Página 1 dos resultados de 240 itens digitais encontrados em 0.007 segundos

Extração da hemicelulose do bagaço de cana-de-açúcar para produção de xilo-oligossacarídeos; Extraction of hemicellulose from sugarcane bagasse for xylooligosaccharides production

Brienzo, Michel
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/03/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.34153%
Hemicelulose extraída do bagaço de cana-de-açúcar foi hidrolisada por enzimas de Thermoascus aurantiacus, Trichoderma reesei e Aspergilus niger para obtenção de xilo-oligossacarídeos (XOs). A hemicelulose foi extraída com hidróxido de sódio na presença de antraquinona, sulfito de sódio ou peróxido de hidrogênio. O uso de antraquinona ou sulfito aumentou o rendimento de extração, porém a hemicelulose apresentou baixa solubilidade em água, propriedade inadequada para a hidrólise enzimática. A extração da hemicellulose com peróxido de hidrogênio em meio alcalino foi otimizada através de um planejamento fatorial completo 24 variando-se a concentração de H2O2 de 2 a 6% (m/v), tempo de reação de 4 a 16 h, temperatura de 20 a 60°C e presença ou não de 0,5% de sulfato de magnésio. No ponto central o rendimento de extração de hemicelulose foi de 94,5% com remoção de mais que 88% da lignina. Um rendimento de 86% de hemicelulose com baixo teor de lignina (5,9%) foi obtido em 6% de peróxido de hidrogênio por 4h a 20°C. Nessa condição a hemicelulose apresentou massa molar de 21.000 g/mol, composição aproximada de 81% xilose, 4% de arabinose, 4% de glicose e 3% de ácidos urônicos, alta solubilidade em água (90 % em massa) e coloração amarelo claro. As enzimas usadas na hidrólise dessa hemicelulose foram produzidas pelo cultivo dos fungos em meio sólido contento farelo de trigo. Em todos os extratos foi observada baixa atividade de endoglucanase e β-xilosidase e elevadas atividades de endo-β-1...

Obtenção de oligossacarídeos N-ligados às glicoproteínas dos líquens Sticta tomentosa e Sticta damaecornis

Oliveira, Patrícia Fidelis de; Doná, Flávia; Marcelli, Marcelo; Cardoso, Marilsa; Silva, Maria de Lourdes Corradi da
Fonte: Editora Unesp Publicador: Editora Unesp
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 211-227
Português
Relevância na Pesquisa
37.731787%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); As glicoproteínas dos líquens Sticta tomentosa e Sticta damaecornis foram extraídas utilizando-se tampão específico e fracionadas pela adição crescente de sulfato de amônio. Dentre os diferentes cortes de saturação obtidos, as frações 30-80% de ambos os líquens foram eleitas objeto de estudo desta pesquisa. Métodos químicos e enzimáticos foram aplicados para a obtenção de oligossacarídeos N-ligados, que em seguida, foram derivatizados resultando em tirosinamida-oligossacarídeos. Após inserção do grupo cromóforo nas estruturas oligossacarídicas, os mesmos foram purificados por HPLC com detecção em 280 nm. em relação ao líquen Sticta tomentosa, os cromatogramas revelaram a presença de dois picos com tempos de retenção de aproximadamente 11 e 18 minutos sugerindo a presença de dois diferentes oligossacarídeos N-ligados. O líquen Sticta damaecornis, seguindo as mesmas condições de purificação, apresentou em cromatografia quatro picos distintos com tempos de 11, 13, 18,2 e 18,4 minutos, respectivamente, sugerindo por sua vez a presença de quatro oligossacarídeos N-ligados diferentes.; The lichens Sticta tomentosa and Sticta damaecornis were extracted to obtain glycoproteins. The extracts were fractionated with 30-80% saturation (NH4)2SO4. The fractions were reduced...

Produção de beta-glucanases por Trichoderma harzianum Rifai para obtenção gluco-oligossacarídeos a partir de botriosferana

Giese, Ellen Cristine
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
37.34153%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Engenharia e Ciência de Alimentos - IBILCE; As β-glucanas fúngicas apresentam uma série de respostas biológicas. Estas glucanas apresentam baixa solubilidade em meio aquoso, sendo necessário fragmentá-las em moléculas de menor peso molecular. O Botryosphaeria rhodina MAMB-05 é um ascomiceto ligninolítico produtor de uma β-(1→3)(1→6)-glucana denominada botriosferana (EPS). Estudos preliminares demonstraram que o fungo Trichoderma harzianum Rifai é capaz de crescer em EPS como única fonte de carbono e de produzir β-glucanases específicas. As condições para a produção de -1,3-glucanases pelo T. harzianum Rifai em fermentador de bancada utilizando EPS como única fonte de carbono foram otimizadas através do uso de um planejamento fatorial e análise por superfície de resposta, o qual mostrou que a produção máxima de -1,3-glucanases ocorreu em 5 dias de cultivo, com pH inicial igual a 5,5 e com aeração de 1,5 vvm. As enzimas do complexo -glucanolítico extracelular foi parcialmente purificado e utilizado para a hidrólise de botriosferana, laminarina, paramilo e pustulana. Duas frações com atividade para -glucanase (F-I e F-II) foram obtidas a partir da cromatografia de filtração em gel...

Separação de glicose, frutose, oligossacarideos e dextranas utilizando zeolitas; Separation of glucose, fructose, oligosaccharides and dextran using zeolites

Carlos Andre Veiga Burket
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 05/05/2003 Português
Relevância na Pesquisa
37.34153%
Dextrana-sacarase de Leuconostoc mesenteroides pode produzir, a partir da sacarose, dextrana na ausência de aceptores, e oligossacarídeos na presença de maltose ou outros açúcares como aceptores, tendo como subproduto a frutose. Entre as diversas cepas produtoras, Leuconostoc mesenteroides NRRL B-512F é a mais estudada. O valor comercial destes produtos aumenta com a pureza, tomando interessante a sua recuperação e purificação. Para tal, técnicas cromatográficas de separação são aplicadas, em que zeólitas, aluminosilicatos cristalinos com elementos dos grupos IA e lIA, podem ser utilizadas como adsorventes. A zeólita de partida (forma sódica), Baylith WE-894, foi caracterizada, determinando sua composição, área superficial, tamanho e distribuição de poros e densidade. Zeólitas modificadas por troca iônica com diferentes cátions de compensação (Ba2+, Ca2+, Sr+ e Kl foram obtidas, determinando-se os dados de equilíbrio para adsorção de glicose e frutose puras. A influência do cátion de compensação na capacidade de adsorção e seletividade na adsorção de frutose, bem como a descrição do equilíbrio da adsorção com modelos de isotermas, foram estudados. Os melhores resultados foram obtidos com a zeólita trocada com íons Ba2+...

Purificação de oligossacarideos utilizando coluna de leito fixo de zeolitas.; Oligossacarides purification using fixed bed column of zeolites.

Raquel Cristine Kuhn
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/09/2006 Português
Relevância na Pesquisa
37.798413%
Os frutooligossacarídeos (FOS) são considerados ingredientes naturais de alimentos devido aos efeitos benéficos na proliferação de bifidobactérias no cólon humano, sendo classificados como prebióticos. Estudos recentes demonstram que a separação cromatográfica de monossacarídeos e misturas de dissacarídeos pode melhorar através da utilização de zeólitas Y, sendo também promissoras na separação de oligossacarídeos. Neste estudo, colunas com zeólitas foram utilizadas na separação de oligossacarídeos. A enzima produtora dos frutooligossacarídeos foi isolada de Rhodotorula sp., produzindo seletivamente GF2 (kestose), GF3 (nistose) e GF4 (frutofuranosilnistose). O rendimento de frutooligossacarídeos produzidos foi de 52% quando foi utilizada sacarose 50% como substrato. A separação dos frutooligossacarídeos foi realizada através de coluna empacotada com zeólitas Y trocadas com íons Ba2+. A eficiência de separação foi utilizada como critério para caracterizar a separação. Efeitos de temperatura (400C a 500C), quantidade de amostra injetada (1 a 3 mL), vazão (0,08 a 0,12 mL.min-1) e composição do desorvente (etanol 40 a 60%) foram analisados, através de um planejamento experimental fracionário, onde a vazão se mostrou significativa. O estudo de separação dos açúcares demonstrou que a condição mais favorável para a separação foi com duas colunas em série com etanol 60% como desorvente...

Sintese de oligossacarideos a partir da sacarose por inulinase de Kluyveromyces marxianus var. bulgaricus

Andrelina Maria Pinheiro Santos
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 16/12/2002 Português
Relevância na Pesquisa
37.643665%
Oligossacarídeos são considerados como novos ingredientes funcionais dos alimentos, sendo denominados como prebióticos, devido as suas características fisiológicas e tecnológicas. Podem ser produzidos a partir da sacarose, matéria prima abundante no Brasil, pela ação de enzimas. A inulinase tem como principal característica a atividade hidrolítica frente à inulina, mostrando em certas condições, atividade de transfrutosilação, como demonstrado em trabalhos recentes realizados com a inulinase de Kluyveromyces marxianus var. bulgaricus, caracterizada pela formação de frutooligossacarídeos (kestose, nistose e 1-frutosilnistose). Baseando-se nestes estudos, este trabalho teve como objetivo principal estudar a atividade de transfrutosilação desta enzima.Inicialmente produziu-se da enzima por fermentação em frascos agitados, obtendo uma máxima atividade de 301 UI/mL no pH 3,4 e temperatura 23°C. Em seguida, estudou-se a otimização do processo de purificação utilizando resinas trocadoras de íons, sendo a resina aniônica Q-Sepharose FF a que apresentou melhores resultados, tanto em relação ao fator de purificação (23 vezes em relação ao caldo bruto), quanto ao de recuperação (70%).A partir da enzima purificada determinou-se o pH 4...

Estudo in vitro do comportamento simbiótico de linhagens probióticas na presença de oligossacarídeos; Study in vitro behavior symbiotic strain probiotics in the presence of oligosaccharides

Angélica Aparecida Vieira Adami
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/02/2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.85056%
Estudos sao realizados com oligossacarideos, probioticos e a combinação deles; sao varios os fatores que envolvem os beneficios que estes em combinacao podem agregar para a saude dos consumidores. Esta pesquisa teve como objetivo avaliar o comportamento simbiotico in vitro das linhagens probioticas Bifidobacterium animalis (Bb-12) e Lactobacillus acidophillus (LA-05), em substratos enriquecidos com oligossacarideos, ou seja, avaliar se esses potencializavam a capacidade probiotica das linhagens estudadas. Os oligossacarideos utilizados no estudo foram o galactooligossacarideo (GOS) sintetizado pela ?-galactosidase de Scopulariops sp., frutooligossacarideo (FOSOrafti) e extrato bruto de Yacon. Avaliou-se o efeito bifidogenico de diferentes concentracoes de GOS, FOS e Yacon utilizando as culturas probioticas e sua capacidade de acidificacao do meio. Foi avaliado o perfil hidrofobico e acido da membrana celular dos probioticos usando meio enriquecido com GOS, FOS e controle meio MRS (Man Rogosa e Sharpe) sem fonte de dextrose; pelo método MATH (aderencia microbiana de hidrocarbonetos). Realizou-se tambem a producao, extracao e quantificacao de exopolissacarideos (EPS) por Lactobacillus acidophillus (LA-05) em meios enriquecidos com FOS e GOS...

Produção de oligossacarídeos por auto-hidrólise

Dionísio, Ana Miguel Cardoso
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
37.731787%
As sementes estão entre principais subprodutos do processamento industrial de frutos e atualmente não existem, para a sua grande maioria, quaisquer processos de valorização para além da queima. Neste trabalho selecionaram-se quatro resíduos provenientes do processamento de frutos – casca de pinhão (CP), casca de caroço de pêssego (CCP), bagaço de azeitona extratado (BAE), sementes de anona (SA) - e foi estudado o processo de auto-hidrólise para a remoção seletiva das hemiceluloses e a produção de oligossacarídeos (OS). Os OS produzidos a partir dos diversos materiais têm diferentes composições. A partir da CP obtiveram-se OS ricos em hexoses e pentoses, a partir da CCP foram obtidos xilo-oligossacarídeos substituídos com grupos acetilo. A partir do BAE foi possível obter oligossacarídeos ricos em arabinose, glucose e xilose e a partir de SA obtiveram-se essencialmente xilo-oligossacarídeos. Os diferentes OS produzidos são igualmente estáveis à temperatura ambiente e a 37ºC. A 100ºC todos os OS são estáveis na gama de pH 3-11, mas na gama pH 1-2 só os OS de CP e de SA são estáveis. A cinética do processo de conversão das hemiceluloses em OS foi modelada, sendo possível desenvolver um modelo matemático que descreve o processo de auto-hidrólise para os diferentes materiais. Este modelo permitiu identificar o teor inicial de grupos acetilo como um dos fatores determinantes da cinética do processo. Foi ainda possível estabelecer uma relação entre a extensão da auto-hidrólise e a pressão do sistema para os diferentes tratamentos...

Obtenção de oligossacarídeos N-ligados às glicoproteínas dos líquens Sticta tomentosa e Sticta damaecornis

Oliveira,Patrícia Fidelis de; Doná,Flávia; Marcelli,Marcelo; Cardoso,Marilsa; Silva,Maria de Lourdes Corradi da
Fonte: Fundação Editora da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP Publicador: Fundação Editora da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2002 Português
Relevância na Pesquisa
37.731787%
As glicoproteínas dos líquens Sticta tomentosa e Sticta damaecornis foram extraídas utilizando-se tampão específico e fracionadas pela adição crescente de sulfato de amônio. Dentre os diferentes cortes de saturação obtidos, as frações 30-80% de ambos os líquens foram eleitas objeto de estudo desta pesquisa. Métodos químicos e enzimáticos foram aplicados para a obtenção de oligossacarídeos N-ligados, que em seguida, foram derivatizados resultando em tirosinamida-oligossacarídeos. Após inserção do grupo cromóforo nas estruturas oligossacarídicas, os mesmos foram purificados por HPLC com detecção em 280 nm. Em relação ao líquen Sticta tomentosa, os cromatogramas revelaram a presença de dois picos com tempos de retenção de aproximadamente 11 e 18 minutos sugerindo a presença de dois diferentes oligossacarídeos N-ligados. O líquen Sticta damaecornis, seguindo as mesmas condições de purificação, apresentou em cromatografia quatro picos distintos com tempos de 11, 13, 18,2 e 18,4 minutos, respectivamente, sugerindo por sua vez a presença de quatro oligossacarídeos N-ligados diferentes.

Isolamento de oligossacarídeos de xiloglucano de dicotiledôneas através de hidrólise enzimática e cromatografia de exclusão molecular

Oliveira Junior,Clovis José Fernandes de; Braga,Marcia Regina; Buckeridge,Marcos Silveira
Fonte: Sociedade Botânica de São Paulo Publicador: Sociedade Botânica de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2006 Português
Relevância na Pesquisa
37.731787%
Oligossacarídeos derivados do xiloglucano, um polissacarídeo constituinte da parede celular vegetal, vêm sendo considerados como moléculas capazes de sinalizar e/ou regular eventos relacionados ao crescimento e à expansão celular. A purificação desses oligossacarídeos é imprescindível para a realização de ensaios relativos à sua atividade biológica. Neste trabalho, xiloglucanos foram extraídos a partir de sementes de copaíba (Copaifera langsdorffii Desf.) e suspensões celulares de feijão (Phaseolus vulgaris L.) e hidrolisados com celulase (endo-glucanase) para obtenção dos oligossacarídeos de xiloglucano, os OXGs. Os resultados obtidos mostram que a técnica de cromatografia dupla em gel de exclusão molecular foi eficiente para purificação dos oligossacarídeos, apresentando OXGs dos tipos XLLG e XXXG com grau de pureza próximo a 90%, e do tipo XXFG próximo de 80%.

Efeitos da utilização de prebióticos (oligossacarídeos) na saúde da criança

Millani,Elisabete; Konstantyner,Tulio; Taddei,José Augusto de A. C.
Fonte: Sociedade de Pediatria de São Paulo Publicador: Sociedade de Pediatria de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.521648%
OBJETIVO: Avaliar os efeitos da utilização de prebióticos (oligossacarídeos) na saúde da criança, suas aplicações e os possíveis mecanismos envolvidos. FONTES DE DADOS: Os artigos para esta revisão foram selecionados das bases de dados virtuais de saúde da Biblioteca Regional de Medicina (Bireme), que incluem Lilacs, Medline e SciELO. Foram pesquisados artigos entre 1998 e 2008, compreendendo a faixa etária até 12 anos. SÍNTESE DOS DADOS: Os oligossacarídeos prebióticos em produtos alimentares demonstraram efeitos benéficos quanto ao aumento do número total de bifidobactérias, redução do número de microorganismos patogênicos no intestino e melhora da consistência das fezes e frequência das evacuações. Tais efeitos sugerem a recomendação de seu uso em crianças constipadas. Foram verificados resultados benéficos em diversos estudos quanto ao menor desenvolvimento de alergias, infecções respiratórias, febre, irritabilidade, flatulência, diarreia, regurgitação, vômito, cólica e choro, menor uso de antibióticos e melhora nas características de fermentação de ácidos graxos e pH fecal. Entretanto, o número de artigos encontrados aponta para a necessidade de realizar mais investigações. Estudos sobre absorção de cálcio foram contraditórios...

Síntese de galacto-oligossacarídeos a partir de lactose usando β-galactosidase comercial de Kluyveromyces lactis

Lisboa,Cristiane Reinaldo; Costa,Fátima Aparecida de Almeida; Burkert,Janaína Fernandes de Medeiros; Burkert,Carlos André Veiga
Fonte: Instituto de Tecnologia de Alimentos - ITAL Publicador: Instituto de Tecnologia de Alimentos - ITAL
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.34153%
O objetivo deste trabalho foi estudar a influência de parâmetros reacionais na obtenção via enzimática de galacto-oligossacarídeos (GOS), utilizando-se a enzima comercial β-galactosidase de Kluyveromyces lactis (Lactozym® 3000 L), tendo como substrato a lactose. Foi proposto um planejamento experimental 2³, verificando a influência da temperatura (30 a 40 °C), da concentração de lactose (200 a 400 mg.mL-1) e da concentração de enzima (5 a 10 U.mL-1) no desempenho da reação enzimática. Os ensaios foram conduzidos a 180 rpm e pH 7,0 (tampão fosfato de sódio 0,1 M). A enzima Lactozym® 3000 L apresentou atividade de transgalactosilação, tendo sido atingido rendimento do processo igual a 41,9% e concentração de GOS de 167,5 mg.mL-1 no sistema reacional composto por 400 mg.mL-1 de lactose e 5 U.mL-1 de enzima a 30 °C em 14 h de reação. Nessa condição, a conversão de lactose foi de 65,0%. Maior concentração de lactose foi favorável ao mecanismo de transgalactosilação, enquanto que, em menores concentrações, o mecanismo hidrolítico predominou.

Quantificação dos teores de açúcares, oligossacarídeos e amido em genótipos/ cultivares de soja (Glycine Max (L) Merril) especiais utilizados para alimentação humana.

OLIVEIRA, M. A. de; CARRÃO-PANIZZI, M. C.; LEITE, R. S.; CAMPOS FILHO, P. J. de; VICENTINI, M. B.
Fonte: Brazilian Journal of Food Technology, Campinas, v. 13, n. 1, p. 23-29, jan./mar. 2010. Publicador: Brazilian Journal of Food Technology, Campinas, v. 13, n. 1, p. 23-29, jan./mar. 2010.
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
37.798413%
RESUMO: Na soja, vários componentes, tais como açúcares, aminoácidos, ácidos orgânicos, sais inorgânicos, isoflavonas e saponinas estão relacionados com o sabor. Os açúcares, a sacarose e o amido, podem melhorar o sabor e a textura da soja. O objetivo deste trabalho foi quantificar os teores desses compostos e dos oligossacarídeos, em sementes de 28 genótipos/cultivares do Banco Ativo de Germoplasma da Embrapa Soja, que apresentam características especiais para o melhoramento genético. Os açúcares e os oligossacarídeos foram quantificados pela técnica de cromatografia liquida de alto desempenho (CLAE) e o amido pela metodologia adaptada de Rickard e Behn (1987). Os genótipos PI 417.159 e F83-8119 apresentaram menores teores de oligossacarídeos totais (2,744 e 3,064 g.100 g de massa seca). As cultivares Tambaguro e Koji Amarela foram as que apresentaram teores de sacarose superiores a 6 g.100 g?1 de massa seca(6,327 e 6,162), enquanto que a única cultivar que apresentou um teor superior a 1 g.100g?1?1 de massa seca de amido foi a Tambaguro (1,191). As cultivares Koji Preta, Tamahomare, Tambaguro e BRS 267 foram estatisticamente superiores quando os 3 atributos (oligossacarídeos totais, sacarose e amido) foram avaliados conjuntamente...

Revisão: Galacto-oligossacarídeos (GOS) e seus efeitos prebióticos e bifidogênicos

Martins, André Rosa; Burkert, Carlos André Veiga
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
37.521648%
Esse artigo busca revisar a formação dos galacto-oligossacarídeos (GOS) a partir da transgalactosilação através da ação de β-galactosidase sobre a lactose, apontando a importância dos oligossacarídeos assim obtidos como fibras, seus efeitos prebióticos no trato gastrintestinal e sua ação bifidogênica junto ao metabolismo de algumas espécies de bactérias. A associação dos efeitos positivos do consumo dessas fibras junto à microbiota intestinal humana e sua influência junto ao metabolismo e ao crescimento de bifidobactérias, e a consequente inibição de bactérias patogênicas, é apontada como a nova fronteira para desenvolvimento de produtos lácteos funcionais. Os efeitos benéficos ao trato gastrintestinal vão desde a modulação do sistema imune através das propriedades antiadesivas que indicam possíveis reduções nos riscos de câncer no cólon, passando por vantagens digestivas, como a regulação no trânsito intestinal, e atingindo ganhos nutricionais, como a absorção de minerais desejáveis, em especial cálcio e magnésio, e o estímulo ao metabolismo de carboidratos e lipídios. Os GOS são mais efetivos se associados a culturas probióticas, formando uma combinação sinérgica com algumas espécies de bifidobactérias e lactobacilos. As pesquisas sobre o impacto efetivo do consumo de GOS em seres humanos ainda são escassas...

Separação de glicose, frutose, oligossacarídeos e dextranas utilizando zeólitas

Burkert, Carlos André Veiga
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
37.34153%
Dextrana-sacarase de Leuconostoc mesenteroids pode produzir, a partir de sacarose, dextrana na ausência de receptores, e oligossacarídeos na presença de maltose ou outros açucares como aceptores, tendo como subproduto a frutose. Entre as diversas cepas produtoras, Leuconostoc mesenteroids NRRL B-512F é mais estudada. O valor comercial destes produtos aumenta com a pureza, tornando interessante a sua recuperação e purificação. Para tal, técnicas cromotográficas de separação são aplicadas, em que zeólitas aluminosicatos cristalinos com elementos dos grupos IA e IIA, podem ser utilizadas como adsorventes. A zeólita de partida (forma sódica), Baylith WE-894, foi caracterizada, determinando sua composição, área superficial, tamanho e distribuição de poros e densidade. Zeólitas modificadas por troca Iônica com diferentes cátions de compensação (Ba²+, Ca²+, Sr²+ e K) foram obtidas, determinando os dados de equilíbrio para adsorção e seletividade da adsorção de frutose, bem como a descrição do equilíbrio da adsorção com modelos de isortemas, com íons Ba²+, com os dados ajustando-se melhor ao modelo linear. Esta zeólita apresentou alta capacidade de adsorção de frutose (K = 0,82), superior ao esperado para resinas de troca iônica...

Produção de Oligossacarídeos por Zymomonas mobilis

Vasconcelos Lobato, Andréa; Maria Torres Calazans, Glicia (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
Português
Relevância na Pesquisa
38.035317%
Oligossacarídeos são carboidratos de baixo peso molecular produzidos por organismos vivos, com funções relacionadas à defesa imunológica, à replicação viral, ao crescimento e adesão celular e ao armazenamento de energia. Os oligossacarídeos são alimentos funcionais por suas propriedades prebióticas, estimulando a microbiota intestinal e contribuindo para o melhoramento da fisiologia do organismo. Neste trabalho estudou-se a produção de oligossacarídeos por via fermentativa, usando Zymomonas mobilis ZAG-12, além de analisar por CLAE os oligossacarídeos produzidos. Para isso foram realizadas fermentações em meio a base de sacarose, extrato de levedura e sais minerias, conforme estudo realizado previamente para otimização do processo. Foram realizados dois experimentos adicionais às temperaturas de 35 e 40oC, 250 g/L de sacarose inicial e 100 rpm. O pH, a biomassa produzida, a sacarose consumida e a produção de levana e de oligossacarídeos foram analisados. A partir dos resultados obtidos foi realizado estudo cinético da produção de oligossacarídeos em biorreator, a 30oC, 150 g/L de sacarose, a 100 rpm, em processo descontínuo, por 72h. O rendimento em levana foi considerado baixo nas temperaturas de 35 e 40oC...

Desenvolvimento de um método por eletroforese capilar para quantificação e identificação de oligossacarídeos sulfatados

Figueiredo, Diego Brito
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.892478%
Resumo: Macroalgas vermelhas são fontes de polissacarídeos sulfatados que, devido às suas propriedades, despertam grande interesse na indústria alimentícia e farmacêutica. A partir destes polissacarídeos é possível, via processos de hidróilse, a obtenção de estruturas de menor massa molecular - os oligossacarídeos. Neste trabalho, foi utilizada a hidrólise ácida parcial para obter oligossacarídeos a partir da galactana sulfatada kappa-carragenana, extraída da alga vermelha Kappaphycus alvarezii. Os oligossacarídeos formados apresentam sua unidade terminal 3,6-anidrogalactose na forma de aldeído hidratado. Para converter os oligossacaraídeos para sua forma alditol, estes foram submetidos à redução do grupamento aldeído utilizando NaBH4. Os oligossacarídeos alditóis foram submetidos à cromatografia de troca iônica utilizando DEAE - Sephacel. A eluição foi realizada com água destilada e em diferentes concentrações molares de carbonato de amônio - 0,05M; 0,075M; 0,100M; 0,125M. Em sequência, os oligossacarídeos isolados foram caracterizados por métodos espectroscópicos (RMN de 13C, 1H, COSY, HSQC) e eletroforéticos (Eletroforese Capilar, detecção indireta). Os seguintes di, tetra e hexassacarídeos foram obtidos: carrabitol 42-sulfato; carratetraitol 42...

Estudo do mecanismo de produção de oligossacarídeos com atividades nutracêuticas a partir da quitosana por hidrólise enzimática com processo fermentativo simultâneo

Pagnoncelli, Maria Giovana Binder
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química; Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Regionais Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química; Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Regionais
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.731787%
The obtaining of the oligosaccharides from chitosanase, has showed interest of the pharmaceutical area in the last years due their countless functional properties. Although, the great challenge founded out is how to keep a constant and efficient production. The alternative proposed by this present work was to study the viability to develop an integrated technology, with reduced costs. The strategy used was the obtaining of the oligomers through enzymatic hydrolysis using chitosanolitic enzymes obtained straight from the fermented broth, eliminating this way the phases involved in the enzymes purification. The two chitosanases producing strains chosen for the work, Paenibacillus chitinolyticus and Paenibacillus ehimensis, were evaluated according to the behavior in the culture medium with simple sugar and in relation to the pH medium variations. The culture medium for the chitosanases induction and production was developed through addition of soluble chitosan as carbon source. The soluble chitosan was obtained using hydrochloric acid solution 0.1 M and afterwards neutralization with NaOH 10 M. The enzymatic complexes were obtained from induction process in culture medium with 0.2% of soluble chitosan. The enzymes production was verified soon after the consumption of the simple sugars by the microorganisms and the maximum chitosanolitic activity obtained in the fermented broth by Paenibacillus chitinolyticus was 249 U.L-1 and by Paenibacillus ehimensis was 495U.L-1. These two enzymatic complexes showed stability when stored at 20°C for about 91 days. The enzymes in the fermented broth by Paenibacillus chitinolyticus...

Sintese de oligossacarideos por inulinase de Kluyveromyces bulgarius

Andrelina Maria Pinheiro Santos
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 19/02/1998 Português
Relevância na Pesquisa
37.521648%
Oligossacarídeos são compostos com grande potencial de aplicação na indústria alimentícia, e vem recebendo atenção especial de muitos pesquisadores. Em particular, tem-se os frutooligossacarídeos, que são açúcares de baixo teor calórico, não cariogênico, diabético e apresenta como principal característica estimular a produção da bifidobactéria. Este trabalho teve como objetivo estudar as características das enzimas inulinases com atividade de transfrutosilação produzidas por diferentes microrganismos. Foram estudados o efeito do pH, da temperatura e do tempo de reação de transfrutosilação ou na produção de frutooligossacarídeos. As enzimas foram produzidas por fermentação dos microrganismos Kluyveromyces bulgaricus A TCC 16045, Kluyveromyces lactis e Kluyveromyces fragilis. Durante a fermentação foram analisadas atividade enzimática, pH, ART e massa seca. A purificação da enzima foi realizada através da precipitação com etanol e cromatografia em coluna de troca aniônica em resina Q-Sepharose Fast Flow em sistema FPLC (Fast Protein Liquid Chromatography). Os produtos das sínteses foram identificados e quantificados por cromatografia liquida (HPLC). Verificou-se que os extratos enzimáticos bruto de K. lactis e K. fragilis possuem atividade de p-frutosiltransferase e p-frutosilhidrolase e...

Obtenção de dextrana clinica, oligossacarideos e frutose por via enzimatica

Saartje Hernalsteens
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 09/04/2002 Português
Relevância na Pesquisa
37.34153%
A dextrana é um polissacarídeo de origem bacteriana constituído de unidades monoméricas de glicose, unidas por ligações glicosídicas do tipo a-1,6 na cadeia linear. Este biopolímero possui aplicações na indústria de alimentos, cosméticos e principalmente na indústria farmacêutica. A fração clínica com 75.000 Daltons, tem propriedades de expansor volumétrico de sangue e a de 40.000 Da melhora a fluidez do sangue. Durante a síntese enzimática de dextrana, a partir de sacarose, ocorre a liberação de frutose, um monossacarídeo que deve ser recuperado devido a sua larga utilização na indústria de alimentos. A enzima catalisadora da reação é a dextrana-sacarase, obtida a partir de uma fermentação, em batelada alimentada, com Leuconostoc mesenteroides NRRL B 512-F. A dextrana clínica é obtida pela hidrólise ácida da dextrana bruta produzida na síntese, e posterior separação por fracionamento com etanol. A frutose é recuperada através de adsorção em zeólitas, aluminossilicatos de desempenho semelhante às resinas de troca iônica, porém de menor custo. Após a recuperação da dextrana clínica e da frutose, o que sobra são oligossacarídeos com peso molecular variando de 1.000 a 20.000 Daltons...