Página 1 dos resultados de 282 itens digitais encontrados em 0.010 segundos

Estudo da interação genótipos x ambientes em algumas características produtivas na raça Nelore; Study of genotypes x environments in some productive traits in Nellore cattle

Ribeiro, Sandra
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 30/01/2006 Português
Relevância na Pesquisa
126.3%
O presente estudo teve por objetivo estudar os efeitos da interação genótipos x ambientes sobre as características peso à desmama, peso ao sobreano e ganho de peso da desmama ao sobreano em bovinos de corte da raça Nelore. Foram analisados 45.697 registros de peso à desmama ajustados para 205 dias (PD), 34.773 registros de peso ao sobreano ajustados para 550 dias (PS) e 34.753 registros de ganho de peso da desmama ao sobreano (GP), originários de três fazendas localizadas nas regiões sudeste e centro-oeste do Brasil. Os componentes de variância foram estimados utilizando-se o programa MTDFREML. Os dados foram submetidos a análises de duas formas distintas: primeiramente processaram-se análises de características únicas para os dados de cada fazenda e para conjuntos de dados formados por pares de fazendas. Em seguida, processaram-se análises de características múltiplas, em que a mesma característica foi considerada como variáveis distintas em cada par de fazendas. A partir da obtenção dos valores genéticos dos animais, foram calculadas as diferenças esperadas na progênie (DEPs) dos mesmos, bem como as correlações de Pearson entre os valores das DEPs dos touros para as três características estudadas. As estimativas dos coeficientes de herdabilidade variaram de 0...

Teste estatístico para contribuição de genótipos e ambientes na matriz de interação GE; Statistical test for contribution in the interaction matrix of genotypes and environments

Araújo, Mirian Fernandes Carvalho
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/07/2008 Português
Relevância na Pesquisa
76.48%
O presente trabalho teve por objetivos propor um método para testar a contribuição de cada genótipo e ambiente para a interação genótipos X ambientes em ensaios multi-ambientais através de um teste F e implementar uma rotina computacional para a realização da análise de dados segundo o teste proposto. O estudo avalia quatro conjuntos de dados, cada um com diferentes números de genótipos dentro de ambientes com quatro blocos. Para um dos conjuntos, simulou-se as somas de quadrados das linhas (genótipos) e colunas (ambientes) da matriz de interação genótipos X ambientes (GE) gerando 500, 5000 e 10000 experimentos para verificar a distribuição empírica. Os resultados indicaram um ajuste à distribuição qui-quadrado não-central para as linhas e colunas da matriz de interação GE, verificados também pelo teste de Kolmogorov-Smirnov e o gráfico QQplot. Na aplicação do teste F proposto aos quatro conjuntos de dados, identificou-se os genótipos e ambientes que contribuiram mais para a interação genótipos X ambientes. Dessa forma, os melhoristas podem selecionar bons genótipos e ambientes nos seus estudos.; The objective of the present work was to propose a method for testing the con- tribution of each element in a genotypes X environments interaction using multi-environment analyses by means of an F test and implementation of a computational routine to analyze the data according to the test proposed. The study evaluated four data sets...

Seleção precoce para a produtividade de grãos no feijoeiro

ROSAL,CARLOTA JOAQUINA DE SOUSA; RAMALHO,MAGNO ANTONIO PATTO; GONÇALVES,FLÁVIA MARIA AVELAR; ABREU,ÂNGELA DE FÁTIMA BARBOSA
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2000 Português
Relevância na Pesquisa
86.13%
O objetivo do presente trabalho foi avaliar a eficiência da seleção precoce para o caráter produtividade de grãos na cultura do feijão (Phaseolus vulgaris L.). Para tanto foi utilizado o cruzamento entre os cultivares Carioca (P1) e FT- Tarumã (P2). Foram avaliadas 192 famílias, 64 das quais derivadas de plantas F2, outras 64 de plantas F2 do RC1 (F1 x P1) e 64, ainda, de plantas F2 de RC2 (F1 x P2). As famílias foram conduzidas empregando-se o método Bulk dentro de famílias F2 e avaliadas nas gerações F2:3 (fevereiro de 1997), F2:4 (julho de 1997), F2:5 (novembro de 1997), F2:6 (fevereiro de 1998), na área experimental do Departamento de Biologia da Universidade Federal de Lavras (MG). Utilizou-se o delineamento látice simples 14 x 14 na avaliação das 192 famílias juntamente com os pais e duas testemunhas. A partir das análises de variância dos dados da produtividade de grãos, foram estimados os componentes da variância genética e fenotípica, a herdabilidade realizada, as estimativas de correlações entre as famílias nas sucessivas gerações e o ganho observado com a seleção divergente. Constatou-se que: as famílias de melhor desempenho foram observadas no RC2; a interação genótipos x ambientes afetou a seleção precoce...

Estabilidade de produção de híbridos simples e duplos de milho oriundos de um mesmo conjunto gênico

Machado,Juarez Campolina; Souza,João Cândido de; Ramalho,Magno Antonio Patto; Lima,José Luís
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 Português
Relevância na Pesquisa
86.12%
O presente trabalho foi realizado com o objetivo de comparar a estabilidade de híbridos simples e híbridos duplos de milho oriundos de um mesmo conjunto gênico. Foram avaliados 55 tratamentos, sendo dez híbridos simples comerciais, utilizados como parentais e 45 híbridos duplos resultantes de um dialelo completo. As sementes dos híbridos duplos foram obtidas na área experimental do Departamento de Biologia da Universidade Federal de Lavras (DBI/UFLA). Os experimentos foram desenvolvidos em 15 ambientes, no ano agrícola de 2005/2006, em propriedades de agricultores e estações experimentais. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados com três repetições e o caráter avaliado foi a produtividade de espigas despalhadas (kg ha-1), corrigida para 13% de umidade. Obteve-se a contribuição de cada híbrido para a interação genótipos x ambientes e o desvio em relação ao desempenho máximo em cada ambiente utilizando a estatística não-paramétrica por meio da soma de postos. Os híbridos duplos foram, em média, mais estáveis, contudo, identificaram-se híbridos simples tão estáveis quanto os duplos.

Adaptabilidade e estabilidade de comportamento de cultivares de milho em treze ambientes nos tabuleiros costeiros do nordeste brasileiro

Carvalho,Hélio Wilson Lemos de; Santos,Manoel Xavier dos; Leal,Maria de Lourdes da Silva; Pacheco,Cleso Antonio Pato; Tabosa,José Nildo
Fonte: Embrapa Informação Tecnológica; Pesquisa Agropecuária Brasileira Publicador: Embrapa Informação Tecnológica; Pesquisa Agropecuária Brasileira
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1999 Português
Relevância na Pesquisa
86.07%
Dezesseis cultivares de milho foram avaliadas em treze ambientes dos tabuleiros costeiros do Nordeste brasileiro, no período de 1994/95, em blocos ao acaso, com três repetições, visando conhecer o potencial dessa região para a produção do milho e a adaptabilidade e a estabilidade desses materiais para recomendação. As produtividades médias alcançadas, especialmente com os híbridos, mostraram o grande potencial dessa faixa costeira do Nordeste para a produção do milho, sobressaindo os tabuleiros costeiros do Piauí, Sergipe e Bahia, onde o milho poderá se tornar uma grande alternativa para os produtores. A análise de variância conjunta mostrou diferenças entre os locais e as cultivares, e a inconsistência das cultivares em face das variações ambientais. Usou-se o método de Cruz et al. para atenuar o efeito da interação cultivares x ambientes, de modo a permitir uma recomendação com mais segurança. Os híbridos mostraram melhor adaptação que as variedades e populações, e são recomendados para exploração em ambientes mais tecnificados. O AG 510, por mostrar adaptação em ambiente desfavorável, é também recomendado para esta condição. As variedades BR 5011, BR 5028, BR 106 e BR 5033, de bons rendimentos...

Comparação de métodos para avaliar a adaptabilidade e estabilidade produtiva em algodoeiro

Silva Filho,João Luís da; Morello,Camilo de Lelis; Farias,Francisco José Correia; Lamas,Fernando Mendes; Pedrosa,Murilo Barros; Ribeiro,José Lopes
Fonte: Embrapa Informação Tecnológica; Pesquisa Agropecuária Brasileira Publicador: Embrapa Informação Tecnológica; Pesquisa Agropecuária Brasileira
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2008 Português
Relevância na Pesquisa
86.26%
O objetivo deste trabalho foi comparar diferentes métodos de estimação da adaptabilidade e estabilidade produtiva em 17 genótipos de algodoeiro avaliados em 23 ambientes do Cerrado brasileiro. Os efeitos de genótipos e ambientes e a interação genótipos x ambientes foram significativos. Os modelos da ecovalência e AMMI indicaram a cultivar BRS Cedro como a mais estável, enquanto as cultivares Delta Penta e BRS Ipê foram identificadas como as mais instáveis; nenhuma delas esteve entre as mais produtivas. De acordo com o método de Eberhart & Russell, Lin & Binns e Annicchiarico, as cultivares BRS 269 - Buriti e FMT 701 e o genótipo CNPA GO 2001-999 foram os mais indicados para plantio no Cerrado, e se destacaram entre as cinco mais produtivas na média dos ambientes. A identificação de adaptabilidades específicas, proporcionada pela análise AMMI, é de grande relevância no estudo do comportamento dos genótipos. Pelo conjunto de informações obtidas e pela facilidade de uso e interpretação, recomenda-se o emprego do método de Lin & Binns , que pode ser complementado pela análise AMMI.

Influência de variáveis ambientais sobre a interação genótipos x ambientes em meloeiro

Nunes,Glauber Henrique de Sousa; Andrade Neto,Romeu de Carvalho; Costa Filho,José Hamilton da; Melo,Stefeson Bezerra de
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2011 Português
Relevância na Pesquisa
86.3%
O objetivo do trabalho foi quantificar a influência de variáveis ambientais sobre a interação genótipos x ambientes em meloeiro. Foram utilizados dados de produtividade de oito híbridos de melão Cantaloupe testados em nove ambientes no Estado do Rio Grande do Norte. Para a identificação das variáveis ambientais relacionadas à interação G x A e sensibilidade dos híbridos, estimaram-se modelos de regressão fatorial, coeficiente de correlação de Spearman entre os escores dos componentes principais da análise AMMI e as médias das variáveis ambientais. As temperaturas média, máxima e mínima são as que mais influenciam na interação genótipos x ambientes em meloeiro para a produtividade.

Estabilidade fenotípica, um complemento relevante na avaliação e classificação de genótipos de algodoeiro para resistência a doenças

Fuzatto,Milton Geraldo; Cia,Edivaldo; Kondo,Julio Isao
Fonte: Grupo Paulista de Fitopatologia Publicador: Grupo Paulista de Fitopatologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 Português
Relevância na Pesquisa
86.16%
Neste trabalho é formulado um conceito mais abrangente da resistência a patógenos em genótipos de algodoeiro, mediante inclusão, nos critérios de avaliação, da estabilidade fenotípica desse atributo, quando se consideram ambientes com intensidades diversas de ocorrência das doenças. Para fundamentar o método, um estudo foi realizado com base em dados obtidos em experimentos efetuados, para avaliação de genótipos com respeito à murcha de Fusarium (Fusarium oxysporum f. vasinfectum), mancha-angular (Xanthomonas citri subsp. malvacearum), ramulose (Colletotrichum gossypii var. cephalosporioides), mancha de Ramularia (Ramularia areola) e aos nematoides Meloidogyne incognita e Rotylenchulus reniformis. Interações genótipos X: ambientes significativas ocorreram em todos esses casos, dando margem a análises subsequentes de estabilidade fenotípica da resistência ou tolerância a esses patógenos. Diferenças notáveis foram observadas quanto a essa característica, e mediante associação dela com um parâmetro expressivo do pior desempenho nas avaliações realizadas, foi possível conferir previsibilidade e classificações mais seguras da reação dos genótipos à incidência das doenças consideradas.

Adaptabilidade e estabilidade de genótipos de girassol para a região subtropical do Brasil

Porto,Willyam Stern; Carvalho,Claudio Guilherme Portela de; Pinto,Ronald José Bart; Oliveira,Marcelo Fernandes de; Oliveira,Ana Cláudia Barneche de
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
96.33%
O sucesso da cultura do girassol (Helianthus annuus L.) no Brasil está associado à escolha adequada de cultivares com adaptação a diferentes ambientes. Quando há respostas diferenciadas dos genótipos testados nos diferentes ambientes, a decisão de lançamento de novas cultivares pode ser facilitada com estudos de adaptabilidade e estabilidade desses genótipos para reduzir os efeitos da interação genótipos x ambientes. No país, essas informações tornam-se mais importantes, pois a maioria das cultivares utilizadas, ou em lançamento, foram desenvolvidas em outros países, com características de solo e clima diferentes. Este trabalho teve como objetivo estudar a adaptabilidade e estabilidade de genótipos de girassol na região subtropical do Brasil, uma das regiões promissoras do país para o seu cultivo. Os dados foram obtidos da Rede Nacional de Ensaios de Avaliação de Genótipos de Girassol, coordenada pela Embrapa Soja, entre os anos de 1999/2000 e 2003/2004. Os caracteres avaliados foram rendimentos de grãos e de óleo (kg ha-1). Os estudos de adaptabilidade e estabilidade foram realizados segundo as metodologias de PORTO et al. (2007), EBERHART & RUSSELL (1966) e ROCHA et al. (2005), as quais utilizam procedimentos biométricos distintos. Diferente do método de EBERHART & RUSSELL (1966)...

Implicações da interação genótipos x ambientes sobre ganhos com a seleção em meloeiro

Silva,José Milton da; Nunes,Glauber Henrique de Sousa; Costa,Gabriel Guimarães; Aragão,Fernando Antônio de Souza; Maia,Lívia Karla Remígio
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 Português
Relevância na Pesquisa
76.31%
O objetivo do presente trabalho foi estudar o efeito da interação genótipos por ambientes sobre a avaliação de famílias de meloeiro. Foram avaliadas 144 famílias na geração S6, em quatro municípios, Mossoró, Baraúna, Assu e Alto do Rodrigues, em um látice simples 12x12. As características avaliadas foram: produtividade, peso médio do fruto, proporção da cavidade interna, espessura da polpa, firmeza da polpa e teor de sólidos solúveis. Constatou-se efeito significativo de famílias nos quatro ambientes de avaliação e na análise conjunta para todas as características. A interação famílias x locais foi acentuada, sendo a estimativa do componente de variância da interação superior àquele da variância genética entre famílias. Ocorreu superioridade na contribuição da parte complexa em relação à simples da interação para todas as características. A interação famílias x ambientes teve reflexo na seleção, pois a resposta correlacionada pela seleção em um ambiente e ganho em outro sempre foi inferior ao ganho da seleção direta. As estimativas de coeficiente de variação genética e variância genética entre famílias foram superestimadas pelo componente da interação famílias x locais, sendo necessárias avaliações em ambientes diferentes. A seleção com base no comportamento médio das famílias foi eficiente...

Comparação de métodos para avaliar a adaptabilidade e estabilidade produtiva em algodoeiro.

SILVA FILHO, J.L. da; MORELLO, C. de L.; FARIAS, F.J.C.; LAMAS, F.M.; PEDROSA, M.B.; RIBEIRO, J.L.
Fonte: Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasilia, DF, v. 43, n.3, p.349-355, mar. 2008. Publicador: Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasilia, DF, v. 43, n.3, p.349-355, mar. 2008.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
86.29%
O objetivo deste trabalho foi comparar diferentes métodos de estimação da adaptabilidade e estabilidade produtiva em 17 genótipos de algodoeiro avaliados em 23 ambientes do Cerrado brasileiro. Os efeitos de genótipos e ambientes e a interação genótipos x ambientes foram significativos. Os modelos da ecovalência e AMMI indicaram a cultivar BRS Cedro como a mais estável, enquanto as cultivares Delta Penta e BRS Ipê foram identificadas como as mais instáveis; nenhuma delas esteve entre as mais produtivas. De acordo com o método de Eberhart & Russell, Lin & Binns e Annicchiarico, as cultivares BRS 269 ? Buriti e FMT 701 e o genótipo CNPA GO 2001-999 foram os mais indicados para plantio no Cerrado, e se destacaram entre as cinco mais produtivas na média dos ambientes. A identificação de adaptabilidades específicas, proporcionada pela análise AMMI, é de grande relevância no estudo do comportamento dos genótipos. Pelo conjunto de informações obtidas e pela facilidade de uso e interpretação, recomenda-se o emprego do método de Lin & Binns , que pode ser complementado pela análise AMMI.; 2008

Interação genótipos x ambientes em feijoeiro-comum do grupo preto na região central do Brasil.

TORGA, P. P.; MELO, P. G. S.; PEREIRA, H. S.; MELO, L. C.; FARIA, L. C. de; DEL PELOSO, M. J.; WENDLAND, A.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MELHORAMENTO DE PLANTAS, 6., 2011, Búzios. Panorama atual e perspectivas do melhoramento de plantas no Brasil. [Búzios]: SBMP, 2011. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MELHORAMENTO DE PLANTAS, 6., 2011, Búzios. Panorama atual e perspectivas do melhoramento de plantas no Brasil. [Búzios]: SBMP, 2011.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
Português
Relevância na Pesquisa
106.25%
O objetivo deste trabalho foi avaliar com qual dos fatores ambientais (locais, épocas ou anos) a interação com genótipos de feijoeiro-comum do grupo preto é mais expressiva na Região Central do Brasil. Foram utilizados dados de produtividade de grãos de 13 genótipos, avaliados em oito ensaios de valor de cultivo e uso, nos anos de 2003 e 2004. Foram realizadas análises individuais de variância por ensaio e, posteriormente, foi realizada análise conjunta com a decomposição da interação genótipos x ambientes.; 2011

Comportamento de variedades e híbridos de milho no Nordeste Brasileiro no ano agrícola de 1999/2000.

CARVALHO, H.W.L. de; LEAL, M. de L. da S.; CARDOSO, M.J.; SANTOS, M.X. dos.; TABOSA, J.N.; SANTOS, D.M. dos.; ALBUQUERQUE,M.M. de.; LIRA, M.A.; CARVALHO, B.C.L. de.
Fonte: Agrotrópica, Ilhéus, v.13, n. 2, p. 67-78, 2001. Publicador: Agrotrópica, Ilhéus, v.13, n. 2, p. 67-78, 2001.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
76.28%
No decorrer do ano agrícola de 1999/2000, foram realizados ensaios em rede em blocos ao acaso, com três repetições, envolvendo a avaliação de 36 cultivares (variedades e híbridos) e de 41 híbridos de milho, em 23 e 25 ambientes, respectivamente, visando selecionar materiais de melhor adaptação às condições edafoclimáticas do Nordeste brasileiro e portadores de características agronômicas desejáveis, para fins de recomendação. As variações atribuídas às cultivares, variedades e híbridos, bem como, as respectivas interações, cultivares x ambientes e híbridos x ambientes foram significativas a 1 % de probabilidade, pelo teste F, o que indica diferenças entre os genótipos avaliados e comportamento inconsistente desses genótipos frente às oscilações ambientais. Os híbridos expressaram melhor comportamento produtivo que as variedades, superando-as em 25%. Nos ensaios envolvendo híbridos, Zeneca 8550, Zeneca 8420, AG 8080, DK 350, Cargill 333 B, AG 1051, Dina 1000 Dk 440 apresentaram melhor adaptação, com produtividades oscilando entre 7.714 kg/ha a 7.716 kg/ha, tendo importância expressiva nos sistemas de produção de melhor tecnificação. As variedades AL 25, AL 30, Sertanejo, AL 34 e São Francisco expressaram boa adaptação no Nordeste brasileiro e se constituem em excelentes alternativas para exploração nos sistemas de produção dos pequenos e médios agricultores da região. Palavras-chave: Zea mays L....

Implicações da interação genótipos x ambientes sobre ganhos com a seleção em meloeiro.

SILVA, J. M.; NUNES, G. H. de S.; COSTA, G. G.; ARAGAO, F. A. S. de; MAIA, L. K. R.
Fonte: Ciência Rural, Santa Maria, v. 41, n. 1, p. 51-56, 2011. Publicador: Ciência Rural, Santa Maria, v. 41, n. 1, p. 51-56, 2011.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
76.31%
O objetivo do presente trabalho foi estudar o efeito da interação genótipos por ambientes sobre a avaliação de famílias de meloeiro. Foram avaliadas 144 famílias na geração S6, em quatro municípios, Mossoró, Baraúna, Assu e Alto do Rodrigues, em um látice simples 12x12. As características avaliadas foram: produtividade, peso médio do fruto, proporção da cavidade interna, espessura da polpa, firmeza da polpa e teor de sólidos solúveis. Constatou-se efeito significativo de famílias nos quatro ambientes de avaliação e na análise conjunta para todas as características. A interação famílias x locais foi acentuada, sendo a estimativa do componente de variância da interação superior àquele da variância genética entre famílias. Ocorreu superioridade na contribuição da parte complexa em relação à simples da interação para todas as características. A interação famílias x ambientes teve reflexo na seleção, pois a resposta correlacionada pela seleção em um ambiente e ganho em outro sempre foi inferior ao ganho da seleção direta. As estimativas de coeficiente de variação genética e variância genética entre famílias foram superestimadas pelo componente da interação famílias x locais, sendo necessárias avaliações em ambientes diferentes. A seleção com base no comportamento médio das famílias foi eficiente...

Adaptabilidade e estabilidade da produtividade em grãos de genótipos de feijão-caupi de porte semi-ereto na região Nordeste.

ROCHA, M. M.; MACHADO, C. de F.; FREIRE FILHO, F. R.; RIBEIRO, V. Q.; CARVALHO, H. W. L.; BELARMINO FILHO, J.; RAPOSO, J. A. A.; ALCÂNTARA, J. P.; RAMOS, S. R. R.; LOPES, A. C. de A.; BARRETO, A. L. H.
Fonte: In: CONGRESSO NACIONAL DE FEIJÃO-CAUPI, 1.; REUNIÃO NACIONAL DE FEIJÃO-CAUPI, 6., 2006, Teresina. Tecnologias para o agronegócio: anais. Teresina: Embrapa Meio-Norte, 2006. Publicador: In: CONGRESSO NACIONAL DE FEIJÃO-CAUPI, 1.; REUNIÃO NACIONAL DE FEIJÃO-CAUPI, 6., 2006, Teresina. Tecnologias para o agronegócio: anais. Teresina: Embrapa Meio-Norte, 2006.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
Português
Relevância na Pesquisa
76.4%
Foram avaliadas a adaptabilidade e a estabilidade da produtividade de grãos de 20 genótipos de feijão-caupi de porte semi-ereto, utilizando o modelo de efeitos aditivos principais e interação multiplicativa. Os ensaios foram realizados em 16 ambientes, locais e anos, da região Meio-Norte do Brasil, Estados do Maranhão (MA), Piauí (PI), Pernambuco (PE), Sergipe (SE), Bahia (BA) e Paraíba (PB), no período de 2002 a 2004. Os efeitos de ambiente e da interação genótipos x ambientes, e os dois primeiros eixos da análise de componentes principais da interação foram significativos (P < 0,01). A análise de componentes principais explicou 55,11% da soma de quadrados da interação genótipos x ambientes. Os genótipos TE-97-411-1F-16, EVX-92-49E e EVX-63-10E reúnem adaptabilidade e estabilidade e podem ser cultivados em todos os ambientes estudados, enquanto que os genótipos TE-BRS Guariba e EVX-91-2E-1 expressam melhor potencial genético em ambientes de alta produtividade. Os ambientes mais favoráveis para a produtividade de grãos foram Bom Jesus 2003, Nossa senhora das Dores 2003, São Raimundo das Mangabeiras 2003 e Teresina 2002.; 2006

Adaptabilidade e estabilidade produtiva de genótipos de feijão-caupi de portes ereto e semiereto nos estados de Minas Gerais e São Paulo.

SILVA, K. J. D. e; ROCHA, M. de M.; VIEIRA, P. F. de M. J.; SORATTO, R. P.; CARVALHO, A. J.; MATOSO, A. O.; GONCALVES, J. R. P.; ROSSONI, J. E. P. C. A.
Fonte: In: CONGRESSO NACIONAL DO FEIJÃO-CAUPI, 3., 2013, Recife. Anais... Recife: Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), 2013. Publicador: In: CONGRESSO NACIONAL DO FEIJÃO-CAUPI, 3., 2013, Recife. Anais... Recife: Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), 2013.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 4 p.
Português
Relevância na Pesquisa
76.29%
Resumo: Estudos de adaptabilidade e estabilidade de genótipos são importantes nas fases finais de um programa de melhoramento para subsidiar a recomendação de novas cultivares. O objetivo deste trabalho foi avaliar a adaptabilidade e estabilidade produtiva de genótipos de feijão-caupi de portes ereto e semiereto nos estados de Minas Gerais e São Paulo. Foram avaliados 20 genótipos (16 linhagens e quatro cultivares) em seis ambientes, no biênio 2011-2012. Os ensaios foram conduzidos em delineamento de blocos ao acaso com quatro repetições. Foram realizadas análises de variância conjunta e a adaptabilidade e a estabilidade dos genótipos foram analisadas pelo método de Lin e Bins modificado por Carneiro (1998). Observaram-se diferenças para os efeitos de ambientes e interação genótipo x ambiente. A linhagem MNC03-725F-3 apresenta ampla adaptabilidade e alta estabilidade aos ambientes avaliados de Minas Gerais e São Paulo, sendo também a mais adaptada a ambientes favoráveis, enquanto que a linhagem MNC02-675F-9-3, a mais adaptada a ambientes desfavoráveis.; 2013

Interação genótipos x ambientes para produtividade de híbridos multi-espécies de eucalipto no Rio Grande do Sul

Santos, Gléison Augusto dos
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
86.43%
Resumo: O presente trabalho objetivou estudar a interacao genotipos x ambientes em diferentes ambientes de cultivo de Eucalyptus no estado do Rio Grande do Sul, discutir estrategias de recomendacao de clones de acordo com os resultados encontrados e ainda verificar a estabilidade e adaptabilidade de diferentes clones e hibridos de Eucalyptus a essa regiao. Os ensaios foram conduzidos nas areas da empresa CMPC Celulose Riograndense, nos municipios de Minas do Leao (horto florestal Cambara), Encruzilhada do Sul (horto florestal Capivara) Dom Feliciano (horto florestal Fortaleza) e Vila Nova do Sul (horto florestal Sao Joao). No ano de 2007, foi implantada uma rede de testes clonais com 864 clones de Eucalyptus, nesses quatro ambientes produtivos, como testemunha comparativa foi utilizado o principal clone comercial plantado pela empresa (clone 32864 de Eucalyptus saligna). Aos tres anos de idade, foram mensurados o diametro a altura do peito (dap) e a altura total (Ht) das arvores dos experimentos. O incremento medio anual (IMA) foi calculado de acordo com o volume individual por clone e o estande de plantas no hectare na idade de avaliacao do teste clonal. A analise de densidade basica foi realizada de forma indireta, com o uso do aparelho Pilodyn. Foi desenvolvido um indice de materia seca (IMApeso)...

Interação de genótipos com ambientes em ensaios de feijoeiro-comum do grupo preto:implicações na recomendação de cultivares; Genotypes x envionments interaction in common black bean trials:implications on cultivar recommendation

TORGA, Paula Pereira
Fonte: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em Agronomia; Ciências Agrárias Publicador: Universidade Federal de Goiás; BR; UFG; Doutorado em Agronomia; Ciências Agrárias
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
106.55%
Genotypes x environments interaction (GxE) have many implications in a plant breeding program. Its importance becomes most obvious and pronounced in the final evaluation phase of lines for recommendation of new cultivars. At this stage, final tests on networking called value of cultivation and use (VCU) trials are carried out, in different locations, seasons and years, which allows a detailed study of GxE. The interaction can be controlled with a detailed study, and it does not negatively affect in the recommendation, providing a most secure selection and recommendation. There are some ways to mitigate the effect of GxE interaction, among them can be cited: i) the identification of cultivars with greater adaptability and phenotypic stability; ii) environmental stratification; and iii) the decomposition of the interaction to verify which factors (locations, season or years) is more expressive. The aim of this work was to study the GxE interaction in details, using VCU trials of common black bean, analyzing adaptability and phenotypic stability, environmental stratification and decomposition of GxE interaction. It makes possible to have most secure decision in the conduction of tests as the selection and recommendation of cultivars with the purpose to guide the common bean breeding program at Embrapa Rice and Beans. Data for grain yield (kg.ha-1) from the VCU trials of black beans...

INTERAÇÃO GENÓTIPOS X AMBIENTES PARA PRODUTIVIDADE DE CLONES DE Eucalyptus L'Hér. NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

Santos,Gleison Augusto; Resende,Marcos Deon Vilela; Silva,Luciana Duque; Higa,Antonio; Assis,Teotônio Francisco
Fonte: Sociedade de Investigações Florestais Publicador: Sociedade de Investigações Florestais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/02/2015 Português
Relevância na Pesquisa
86.41%
Este trabalho objetivou estudar a interação genótipos em ambientes de clones de Eucalyptus em quatro ambientes do Estado do Rio Grande do Sul. Os ensaios foram conduzidos nas áreas da empresa CMPC Celulose Riograndense, nos Municípios de Minas do Leão (Horto Florestal Cambará), Encruzilhada do Sul (Horto Florestal Capivara), Dom Feliciano (Horto Florestal Fortaleza) e Vila Nova do Sul (Horto Florestal São João). No ano 2007, foi implantada uma rede de testes clonais com 864 clones de Eucalyptus, pertencentes a 37 espécies e híbridos. Aos 3 anos de idade, foram mensurados o diâmetro à altura do peito (dap) e a altura total (Ht) das árvores dos experimentos. O incremento médio anual (IMA) foi calculado de acordo com o volume individual por clone e o estande de plantas por hectare na idade de avaliação do teste clonal. Os resultados da correlação genotípica entre os ambientes variaram de 0,39 a 0,56, demonstrando que ocorreu interação genótipos x ambientes significativa dos caracteres avaliados. Esses resultados indicam que é necessário selecionar clones específicos, nas combinações de ambientes com baixa correlação genética entre si. Ocorreu baixa correção genética entre os ambientes Cambará x Capivara; Cambará x São João; Capivara x Fortaleza; Capivara x São João; e Fortaleza x São João. Dessa maneira...

Interação genótipos X ambientes para produtividade de clones de Eucalyptus L'Hér. no Eestado do Rio Grande do Sul.

SANTOS, G. A.; RESENDE, M. D. V. de; SILVA, L. D.; HIGA, A.; ASSIS, T. F.
Fonte: Revista Árvore, Viçosa, MG, v. 39, n. 1, p. 81-91, 2015. Publicador: Revista Árvore, Viçosa, MG, v. 39, n. 1, p. 81-91, 2015.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
86.41%
Este trabalho objetivou estudar a interação genótipos em ambientes de clones de Eucalyptus em quatro ambientes do Estado do Rio Grande do Sul. Os ensaios foram conduzidos nas áreas da empresa CMPC Celulose Riograndense, nos Municípios de Minas do Leão (Horto Florestal Cambará), Encruzilhada do Sul (Horto Florestal Capivara), Dom Feliciano (Horto Florestal Fortaleza) e Vila Nova do Sul (Horto Florestal São João). No ano 2007, foi implantada uma rede de testes clonais com 864 clones de Eucalyptus, pertencentes a 37 espécies e híbridos. Aos 3 anos de idade, foram mensurados o diâmetro à altura do peito (dap) e a altura total (Ht) das árvores dos experimentos. O incremento médio anual (IMA) foi calculado de acordo com o volume individual por clone e o estande de plantas por hectare na idade de avaliação do teste clonal. Os resultados da correlação genotípica entre os ambientes variaram de 0,39 a 0,56, demonstrando que ocorreu interação genótipos x ambientes significativa dos caracteres avaliados. Esses resultados indicam que é necessário selecionar clones específicos, nas combinações de ambientes com baixa correlação genética entre si. Ocorreu baixa correção genética entre os ambientes Cambará x Capivara; Cambará x São João; Capivara x Fortaleza; Capivara x São João; e Fortaleza x São João. Dessa maneira...