Página 1 dos resultados de 356 itens digitais encontrados em 0.013 segundos

Reação de variedades de maracujazeiro amarelo (Passiflora edulis Sims f. flavicarpa Deg) a bacteriose causada por Xanthomonas campestris pv. passiflorae. ; Reaction of varieties of yellow passion fruit (Passiflora edulis Sims f. flavicarpa Deg.) to bacterial spot caused by Xanthomonas campestris pv. passiflorae.

Miranda, Jaqueline Fogaça
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 21/05/2004 Português
Relevância na Pesquisa
59.231836%
O presente trabalho teve por objetivo avaliar a reação de oito variedades comerciais e dois acessos selvagens de maracujá amarelo (P.edulis Sims f. flavicarpa), quanto à resistência a Xanthomonas campestris pv. passiflorae e elaborar uma escala diagramática de sintomas para auxiliar na avaliação da severidade da mancha bacteriana. A escala foi desenvolvida a partir de 100 folhas com sintomas da doença. Desta amostra foram estabelecidos cinco níveis de severidade utilizados na escala (2%, 5%; 11%, 26% e 59%). A escala foi validada por sete avaliadores, que utilizaram 48 folhas com diferentes níveis de severidade. A validação da escala mostrou que os avaliadores apresentaram alta precisão nas suas avaliações, com coeficientes de determinação (R2) variando de 0,86 a 0,95. A maioria dos avaliadores apresentou uma leve tendência em superestimar a severidade da doença. A escala mostrou-se útil ao trabalho, permitindo avaliações com alta precisão e boa acurácia. Para avaliar a reação das dez populações (oito variedades comerciais e dois acessos selvagem) de maracujá amarelo em relação a X. O presente trabalho teve por objetivo avaliar a reação de oito variedades comerciais e dois acessos selvagens de maracujá amarelo (P.edulis Sims f. flavicarpa)...

Conservação de sementes de maracujá-amarelo (Passiflora edulis Sims f. flavicarpa Deg.): interferências do teor de água das sementes e da temperatura do ambiente.; Conservation of yellow passion fruit (Passiflora edulis Sims f. flavicarpa Deg.) seeds: interference of water content and environment temperature.

Fonseca, Samara Camargo Lopes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/07/2004 Português
Relevância na Pesquisa
68.97592%
As sementes de maracujá-amarelo perdem rapidamente o poder germinativo quando são arbitrariamente armazenadas; assim, buscando embasamento para a definição de alternativas tecnológicas voltadas à desaceleração da deterioração durante o armazenamento, o objetivo da pesquisa foi o de estudar, através de variações no teor de água das sementes e na temperatura do ambiente, o comportamento fisiológico de sementes de maracujazeiro. A experimentação, realizada entre julho de 2002 e agosto de 2003 no Laboratório de Análise de Sementes localizado na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz/ USP, foi conduzida com sementes de maracujá-amarelo (Passiflora edulis Sims f. flavicarpa Deg.) produzidas em Mogi Mirim/ SP a partir de polinização aleatória entre plantas da Série IAC 270. Após a retirada da mucilagem das sementes, foi determinado o grau de umidade inicial do lote e, paralelamente, obtida a amostra representante do tratamento com o maior teor de água estudado (31%); as sementes remanescentes foram submetidas à secagem, em estufa com circulação de ar a 30°C ± 3°C, para a obtenção dos demais tratamentos referentes aos teores de água desejados (27%, 21%, 17%, 11% e 7%). Posteriormente, os tratamentos...

Mapeamento de QRL para Xanthomonas axonopodis pv. passiflorae em maracujá-amarelo (Passiflora edulis Sims f. flavicarpa Deg.).; QRL mapping for Xanthomonas axonopodis pv. passiflorae in the yellow passion fruit (Passiflora edulis Sims f. flavicarpa Deg.)

Matta, Frederico de Pina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 07/03/2005 Português
Relevância na Pesquisa
68.691924%
Dando continuidade aos trabalhos realizados no Departamento de Genética da ESALQ/USP, referentes aos estudos de mapeamento de genes de resistência à bacteriose em maracujá-amarelo, foram realizados dois novos experimentos de inoculação envolvendo uma população obtida a partir do cruzamento entre ‘IAPAR-06’ e ‘IAPAR- 123’, ambos acessos pertencentes ao Instituto Agronômico do Paraná (IAPAR). Essa população F1, composta de 160 indivíduos, foi utilizada para a construção dos mapas de ligação com base em marcadores AFLP, utilizando tanto marcas com segregação 1:1 quanto marcas bi-parentais 3:1, as quais serviram de ponte para a integração dos mapas construídos para cada genitor. Para a avaliação fenotípica, 104 indivíduos, além dos genitores, foram inoculados por dois isolados de Xanthomonas axonopodis pv. passiflorae, em dois experimentos distintos. Foi constatado que a resistência à bacteriose é poligênica e há, pelo menos, três locos quantitativos (QRL) envolvidos. Testes quanto à metodologia de mensuração das lesões foliares também foram realizados. Foi verificado que, independente da metodologia de avaliação fenotípica, os resultados foram equivalentes quanto ao mapeamento de QRL. De acordo com as diferentes datas de avaliação e/ou idades das folhas...

Mapas de ligação e mapeamento de QTL ("Quantitative Trait Loci") em maracujá-amarelo (Passiflora edulis Sims f. flavicarpa Deg.); Linkage maps and QTL mapping in the yellow passion-fruit (Passiflora edulis Sims f. flavicarpa Deg.)

Moraes, Michel Choairy de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 29/08/2005 Português
Relevância na Pesquisa
68.691924%
A despeito da importância comercial da cultura do maracujá-amarelo para o Brasil, estudos genéticos e de melhoramento são bastante escassos. Neste trabalho, foi conduzido um experimento visando construir mapas de ligação e mapear QTL para caracteres relacionados à produção e qualidade de frutos. Foi utilizada uma população composta por 160 indivíduos, proveniente do cruzamento de duas plantas dos acessos IAPAR-06 e IAPAR-123. Devido à alogamia da espécie, optou-se pela abordagem de mapeamento conhecida por “pseudocruzamento teste” para a construção de dois mapas de ligação, sendo um para cada genitor, utilizando marcadores moleculares do tipo AFLP, com segregação 1:1 e 3:1. No mapa do acesso IAPAR-06 foram obtidos 10 grupos de ligação, enquanto que no mapa do IAPAR-123, nove grupos foram obtidos. Os locos bi-parentais foram alocados como marcas acessórias nos mapas de ligação e serviram para o estabelecimento da homologia entre os grupos de ligação de cada genitor. Um total de oito grupos de ligação foi alinhado com base nesses locos. Em paralelo, procedeu-se a avaliação fenotípica de 100 indivíduos dessa mesma população, os quais foram avaliados em campo, na primeira safra de produção da cultura...

Desenvolvimento e uso de marcadores microssatélites para construção e integração de mapas genéticos de maracujá-amarelo (Passiflora edulis Sims f. flavicarpa Deg.); Development of microsatellite markers and their use for the generation and integration of genetic maps of yellow passion fruit (Passiflora edulis Sims f. flavicarpa Deg.)

Oliveira, Eder Jorge de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 20/04/2006 Português
Relevância na Pesquisa
69.080337%
O maracujá-amarelo é uma espécie alógama, auto-incompatível, o que prejudica a geração de linhagens endogâmicas e, por conseqüência, a construção e integração de mapas de ligação pelas metodologias convencionais. A exemplo do que tem sido feito em outras espécies vegetais, populações F1 (com diferentes tipos de segregação) foram utilizadas para a construção dos mapas genéticos de maracujá. Mapas individuais para cada genitor do cruzamento foram gerados fazendo uso apenas de marcas com segregação 1:1. A integração desses mapas é possível com base em marcadores bi-parentais, quando ambos os genitores são heterozigóticos para os mesmos alelos que segregam na proporção 3:1 em F1. Apesar disso, o uso de marcadores codominantes e multialélicos, como os microssatélites, possuem maior valor, uma vez que permite a obtenção de estimativas de freqüência de recombinação e da fase de ligação com um menor viés. O objetivo deste estudo foi o desenvolvimento de marcadores microssatélites utilizando bibliotecas genômicas enriquecidas, visando à construção e a integração de mapas genéticos de maracujáamarelo. Foram usadas 160 plantas oriundas do cruzamento entre os acessos IAPAR-123 x IAPAR-06, marcadores AFLP com segregação 1:1 e 3:1 e marcadores microssatélites desenvolvidos no presente estudo. Para a construção dos mapas utilizou-se um algoritmo que estima...

Uso da cor da casca como indicador de qualidade do maracujá amarelo (Passiflora edulis Sims. f. flavicarpa Deg.) destinado à industrialização

DE MARCHI, Renata; MONTEIRO, Magali; BENATO, Eliane A.; SILVA, Carlos Alberto R. da
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 381-387
Português
Relevância na Pesquisa
68.97328%
As características físico-químicas do maracujá amarelo em três estádios de cor de casca (1/3 amarelo, 2/3 amarelo e inteiro amarelo), em quatro épocas da safra/99 foram avaliadas, visando estabelecer o ponto de colheita de melhor qualidade da fruta para a industrialização. Foram determinados o tamanho dos frutos, a cor da casca e da polpa, o rendimento de extração da polpa, o teor de sólidos solúveis totais, o pH, a acidez total, o ratio e o teor de vitamina C. Foi empregado o delineamento experimental inteiramente casualizado, com 8 repetições, 5 frutos por parcela e 3 tratamentos. Os resultados mostraram que o rendimento de polpa não apresentou diferença significativa entre os tratamentos e entre as colheitas. Com relação à cor da polpa, houve diferença significativa entre os três estádios apenas na 1ª colheita. Os frutos de casca 1/3 amarela apresentaram teor de sólidos solúveis significativamente inferior aos demais apenas na 3ª e 4ª colheitas, mas o maior valor médio ocorreu na 4ª colheita. O teor de acidez total dos frutos de casca inteira amarela foi significativamente inferior àqueles das colheitas 2, 3 e 4. Os valores mais elevados de vitamina C foram obtidos na 1ª colheita e, os frutos de casca 1/3 amarela apresentaram teores significativamente inferiores nas colheitas 1 e 2. de maneira geral...

Características físicas e químicas de frutos de maracujazeiro-amarelo enxertado em três porta-enxertos

Cavichioli, José Carlos; Corrêa, Luiz de Souza; Boliani, Aparecida Conceição; Santos, Pedro César dos
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 906-914
Português
Relevância na Pesquisa
59.231836%
O mercado de frutas frescas do maracujá-amarelo valoriza a qualidade interna e externa dos frutos. Assim, este trabalho teve o objetivo de avaliar o efeito do porta-enxerto e do tipo de enxertia na qualidade dos frutos de maracujazeiro-amarelo (Passiflora edulis Sims). O experimento foi conduzido no município de Adamantina-SP, no período de abril de 2006 a junho de 2007, adotando-se o delineamento em blocos ao acaso, em esquema fatorial 3 x 2 + 1 tratamento adicional, com quatro repetições. Os porta-enxertos avaliados foram: P. edulis (maracujá-amarelo), P. alata (maracujá-doce) e P. gibertii (maracujá-giberti), em dois tipos de enxertia: hipocotiledonar e convencional por garfagem tipo fenda cheia e um tratamento adicional, sem enxertia. Utilizou-se como copa o maracujazeiro-amarelo (Passiflora edulis Sims). Avaliaram-se o comprimento, o diâmetro, a massa fresca e a classificação dos frutos no período de novembro de 2006 a abril de 2007, a massa e a espessura da casca dos frutos, o rendimento do suco, o teor de sólidos solúveis totais (SST), a acidez total titulável (ATT) e o ratio (SST/ATT) dos frutos no mês de dezembro de 2006. O diâmetro e a massa fresca de frutos obtidos de plantas enxertadas sobre P. gibertii foram inferiores em relação aos de plantas pé-franco e aos de plantas enxertadas sobre P. alata. Os maiores comprimentos de frutos foram encontrados em plantas não enxertadas. Os porta-enxertos utilizados não influenciaram no teor de SST...

Produção, caracterização e aplicação biotecnológica de pectinases produzidas pelo fungo Aspergillus oryzae cultivado em casca de maracujá-amarelo

Jaramillo, Paula Marcela Duque
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Tese
Português
Relevância na Pesquisa
59.408887%
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Departamento de Biologia Molecular, Pós-Graduação em Biologia Molecular, 2014.; CAPÍTULO 1 - Como consequência da produção significativa de suco, as cascas, como um dos principais resíduos, tem se tornado um problema ambiental e para isso tem sido necessário determinar formas viáveis para transformá-las em produtos úteis ou de dispor adequadamente delas buscando um impacto ambiental positivo e um interesse econômico. O trabalho objetivou produzir, purificar parcialmente e caracterizar pectinases secretadas pelo fungo Aspergillus oryzae quando crescido em casca de maracujá-amarelo como única fonte de carbono por 10 dias a 28°C em agitação constante (120 rpm). Após ultrafiltração com membrana de 10 kDa, o concentrado foi avaliado na sua capacidade de reduzir a viscosidade do suco de goiaba e no processo de biopurga têxtil, obtendo resultados satisfatórios. Posteriores etapas cromatográficas, filtração em gel (Sephacryl S-200) e troca iônica (HiTrap Q FF.), purificaram parcialmente uma pectinase, PEC-P1, a qual foi caracterizada quanto ao melhor pH e temperatura, efeito de íons e compostos fenólicos, especificidade pelo substrato, termoestabilidade e análises de gel de eletroforese SDS-PAGE e zimograma. Além disso...

Produção de etileno e atividade da enzima ACCoxidase em frutos de maracujá-amarelo (Passiflora edulis f. flavicarpa Deg.)

Winkler,Larissa Macedo; Quoirin,Marguerite; Ayub,Ricardo; Rombaldi,César; Silva,Jorge
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2002 Português
Relevância na Pesquisa
69.1683%
O maracujá-amarelo (Passiflora edulis f. flavicarpa Deg.) é uma das principais espécies cultivadas do gênero Passiflora. Seus frutos são ricos em minerais, vitaminas e apresentam aroma e sabor agradáveis. O presente trabalho teve como objetivos determinar a produção de etileno e atividade enzimática da ACCoxidase (ACCO) em maracujá-amarelo colhido em diferentes estádios de maturação. A determinação do estádio de maturação foi realizada com o auxílio de um colorímetro, que, por meio da radiação ultravioleta, estabeleceu valores absolutos da cor dos frutos de cada um dos grupos (I, II e III). A produção de etileno e a atividade da ACCoxidase foram realizadas por cromatografia gasosa. Os frutos do grupo I são predominantemente verdes, de acordo com os valores absolutos da cor obtidos. Os frutos do grupo II são predominantemente, coloridos, ou seja, em um estádio de maturação intermediário, e os frutos do grupo III, totalmente coloridos, apresentando-se, portanto, em início da senescência. Os frutos do grupo I apresentaram atividade da ACCO predominantemente mais elevada do que os frutos do grupo III, ocorrendo também o mesmo comportamento com a produção de etileno, com um valor médio de 7,25 nL. g-1. h-1...

Características físicas e químicas de frutos de maracujazeiro-amarelo enxertado em três porta-enxertos

Cavichioli,José Carlos; Corrêa,Luiz de Souza; Boliani,Aparecida Conceição; Santos,Pedro César dos
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2011 Português
Relevância na Pesquisa
59.231836%
O mercado de frutas frescas do maracujá-amarelo valoriza a qualidade interna e externa dos frutos. Assim, este trabalho teve o objetivo de avaliar o efeito do porta-enxerto e do tipo de enxertia na qualidade dos frutos de maracujazeiro-amarelo (Passiflora edulis Sims). O experimento foi conduzido no município de Adamantina-SP, no período de abril de 2006 a junho de 2007, adotando-se o delineamento em blocos ao acaso, em esquema fatorial 3 x 2 + 1 tratamento adicional, com quatro repetições. Os porta-enxertos avaliados foram: P. edulis (maracujá-amarelo), P. alata (maracujá-doce) e P. gibertii (maracujá-giberti), em dois tipos de enxertia: hipocotiledonar e convencional por garfagem tipo fenda cheia e um tratamento adicional, sem enxertia. Utilizou-se como copa o maracujazeiro-amarelo (Passiflora edulis Sims). Avaliaram-se o comprimento, o diâmetro, a massa fresca e a classificação dos frutos no período de novembro de 2006 a abril de 2007, a massa e a espessura da casca dos frutos, o rendimento do suco, o teor de sólidos solúveis totais (SST), a acidez total titulável (ATT) e o ratio (SST/ATT) dos frutos no mês de dezembro de 2006. O diâmetro e a massa fresca de frutos obtidos de plantas enxertadas sobre P. gibertii foram inferiores em relação aos de plantas pé-franco e aos de plantas enxertadas sobre P. alata. Os maiores comprimentos de frutos foram encontrados em plantas não enxertadas. Os porta-enxertos utilizados não influenciaram no teor de SST...

Uso da cor da casca como indicador de qualidade do maracujá amarelo (Passiflora edulis Sims. f. flavicarpa Deg.) destinado à industrialização

DE MARCHI,Renata; MONTEIRO,Magali; BENATO,Eliane A.; SILVA,Carlos Alberto R. da
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2000 Português
Relevância na Pesquisa
68.97328%
As características físico-químicas do maracujá amarelo em três estádios de cor de casca (1/3 amarelo, 2/3 amarelo e inteiro amarelo), em quatro épocas da safra/99 foram avaliadas, visando estabelecer o ponto de colheita de melhor qualidade da fruta para a industrialização. Foram determinados o tamanho dos frutos, a cor da casca e da polpa, o rendimento de extração da polpa, o teor de sólidos solúveis totais, o pH, a acidez total, o ratio e o teor de vitamina C. Foi empregado o delineamento experimental inteiramente casualizado, com 8 repetições, 5 frutos por parcela e 3 tratamentos. Os resultados mostraram que o rendimento de polpa não apresentou diferença significativa entre os tratamentos e entre as colheitas. Com relação à cor da polpa, houve diferença significativa entre os três estádios apenas na 1ª colheita. Os frutos de casca 1/3 amarela apresentaram teor de sólidos solúveis significativamente inferior aos demais apenas na 3ª e 4ª colheitas, mas o maior valor médio ocorreu na 4ª colheita. O teor de acidez total dos frutos de casca inteira amarela foi significativamente inferior àqueles das colheitas 2, 3 e 4. Os valores mais elevados de vitamina C foram obtidos na 1ª colheita e, os frutos de casca 1/3 amarela apresentaram teores significativamente inferiores nas colheitas 1 e 2. De maneira geral...

Composição de carotenóides de maracujá-amarelo (Passiflora edulis flavicarpa) in natura

Silva,Sandra Regina da; Mercadante,Adriana Z.
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2002 Português
Relevância na Pesquisa
68.691924%
A composição de carotenóides de maracujá-amarelo in natura (Passiflora edulis) comercializado em Campinas, Brasil, foi avaliada utilizando-se cromatografia líquida de alta eficiência. Em todas as amostras foram encontrados os seguintes carotenóides: beta-criptoxantina, prolicopeno, cis-zeta-caroteno, zeta-caroteno, beta-caroteno e 13-cis-beta-caroteno, além de neurosporeno e gama-caroteno em alguns lotes. Em geral, os teores de carotenóides nos diversos lotes foram significativamente diferentes. Em dois dos cinco lotes analisados, o z-caroteno foi o carotenóide principal, contribuindo com 41 e 62% do total de carotenóides, enquanto que em outros dois lotes, o beta-caroteno foi o majoritário, com 55 e 74% do total e em um dos lotes o cis-zeta-caroteno esteve presente em maior concentração, com 29%. Este tipo de inversão entre os carotenóides majoritários não é comumente encontrado em frutas e vegetais.

Correlações entre características físico-químicas e sensoriais em suco de maracujá-amarelo (Passiflora edulis var. flavicarpa) durante o armazenamento

Sandi,Delcio; Chaves,José B. P.; Souza,Antonio C. G.; Silva,Marco T. C.; Parreiras,Jun e F. M.
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2003 Português
Relevância na Pesquisa
68.82178%
Foram estudadas possíveis correlações entre características físicas, químicas e sensoriais em suco de maracujá-amarelo (Passiflora edulis var. flavicarpa) submetido à pasteurização, durante o armazenamento por 120 dias, sob duas temperaturas (25 ± 5ºC e 5 ± 1ºC). As características físicas e químicas relacionadas a cor, parâmetros "L" (luminosidade), "a" (intensidade de vermelho e verde) e "b" (intensidade de amarelo e azul) de Hunter, os açúcares redutores e não-redutores (sacarose, glucose e frutose), os compostos voláteis (butirato de etila, butirato de hexila, caproato de etila e caproato de hexila) e furfural foram correlacionadas com características sensoriais (homogeneidade da cor, cor laranja, aroma característico, aroma floral, aroma doce, sabor característico, sabor estranho, sabor oxidado, sabor cozido, gosto doce e gosto amargo) obtidas por Análise Descritiva Quantitativa. As correlações entre os parâmetros de cor e as características sensoriais de homogeneidade da cor e cor laranja foram baixas. Entretanto, o aumento da cor laranja foi proporcional ao aumento do valor "a" e inversamente proporcional aos valores "L" e "b". Correlações importantes foram observadas entre os compostos voláteis e sabor característico e aroma característico...

Qualidade do suco de maracujá-amarelo em diferentes épocas de colheita

Vianna-Silva,Thais; Resende,Eder Dutra de; Viana,Alexandre Pio; Pereira,Silvia Menezes de Faria; Carlos,Lanamar de Almeida; Vitorazi,Letícia
Fonte: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos Publicador: Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2008 Português
Relevância na Pesquisa
68.97592%
A produção de maracujá-amarelo é sazonal e ocorre nas safras de inverno e de verão. O objetivo do trabalho foi avaliar a influência de duas diferentes épocas de colheita sobre a qualidade do suco dos frutos de maracujá-amarelo, em sete estádios de maturação. Os experimentos foram constituídos de 2 épocas de colheita (EP 1 e EP 2) e 7 estádios de maturação, com 10 repetições. Os resultados foram avaliados pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade. Na EP 1, marcada por temperaturas mais amenas e menor precipitação total, os frutos apresentaram maior acidez titulável (AT), maior conteúdo de Sólidos Solúveis Totais (SST), maior conteúdo de MS e razão SST/AT, e menor pH até o estádio de amadurecimento com 65% de cor amarela, quando comparados com a EP 2. A partir deste estádio não foi encontrada diferença significativa no conteúdo de SST entre as épocas de colheita, porém o suco dos frutos totalmente maduros apresentou menores conteúdos de matéria seca e da razão SST/AT na EP 1, além de uma acidez mais elevada. Concluiu-se que os maracujás-amarelos podem ser colhidos com 65% de cor amarela da casca na época EP 1, pois não apresentam alterações químicas posteriores, mas na época EP 2 os frutos apresentaram um incremento da razão SST/AT até o estádio maduro.

Estudos sobre a nutrição mineral do maracujá amarelo. VI. efeito dos macronutrientes no desenvolvimento e composição mineral das plantas.

PRIMAVESI, A. C. P. A.; MALAVOLTA, E.
Fonte: Anais da ESALQ, Piracicaba, v.37, p.609-630, 1980. Publicador: Anais da ESALQ, Piracicaba, v.37, p.609-630, 1980.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
68.691924%
Estudos sobre a nutrição mineral do maracujá amarelo. Presença e ausência do macronutrientes no crescimento e composição mineral da planta.; 1980

Estudos sobre a nutrição mineral do maracujá amarelo VIII. Extração de nutrientes e exigências nutricionais para o desenvolvimento

PRIMAVESI, A. C. P. A.; MALAVOLTA, E.
Fonte: Anais da ESALQ, Piracicaba, v.37, p.603-607, 1980. Publicador: Anais da ESALQ, Piracicaba, v.37, p.603-607, 1980.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
68.691924%
Nutrição mineral do maracujá amarelo. Extração de nutrientes e exigências nutricionais para o desenvolvimento. Nitrogênio e Potássio.; 1980

Influência da vegetação nativa na polinização do maracujá amarelo (Passisflora edulis f. flavicarpa DEG.) em Juazeiro-BA.

SIQUEIRA, K. M. M.; PAZ, C. D. da; KIILL, L. H. P.; SILVA, T. C. F. S.; SILVA, R. C. B.; SANTOS, L. M. B.; GAMA, D. R. S.
Fonte: In: FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DA BAHIA. Semiárido: edital temático de apoio a pesquisas voltadas à resolução de problemas do Semiárido baiano 2007. Salvador, 2012. Publicador: In: FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DA BAHIA. Semiárido: edital temático de apoio a pesquisas voltadas à resolução de problemas do Semiárido baiano 2007. Salvador, 2012.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: p. 157-162.
Português
Relevância na Pesquisa
68.95048%
Este estudo procurou mostrar a importância das áreas de vegetação nativa na polinização do maracujá amarelo. Foram definidas duas áreas localizadas no Projeto de Irrigação Maniçoba, em Juazeiro-BA. A área Icom vegetação nativa ao redor do cultivo, e a área II a cerca de 2 Km da Caatinga. As taxas de frutificação por polinização natural em ambas as áreas foram registradas, e comparadas ao longo do ano. O estudo fitossóciológico foi realizado no entorno da área I apresentava bom estado de conservação. As abelhas registradas polinizando as flores do maracujá foram: Xylocopa frontalis e X. grisescens. O percentual de frutificação natural nas duas áreas não apresentou diferença estatística e os maiores percentuais foram registrados no período seco do ano. Na análise fitossociológica Commiphora leptophloeos (Burseraceae) apresentou o maior índice de valor de importância, sendo registradas 95 plantas com 157 ninhos de Xylocopa. Estes resultados indicam a importância da manutenção de áreas nativas para a conservação dos agentes prestadores de serviços de polinização.; 2012

Polinizadores do maracujá-amarelo (Passiflora edulis f. flavicarpa Deneger, Passifloraceae) no Triângulo Mineiro: riqueza de espécies, freqüência de visitas e a conservação de áreas naturais; Pollinators of yellow passion fruit (Passiflora edulis f. flavicarpa Deneger, Passifloraceae) in the Triângulo Mineiro region, Central Brazil: species richness, frequency of visits and natural area conservation

Yamamoto, Marcela
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
59.243716%
As evidências de declínio das populações dos polinizadores nativos em vários locais do mundo conduziram a iniciativas de conservação e ao incentivo de vários projetos, inclusive no Brasil, com o intuito de conhecer e propor atividades de manejo e conservação desses polinizadores. Neste contexto, o cultivo do maracujáamarelo parece constituir um modelo interessante a ser estudado uma vez que o plantio é dependente dos serviços de polinização para a produção de seus frutos, e os seus principais polinizadores envolvem abelhas nativas de grande porte, de hábitos solitários e que nidificam em madeira. Além disso, o cultivo é importante para o desenvolvimento sustentável da região do Triângulo Mineiro, uma das áreas de maior ação antrópica do bioma Cerrado. O objetivo geral da tese foi verificar a relação entre a conservação das áreas naturais de cerrado do entorno dos cultivos do maracujá-amarelo e o serviço de polinização deste cultivo na região. Para tanto, foi necessário estimar a riqueza de espécies de polinizadores, conhecer o comportamento e a freqüência de visitas nos pomares e finalmente, associar tais informações ao serviço de polinização deste cultivo na região, fazendo uma análise preliminar do efeito da cobertura das áreas naturais de entorno dos pomares na polinização e produtividade deste cultivo. O estudo foi conduzido durante o florescimento do cultivo nos anos de 2004 e 2008...

Manejo de abelhas do gênero Xylocopa (Apidae, Xylocopini) para incremento da frutificação do maracujá-amarelo (Passiflora edulis f. flavicarpa Degener)

Junqueira, Camila Nonato
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
69.494517%
A produtividade do maracujá-amarelo não atinge níveis ideais em áreas com baixa densidade ou ausência de seus polinizadores efetivos, abelhas do gênero Xylocopa. Estas abelhas apresentam tamanho e comportamento de forrageamento adequados para a polinização do maracujá-amarelo e são facilmente atraídas por ninhos-armadilha. O objetivo deste trabalho foi determinar procedimentos de manejo de ninhos de X. frontalis e X. grisescens e avaliar a eficiência destes procedimentos no incremento da produção e da qualidade de frutos de maracujá-amarelo em áreas de cultivos comerciais. No período de março de 2008 a janeiro de 2010, foram realizados os experimentos de manejo de ninhos na Fazenda Experimental Água Limpa, Uberlândia – MG. Foram construídos dois ranchos entomológicos, nos quais foram disponibilizados 192 ninhos-armadilha/rancho, confeccionados com gomos de bambu. Adicionalmente 12 ninhos de X. grisescens e 17 ninhos de X. frontalis, em diferentes estágios de desenvolvimento, foram introduzidos nesses ranchos. Os experimentos acerca da eficiência da introdução de ninhos em áreas de cultivo comerciais de maracujá-amarelo no incremento da produção e da qualidade de frutos foram realizados de novembro de 2010 a junho de 2011...

Valor econômico da polinização por abelhas mamangavas no cultivo do maracujá-amarelo

da Silva Pereira Vieira, Patrícia Fernanda; de Oliveira Cruz, Darci; Fernandes Maciel Gomes, Marília; de Oliveira Campos, Lúcio Antônio; Eustáquio de Lima, João
Fonte: Universidade Autônoma de Barcelona Publicador: Universidade Autônoma de Barcelona
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em //2010 Português
Relevância na Pesquisa
68.691924%
Este trabalho objetivou estimar o valor econômico do serviço ecossistêmico de polinização fornecido pelas abelhas do gênero Xylocopa em três propriedades que cultivam o maracujá-amarelo (Passiflora edulis), as quais estão situadas nos municípios de Viçosa e Paula Cândido, Minas Gerais, Brasil. Obteve-se tal valor por meio da técnica de valoração econômica-ambiental dos custos evitados, o qual foi de R; The objective in this study was to estimate the economic value of the pollination ecosystem service of bees belonging to Xylocopa genus in three areas cultivated with yellow passion fruit (Passiflora edulis), located in Viçosa and Paula Cândido, Minas Gerais, Brazil. The economic value, which was R