Página 1 dos resultados de 29 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Efeitos de MBTA [cloridrato de N,N-dietil-2-(4-metilbenziloxi) etilamina] na qualidade, produtividade e em características fisiológicas de três cultivares de citros; Effects of MBTA [N,N-diethyl-2-(4-metylbenzyloxy) ethylamine hydrochloride] on quality, yield and physiological characteristics of three citrus cultivars

Serciloto, Chryz Melinski
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 06/11/2007 Português
Relevância na Pesquisa
37.960916%
O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos do biorregulador MBTA [cloridrato de N,N-dietil-2-(4-metilbenziloxi) etilamina] aplicado em diferentes épocas e concentrações sobre a produtividade e qualidade dos frutos das laranjeiras 'Hamlin', 'Valência' e 'Pêra' e em características fisiológicas da laranjeira 'Hamlin'. Em duas safras consecutivas, o MBTA foi aplicado em três diferentes concentrações (8; 16 e 32 mg L-1) e em duas diferentes fases fenológicas (25% e 100% de flores abertas) em árvores cítricas adultas, utilizando um volume de 7 litros de solução por planta acompanhada do adjuvante Silwett L-77 0,05%. Foram amostrados 20 frutos por planta em quatro diferentes épocas para cada cultivar estudado para determinar o teor de sólidos solúveis totais; acidez; quantidade de sólidos solúveis totais em caixa industrial de 40,8 kg; pH; rendimento de suco; cor do suco, massa média e diâmetro médio dos frutos. Os efeitos do MBTA variaram de acordo com o cultivar, concentração aplicada e com a fase fenológica de aplicação. Na laranjeira 'Hamlin', o MBTA na concentração de 16 mg L-1 aplicado com 25% de flores abertas incrementou o teor de sólidos solúveis totais...

Análise de expressão gênica e metabolismo primário em cana-de-açúcar: sinalização de açúcares; Sugarcane gene expression and primary metabolism analysis: sugar signaling

Ribeiro, Camila
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 23/07/2012 Português
Relevância na Pesquisa
39.258174%
A cana-de-açúcar (Saccharum spp.), por acumular sacarose em altas concentrações tem sido o foco de diversas pesquisas bioquímicas e fisiológicas. A relação entre a atividade fotossintética do tecido fonte da folha e o acúmulo de sacarose no órgão dreno, o colmo, ainda não é bem compreendida. Em estudos prévios observou-se que a atividade fotossintética declina durante a maturação do colmo em cultivares comerciais. As folhas de cana-de-açúcar aparentam possuir a capacidade de aumentar o fornecimento de açúcares para o colmo sob condições de aumento da demanda. E ainda, em plantas superiores, o açúcar tem um importante papel no controle do crescimento e desenvolvimento, no entanto, as vias de sinalização e seus correspondentes mecanismos moleculares e metabólicos, ainda estão sendo decifrados. Porém, as informações a respeito da regulação por açúcares são escassas em cana-de-açúcar. Assim, para compreender os mecanismos relacionados ao acúmulo de sacarose e os mecanismos metabólicos de sinalização de açúcares e análogos, realizou-se ensaios de sinalização exógena de açúcares, acompanhando as alterações do transcriptôma e metabolôma, de modo a relacionar essas informações para obtermos uma visão de biologia sistêmica. A partir deste estudo foi possível identificar relações entre a sinalização de açúcares e seus homólogos...

Efeito de diferentes relações folha/grãos sobre o metabolismo do nitrogênio em diferentes partes da planta de milho

Silva, Cesar José da
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: x, 64 f.
Português
Relevância na Pesquisa
29.791611%
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); Pós-graduação em Agronomia (Produção Vegetal) - FCAV; Embora esteja bem estabelecido pelos experimentos clássicos, qual são os fatores que limitam a produção, o funcionamento da planta na fase reprodutiva que envolve um complexo relacionamento tanto entre órgãos fonte e dreno de fotossintatos como do metabolismo do nitrogênio em ambos os tipos de órgãos, ainda permanece pouco esclarecido. Assim sendo, na fase de polinização foram impostas diferentes proporções de folhas (% de fonte) e de grãos (% de dreno) em plantas de milho para estudar o efeito destes tratamentos sobre o comportamento do metabolismo do nitrogênio em grãos, folhas e colmos, em diferentes etapas da fase reprodutiva da cultura e suas relações com a produção de massa seca, desenvolvimento de grãos, bem como desenvolvimento e senescência das folhas. Avaliou-se atividade de algumas enzimas, o teor dos principais metabólitos nitrogendados nas folhas, nos colmos e nos grãos em formação, bem como os reflexos destas variáveis sobre algumas características agronômicas aos 2, 10, 20 e 30 dias após a polinização (dap). Os resultados do presente trabalho permitiram esclarecer que a atividade da redutase do nitrato na folha não foi afetada pelas alterações nas proporções de fonte e dreno de fotossintatos. Os teores de N-total...

Uso do carbono-13 como marcador na partição de fotoassimilados em maracujazeiro doce (Passiflora alata Dryander)

Vasconcellos, Marco Antonio da Silva
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: xii, 106 f. : il.
Português
Relevância na Pesquisa
39.652869%
Pós-graduação em Agronomia (Horticultura) - FCA; Objetivou-se testar, a viabilidade da metodologia para avaliação da translocação e alocação de fotoassimilados, utilizando isótopo estável do carbono-13 como marcador, assim como, avaliar algumas relações fonte-dreno em ramos vegetativo e reprodutivo, em plantas de maracujá doce. Para tanto, folhas do maracujazeiro doce, presentes em ramos vegetativos e reprodutivos, foram colocadas em uma câmara de acrílico, e submetidas a um ambiente com enriquecimento de 13CO2, por 30 minutos. Após 6 horas, os diferentes órgãos presentes nos ramos foram coletados e imediatamente imersos em nitrogênio líquido (-196ºC), para evitar que permanecessem vivos e pudessem consumir os fotoassimilados no processo de respiração. As amostras, previamente identificadas, foram moídas em moinho criogênico, para uma perfeita homogeneização, sendo posteriormente analisadas no espectrômetro de massas de razão isotópica, para a determinação do enriquecimento relativo de 13C. Os resultados obtidos, indicaram que a metodologia proposta mostrou-se eficiente na avaliação qualitativa da translocação e alocação dos fotoassimilados. Em ramos vegetativos, as folhas recém abertas, as folhas fechadas e o meristema de crescimento...

Caracterização parcial do luteovirus associado ao amarelecimento foliar da cana-de-açucar e aspectos fisiopatologicos na planta hospedeira

Marcos C. Gonçalves
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/06/1998 Português
Relevância na Pesquisa
37.960916%
A síndrome do amarelecimento foliar da cana-de-açúcar constitui hoje uma preocupação mundial para a produtividade da cultura. Contudo, controvérsias ainda são levantadas sobre a sua origem e principalmente sobre a natureza do agente causal da moléstia. Visando contribuir para o estabelecimento da etiologia da doença, o presente trabalho apresenta a purificação do luteovirus identificado em plantas com sintomas e a tentativa de produção de um anti-soro policlonal para o estabelecimento de um método seguro de diagnóstico. As alterações na fisiologia da planta provocadas pelo patógeno, refletindo ou não em sintomas visíveis, foram estudadas por monitoramento da eficiência fotossintética e dos conteúdos de pigmentos fotossintetizantes e carboidratos fotoassimilados. O método de purificação avaliado ofereceu uma boa eficiência, sendo obtidas razões A260/A280=1, 8 e concentrações de 100µg/ml de partículas virais de formato isométrico de ca. 25nm. Os anti-soros policlonais produzidos, porém, não foram úteis para detecção serológica do vírus, sendo constatada uma forte reação cruzada com plantas sadias em testes PTA-ELISA, DASI-ELISA e "Tissue-Blotting". Foram encontradas reduções nos teores de pigmentos fotossintetizantes e na razão Cla/Clb...

Características morfoagronômicas do milho submetido a diferentes níveis de desfolha manual

Pereira,Marcel José Roma; Bonan,Everton César Biazotti; Garcia,Anice; Vasconcelos,Ricardo de Lima; Gíacomo,Karina dos Santos; Lima,Marcelo Ferreira
Fonte: Universidade Federal de Viçosa Publicador: Universidade Federal de Viçosa
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.960916%
O presente trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar os danos causados pela desfolha na cultura do milho. O experimento foi desenvolvido no ano agrícola 2005/2006, na Fazenda Roma, localizada no município de Ituverava, Estado de São Paulo. Para a sua concretização utilizou-se o híbrido triplo CODETEC 304®. O experimento foi composto de parcelas subdivididas, que foram distribuídas em três blocos de forma casualizada, apresentando como tratamento principal a desfolha manual (30, 40, 60 e 80% de desfolha) e como secundário as fases fenológicas da cultura D1 (sete folhas completamente desenvolvidas), D2 (quando as plantas apresentam-se na fase de pendoamento) e D3 (quando as plantas apresentam-se na fase de enchimento de grãos-grãos leitosos) com três repetições para cada tratamento e uma parcela controle (0% de desfolha) para cada bloco. Foram avaliados a produção de grãos das parcelas (g/m²), o tamanho médio das espigas despalhadas (cm) e o peso médio de 1.000 grãos (g). Para o presente estudo, concluiu-se que as relações fonte-dreno foram afetadas negativamente em que a desfolha de 80% foi a que mais afetou todas variáveis, portanto é um nível de desfolha responsável pelas maiores perdas, não havendo meios de compensação para a cultura do milho.

Teores de carboidratos em órgãos lenhosos do caquizeiro em clima tropical

Corsato,Carlos Eduardo; Scarpare Filho,João Alexio; Sales,Eleuza Clarete Junqueira de
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2008 Português
Relevância na Pesquisa
37.960916%
Nas fruteiras caducifólias, o metabolismo de carboidratos constitui-se no principal mecanismo que garante a sua sobrevivência no período de dormência, estando, também, relacionado ao seu potencial produtivo em safras subseqüentes. Conhecer a forma como a planta utiliza esses carboidratos durante o seu desenvolvimento é um passo importante para o entendimento das suas relações fonte-dreno e para fundamentar algumas práticas de manejo, como a poda e o raleio de frutos. Caracterizar a variação dos teores de amido e de carboidratos solúveis totais em órgãos lenhosos do caquizeiro (Diospyros kaki L.), no decorrer do seu desenvolvimento fenológico, foi o objeto de investigação do presente estudo. O trabalho foi conduzido em um pomar de caquizeiros localizado na área experimental da Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" (ESALQ), em Piracicaba, Estado de São Paulo, durante o ciclo 2002/2003. A fenologia das plantas foi caracterizada pelo período de ocorrência e duração do alongamento dos ramos, florescimento, desenvolvimento dos frutos e das folhas e do abortamento natural de frutos. A variação dos teores desses carboidratos em ramos e em raízes foi analisada tendo por base os diferentes estádios fenológicos. Ocorreram variações significativas no teor desses carboidratos no período de estudo. A mobilização do amido nos ramos teve grande importância na sustentação de um novo ciclo de brotações. O maior consumo de amido ocorreu durante a abscisão foliar...

Crescimento de frutos do meloeiro sob diferentes relações fonte: dreno

Duarte,Tatiana da S; Peil,Roberta MN; Montezano,Eduardo M
Fonte: Associação Brasileira de Horticultura Publicador: Associação Brasileira de Horticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2008 Português
Relevância na Pesquisa
37.960916%
Um experimento foi realizado em ambiente protegido, de setembro de 2004 a janeiro de 2005, para avaliar o efeito da densidade de plantio e do número de frutos por planta no aumento da biomassa de frutos de meloeiro cultivado em substrato de casca de arroz crua e fertirrigado com solução nutritiva recirculada. Três densidades de plantio (1,7; 2,4 e 3,0 plantas m-2) e dois números de frutos por planta (3 e 4) foram estudados. A partir dos dados de matéria seca e fresca, aos 68 dias após o transplante, foram determinadas à produção e a distribuição de biomassa para os frutos. A matéria seca alocada nos frutos variou de 57 a 62% ao final do ciclo de cultivo, confirmando que, no meloeiro, estes são os maiores drenos de assimilados. A área foliar do meloeiro conduzido verticalmente e podado, ao final do cultivo, é relativamente baixa, o que associado a uma alta disponibilidade radiativa, evitou o excesso de sombreamento mútuo entre as plantas, mesmo na maior densidade de plantio. Assim, a maior densidade não afetou a distribuição de matéria seca e fresca para os frutos, aumentou a produção absoluta, por unidade de área, da biomassa da cultura e dos frutos. O aumento do número de frutos reduziu a matéria seca média dos frutos...

Relações fonte: dreno e crescimento vegetativo do meloeiro

Duarte,Tatiana da S; Peil,Roberta MN
Fonte: Associação Brasileira de Horticultura Publicador: Associação Brasileira de Horticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2010 Português
Relevância na Pesquisa
69.23664%
Avaliou-se o efeito de diferentes relações fonte:dreno, determinadas a partir de variações da densidade de plantio e do número de frutos/planta, sobre o crescimento vegetativo de plantas de meloeiro. Foram realizados dois experimentos no período de primavera-verão de 2004/2005, em estufa plástica. Em um dos experimentos, 3 densidades de plantio (1,7; 2,4 e 3,0 plantas m-2) e dois números de frutos/planta (3 e 4) foram estudados. No outro experimento estabeleceu-se dois tratamentos: remoção de todos os frutos e três frutos/planta, a fim de avaliar o efeito da ausência de frutos na planta. A partir dos dados de matéria seca e fresca e da área foliar (AF), aos 68 dias após o transplante, foi determinada a produção e a distribuição de matéria seca para a fração vegetativa, bem como o índice de área foliar (IAF), a área foliar específica (AFE) e os teores de matéria seca do caule e das folhas. O aumento da densidade de plantio não incrementou a força de fonte, não alterando o crescimento vegetativo em épocas de alta disponibilidade de radiação solar. A AF alcançada ao final do cultivo foi relativamente baixa, o que diminuiu o efeito de maior sombreamento mútuo e permitiu a penetração de radiação solar no interior do dossel...

Fatores ecofisiológicos que afetam o comportamento do milho em semeadura tardia (safrinha) no Brasil Central

Durães,F.O.M.; Magalhães,RC.; Costa,J.D.; Fancelli,A.L.
Fonte: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" Publicador: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/1995 Português
Relevância na Pesquisa
28.49651%
O presente trabalho teve por objetivo avaliar as relações entre fonte de assimilados e grão-dreno, bem como o comportamento de fatores morfo-fisiológicos que limitam o rendimento de grãos em plantas de milho de diferentes ciclos (normal, precoce e superprecoce), cultivadas em semeadura tardia (safrinha), com três densidades (33 mil, 55 mil e 77 mil plantas/ha). Verificou-se a eficiência de híbridos de milho quanto à duração do crescimento e rendimento, nas fases vegetativa e reprodutiva. Os rendimentos em grãos variaram entre os híbridos e entre as densidades e foram significativamente superiores nas maiores densidades de cultivo, para os três híbridos avaliados. Valores máximos de índice de área foliar, dentro de híbrido, resultaram em maiores rendimentos de grãos e contribuíram para explicar a variação do acúmulo de matéria seca total e do grão. Todos os híbridos tiveram o enchimento de grãos incompleto, indicando inadequada oferta de assimilados durante essa fase, principalmente para o híbrido superprecoce. Isto sugere que a oferta foi inferior à capacidade de armazenamento na espiga e, nesse caso, além do rendimento de grãos, outros órgãos vegetativos ficaram prejudicados em seu desenvolvimento. As condições ambientais de cultivo de safrinha são subótimas para o desenvolvimento do milho...

Catabolismo de sacarose durante a mobilização do galactomanano e sua importância na estratégia de sobrevivência de plântulas de Sesbania virgata (Cav.) Pers.

Molle,Fábio Reis Dalle; Tiné,Marco Aurélio Silva
Fonte: Instituto de Botânica Publicador: Instituto de Botânica
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2009 Português
Relevância na Pesquisa
48.81224%
Sementes de Sesbania virgata possuem galactomanano como polissacarídeo de reserva no endosperma. Durante a mobilização, os produtos de degradação são absorvidos pelos cotilédones que, posteriormente, fornecem esse carbono ao eixo embrionário. A sacarose tem um papel fundamental nesta relação de fonte e dreno entre os órgãos. Neste trabalho, a importância da reserva de galactomanano no estabelecimento das plántulas de Sesbania virgata foi investigada através de estudo de sobrevivência de plântulas com e sem endosperma, assim como as variações diuturnas na atividade das enzimas de catabolismo de sacarose. As plántulas crescidas no escuro com endosperma sobreviveram 16 dias a mais que as plántulas sem endosperma. Foram observadas variações independentes entre as enzimas, sugerindo que as diferentes enzimas participam de diferentes processos fisiológicos e, embora tenham a sacarose como substrato em comum, participam de vias metabólicas independentes.

Influencia da Manipulacao Genetica do Teor de Acumulacao de Amido na Raiz Sobre a Fenologia do Algodao.

SOUZA, J.G. de; SILVA, J.V.
Fonte: Pesquisa Agropecuaria Brasileira, Brasilia, v.27, n.9, p.1303-1309, set.1992 Publicador: Pesquisa Agropecuaria Brasileira, Brasilia, v.27, n.9, p.1303-1309, set.1992
Tipo: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
38.49651%
A producao por selecao recorrente de linhas com teor elevado ou baixo de amido nas raizes do algodoeiro (Gossypium hirsutum L.r. latifolium Hutch.) teve profundas consequencias fenologicas. A precocidade, tamanho das capsulas e producao de algodao em caroco por unidade de superficie foliar, foram aumentadas na linha alto amido, diminuidos na linha baixo amido. O numero de ramos, a altura do primeiro no frutifero, a altura da planta, a area foliar e o numero de capsulas sao reduzidos pela selecao para alto amido e aumentados na linha baixo amido. A manipulacao do dreno-raiz parece, assim, ter afetado a particao de carboidratos e as relacoes de crescimento. Discutem-se as consequencias fisiologicas e agronomicas destas modificacoes.; 1992

Efeitos do anelamento do caule sobre as relações fonte-dreno em plantas de Inga vera Willd; Effetcs of stem girdling on source-sink relations in Inga vera Wild plants

Fonte: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS; DBI - Programa de Pós-graduação; UFLA; BRASIL Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS; DBI - Programa de Pós-graduação; UFLA; BRASIL
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
37.960916%

Variação da fotossíntese e dos teores de carboidratos induzidos por etefom e déficit hídrico na fase de maturação da cana-de-açúcar

Roberto,Guilherme Garcia; Cunha,Camila; Sales,Cristina Rodrigues Gabriel; Silveira,Neidiquele Maria; Ribeiro,Rafael Vasconcelos; Machado,Eduardo Caruso; Lagôa,Ana Maria Magalhães Andrade
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2015 Português
Relevância na Pesquisa
48.27665%
ResumoUm importante índice para a indústria sucroalcooleira é a produtividade de sacarose em cana-de-açúcar, que pode ser relacionada à capacidade da planta em acumular sacarose durante a maturação. Apesar de se conhecer a eficiência de tratamentos como a restrição hídrica e a aplicação de reguladores para estimular o acúmulo de sacarose nos colmos, pouco se conhece sobre as respostas fisiológicas da planta que levam à maturação. Nesse contexto, o objetivo deste estudo foi avaliar as respostas fisiológicas da cana-de-açúcar a diferentes tratamentos indutores de maturação e, assim, compreender melhor a fisiologia desse processo. Duas variedades, a IACSP95-5000, de alta produtividade, e a IACSP94-2094, de produtividade moderada, foram submetidas ao déficit hídrico, à aplicação de regulador químico (etefom 480 g ha–1) e aos dois tratamentos associados. Foram medidos o crescimento, a concentração de carboidratos em folhas e colmos e as trocas gasosas. Concluiu-se que o efeito do etefom em cana-de-açúcar é genótipo-dependente, estimulando o acúmulo de sacarose no colmo e o suprimento de fotoassimilados pela fonte na variedade responsiva (IACSP95-5000). Tais efeitos não são associados à restrição do crescimento. Em relação à aplicação dos tratamentos de déficit hídrico e etefom associados...

Teores de carboidratos em órgãos lenhosos do caquizeiro em clima tropical; Carbohydrate content in persimmon tree woody organs in tropical climate

CORSATO, Carlos Eduardo; SCARPARE FILHO, João Alexio; SALES, Eleuza Clarete Junqueira de
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
37.960916%
Nas fruteiras caducifólias, o metabolismo de carboidratos constitui-se no principal mecanismo que garante a sua sobrevivência no período de dormência, estando, também, relacionado ao seu potencial produtivo em safras subseqüentes. Conhecer a forma como a planta utiliza esses carboidratos durante o seu desenvolvimento é um passo importante para o entendimento das suas relações fonte-dreno e para fundamentar algumas práticas de manejo, como a poda e o raleio de frutos. Caracterizar a variação dos teores de amido e de carboidratos solúveis totais em órgãos lenhosos do caquizeiro (Diospyros kaki L.), no decorrer do seu desenvolvimento fenológico, foi o objeto de investigação do presente estudo. O trabalho foi conduzido em um pomar de caquizeiros localizado na área experimental da Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" (ESALQ), em Piracicaba, Estado de São Paulo, durante o ciclo 2002/2003. A fenologia das plantas foi caracterizada pelo período de ocorrência e duração do alongamento dos ramos, florescimento, desenvolvimento dos frutos e das folhas e do abortamento natural de frutos. A variação dos teores desses carboidratos em ramos e em raízes foi analisada tendo por base os diferentes estádios fenológicos. Ocorreram variações significativas no teor desses carboidratos no período de estudo. A mobilização do amido nos ramos teve grande importância na sustentação de um novo ciclo de brotações. O maior consumo de amido ocorreu durante a abscisão foliar...

Fisiologia do crescimento em Hippeastrum hybridum cv. apple blosson : relações fonte - dreno

Giulio Cesare Stancato
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/06/1993 Português
Relevância na Pesquisa
69.33842%
Com o objetivo de conhecer o particionamento da matéria seca em duas fases do ciclo de Hippeastrum hybridum cv. apple blossom através de índices fisiológicos de crescimento e metabolismo de carboidratos no orgão de reserva, foram montados dois ensaios: 1. crescimento de bulbilhos através de propagação pelo método de escama dupla, em estufim. Os resultados obtidos nesse ensaio permitem, dentre outras, as seguintes conclusões (i) ocorre transferência das reservas das escamas interna e externa para a formação do bulbilho, folhas e raízes em todos tratamentos, sendo que a escama externa cede mais material; (ii) numa primeira etapa (62 dias), nos três tratamentos, as reservas contidas na escama dupla são responsáveis pelo desenvolvimento do bulbilho. Na segunda etapa do processo de propagação tratamento notam-se diferenças entre os tratamentos. Os bulbilhos do tratamento luz mostraram intenso crescimento enquanto os bulbilhos mantidos no escuro acumularam matéria seca 48.5% menos quando comparado ao tratamento de luz. Os bulbilhos transferidos do escuro para a luz responderam rapidamente à condição de irradiância, e tiveram a taxa de acúmulo de matéria seca aumentada a partir dos 62 DAP. 2. crescimento de bulbos de um ano sob o efeito de sombreamento e plena irradiância...

Crescimento dos frutos de laranjeira 'Salustiana' situados em ramos anelados com diversas relações de folhas/frutos

Siqueira,Dalmo Lopes de; Guardiola,José Luiz; Souza,Emanuel Fernando Maia de
Fonte: Sociedade Brasileira de Fruticultura Publicador: Sociedade Brasileira de Fruticultura
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2007 Português
Relevância na Pesquisa
58.35561%
A relação entre a área foliar e o crescimento dos frutos é um tema que freqüentemente recebe a atenção dos pesquisadores, por influenciar diretamente na produtividade das plantas e na qualidade dos frutos. Neste trabalho, avaliou-se o efeito da área foliar sobre o crescimento dos frutos da laranjeira 'Salustiana'. Foram utilizados ramos com 12 meses de idade e com apenas um fruto terminal. Os ramos foram anelados visando a manter diversas relações de folhas/fruto. Avaliaram-se, semanalmente, o crescimento dos frutos e os teores de amido presentes nas folhas durante um período de 42 dias. O crescimento dos frutos, avaliado na "fase de crescimento II", dependeu da área foliar disponível por fruto, sendo que 30 folhas foram suficientes para garantir o seu crescimento. As reservas de amido nas folhas dependeram da área foliar disponível por fruto e reduziram à medida que os frutos apresentaram aumentos no diâmetro e nas massas fresca e seca.

Variação sazonal da fotossíntese, condutância estomática e potencial da água na folha de laranjeira 'Valência'

Machado,Eduardo Caruso; Medina,Camilo Lázaro; Gomes,Mara de Menezes de Assis; Habermann,Gustavo
Fonte: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" Publicador: São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2002 Português
Relevância na Pesquisa
38.219934%
Em espécies perenes podem ocorrer variações nas taxas de trocas gasosas e nas relações hídricas em função da variação das condições ambientais, durante os diferentes meses do ano. Avaliaram-se, em laranjeira ´Valência´ enxertada sobre quatro espécies de porta-enxerto, mantida sem deficiência hídrica, as taxas de fotossíntese (A) e de transpiração (E), a condutância estomática (g) e o potencial da água na folha (psi f ), medidos nos períodos da manhã (9h00 às 11h00) e da tarde (13h00 às 15h00) nos meses de janeiro, março e julho em Campinas - SP. As espécies de porta-enxertos não tiveram efeitos sobre as variáveis medidas. Independente do porta-enxerto A, g e Y f foram menores no período da tarde. A queda de A deve estar relacionada com a queda de g que diminuiu em resposta ao aumento do déficit de pressão de vapor entre o ar e a folha (DPVar-folha ) nos horários mais quentes do dia. Apesar de ocorrer fechamento parcial dos estômatos no período da tarde E foi similar ao período da manhã, devido ao aumento do DPVar-folha. Também observou-se queda em A e em g no sentido de janeiro para julho. Sugere-se que a queda em A e em g ocorrida em março em comparação a janeiro esteja relacionada à queda da atividade de crescimento da planta...

Fatores ecofisiológicos que afetam o comportamento do milho em semeadura tardia (safrinha) no Brasil Central; Ecophysiological factors affecting maize behaviour of late summer planting in Central Brazil

Durães, F.O.M.; Magalhães, RC.; Costa, J.D.; Fancelli, A.L.
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/1995 Português
Relevância na Pesquisa
28.49651%
O presente trabalho teve por objetivo avaliar as relações entre fonte de assimilados e grão-dreno, bem como o comportamento de fatores morfo-fisiológicos que limitam o rendimento de grãos em plantas de milho de diferentes ciclos (normal, precoce e superprecoce), cultivadas em semeadura tardia (safrinha), com três densidades (33 mil, 55 mil e 77 mil plantas/ha). Verificou-se a eficiência de híbridos de milho quanto à duração do crescimento e rendimento, nas fases vegetativa e reprodutiva. Os rendimentos em grãos variaram entre os híbridos e entre as densidades e foram significativamente superiores nas maiores densidades de cultivo, para os três híbridos avaliados. Valores máximos de índice de área foliar, dentro de híbrido, resultaram em maiores rendimentos de grãos e contribuíram para explicar a variação do acúmulo de matéria seca total e do grão. Todos os híbridos tiveram o enchimento de grãos incompleto, indicando inadequada oferta de assimilados durante essa fase, principalmente para o híbrido superprecoce. Isto sugere que a oferta foi inferior à capacidade de armazenamento na espiga e, nesse caso, além do rendimento de grãos, outros órgãos vegetativos ficaram prejudicados em seu desenvolvimento. As condições ambientais de cultivo de safrinha são subótimas para o desenvolvimento do milho...

Variação sazonal da fotossíntese, condutância estomática e potencial da água na folha de laranjeira 'Valência'; Seasonal variation of photosynthetic rates, stomatal conductance and leaf water potential in 'Valencia' orange trees

Machado, Eduardo Caruso; Medina, Camilo Lázaro; Gomes, Mara de Menezes de Assis; Habermann, Gustavo
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Publicador: Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/03/2002 Português
Relevância na Pesquisa
38.219934%
Seasonal variation in environmental conditions may influence gas exchange rates as well as water relations in perennial species. This work was carried out to evaluate photosynthetic rates (A), transpiration (E), stomatal conductance (g) and leaf water potential (psi f ) in 'Valencia' orange trees grafted on four different rootstocks. Measurements were made twice a day: from 9h00 to 11h00 a.m. and from 1h00 to 3h00 p.m., during January, March and July. A and g were significantly lower and psif was significantly more negative, in the afternoon. The decrease in A may be related to the reduction in g, due to the increase in the vapor pressure deficit between the air and the leaf (VPDair-leaf ) in the afternoon, when temperatures are higher. In spite of the partial stomatal closure in the afternoon, the values for E were approximately the same as those measured in the morning, due to the increase in the VPDair-leaf . A decrease in A and g could also be noted from January to July, that is, from the hot and humid summer months, to the colder and drier winter ones. It was suggested that the decrease in A and g observed from January through March, may be related to the decrease in plant growth rates, which could have influenced the source-sink relationships...