Página 1 dos resultados de 478 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

O crescimento urbano do município de Bertioga inserido no debate sobre sustentabilidade ambiental; The urban growth of Bertioga city within the discussion on environmental sustainability

Alves, Estela Macedo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 20/05/2009 Português
Relevância na Pesquisa
47.82149%
Diante da perspectiva de entender como o conceito de sustentabilidade ambiental pode ser aplicado à urbanização das cidades, encontramos em Bertioga caso ilustrativo da associação entre natureza e crescimento urbano. A cidade sofreu, em seu ambiente natural, as conseqüências do crescimento intenso do litoral paulista, que são evidentes tanto na cidade legal quanto em ocupações ilegais. O objeto desta dissertação é a urbanização de Bertioga: uma relação entre o ambiente natural e as formas de produção do espaço urbano, incluindo a construção de espaços ambientalmente precários, que suprem os déficits de infraestrutura e habitação. O objetivo principal é interpretar os impactos gerados pela ocupação humana sobre áreas consideradas ambientalmente frágeis, no contexto de desenvolvimento e sustentabilidade ambiental, debatidos mundialmente. Da perspectiva do planejamento urbano e tendo um território politicamente delimitado município como elemento empírico, aprofundamos duas abordagens: a interpretação de conceitos utilizados no discurso ambiental e a análise territorial urbana. Como base teórica, utilizamos bibliografia ligada à conceituação da sustentabilidade e da problemática ambiental. Além disso...

Crescimento Económico e Sustentabilidade

Belbute, José Manuel Madeira
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
48.276626%
"Sem resumo feito pelo autor"; - Quando iniciei esta viagem ao mundo das interacções entre a economia e o ambiente, estava longe de encontrar um corpo científico coma dimensão e importância que vim a encontrar. De resto a minha primeira reacção ao ouvir o termo "Economia do Ambiente" foi, confesso, de alguma estranheza e certa desconfiança. Depressa compreendi que os meus "preconceitos" eram infundados e, artigo após artigo, livro após livro, fui descobrindo e tomando consciência do tema, da sua importância e actualidade. Cada artigo ou capítulo era lido com um misto de avidez e de espanto. As bibliografias, uma enorme fonte de esperança. Toda a actividade humana e sociocultural tem lugar num contexto de certo tipo de relações entre o homem, a sociedade e o resto da natureza. Desenvolvimento implica necessariamente transformação dessa relação e à medida que as sociedades evoluem, assim se alteram as relações que mantêm com a natureza. Por vezes as transformações são benéficas para ambos os sistemas e "ecologicamente sustentáveis". Outras, porém o modo como as sociedades procuram tirar partido das dotações ambientais para melhorar as suas hipóteses de sobrevivência ou a sua qualidade de vida, provocam danos irreparáveis nos ecossistemas de que dependem...

A educação ambiental na escola pública: percepção e prática de alunos e professores do ensino Médio da Escola Estadual Igarapé da Fortaleza - Santana - AP

Simôa, Antonia Rosilete
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
47.89242%
Essa dissertação objetiva analisar, através da pesquisa qualitativa e quantitativa, a prática da Educação Ambiental no processo ensino-aprendizagem com alunos do ensino médio da Escola Estadual Igarapé da fortaleza no município de Santana estado do Amapá. A análise é contextualizada com base nos fundamentos históricos e legais da Educação Ambiental assim como nas suas contribuições, desafios, sua trajetória perpassando pela origem do ambientalismo até alcançar o processo ensino-aprendizagem formal. Pois é no âmbito da educação formal que o conhecimento assume um papel mais relevante, assim desenvolver a Educação ambiental no ambiente escolar representa a possibilidade de motivar e sensibilizar para transformar atitudes, despertar a conscientização para a defesa de um meio ambiente mais saudável e, por conseguinte, uma maior qualidade de vida. Assim, através do processo educativo como função transformadora, pode tornar-se mais latente a percepção das crises ambientais, cabendo à educação ambiental, desenvolver nos alunos a conscientização de que educar para o ambiente é educar para a vida, pois nesse sentido as mudanças de atitudes acontecerão normalmente e os tornarão cidadãos em estreita relação com o meio ambiente e com o uso sustentável dos recursos naturais disponíveis...

Técnicas de sustentabilidade ecológica aplicadas ao projecto de arquitectura paisagista. Casos de estudo: projectos da Câmara Municipal de Tavira

Martins, Andreia Filipa Carvalho
Fonte: Universidade do Algarve Publicador: Universidade do Algarve
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
58.551035%
Dissertação de mest., Arquitectura Paisagista, Faculdade de Ciências e Tecnologia, Univ. do Algarve, 2013; A ecologia está vinculada à arquitectura paisagista desde o aparecimento da profissão, tanto no âmbito internacional como nacional. A partir da década de 60, do século XX, assistiu-se ao desenvolvimento de técnicas de sustentabilidade ecológica aplicadas ao projecto. Actualmente, este é um tema em franca expansão na investigação e na prática da arquitectura paisagista, em termos mundiais. No entanto, em Portugal, não se identificaram até à data quaisquer estudos que investiguem a aplicação de técnicas de sustentabilidade ecológica no projecto. Seria de esperar que as preocupações ecológicas fossem traduzidas no projecto mas, o estudo dessa situação nos Estados Unidos da América, alerta que a proposta de técnicas pode ser inferior ao esperado, e que podem existir entraves à sua aplicação. A presente dissertação testa a aplicação duma metodologia de investigação de casos de estudo, especificamente desenvolvida para efeitos deste trabalho, num conjunto de projectos da Câmara Municipal de Tavira, que visa investigar a aplicação de técnicas de sustentabilidade ecológica e averiguar a relação entre as preocupações dos projectistas e a realidade de aplicação dessas técnicas. Foram considerados para o efeito 22 projectos...

Amazônia socioambiental: sustentabilidade ecológica e diversidade social

Lima,Deborah; Pozzobon,Jorge
Fonte: Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo Publicador: Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2005 Português
Relevância na Pesquisa
68.612437%
ESTE ARTIGO baseia-se no emprego de um conceito central do discurso ambientalista - o de sustentabilidade ecológica - para construir um quadro analítico da diversidade socioambiental da Amazônia contemporânea. O exercício consiste em um ordenamento geral de categorias sociais segundo seu comportamento ambiental. Este é o ponto de partida para uma análise dos fundamentos históricos, econômicos e culturais da sustentabilidade ecológica atribuída a cada segmento social. A análise mostra a complexidade da interação entre múltiplos fatores que explicam o comportamento ecológico particular de cada um dos seguintes segmentos sociais considerados: a) povos indígenas de comércio esporádico, b) povos indígenas de comércio recorrente, c) povos indígenas dependentes da produção mercantil, d) pequenos produtores "tradicionais", e) latifúndios "tradicionais", f) latifúndios recentes, g) migrantes/ fronteira, h) grandes projetos e i) exploradores itinerantes. Com este exercício, alguns estereótipos consagrados são contrariados, como aqueles que relacionam baixa sustentabilidade ecológica com pobreza, ou alta sustentabilidade ecológica com identidade indígena. Concluímos mostrando a importância de prosseguir com análises de amplo espectro para entender a diversidade socioambiental da Amazônia.

Sustentabilidade: mantra ou escolha moral? uma abordagem ecológico-econômica

Cavalcanti,Clóvis
Fonte: Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo Publicador: Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 Português
Relevância na Pesquisa
48.0051%
Qual é o tamanho ótimo da escala econômica que a natureza pode admitir? A questão requer que se esteja falando de uma situação em que a economia seja vista como subsistema do ecossistema. É assim que a economia ecológica percebe a realidade e é nessa óptica que se configura o conceito de sustentabilidade ecológica. O impacto ambiental do crescimento sobre os recursos e sumidouros da natureza tem que ser contido dentro de limites. A noção usual de sustentabilidade, porém, dá a impressão de se ter convertido numa espécie de mantra da atualidade, sem maior compromisso. Mudanças no sistema econômico são inevitáveis como forma de adaptação às restrições que o processo econômico confronta. Cabe indagar o que é que se deseja sustentar e em que escala de tempo. À sociedade cumpre escolher a mudança a se fazer: uma escolha moral.

Desenvolvimento sustentável: uma perspectiva econômico-ecológica

Romeiro,Ademar Ribeiro
Fonte: Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo Publicador: Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 Português
Relevância na Pesquisa
48.306904%
O objetivo do trabalho é oferecer uma definição de desenvolvimento sustentável de uma perspectiva econômico-ecológica. Para tanto, foram analisadas inicialmente as condições históricas da formulação e a evolução do conceito de desenvolvimento sustentável, de suas origens como ecodesenvolvimento até sua nova apresentação como economia verde. Em seguida, foram avaliadas as premissas do conceito de sustentabilidade fraca que permite à economia ambiental neoclássica desconsiderar a realidade natural em suas formulações de políticas ambientais. Por sua vez, a análise dos fundamentos teóricos da economia ecológica possibilitou chegar a uma definição de sustentabilidade estritamente ecológica, condição necessária para a definição de desenvolvimento sustentável proposta. Finalmente, são analisados os problemas para atingir o crescimento zero sem gerar uma crise e para mudar as expectativas de consumo em sociedades de consumo. Uma definição sucinta de desenvolvimento sustentável é, então, proposta.

É correto pensar a sustentabilidade em níval local? Uma análise metodológica de um estudo de caso em uma Área de Proteção Ambiental no litoral sul do Brasil

Rodrigues,Aníbal; Tommasino,Humberto; Foladori,Guillermo; Gregorczuk,Anderson
Fonte: ANPPAS - Revista Ambiente e Sociedade Publicador: ANPPAS - Revista Ambiente e Sociedade
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2003 Português
Relevância na Pesquisa
58.441025%
O artigo aqui apresentado discute a relação entre a sustentabilidade ecológica e a sustentabilidade social. Um extenso trabalho de campo na Área de Proteção Ambiental (APA), no município de Guaraqueçaba, litoral do Estado do Paraná, Brasil, durante os anos de 1999 a 2001 permitiu chegar às seguintes conclusões: a) Na inter-relação entre aspectos ecológicos e sociais, o social determina o ecológico. Dito de outra forma, a sustentabilidade ecológica é uma variável dependente da sustentabilidade social; b) As condições naturais impõem restrições mais ou menos importantes à viabilidade econômica e à sustentabilidade social; e c) A questão da sustentabilidade social não pode, nem deve, ser analisada desconsiderando os níveis dos subsistemas dentro do sistema maior

Agroecologia na perspectiva da economia ecológica: contribuições para a promoção do desenvolvimento ruarl sustentável.

MANGABEIRA, J. A. de C.; ROMEIRO, A. R.
Fonte: In: ENCONTRO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ECONOMIA ECOLÓGICA, 7., 2007, Fortaleza. Anais... Campinas: UNICAMP, 2007. Publicador: In: ENCONTRO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ECONOMIA ECOLÓGICA, 7., 2007, Fortaleza. Anais... Campinas: UNICAMP, 2007.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 8 p.
Português
Relevância na Pesquisa
47.774263%
O presente artigo procura mostrar sucintamente a contribuição para a promoção do Desenvolvimento Rural Sustentável a partir dos princípios agroecológicos pela perspectiva da Economia Ecológica. Dentro desse contexto, este trabalho procura analisar a ilusão do crescimento sem limites da agricultura convencional no contexto da Economia Ecológica, os impactos ambientais decorrentes deste tipo de agricultura, as contribuições da Agroecologia para o Desenvolvimento Rural Sustentável, as dificuldades de implementação em larga escala dos sistemas agrícolas sustentáveis e definições de alguns parâmetros possíveis para aceitação deste modelo alternativo de produção agropecuária. Este artigo tem como objetivo elaborar um inventário, ainda que parcial e provisório de elementos teóricos e metodológicos que informem análises consistentes, implicações e limitações para aplicações do desenvolvimento rural sustentável via os princípios agroecológicos. A parte metodológica é baseada no levantamento bibliográfico de vários trabalhos isolados da vasta literatura sobre o tema. Assim, o presente artigo foi organizado no sentido de contribuir para o debate sobre os caminhos a serem seguidos na busca da sustentabilidade dos sistemas de produção agropecuários. Não se trata de proposta de validação de um conceito...

Dimensões humanas, éticas e culturais para uma sustentabilidade ecológica do desenvolvimento

Mendes Filho, Jose Thomaz
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Teses e Dissertações Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
48.096377%
Resumo: O objetivo deste trabalho, expresso de modo sintético, é aprimorar a caracterização de benefícios e de custos no escopo da relação entre Economia e meio ambiente, e fazê-lo com base em uma concepção de desenvolvimento sustentável (inspirada na obra de Ignacy Sachs) que mantém compromisso, para além de com viabilidade econômica, também com sustentabilidade ecológica, com justiça social e com aceitação cultural. Trata-se de uma investigação teórica cujo método compreende leitura e reflexão sobre a possibilidade de considerar esses atributos, de modo a um tempo objetivo e consequente, no contexto da avaliação econômica. Da leitura e da reflexão empreendidas resultou uma caracterização (a) de sustentabilidade ecológica por meio dos atributos conservação da diversidade biológica, preservação de ecossistemas cujo grau de antropia possa ser considerado apenas indireto, cuidado com a saúde humana, e produção e consumo renováveis e ambientalmente sustentáveis; (b) de justiça social por meio da observação dos preceitos da dignidade da pessoa humana, do bem viver, da bondade, da ética ambiental e da obrigação perante a justiça, no modo como caracterizados no presente trabalho; e (c) de aceitação cultural pautada por respeito genuíno ao outro (inspirado na teoria e na prática da diplomacia) e por efetivo compromisso com a ideia de não dominação (inspirada na concepção de republicanismo (cívico) apresentada por Philip Pettit). Como conclusão...

Análise da resiliência sócio-ecológica em unidades de conservação de uso sustentável: subsídios para o manejo da pesca artesanal no Brasil

Silva, Monalisa Rodrigues Oliveira da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ecologia; Bioecologia Aquática Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ecologia; Bioecologia Aquática
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
48.32118%
O uso da biodiversidade pelo homem leva a alterações no funcionamento dos ecossistemas, podendo ainda levar a perda de resiliência. Pode-se definir resiliência como a capacidade de um sistema absorver um distúrbio e reorganizar-se, enquanto submetido a mudanças, mantendo a mesma estrutura e funcionamento. Em um sistema social, entende-se como a capacidade dos usuários de recursos naturais de enfrentar e adaptar-se as mudanças nas regras que regem o uso e acesso a estes. Alterações na resiliência, tanto ecológica quanto social, podem ser resultantes das ações de exploração e manejo destes recursos. Assim, torna-se essencial compreender como funcionam as estratégias de manejo e sua interação com a resiliência sócio-ecológica, permitindo a auto-avaliação das ações e possíveis modificações das mesmas. Neste projeto, propõe-se comparar a resiliência sócio-ecológica de três Unidades de Conservação (UCs) de uso sustentável: Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Ponta do Tubarão, localizada no estado do Rio Grande do Norte; e as Reservas Extrativistas do Batoque e Prainha do Canto Verde, ambas localizadas no estado do Ceará. Em cada área de estudo serão escolhidas comunidades pesqueiras, permitindo a comparação entre elas. A partir destas comunidades...

A sustentabilidade ecológica do consumo da população de Minas Gerais no ano de 2008: uma aplicação do método da pegada ecológica

Gonzalez, Marcos Henrique Godoi
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
58.640073%
Este trabalho tem como objetivo principal analisar a sustentabilidade ecológica do consumo da população do estado de Minas Gerais no ano de 2008 por meio do cálculo da Pegada Ecológica para a referida região. Trata-se de uma metodologia já consolidada e bastante utilizada para aferição do grau de sustentabilidade ecológica da população de um determinado território, sendo portanto parâmetro para elaboração de políticas públicas que tenham como diretriz básica a obtenção do chamado Desenvolvimento Sustentável. A dissertação conta com três capítulos: i. o primeiro capítulo traz uma revisão bibliográfica sobre o surgimento e evolução do conceito de Desenvolvimento Sustentável, bem como uma discussão sobre escalas na visão da Economia Ecológica, como forma de estabelecer um marco teórico para o trabalho; ii. o segundo capítulo - também de caráter revisional - traz uma sistematização sobre o estado da arte no que tange aos indicadores de sustentabilidade, apontando, inclusive, o motivo pelo qual se optou pelo indicar específico a ser utilizado; iii. por fim, o terceiro capítulo trará a aplicação da metodologia da Pegada Ecológica, apresentando os resultados e sua discussão. Entre os resultados...

Avaliação de desempenho da sustentabilidade nas ecovilas; Sustainability evaluation performance method for ecovillages

Bissolotti, Paula Miyuki Aoki; Santiago, Alina Gonçalves; Oliveira, Roberto de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 04/12/2006 Português
Relevância na Pesquisa
47.82149%
A sustentabilidade norteia as atividades de uma ecovila, desde sua concepção, implantação, uso e gerenciamento. Este estudo expõe um método de avaliação de desempenho, que foi adaptado para esses assentamentos, para avaliar os graus de sustentabilidade alcançados pelos mesmos. O trabalho aborda a sustentabilidade ecológica aplica às ecovilas, os conceitos de desempenhos: simbólico, humano, técnico, ambiental, econômico, social e as dimensões: abrigo, acesso e ocupação, o Grau de Satisfação Relativa e os Fatores Críticos do Sucesso. O método foi aplicado em uma ecovila para avaliar a satisfação do usuário quanto à sustentabilidade e gerenciamento do assentamento e inclui pesquisa quantitativa e qualitativa para uma melhor análise dos resultados. Os Fatores Críticos do Sucesso são as áreas de menor satisfação apontadas na pesquisa e são utilizados para analisar os aspectos frágeis da ecovila. A partir desse estudo é possível verificar a real situação da sustentabilidade das ecovilas, objetivando-se aplicar os conceitos citados como parâmetros de avaliação de desempenho e gerenciamento dessas comunidades. A originalidade do trabalho está na formulação de um método de avaliação de desempenho da sustentabilidade para esses assentamentos. ; Sustainability guides the activities in ecovillages beginning from its conception...

Amazônia socioambiental: sustentabilidade ecológica e diversidade social

Lima, Deborah; Pozzobon, Jorge
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Avançados Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Avançados
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/08/2005 Português
Relevância na Pesquisa
68.612437%
ESTE ARTIGO baseia-se no emprego de um conceito central do discurso ambientalista - o de sustentabilidade ecológica - para construir um quadro analítico da diversidade socioambiental da Amazônia contemporânea. O exercício consiste em um ordenamento geral de categorias sociais segundo seu comportamento ambiental. Este é o ponto de partida para uma análise dos fundamentos históricos, econômicos e culturais da sustentabilidade ecológica atribuída a cada segmento social. A análise mostra a complexidade da interação entre múltiplos fatores que explicam o comportamento ecológico particular de cada um dos seguintes segmentos sociais considerados: a) povos indígenas de comércio esporádico, b) povos indígenas de comércio recorrente, c) povos indígenas dependentes da produção mercantil, d) pequenos produtores "tradicionais", e) latifúndios "tradicionais", f) latifúndios recentes, g) migrantes/ fronteira, h) grandes projetos e i) exploradores itinerantes. Com este exercício, alguns estereótipos consagrados são contrariados, como aqueles que relacionam baixa sustentabilidade ecológica com pobreza, ou alta sustentabilidade ecológica com identidade indígena. Concluímos mostrando a importância de prosseguir com análises de amplo espectro para entender a diversidade socioambiental da Amazônia.; WITH ONE of the central concepts of environmental discourse - that of ecological sustainability - we analyse the social diversity of contemporary Amazonia...

Sustentabilidade: mantra ou escolha moral? uma abordagem ecológico-econômica; Sustainability: A mantra or a moral choice? An ecological and economic approach

Cavalcanti, Clóvis
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Avançados Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Avançados
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/zip; application/pdf
Publicado em 01/01/2012 Português
Relevância na Pesquisa
48.0051%
Qual é o tamanho ótimo da escala econômica que a natureza pode admitir? A questão requer que se esteja falando de uma situação em que a economia seja vista como subsistema do ecossistema. É assim que a economia ecológica percebe a realidade e é nessa óptica que se configura o conceito de sustentabilidade ecológica. O impacto ambiental do crescimento sobre os recursos e sumidouros da natureza tem que ser contido dentro de limites. A noção usual de sustentabilidade, porém, dá a impressão de se ter convertido numa espécie de mantra da atualidade, sem maior compromisso. Mudanças no sistema econômico são inevitáveis como forma de adaptação às restrições que o processo econômico confronta. Cabe indagar o que é que se deseja sustentar e em que escala de tempo. À sociedade cumpre escolher a mudança a se fazer: uma escolha moral.; What is the optimum scale of the economy compatible with nature? This question asks for consideration of the economy as a subsystem of the ecosystem. Ecological economics adopts that perspective permitting that the concept of environmental sustainability be established. This implies that the environmental impact of growth on the source and sink functions of nature be contained within limits. The usual notion of sustainability...

Desenvolvimento sustentável: uma perspectiva econômico-ecológica; Sustainable development: an ecological economics perspective

Romeiro, Ademar Ribeiro
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Avançados Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Estudos Avançados
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf; application/zip; application/pdf
Publicado em 01/01/2012 Português
Relevância na Pesquisa
48.306904%
O objetivo do trabalho é oferecer uma definição de desenvolvimento sustentável de uma perspectiva econômico-ecológica. Para tanto, foram analisadas inicialmente as condições históricas da formulação e a evolução do conceito de desenvolvimento sustentável, de suas origens como ecodesenvolvimento até sua nova apresentação como economia verde. Em seguida, foram avaliadas as premissas do conceito de sustentabilidade fraca que permite à economia ambiental neoclássica desconsiderar a realidade natural em suas formulações de políticas ambientais. Por sua vez, a análise dos fundamentos teóricos da economia ecológica possibilitou chegar a uma definição de sustentabilidade estritamente ecológica, condição necessária para a definição de desenvolvimento sustentável proposta. Finalmente, são analisados os problemas para atingir o crescimento zero sem gerar uma crise e para mudar as expectativas de consumo em sociedades de consumo. Uma definição sucinta de desenvolvimento sustentável é, então, proposta.; This paper offers a definition of sustainable development in an ecological economics perspective. For this it begins with a historical analysis of the sustainable development concept from its origins as ecodevelopment to its present formulation as green economy. It follows an assessment of the weak sustainability concept premises which allows for the neoclassical environmental economics not to take into full account the natural reality in its environmental policies proposals. The analysis of the ecological economics theoretical foundations...

Ecological sustainability of speleotourism in the Serra da Bodoquena, Mato Grosso do Sul; Sustentabilidade ecológica do espeleoturismo na Serra da Bodoquena, Mato Grosso do Sul

Lobo, Heros Augusto Santos; Moretti, Edvaldo Cesar
Fonte: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes Publicador: Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/04/2009 Português
Relevância na Pesquisa
47.91328%
O presente artigo apresenta uma análise da estrutura e produção do espeleoturismo na Serra da Bodoquena, sob o enfoque do ideário de ecoturismo e da sustentabilidade ecológica. A metodologia de pesquisa incluiu levantamentos documentais e de campo em cavidades naturais turísticas. As discussões apresentam aspectos técnico-metodológicos como caminhos viáveis para um espeleoturismo com princípios ecológicos e conservacionistas. Conclui-se que o espeleoturismo pode se firmar não somente como um segmento, mas também como uma nova forma de se fazer o turismo na Serra da Bodoquena. Para tanto, deve identificar novas possibilidades de procedimentos de gestão e manejo ambiental que possam ir além dos paradigmas e modelos vigentes.; El presente artículo muestra un análisis de la estructura y producción del espeleoturismo en la Serra da Bodoquena, desde el enfoque de la ideología de ecoturismo y de la sostenibilidad ecológica. La metodología de investigación incluyó investigación documental y de campo en cuevas naturales turísticas. Las discusiones presentan aspectos técnico metodológicos como caminos viables para un espeleoturismo con principios ecológicos y conservacionistas. Se concluye que el espeleoturismo puede consolidarse no sólo como segmento...

UTILIZAÇÃO DOS INCENTIVOS FISCAIS COMO MECANISMO PARA PROMOVER A SUSTENTABILIDADE ECOLÓGICA

Bezerra, Pedro Ivo Soares; Faculdade de Direito da UFMG
Fonte: REVISTA DA FACULDADE DE DIREITO DA UFMG Publicador: REVISTA DA FACULDADE DE DIREITO DA UFMG
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 23/07/2012 Português
Relevância na Pesquisa
47.89242%
O presente trabalho objetiva destacar a utilização da tributação como mecanismo apto a promover a sustentabilidade ecológica a partir da indução, por parte do poder público em relação aos particulares, de comportamentos ambientalmente orientados no sentido de proteger a biota. Destacar-se-á a relevância do Estado interventor na seara ambiental, com fundamento no princípio do poluidor-pagador, ressaltando, através da demonstração de casos concretos, a possibilidade de utilização direcionada, em consonâncias com as diretrizes valorativas da Constituição, dos tributos previstos no sistema tributário nacional.PALAVRAS-CHAVE: Direito Ambiental. Intervenção do Estado. Tributação. Sustentabilidade ambiental. AbstractThe present paper aims to emphasize the use of taxation as a mechanism to promote the ecological sustainability from the induction, from the public authority in relation to individuals, of environmentally oriented behavior in the sense of protecting the biota. It will be highlighted the relevance of the State intervention in environmental area, on the basis of the polluter pays principle, emphasizing, through demonstration of concrete cases, the possibility of directed usage, in consonance with the estimated guidelines of the Constitution...

Sustentabilidade e contabilidade; Sustainability and accounting

Vellani, Cassio Luiz; UNAERP e Faculdades COC; Ribeiro, Maísa de Souza; FEARP-USP
Fonte: UFSC Publicador: UFSC
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 26/01/2010 Português
Relevância na Pesquisa
48.0051%
http://dx.doi.org/10.5007/2175-8069.2009v6n11p187 Há no mercado divulgação de gastos incorridos em atividades não relacionadas com a sustentabilidade ecológica, como gastos ambientais. Para evitar isso, é necessário compreender o fato gerador do gasto ambiental. O objetivo deste trabalho é investigar, analisar e identificar o tipo de evento relacionado com o fato gerador do gasto ambiental para melhorar a informação sobre as atividades que visam a sustentabilidade ecológica dos negócios. Este trabalho analisa certos conceitos, limita o campo de atuação da contabilidade da gestão ambiental, propõe um conceito chamado de O Sistema Empresa Ecoeficiente e o analisa e o compara com determinados casos práticos.; There is market disclosure of expenses incurred in activities not related to ecological sustainability, as environmental costs. To avoid this, you must understand the environmental costs fact. The objective of this study is to investigate, analyze and identify the type of event related to the environmental costs fact. This study examines certain concepts, limits the action field of environmental management accounting, proposes a concept called The System Company Eco-efficient and analyzes and compares with some practical cases.

Wealth geography, environment and hunger: small critic contribution to the current agrarian/agricultural model of the natural resources usage; Geografia da riqueza, fome e meio ambiente: pequena contribuição crítica ao atual modelo agrário/agrícola de uso dos recursos naturais

Gonçalves, Carlos Walter Porto
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Descritivo Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2004 Português
Relevância na Pesquisa
47.709326%
The text questions the geopolitical issue implied in the argument about hunger and the environment. It criticizes the current agrarian / agricultural model of the natural resources usage, stating it is a model of economic development of mild regions that has been imposed all over the world at a very high ecological, cultural and political cost. This model has faced the patrimonial, collective and community knowledge, characteristic of populations with distinct rationality from the occidental atomistic-individualistic one, with severe risks to the feeding safety. It analyzes the social-environmental consequences of the current agrarian / agricultural model, the contradictory results of the increase of the world capacity of food production, hunger in the world, the meanings of the Green Revolution from the seventies on, the social-environmental impacts of the agrarian business in the Brazilian cerrado and the complexity of the use of transgenic products. It criticizes the restricted ecological sustentation based on a political realism, and proposes a reflection upon a new rationality for the environmental challenge. It concludes that hunger is not a technical problem, for it does not happen because of the lack of food, but because of the way the food is produced and distributed. Today hunger lives with the provisions necessary to overcome itself.; O texto discute a questão geopolítica implicada no debate sobre a fome e o meio ambiente. Critica o atual modelo agrário/agrícola de uso dos recursos naturais...