Página 1 dos resultados de 1174 itens digitais encontrados em 0.029 segundos

Potencial de redução da emissão de gases de efeito estufa através de intermodalidade no corredor de carga geral Manaus-Santos

Andrade, Patrícia Faia Laranjeiro de; Zancope, Ana Luisa Watanabe; Pires, Arthur Martinez; Cunha, Claudio Barbieri da; Yoshizaki, Hugo Tsugunobu Yoshida
Fonte: Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes - ANPET; Curitiba, PR Publicador: Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes - ANPET; Curitiba, PR
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Português
Relevância na Pesquisa
139.84848%
O transporte aquaviário possui, de acordo com a literatura, um dos menores fatoresm emissão de gases de efeito estufa por carga transportada, devido principalmente, à sua alta capacidade de carga, superior a de um caminhão ou a de um trem. O Brasil apresenta uma costa muito extensa, favorecendo a cabotagem para o transporte de longa distância para grandes quantidades de carga, embora este modo tenha se mostrado expressivo apenas a partir de 1999 (Sampaio, 2006). A zona Franca de Manaus , um dos principais polos industriais brasileiros, tem sua produção industrial voltada majoritariamente para o mercado consumidor de São Paulo. Assim , este artigo tem como objetivo mensurar o potencial de redução de emissões de gases do efeito estufa (GEE) para o corredor de carga geral conteinerizada Manaus – Santos , ao comparar a alternativa exclusivamente rodoviária à alternativa intermodal que utiliza a cabotagem como modo de transporte principal; além de indicar as principais etapas emissoras na cabotagem. Os principais resultados indicam que a cabotagem é uma opção mais interessante do ponto de vista energético e ambiental, uma vez que emite cerca de 11 vezes menos CO2 (expresso em termos de t.km) que uma viagem realizada por rodovia; The maritime transportation has...

Redução de emissões de gases de efeito estufa no setor elétrico brasileiro: A experiência do Mecanismo de Desenvolvimento Limpo do Protocolo de Quioto e uma visão futura; Greenhouse gases emission reductions in the Brazilian Power sector: Kyoto Protocol's Clean Development Mechanism experience and a future pathway

Esparta, Adelino Ricardo Jacintho
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/03/2008 Português
Relevância na Pesquisa
139.72732%
O presente trabalho tem o objetivo de entender o contexto atual das ações para mitigar mudanças perigosas do clima e o momento de transição do setor elétrico brasileiro. Ao reconhecer o potencial de sinergia, são apresentadas três contribuições: ao cálculo do fator de emissão de linha de base para geração de eletricidade conectada à rede a partir de fontes renováveis, à avaliação do potencial do MDL em influenciar a expansão da capacidade de geração de eletricidade no Brasil e, finalmente, uma proposta de política pública para fazer convergir os objetivos da Convenção do Clima e do planejamento do setor elétrico brasileiro. O Brasil tem uma matriz elétrica relativamente limpa, mas isso não necessariamente quer dizer que as emissões evitadas na margem da nova geração serão pequenas. Ao apresentar a evolução das metodologias de quantificação dos fatores de emissão do cenário de referência (linha de base), emerge uma proposta de cálculo de fator de emissão da margem de construção - baseado nos resultados dos leilões de energia nova - que indica um potencial de redução de emissões bastante maior que a prática atual. Para testar a proposta de cálculo do fator de emissão, um modelo de expansão da capacidade de geração é desenvolvido e identificado com os resultados dos leilões de energia. O modelo é então utilizado em conjunto com a proposta de nova metodologia de cálculo de fator de emissão para testar a capacidade do MDL de influenciar decisões de investimento. O resultado dessa simulação demonstra que o cenário existente no final de 2007 tem um potencial significativo de influenciar a expansão do parque gerador brasileiro. Finalmente...

Caracterização das emissões de gases de efeito estufa por veiculos automotores leves no Estado de São Paulo; Characterization of the emissions of greenhouse gases by light duty vehicles in the State of São Paulo

Borsari, Vanderlei
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/09/2009 Português
Relevância na Pesquisa
150.22439%
Introdução. O aquecimento global resultante do aumento nas concentrações de gases de efeito estufa (GEE) é um dos principais problemas ambientais que o mundo enfrenta atualmente. Atividades humanas estão alterando a composição da atmosfera através da emissão de GEE, particularmente dióxido de carbono (CO2), metano (CH4), óxido nitroso (N2O). Os veículos automotores são uma importante fonte de emissão desses gases, tanto diretamente, através da emissão de gases pelo escapamento, como também através das emissões oriundas do processo de produção e manipulação dos combustíveis usados pelos mesmos. Objetivo. Obter, de uma amostra de veículos típicos da frota do estado de São Paulo, os valores da emissão dos principais gases de efeito estufa (CO2, CH4, N2O) presentes no gás de escapamento de veículos leves de passageiros equipados com motores de ignição por centelha (ciclo Otto), utilizando os combustíveis gasool 22, AEHC e GNV. Métodos. Os veículos foram ensaiados em dinamômetro de chassis, seguindo ciclo de condução e amostragem dos poluentes conforme Norma ABNT NBR 6601, para medição da emissão de escapamento; e pela Norma ABNT NBR 11481, adaptada para a medição das emissões fugitivas de metano. Além dos métodos de análise dos gases prescritos nestas Normas...

Distribuição espacial do carbono no solo e avaliação dos fluxos dos gases de efeito estufa (CO2, CH4 e N2O) em áreas de vegetação de Cerrado, Pinus spp e Eucalyptus spp na Estação Experimental de Mogi Mirim (IF/SMA-SP); Spacial distribution of carbon in soil and evaluation grennhouse gás emissions (CO2, CH4 and N2O) in areas of cerrado vegetation Pinus spp e Eucalyptus spp at the experimental station of Mogi Mirim (IF/SMA - SP)

Pereira, Paulo Ricardo Brum
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/08/2010 Português
Relevância na Pesquisa
139.93616%
Objetivou-se neste trabalho avaliar a variabilidade espacial e temporal do carbono no solo produzindo um mapa, sobre esse tema para toda a área da Estação Experimental de Mogi Mirim (EE Mogi Mirim), juntamente com a análise dos fluxos dos gases de efeito estufa (CO2, N2O e CH4) e a relação desses dois fenômenos com as variáveis do solo nos diferentes usos da terra. Para se alcançar objetivo proposto com relação aos estoques de carbono e avaliação das variáveis do solo foi feita a coleta e o prepara das amostras nas profundidades de 00 até 30 cm, foi feito o georreferenciamento e determinação dos teores de carbono, densidade do solo, calculo dos estoques de carbono e determinação da cor do solo. Por sua vez para o estudo e entendimento dos fluxos dos gases de efeito estufa (GEE), comparou-se um talhão considerado sem perturbação (Talhão 41) e a partir desse talhão avaliou-se comparativamente em uma seqüência com ambientes com histórico de uso da terra representativo da área com manejos. Os fluxos dos gases CO2, N2O e CH4 foram medidos utilizando-se câmaras estáticas. Nos resultados obtidos foi aplicada a estatística descritiva clássica e geoestatistica para avaliar a freqüência e distribuição dos dados. Resultados relativos as variáveis do solo mostram que praticamente a grande maioria tende a diminuir com a profundidade (Ca...

Comparando as emissões de gases de efeito estufa nas etapas da cadeia produtiva do etanol brasileiro.; Comparing greenhouse gas emission along the steps of Brazilian ethanol supply chain.

Lopes, Celso Júnior Roseghini
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/12/2011 Português
Relevância na Pesquisa
140.35828%
Este trabalho utilizou a metodologia Renewable Transport Fuel Obligation (RTFO), desenvolvida pela Renewable Fuels Agency (RFA, 2008), para quantificar o volume de gases de efeito estufa emitido nas etapas do ciclo de vida do etanol: manejo agrícola da cana-de-açúcar, transporte da matéria-prima da lavoura até a usina, beneficiamento industrial, cogeração de energia elétrica e logística até uma base primária de armazenamento. O arcabouço metodológico foi aplicado em cinco diferentes regiões do Estado de São Paulo, o maior produtor brasileiro: Araçatuba, Assis, Ribeirão Preto, Jaú e Piracicaba. Ademais, objetivou-se examinar o impacto relativo que os seguintes tópicos têm nas emissões de gases de efeito estufa no ciclo de vida do etanol: (1) localização da produção de cana-de-açúcar; (2) utilização de diferentes combustíveis na etapa do manejo agrícola da cana-de-açúcar; (3) extinção da prática de queimar o canavial na fase da pré-colheita; e (4) utilização de uma logística intermodal para distribuir o etanol até uma base primária de armazenamento. No cenário base, considerou-se a utilização de óleo diesel no manejo agrícola da cana-de-açúcar, a prática de queimar previamente o canavial na fase da pré-colheita e a logística rodoviária para transportar o etanol das regiões produtoras até uma base primária de armazenamento localizada no porto de Santos-SP. Já para a análise de sensibilidade dos parâmetros de emissões...

Fator de emissão de gases de efeito estufa da geração de energia elétrica no Brasil: implicações da aplicação da Avaliação do Ciclo de Vida; Greenhouse gas emission factor from electricity generation in Brazil: implications from life cycle assessment adoption

Miranda, Mariana Maia de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/09/2012 Português
Relevância na Pesquisa
149.63694%
Considerando a importância do setor elétrico para a economia de um país e os impactos ambientais causados por ele, o presente trabalho propõe a aplicação da Avaliação do Ciclo de Vida (ACV) para o cálculo do fator de emissão de gases de efeito estufa (GEE) da matriz de energia elétrica brasileira. Por meio da aplicação de uma revisão sistemática da literatura com meta-análise, foi possível identificar estudos que estimavam as emissões de GEE do ciclo de vida das tecnologias de geração da matriz brasileira e avaliar seus resultados conjuntamente. Os estudos selecionados apresentaram estimativas de emissões de GEE em um largo intervalo para uma mesma tecnologia. O procedimento estatístico adotado permitiu avaliar como as características das usinas podem afetar os resultados da ACV e reduzir a variabilidade das estimativas de emissões de GEE. Comparativamente, a energia eólica e a nuclear são as tecnologias que apresentam os menores fatores de emissão. Já entre os combustíveis fósseis, é a termeletricidade a gás natural que apresenta o melhor desempenho. As estimativas das emissões de hidrelétricas mostraram-se bastante variáveis, desde valores negativos até valores superiores aqueles encontrados para a termeletricidade a carvão mineral. Considerando que grande parte das emissões das hidrelétricas está relacionada com a decomposição da biomassa submersa em seus reservatórios...

Análise das emissões de gases de efeito estufa e consumo energético setorial do Estado de São Paulo por meio da matriz insumo-produto; Assessing sector greenhouse gas emissions and energetic consumption of Sao Paulo State by means of input-output matrix.

França, Camila Isaac
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/04/2013 Português
Relevância na Pesquisa
139.83868%
A Política Estadual de São Paulo de Mudanças Climática (PEMC) foi lançada em 2009. Esta política voluntária, independente de qualquer acordo nacional ou internacional, foi estabelecida para reduzir a emissão dos gases de efeito estufa em 2020 em 20%, de acordo com os níveis de 2005. Uma vez que a melhoria da eficiência energética está entre as ações de mitigação de emissões de carbono especificadas pela PEMC, este trabalho visa avaliar as emissões diretas e indiretas e o consumo energético das cadeias produtivas na economia do Estado de São Paulo. Conseqüentemente, este estudo combina dados da Matriz Insumo Produto com o Primeiro Inventário de Gases de Efeito Estufa do Estado de São Paulo (2011) e o Balanço Energético (2010). Todos os dados estão baseados nos valores do ano de 2004. O trabalho avalia três simulações. A primeira simulação compara as emissões totais e energia por unidade de demanda final, já a segunda simulação aplica o mesmo método, porém apenas contabiliza as emissões de energia. A terceira simulação é baseada na massa total de emissões diretas e indiretas e foi determinada por meio dos multiplicadores. Além disso, o efeito total de cada setor está relacionado às emissões diretas e indiretas geradas por uma unidade de demanda final. Baseado nos resultados das três simulações foi possível observar que as emissões indiretas representam quase 30% sobre as emissões totais...

Determinação da concentração de entrada dos gases de efeito estufa na Costa Norte/Nordeste brasileira; Determination of the background greenhouse gases concentrations in Amazon basin

Borges, Viviane Francisca
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/11/2013 Português
Relevância na Pesquisa
139.74707%
Este estudo teve como objetivo a determinação da concentração de entrada dos Gases de Efeito Estufa (GEE) no ar proveniente do Oceano Atlântico na região norte/nordeste da costa brasileira e o entendimento da origem destas massas de ar e o padrão circulatório e sua sazonalidade. Esta parte do litoral corresponde à área em que as massas de ar adentram no continente, antes de chegar à Bacia Amazônica. Em 2010 foram iniciados estudos em dois locais na costa, Salinópolis, no estado do Pará e Natal, no Rio Grande do Norte. Amostras de ar foram coletadas em superfície semanalmente e foram analisadas no Laboratório de Química Atmosférica do IPEN, quantificando-se os gases: dióxido de carbono (CO2), metano (CH4), óxido nitroso (N2O), hexafluoreto de enxofre (SF6) e monóxido de carbono (CO). Os resultados obtidos mostraram que Salinópolis (SAL) apresenta maior sazonalidade, entre as estações climáticas, quando comparada a Natal (NAT), sendo essa observação confirmada pelas trajetórias retrocedentes das massas de ar, para cada local de estudo. Observou-se que SAL recebe massas de ar, tanto do Oceano Atlântico Norte, como do Sul (dependendo da época do ano), e em NAT, as massas de ar são originárias apenas do Oceano Atlântico Sul. Este comportamento está relacionado com a zona de convergência intertropical. Os resultados de uma maneira geral mostram a ocorrência de um crescimento nas concentrações médias obtidas em SAL e NAT com o passar dos anos...

Contribuições do setor elétrico brasileiro para as emissões de gases de efeito estufa à luz das mudanças climáticas: uma análise do período 2005-2021; Contributions of the Brazilian electric sector to greenhouse gases emissions in the light of climate change: an analysis of the period 2005-2021.

Botelho, Natália Oliveira dos Santos
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 18/03/2014 Português
Relevância na Pesquisa
139.82638%
Este trabalho tem como objetivo analisar a participação do setor elétrico brasileiro nas emissões de gases de efeito do país durante o período de 2005 a 2021, de acordo com o Plano Decenal de Energia PDE 2021, documento oficial do governo elaborado pela Empresa de Pesquisa Energética. Para isso, inicialmente é feita uma contextualização sobre a importância internacional da discussão sobre as emissões à luz das mudanças climáticas. A dissertação prossegue com a apresentação de um breve sumário da evolução do setor elétrico brasileiro, desde 1960, a partir da criação da Eletrobras, até sua trajetória recente, configurando a matriz elétrica brasileira de forma tão distinta da matriz média mundial. Adicionalmente são apresentadas as projeções oficiais do governo para a oferta e a demanda de eletricidade até 2021. Com base no passado recente e na formatação de matriz brasileira projetada até 2021, é feito um levantamento dos dados de emissões de gases de efeito estufa, no contexto da discussão sobre mudança do clima, seus marcos históricos e paradigmas conceituais. Por fim, é feita uma análise das emissões oriundas da geração de eletricidade, a fim de avaliar as tendências do setor para 2021 e os planos de ação para mitigação e redução das emissões. Os principais resultados dessa análise indicam que a preocupação em torno das emissões do setor elétrico vai além da questão quantitativa. Ela abrange também um dos pilares do atual modelo regulatório do setor...

Essays on land-use change and greenhouse gas emissions in Brazil; Ensaios sobre as mudanças do uso da terra e emissões de gases de efeito estufa no Brasil

Silva, Jonathan Gonçalves da
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 23/04/2015 Português
Relevância na Pesquisa
149.77661%
This study evaluates the land use changes and forests in Brazil, focusing on deforestation and its greenhouse gas emissions (GHG). More specifically, it analyses: (i) how the specialized literature integrates land-use changes to GHG emissions into a computable general equilibrium (CGE) framework; and (ii) the economic impacts of halting the deforestation. For this purpose, this study was divided into three independent essays. The first essay is theoretical, and evaluates the state of the art of the integration between land-use change and GHG emissions into CGE models. The second essay, is an empirical study about the economic impacts of zero deforestation in the Amazon Biome. The third essay, evaluates the implication of productivity gains in agriculture on land allocation, GHG emissions and the Brazilian economy. The results highlight the difficulties to integrate land use to its GHG emissions, as well as the effectiveness of the deforestation control in the Amazon to reduce national emissions, although it imposes losses to the economy and boosts regional inequalities. Finally, productivity gains in agriculture in turn, also may reduce the domestic emissions, but with no adverse impacts on the economy. However, such effects are limited...

Antes do pré-sal: emissões de gases de efeito estufa do setor de petróleo e gás no Brasil

Mendes,Thiago de Araújo; Rodrigues Filho,Saulo
Fonte: Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo Publicador: Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 Português
Relevância na Pesquisa
149.46387%
O Brasil possui uma das matrizes energéticas mais renováveis do planeta. Em razão da dimensão das reservas de hidrocarbonetos nos campos do pré-sal, abrem-se dúvidas sobre a manutenção desse padrão de matriz energética e de emissões de gases de efeito estufa (GEE) do setor. O objetivo deste artigo é identificar o padrão histórico das emissões fugitivas de GEE do setor de produção, transporte e refino de petróleo e gás natural no Brasil de 1990 a 2008, anterior ao processo de exploração do pré-sal. Conclui-se que as emissões absolutas aumentaram no período em cerca de 115% - incremento anual de 8,2 milhões de tCO2e. Porém, observou-se uma queda na relação de emissões de GEE por tonelada equivalente de petróleo produzida de 32%.

Piso de bambu chinês vs. piso de eucalipto brasileiro: estudo de caso comparativo das emissões de gases de efeito estufa no transporte

Hernandes,Thiago Zaldini
Fonte: Associação Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído - ANTAC Publicador: Associação Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído - ANTAC
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2015 Português
Relevância na Pesquisa
139.99663%
Com a disseminação de produtos para construção supostamente mais sustentáveis, tais como o piso de bambu importado da China, surge a necessidade de compreender, de fato, o quão mais sustentáveis são tais opções diante de soluções locais. Analisando apenas as emissões de gases de efeito estufa relacionados ao transporte, esta pesquisa comparou duas soluções de acabamento de piso maciço: o piso de bambu chinês e o assoalho de madeira de eucalipto brasileiro. A análise do saldo de emissão de gases de efeito estufa demonstrou que o transporte do piso de bambu ao redor do mundo não consegue sozinho comprometer todo o potencial de sequestro de carbono desse material. No entanto, sua contribuição para a diminuição do saldo é significativa. A contribuição do transporte diminuiu em 28,1% o potencial de sequestro do material bambu contra a diminuição de 1,4% para o material assoalho de madeira de eucalipto produzido localmente. Ainda, a pesquisa demonstrou que, apesar da maior massa de material utilizada por metro quadrado de piso acabado, a emissão de gases de efeito estufa no transporte do eucalipto é cerca de 8 vezes menor do que a do piso de bambu.

Inventário das emissões antrópicas e sumidouros de gases de efeito estufa do Estado do Acre.

COSTA, F. de S.; AMARAL, E. F. do; MATTOS, J. C. P.; BARDALES, N. G.; OLIVEIRA, M. V. N. D.; VALENTIM, J. F.; ARAÚJO, E. A. de; MELO, A. W. F. de; LANI, J. L.; SAMPAIO, L.; CARMO, L. F. Z. do
Fonte: In: COSTA, F. de S.; AMARAL, E. F. do; BUTZKE, A. G.; NASCIMENTO, S. da. S. (Ed.). Inventário de emissões antrópicas e sumidouros de gases de efeito estufa do Estado do Acre: ano-base 2010. Rio Branco: Embrapa Acre, 2012. cap. 2, p. 41-77. Publicador: In: COSTA, F. de S.; AMARAL, E. F. do; BUTZKE, A. G.; NASCIMENTO, S. da. S. (Ed.). Inventário de emissões antrópicas e sumidouros de gases de efeito estufa do Estado do Acre: ano-base 2010. Rio Branco: Embrapa Acre, 2012. cap. 2, p. 41-77.
Tipo: Capítulo em livro técnico-científico (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
170.03059%
Nas últimas décadas, a atividade antrópica tem modificado de forma cada vez mais evidente processos ambientais em escala global, como a absorção de radiação ultravioleta pela camada de ozônio (O3) e o efeito estufa natural. A este têm sido incrementadas, de forma contínua no tempo, concentrações atmosféricas de dióxido de carbono (CO2), metano (CH4), óxido nitroso (N2O) e clorofluorcarbonos (CFCs). Com exceção desse último, os demais são os principais gases de efeito estufa (GEEs) antropogênico relacionados às atividades do setor primário da economia dos países em escala global. Conhecer a magnitude desses impactos, as fontes e sumidouros de GEEs, e seus processos geradores e fatores controladores são premissas científicas e tecnológicas atuais da pesquisa mundial na busca de formas adaptadas de assegurar a continuidade da produção de alimentos, fibras e biocombustíveis, enfrentar os efeitos da mudança climática em escalas locais, bem como mitigar a participação humana nessa mudança. Esse conhecimento também pode subsidiar o planejamento do desenvolvimento global, nacional e subnacional (estados e municípios). A forma atual de identificação e quantificação das emissões antrópicas de GEEs é a elaboração de inventários...

EAGGLE : a linear programming model for optimizing mitigation strategies of greenhouse gases emissions in beef cattle production systems = EAGGLE: um modelo de programação linear para otimização de estratégias de mitigação de gases de efeito estufa em sistemas de produção de gado de corte; EAGGLE : um modelo de programação linear para otimização de estratégias de mitigação de gases de efeito estufa em sistemas de produção de gado de corte

Rafael de Oliveira Silva
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/11/2013 Português
Relevância na Pesquisa
150.27596%
O Brasil e um dos primeiros países em desenvolvimento a se comprometer com metas de redução das emissões de gases de efeito estufa (GEE). As metas estabelecidas requerem uma redução entre 36,1% a 38,9% relativos as emissões estimadas para 2020. Focando na regiao central do Cerrado, responsavel por cerca de 35% da producao total de carne bovina do Brasil, este estudo estima as emissoes totais de GEE de 2006 a 2030. O estudo tambem identifica o custo efetivo do potencial de reducao das emissoes. A analise foi feito por meio da construcao de um modelo de programacao linear, batizado de "EAGGLE" (Analise Econômica dos Gases de Efeito Estufa das Emissoes da Pecuária), que representa um sistema de producao de gado de corte a pasto, com e sem suplementação, e confinamento. Um segundo modelo foi desenvolvido para estimar os estoques de carbono no solo sob pastagens com diferentes níveis de produtividade. Neste modelo e simulado o efeito da degradação, manutenção, recuperação, e dinâmica de mudança de uso da terra nos estoques de carbono. Os resultados mostraram que, no cenário de referencia, a regiao vai emitir cerca de 1,2 Gt de CO2 entre 2010 a 2020, o que equivale a 8% das emissoes liquidas totais do pais. Um conjunto de tecnologias de mitigação de GEE...

Neutralização de Gases de efeito estufa em uma indústria Automotiva e de Compressores.

Mundim, Bernardo Costa
Fonte: Florianópolis, SC. Publicador: Florianópolis, SC.
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 81f.
Português
Relevância na Pesquisa
140.45045%
TCC(graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro Tecnológico. Engenharia Sanitária e Ambiental.; A pressão que as indústrias exercem ao meio ambiente, através de suas emissões de gases de efeito estufa, intensificam as mudanças climáticas, fazendo com que as mesmas tenham maior responsabilidade diante da sociedade. A elaboração de inventários de gases de efeito estufa é o primeiro passo para que uma empresa ou instituição possa conhecer o perfil das suas emissões, e a partir do diagnóstico, pode estabelecer estratégias, planos e metas para a redução e gestão das emissões de gases de efeito estufa. Este trabalho de conclusão de curso, realizado de setembro a dezembro de 2012, tem como objetivo principal levantar estratégias para a neutralização das emissões de gases de efeito estufa geradas por uma indústria automotiva e de compressores, localizada em Joinville, no nordeste do estado de Santa Catarina. O trabalho é divido em três partes, primeiro levantaram-se as emissões de gases de efeito estufa geradas pela empresa no ano de 2011, contabilizaram-se as mesmas, e por fim, avaliaram-se algumas medidas para a neutralização dessas emissões. Os resultados mostraram que o consumo de energia elétrica é o principal contribuinte para as emissões de gases de efeito estufa geradas pela empresa...

Estudo da quantificação e proposição de medidas para a neutralização das emissões de gases de efeito estufa da empresa Brasal refrigerantes

Menêzes, Juvenil Allisson Martins de; Souza, Luciana Oliveira Alves de; Sousa, Rodrigo Boscoli Salas
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
Português
Relevância na Pesquisa
149.67116%
As questões relacionadas ao meio ambiente vêm se tornando palco de debates e abordagens significativas e cada vez mais um assunto de fundamental importância. O lançamento de efluentes industriais gasosos causadores do Efeito Estufa agridem o meio ambiente de tal forma, que está sendo necessária a adoção de medidas que minimizem a emissão desses Gases de Efeito Estufa (GEE). O objetivo do projeto é fazer um estudo da quantidade de GEE emitidos pelas operações realizadas na empresa Brasal Refrigerantes e propor medidas que possam neutralizar essas emissões. A metodologia utilizada consistirá em se fazer um cálculo da área necessária a ser recuperada para a neutralização das emissões da Fábrica, verificando o passivo ambiental de áreas mineradas no Distrito Federal - DF e analisando e comparando diferentes tipos de manejo para se fazer a quantificação dos créditos de carbono gerados com a área excedente. Tendo como base os objetivos abordados no presente estudo, é relevante ressaltar que as empresas atualmente buscam alternativas para melhorar seus processos industriais, e, dessa forma, tornar-se mais competitiva no mercado que hoje em dia exige cada vez mais produtos ambientalmente corretos.; Engenharia Ambiental

A regulação das emissões de gases de efeito estufa no Brasil; Texto para Discussão (TD) 1492: A regulação das emissões de gases de efeito estufa no Brasil

Motta, Ronaldo Seroa da
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
Português
Relevância na Pesquisa
139.98357%
Este texto discute os aspectos regulatórios dos compromissos brasileiros na 15a Conferência da Organização das Nações Unidas sobre Mudanças do Clima (COP 15), realizada em Copenhague em 2009. Inicialmente descreve a evolução da regulamentação dos instrumentos da conferência, incluindo as ações nacionais de mitigação apropriadas. Em seguida faz uma análise setorial das metas brasileiras e das suas possibilidades de financiamento por meio de incentivos econômicos a atividades de baixo carbono ou da criação de um mercado de carbono. Estes instrumentos são analisados à luz da recente Política Nacional sobre Mudança do Clima (PNMC), que determina o marco regulatório inicial do país para combate ao aquecimento global. Nesse sentido, o texto aponta alguns aspectos regulatórios que ainda precisam ser desenvolvidos, tanto no que diz respeito aos instrumentos econômicos quanto no que concerne à governança. Em seguida apresenta uma síntese da economia política das negociações da COP 15 e aponta algumas trajetórias possíveis para a coordenação futura dos esforços mundiais de controle de gases de efeito estufa (GEE).; 23 p.

A eqüidade nas negociações internacionais entre países desenvolvidos e em desenvolvimento para a redução dos gases de efeito estufa: principais critérios e implicações; Texto para Discussão (TD) 550: A eqüidade nas negociações internacionais entre países desenvolvidos e em desenvolvimento para a redução dos gases de efeito estufa: principais critérios e implicações; Equity in international negotiations between developed and developing countries to reduce greenhouse gases main criteria and implications

Gutierrez, Maria Bernadete Sarmiento
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
Português
Relevância na Pesquisa
140.06019%
Este trabalho tem como objetivo principal analisar os aspectos de eqüidade relacionados às negociações internacionais para a redução dos gases de efeito estufa, presentemente sendo realizadas no âmbito da Convenção Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima. Com base nos dados publicados pelo World Resources Institute (1992), foram elaboradas algumas estimativas que mostram como os diferentes critérios afetariam os países no esforço de ajustamento para a redução desses gases. Apesar da importância do argumento de que os países desenvolvidos foram os principais responsáveis pela maior parte das emissões passadas, esse critério não deveria ser utilizado para isentar os países em desenvolvimento de contribuir a médio e longo prazos em um programa de redução dos gases de efeito estufa, uma vez que o alcance de objetivos ambientais poderia se ver comprometido, caso isso não viesse a acorrer.; 16 p.

Curvas de custos marginais de abatimento de gases de efeito estufa no Brasil: resenha e oportunidades de mitigação; Texto para Discussão (TD) 1781: Curvas de custos marginais de abatimento de gases de efeito estufa no Brasil: resenha e oportunidades de mitigação; Curves of marginal abatement costs of greenhouse gases in Brazil: review and mitigation opportunities

Motta, Ronaldo Seroa da; Couto, Lilia Caiado; Castro, Luiza
Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Publicador: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)
Tipo: Texto para Discussão (TD)
Português
Relevância na Pesquisa
139.84896%
Este texto resenha as estimativas de curvas de custos marginais de abatimento – marginal abatement cost curves (MACC) – de gases de efeito estufa (GEE) para a economia brasileira, em particular para o setor industrial. Estudos sobre MACC de base tecnológica têm chamado a atenção de pesquisadores, uma vez que têm demonstrado uma quantidade significativa de possibilidades de mitigação com custo negativo de abatimento, o que implicaria oportunidades de mitigação sem custos diretos. Tal possibilidade motiva o debate sobre economia verde uma vez que a sua adoção poderia, inclusive, aumentar o crescimento. Então, inicialmente, apresenta-se a análise das curvas estimadas para o Brasil e, a partir delas, faz-se uma análise de sensibilidade para estimar parâmetros para discutir as opções de custo negativo. Finalmente concluímos que, apesar da existência de vieses de estimação, a mitigação de GEE no Brasil pode tirar grande proveito dessas opções de custos negativos.; 58 p. : il.

Antes do pré-sal: emissões de gases de efeito estufa do setor de petróleo e gás no Brasil; Before the discovery of the pre-salt layer resources: Greenhouse gas emissions from the oil and gas industry in Brazil

Mendes, Thiago de Araújo; Rodrigues Filho, Saulo
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Avançados Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Avançados
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/zip; application/pdf
Publicado em 01/01/2012 Português
Relevância na Pesquisa
149.56431%
O Brasil possui uma das matrizes energéticas mais renováveis do planeta. Em razão da dimensão das reservas de hidrocarbonetos nos campos do pré-sal, abrem-se dúvidas sobre a manutenção desse padrão de matriz energética e de emissões de gases de efeito estufa (GEE) do setor. O objetivo deste artigo é identificar o padrão histórico das emissões fugitivas de GEE do setor de produção, transporte e refino de petróleo e gás natural no Brasil de 1990 a 2008, anterior ao processo de exploração do pré-sal. Conclui-se que as emissões absolutas aumentaram no período em cerca de 115% - incremento anual de 8,2 milhões de tCO2e. Porém, observou-se uma queda na relação de emissões de GEE por tonelada equivalente de petróleo produzida de 32%.; The Brazilian Energy Matrix is known to be one of the most renewable of the world. Due to the size of the oil reserves found in the Pre-salt fields doubts are pointed if these energy and greenhouse gases (GHG) emissions pattern will remain. The scientific goal of this article is to identify the historical profile of the sector's fugitive GHG emissions due to the oil & gas production, refining and transportation in Brazil from 1990 to 2008, period of time before the Pre-salt layer hydrocarbon resources exploration. Here we show that the total GHG emissions increased around 115% from 1990 to 2008 - an annual emission increase of 8.2 million tCO2. However...