança humana nos deslocamentos internos forçados na Colômbia

Cossul, Naiane Inez
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 48 f.
Português
Relevância na Pesquisa
46.75%
TCC (Graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro Socioeconômico. Curso de Graduação em Relações Internacionais.; O presente trabalho objetiva verificar como o conceito de Segurança Humana abarca as novas ameaças, no sentido de que essas influenciam aquela, problematizando o conflito colombiano e o Plano Colômbia, ressaltando suas consequências para os deslocamentos forçados frente ao conceito de Segurança Humana, bem como para o entorno andino. Neste sentido, avalia-se a emergência das novas ameaças no âmbito do pós Guerra Fria, o conceito de segurança humana promovido pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento em 1994 e o conceito de Estados Falidos, este tendo como base o Failed States Index. Desta forma, afere-se o entendimento de segurança humana na América do Sul, bem como na União Europeia apontando suas diferentes concepções. Por fim, a Colômbia torna-se objeto de análise, pois apresenta fortes elementos de um Estado falido, sendo foco de insegurança regional ao passo que o movimento massivo de deslocados forçados agrava a degradação da segurança humana na região.

O direito à não devolução e o reconhecimento do non-refoulement como norma jus cogens

Silva, Joana de Angelis Galdino
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
26.49%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Jurídicas, Programa de Pós-Graduação em Direito, 2015; O presente trabalho tem por propósito analisar a possibilidade de interpretação do princípio do non-refoulement como uma norma de caráter jus cogens. O objetivo aoabordar o princípio desta nova maneira é fortalecer a proibição da devolução de refugiados e solicitantes de refúgio a seu país de origem, pelo país no qual solicitam o refúgio ou já têm o status de refugiado reconhecido. Para isso há a análise da soberania estatal, por meio das teorias de segurança nacional e de Estados falidos, teorias utilizadas pelos Estados como justificativa para o fechamento de fronteiras. Também se verifica como a comunidade internacional se posiciona, de formas distintas, em relação a cada uma destas teorias. A tentativa de equilibrar os direitos humanos, e em especial o direito à não devolução (princípio do non-refoulement), com a soberania também é verificada com uma interpretação ampla da teoria da responsabilidade de proteger (R2P), para permear as duas teorias anteriores e justificar a intervenção de um Estado em outro. Ela traz uma vantagem em prol do direito internacional humanitário e dos direitos humanos...

Nation-building e segurança internacional: Um debate em construção

Gomes,Aureo de Toledo
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Instituto de Relações Internacionais Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Instituto de Relações Internacionais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2009 Português
Relevância na Pesquisa
46.75%
Este artigo almeja analisar as operações de nation-building, que, desde os atentados terroristas de 11 de setembro de 2001, são consideradas uma das maneiras para se lidar com as novas ameaças de segurança internacional, principalmente os ditos Estados Falidos. Assim sendo, revisaremos a bibliografia sobre o tema, procurando identificar as origens destas operações, assim como as definições utilizadas pelos principais autores e os problemas que elas possam apresentar.

Terrorismo e Estados Falidos: uma análise de discurso crítica

Gomes,Aureo de Toledo; Reis,Rossana Rocha; Espíndola,Tainah
Fonte: Centro de Estudos de Opiniao Publica da Universidade Estadual de Campinas Publicador: Centro de Estudos de Opiniao Publica da Universidade Estadual de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2014 Português
Relevância na Pesquisa
67%
Mediante aportes conceituais da Análise de Discurso Crítica de Norman Fairclough, o artigo analisa a política externa norte-americana durante o governo George W. Bush (2001-2008). De forma mais precisa, a partir da leitura de documentos oficiais selecionados, objetiva-se averiguar a construção discursiva das ameaças aos EUA, com ênfase em três pontos: a construção de identidades em torno do terrorismo transnacional e dos chamados Estados Falidos; a recepção e a reprodução do discurso e como estes sentidos influenciariam a ação política norte-americana; e como tais elementos contribuem para justificar a atuação internacional dos EUA. Ademais, em termos teóricos e metodológicos, espera-se contribuir ao demonstrar os potenciais da Análise de Discurso Crítica para o estudo das Relações Internacionais.

O papel do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) na construção do governo da República do Sudão do Sul

Guimarães, Samara Dantas Palmeira
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 125 p.| il.
Português
Relevância na Pesquisa
26.27%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico, Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais, Florianópolis, 2013.; A presente dissertação analisará a atuação do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) na construção do Governo da República do Sudão do Sul de 2009 a 2012, a partir do estágio final do Amplo Acordo de Paz, que culminou com a independência do país em 9 de julho 2011, com foco no papel da agência no processo eleitoral do país no período pré-referendo e na manutenção dos projetos pós-referendo até 2012. A República do Sudão do Sul declarou-se independente, mas o novo membro da Organização das Nações Unidas nasce como um Estado com características de "Estado falido". Para alcançar o objetivo geral da pesquisa, serão estudados os projetos na área de governança democrática realizados pela agência. Para a elaboração do trabalho serão utilizados conceitos trazidos" por teóricos que pesquisam sobre governança global e "Estados falidos".
; Abstract : This dissertation will examine the role of the United Nations Program for Development (UNDP) in the construction of the Government of the Republic of South Sudan from 2009 to 2012...

As Limitações das intervenções humanitárias da ONU

Kaminski, Anelise Gomes Vaz
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 160 p.| il., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
16.41%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política, Florianópolis, 2011; O objetivo deste trabalho é realizar uma avaliação das ações da MINUSTAH no Haiti, desde seu início, em 2004 até as eleições presidenciais de 2010. A MINUSTAH (Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti) é uma operação de imposição da paz das Nações Unidas que busca restaurar a estabilidade política do país e auxiliar o governo haitiano a criar condições sustentáveis de autogovernança. A missão adquiriu especial importância após o terremoto de janeiro de 2010, quando as fragilidades do Estado haitiano se tornaram mais evidentes. O mandato da MINUSTAH divide suas funções em três áreas principais: segurança, processo político e direitos humanos. A avaliação é feita, neste trabalho, por meio de uma análise das ações da MINUSTAH em cada uma dessas áreas, apontando suas conquistas e seus fracassos. A pesquisa inicia com uma contextualização do processo de valorização dos direitos humanos no âmbito internacional, principalmente com o surgimento da ONU e de seus mecanismos de defesa desses direitos, como a Declaração Universal de Direito Humanos e as operações de paz. As mudanças sofridas pelo Estado-nação nas últimas décadas e as características dos conflitos do pós-Guerra Fria levaram a ONU a relativizar o conceito de soberania e a autorizar o uso da força em suas operações de paz de forma mais freqüente...

As operações de paz da ONU na Somália – Onusom I e II (1992 a 1995); As operações de paz da ONU na Somália – ONUSOM primeiro e segundo (mil novecentos e noventa e dois a mil novecentos e noventa e cinco).; As operações de paz da ONU na Somália – Onusom 1 e 2 (1992 a 1995)

Sousa, Polyana
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
Português
Relevância na Pesquisa
26.27%
Marcada por uma forte questão clânica, os acontecimentos políticos e sociais que acarretaram a guerra civil e a conseqüente operação de paz da ONU na Somália têm como pano de fundo o conflito entre os diferentes clãs existentes. A disputa pelo poder, o caos generalizado e os constantes abusos a população civil foram os elementos que despertaram na ONU, depois da divulgação do documento An Agenda For Peace, o entendimento de que crises humanitárias também perturbavam a "paz e a segurança internacionais". Inaugurando as operações de paz de terceira geração, as ONUSOM I e II duraram ao todo três anos e representaram o primeiro grande fracasso para a ONU, pois, apesar de algumas poucas melhorias, não conseguiram alcançar o objetivo principal da operação que era o de pacificar a região e acabar com o sofrimento da população civil, devido, principalmente, à falta de habilidade para atuar em situações que combinavam caos humanitário, Estados falidos e conflitos civis.; Somalia is marked by a strong clan question. The social and political events that caused Somalian civil war and the resulting U. N. peace operation have as a background the conflict among its different clans. Struggle for power, generalized chaos and frequent abuses against civil population were the main factors that made U. N. defend...

Estados falidos: conceitos e uma análise comparativa do termo na pós-graduação no Brasil

Souza, Leisa Cardoso de
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Português
Relevância na Pesquisa
46.75%

A sociedade internacional e os “estados falidos”: o combate à pirataria na costa da Somália

Cardoso, Patricia Laffratta
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Português
Relevância na Pesquisa
26.27%

A influência da intervenção dos Estados Unidos no Afeganistão para a democratização e desenvolvimento desse país (2001-2010).

Lima, Bruna Casarotto Pessoa
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Português
Relevância na Pesquisa
36.54%

Operações de paz e a responsabilidade ao proteger: o caso do Sudão do sul

Cuber, Gabriella Fernandes Grao
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Português
Relevância na Pesquisa
46.92%
O presente trabalho busca estudar as consequências que a construção de estados por meio da operação de paz UNMISS, estabelecida no âmbito da Responsabilidade de Proteger, pode afetar o Sudão do Sul. Pretende estudar as semelhanças das missões de paz com a política de Construção de Estados norte-americana, e a maneira como essas missões podem afetar os países que as recebem, se elas em algum grau colaboram com o enfraquecimento das instituições locais, levando a falência estatal, intencionalmente ou não. Para um entendimento da situação da operação de paz foi necessário definir a construção de estados, os tipos de operações de paz , o conceito de Estados Falidos e a doutrina Responsabilidade de Proteger. Após uma leitura pós-colonial do processo de formação do estado do Sudão do Sul, foram apresentadas possíveis consequências e implicações da operação de paz no mais recente Estado da comunidade internacional. Concluiu-se que a UNMISS pode colaborar com uma falência estatal, favorecendo a construção de um Estado no Sudão do Sul não correspondente de sua população, mas sim a interesses de potências internacionais.

ESTADOS FALIDOS, COMPANHIAS MILITARES PRIVADAS E COLÔMBIA: REPERCUSSÕES POLÍTICAS DO EMPREGO DE SOLDADOS CONTRATADOS NA AMÉRICA DO SUL

Brancoli, Fernando Luz; UFF
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 30/12/2010 Português
Relevância na Pesquisa
36.41%
O presente artigo aponta as  modificações ocasionadas pela  utilização por Estados Fracos de Companhias Militares Privadas, sob a luz dos conceitos que historicamente caracterizam o sistema vesfaliano de países, principalmente o de monopólio estatal do uso da força. Para isso, realiza-se um estudo empírico nas transformações ocasionadas por essas Companhias, no âmbito do Plano Colômbia, neste país  sul americano. Representantes do processo de liberalização econômica da década de 90 e do conseqüente  processo de privatização, as Indústrias Privadas Militares estão presentes atualmente em cerca de 190 países dos cincos continentes. Utilizadas por seu relativo baixo preço e reduzido custo político, comparados aos exércitos convencionais, o crescimento dessas companhias é notável,  chegando a casos em que os mercenários  representando nações soberanas são mais numerosos nas áreas de guerra do que os soldados estatais. O estudo de tais questões é uma ferramenta importante para o entendimento dos novos temas envolvendo conflitos no mundo pós-Guerra Fria. 

Somália & Somalilândia: uma ilusão coletiva e um fato ignorado

Wiese Randig, Rodrigo; Universidade de Brasília
Fonte: Meridiano 47; Meridiano 47 Publicador: Meridiano 47; Meridiano 47
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 30/11/2008 Português
Relevância na Pesquisa
26.27%
O colapso do primeiro país motiva arestauração de tutela; o segundo é um caso clássicode Estado de facto não-reconhecido

Intervenções Humanitárias, soberania e a emergência da Responsabilidade de Proteger no Direito Internacional Humanitário.

Regis, André
Fonte: Prim@ Facie - Law, History and Politics; Prima Facie - Direito, História e Política Publicador: Prim@ Facie - Law, History and Politics; Prima Facie - Direito, História e Política
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 18/04/2010 Português
Relevância na Pesquisa
26.75%
Este artigo revisa o conceito de soberania tendo em vista a discussão sobre a emergência do princípio da responsabilidade de proteger no direito internacional humanitário. Seu argumento é o de que enquanto a natureza anárquica do sistema internacional de estados se mantiver estável, as intervenções humanitárias dificilmente ocorrerão em estados soberanos, apenas nos falidos.

ONU e Intervenções Humanitárias num contexto anárquico-realista

Regis, André
Fonte: UFPB Publicador: UFPB
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2007 Português
Relevância na Pesquisa
26.41%
Ante as limitações impostas à ONU, em decorrência da natureza anárquico-realista do sistema internacional de Estados, é, praticamente, impossível se estabelecer um regime internacional de Direitos Humanos, vinculado ao Conselho de Segurança, para possibilitar Intervenções Humanitárias. Pelo atual modo operacional das intervenções não saberemos quais serão seus fatores desencadeadores, apenas que elas, caso aconteçam, incidirão apenas em Estados Falidos. Palavras-chave: Intervenções Humanitárias. Justiça internacional. Nações Unidas.

Terrorismo e estados falidos: uma análise de discurso crítica

Gomes, Aureo de Toledo; Reis, Rossana Rocha; Espíndola, Tainah
Fonte: CESOP/UNICAMP Publicador: CESOP/UNICAMP
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares; Pesquisa qualitativa Formato: application/pdf
Publicado em 30/10/2015 Português
Relevância na Pesquisa
67%
Mediante aportes conceituais da Análise de Discurso Crítica de Norman Fairclough, o artigo analisa a política externa norte-americana durante o governo George W. Bush (2001-2008). De forma mais precisa, a partir da leitura de documentos oficiais selecionados, objetiva-se averiguar a construção discursiva das ameaças aos EUA, com ênfase em três pontos: a construção de identidades em torno do terrorismo transnacional e dos chamados Estados Falidos; a recepção e a reprodução do discurso e como estes sentidos influenciariam a ação política norte-americana; e como tais elementos contribuem para justificar a atuação internacional dos EUA. Ademais, em termos teóricos e metodológicos, espera-se contribuir ao demonstrar os potenciais da Análise de Discurso Crítica para o estudo das Relações Internacionais. Abstract:Using Norman Fairclough´s Critical Discourse Analysis, this article aims at analyzing U.S. foreign policy under George W. Bush (2001-2008). Therefore, after the reading of official documents, we intend to study the discursive construction of new threats against the United States, with particular focus on three issues: first, the construction of identities around transnational terrorism and the so-called failed states; secondly...