Página 1 dos resultados de 47 itens digitais encontrados em 0.000 segundos

Quantificação de danos e controle pós-colheita de podridão parda (Monilinia fructicola) e podridão mole (Rhizopus stolonifer) em frutos de ameixa e nectarina; Quantification of damages and control of the postharvest diseases brown rot (Monilinia fructicola) and soft rot (Rhizopus stolonifer) in plum and nectarine fruits

Gonçalves, Fabrício Packer
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 07/02/2006 Português
Relevância na Pesquisa
38.384282%
Esse trabalho teve dois objetivos distintos, quantificar e caracterizar os danos pós-colheita em frutos de ameixa e nectarina na Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (CEAGESP) e testar produtos que possam ser utilizados no controle das doenças pós-colheita podridão parda (Monilinia fructicola) e podridão mole (Rhizopus stolonifer) nestes dois frutos. Durante a safra 2003 e 2004, foram realizados 20 levantamentos de quantificação de danos em frutos de nectarina e 11 em frutos de ameixa. Em cada levantamento foram avaliados 1% do total de caixas comercializados em cinco permissionários da CEAGESP. A amostragem foi estratificada por variedade, calibre e procedência dos frutos, sendo quantificados danos mecânicos, fisiológicos e doenças pós-colheita. Para o controle da podridão parda e mole, o efeito curativo e protetor do CaCl2, cera e luz UV-C, em diferentes concentrações e o efeito curativo do tratamento com ozônio foram avaliados. A incidência de danos na CEAGESP em frutos de ameixa variou de 5 a 47%, e em nectarina entre 14 e 54%, considerando as safras 2003 e 2004. Tanto em ameixa como em nectarina os danos mais freqüentes foram os mecânicos, com variação de 2 a 25% em frutos de ameixa e de 7 a 30% em frutos de nectarina. Danos fisiológicos variaram de 1 a 22% e de 2 a 18% em frutos de ameixa e nectarina...

Radiação gama na conservação pós-colheita da nectarina (Prunus persica var. Nucipersica) frigoconservada

Neves, Leandro Camargo; Manzione, Rodrigo Lilla; Vieites, Rogério Lopes
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 676-679
Português
Relevância na Pesquisa
37.707427%
O trabalho foi desenvolvido no laboratório de Frutas e Hortaliças do Departamento de Gestão e Tecnologia Agroindustrial da Faculdade de Ciências Agronômicas - UNESP - Câmpus de Botucatu, tendo como objetivo principal a caracterização do comportamento da radiação gama, na conservação pós-colheita da nectarina cv. Sunred. Os frutos foram colhidos no início do estádio de maturação, selecionados, limpos, pré-resfriados (4ºC por 12 horas) e submetidos a diferentes doses de radiação gama, constituindo assim os tratamentos: 1 0,0 kGy, 2 - 0,2 kGy, 3 - 0,4 kGy, 4 - 0,6 kGy, 5 - 0,8 kGy, sendo após armazenados em câmara fria com temperaturas de 0ºC e 90-95% de UR, por 28 dias. As análises foram realizadas a cada sete dias, determinando-se o aspecto visual dos frutos, a perda de massa fresca, a firmeza de polpa, a acidez total titulável (ATT), os sólidos solúveis totais (STT) e a razão STT/ATT. Após 28 dias de armazenamento, verificou-se que os frutos submetidos à dose de 0,4 kGy apresentaram o melhor aspecto visual, as menores perdas de massa fresca, e a maior firmeza de polpa, não ocorrendo, entretanto, variações significativas nos teores de acidez total titulável, sólidos solúveis totais e nos valores da razão SST/ATT.; This work was developed at the Fruit and Vegetable laboratory in the Agro-Industrial Department of the Agriculture College - UNESP - Botucatu campus...

Potencial antioxidante, óleo essencial e atividade antifúngica de plantas de jambu (Spilanthes oleracea), cultivadas sob adubação orgânica e convencional e processamento mínimo de nectarina (Prunus persica var. nectarina): conservação de suas qualidades e propriedades bioativas

Borges, Luciana da Silva
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: xvii, 184 f. : il. color., grafs., tabs
Português
Relevância na Pesquisa
17.368997%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Agronomia (Horticultura) - FCA; O jambu (Spilanthes oleracea) é uma planta nativa do Brasil, com propriedades químicas importantes. No Estado de São Paulo, a produção de jambu está direcionada para extração do óleo essencial que está sendo fornecido direto para as indústrias de cosméticos, pela sua qualidade farmacológica. No entanto, pesquisas sobre as propriedades antioxidantes dos extratos aquosos e a ação antifúngica do seu óleo essencial são ainda incipientes. Assim, o objetivo geral do primeiro ao terceiro capitulo foram comparar cultivares de jambu produzidos de forma orgânica e convencional, quanto ao desenvolvimento fenológico das plantas (folha e inflorescência), através dos índices morfo-fisiológicos de crescimento, além das substâncias antioxidantes presentes nos extratos aquosos, teores e composição do óleo essencial, bem como sua ação antifúngica. Nos quarto e quinto capitulos, o objetivo foi o uso de radiação UV-C e aplicação de O2 ( 90-100 Kpa) como tratamento capaz de melhorar o potencial de conservação após o processamento mínimo. As características avaliadas no primeiro capitulo foram: Altura de planta...

Estudo do processo de desidratação osmotica e secagem de nectarian (Prunus persica).; Study of combinated process of dehydration osmotic and nectarina drying (Prunnus persica).

Eder Augusto Furtado Araujo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 28/02/2005 Português
Relevância na Pesquisa
27.368997%
Neste trabalho estudou-se o processo combinado de desidratação osmótica seguido de secagem convencional a ar. O processo de desidratação osmótica foi realizado utilizando-se soluções de sacarose e glicose de milho, em diferentes concentrações e temperaturas. O processo osmótico foi delineado de acordo com um planejamento experimental completo (23), tendo como fatores a temperatura e a concentração da solução desidratante e o tempo de imersão, onde objetivou-se como resposta uma máxima perda de água com uma mínima incorporação de soluto. Na etapa de secagem foi feito um estudo tendo como variáveis a velocidade e a temperatura do ar, a fim de avaliar a influência dessas variáveis na cinética de secagem da fruta in natura e pré-tratadas osmoticamente. Estudou-se também o fenômeno do encolhimento durante o processo de secagem. O produto final foi avaliado através de determinações de carotenóides, atividade de água e análise sensorial.; In this work it was studied the combined process of osmotic dehydration with conventional air drying. The process of osmotic dehydration was carried out using sucrose and corn glucose solutions, in different concentrations and temperatures. The osmotic process was delineated according a complete experimental design (23)...

O pessegueiro em pomar compacto: X. Comportamento de cultivares e seleções sob poda de encurtamento dos ramos pós-colheita

BARBOSA,WILSON; CAMPO-DALL’ORTO,FERNANDO ANTONIO; OJIMA,MÁRIO; NOVO,MARIA DO CARMO DE SALVO SOARES; CARELLI,MARIA LUIZA CARVALHO; AZEVEDO FILHO,JOAQUIM ADELINO DE
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2000 Português
Relevância na Pesquisa
27.368997%
Pesquisou-se o comportamento vegetativo e reprodutivo de 14 cultivares e seleções de pêssego e nectarina, cultivados no sistema de pomar compacto, em espaçamento de 4 m x 1,5 m (1.667 plantas.ha-1), sob poda de encurtamento dos ramos, em pós-colheita. Essa poda, caracterizada pelo corte dos ramos produtivos a 20-30 cm de sua inserção, foi realizada no final de novembro, logo após a colheita de frutos do ciclo anterior. A partir dos resultados obtidos no biênio 1997-98, verificou-se que os cultivares e seleções mais produtivos foram (média bienal do número e kg de frutos por planta respectivamente): Aurora-1 (161, 13,9); IAC 680-13 (142, 12,4); Régis (156, 12,2); Talismã (128, 11,9) e IAC 680-178 (130, 10,1). Os cultivares Delicioso Precoce, Jóia-1, Tropical, Flordaprince e IAC 2380-55, com produção intermediária, obtiveram índices entre 6,0 e 8,8 kg de frutos por planta. Durante os dois anos do experimento, as váriáveis fisiológicas analisadas - área de secção transversal do tronco, volume da copa, número e massa dos frutos por cm² de tronco - apresentaram diferenciação estatística entre cultivares e seleções. A poda de encurtamento dos ramos, em pós-colheita, evitou a alternância de produção dos cultivares e seleções pesquisados.

Radiação gama na conservação pós-colheita da nectarina (Prunus persica var. Nucipersica) frigoconservada

Neves,Leandro Camargo; Manzione,Rodrigo Lilla; Vieites,Rogério Lopes
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2002 Português
Relevância na Pesquisa
37.707427%
O trabalho foi desenvolvido no laboratório de Frutas e Hortaliças do Departamento de Gestão e Tecnologia Agroindustrial da Faculdade de Ciências Agronômicas - UNESP - Câmpus de Botucatu, tendo como objetivo principal a caracterização do comportamento da radiação gama, na conservação pós-colheita da nectarina cv. "Sunred". Os frutos foram colhidos no início do estádio de maturação, selecionados, limpos, pré-resfriados (4ºC por 12 horas) e submetidos a diferentes doses de radiação gama, constituindo assim os tratamentos: 1 0,0 kGy, 2 - 0,2 kGy, 3 - 0,4 kGy, 4 - 0,6 kGy, 5 - 0,8 kGy, sendo após armazenados em câmara fria com temperaturas de 0ºC e 90-95% de UR, por 28 dias. As análises foram realizadas a cada sete dias, determinando-se o aspecto visual dos frutos, a perda de massa fresca, a firmeza de polpa, a acidez total titulável (ATT), os sólidos solúveis totais (STT) e a razão STT/ATT. Após 28 dias de armazenamento, verificou-se que os frutos submetidos à dose de 0,4 kGy apresentaram o melhor aspecto visual, as menores perdas de massa fresca, e a maior firmeza de polpa, não ocorrendo, entretanto, variações significativas nos teores de acidez total titulável, sólidos solúveis totais e nos valores da razão SST/ATT.

Produção de pessegueiro e nectarina no planalto médio do Rio Grande do Sul em anos de inverno ameno

Nienow,Alexandre Augusto; Floss,Luiz Gustavo
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2003 Português
Relevância na Pesquisa
27.368997%
O estudo do comportamento produtivo de pessegueiros e nectarineiras visou obter informações no sentido de auxiliar na determinação dos cultivares e seleções mais promissores para a região do Planalto Médio do Rio Grande do Sul. Foram estudados doze cultivares e nove seleções de pessegueiro; dois cultivares e uma seleção de nectarineira, com exigências em frio menor que 7,2 ºC variando entre 150 e 400 horas. A coleção, constituída de três plantas por cultivar, conduzidas no espaçamento 6 x 3 m, no sistema de vaso aberto, sem irrigação, encontrava-se, em 1997, iniciando o sexto ciclo vegetativo. Observadas três safras agrícolas (1997/98, 1998/99 e 1999/00), os resultados obtidos demonstraram que a antecipação em maior ou menor grau da floração, dependendo do cultivar ou seleção, decorrente da elevação das temperaturas no final de junho e em julho, repercutiram na data de início da colheita, antecipando em até 20 dias. Diversos cultivares e seleções apresentaram rendimentos satisfatórios, acima de 15 t ha-1, porém, para a indicação dos materiais mais promissores, levando em conta o clima atípico, os estudos deverão ter prosseguimento, em que pese os cvs. Chimarrita, Marli e Eldorado já serem amplamente cultivados na região.

Reação de genótipos de nectarina (Prunus persica var. nucipersica) à ferrugem da folha, ao chumbinho e evolução da desfolha

Ayub,Ricardo Antônio; Assunção,Marlon; Torres,Adalci Leite
Fonte: Universidade Federal do Ceará Publicador: Universidade Federal do Ceará
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.915688%
A resistência genética às doenças é um progresso na produção de todas as culturas e fontes de resistência devem ser reportadas, auxiliando os programas de melhoramento. O presente trabalho objetivou avaliar a resistência de genótipos de nectarina à ferrugem da folha e ao chumbinho, assim como, correlacionar a intensidade das doenças com a desfolha prematura. Foram avaliados três genótipos de nectarina em delineamento de blocos ao acaso com dez repeticões. Com base nos resultados obtidos, o genótipo Bruna mostrou-se resistente ao chumbinho e suscetível à ferrugem, ao passo que o genótipo Sunripe foi resistente à ferrugem; FLA 9-15N foi moderadamente suscetível à ferrugem. Houve correlação apenas entre severidade da ferrugem e desfolha.

Estudo de carotenoide e pro-vitamina A em alimentos

Helena Teixeira Godoy
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/05/1993 Português
Relevância na Pesquisa
17.707426%
Vários métodos analíticos foram desenvolvidos com a finalidade de se obter procedimentos simples, rápidos e ecônomicos para a determinação de pró-vitamina A em alimentos. Neste trabalho foram avaliados três desses métodos, a saber: COST91, IVACG e RODRIGUEZ-AMAYA et alii simplificado. Os alimentos escolhidos foram couve, cenoura, mamão e tomate, devido as suas características distintas quanto à composição de pró-vitamina A. As principais deficiências apresentadas pelo método recomendado por COST91 foram a extração incompleta e a saponificação drástica. Outra grande falha do método foi a não separação entre α- e β-caroteno, e a não consideração da α- e β-criptoxantina e γ-caroteno. No método apresentado pelo IVACG, a extração foi insuficiente apenas para couve; demonstrou-se mais versátil que COST91, pois permitiu a separação das diferentes pró-vitaminas. Dos procedimentos de saponificação sugeridos pelo IVACG, a saponificação a frio confirmou ser a técnica mais aconselhável. O método de RODRIGUEZ-AMAYA et alii simplificado mostrou-se o mais indicado, principalmente pela sua simplicidade e exatidão. Independente do método cromatográfico empregado, os coeficientes de absorção são utilizados nos cálculos das concentrações dos carotenóides. Sendo assim...

Desenvolvimento dos frutos de pêssego 'Aurora' e nectarina 'Sunraycer' no sul de Santa Catarina

Bruna,Emilio Della; Moreto,Alexsander Luis
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2011 Português
Relevância na Pesquisa
27.368997%
O desenvolvimento do fruto de pessegueiro é resultado da diferenciação e do crescimento das paredes do ovário após a fecundação. A persistência e o crescimento do fruto na planta dependem das relações exatas entre os hormônios auxina, giberelina e citocinina que condicionam o desenvolvimento dos frutos, caracterizado por uma curva dupla sigmoide, com três estádios distintos. O presente trabalho teve por objetivo conhecer o comportamento dos frutos e das sementes do pêssego Aurora e da Nectarina Sunraycer durante todo o seu ciclo de desenvolvimento. O crescimento dos frutos e das sementes durante o ciclo foi determinado semanalmente, coletando-se 30 frutos de dez diferentes plantas em ramos previamente identificados. As sementes foram separadas do fruto para a determinação do peso fresco (PF) e do peso seco (PS). O crescimento dos frutos da variedade Sunraycer dá-se de forma contínua e acelerada desde a floração até a maturação, sugerindo um curto período ou a inexistência do Estágio II de crescimento. Para a variedade Aurora, a curva de crescimento é diferenciada nos três estádios (I, II e III). O raleio dos frutos deve ser feito até o início do estádio II, para a variedade Aurora e Sunraycer. As sementes das variedades Aurora e Sunraycer atingem seu tamanho máximo no estágio I de crescimento do fruto. O aumento de peso seco na semente...

Conservação e germinação do pólen, polinização e frutificação efetiva em pessegueiros e nectarineiras subtropicais

Barbosa,Wilson; Campo-Dall'Orto,Fernando Antonio; Ojima,Mário; Martins,Fernando Picarelli; Boaventura,Yone Mangilu Seluto
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1991 Português
Relevância na Pesquisa
27.368997%
Pesquisaram-se ambientes, períodos de conservação e meios de cultura para germinação do pólen, além de frutificação afetiva sob autopolinízação e polinização aberta em 25 cultivares e seleções de pessegueiros e nectarineiras do Banco de Germoplasma do Instituto Agronômico (IAC). Os pólens conservados em dessecador a 0 ± 1 °C mantiveram por 60 dias ates taxas de germinação (acima de 70%). Em ambiente de laboratório (25 +1 2ªC), o pólen perdeu rapidamente sua viabilidade; após o 3° dia de armazenamento, o vigor germinativo diminuiu progressivamente. A melhor germinação do pólen in vitro (89%) ocorreu em meio contendo solução salina de Murashige & Skoog, sacarose 5% e ágar 0,7%. Os cultivates a seleções analisados mostraram-se autoférteis, excetuando-se a nectarina IACN1574-25, que apresentou a característica genética da androesterilidade. As altas frutificações efetivas, tanto sob autopolinização quanto polinização livre (> 50%), foram obtidas pelos cultivares Jóia-1, Ouromel-3, Aurora-1 , Aurora-2 e Flordaprince e híbridos IAC 680-13 e IAC 680-178.

'Precoce de Itupeva' e 'Branca de Guapiara': novos cultivares IAC de nectarina branca

Ojima,Mário; Campo Dall'Orto,Fernando Antonio; Tombolato,Antonio Fernando Caetano; Barbosa,Wilson; Rigitano,Orlando; Castro,Jairo Lopes de; Scaranari,Hélio José; Martins,Fernando Picarelli; Alves,Sebastião
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1984 Português
Relevância na Pesquisa
27.707427%
'Precoce de Itupeva' (IAC N 4474-5) e 'Branca de Guapiara' (IAC N 2374-8) são dois novos cultivares de nectarina, obtidos no Instituto Agronômico de Campinas, dentro do seu programa de melhoramento genético. Trata-se de seleções obtidas na geração F2, através de cruzamentos originais entre cultivares locais de pêssego e os de nectarina procedentes da Flórida (EUA). Os frutos são de polpa branca, de caroço solto e de paladar doce-acidulado agradável, com doçura pronunciada. As plantas apresentam alta produtividade, demonstrando assim pequena exigência de frio, o que propicia novas opções para a escolha do material a ser cultivado nas condições de inverno ameno do Estado de São Paulo e nas regiões de ecologia similar.

Melhoramento da nectarina em São Paulo I. Cruzamento de 1970: seleção nas gerações F1 e F2

Ojima,Mário; Dall'Orto,Fernando Antonio Campo; Rigitano,Orlando; Tombolato,Antonio Fernando Caetano; Barbosa,Wilson
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1983 Português
Relevância na Pesquisa
27.915688%
Objetivando criar novos cultivares especialmente adaptados às condições de inverno ameno paulista, o Instituto Agronômico iniciou, em 1970, um programa de melhoramento genético da nectarina. Os primeiros híbridos F1 foram obtidos de cruzamentos efetuados naquele ano, utilizando como progenitores femininos dezesseis cultivares de pêssego bem conhecidos - basicamente, as principais seleções do IAC - e, como masculinos, três nectarinas introduzidas da Flórida, EUA: 'Rubro-sol', 'Colombina' e 'Fla 44-28'. Da primeira geração, foram selecionadas seis plantas que, multiplicadas por enxertia, vêm revelando promissoras características de produtividade, qualidade dos frutos e precocidade de maturação, capazes de justificar o seu lançamento como novas seleções de pêssegos para mesa: IAC 170-14, IAC 270-10, IAC 370-5, IAC 370-8, IAC 1870-2 e IAC 2370-3. Em 1974, com as plântulas obtidas de sementes provenientes de autofecundação e de polinização aberta no lote de F1, formou-se o lote da geração F2, no qual foram selecionadas preliminarmente 24 plantas de nectarina com grandes variações na cor da polpa (amarela a branca); na aderência de caroço (preso a solto) e no sabor (doce-acidulado forte a agridoce equilibrado ou a doce acentuado). O comportamento dessas seleções vem sendo observado em quatro estações experimentais do Instituto Agronômico e em quatro propriedades particulares...

O pessegueiro no sistema de pomar compacto: VII. comportamento de novas seleções IAC sob poda drástica bienal

Barbosa,W.; Campo-Dall'Orto,F.A.; Ojima,M.; Lovate,A.A.; Santos,R.R. dos
Fonte: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" Publicador: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/1994 Português
Relevância na Pesquisa
27.368997%
Pesquisou-se durante seis anos o comportamento reprodutivo de cinco novas seleções de pêssego e nectarina em Monte Alegre do Sul (22°41'S; 46°43'W e 40 HF-7). Os pessegueiros e nectarineiras cultivados nos espaçamentos de 4 x 0,5m e 4 x Im, equivalentes a 5000 e 2500 plantas/ha, respectivamente, foram podados drasticamente, a cada dois anos, após a colheita. Em ambos espaçamentos,'Aurora-2* e IAC 282-24 apresentaram as melhores produções acima de 19 toneladas/ha. Verificou-se nos ciclos subseqüentes a cada poda da copa, tendência de menor produção das plantas, principalmente em material de ciclo mediano. No segundo ano após a poda drástica, os pessegueiros e nectarineiras produziram normalmente. No espaçamento de 4 x 0,5m, as plantas apresentaram acréscimo médio de 12% na produção, em relação a 4 x lm, diminuindo porém, o peso do produto final. Os maiores frutos com peso médio acima de l00g foram produzidos pelas seleções IAC 6782-83 e IAC 282-24.

Caracterización del potencial hídrico xilemático a mediodía en diez especies frutales

Valenzuela Sauer, Heiny Andrés
Fonte: Universidad de Chile Publicador: Universidad de Chile
Tipo: Tesis
Português
Relevância na Pesquisa
17.707426%
Memoria para optar al título profesional de Ingeniero Agrónomo Mención Fruticultura; La presente investigación se realizó durante las temporadas 2007/2008 y 2008/2009 en el huerto experimental del Campus Antumapu de la Universidad de Chile (33º 40´ de latitud Sur, 70º 38´ de longitud Oeste y 420 m.s.n.m.), en 10 especies frutales (Malus x domestica var. Gala, Prunus armeniaca var. Dina, Modesto y Patterson, Pyrus communis var. Beurré Hardy, Prunus dulcis var. Price, Nonpareil y Carmel, Prunus persica var. Pomona, Kakamas y Phillips Cling, Prunus persica var. Nectarina ‘Rio Oso’, Prunus avium var. Brooks y Lapins, Prunus domestica var. D’Agen, Prunus salicina var. Santa Rosa y Black amber, Juglans regia var. Serr, Chandler y Sunland), con el objeto de caracterizar el potencial hídrico xilemático (Ψx) a mediodía (entre las 12:00 y 16:00 horas) en condiciones de no limitación hídrica, con una bomba Schollander. Se evaluó el Ψx en árboles recientemente regados bajo diferentes condiciones de temperatura y humedad ambiental. Adicionalmente, se determinó el efecto de la ubicación de las hojas dentro del árbol sobre el Ψx y el tiempo requerido, en cada especie frutal, para alcanzar el equilibrio del Ψh (potencial hídrico de la hoja) con el Ψx. El Ψx de cada especie frutal fue singular...

Genetic architecture of agronomic traits in peach [Prunus persica (L.) Batsch]: subacid, flat shape and nectarine

López Girona, Elena; Espunya Prat, María Carmen
Fonte: [Barcelona] : Universitat Autònoma de Barcelona, Publicador: [Barcelona] : Universitat Autònoma de Barcelona,
Tipo: Tesis i dissertacions electròniques; info:eu-repo/semantics/doctoralThesis; info:eu-repo/semantics/publishedVersion
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
17.707426%
L'objectiu dels programes de millora genètica del préssec és generar varietats adaptats a les condicions agronòmiques locals i satisfer els requeriments del consumidor. Això últim implica millorar la qualitat del fruit. L'estratègia seguida per molts milloradors es basa en la selección de descendents de creuaments on s'espera segregació per a caràcters fenotípics. Es tracta d'un mètode costós tant en temps com en diners a causa del período de juvenilitad del presseguer (2-3 anys) i també als recursos que suposa el mantener les plàntules en el camp durant el procés d'avaluació i selecció. L'objectiu d'aquesta tesi va ser el desenvolupament de marcadors moleculars per a la seva aplicació en la selecció assistida per marcadors (SAM) de tres caràcters del fruit: baixa acidesa, fruit pla i pell glabra. En els dos primers capítols estudiem el locus del carácter subàcido (D) i el fruit pla (S) i hem realitzat l'anàlisis d'associació en les seves respectives regions genòmiques. Per a ambdós caràcters s'han generat i validat marcadors moleculars (SSRs i SNPs) que poden ser directament aplicats a SAM. L'estudi de l'haplotipus subàcid ens va permetre identificar diversos gens candidats. Aquestes resultats ens suggereix l'existència d'un únic origen de l'al·lel subàcido. L'anàlisi del locus S ens va permetre identificar dues INDELs altament associats amb el fruit pla. Aquests polimorfismes es van observar en regió codificant del gen ppa025511m...

O pessegueiro no sistema de pomar compacto: VII. comportamento de novas seleções IAC sob poda drástica bienal; The peach meadow orchard system: VII. performance of new lAC selections on biennal drastic pruning

Barbosa, W.; Campo-Dall'Orto, F.A.; Ojima, M.; Lovate, A.A.; Santos, R.R. dos
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/1994 Português
Relevância na Pesquisa
27.368997%
Pesquisou-se durante seis anos o comportamento reprodutivo de cinco novas seleções de pêssego e nectarina em Monte Alegre do Sul (22°41'S; 46°43'W e 40 HF-7). Os pessegueiros e nectarineiras cultivados nos espaçamentos de 4 x 0,5m e 4 x Im, equivalentes a 5000 e 2500 plantas/ha, respectivamente, foram podados drasticamente, a cada dois anos, após a colheita. Em ambos espaçamentos,'Aurora-2* e IAC 282-24 apresentaram as melhores produções acima de 19 toneladas/ha. Verificou-se nos ciclos subseqüentes a cada poda da copa, tendência de menor produção das plantas, principalmente em material de ciclo mediano. No segundo ano após a poda drástica, os pessegueiros e nectarineiras produziram normalmente. No espaçamento de 4 x 0,5m, as plantas apresentaram acréscimo médio de 12% na produção, em relação a 4 x lm, diminuindo porém, o peso do produto final. Os maiores frutos com peso médio acima de l00g foram produzidos pelas seleções IAC 6782-83 e IAC 282-24.; Five new peach and nectarin selections were grown under the meadow orchard system, with bienal drastic pruning, at 4m x 0.5m and 4m x lm spacings. The experimental area was located in Monte Alegre do Sul, (22°41'S; 46°43'W and 40 hours below 7°C) State of São Paulo...

OCCURRENCE OF COCCINELID PREDATORS IN NECTARINE ORCHARDS IN THE MUNICIPALITY OF ARAUCÁRIA, PARANÁ; OCORRÊNCIA DE COCCINELÍDEOS PREDADORES EM POMARES DE NECTARINA NO MUNICÍPIO DE ARAUCÁRIA, PARANÁ.

ZAWADNEAK, Maria Aparecida Cassilha; UFPR; SCHUBER, Joselia Maria; POLTRONIERI, Alex Sandro; CARDOSO, Nério Aparecido
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 20/10/2008 Português
Relevância na Pesquisa
27.707427%
The aim of the study was to verify the occurrence of species of coccinelid predators in nectarine orchards (Prunus persica var. Nucipersica) in the municipality of Araucária, PR, in two Bruna orchards, 24 Möericke-type traps were installed between September and December of 2006, including the phases of flowering, development, maturation and harvest of fruits. Specimens were collected weekly and identified. The following species were found: Harmonia axyridis, Cycloneda sanguinea, Hyppodamia convergens and Cycloneda pulchella.; Com o objetivo de verificar a ocorrência de espécies de coccinelídeos predadores em pomares de nectarina (Prunus persica var. Nucipersica), no município de Araucária, PR, foram instaladas 24 armadilhas amarelas do tipo Möericke, em dois pomares de nectarina ‘Bruna’, entre os meses de setembro e dezembro de 2006, compreendendo as fases de floração, desenvolvimento, maturação e colheita dos frutos. Semanalmente, os exemplares foram coletados e identificados. Foram encontradas as espécies: Harmonia axyridis, Cycloneda sanguinea, Hyppodamia convergens e Cycloneda pulchella

OCORRÊNCIA E CONTROLE DE TRIPES NA FLORAÇÃO EM NECTARINA ‘BRUNA’ NA LAPA, PR

Bittencourt MONTEIRO, Lino; Universidade Federal do Paraná, Curitiba (PR); Swider de SOUZA, Márcio Fernando; Universidade Federal do Paraná, Curitiba (PR)
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 13/04/2015 Português
Relevância na Pesquisa
38.05677%
Tripes tem causado danos em nectarina no município da Lapa (PR) e o controle não tem sido satisfatório. Os objetivos deste estudo foram determinar as espécies de tripes em nectarina na floração e a eficiência dos inseticidas cloridrato de formetanato e spinosad no controle de tripes na floração. Foram utilizados dois métodos de amostragem: armadilhas cromotrópicas e batida de ramos. Foram identificados Frankliniella occidentalis (Pergande), F. schultzei (Trybom), F. rodeos Moulton, F. serrata Moulton, F. gardeniae Moulton e Thrips australis (Bagnall), pertencente à família Thripidae, e Haplothrips gowdeyi (Franklin), da família Phlaeothripidae. Frankliniella rodeos e F. serrata foram registrados pela primeira vez em nectarina no Brasil. Os resultados mostraram que o inseticida cloridrato de formetanato se mostrou mais eficiente no controle do tripes na floração, entretanto possuindo um residual inferior ao spinosad; as armadilhas cromotrópicas de coloração azul são mais efetivas na captura de tripes que as amarelas.

THYSANOPTERA FOUND IN Prunus persica ORCHARDS IN THE MUNICIPALITY OF ARAUCARIA, PARANÁ; THYSANOPTERA COLETADOS EM POMARES DE Prunus persica NO MUNICÍPIO DE ARAUCÁRIA, PARANÁ

SCHUBER, Joselia Maria; POLTRONIERI, Alex Sandro; ZAWADNEAK, Maria Aparecida Cassilha; UFPR; CARDOSO, Nerio Aparecido; SOARES, Irani Castro da Silva; EMATER
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 24/06/2008 Português
Relevância na Pesquisa
27.915688%
The objective of this research was to determine which thrips species occur in peach (Prunus persica) and nectarine (Prunus persica var. Nucipersica) orchards. Twenty-four yellow traps, Möericke model, were installed in six peach orchards in the period of July 2005 to September 2006 and in two orchards of nectarine in the period of September to December of 2007. The specimens were collected from the traps weekly and identified. The following species were found in the peach orchards: Arorathrips mexicanus Crawford, 1909; Caliothrips phaseoli Hood, 1912; Ceratothripoides lagoenacollus (Moulton, 1933); Frankliniella insularis Franklin, 1908; Frankliniella occidentalis Pergande, 1895; Frankliniella schultzei (Trybom, 1910); Frankliniella simplex Priesner, 1924; Haplothrips gowdeyi (Franklin, 1908); Haplothrips sp.; and Neohydatothrips sp. The species identified in the nectarine orchards were: Arorathrips fulvus Moulton, 1936, F. insularis, F. occidentalis, F. schultzei, Neohydatothrips sp., Thrips australis Bagnall, 1915; and Thrips tabaci Lindeman, 1889. This study demonstrated the diversity of Thysanoptera with occurrence in stone fruit orchards.; O objetivo desta pesquisa foi verificar a ocorrência de espécies de tripes em pomares de pessegueiros (Prunus persica) e de nectarina (Prunus persica var. Nucipersica). Vinte e quatro armadilhas Möericke foram instaladas em seis pomares de pessegueiros...