Página 1 dos resultados de 294 itens digitais encontrados em 0.012 segundos

Características físicas de frutos e amêndoas e características químico-nutricionais de amêndoas de acessos de sapucaia; Fruit and almond physical characteristics and almond chemical-nutritional characteristics of sapucaia accesses

SOUZA, Valdomiro Aurélio Barbosa de; CARVALHO, Michelle Garcêz de; SANTOS, Kleber Silva; FERREIRA, Clemilton da Silva
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
88.86496%
O objetivo deste trabalho foi avaliar a variabilidade fenotípica entre acessos de sapucaia para características físicas de frutos e amêndoas e características químico-nutricionais de amêndoas, para fins de uso em futuros trabalhos de melhoramento genético. Os frutos foram colhidos no estádio de pré-maturação e mantidos em temperatura ambiente por cerca de uma semana para completar a maturação. As seguintes características físicas e químico-nutricionais foram analisadas: peso médio de fruto, diâmetro longitudinal, diâmetro equatorial, relação diâmetro longitudinal/diâmetro equatorial do fruto, diâmetro da tampa, peso médio de amêndoa, comprimento da amêndoa, diâmetro da amêndoa, relação comprimento/diâmetro da amêndoa, número de amêndoas/fruto, energia, gordura, proteína bruta, cinzas e minerais. Os dados foram submetidos à análise de variância, e as médias dos acessos, comparadas pelo teste de Scott-Knott a 5%. Houve diferenças estatísticas entre os acessos para as características avaliadas, exceto gordura e proteína bruta. Observou-se grande variabilidade fenotípica no germoplasma analisado, indicando que essa variabilidade pode servir de base inicial para futuros trabalhos de melhoramento genético.; The objective of this work was to evaluate fruit and almond physical characteristics and almond chemical-nutritional characteristics of sapucaia accesses. Fruits were harvested at the stage of pre-ripening and kept at environment temperature for about a week to complete the ripening. The following physical and chemical-nutritional characteristics were analyzed: fruit mean weight...

Variabilidade fenotípica em genótipos de acerola

GOMES, JOSÉ EVERALDO; PERECIN, DILERMANDO; MARTINS, ANTONIO BALDO GERALDO; ALMEIDA, EDUARDO JOSÉ DE
Fonte: Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) Publicador: Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 2205-2211
Português
Relevância na Pesquisa
89.46176%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); As medidas de variabilidade fenotípica, correlações, efeitos diretos e indiretos na aceroleira (Malpighia emarginata DC.) da região de Itápolis, SP, objetivaram direcionar o processo seletivo de genótipos. Os parâmetros comprimento e largura média de folhas, altura de planta, diâmetro de copa, peso médio de fruto, peso médio de polpa/fruto, peso médio de 20 frutos e peso médio de polpa por 20 frutos mostraram diferenças quanto a genótipos e épocas. em acidez, tamanho e largura média de fruto, as diferenças são exclusivas em relação a épocas, sugerindo ações de condições climáticas. A altura é um bom parâmetro tipificador na diferenciação e seleção de genótipos. As condições meteorológicas podem influenciar marcadamente em caracteres tecnológicos (acidez) e em medidas dos frutos. Destacaram-se as associações positivas entre comprimento de folhas com tamanho e peso de frutos e as correlações negativas destes com vitamina C; seguida de correlações positivas e significativas de tamanho com largura de frutos. Dos efeitos diretos sobre vitamina C, relacionam-se os efeitos de Brix e diâmetro de copa como positivos. Contudo...

VARIABILIDADE DE CARACTERíSTICAS FÍSICAS E QUÍMICAS DE FRUTOS DE GERMOPLASMA DE BACURI DA REGIÃO MEIO-NORTE DO BRASIL

SOUZA,VALDOMIRO AURÉLIO BARBOSA DE; ARAÚJO,EUGÊNIO CELSO EMÉRITO; VASCONCELOS,LÚCIO FLAVO LOPES; LIMA,PAULO SARMANHO DA COSTA
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2001 Português
Relevância na Pesquisa
80.01225%
Este trabalho teve como objetivo avaliar as características físicas e químicas de frutos de bacuri coletados de plantas matrizes de ocorrência na região Meio-Norte. As características analisadas foram: comprimento, largura e peso médio de fruto; peso médio de polpa; relação comprimento/largura, espessura de casca; percentagem de casca; percentagem de polpa; percentagem de sementes; número de sementes/fruto; número de secção partenocárpica/fruto; teor de sólidos solúveis totais; acidez total titulável e relação sólidos solúveis totais/acidez total titulável. Os frutos foram coletados de 26 plantas matrizes de bacuri mapeadas em nove locais de coleta no Piauí e Maranhão. Efetuou-se a avaliação das características físicas e químicas no Laboratório de Fisiologia Vegetal da Embrapa Meio-Norte, em Teresina-PI, utilizando-se de amostras de frutos de tamanho variável em função da disponibilidade de produção. Foi evidenciado o efeito significativo de local de coleta e de matrizes para todas as características estudadas, à exceção do número de secção partenocárpica/fruto para o qual não houve efeito de local de coleta. As características peso médio de fruto e peso médio de polpa; peso médio de fruto e largura de fruto; peso médio de polpa e largura de fruto; comprimento de fruto e espessura de casca; comprimento de fruto e percentagem de casca; espessura de casca e percentagem de casca...

Produtividade da cultura da pinha (Annona squamosa L.) em função de níveis de adubação nitrogenada e formas de aplicação de boro

COSTA,SELMA LOPES DA; CARVALHO,ALMY JUNIOR CORDEIRO DE; PESSANHA,PATRÍCIA GOMES DE OLIVEIRA; MONNERAT,PEDRO HENRIQUE; MARINHO,CLÁUDIA SALES
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2002 Português
Relevância na Pesquisa
88.30327%
O objetivo deste trabalho foi estudar a influência da adubação com 4 doses de N (0; 100; 200 e 400 g planta-1), utilizando a uréia, e 3 formas de aplicação do boro (via foliar, via solo e sem B), utilizando o ácido bórico, na produtividade, no número, peso médio, diâmetro e comprimento dos frutos, no crescimento e no diâmetro dos ramos, na percentagem de frutos brocados e rachados. As adubações com boro e nitrogênio aumentaram a produtividade e o número de frutos, não se observando variação no diâmetro e no comprimento dos frutos. Houve variação no peso médio de fruto em função do N. O adubo nitrogenado aumentou o número de flores e de frutos e a porcentagem de frutos. As doses de N e as formas de aplicação de B não influenciaram as porcentagens de frutos brocados e rachados.

Produtividade e qualidade do melão rendilhado em ambiente protegido, em função do espaçamento e sistema de condução

Gualberto,Ronan; Resende,Francisco Vilela; Losasso,Pedro Henrique L.
Fonte: Associação Brasileira de Horticultura Publicador: Associação Brasileira de Horticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2001 Português
Relevância na Pesquisa
79.61165%
Visando avaliar a produtividade e qualidade do melão rendilhado em função do espaçamento e sistema de condução, foi realizado um ensaio em casa de vegetação com a cultivar Bônus nº 2, no período de agosto/98 a janeiro/99 em Marília (SP). Foram avaliados três espaçamentos entre plantas na fileira (30, 50 e 70 cm) e plantas conduzidas com uma haste e dois frutos (S1), duas hastes com um fruto/haste (S2), duas hastes com dois frutos/haste (S3) e três hastes com um fruto/haste (S4). Adotou-se um esquema de parcela subdividida com o espaçamento na parcela e sistema de condução na sub-parcela. O delineamento utilizado foi inteiramente casualizado com três repetições. Nos sistemas de condução S1 e S2 foram produzidos os frutos com maior diâmetro longitudinal (11,46 e 11,32 cm, respectivamente) e transversal (10,97 e 11,08 cm, respectivamente) e, peso médio de fruto superior (0,87 e 0,89 kg, respectivamente). Considerando a produtividade, o sistema S3 (7,44 kg/m²) foi superior aos demais, porém associado a um peso médio de fruto inferior. A maior concentração de sólidos solúveis atingiu 13,86ºBrix, observada no sistema de condução S2. O peso médio de fruto apresentou relação linear positiva com o aumento do espaçamento da cultura e a produtividade total de frutos reduziu gradativamente do menor para o maior espaçamento...

Produtividade e qualidade de frutos de cultivares de pepino para conserva tipo "cornichon" no Vale do São Francisco

Resende,Geraldo M. de; Costa,Nivaldo Duarte; Flori,José Egidio
Fonte: Associação Brasileira de Horticultura Publicador: Associação Brasileira de Horticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2002 Português
Relevância na Pesquisa
87.7753%
Identificou-se as cultivares mais produtivas de pepino para conserva em um experimento, de setembro a novembro de 1996, no Campo Experimental de Bebedouro/Petrolina (PE). O delineamento experimental utilizado foi de casualizados completos, com 22 cultivares (Calypso, Eureka, Flurry, Francipak, Ginga AG-77, HE-601, HE-657, HE-671, HE-713, Imperial, Nautillus, Navigator, Panorama, Pioneiro, Premier, Prêmio, Primepak, SMR 18 Wisconsin, Supremo, Vlaspik, Vlasset e Vlasstar) e três repetições. A parcela experimental foi composta de quatro linhas de 3,0 m de comprimento, com espaçamento de 1,0 x 0,30 m. As cultivares Vlaspik (11,5 t/ha), Eureka (11,2 t/ha), Calypso (11,1 t/ha), Ginga AG-77 (10,7 t/ha), Imperial (10,6 t/ha), Prêmio (10,6 t/ha), Panorama (10,3 t/ha) HE-671 (10,2 t/ha), Vlasset (10,1 t/ha), Francipak (10,0 t/ha), Supremo (9,7 t/ha), Primepak (9,5 t/ha), Navigator (9,5 t/ha) e Pioneiro (9,3 t/ha), destacaram-se com produtividades mais elevadas, não diferindo estatisticamente entre si. O pior desempenho foi da cultivar SMR 18 Wisconsin, com produtividade comercial de frutos de 6,1 t/ha. No que se refere a número de frutos por planta, observou-se para as cultivares Vlaspik, Eureka, Calypso, Ginga AG-77, Imperial, Prêmio...

Rendimento do tomate cereja em função do cacho floral e da concentração de nutrientes em hidroponia

Rocha,Marcelo de Q; Peil,Roberta MN; Cogo,Clarissa M
Fonte: Associação Brasileira de Horticultura Publicador: Associação Brasileira de Horticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 Português
Relevância na Pesquisa
79.55263%
Neste trabalho avaliou-se os componentes do rendimento (número e peso médio de frutos por planta) do tomate cereja cultivado em sistema hidropônico, no ciclo verão-outono de 2008, observando a influência da posição do cacho floral e da concentração de nutrientes da solução nutritiva. Foram estudadas quatro concentrações iônicas da solução nutritiva (condutividade elétrica inicial (CE)): 1,3; 1,8; 2,3 e 2,8 dS m-1. Observou-se que não houve interação significativa entre os fatores concentração de nutrientes da solução nutritiva e posição do cacho floral para todos os componentes de rendimento avaliados. Em relação ao efeito da posição do cacho floral, verificou-se que somente para as variáveis índice de pegamento e produção de frutos, estes apresentaram influência significativa nas respostas observadas. A concentração iônica da solução nutritiva apresentou efeito significativo para as variáveis de rendimento peso médio do fruto e produção de frutos por planta. Em termos de peso médio de frutos, as CEs de 1,8 e 2,3 dS m-1 mostraram-se superiores à CE de 2,8 dS m-1 e similares à CE de 1,3 dS m-1, obtendo-se 13,0; 12,5; 9,5 e 10,9 g por fruto, respectivamente. A produção média de frutos das plantas cultivadas na solução nutritiva com CE de 1...

Produtividade e qualidade de frutos de cultivares de melão no Submédio São Francisco.

COSTA, N.D.; QUEIROZ, M.A. de; DIAS, R de C.S.; FARIA, C.M.B. de; PINTO, J.M.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE OLERICULTURA, 42.; CONGRESSO LATINO AMERICANO DE HORTICULTURA, 11., 2002, Uberlândia. Horticultura Brasileira, Brasília, v. 20, n. 2, jul. 2002. Suplemento 2. CD-ROM. Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE OLERICULTURA, 42.; CONGRESSO LATINO AMERICANO DE HORTICULTURA, 11., 2002, Uberlândia. Horticultura Brasileira, Brasília, v. 20, n. 2, jul. 2002. Suplemento 2. CD-ROM.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
98.95382%
Instalou-se um experimento no Campo Experimental de Mandacaru, Juazeiro-BA de setembro a dezembro de 2001, com o objetivo de identificar cultivares de melão mais produtivas e com frutos de melhor qualidade O delineamento foi de blocos ao acaso com 15 tratamentos ( cultivares) e quatro repetições. A produtividade comercial variou de 31 ,85 t/ha para cultivar Hy-Mark a 53,59 t/ha para a Sancho. Além da Hy-Mark, as cultivares KF-A com 32,27 t/ha e AF-682 com 33, 13 t/ha, foram as que apresentaram os rendimentos significativamente mais baixos. O peso médio de frutos e o teor de sólidos solúveis (brix) variaram de 1,10 a 2,48 kg, e de 12,6 a 15,4%, respectivamente. As cultivares Sancho, Frevo, Orange Country e Gold Street foram consideradas como novas alternativas de plantio para o Submédio São Francisco, por terem apresentado produtividades elevadas (acima de 34 t/ha) e bons índices de peso médio de fruto e sólidos solúveis.; 2002

Comportamento de cultivares de melao no Vale do Sao Francisco.

COSTA, N.D.; QUEIROZ, M.A. de; DIAS, R. de C.S.; FARIA. C.M.B. de; PINTO, J.M.; RESENDE, G.M. de.
Fonte: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE OLERICULTURA, 41.; ENCONTRO SOBRE PLANTAS MEDICINAIS, AROMATICAS E CONDIMENTARES, 1.,2001,Brasilia. Horticultura Brasileira, Brasilia, v.19,n.2,jul.2001. Suplemento. CD-ROM Publicador: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE OLERICULTURA, 41.; ENCONTRO SOBRE PLANTAS MEDICINAIS, AROMATICAS E CONDIMENTARES, 1.,2001,Brasilia. Horticultura Brasileira, Brasilia, v.19,n.2,jul.2001. Suplemento. CD-ROM
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
89.43331%
Com o objetivo de identificar cultivares de melao mais produtivas, instalou-se um experimento no periodo de maio a julho de 2000, no Campo Experimental de Bebedouro, Petrolina, PE. O delineamento experimental foi de blocos ao acaso com 21 tratamentos (cultivares) e quatro repeti?oes, sendo avaliados a produtividade, peso medio do fruto e øbrix. A produtividade comercial variou de 35,09 a 56,51 t/ha, destacando-se as cultivares Pirial, AF-682, Gold Mine, Rochedo, Gold Pride, Doral, Sancho, H.E-26, H.E-36, H.E-14, H.E-29, H.E-15, H.E-27, H.E-25, H.E-34, H.E-13 e H.E-18, com produtividade acima de 40,42 t/ha, sendo o menor desempenho apresentado pela cultivar H.E-32 (35,09 t/ha), que juntamente com as cvs. H.E-24, Hy-Mark e AF-646 diferiram estatisticamente da cv. Pirial. O peso medio de frutos variou de 0,78 a 2,29 kg/fruto, entre as cultivares. Os resultados de produtividade, peso medio do fruto e qualidade, (teor de solidos soluveis), (10,00 a 13,40 øbrix), permitem indicar como orientacao geral para uso dos produtores as cultivares AF-682, Gold Mine, Rochedo, Gold Pride, Doral e Sancho, como novas alternativas de plantio para o Vale do Sao Francisco.; 2001

Correlações canônicas entre componentes primários e secundários da produção de frutos em pimentão.

Carvalho;,Claudio G. P. de; Oliveira;,Valter R.; Casali;,Vicente W. D.; Cruz.,Cosme D.
Fonte: Associação Brasileira de Horticultura Publicador: Associação Brasileira de Horticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/1998 Português
Relevância na Pesquisa
99.43933%
Avaliaram-se as associações existentes entre componentes pri mários e secundários da produção de frutos, em genótipos de pi mentão, por meio da análise de correlações canônicas. Além disso, realizou-se o estudo da adequação dos dados a esta análise em de corrência da existência de multicolinearidade expressa nas matrizes de correlações utilizadas. O ensaio foi conduzido no município de Viçosa (MG), no período de 6 de outubro de 1993 a 19 de março do 1994. A umidade relativa do ar média anual da região é de 80%, a temperatura média anual é de 20°C e a precipitação média anual é de 1340 mm. O delineamento experimental utilizado foi blocos com pletos casualizados, com três repetições. Cada parcela foi composta de uma fileira com seis plantas, espaçadas 0,40 m, mantendo-se um espaçamento entre linhas de 0,9 m. As quatro plantas centrais cons tituíram a parcela útil. O estudo das correlações e dos pares canônicos revelou que há dependência significativa a 1% de probabilidade, pelo teste de qui-quadrado, entre caracteres morfológicos e agronô micos (diâmetros do pendúnculo e do caule e alturas da planta e da primeira bifurcação) e de fruto (comprimento, largura, relação comprimento/largura do fruto e espessura da polpa) com os componen tes primários da produção (peso médio e número total de frutos). A associação mais expressiva foi estabelecida entre estes componen tes e caracteres do fruto. Para estes caracteres...

Rendimento de cultivares de maxixe em função de épocas de plantio.

Resende,Geraldo M. de
Fonte: Associação Brasileira de Horticultura Publicador: Associação Brasileira de Horticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/1998 Português
Relevância na Pesquisa
118.86496%
Com o objetivo de identificar cultivares de maxixe mais produ tivas e melhores épocas de plantio, instalou-se oito ensaios no Cam po Experimental do Gorutuba, Porteirinha-MG. O delineamento experimental foi de blocos ao acaso em parcelas subdivididas, sen do as parcelas constituídas pelas quatro épocas de plantio (novem bro, fevereiro, maio e agosto) e as subparcelas pelas cultivares regio nais de maxixe (Liso, Semi-Liso, Espículos e Quinado) e cultivares comerciais (Maxixe do Norte Topseed e Corradini) com cinco repe tições. As cultivares regionais sobressaíram-se em rendimento, des tacando-se a cultivar de maxixe Quinado como a mais produtiva (17,50 t.ha_1) e com maior peso médio de fruto (45,69 g/fruto), en quanto as cultivares de maxixe Liso e Semi-liso apresentaram o maior número de frutos por planta (28,01 e 25,94 frutos/planta, respecti vamente). As melhores épocas foram os meses de fevereiro e agos to, sendo o menor rendimento apresentado no período de maior ocor rência de temperaturas mais baixas (maio).

Diferenciação floral do abacaxizeiro cv. SNG-3 em função da idade da planta e da aplicação do carbureto de cálcio

GONDIM,TARCÍSIO MARCOS DE SOUZA; AZEVEDO,FRANCISCO FELISMINO DE
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2002 Português
Relevância na Pesquisa
88.2953%
Objetivando determinar a influência de carbureto de cálcio na diferenciação floral do abacaxizeiro, cv. SNG-3, nas condições de Rio Branco-AC, foi realizado um experimento, no período de 05/1999 a 12/2000, utilizando-se de mudas tipo filhote selecionadas por peso (250-300 gramas), plantadas em 12 de maio de 1999. O delineamento experimental foi o de blocos casualizados em esquema fatorial, sendo combinados os fatores idades de indução (8; 10 e 12 meses após o plantio) e horários de aplicação manhã (7h 30 ± 20') e tarde (15h 30 ± 20'), além da testemunha (indução natural). A indução foi feita com carbureto de cálcio, em pedras com peso médio de 0,8 g/planta em única aplicação. O carbureto de cálcio estimulou a floração do abacaxizeiro, com melhor resposta, quando aplicado a partir dos 10 meses do plantio, antecipando a colheita em 100 dias. A indução floral mais tardia, aos 10 e 12 meses de idade, favorece a produção de frutos mais pesados, menos ácidos e com maior teor de sólidos solúveis, com ciclos de 475 dias a 558 dias, respectivamente. O horário de aplicação do carbureto de cálcio, pela manhã, influenciou a altura e a floração das plantas, sem alterar a qualidade (peso, acidez e SST) dos frutos de abacaxi cv. SNG-3.

Influência da irrigação no ciclo do abacaxizeiro cv. Pérola em área de tabuleiro costeiro da Bahia

ALMEIDA,OTAVIO ALVARES DE; SOUZA,LUIZ FRANCISCO DA SILVA; REINHARDT,DOMINGOS HAROLDO; CALDAS,RANULFO CORREA
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2002 Português
Relevância na Pesquisa
88.60628%
Neste estudo, objetivou-se avaliar a influência da irrigação sobre o ciclo do abacaxizeiro-'Pérola'. O trabalho foi conduzido na Embrapa Mandioca e Fruticultura, em Cruz das Almas (BA), num Latossolo Amarelo Distrófico A moderado textura franco argilo-arenosa fase transição floresta tropical subperenifólia/subcaducifólia, típico dos Tabuleiros Costeiros, situado a uma altitude de 220 m, com pluviosidade média anual de 1.170 mm e temperatura média de 24,5 ºC. Utilizou-se um delineamento experimental em blocos casualizados e as lâminas de água, aplicadas por aspersão, num esquema "line source", foram de 608; 568; 525; 468 e 334 mm/ano. Durante o período experimental (09/94 a 12/95), ocorreu uma precipitação efetiva de 671 mm/ano. Houve efeito positivo das lâminas crescentes de irrigação sobre a diferenciação floral natural e antecipação no período de colheita do fruto, o que resultou no encurtamento do ciclo da planta, sem que se observasse prejuízo ao peso médio do fruto, das parcelas submetidas às maiores lâminas d'água. Nestas, mais de 70% dos frutos foram colhidos com uma antecipação de 22 dias em relação ao final da colheita. As maiores lâminas de irrigação permitiram igualmente uma distribuição mais eqüitativa da colheita...

Divergência genética em linhagens de melancia

Souza,Flávio de França; Queiróz,Manoel Abilio de; Dias,Rita de Cássia S.
Fonte: Associação Brasileira de Horticultura Publicador: Associação Brasileira de Horticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2005 Português
Relevância na Pesquisa
88.871%
A divergência genética entre 31 genótipos de melancia foi avaliada por meio da análise de variáveis canônicas e de técnicas de agrupamento (Tocher e método hierárquico de Ward) baseadas na distância generalizada de Mahalanobis (D²ii'). Trinta linhagens, obtidas a partir de acessos coletados no Nordeste brasileiro e a cultivar 'Crimson Sweet' foram avaliadas quanto ao número de dias para o aparecimento da primeira flor masculina e da primeira flor feminina (NDM e NDF); número do nó da primeira flor masculina e da primeira flor feminina (NGM e NGF); número de frutos por planta (NFP); comprimento de rama principal (CRP); peso médio de fruto (PMF); teor de sólidos solúveis (TSS); diâmetro transversal e longitudinal do fruto (DTF e DLF) e espessura média de casca (EMC). O experimento foi realizado em delineamento de blocos ao acaso com três repetições, compostas por parcelas de sete plantas. As características que mais contribuíram para a divergência entre as linhagens foram número de frutos por planta, diâmetro longitudinal, teor de sólidos solúveis e peso médio de fruto. Foram formados três grupos por meio do método de otimização de Tocher, três por meio do método hierárquico de Ward e quatro grupos pela dispersão gráfica baseada nas duas primeiras variáveis canônicas. Neste caso...

Divergência genética em germoplasma de abóbora procedente de diferentes áreas do Nordeste

Ramos,Semíramis R.R.; Queiróz,Manoel Abílio de; Casali,Vicente W.D.; Cruz,Cosme Damião
Fonte: Associação Brasileira de Horticultura Publicador: Associação Brasileira de Horticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2000 Português
Relevância na Pesquisa
89.76397%
O trabalho foi conduzido na Estação Experimental, da Embrapa Semi - Árido, em Juazeiro (BA), de agosto a dezembro de 1993. Objetivou-se avaliar, por meio de técnicas de análise multivariada, o grau de similaridade genética entre 40 acessos de abóbora, coletados em três áreas distintas da região Nordeste. O delineamento experimental utilizado foi blocos ao acaso com três repetições e parcela útil composta por oito plantas. Avaliou-se o comprimento médio do internódio do pecíolo e do limbo; diâmetro médio do caule; largura média do limbo foliar; número médio de dias para antese da primeira flor masculina e da primeira flor feminina; localização do nó da primeira flor masculina e da primeira flor feminina; peso médio, comprimento, diâmetro maior e diâmetro menor do fruto, espessura do epicarpo e da polpa, diâmetro da cavidade interna do fruto; teor de sólidos solúveis, teor de matéria seca, número médio de sementes por fruto, comprimento médio de semente, peso médio de 100 sementes, número médio de sementes por grama. Os dados foram submetidos à análise por variáveis canônicas e análise de agrupamento pelo método de Tocher, adotando a distância generalizada de Mahalanobis (D²ii'). Verificou-se que 65% dos acessos formaram um único grupo. Os resultados das dispersões com base nas quatro primeiras variáveis canônicas (71% da variabilidade total) não possibilitaram um vínculo entre a divergência genética e a origem ecogeográfica dos acessos. Estes resultados mostraram-se concordantes com os obtidos pela técnica de agrupamento. Os caracteres mais importantes no tocante à variabilidade foram hierarquicamente: comprimento médio da semente...

Productividad y calidad agroindustrial de duraznos conserveros de media estación en función de la intensidad de raleo

Verdugo Matamala, Antonieta Isabel
Fonte: Universidad de Chile Publicador: Universidad de Chile
Tipo: Tesis
Português
Relevância na Pesquisa
79.64158%
Memoria para optar al título profesional de Ingeniero Agrónomo Mención Agroindustria; Durante la temporada 2009-2010, se realizó un ensayo con cinco variedades de durazneros de industria (Andross, Dr. Davis, Hesse, Rizzi y Ross), de tres años de edad, injertados sobre patrón Nemaguard. El objetivo fue establecer la relación entre la productividad, el tamaño de fruto y la calidad agroindustrial como función de la carga frutal. Para esto, se seleccionaron doce árboles por cada variedad, los que fueron raleados manualmente de acuerdo a seis intensidades de raleo a inicios de endurecimiento de carozo. Se seleccionaron dos ramillas de cada rama madre, para realizar un seguimiento de la fenología floral. Al momento de la cosecha, se determinó la producción por árbol, el peso de los frutos, el número de frutos, el tamaño medio de frutos, y la distribución de calibres, en 50 frutos/árbol. Se evaluó la concentración de sólidos solubles, el peso de la pulpa y el carozo, el diámetro, el color de piel y pulpa y la firmeza de la pulpa. Para comparar las variedades, los datos fueron normalizados por distancia de plantación (m2) y por la radiación fotosintéticamente activa (PAR) interceptada, expresando la productividad y la carga frutal por m2 interceptado. La mayor productividad y los menores tamaños de fruto...

Evaluación de la intensidad de raleo sobre la productividad y calidad de fruto en variedades de durazno conservero

Jorquera Clavel, Natalia Yodaly
Fonte: Universidad de Chile Publicador: Universidad de Chile
Tipo: Tesis
Português
Relevância na Pesquisa
89.38157%
Memoria para optar al Título Profesional de Ingeniero Agrónomo Mención Fruticultura; Con el objetivo de evaluar el comportamiento de diferentes variedades de durazno conservero frente a distintas intensidades de raleo, respecto de sus rendimientos, peso de fruto y calidad agroindustrial, se realizó un estudio en la Comuna de Chimbarongo (VI R). Las variedades utilizadas fueron Klampt, Ross, Dr. Davis, Hesse y Kakamas. A inicios de endurecimiento de carozo se establecieron seis tratamientos, con distintas intensidades de raleo, dejando 5; 10; 15; 20; 25 y 30 cm entre frutos en la ramilla. Se midió el tamaño de árbol como área de sección transversal de tronco (ASTT) y radiación solar interceptada, determinando la producción por árbol, el peso promedio de fruto y la distribución de calibres, en 100 frutos por tratamiento. Además se estimó el valor de la producción. La producción fue normalizada por la distancia de plantación (m2) y por la radiación fotosintéticamente activa (PAR). En el momento de cosecha se evaluó la calidad de fruto, como peso (g), diámetro (mm), firmeza (lb), concentración de sólidos solubles (%), acidez titulable (AT), índice de absorbancia de la clorofila entre 670 y 720 nm (IDA)...

Fenología y calidad de fruta en una población F2 de nectarinas (Prunus persica var. Nucipersica (L.) Batsch.) "Venus"

Iturriaga Muñoz, Fanny Paola
Fonte: Universidad de Chile Publicador: Universidad de Chile
Tipo: Tesis
Português
Relevância na Pesquisa
88.06251%
Memoria para optar al Título Profesional de Ingeniero Agrónomo; Dada la gran dependencia que posee la fruticultura chilena frente al desarrollo genético extranjero, sumado a los problemas de calidad y condición que presentan nectarinas y duraznos en los mercados de destino, se planteó este estudio. El objetivo fue evaluar la fenología y calidad de la fruta de una población de 36 árboles de la F2 de la variedad Venus, mediante la caracterización de los árboles y de su fruta, tanto en cosecha como en postcosecha. Se realizó un seguimiento, dos veces por semana, de cada evento fenológico, registrando cuando el 80% de las yemas estaban en el estado fenológico determinado. Los frutos fueron cosechados con color de fondo verde-amarillo, los parámetros evaluados en cosecha fueron: peso, color de fondo, firmeza de pulpa, concentración de sólidos solubles y acidez titulable. En postcosecha, después de almacenamiento durante 21 días a 4°C más un período de maduración a 20°C, se determinó la tasa de ablandamiento, el cambio de color de fondo y la harinosidad, esta última mediante el método de absorción de jugo libre. Además, se calculó preliminarmente la heredabilidad de la población, determinando la variabilidad genética y ambiental. En la cosecha...

Productividad y calidad agroindustrial de duraznos conserveros de media estación en función de la intensidad de raleo

Verdugo Matamala, Antonieta Isabel
Fonte: Universidad de Chile Publicador: Universidad de Chile
Tipo: Tesis
Português
Relevância na Pesquisa
79.64158%
Autorizada por el autor, pero con restricción para ser publicada a texto completo hasta el 2013; Memoria para optar al título profesional de Ingeniero Agrónomo Mención: Agroindustria; Durante la temporada 2009-2010, se realizó un ensayo con cinco variedades de durazneros de industria (Andross, Dr. Davis, Hesse, Rizzi y Ross), de tres años de edad, injertados sobre patrón Nemaguard. El objetivo fue establecer la relación entre la productividad, el tamaño de fruto y la calidad agroindustrial como función de la carga frutal. Para esto, se seleccionaron doce árboles por cada variedad, los que fueron raleados manualmente de acuerdo a seis intensidades de raleo a inicios de endurecimiento de carozo. Se seleccionaron dos ramillas de cada rama madre, para realizar un seguimiento de la fenología floral. Al momento de la cosecha, se determinó la producción por árbol, el peso de los frutos, el número de frutos, el tamaño medio de frutos, y la distribución de calibres, en 50 frutos/árbol. Se evaluó la concentración de sólidos solubles, el peso de la pulpa y el carozo, el diámetro, el color de piel y pulpa y la firmeza de la pulpa. Para comparar las variedades, los datos fueron normalizados por distancia de plantación (m2) y por la radiación fotosintéticamente activa (PAR) interceptada...

Efecto de la intensidad y época de realización del raleo sobre el rendimiento y la calidad de fruto en el cultivo de cerezos

Cittadini,E.D; Balul,Y.J; Romano,G.S; Pugh,A.B
Fonte: RIA. Revista de investigaciones agropecuarias Publicador: RIA. Revista de investigaciones agropecuarias
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2013 Português
Relevância na Pesquisa
119.92948%
El objetivo de este trabajo fue cuantificar los efectos de la intensidad y el momento de realización del raleo sobre los rendimientos y la calidad de fruto en el cultivo de cerezo. El experimento se realizó en un monte comercial orgánico conducido como tatura en Chubut, Argentina. Los tratamientos surgieron de la combinación de tres niveles de intensidad de raleo (eliminación del 30%, 60% y 90% de las flores, dentro de cada dardo) y tres momentos de realización de la operación (1, 24 y 47 días después de plena floración en "Lapins" y 7, 31 y 64 en "Sweetheart"), además de los testigos de cada cultivar. Al momento de cosecha se registro el rendimiento, se evaluaron los parámetros de calidad (firmeza, contenido de sólidos solubles, peso medio de frutos y diámetro medio de frutos) y se estimó el área foliar por árbol. El rendimiento disminuyó significativamente sólo en función de la intensidad del raleo. En "Lapins", el diámetro y el peso medio de fruto aumentaron en relación a dicha variable. Por el contrario, en "Sweetheart", la intensidad de raleo no tuvo efecto significativo, pero si se detectó una disminución del diámetro y del peso medio de fruto a medida que se demoró el raleo. En ambos cultivares, el contenido de sólidos solubles aumentó en función de la intensidad del raleo. En "Lapins"...