Página 1 dos resultados de 242 itens digitais encontrados em 0.037 segundos

Manejo de cultivares de algodoeiro em densidade populacional variável com o uso de regulador de crescimento.; Management of cotton cultivars under variable plant densities using a plant growth regulator.

Zanon, Graciela Decian
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/11/2002 Português
Relevância na Pesquisa
37.986924%
Com o objetivo de estudar o comportamento fenológico, morfológico e produtivo de cultivares de algodoeiro com diferentes arquiteturas de plantas em diferentes espaçamentos, através do manejo com regulador de crescimento, foi realizado o presente trabalho, na área experimental da ESALQ/USP, no município de Piracicaba, Estado de São Paulo, no ano agrícola de 2000/01. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos ao acaso com parcelas sub-subdivididas e 4 repetições. As parcelas constituíram-se dos espaçamentos de 0,76 e 1,01 m, as subparcelas das três cultivares (IAC 23, DeltaOpal e CD 401) e as sub-subparcelas em presença ou ausência de regulador de crescimento. Em seis plantas marcadas de cada parcela foram analisados os seguintes parâmetros: acompanhamento das fases fenológicas (emergência, aparecimento do primeiro botão floral, antese da primeira flor e abertura do primeiro capulho) e caracteres agronômicos de campo (altura de planta, diâmetro do caule, número de ramos vegetativos e frutíferos, conformação da planta, número de capulhos por planta e altura de inserção do primeiro ramo frutífero). Na área útil de cada parcela foi determinada, a produção de algodão em caroço por hectare e a precocidade de colheita. Em amostras de 20 capulhos tomadas aleatoriamente em cada parcela foram realizadas as análises dos caracteres agronômicos de laboratório (massa de 100 sementes...

Uso do regulador vegetal 2,4-DP (éster butilglicol do ácido 2,4-diclorofenoxipropiônico) e do anelamento de ramos visando a melhoria na qualidade de frutos de pessegueiro (Prunus persica (L.) Batsch). ; The use of 2,4-dp (2,4-diclorophenoxypropionic acid butylglycol ester) growth regulator and the ringing branches to enhance the quality of peach fruits (Prunus persica (L.) Batsch).

Vieira, Milene Ronconi
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/05/2003 Português
Relevância na Pesquisa
58.601567%
A coloração e o tamanho são fatores determinantes na qualidade dos frutos de caroço. Por este motivo, foram utilizadas duas práticas culturais, anelamento de ramos e aplicação de regulador vegetal, com o objetivo de melhorar a qualidade de frutos de pessegueiro na cultivar de meia estação Biuti. Os tratamentos foram realizados na fase de endurecimento do caroço e utilizou-se 0; 12,5; 25 e 50 mg L -1 do regulador vegetal 2,4-DP, com e sem anelamento de ramos. Com base nos resultados obtidos, pôde-se concluir que os tratamentos não se mostraram eficazes quanto à antecipação da colheita. Ocorreu um aumento no peso médio de frutos com até 100 gramas, na primeira colheita, nas plantas tratadas apenas com anelamento de ramos. Em relação aos frutos com mais de 105 gramas, ocorreu uma diminuição do peso médio nas plantas aneladas, na primeira colheita, à medida que se aumentavam as concentrações do regulador vegetal. Além disso, não houve diferenças significativas quanto ao pH do suco, acidez total e teor de sólidos solúveis totais em nenhum dos tratamentos avaliados. No entanto, os frutos das plantas tratadas apresentaram coloração intensificada da casca em relação aos de plantas não tratadas.; Coloring and size are decisive factors of pit fruit quality. For this reason...

Sensibilidade de cultivares de algodoeiro ao cloreto de mepiquat

Bogiani, Julio Cesar; Rosolem, Ciro Antonio
Fonte: Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) Publicador: Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 1246-1253
Português
Relevância na Pesquisa
48.597285%
O objetivo deste trabalho foi avaliar a sensibilidade de cultivares de algodoeiro ao cloreto de mepiquat e verificar se ela está relacionada ao ciclo ou à arquitetura da planta. Foi realizado um experimento em casa de vegetação com seis cultivares de algodoeiro - FiberMax 966, FiberMax 977, Delta Penta, Delta Opal, FMT 501 e FMT 701 - e quatro doses do regulador vegetal à base de cloreto de mepiquat - 0, 7,5, 15 e 22,5 g ha-1 de i.a. -, em delineamento de blocos ao acaso, com arranjo fatorial 6x4 e quatro repetições. As parcelas experimentais foram constituídas por vasos de 12 L com duas plantas em cada um. As doses do regulador vegetal foram aplicadas sem adjuvante, no estádio de aparecimento dos botões florais, aos 34 dias após a emergência das plântulas. Paralelamente ao experimento com doses, a retenção do regulador pelas folhas das cultivares foi quantificada. O crescimento em altura das plantas de algodoeiro é diminuído com a aplicação do regulador vegetal, e esse efeito se intensifica com o aumento da dosagem aplicada. Existe diferença entre as cultivares estudadas quanto à sensibilidade ao cloreto de mepiquat, sendo que as mais precoces são mais sensíveis. Além da sensibilidade diferenciada, a arquitetura das plantas pode possibilitar maior ou menor deposição do regulador sobre as folhas.; The objective of this work was to assess the sensibility of cotton cultivars to mepiquat chloride and to verify if it is related to plant cycle or architecture. A green-house experiment was carried out with six cotton cultivars - FiberMax 966...

Uso de regulador de crescimento em cultivares de feijão de inverno

Abrantes, Fabiana Lima; Sá, Marco Eustáquio de; Souza, Lilian Christian Domingues de; Silva, Mariana Pina da; Simidu, Helena Masumi; Andreotti, Marcelo; Buzetti, Salatiér; Valério Filho, Walter Veriano; Arruda, Natália
Fonte: Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos/UFG Publicador: Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos/UFG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 148-154
Português
Relevância na Pesquisa
38.32877%
A aplicação de reguladores vegetais, com a finalidade de aumentar a produtividade das culturas, tem merecido, nos últimos anos, grande atenção de pesquisadores. No entanto, alguns resultados têm se mostrado contraditórios. em face disto, este estudo teve como objetivo verificar os efeitos da aplicação de regulador vegetal sobre os componentes da produção e a produtividade de grãos de duas cultivares de feijão de inverno, em condições de Cerrado. O experimento foi realizado no outono-inverno de 2007, na Fazenda Experimental da Unesp, Campus de Ilha Solteira, localizada no município de Selvíria (MS). O delineamento experimental foi o de blocos casualizados, no esquema em faixas, com quatro repetições. Os tratamentos constituíram-se da combinação de cinco doses do regulador vegetal (0 L ha-1 0,5 L ha-1 1,0 L ha-1 1,5 L ha-1 e 2,0 L ha-1, que é composto por três hormônios vegetais (cinetina, ácido giberélico e ácido indolbutírico), em duas épocas de aplicação: no estádio vegetativo (V4) e reprodutivo (R5). Características vegetativas como altura das plantas de feijão, altura de inserção da primeira vagem, número de grãos por vagem e massa de 100 grãos não foram afetadas pela aplicação do produto. No entanto...

Substratos e regulador vegetal no enraizamento de estacas de pitaya

Guimaraes Santos, Caio Marcio; Cerqueira, Reginaldo Conceicao; Souza Fernandes, Luiza Maria; Novaes Dourado, Franco Willian; Ono, Elizabeth Orika
Fonte: Univ Federal Ceara, Dept Geol Publicador: Univ Federal Ceara, Dept Geol
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 625-629
Português
Relevância na Pesquisa
48.29653%
A pitaya é uma cactácea originária das florestas tropicais americanas que produz frutos exóticos bem apreciados e comercializados, principalmente no continente asiático. Contudo, ainda é uma espécie vegetal que demanda informações técnicas de cultivo nas áreas agrícolas brasileiras, motivando pesquisas em várias áreas do conhecimento. Objetivou-se avaliar diferentes substratos no enraizamento de cladódios imersos e não imersos no regulador de crescimento, ácido naftalenacético (ANA), na formação e desenvolvimento inicial de raízes em estacas de Hylocereus undatus, resultando em mudas mais vigorosas e de melhor qualidade. O experimento foi conduzido sob ripado no Departamento de Produção Vegetal - setor de Horticultura da Faculdade de Ciências Agronômicas no campus de Botucatu - UNESP. O delineamento experimental foi o inteiramente aleatorizado em esquema fatorial 4 x 2 (substratos x condições) com quatro repetições. Após 60 dias da instalação do experimento foram avaliados: massa fresca e seca da parte aérea, massa fresca e seca das raízes e o comprimento da maior raiz. O crescimento e desenvolvimento radicular inicial de mudas não são influenciados pelo regulador vegetal ANA. Os substratos com a presença de areia são os mais adequados para a formação de mudas vigorosas e de boa qualidade. A mistura areia + esterco bovino proporciona maior acúmulo de fitomassa no sistema radicular de pitaya (H. undatus).; The pitaya...

Regulador vegetal e bioestimulante na indução floral do maracujazeiro-amarelo em condições de entressafra

Ataíde, Elma Machado; Ruggiero, Carlos; Rodrigues, João Domingos; Oliveira, João Carlos de; Rodrigues, Teresinha de Jesus Déleo; Silva, José Rafael da
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 347-350
Português
Relevância na Pesquisa
48.18996%
O objetivo do trabalho foi avaliar o efeito de regulador vegetal e de bioestimulante na indução floral do maracujazeiro-amarelo em condições não-indutivas, em Araguari-MG. Foram identificados e podados 12 ramos terciários por parcela (02-04-05), sendo 6 deles expostos de um lado da espaldeira, com luminosidade predominante pela manhã e 6 do outro lado da espaldeira, com luminosidade à tarde. O delineamento experimental foi em parcelas subdivididas, com 7 tratamentos principais (parcelas): 0mg L-1 (testemunha); 100mg L-1; 200mg L-1 e 300mg L-1 de regulador vegetal GA3 (i.a.); 2,08 mL L-1; 4,17mL L-1 e 6,25mL L-1 de bioestimulante Stimulate® (i.a.), em duas aplicações foliares (09-04-02 e 09-05-02), acrescidas de espalhante adesivo Silwett® a 0,05%. Além desses, foram utilizados 2 tratamentos secundários (subparcelas): exposição dos ramos à luminosidade da manhã e da tarde, com 4 repetições de 3 plantas por parcela. Cada subparcela foi um dos dois lados da espaldeira. As médias foram comparadas pelo teste de Tukey, a 5% de probabilidade. Realizou-se, aos 75 dias, a avaliação nos dois lados da espaldeira do comprimento dos ramos e entrenós, número de nós, de folhas e de botões florais. As variáveis estudadas não foram influenciadas pelo uso de GA3 e Stimulate®...

Modos de aplicação de regulador vegetal no algodoeiro, cultivar IAC-22, em diferentes densidades populacionais e níveis de nitrogênio em cobertura

Furlani Junior, Enes; Silva, Nelson Machado da; Carvalho, Luiz Henrique; Bortoletto, Nelson; Sabino, José Carlos; Bolonhezi, Denizart
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 227-233
Português
Relevância na Pesquisa
58.15559%
Este trabalho foi desenvolvido nos anos agrícolas de 1996/97, 1997/98, 1998/99 e 1999/00, em experimentos de campo nas localidades de Ribeirão Preto, Tietê, Guaíra, Campinas e Ilha Solteira, no Estado de São Paulo. O delineamento experimental empregado foi o de blocos ao acaso com doze tratamentos arranjados em um esquema fatorial 3 x 2 x 2, visando estudar densidade de plantas (6 ; 10 e 14 plantas por metro); doses de nitrogênio em cobertura (40 e 60 kg.ha-1 de N) e modos de aplicação de regulador vegetal, com aplicação única, no início do florescimento ou parcelada em 4 vezes, desde o desbaste. O sistema de aplicação parcelada propiciou altura média de planta inferior e massa média de capulhos superior àquele obtido com a aplicação única do regulador. A aplicação da maior dose de N implicou obtenção dos maiores valores de N foliar e produtividade de algodão em caroço, bem como menor porcentagem de fibra. O aumento da densidade de plantas de 6 para 10 e 14 plantas por metro, ocasionou redução da porcentagem de fibra e da massa de capulhos.; The present work was developed during the growing seasons of 1996/97, 1997/98, 1998/99 and 1999/00 at Ribeirão Preto, Tietê, Guaíra, Campinas and Ilha Solteira, State of São Paulo...

Doses de regulador vegetal em sistema de semeadura convencional e direta sobre a produtividade, teor de nutriente nas folhas e nas sementes e qualidade fisiológica das sementes de três cultivares de feijão

Abrantes, Fabiana Lima
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 96 f. : il.
Português
Relevância na Pesquisa
48.43534%
Pós-graduação em Agronomia - FEIS; A maioria dos trabalhos com diferentes sistemas de manejo do solo e com uso de regulador vegetal (citocinina, giberelina e auxina) busca obter resultados quanto a aumentos na produtividade. Já, quanto ao seu efeito nos teores de nutrientes nas folhas e sementes e na qualidade fisiológica das sementes produzidas nessas condições há carência de informações. Desta forma, o objetivo deste trabalho foi avaliar o desenvolvimento, produtividade, nutrientes nas folhas e sementes e qualidade fisiológica das sementes de feijão, cultivares Carioca Precoce, IAC Apuã e IAC Alvorada, em função do uso de regulador vegetal, via foliar, em sistema convencional e plantio direto em implantação, no inverno com uso de irrigação. A pesquisa foi conduzida em 2009 e 2010, no Município de Selvíria/MS. Realizaram-se três experimentos com os cultivares Carioca Precoce, IAC Apuã e IAC Alvorada, em blocos casualizados, em faixas, com quatro repetições. Os fatores foram: sistemas de semeadura convencional com incorporação da palhada do milheto ao solo e direta sobre a palhada do milheto e cinco doses do regulador vegetal (0; 1,0; 2,0; 3,0 e 4,0 L p.c ha-1) composto por três hormônios vegetais: cinetina...

Enraizamento de espécies silvestres de maracujazeiro utilizando cinco doses de ácido indolilbutírico; Rooting of wild species of passion fruit using five doses of indolebutyric acicid

Vaz, Carolina de Faria; Peixoto, José Ricardo; Junqueira, Nilton Tadeu Vilela; Braga, Marcelo Fideles; Santos, Erivanda Carvalho dos; Fonseca, Kenia Gracielle da; Junqueira, Keize Pereira
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
47.791216%
Este trabalho teve como objetivo avaliar em casa de vegetação o potencial de enraizamento de diferentes espécies silvestres de maracujá, utilizando diferentes doses de ácido indolilbutírico. Estacas herbáceas de plantas adultas de Passiflora setacea, P. coccinea, P. amethystina, P. edulis, P. edulis x P. setacea e P. coccinea x P. setacea foram coletadas e tratadas com doses de 0; 250; 500; 750 e 1.000 mgL-1 de IBA, sendo em seguida plantadas em bandejas com substrato umedecido e mantidas sob nebulização intermitente. O delineamento experimental adotado foi o de blocos ao acaso, com 5 repetições, em arranjo fatorial de 6 x 5 (seis espécies e cinco níveis de regulador vegetal) e 6 estacas úteis por unidade experimental. As variáveis analisadas foram estaca viva com raiz e com broto (EVCRCB), estaca viva com raiz e sem broto (EVCRSB), estaca viva com calo (EVCC), estaca viva sem calo (EVSC), total de estacas enraizadas (TER), estaca morta com raiz (EMCR), estaca morta com calo (EMCC), estaca morta sem calo (EMSC), total de estaca morta (TEM), estaca com broto (ECB), média de estacas com broto (MEB), massa seca da raiz (MSRA), massa seca do broto (MSBRO) e massa seca total (MSTOTAL). A espécie P. amethystina apresentou o melhor desenvolvimento...

Modos de aplicação de regulador vegetal no algodoeiro, cultivar IAC-22, em diferentes densidades populacionais e níveis de nitrogênio em cobertura

Furlani Junior,Enes; Silva,Nelson Machado da; Carvalho,Luiz Henrique; Bortoletto,Nelson; Sabino,José Carlos; Bolonhezi,Denizart
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2003 Português
Relevância na Pesquisa
58.15559%
Este trabalho foi desenvolvido nos anos agrícolas de 1996/97, 1997/98, 1998/99 e 1999/00, em experimentos de campo nas localidades de Ribeirão Preto, Tietê, Guaíra, Campinas e Ilha Solteira, no Estado de São Paulo. O delineamento experimental empregado foi o de blocos ao acaso com doze tratamentos arranjados em um esquema fatorial 3 x 2 x 2, visando estudar densidade de plantas (6 ; 10 e 14 plantas por metro); doses de nitrogênio em cobertura (40 e 60 kg.ha-1 de N) e modos de aplicação de regulador vegetal, com aplicação única, no início do florescimento ou parcelada em 4 vezes, desde o desbaste. O sistema de aplicação parcelada propiciou altura média de planta inferior e massa média de capulhos superior àquele obtido com a aplicação única do regulador. A aplicação da maior dose de N implicou obtenção dos maiores valores de N foliar e produtividade de algodão em caroço, bem como menor porcentagem de fibra. O aumento da densidade de plantas de 6 para 10 e 14 plantas por metro, ocasionou redução da porcentagem de fibra e da massa de capulhos.

Sensibilidade de cultivares de algodoeiro ao cloreto de mepiquat

Bogiani,Julio Cesar; Rosolem,Ciro Antonio
Fonte: Embrapa Informação Tecnológica; Pesquisa Agropecuária Brasileira Publicador: Embrapa Informação Tecnológica; Pesquisa Agropecuária Brasileira
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2009 Português
Relevância na Pesquisa
48.597285%
O objetivo deste trabalho foi avaliar a sensibilidade de cultivares de algodoeiro ao cloreto de mepiquat e verificar se ela está relacionada ao ciclo ou à arquitetura da planta. Foi realizado um experimento em casa de vegetação com seis cultivares de algodoeiro - FiberMax 966, FiberMax 977, Delta Penta, Delta Opal, FMT 501 e FMT 701 - e quatro doses do regulador vegetal à base de cloreto de mepiquat - 0, 7,5, 15 e 22,5 g ha-1 de i.a. -, em delineamento de blocos ao acaso, com arranjo fatorial 6x4 e quatro repetições. As parcelas experimentais foram constituídas por vasos de 12 L com duas plantas em cada um. As doses do regulador vegetal foram aplicadas sem adjuvante, no estádio de aparecimento dos botões florais, aos 34 dias após a emergência das plântulas. Paralelamente ao experimento com doses, a retenção do regulador pelas folhas das cultivares foi quantificada. O crescimento em altura das plantas de algodoeiro é diminuído com a aplicação do regulador vegetal, e esse efeito se intensifica com o aumento da dosagem aplicada. Existe diferença entre as cultivares estudadas quanto à sensibilidade ao cloreto de mepiquat, sendo que as mais precoces são mais sensíveis. Além da sensibilidade diferenciada, a arquitetura das plantas pode possibilitar maior ou menor deposição do regulador sobre as folhas.

Regulador vegetal e bioestimulante na indução floral do maracujazeiro-amarelo em condições de entressafra

Ataíde,Elma Machado; Ruggiero,Carlos; Rodrigues,João Domingos; Oliveira,João Carlos de; Rodrigues,Teresinha de Jesus Déleo; Silva,José Rafael da
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2006 Português
Relevância na Pesquisa
48.18996%
O objetivo do trabalho foi avaliar o efeito de regulador vegetal e de bioestimulante na indução floral do maracujazeiro-amarelo em condições não-indutivas, em Araguari-MG. Foram identificados e podados 12 ramos terciários por parcela (02-04-05), sendo 6 deles expostos de um lado da espaldeira, com luminosidade predominante pela manhã e 6 do outro lado da espaldeira, com luminosidade à tarde. O delineamento experimental foi em parcelas subdivididas, com 7 tratamentos principais (parcelas): 0mg L-1 (testemunha); 100mg L-1; 200mg L-1 e 300mg L-1 de regulador vegetal GA3 (i.a.); 2,08 mL L-1; 4,17mL L-1 e 6,25mL L-1 de bioestimulante Stimulate® (i.a.), em duas aplicações foliares (09-04-02 e 09-05-02), acrescidas de espalhante adesivo Silwett® a 0,05%. Além desses, foram utilizados 2 tratamentos secundários (subparcelas): exposição dos ramos à luminosidade da manhã e da tarde, com 4 repetições de 3 plantas por parcela. Cada subparcela foi um dos dois lados da espaldeira. As médias foram comparadas pelo teste de Tukey, a 5% de probabilidade. Realizou-se, aos 75 dias, a avaliação nos dois lados da espaldeira do comprimento dos ramos e entrenós, número de nós, de folhas e de botões florais. As variáveis estudadas não foram influenciadas pelo uso de GA3 e Stimulate®...

Enraizamento de espécies silvestres de maracujazeiro utilizando cinco doses de ácido indolilbutírico

Vaz,Carolina de Faria; Peixoto,José Ricardo; Junqueira,Nilton Tadeu Vilela; Braga,Marcelo Fideles; Santos,Erivanda Carvalho dos; Fonseca,Kenia Graciele da; Junqueira,Keize Pereira
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2009 Português
Relevância na Pesquisa
47.791216%
Este trabalho teve como objetivo avaliar em casa de vegetação o potencial de enraizamento de diferentes espécies silvestres de maracujá, utilizando diferentes doses de ácido indolilbutírico. Estacas herbáceas de plantas adultas de Passiflora setacea, P. coccinea, P. amethystina, P. edulis, P. edulis x P. setacea e P. coccinea x P. setacea foram coletadas e tratadas com doses de 0; 250; 500; 750 e 1.000 mgL-1 de IBA, sendo em seguida plantadas em bandejas com substrato umedecido e mantidas sob nebulização intermitente. O delineamento experimental adotado foi o de blocos ao acaso, com 5 repetições, em arranjo fatorial de 6 x 5 (seis espécies e cinco níveis de regulador vegetal) e 6 estacas úteis por unidade experimental. As variáveis analisadas foram estaca viva com raiz e com broto (EVCRCB), estaca viva com raiz e sem broto (EVCRSB), estaca viva com calo (EVCC), estaca viva sem calo (EVSC), total de estacas enraizadas (TER), estaca morta com raiz (EMCR), estaca morta com calo (EMCC), estaca morta sem calo (EMSC), total de estaca morta (TEM), estaca com broto (ECB), média de estacas com broto (MEB), massa seca da raiz (MSRA), massa seca do broto (MSBRO) e massa seca total (MSTOTAL). A espécie P. amethystina apresentou o melhor desenvolvimento...

Substratos e regulador vegetal no enraizamento de estacas de pitaya

Santos,Caio Márcio Guimarães; Cerqueira,Reginaldo Conceição; Fernandes,Luíza Maria Souza; Dourado,Franco Willian Novaes; Ono,Elizabeth Orika
Fonte: Universidade Federal do Ceará Publicador: Universidade Federal do Ceará
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 Português
Relevância na Pesquisa
48.29653%
A pitaya é uma cactácea originária das florestas tropicais americanas que produz frutos exóticos bem apreciados e comercializados, principalmente no continente asiático. Contudo, ainda é uma espécie vegetal que demanda informações técnicas de cultivo nas áreas agrícolas brasileiras, motivando pesquisas em várias áreas do conhecimento. Objetivou-se avaliar diferentes substratos no enraizamento de cladódios imersos e não imersos no regulador de crescimento, ácido naftalenacético (ANA), na formação e desenvolvimento inicial de raízes em estacas de Hylocereus undatus, resultando em mudas mais vigorosas e de melhor qualidade. O experimento foi conduzido sob ripado no Departamento de Produção Vegetal - setor de Horticultura da Faculdade de Ciências Agronômicas no campus de Botucatu - UNESP. O delineamento experimental foi o inteiramente aleatorizado em esquema fatorial 4 x 2 (substratos x condições) com quatro repetições. Após 60 dias da instalação do experimento foram avaliados: massa fresca e seca da parte aérea, massa fresca e seca das raízes e o comprimento da maior raiz. O crescimento e desenvolvimento radicular inicial de mudas não são influenciados pelo regulador vegetal ANA. Os substratos com a presença de areia são os mais adequados para a formação de mudas vigorosas e de boa qualidade. A mistura areia + esterco bovino proporciona maior acúmulo de fitomassa no sistema radicular de pitaya (H. undatus).

Uso de regulador de crescimento em cultivares de feijão de inverno

Abrantes,Fabiana Lima; Sá,Marco Eustáquio de; Souza,Lilian Christian Domingues de; Silva,Mariana Pina da; Simidu,Helena Masumi; Andreotti,Marcelo; Buzetti,Salatiér; Valério Filho,Walter Veriano; Arruda,Natália
Fonte: Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos/UFG Publicador: Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos/UFG
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 Português
Relevância na Pesquisa
38.32877%
A aplicação de reguladores vegetais, com a finalidade de aumentar a produtividade das culturas, tem merecido, nos últimos anos, grande atenção de pesquisadores. No entanto, alguns resultados têm se mostrado contraditórios. Em face disto, este estudo teve como objetivo verificar os efeitos da aplicação de regulador vegetal sobre os componentes da produção e a produtividade de grãos de duas cultivares de feijão de inverno, em condições de Cerrado. O experimento foi realizado no outono-inverno de 2007, na Fazenda Experimental da Unesp, Campus de Ilha Solteira, localizada no município de Selvíria (MS). O delineamento experimental foi o de blocos casualizados, no esquema em faixas, com quatro repetições. Os tratamentos constituíram-se da combinação de cinco doses do regulador vegetal (0 L ha-1 0,5 L ha-1 1,0 L ha-1 1,5 L ha-1 e 2,0 L ha-1, que é composto por três hormônios vegetais (cinetina, ácido giberélico e ácido indolbutírico), em duas épocas de aplicação: no estádio vegetativo (V4) e reprodutivo (R5). Características vegetativas como altura das plantas de feijão, altura de inserção da primeira vagem, número de grãos por vagem e massa de 100 grãos não foram afetadas pela aplicação do produto. No entanto...

Efeito do regulador vegetal cloreto de clormequat nos componentes da produção e na produtividade do feijoeiro.

CUNHA, P. C. R. da; SILVEIRA, P. M. da; ALVES JÚNIOR, J.; NASCIMENTO, J. L. do.
Fonte: In: CONGRESSO NACIONAL DE PESQUISA DE FEIJÃO, 9., 2008, Campinas. Ciência e tecnologia na cadeia produtiva do feijão. Campinas: Instituto Agronômico, 2008. Publicador: In: CONGRESSO NACIONAL DE PESQUISA DE FEIJÃO, 9., 2008, Campinas. Ciência e tecnologia na cadeia produtiva do feijão. Campinas: Instituto Agronômico, 2008.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
Português
Relevância na Pesquisa
47.686167%
O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos de doses do regulador de crescimento cloreto de clormequat, marca comercial Tuval®, aplicado de forma parcelada, em algumas características agronômicas e na produtividade do feijoeiro.; 2008

Controle do amadurecimento de goiabas 'Kumagai' tratadas com 1-metilciclopropeno; Ripening control of 'Kumagai' guavas submited to 1-methilciclepropene

CERQUEIRA, Thales Sandoval; JACOMINO, Angelo Pedro; SASAKI, Fabiana Fumi; AMORIM, Lilian
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
48.653706%
A alta perecibilidade da goiaba é o principal problema enfrentado pelos produtores na comercialização da fruta in natura, tanto no mercado nacional, como no internacional. O 1-metilciclopropeno (1-MCP) é um regulador vegetal conhecido como bloqueador da ação do etileno, empregado para retardar o amadurecimento de frutos e estender sua vida útil. Assim, o presente trabalho teve por objetivo determinar os efeitos da aplicação do regulador vegetal 1-MCP sobre a qualidade pós-colheita de goiabas 'Kumagai'. As goiabas foram colhidas quando a cor da casca começou a mudar de verde-escura para verde-clara, tendo como base os índices de firmeza (N) e cor da casca (ºh) de 85N e 117ºh, respectivamente, em lotes uniformes, sem defeitos. Os frutos foram expostos ao 1-MCP durante 3 horas, em câmara hermética, nas concentrações de 0; 100; 300 e 900 nL.L-1 e armazenadas a 22±2 ºC e 80-85 %UR durante 12 dias. O regulador vegetal retardou a perda da cor verde da casca e da firmeza da polpa, bem como o incremento dos teores de ácido ascórbico e de sólidos solúveis, entretanto não alterou a perda de massa, a acidez titulável e a incidência de podridões. A atividade respiratória e a produção de etileno também foram influenciadas pelo 1-MCP...

Influência de sistemas de manejo na produção e nas reservas de pessegueiro precoce (Prunus pérsica (L.) Batsch.) cultivado em clima tropical.; Influence of systems of handling in the production and in the reservations of precocious peach tree (Prunus pérsica (L.) Batsch.) cultivated in tropical climate.

Araujo, João Paulo Campos de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 12/01/2005 Português
Relevância na Pesquisa
38.507534%
A precocidade de maturação é o principal fator de sucesso econômico do persicultor paulista, em vista desse fato existe uma demanda muito grande por novas técnicas que possibilitem a melhoria da qualidade dos frutos e uma maior precocidade na colheita. Este trabalho visa verificar a influência dos sistemas de podas e manutenção das folhas após a colheita nas reservas de carboidratos não estruturados em ramos e raízes do pessegueiro da cultivar Flordaprince,verificar a produção dessas plantas e a qualidade dos frutos em função das reservase verificar a eficiência do uso do regulador vegetal 2,4-DP (ácido diclofenoxipropiônico), em função das reservas de carboidratos solúveis existentes nas plantas, bem como seu possível efeito na qualidade dos frutos obtidos. O trabalho conduzido na Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, em Piracicaba. O delineamento foi de blocos ao acaso, constando de 9 tratamentos e 4 repetições. Cada parcela foi composta por 4 plantas. Os dados foram submetidos as análises de variância e à comparação das médias pelo Teste de Tukey. O espaçamento adotado foi de 3,0 X 1,2 metros, correspondendo a 2777 plantas ha-1. As plantas foram conduzidas em sistema líder central, e todas receberam as práticas de irrigação...

Controle do amadurecimento de goiabas 'Kumagai' tratadas com 1-metilciclopropeno

Cerqueira,Thales Sandoval; Jacomino,Angelo Pedro; Sasaki,Fabiana Fumi; Amorim,Lilian
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2009 Português
Relevância na Pesquisa
48.601567%
A alta perecibilidade da goiaba é o principal problema enfrentado pelos produtores na comercialização da fruta in natura, tanto no mercado nacional, como no internacional. O 1-metilciclopropeno (1-MCP) é um regulador vegetal conhecido como bloqueador da ação do etileno, empregado para retardar o amadurecimento de frutos e estender sua vida útil. Assim, o presente trabalho teve por objetivo determinar os efeitos da aplicação do regulador vegetal 1-MCP sobre a qualidade pós-colheita de goiabas 'Kumagai'. As goiabas foram colhidas quando a cor da casca começou a mudar de verde-escura para verde-clara, tendo como base os índices de firmeza (N) e cor da casca (ºh) de 85N e 117ºh, respectivamente, em lotes uniformes, sem defeitos. Os frutos foram expostos ao 1-MCP durante 3 horas, em câmara hermética, nas concentrações de 0; 100; 300 e 900 nL.L-1 e armazenadas a 22±2 ºC e 80-85 %UR durante 12 dias. O regulador vegetal retardou a perda da cor verde da casca e da firmeza da polpa, bem como o incremento dos teores de ácido ascórbico e de sólidos solúveis, entretanto não alterou a perda de massa, a acidez titulável e a incidência de podridões. A atividade respiratória e a produção de etileno também foram influenciadas pelo 1-MCP...

Efecto de los extractos de Aloe Vera, Kalanchoe pinnata, Zea mays, Gerbera Jamesonii y del híbrido interespecífico OxG (Elaeis oleífera x Elaeis guineensis) y como alternativas naturales de reguladores de crecimiento vegetal de tipo auxínico y citoquininico en el cultivo in vitro de Saintpaulia ionantha Wendl (Violeta africana)

Rodríguez Cobo, Jennifer
Fonte: Ibagué : Universidad del Tolima, 2015; Facultad de Ciencias, Programa de Biología Publicador: Ibagué : Universidad del Tolima, 2015; Facultad de Ciencias, Programa de Biología
Tipo: Trabajo de grado - Pregrado; Text; info:eu-repo/semantics/bachelorThesis; info:eu-repo/semantics/submittedVersion Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
38.599097%
55 Páginas; El cultivo in vitro se ha posicionado recientemente como una herramienta biotecnológica útil en la solución de problemas presentes en la reproducción y desarrollo de plantas, pero su uso es limitado por el alto costo de instalaciones, equipos y reactivos necesarios para realizar la siembra en condiciones de asepsia y estimular de manera apropiada el desarrollo de las plantas con el uso de reguladores de crecimiento vegetal. Como una estrategia conducente a aumentar la implementación del cultivo in vitro y ponerlo al alcance de agricultores, hasta ahora reducido a pequeños círculos científicos, se utilizaron fuentes de reguladores de crecimiento vegetales presentes de forma natural en las plantas buscando la fácil extracción y bajo costo económico, con un efecto similar a los ofrecidos comercialmente como sintéticos. Para esto se seleccionaron especies reportadas por los contenidos de reguladores de crecimiento como: Aloe vera (Extracto de gel de hoja), Kalanchoe pinnata (Extracto de hoja), Zea mays (Extracto de cotiledón, epicótilo e hipocótilo), Híbrido interespecífico Elaeis oleífera x Elaeis guineensis (extracto de endospermo) y Gerbera jamesonii (Extracto de hoja). Los extractos obtenidos se aplicaron por inmersión de 10 y 30 minutos a los segmentos nodales de Saintpaulia ionantha Wendl. (Violeta africana) y al medio MS (Murashige y Skoog)...