Página 1 dos resultados de 1687 itens digitais encontrados em 0.054 segundos

Índice glicêmico e carga glicêmica de frutos brasileiros; Glycemic index and glycemic load of Brazilian fruits

Souza, Alessandra Gonçalves de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 02/03/2005 Português
Relevância na Pesquisa
77.642764%
Os carboidratos presentes nos alimentos são responsáveis por mais da metade do valor energético da alimentação do homem. Além do aporte energético, esse nutriente tem importante função na manutenção da glicose sanguínea e na integridade e funcionamento do trato gastrintestinal. Os produtos finais da digestão de carboidratos consistem, quase que exclusivamente, em glicose, frutose e galactose. Os carboidratos digeridos e absorvidos no intestino delgado provocam alterações na resposta glicêmica; essa elevação, ao longo do tempo, depende de fatores que interferem na velocidade de digestão e de difusão dos produtos de hidrólise no intestino delgado. Os carboidratos podem ser classificados de acordo com a glicemia pós prandial produzida. O índice glicêmico (IG) expressa de forma indireta, como cada alimento se comporta em termos de velocidade de digestão e absorção de seus carboidratos. A partir dos valores de IG dos alimentos pode-se calcular a carga glicêmica (CG), a qual inclui tanto a quantidade como a qualidade dos carboidratos ingeridos. O presente estudo teve como objetivo avaliar o IG e a CG de cinco frutos nacionais em indivíduos saudáveis. Em cada ensaio foram elaboradas as curvas glicêmicas produzidas após a ingestão de porções contento exatamente 25g ou 50g de carboidrato disponível dos seguintes frutos: abacaxi pérola (Ananas comosus); amora silvestre (Rubus rosaefoluis); morango oso grande (Fragaria ananassa Duch) e bananas (Musa spp.) mysore e nanica. A partir da relação entre a área abaixo da curva glicêmica dos alimentos teste e a área do pão (controle) foi calculado o IG. A CG foi calculada para cada fruto de acordo com o seu IG e a quantidade de alimento consumida habitualmente pela população. Tanto o cerne quanto a polpa de abacaxi apresentaram alto IG. A banana nanica apresentou IG médio e os demais frutos...

Efeito de uma pectina metilesterase na firmeza de pedaços de morango

Neves, José Maria de Mascarenhas Gaivão Correia
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
77.67079%
Os frutos são alimentos fundamentais na alimentação humana e são largamente consumidos em todo o mundo. Parte do consumo é feito na forma de frutos processados aplicados nos mais diversos produtos alimentares como iogurte, gelados, pastelaria, compotas, sumos etc. O processamento dos frutos provoca uma alteração das propriedades organoléticas especialmente na textura, devido a alterações na parede celular e principalmente na lamela média. As homogalacturonanas, um dos polissacarídeos pécticos presentes na lamela média, quando desesterificadas tem capacidade de formar ligações com catiões de Ca2+ formando assim um gel. Essa desesterificação pode ocorrer através da ação da pectina metilesterase (PME). A atividade da PME em conjunto com a adição de iões de cálcio pode trazer aumento da firmeza aos frutos processados. Neste trabalho foi testado o efeito provocado por uma PME em pedaços de morango. O trabalho focou-se na influência da temperatura de enzimagem ao longo do tempo em termos de firmeza dos pedaços. Foram utilizadas 3 temperaturas de incubação da enzima: 4ºC; 25ºC e 40ºC. Os dados obtidos foram adaptados ao modelo matemático de one-phase association que relaciona a firmeza dos pedaços em função do tempo através de uma constante de velocidade de enzimagem...

Composição química, propriedades mecânicas e térmicas da fibra de frutos de cultivares de coco verde

Corradini,Elisângela; Rosa,Morsyleide de Freitas; Macedo,Bruno Pereira de; Paladin,Priscila Danielle; Mattoso,Luiz Henrique Capparelli
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2009 Português
Relevância na Pesquisa
87.47458%
O consumo da água de coco verde, in natura ou industrializada, vem gerando um grande problema ambiental, devido ao destino final da casca dos frutos. Aproximadamente 85% do peso bruto do coco verde é constituído pelas cascas, que são acumuladas em lixões ou às margens de estradas. Como a minimização da geração desse resíduo implicaria a redução da atividade produtiva associada, o seu aproveitamento torna-se uma necessidade. Neste sentido, este estudo teve como objetivo investigar as características da fibra de coco verde de diversos cultivares em função do ponto de colheita dos frutos, na composição química, nas propriedades mecânicas e térmicas, como forma de contribuir para avaliar seu potencial de aplicação na elaboração de novos materiais. Os resultados mostraram que a variação da composição química em função da cultivar de coco verde foi na faixa de 37,2 ± 0,8% a 43,9±0,7% e de 31,5±0,1% a 37,4±0,5% para os teores de lignina e celulose, respectivamente. A composição química não variou significativamente em função do ponto de maturação para a fibra da cultivar Anão-Verde-de-Jiqui (AVeJ). A fibra de cultivares de coco verde e AVeJ em diferentes pontos de maturação apresentaram propriedades térmicas e mecânicas semelhantes...

Caracterização morfolóica de frutos e sementes de cataia (Drimys brasiliensis Miers. - Winteraceae)

Abreu,Daniela Cleide Azevedo de; Kuniyoshi,Yoshiko Saito; Medeiros,Antonio Carlos de Souza; Nogueira,Antonio Carlos
Fonte: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes Publicador: Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2005 Português
Relevância na Pesquisa
77.83972%
Este trabalho teve como objetivo caracterizar morfologicamente as estruturas externas e internas dos frutos e das sementes de cataia (Drimys brasiliensis Miers.). Para a descrição dos frutos foram observados detalhes externos e internos do pericarpo, referentes à textura, consistência, pilosidade, brilho, forma, número de sementes por fruto e deiscência. Para as sementes foram analisadas as seguintes variáveis externas: dimensões, cor, textura, consistência, forma, posição do hilo e da micrópila. Para as características internas, verificou-se a presença ou ausência de endosperma, o tipo, a forma, a cor, o desenvolvimento embrionário e posição dos cotilédones, do eixo-hipocótilo-radícula e da plúmula. Durante o desenvolvimento embrionário, foram encontrados embriões que variaram de acordo com a diferenciação celular, evidenciando seus aspectos morfológicos, nos estágios de coração, torpedo e maduro. Os frutos de D. brasiliensis são múltiplos, livres, constituídos por cinco frutíolos, bagas, indeiscentes e polispérmicos. As sementes são reniformes e têm grande quantidade de endosperma, e apresentam dormência por imaturidade embrionária.

Efeito da frequência e amplitude de vibração sobre a derriça de frutos de café

Santos,Fábio L.; Queiroz,Daniel M. de; Pinto,Francisco de A. de C.; Resende,Ricardo C. de
Fonte: Departamento de Engenharia Agrícola - UFCG Publicador: Departamento de Engenharia Agrícola - UFCG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2010 Português
Relevância na Pesquisa
77.64881%
Parâmetros de qualidade podem alterar significativamente o preço do café; entretanto, a colheita seletiva dos frutos é frequentemente associada à boa qualidade do produto, procedimento que pode ser realizado por meio de vibrações mecânicas. Desta forma, o estudo e a avaliação do efeito localizado de fatores como frequência, amplitude e grau de maturação dos frutos, são fundamentais para construção de máquinas adequadas a este tipo de prática. O trabalho foi desenvolvido com o objetivo de se avaliar os fatores frequência, amplitude, grau de maturação, direção de excitação e número de frutos por pedúnculo, na eficiência de derriça. Para a realização dos ensaios de vibração em laboratório utilizou-se uma máquina vibradora eletromagnética. Amplitudes na faixa de 3,75 a 7,50 mm e frequências na faixa de 13,33 a 26,67 Hz foram testadas para a variedade Mundo Novo, em que os resultados mostraram que a frequência de 26,67 Hz apresentou uma eficiência maior de derriça para os frutos cereja e a amplitude de 7,5 mm indicou maior eficiência de derriça. Verificou-se, também, que o número de frutos por pedúnculo influencia a eficiência de derriça dos frutos de café da variedade Mundo Novo.

Biometria de frutos e diásporos de Cryptocarya aschersoniana Mez e Cryptocarya moschata Nees (Lauraceae)

Moraes,Pedro Luís Rodrigues de; Alves,Marcelo Corrêa
Fonte: Instituto Virtual da Biodiversidade | BIOTA - FAPESP Publicador: Instituto Virtual da Biodiversidade | BIOTA - FAPESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2002 Português
Relevância na Pesquisa
87.74533%
Apresentam-se os dados da biometria de frutos e diásporos de Cryptocarya aschersoniana Mez e C. moschata Nees (Lauraceae). Os frutos foram coletados de 12 populações de sete localidades diferentes do sudeste brasileiro. Utilizando-se a regressão logística e a análise de função linear discriminante, as espécies foram classificadas de acordo com as equações geradas por essas técnicas. Para os frutos, as variáveis comprimento, diâmetro, superfície e volume foram selecionadas e apresentaram 94,4% de concordância entre as associações de probabilidades esperadas e observadas. Similarmente, as variáveis comprimento, diâmetro, superfície e volume de diásporos foram selecionadas e apresentaram 88,0% de concordância. Realizou-se análise de agrupamento. Observou-se variabilidade dentro e entre plantas nos frutos e nos diásporos de ambas as espécies. Todas as variáveis foram importantes na discriminação dos grupos. Os três grupos formados tanto para frutos como para diásporos basearam-se numa gradação de suas dimensões. A obtenção de grupos distintos indica presença de variabilidade genética no material coletado. Adicionalmente, examinaram-se as relações alométricas entre o comprimento e o diâmetro de frutos e diásporos para a determinação de ocorrência de isometria. Utilizou-se a técnica do "eixo maior" para a regressão do ln(diâmetro) pelo ln(comprimento) de frutos e diásporos. Os frutos de C. aschersoniana apresentaram tendência à alometria positiva...

Produção e qualidade de frutos de cultivares de melancia sob irrigação por gotejamento.

PINHO, R. C.; FERREIRA, V. M.; ANDRADE JUNIOR, A. S. de; ANDRADE, F. N.; RIBEIRO, V. Q.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA AGRICOLA, 40., 2011. Cuiabá. Geração de tecnologias inovadoras e o desenvolvimento do cerrado brasileiro: anais. Cuiabá: SBEA, 2011. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA AGRICOLA, 40., 2011. Cuiabá. Geração de tecnologias inovadoras e o desenvolvimento do cerrado brasileiro: anais. Cuiabá: SBEA, 2011.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.; 4 p.
Português
Relevância na Pesquisa
87.801045%
Esta pesquisa foi conduzida no Campo Experimental da Embrapa Meio-Norte, Teresina, PI (05°05? S; 42°48?W e 74,4m), com o objetivo de avaliar a produção e qualidade dos frutos de três cultivares de melancia: o híbrido duplo Top Gun, o híbrido triplo Shadow e a cultivar Crimson Sweet, sob irrigação por gotejamento. Aplicou-se uma lâmina de irrigação diária equivalente a 100% de reposição da ET0. O delineamento experimental foi o de blocos casualizados com quatro repetições e duas amostras por parcela. Foram avaliados os seguintes parâmetros: peso médio dos frutos (kg), número de frutos por planta, produtividade (t.ha-1), fator de forma do fruto (dado pela relação entre a largura e o comprimento do fruto), sólidos solúveis totais (ºBrix), pH, conteúdo de vitamina C (mg/100 g de polpa) e acidez total titulável (% ácido cítrico). A cultivar Crimson Sweet apresentou diferença significativa para peso médio dos frutos (6,13 kg) e fator de forma do fruto (0,92), enquanto a cultivar Top Gun apresentou maior conteúdo de vitamina C (6,71 mg/100 g de polpa) e pH (5,21). A produtividade da variedade Crimson Sweet e Top Gun foi influenciada pelo número de frutos por planta.; 2011

Influência da aplicação de Glyphosate na queda de frutos e de folhas de coqueiros.

PROCOPIO, S. de O.; FONTES, H. R.; CARGNELUTTI FILHO, A.; FERREIRA, J. M. S.; FERNANDES, M. F.
Fonte: Planta Daninha, Viçosa, v. 27, n.2, p. 337-344, 2009. Publicador: Planta Daninha, Viçosa, v. 27, n.2, p. 337-344, 2009.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
77.64596%
O objetivo deste trabalho foi avaliar a queda de frutos e de folhas de coqueiros após a aplicação do herbicida glyphosate. O experimento foi instalado no município de Neópolis-SE, no período de agosto a setembro de 2007. O coqueiral da variedade Anão- Verde foi implantado há 11 anos, em área sob sistema de irrigação por microaspersão. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado, com cinco repetições, em esquema fatorial 3 x 3 + 1, sendo três doses do herbicida glyphosate (3,4; 6,8; e 13,6 g por planta), três formas de aplicação (produto aplicado apenas no estipe, da base a 1 m de altura; produto aplicado apenas no solo ao redor da copa, dentro de um raio de 2 m na zona de coroamento; e, ainda, a combinação das duas formas de aplicação), mais um tratamento adicional de controle sem aplicação. Durante quatro semanas, aos 7, 14, 21 e 28 dias após a aplicação dos tratamentos (DAA), realizou-se a contagem dos frutos caídos dos cachos de números 11, 12, 13, 14, 15, 16, 17, 18 e 19 e das folhas caídas. Aos 35 DAA, realizou-se a contagem dos frutos dos cachos 18 e 19 que possuíam valor comercial. Até os 28 DAA, o herbicida glyphosate não influenciou a queda de frutos e de folhas, independentemente da forma de aplicação...

Características morfológicas, físicas e químicas de frutos de populações de umbu-cajazeira no Estado da Bahia.

CARVALHO, P. C. L. de; RITZINGER, R.; SOARES FILHO, W. dos S.; LEDO, C. A. da S.
Fonte: Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 30, n. 1, p. 140-147, mar. 2008. Publicador: Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 30, n. 1, p. 140-147, mar. 2008.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
87.36233%
A umbu-cajazeira (Spondias sp.) é uma frutífera que ocorre de forma esparsa em todos os Estados brasileiros localizados na região semi-árida nordestina, normalmente em áreas submetidas a movimentos antrópicos, sendo seus frutos consumidos tanto ao natural como na forma de sucos e polpa. O potencial produtivo dessa espécie ainda é desconhecido, desde quando não se conhece a variabilidade existente principalmente no que diz respeito às características do fruto. O trabalho objetivou estudar essa variabilidade em três populações no Estado da Bahia, sendo possível verificar, mediante a análise de variáveis morfométricas, físicas e químicas do fruto, utilizando análise de agrupamento, a existência de uma considerável diversidade genética entre indivíduos nas áreas amostradas. Dentre eles, destacaram-se o acesso Vavazinho, com potencial para o consumo ao natural, e o acesso Campo Grande-5, adequado ao processamento de polpa.; 2008

Caracterização de ambientes com ocorrência natural Acrocomia aculeata (Jacq.) Lodd. ex Mart e suas populações nas regiões Centro e Sul do Estado de Goiás; Characterization of environments with natural ocurrence of Acrocomia aculeata (Jacq.) Lodd. ex Mart and their populations in the center and south regions of the State of Goiás, Brazil

TELES, Heria de Freitas
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Agronomia; Ciências Agrárias Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Mestrado em Agronomia; Ciências Agrárias
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
87.71426%
In the Cerrado, some species of palm trees stand out from the natural, economic, and ecological point of view, either by the predominance, either by exuberance of the plant or importance in the wild fauna and/or flora equilibrium, or even by use of their products and byproducts by the local community. Among these, the macauba (Acrocomia aculeata) occurs in abundance in some states, mainly in Goiás. Increasingly this palm has aroused interest, by its high production of fruits and several uses, such as food, forage, ornamental and oilseed production. And, furthermore, its fruits are highly prized for human consumption, domestic and wild fauna. However, the existing exploitation is basically extractivist and with low productivity. The installation of commercial fields lives together with a series of difficulties, including the lack of knowledge of its ecological requirements. This research aimed to characterize environments of naturally occurring macauba and their respective populations, in the regions Center and South of the State of Goias. Ten areas were studied, located in seven municipalities: Santa Cruz de Goiás, São Miguel do Passa Quatro, São Francisco de Goiás, Parauna, Jandaia, Indiara and Jaraguá. Soil chemical and physical characterizations were carried out...

Oferta de frutos e frugivoria por aves, em espécies do gênero Miconia Ruiz & Pav. (Melastomataceae) em duas áreas do Cerrado; Fruit supply and bird frugivory in species of Miconia Ruiz & Pav. (Melastomataceae) in areas of Cerrado, Brazil

Borges, Mariana Ribeiro
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
77.802036%
Os objetivos deste trabalho foram: determinar o período, a duração e os picos de oferta de frutos de Miconia albicans, M. ibaguensis, M. affinis, M. theaezans e M. chamissois; verificar a qualidade nutricional desses frutos (Capítulo I); e quais espécies de aves utilizam estes frutos na alimentação, determinando os principais dispersores potenciais de cada espécie (Capítulo II). O estudo foi conduzido de janeiro a dezembro de 2009 em duas áreas de Cerrado: Estação Ecológica do Panga (EEP) e Fazenda Experimental do Glória (FEG), em Uberlândia, MG. As observações fenológicas foram realizadas quinzenalmente ao longo do período de estudo, visando avaliar a oferta quantitativa de frutos verdes e maduros de cada espécie. As espécies de Miconia ofereceram frutos ao longo do ano todo, de forma assincrônica entre si. Todas as espécies apresentaram picos de oferta de frutos, mas na estação chuvosa a oferta de frutos foi mais concentrada próxima aos picos. Os principais fatores climáticos que influenciaram a oferta de frutos foram a temperatura e a precipitação, e, em ambas as áreas, esta influência foi maior sobre a oferta de frutos verdes. As espécies de Miconia foram semelhantes em relação ao conteúdo nutricional...

Cobertura do solo e n??veis de nitrog??nio no desenvolvimento, na produ????o e na qualidade de frutos de mirtileiros; Mulching and nitrogen level on growth, production and quality of blueberries fruits.

MOURA, Gisely Corr??a de
Fonte: Universidade Federal de Pelotas; Agronomia; Programa de P??s-Gradua????o em Fruticultura de Clima Temperado; UFPel; BR Publicador: Universidade Federal de Pelotas; Agronomia; Programa de P??s-Gradua????o em Fruticultura de Clima Temperado; UFPel; BR
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
77.6123%
The Blueberry is a temperate fruit tree traditionally grown in the North hemisphere, which has great economic importance. In Brazil the blueberry tree culture is still in development phase being necessary to develop an efficient and competitive production system that ensures the entrance on the world market. This work aimed to evaluate the growth, yield and fruits quality of blueberry trees using different types of mulching and nitrogen doses. The experiments were carried out at commercial orchard, located at Morro Redondo-RS from March 2007 at March 2009. Blueberry plants cultivars Climax and Bluegem were used for two experiments with mulching and Powderblue for that with nitrogen. In the beginning of the first year, the plants were 4 years old and with space of 1m among plants and 3m among rows. For those with mulching, the experimental design was a randomized blocks with 4 repetitions, three plants per plot and five treatments: T1: plot without mulching (control); T2: natural mulching (native and exotic species commonly found in areas of fruit cultivation); T3: eucalyptus sawdust; T4: pinus needle and T5: rice hull. For the experiment with nitrogen, the experimental design was that of randomized blocks with three repetitions and three plants per plot. Different nitrogen doses using ammonium sulfate (NH4)2SO4 with 21% of N as source were adopted...

EFEITO DA TEMPERATURA E DO USO DE EMBALAGEM NA CONSERVAÇÃO PÓS-COLHEITA DE FRUTOS DE CAGAITA (Eugenia dysentericaDC.)

CARNEIRO,JULIANA DE OLIVEIRA; SOUZA,MARIA APARECIDA DE ALENCAR DE; RODRIGUES,YNAYARA JOANE DE MELO; MAPELI,ANA MARIA
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2015 Português
Relevância na Pesquisa
77.94755%
RESUMO Eugenia dysenterica DC. (cagaiteira) destaca-se entre as espécies nativas do Cerrado por produzir frutos de sabor agradável, os quais podem ser consumidos tanto in natura quanto processados na forma de doces, compotas e geleias. Apesar do potencial econômico, é uma planta pouco explorada, principalmente devido à baixa durabilidade dos frutos. Assim, este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito da embalagem e da temperatura sobre a conservação pós-colheita de frutos de E. dysenterica. Para isto, os frutos de cagaita foram coletados no estádio verde-maduro, ainda ligados à planta-mãe, e levados ao Laboratório de Botânica da Universidade Federal da Bahia, onde foram selecionados quanto à integridade física, ausência de danos mecânicos epatogênicos. Após lavagem em água corrente, os frutos foram secos e acondicionados em bandejas de poliestireno expandido, cobertas por filme de policloreto de vinila (PVC) de 10 micras, perfurados e sem perfuração, e em bandejas sem revestimento de PVC. A perfuração foi realizada visando a maior circulação de ar dentro das embalagens. Em seguida, foram armazenados em duas temperaturas, 5 e 25ºC. Para a avaliação da durabilidade dos frutos, foram realizadas avaliações diárias das características físicas e químicas...

Produtividade e qualidade de tomates Santa Cruz e Italiano em função do raleio de frutos; Yield and fruit quality of Santa Cruz and Italian tomatoes depending on fruit thinning

SHIRAHIGE, Fernando H; MELO, Arlete MT de; PURQUERIO, Luis Felipe V; CARVALHO, Cássia Regina L; MELO, Paulo César T de
Fonte: Associação Brasileira de Horticultura Publicador: Associação Brasileira de Horticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
77.77765%
O manejo do tomateiro cultivado em ambiente protegido, com ênfase no raleio de frutos, pode contribuir de forma significativa para a produção de frutos de qualidade superior, expressando assim o potencial de cada cultivar. Foi avaliado o efeito do raleio de frutos na produtividade e seus componentes e em alguns atributos de qualidade de frutos de genótipos de tomateiro dos segmentos Santa Cruz e Italiano de crescimento indeterminado, visando ao consumo in natura. Avaliaram-se 12 genótipos de tomate de mesa (seis híbridos experimentais e seis cultivares) e dois modos de condução (plantas conduzidas com e sem raleio de frutos). O experimento foi com parcelas subdivididas, distribuídas em blocos completos ao acaso com três repetições. As parcelas foram representadas pelos genótipos e as subparcelas pelos modos de condução. Avaliaram-se o número de frutos por planta, produtividade comercial de frutos, produtividade de frutos não-comercializáveis, massa média do fruto, comprimento e largura do fruto, pH, teor de sólidos solúveis totais (SS), acidez titulável (AT), relação entre SS e AT, teor de ácido ascórbico e teor de licopeno. O raleio dos frutos proporcionou incremento da produtividade comercial, massa média...

Doses de ácido giberélico na frutificação efetiva e qualidade de frutos de atemoieira 'Gefner'

Pereira,Marlon Cristian Toledo; Santos,Rayka Kristian Alves; Nietsche,Silvia; Mizobutsi,Gisele Polete; Santos,Edson Fagne dos
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2014 Português
Relevância na Pesquisa
77.726113%
Este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito da aplicação de ácido giberélico (GA3) no pegamento, frutificação efetiva e qualidade de frutos de atemoieira 'Gefner', nas condições irrigadas do norte de Minas Gerais. O experimento foi conduzido em pomar comercial de atemoieira 'Gefner', em Matias Cardoso. O delineamento experimental foi o de blocos casualizados, com quatro repetições e cinco frutos por parcela. Os tratamentos utilizados foram diferentes doses do produto comercial Pro-Gibb®, composto por 10% de GA3, na forma de pó solúvel, sendo: 0 (testemunha), 250; 500; 750 e 1.000 mg.L-1. O produto foi aplicado diretamente nas flores de atemoieira, no momento da antese, e repetido nos frutos aos 7; 21 e 35 dias após a antese. Foram avaliados quinzenalmente pegamento, comprimento e diâmetro dos frutos. Após a colheita, as características físico-químicas avaliadas foram submetidas à análise de variância, e os efeitos das doses foram testados e ajustados em equações de regressão. A porcentagem de pegamento e frutificação efetiva dos frutos de atemoieira 'Gefner', a massa de polpa, casca e frutos, e o pH aumentaram com o incremento das doses de GA3. A aplicação de GA3 proporcionou a produção de frutos sem sementes e não influenciou no teor de sólidos solúveis dos frutos de atemoieira 'Gefner'.

Tamaño óptimo de muestra para evaluar el patrón de crecimiento de frutos de naranjo 'Valencia late'

Avanza,María Mercedes; Bramardi,Sergio Jorge; Mazza,Silvia Matilde
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 Português
Relevância na Pesquisa
77.78831%
Los modelos de crecimiento de frutos describen la evolución de su tamaño a lo largo del período de desarrollo. Con fines de pronóstico, estos modelos permiten estimar en forma anticipada el tamaño que alcanzarán los frutos al momento de la cosecha. Para lograr estimaciones insesgadas del tamaño de frutos a cosecha es necesario un diseño adecuado de muestreo en la etapa de recolección de datos. El objetivo del presente trabajo fue determinar el tamaño óptimo de muestra, compuesta por árboles (n) y frutos (m), para establecer modelos de crecimiento de frutos de naranjo 'Valencia late', que permitan estimar la distribución de tamaño a la cosecha. Se trabajó con el diámetro ecuatorial de frutos previo a la cosecha, proveniente de dos huertos comerciales ubicados en la provincia de Corrientes, Argentina, durante tres temporadas. Mediante modelos mixtos se estimaron las componentes de varianzas entre árboles y frutos, y posteriormente a partir de dos tipos de metodologías se determinó el tamaño de muestra óptimo. La variabilidad entre frutos fue superior a la variabilidad entre árboles. Para la determinación del patrón de crecimiento de frutos de naranjo 'Valencia late' mediante un muestreo bietápico, se sugiere seleccionar 7 árboles y 30 frutos de cada árbol...

Qualidade física e química de frutos da bananeira D`Angola sob diferentes níveis de nitrogênio e lâminas de água.

BARROS, D. L.; COELHO, E. F.; SILVA, A. C. P. da; OLIVEIRA, R. C. de; AZEVEDO, N. F. de; AMORIM, M. da S.; ANDRADE NETO , T. M.
Fonte: In: REUNIÃO BRASILEIRA DE FERTILIDADE DO SOLO E NUTRIÇÃO DE PLANTAS, 30.; REUNIÃO BRASILEIRA SOBRE MICORRIZAS, 14.; SIMPÓSIO BRASILEIRO MICROBILOGIA DO SOLO, 12.; REUNIÃO BRASILEIRA DE BIOLOGIA DO SOLO, 09.; SIMPÓSIO SOBRE SELÊNIO NO BRASIL, 1., 2012, Macéio. Fertbio 2012: "A responsabilidade socioambiental da pesquisa agrícola" : [anais...]. Maceió: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo; Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Alagoas, 2012. 1 CR-ROM. Publicador: In: REUNIÃO BRASILEIRA DE FERTILIDADE DO SOLO E NUTRIÇÃO DE PLANTAS, 30.; REUNIÃO BRASILEIRA SOBRE MICORRIZAS, 14.; SIMPÓSIO BRASILEIRO MICROBILOGIA DO SOLO, 12.; REUNIÃO BRASILEIRA DE BIOLOGIA DO SOLO, 09.; SIMPÓSIO SOBRE SELÊNIO NO BRASIL, 1., 2012, Macéio. Fertbio 2012: "A responsabilidade socioambiental da pesquisa agrícola" : [anais...]. Maceió: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo; Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Alagoas, 2012. 1 CR-ROM.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
87.47617%
Este estudo objetivou avaliar a qualidade de frutos pós-colheita da bananeira cv. 'D'Angola' sob diferentes doses de nitrogênio aplicadas via três lâminas de irrigação. O experimento foi conduzido na área experimental da Embrapa Mandioca e Fruticultura com delineamento em blocos casualizados com três repetições em esquema de parcelas subdivididas. Os tratamentos consistiram no uso de cinco doses de nitrogênio (135; 180; 225; 270 e 315 kg.ha-1 ano), na forma de uréia sob três lâminas de irrigação suplementar (107,55 mm; 161,33 e 215,4 mm) por gotejamento, com três emissores de 4L h-1 por planta, dispostos em 1m linear. As variáveis avaliadas foram: Peso da penca; peso do fruto expressos em gramas (g); número de frutos por pencas; diâmetro do fruto; o teor de sólidos solúveis (SS) e o teor de umidade. Os resultados demonstraram que não houve efeito das diferentes lâminas de irrigação e doses de nitrogênio nos parâmetros de qualidade química e física dos frutos de bananeira cv. 'D'Angola'.; 2012

Frutos Sur: jugos funcionales en base a frutos silvestres

Luis Cristobal Ellwanger; Universidad de los Lagos; Marcela Guevara M. - Emprendimiento
Fonte: Corporação de Fomento da Produção Publicador: Corporação de Fomento da Produção
Tipo: Proyecto
Publicado em 10/12/2010 Português
Relevância na Pesquisa
77.805615%
Frutos Sur corresponden a jugos listos para tomar, elaborados a partir de frutos silvestres como maqui, murta, sauco, calafate, etc. sin adición de azúcar. Es la primera línea de jugos para consumo directo, generada a nivel nacional que utiliza como materia prima frutos silvestres de los bosques del sur de Chile. Frutos Sur, utiliza el fruto del árbol de maqui (aristotelia chilensis) que lleva su mismo nombre y el fruto del arbusto de murta (ugni molinae), que también lleva su nombre para la elaboración de una línea de jugos con identidad étnica y geográfica propia. Tanto el fruto de maqui como el de murta, son clasificados bajo el concepto de berries y por lo tanto, poseen un alto contenido en antioxidantes que son ampliamente buscados en los alimentos, debido a sus propiedades antiradicales libres. En especial, el fruto de maqui es reconocido como uno de los berries con mayor contenido en antioxidantes en el mundo con un índice ORAC (Oxygen Radical Absorbance Capacity) 30 veces más alto que el promedio de berries y ampliamente buscado en países desarrollados debido a sus propiedades. Tecnológicamente, Frutos Sur fue desarrollado en su fase piloto, por los emprendedores con el apoyo científico e investigativo del Instituto de Ciencia y Tecnología de los Alimentos (Icytal)...

Frutos y semillas comestibles en el Estado de México

Martínez-De La Cruz,Isabel; Rubí-Arriaga,Martín; González-Huerta,Andrés; Pérez-López,Delfina de Jesús; Franco-Mora,Omar; Castañeda-Vildózola,Álvaro
Fonte: Instituto Nacional de Investigaciones Forestales, Agrícolas y Pecuarias Publicador: Instituto Nacional de Investigaciones Forestales, Agrícolas y Pecuarias
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2015 Português
Relevância na Pesquisa
77.65992%
El Estado de México conjuga condiciones edafoclimaticas para el desarrollo de frutales que son fuente de fibras, vitaminas y minerales. Con el objetivo de inventariar las especies con frutos o semillas comestibles, se llevó a cabo una recolecta de ejemplares de junio 2012 a mayo de 2013. Informantes clave aportaron datos sobre las especies con frutos y semillas comestibles. Los ejemplares se determinaron taxonómicamente, la designación del hábito de crecimiento (hierba, arbusto o árbol), el origen geográfico, tipos de fruto, forma de consumo y usos adicionales, se realizó con base en observaciones de campo y revisión de literatura. Se registraron 40 familias, 83 géneros y 138 especies; 101 nativas y 37 introducidas. Las familias con mayor riqueza fueron: Cactaceae, Rosaceae y Fabaceae con 16, 14 y 12 especies respectivamente. Los géneros mejor representados fueron Opuntia con 13 especies y Citrus con cinco. El hábito de crecimiento dominante fue árboles con 74 especies, seguido por arbustos con 35 y hierbas con 29. Se reconocieron 19 tipos de fruto, prevalecen la baya (42.8 % especies) y la drupa (22.5 %). En 121 especies se consume el fruto y en 17 la semilla o estructuras anexas como sarcotesta y arilo. Además se procesan en diferentes modalidades; almíbar...

Comportamiento fenológico y producción de frutos de algunas especies leñosas del bosque deciduo en el asentamiento Las Peñitas, al sur del estado Aragua

Valero,José; Benezra,Miguel; Chong,Luis; Guenni,Orlando
Fonte: Instituto Nacional de Investigaciones Agricolas INIA, Maracay, Venezuela. Publicador: Instituto Nacional de Investigaciones Agricolas INIA, Maracay, Venezuela.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2006 Português
Relevância na Pesquisa
77.603696%
Con el objeto de identificar botánicamente y caracterizar el comportamiento fenológico de algunas especies leñosas presentes en un bosque deciduo, así como medir la producción de frutos caídos al suelo en 4 especies de leguminosas, se realizaron colectas de muestras para su identificación y se llevaron observaciones de campo en forma mensual durante todo un año cronológico. Se midió también la producción total de los frutos caídos al suelo en las 4 leguminosas más importantes de la zona. Se encontraron 32 especies botánicas diferentes, predominando la familia Leuminoseae (37%), estando el resto de las especies (63%) distribuidas en 14 familias diferentes Se encontraron solo 4 especies perennifolias (Talissia olivaeformis, Acacia articulata, Caparis fexuosa y Lecythys ollaria) con periodos de floración variable entre los meses de diciembre a agosto. Hubo 12 especies con períodos de floración en la época lluviosa, 6 especies con presencia de hojas durante 6 meses o más y 6 especies con presencia de follaje menos de 6 meses, con el proceso de caducifolia muy marcado. Así mismo, 9 especies mostraron floración en la época seca. La especie Acacia macracanta mostró la mayor producción de frutos (11,8 kg/planta). El bosque deciduo evaluado mostró una gran variabilidad en cuanto a la época de ocurrencia de los distintos eventos fenológicos y una producción de frutos importantes...